Você está na página 1de 65

TIPOS DE IMPOSTO

IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares


ÂNGELA FERNANDES 53
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

• É um Imposto sobre o rendimento Nacional e Estadual;

• Imposto Direto e Pessoal;

• Visa combater as desigualdades – Único e Progressivo (por escalões) – Tabelas de


Taxas de IRS publicadas anualmente

• Objetivo:
• Tributar o valor anual dos rendimentos auferidos por pessoas
singulares ou físicas depois de efetuadas as correspondentes deduções e
abatimentos

ÂNGELA FERNANDES 54
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

• Incide sobre o valor anual (ano civil) dos rendimentos, divididos nas 6 categorias
seguintes:
• Categoria A – Trabalho Dependente
• Categoria B – Empresariais e Profissionais
• Categoria E – de Capitais
• Categoria F - Prediais
• Categoria G – Incrementos Patrimoniais
• Categoria H - Pensões

ÂNGELA FERNANDES 55
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

• Estão sujeitas a IRS as pessoas singulares que residem no território português


(Residentes) e as que, não residindo, aqui obtenham rendimentos (não
residentes).

• Na existência de Agregado familiar o imposto é devido pelo conjunto dos


rendimentos das pessoas que o constituem:
• Cônjuges não separados e seus dependentes;
• O pai ou a mãe solteiros e dependentes a cargo;
• Adotante solteiro e os dependentes a cargp

ÂNGELA FERNANDES 56
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Categoria A Rendimentos do trabalho dependente

• Trabalho por conta de outrem;


• Trabalho prestado ao abrigo de contrato de aquisição de serviços;
• Exercício de função, serviço ou cargo público;
• Situações de pré-reforma, pré aposentação ou reserva

• As remunerações compreendem: salários, comissões, gratificações,


subsídios, prémios.

ÂNGELA FERNANDES 57
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Categoria B Rendimentos Empresariais e Profissionais

• Decorrentes do exercício de qualquer atividade comercial, industrial, agrícola,


silvícola ou pecuária;
• Aferidos, no exercício, por categoria próprio, de qualquer atividade de
prestação de serviços.
• Provenientes de atividade intelectual ou industrial ou da prestação de
informações respeitantes a uma experiência adquirida,

ÂNGELA FERNANDES 58
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Categoria E Rendimentos de Capitais

• Frutos e vantagens económicas de elementos patrimoniais, bens, direitos ou


situações jurídicas, de natureza mobiliária, bem como a respetiva
modificação, transmissão ou cessação.
• Compreendem:
• Juros de contratos de mútuo, abertura de crédito.
• Juros de depósitos à ordem ou a prazo, bem como certificados de depósito.
• Juros, prémios de amortização ou de reembolso de títulos de divida publica,
obrigações, títulos de participação, entre outros.
• Juros e outras formas de remuneração de suprimentos, abonos e adiantamentos
de capital dos sócios à sociedade

ÂNGELA FERNANDES 59
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Categoria F Rendimentos Prediais

• Consideram-se rendimentos prediais as rendas de prédios rústicos, urbanos e


mistos.
• Relativa à cedência do uso do prédio;
• Aluguer de maquinismos e mobiliários no imóvel locado;
• Diferença, auferida pelo sublocador, entre a renda recebida e a renda paga
ao senhorio;
• Cedência do uso, total ou parcial, de bens imóveis, para fins especiais
(publicidade)
• Cedência do uso de pates comuns de prédios;

ÂNGELA FERNANDES 60
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Categoria G Incrementos Patrimoniais

• Rendimentos não considerados de outras categorias:


• As mais-valias
• Indemnizações que visem a reparaçao de danos não patrimoniais
• Importâncias auferidas em virtude da assunção d obrigações de não
concorrência;
• Acréscimos patrimoniais não justificados

ÂNGELA FERNANDES 61
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Categoria H Rendimentos de Pensões

• Prestações devidas a titulo de pensão de aposentação ou de reforma, velhice,


invalidez ou sobrevivência e ainda pensões de alimentos;
• Prestações a cargo de companhias de seguros, fundos de pensões ou
quaisquer outras entidades, em regimes complementares de Segurança
Social;
• Rendas temporárias ou vitalícias (Pensões de Alimentos)

ÂNGELA FERNANDES 62
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Escalões de IRS (2021)

ÂNGELA FERNANDES 63
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Cálculo do IRS: (trabalho Dependente – Categoria A)


1. Calcular o rendimento anual bruto
2. Calcular o rendimento coletável (rendimento anual bruto – deduções
especificas)
3. Encontrar o escalão e a taxa de IRS (com base no rendimento coletável
apurado)
4. Calcular a coleta (Aplicar as respetivas taxas de IRS)
5. Calcular as deduções à coleta (despesas dedutíveis)
6. Calcular a Coleta Liquida (Coleta – deduções)
7. Acerto de Contas (montante IRS retido – Coleta Liquida)

ÂNGELA FERNANDES 64
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

• As deduções especificas têm normalmente o montante fixo de 4.104 euros (Por sujeito
passivo)
• Valor fixo por cada dependente
A maior parte das despesas enquadra-se nesta
categoria.
Despesas do dia a dia como, por exemplo, água,
eletricidade e gás, telecomunicações,
supermercado, combustíveis, vestuário e
calçado, eletrodomésticos, mobiliário, etc.

No caso das famílias monoparentais pode ser


deduzido 45% do valor suportado por qualquer
membro do agregado familiar com o limite
global de 335 euros.

ÂNGELA FERNANDES 65
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

As faturas de saúde também dão direito a


dedução no IRS, independentemente da taxa de
IVA.
No entanto, as despesas com IVA a 23% (como
por exemplo óculos) têm de ter receita médica
associada à fatura.

ÂNGELA FERNANDES 66
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

São dedutíveis as seguintes despesas de


educação:
•Serviços e bens, isentos do IVA ou
tributados à taxa reduzida;
•Mensalidades de creches, jardins-de-
infância, lactários e escolas;
•Manuais e livros escolares;
•Refeições escolares;
•Rendas de imóveis quando o estudante
está deslocado.

Os encargos com as rendas de imóveis


quando o estudante está deslocado a
mais de 50 quilómetros da residência
permanente do agregado são dedutíveis
até ao limite de 300 euros por ano.

ÂNGELA FERNANDES 67
TIPOS DE IMPOSTO
Para ter direito ao benefício, é obrigatório que o
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares contrato de crédito para a aquisição de
habitação permanente tenha sido celebrado até
31 de dezembro de 2011.

Quem contraiu empréstimo depois dessa data


ou já tinha um contrato de crédito à habitação
anterior a 2012, mas mudou de banco, perde
essa vantagem.

Já os inquilinos podem deduzir ao imposto 15%


dos encargos com a renda da casa, desde que
alugada para habitação permanente e cujo
contrato de arrendamento tenha sido celebrado
ao abrigo do Regime do Arrendamento Urbano.

O limite da dedução é de 502 euros, mas para


contribuintes com rendimentos mais
baixos pode atingir os 800 euros.

ÂNGELA FERNANDES 68
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

As despesas podem ser tanto do próprio


contribuinte e do seu agregado, quanto de
ascendentes ou colaterais até terceiro grau
(pais, avós, tios, irmãos). Neste último caso, os
rendimentos destes não podem ser superiores
ao salário mínimo nacional.

Se tomar conta de pais ou avós, designados por


ascendentes, tem direito a deduzir 635 euros, no
caso de ter um ascendente a cargo, ou 525
euros por cada, a partir de dois ascendentes. O
ascendente não pode ter rendimentos
superiores à pensão mínima.

ÂNGELA FERNANDES 69
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Todas as faturas pedidas nos estabelecimentos


comerciais.
Despesas em restaurantes, alojamentos,
cabeleireiro, oficinas de reparação automóvel,
veterinário ou passes de transportes públicos
contam para as deduções à coleta.

WWW.E-FATURA.PT

ÂNGELA FERNANDES 70
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

7. Pensão de alimentos

No caso de quem tem descendentes e paga pensão de alimentos aos


filhos, ou outros tutelados, decretada por sentença ou acordo judicial,
também tem benefícios fiscais.

ÂNGELA FERNANDES 71
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Isenções de IRS

Descrição
Isenção
Abono para falhas até 5% da remuneração mensal

Ajudas de custo para deslocações em Portugal Diretores até € 69,19/dia


Outros até € 50,20/dia
Ajudas de custo para deslocações no Diretores até € 100,24/dia
estrangeiro Outros até € 89,35/dia
Carro próprio – pagamento de km até € 0,36/Km
Subsídio de refeição até € 4,77/dia
Vales de refeição até € 7,63/dia

ÂNGELA FERNANDES 72
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Deduções – Dependentes e Ascendentes

Tipo de dedução Casado Não casado

Valor em Euros

Pessoais e familiares

i) Dependentes 600 600

Dependente <= 3 anos (agregados com 1 dependente) 726 726

Dependentes <= 3 anos, para o segundo dependente e seguintes, independentemente da 900 900
idade do primeiro

ii) Ascendentes em comunhão de habitação com o contribuinte e rendimento <= à 525 525
pensão mínima do regime geral

iii) Apenas um ascendente em comunhão de habitação com o contribuinte e rendimento 635 635
<= à pensão mínima do regime geral

ÂNGELA FERNANDES 73
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

2 Titulares rendimentos, 1 dependente Fredie Flinston Wilma Flinston


Salário Mensal Bruto 2.500€ 1.300€
Salário Anual Bruto 35.000€ 18.000€
Retenção mensal fonte IRS 24,4% 13,1%
Retenção Anual IRS 8.540€ 2.380€
Contribuições Anuais S.S. 3.850€ 2.002€
Despesas Gerais Familiares 7.000€ 5.000€
Despesas de saúde 100€ 900€

Pedrita Flinston: (4 anos)

Despesas de saúde: 200 euros / Despesas de educação: 6 500 euros

ÂNGELA FERNANDES 74
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Como calcular o IRS (TRIBUTAÇÃO CONJUNTA)

1.º passo: calcular o rendimento anual bruto do casal

35 000 euros + 18 200 euros = 53 200 euros

ÂNGELA FERNANDES 75
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Como calcular o IRS (tributação conjunta)

1.º passo: calcular o rendimento anual bruto do casal

35 000 euros + 18 200 euros = 53 200 euros

ÂNGELA FERNANDES 76
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

2.º passo: calcular o rendimento coletável do casal

• O rendimento coletável do casal calcula-se subtraindo ao rendimento bruto apurado no


passo anterior as deduções específicas aplicáveis, ou seja, as que correspondem aos
rendimentos do trabalho dependente (categoria A).

• Cada cônjuge tem direito a um abatimento automático de 4 104 euros.

53 200 euros – (4 104 euros + 4 104 euros) = 44 992 euros

ÂNGELA FERNANDES 77
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

3.º passo: dividir o rendimento coletável do casal por dois

• É necessário dividir o rendimento coletável pelo quociente familiar, isto é, por dois.

44 992 euros : 2 = 22 496 euros

Este é o rendimento coletável do casal.

ÂNGELA FERNANDES 78
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

4.º passo: encontrar o escalão e a taxa de IRS

• Para saber qual é o escalão e a respetiva taxa de IRS, basta verificar na tabela das taxas
gerais de IRS a que intervalo corresponde o rendimento coletável do casal (22 496 euros).

ÂNGELA FERNANDES 79
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

5.º passo: calcular a coleta

• Distribuição do rendimento coletável e aplicação das taxas


• Na primeira parcela cabem assim 20 322 euros. (3º Escalão – taxa média)
• Os restantes 2 174 euros ficam na segunda parcela. (4º Escalão – taxa
normal)

20 322 euros x 22,621% = 4 597,03 euros

2 174 euros x 35% = 760,9 euros

TOTAL: 5.357,93€

ÂNGELA FERNANDES 80
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

5.º passo: calcular a coleta

• Aplicação do quociente familiar:

Multiplica-se o resultado anterior pelo quociente familiar.

5 357 euros x 2 = 10 714 euros

• Valor da coleta:

A coleta totaliza 10 714 euros.

ÂNGELA FERNANDES 81
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

6.º passo: calcular as deduções à coleta


• Á coleta são descontadas as deduções à coleta aplicáveis. No caso em análise são
as seguintes:
 600 euros (dedução fixa por dependente com mais de três anos de idade: 600 euros)
 500 euros (dedução de despesas gerais familiares: 35% dos gastos até 250 euros por
cada cônjuge)
 180 euros (dedução de saúde: 15% dos encargos até 1 000 euros por agregado
familiar)
 800 euros (dedução de educação: 30% dos custos até 800 euros por agregado familiar)

600 euros + 500 euros + 180 euros + 800 euros = 2 080 euros

As deduções à coleta atingem 2080 euros.

ÂNGELA FERNANDES 82
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

7.º passo: calcular a coleta líquida

• A coleta líquida obtém-se subtraindo à coleta as deduções aplicáveis.

10 714 euros – 2 080 euros = 8 634 euros

Este é efetivamente o imposto devido pelo casal relativo aos rendimentos obtidos em 2020.

ÂNGELA FERNANDES 83
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

8.º passo: acerto de contas


A retenção mensal na fonte do casal em 2020 atingiu 10 920 euros (8 540 euros + 2
380 euros).

Como o valor é superior à coleta líquida (8 634 euros), há lugar a reembolso.

O casal tem assim a receber 2 286 euros (10 920 euros – 8 634 euros)

ÂNGELA FERNANDES 84
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

REDIMENTOS CATEGORIA A (TRABALHO DEPENDENTE) + B (INDEPENDENTE)

Tributar os dois rendimentos da mesma forma pode ser uma opção.

Só pode fazer se estiver enquadrado no regime simplificado e se o trabalho


independente tiver sido prestado apenas a uma entidade.

Nesse caso, os dois rendimentos são somados e aplica-se a dedução específica de


4.104 euros a essa soma.

ÂNGELA FERNANDES 85
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

A fiabilidade da declaração de IRS:

https://observador.pt/opiniao/a-fiabilidade-da-declaracao-de-irs/

ÂNGELA FERNANDES 86
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

REDIMENTOS CATEGORIA B – Trabalhadores Independentes

Regime Simplificado (ANEXO B – MODELO 3)

• Forma de tributação automática, da categoria B, que pode ser aplicado a profissionais


liberais e trabalhadores em nome individual.

• Para ser considerado os rendimentos brutos do contribuinte têm de ser iguais ou


inferiores a 200 mil euros. (não pode ocorrer em dois anos seguidos ou em mais de 25% do
limite num só ano)

• Não implica a contratação de um contabilista para tratar da sua contabilidade. Pode ser
feito pelo próprio contribuinte/trabalhador/empresário.

ÂNGELA FERNANDES 87
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

REDIMENTOS CATEGORIA B – Trabalhadores Independentes

Regime Simplificado
• Nem todos os rendimentos são considerados para efeitos de tributação.
• São aplicados coeficientes (artigo 31.º do Código do IRS), visto serem considerados
encargos próprios da atividade.
 0,15 às vendas de mercadorias e produtos;
 0,15 às prestações de serviços relativas a atividades de restauração e bebidas e
de atividades hoteleiras e similares;
 0,75 aos rendimentos das atividades profissionais especificamente previstas na
tabela a que se refere o artigo 151.º do Código do IRS;
 0,35 aos rendimentos das restantes prestações de serviços;
 ….;

ÂNGELA FERNANDES 88
• O Que é dedutível:
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

REDIMENTOS CATEGORIA B – Trabalhadores Independentes

• Alguns trabalhadores independentes estão dispensados desta retenção na fonte. Porém,


essa isenção aplica-se apenas em rendimentos de categoria B até aos 12.500€ auferidos
no ano anterior.

• Assim sendo, se for o seu caso, terão que selecionar a opção “Dispensa de retenção – art.
101.º-B, n.º 1, al. a) e b), do CIRS” no momento do preenchimento do recibo verde.

• Independentemente da isenção de retenção ou não, todos os rendimentos têm de constar


na declaração anual de IRS.

ÂNGELA FERNANDES 89
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

ÂNGELA FERNANDES 90
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

REDIMENTOS CATEGORIA B – Trabalhadores Independentes

EXEMPLO:

• Xavier obteve rendimento do trabalho dependente no valor de 16 000 euros.


• Na qualidade de formador, ao longo do ano emitiu recibos verdes a uma única
Entidade no valor de 8000 euros.
• No caso de optar pela tributação segundo as regras da categoria A, a
autoridade tributária somará os rendimentos da categoria A e B e aplicará a
dedução de 4104 euros.

O rendimento líquido a englobar é de 16 000 + 8000 – 4104 = 19 896 euros


.

ÂNGELA FERNANDES 91
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

REDIMENTOS CATEGORIA B – Trabalhadores Independentes

EXEMPLO:

• Caso não opte no quadro 05 do anexo B pelas regras categoria A, os valores


serão determinados do seguinte modo:

 Rendimento líquido da categoria A = 16 000 – 4104 = 11 896 euros


 Rendimento líquido da categoria B = 0,75 x 8000 = 6000 euros (regime
simplificado)

Rendimento Líquido total = 11 896 euros + 6000 euros = 17 896 euros

ÂNGELA FERNANDES 92
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

O Xavier deve responder NÃO, e deste modo será tributado sobre um montante
substancialmente inferior.

SIM NÃO

Rendimento a
englobar

19 896 euros 17 896 euros

ÂNGELA FERNANDES 93
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

REDIMENTOS CATEGORIA B – Trabalhadores Independentes

Contabilidade Organizada (ANEXO C – MODELO 3)


• Rendimentos superiores a 200 mil euros. (não pode ocorrer em dois anos seguidos ou
em mais de 25% do limite num só ano)

• Por decisão do sujeito passivo, ainda que os rendimentos sejam inferiores.

• A base de apuramento de imposto será o resultado líquido do negócio. Primeiro é


retirado o valor das despesas ao valor faturado e depois é que é aplicado o imposto.

• O trabalhador independente terá de esperar o pagamento de retenções na fonte em


sede de IRS se os seus rendimentos ultrapassarem os 10.000 euros anuais.

ÂNGELA FERNANDES 94
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

REDIMENTOS CATEGORIA B – Trabalhadores Independentes

Contabilidade Organizada

• O que é dedutível:
• Despesas relacionadas com o uso de viatura própria no exercício da sua atividade
profissional;
• Gastos com combustíveis, deslocações e estadias no exercício da atividade
profissional;
• Depreciações e amortizações de materiais informáticos, como por exemplo
computadores, impressoras, etc.
• Despesas relacionadas com a residência da atividade;
• Despesas referentes a empréstimos bancários;
• Multas e coimas pela prática de infrações;
• Despesas com o seu Contabilista Certificado.

ÂNGELA FERNANDES 95
TIPOS DE IMPOSTO
IRS – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

REDIMENTOS CATEGORIA B – Trabalhadores Independentes

Contabilidade Organizada

• No caso da aplicação deste regime, o valor sujeito a imposto será apurado


através do resultado líquido da atividade, após ser retirado o montante das
despesas e encargos ao volume de negócios, sendo sobre esse valor – que
corresponde ao valor faturado deduzido das despesas – que irá incidir o
imposto.

• Na determinação dos rendimentos empresariais e profissionais não


abrangidos pelo regime simplificado, aplicam-se as regras estabelecidas no
Código do IRC, com exceção do previsto nos artigos 51.º, 51.º-A, 51.º-B, 51.º-C
e 54.º-A, com as adaptações resultantes do presente Código.

ÂNGELA FERNANDES 96
TIPOS DE IMPOSTO

IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas


ÂNGELA FERNANDES 97
TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

• É um imposto aplicado ao rendimento das empresas a laborar em Portugal;

• Incide sobre as Pessoas Coletivas com sede ou direção efetiva em território Português
(totalidade dos rendimentos incluindo os obtidos fora do território Nacional) e Pessoas
com sede e direção efetiva em território português (rendimentos imputáveis ao
estabelecimento);

ÂNGELA FERNANDES 98
TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

• É um Imposto:
• Sobre o Rendimento;
• Direto (incide diretamente sobre os rendimentos obtidos);
• Real (Tributa rendimentos das pessoas coletivas sem atender à sua situação
pessoal);
• Periódico ( períodos sucessivos, normalmente anuais);
• Estadual (O Estado é o Sujeito Ativo da relação Juridico-Tributária)
• Proporcional ( Taxa constante, independentemente da matéria coletável
apurada);
• Principal (Goza de Autonomia, quer ao nível normativo, quer ao nível das
relações tributárias concretas)

ÂNGELA FERNANDES 99
TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

• Incide sobre os rendimentos resultantes de operações de qualquer natureza em


consequência da atividade comercial, industrial ou agrícola, designadamente:
• Relativos a Vendas ou Prestações de Serviços
• Rendimentos de Imóveis;
• De caracter financeiro;
• Mais-valias realizadas
• Indemnizações auferidas a qualquer titulo
• Subsídios à exploração.

ÂNGELA FERNANDES 100


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

• Estão sujeitos à incidência de IRC:


• Rendimento Universal ou Lucro das Pessoas Coletivas, com sede ou direção
efetiva em território Português. (Sociedades Comerciais e Cooperativas)

• Rendimento Global das pessoas Coletivas com direção efetiva em território


Português, que não exerçam uma atividade de natureza comercial, industrial
ou agrícola ( Associações, Fundações)

• Lucro imputável ao estabelecimento estável (sucursal) situado em território


português de pessoas coletivas não residentes

ÂNGELA FERNANDES 101


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

ÂNGELA FERNANDES 102


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

CÁLCULO DO LUCRO TRIBUTÁVEL:


• Em harmonia com o disposto no Art. 17.º do CIRC, o Lucro Tributável é
constituído pela soma algébrica do resultado liquido do período das variações
positivas e negativas, verificadas no mesmo período e não refletidas naquele
resultado, eventualmente corrigidos nos termos do código, assim temos:

• Variações Patrimoniais: Aumentam/diminuem o valor do património, modificando a situação líquida da empresa, mas não
estão refletidas nos resultados - Variações patrimoniais positivas e negativas (1library.org)

ÂNGELA FERNANDES 103


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

TAXAS DE IMPOSTO APLICÁVEIS:

21% em Portugal continental


20% na Região Autónoma da Madeira
16,8% na Região Autónoma dos Açores.

• Às pequenas ou médias empresas que tenham uma atividade económica


agrícola, comercial ou industrial como atividade principal aplica-se uma taxa de
17% aos primeiros 25 mil euros e a taxa normal sobre o restante.

ÂNGELA FERNANDES 104


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

• Ás empresas sem sede ou estabelecimento estável em Portugal é aplicada uma


taxa de 25%,

• Para os seguintes rendimentos em que a taxa é de 35%:


 Prémios de rifas, totoloto, jogo de loto, ou em quaisquer sorteios e concursos
 Rendimentos que sejam pagos ou colocados à disposição em contas
abertas em nome de um ou mais titulares mas por conta de terceiros não
identificados
 Rendimentos obtidos por empresas que estejam sediadas em país, território
ou região sujeitas a um regime fiscal mais favorável.

ÂNGELA FERNANDES 105


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

ATIVIDADES ISENTAS EM SEDE DE IRC:


As entidades de utilidade pública administrativa
As instituições particulares de solidariedade social e legalmente equiparadas
As entidades de utilidade pública que exerçam, exclusiva ou
predominantemente, fins científicos ou culturais, de caridade, assistência,
beneficência, solidariedade social, defesa do meio ambiente e
interprofissionalismo agroalimentar
As associações constituídas para o exercício de atividades culturais, recreativas
e desportivas
As entidades de navegação marítima e aérea não estabelecidas em Portugal,
desde que a mesma isenção seja concedida às empresas estabelecidas em
Portugal no seu país de origem.

ÂNGELA FERNANDES 106


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

ATIVIDADES ISENTAS EM SEDE DE IRC:

As isenções não abrangem os rendimentos empresariais derivados do exercício de


atividades comerciais ou industriais desenvolvidas fora do âmbito dos fins
estatutários das entidades com direito a isenção

ÂNGELA FERNANDES 107


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

PAGAMENTOS POR CONTA:

• São impostos devidos por todas as entidades que exerçam a título principal,
atividades de natureza comercial, industrial ou agrícola, e por entidades não
residentes com estabelecimento em Portugal que tiveram lucro no ano anterior.

• Este pagamento antecipado do imposto sobre os rendimentos obtidos é abatido


na declaração periódica anual entregue pela empresa (modelo 22).

ÂNGELA FERNANDES 108


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

PAGAMENTOS POR CONTA:

 Volume de negócios igual ou inferior a 500.000 euros

Pagamento por Conta = (IRC pago no ano anterior - retenções na fonte feitas no ano
anterior) x 80%;

 Volume de negócios superior a 500.000 euros

Pagamento por Conta = (IRC pago no ano anterior - retenções na fonte feitas no ano
anterior) x 95%.

O valor apurado em cima, divide-se por três e é pago em três prestações.

ÂNGELA FERNANDES 109


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

PAGAMENTOS POR CONTA:


• Meses para liquidação dos pagamentos por conta:
• 31 de Julho;
• 30 de Setembro;
• 15 de Dezembro.
• Normalmente, as empresas têm que efetuar os dois primeiros pagamentos, em julho e em
setembro. Se conseguirem prever que os pagamentos efetuados até então são suficientes, estão
dispensadas de efetuar o terceiro pagamento.

• Excecionalmente, e devido à pandemia, o Governo permite a isenção do pagamento por conta. Esta
medida de apoio aplica-se a pequenas e médias empresas que sofreram reduções significativas na
faturação.

ÂNGELA FERNANDES 110


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

ÂNGELA FERNANDES 111


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

DETERMINAÇÃO DA MATÉRIA COLECTÀVEL

• Numa fase anterior ao cálculo da coleta determina-se a matéria coletável.

• Assim, a matéria coletável obtém-se pela dedução ao lucro tributável dos


montantes correspondentes. Art.º 47.º (prejuízos fiscais); e benefícios e
eventualmente existentes que consistem em deduções naquele lucro.

Matéria Coletável = Lucro Tributável – Prejuízos Fiscais – Benefícios Fiscais

ÂNGELA FERNANDES 112


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

A DERRAMA
• É um adicional ao IRC passível de ser cobrado por parte dos municípios
em Portugal
• Atualmente, o valor da derrama pode ir até 1,5% do valor da coleta de IRC de cada
empresa localizada no respetivo município
• A derrama tem como principal objetivo o financiamento de investimentos de
carácter municipal
Derrama = Coleta * Taxa

ÂNGELA FERNANDES 113


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

TRIBUTAÇÃO AUTÓNOMA (Artigo 88º CIRC)


• Consiste numa tributação extraordinária a determinados gastos que uma empresa tem e que
não estão diretamente relacionados com os gastos de produção.
• Existem despesas que são objeto de tributação autónoma, tais como:
 Despesas não documentadas;
 Despesas de representação;
 Ajudas de custo e compensação por deslocações em viatura própria não faturadas a
clientes;
 Gastos ou encargos relativos a indemnizações decorrentes da cessação de funções de
gestor, administrador e gerente;
 Gastos ou encargos relativos a bónus e outras remunerações variáveis pagas a gestores,
administradores e gerentes;
 Entre outros.

ÂNGELA FERNANDES 114


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

TRIBUTAÇÃO AUTÓNOMA (Artigo 88º CIRC) - Taxas

10% / 27,50%
Encargos com viaturas ligeiras de passageiros, viaturas ligeiras de mercadorias, motos ou motociclos (1)
/ 35%

Despesas de representação 10%


Despesas não documentadas 50% / 70%
Pagamentos a entidades residentes em regime fiscal claramente mais favorável 35% / 55%

Ajudas de custo e compensação por deslocações em viatura própria não faturadas a clientes 5%

Gastos ou encargos relativos a indemnizações decorrentes da cessação de funções de gestor, administrador e


35%
gerentes
Gastos ou encargos relativos a bónus e outras remunerações variáveis pagas a gestores, administradores e
35%
gerentes

Lucros distribuídos a sujeitos passivos que beneficiem de isenção total ou parcial 23%

ÂNGELA FERNANDES 115


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

Exemplo simplificado:

• Uma empresa apresentou um lucro tributável de 3.500,00 euros.

• Despesas referentes a uma viatura ligeira de passageiros movida a gasolina que tinha
custado 22.500,00 euros :
 Seguro: 500,00 euros;
 gasolina : 1.200,00 euros;
 manutenção: 700,00 euros;
 depreciações: 3.000,00 euros.

• Pagou ainda a um dos funcionários 2.250,00 euros de ajudas de custo com os km efetuados
na sua viatura particular.

ÂNGELA FERNANDES 116


TIPOS DE IMPOSTO
IRC – Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas

Qual o IRC e Tributação Autónoma a pagar?

 IRC : 3.500 x 17% = 595,00€

 TRIBUTAÇÃO AUTÓNOMA:
• Seguro = 500,00 x 10% = 50,00€
• Gasolina = 1.200 x 10% = 120,00€
• Manutenção = 700 x 10% = 70,00€
• Depreciações = 3.000 x 10% = 300,00€
• Ajudas de custo (km) = 2.250 x 5% = 112,50€

Total Tributação Autónoma = 50,00€ + 120,00€ + 70,00€ + 300,00€ + 112,50€ = 652,50€

Total a pagar : IRC + TA = 595,00€ + 652,50€ = 1.247,50€

ÂNGELA FERNANDES 117

Você também pode gostar