Você está na página 1de 25

REDAÇÃO

Profª Dra. Lyssandra Maria Costa Torres


PAUTA DO AULÃO 1 DE VÉSPERA
PARA O ENEM 3 (06/01/2021)

• TEORIAS, REPERTÓRIOS POR TEMÁTICAS


• REVISÃO DA ESTRUTURA
ESTRATÉGIAS DE PROJETO DE TEXTO
MAPA MENTAL – TEMPESTADE DE IDEIAS
ORGANIZAÇÃO DO PROJETO DE TEXTO

• HÁ + TEMA (Há CUMPRIMENTO DAS LEGISLAÇÕES


PROTETIVAS DA TERCEIRA IDADE NA SOCIEDADE
BRASILEIRA?)
• SIM ...............................................................NÃO
POR QUÊ?

CAUSA 1- SOCIEDADE CAPITALISTA X SOCIAL


CAUSA 2- FALTA DE VONTADE POLÍTICA
(DOIS ARGUMENTOS DO PROJETO DE TEXTO A SEREM DESENVOLVIDOS
MELHOR DEPOIS)
POR QUÊ?
• POR QUE A ERA TECNOLÓGICA TRAZ RISCOS À SAÚDE
DO BRASILEIRO?
• POR QUE O BRASILEIRO SE PREJUDICA COM A ERA
TECNOLÓGICA?

(MÁQUINA, TECNOLOGIA, INTERNET, REDES


SOCIAIS, JOGOS ETC)

LINHA DO TEMPO
TEMA: OS RISCOS DA ERA
TECNOLÓGICA PARA A
SAÚDE DO BRASILEIRO

RECORTE TEMÁTICO: OS
RISCOS DA ERA
TECNOLÓGICA
PRECISA PROBLEMATIZAR O RECORTE!!! CASO CONTRÁRIO,
É CASO DE FUGA AO TEMA (ZERO!) OU TANGENCIAMENTO
(40 NA CII, NA CIII E NA CV)
PROJETO DE TEXTO

ARGUMENTO 1- SAÚDE
MENTAL
REPERTÓRIO PARA VALIDÁ-LO:
ULTRARROMANTISMO

ARGUMENTO 2: OBESIDADE E
SEDENTARISMO
REPERTÓRIO PARA VALIDÁ-LO:
GRÉCIA ANTIGA
REVISÃO
ESTRATÉGIA 1 DE INTRODUÇÃO
+ -
(POSITIVO/NEGATIVO)
[POSITIVO] O Estatuto do Idoso foi lançado em 2003 com o objetivo
de regular os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou
superior a 60 (sessenta) anos, especificamente no que diz respeito a
vários direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, como saúde
física e mental , condições de liberdade e de dignidade.
[NEGATIVO] Entretanto, hoje essa parcela da sociedade ainda
enfrenta o problema do descumprimento das legislações protetivas da
terceira idade no Brasil atual devido aos males de um sistema
capitalista forte e à negligência estatal, o que mostra a importância de
buscar caminhos para minimizar essa questão.
ESTRUTURA DA ESTRATÉGIA 1 DE
INTRODUÇÃO ( + - )

• REPERTÓRIO + PROBLEMATIZAÇÃO
(ENTRETANTO) + PALAVRAS-CHAVE DO TEMA +
DOIS ARGUMENTOS DO PROJETO DE TEXTO +
TESE POR SUGESTÃO ANTECIPADA.
ESTRATÉGIA 2 DE
INTRODUÇÃO
= =
(SEMELHANÇA)
O filme “O outro Lado da Rua”, que tem como protagonista Fernanda
Montenegro, conta a história de uma senhora que participa
voluntariamente de um serviço da polícia para ajudar na fiscalização
da vizinhança, no intuito de preencher o vazio da solidão. Da ficção
para a realidade brasileira, muitos idosos enfrentam situação
semelhante que fere a dignidade da pessoa humana no que diz
respeito à saúde física e emocional e que mostra a falta de um
cumprimento efetivo das leis protetivas da terceira idade. Esse
cenário problemático ocorre devido ao pensamento excludente
embasado no sistema capitalista e à negligência governamental que
não dá a atenção devida a essa camada da sociedade.
ESTRUTURA DA ESTRATÉGIA 2 DE
INTRODUÇÃO ( == )

REPERTÓRIO + PROBLEMATIZAÇÃO (DA FICÇÃO


PARA A REALIDADE/ DE FORMA ANÁLOGA AO
CONTEXTO DO, DA) + PALAVRAS-CHAVE DO
TEMA + DOIS ARGUMENTOS DO PROJETO DE
TEXTO
REVISÃO
ESTRUTURA DE DESENVOLVIMENTO 1

PV [1]
+
REPERTÓRIO PARA VALIDAR ESSE PRIMEIRO ARGUMENTO [2]
+
CONCLUSÃO ATRELADA À PROBLEMÁTICA DO TEMA [3]

•EM VERDADE, [1] o sistema capitalista mostra várias nuances de uma


desvalorização dos idosos. Nesse contexto, [2] após a Guerra Fria, momento
histórico marcado pela vitória do Capitalismo, o indivíduo passou a ser visto
pelo que tem, pelo que produz, pela sua capacidade de gerar lucro acima de
lucro. De acordo com essa perspectiva e em relação ao contexto do Brasil, [3]
percebe-se que o idoso, naturalmente, não é valorizado socialmente, mesmo
que haja leis protetivas da terceira idade na sociedade brasileira.
Conclusão REVISÃO

PRIMEIRO PASSO É REVER O PROJETO DE TEXTO [CAUSA 1-


SOCIEDADE CAPITALISTA X SOCIAL; CAUSA 2- FALTA DE
VONTADE POLÍTICA]
 SEGUNDO PASSO É ORGANIZAR AS IDEIAS PARA ELABORAR
A(S) PROPOSTA(S) QUE MINIMIZARIAM OS PROBLEMAS
APRESENTADOS NA DISCUSSÃO DO SEU TEXTO.
 DEFINIR OS ELEMENTOS (SÃO 5):
AGENTE- QUEM?
AÇÃO – O QUE?
MODO/MEIO – POR MEIO DE, POR INTERMÉDIO DE?
EFEITO - OBJETIVO, FINALIDADE?
DETALHAMENTO – EXEMPLIFICAÇÃO, ESPECIFICAÇÃO, CONTEXTUALIZAÇÃO ETC
Conclusão
DETALHAMENTO
Detalhamento é o elemento que acrescenta informações à ação, ao
agente, ao modo/meio ou ao efeito.
São exemplos do detalhamento da ação:
1. “Por isso, é muito importante que todas as escolas [ação]
sugiram pesquisas aos alunos em diversas fontes diferentes, como
em vários sites, livros, jornais etc,”. (Exemplificação) antes que
eles construam uma ideia negativa acerca da terceira idade;
2. 2. “Por fim, o indivíduo deve [ação] se atentar para não ser
egoísta e preconceituoso em relação aos idosos, afinal os avós e os
bisavós precisam ser tratados com respeito”. (Justificativa)
Conclusão

DETALHAMENTO
São exemplos do detalhamento do agente:
1. “Assim, é necessário que o [agente] Estado, na condição de
garantidor dos direitos individuais, tome providências
eficazes para mitigar esse problema”. (Especificação)
2. 2. “Dessa maneira, urge que as grandes mídias sociais, a
exemplo, TVs, jornais e redes sociais, informem as pessoas a
respeito da importância de cumprir os direitos dos idosos
na sociedade brasileira”. (Exemplificação)
Conclusão
DETALHAMENTO
São exemplos do detalhamento do efeito:
 1. “No entanto, é importante também uma conscientização nas escolas e uma intervenção
do Estado por meio da criação de instituições que promovam palestras sobre o assunto. [
EFEITO] Dessa forma, espera-se que as pessoas tenham maior senso crítico, diminuindo,
assim, as influências e manipulações pelo controle de dados”. (Desdobramento explícito de
um efeito dentro de uma mesma proposta)
 2. “Diante dos fatos supramencionados, é de grande valia que a Escola, junto à Família,
promova oficinas lúdicas e feiras culturais as quais versem sobre os desafios de cumprir os
direitos dos idosos e incentivem debates familiares sobre o tema, com o intuito de
fomentar o interesse dos alunos pelo cumprimento das leis protetivas dessa camada da
sociedade. Ainda, é imperioso que o Estado, por intermédio da implantação de novas leis
que sugiram punições e fiscalizações mais eficazes ao descumprimento dos direitos dos
idosos, diminua o número de casos de violação de direitos, visando mitigar a realidade
triste vivida por muitos brasileiros na terceira idade. Assim, a sociedade brasileira, durante a
velhice, seria capaz de vivenciar pelo menos um pouco da paz que os árcades sentiam
diariamente próximos à natureza”. (Desdobramento explícito de efeitos de propostas
diferentes, como uma consequência maior que resulta desses efeitos)
REVISÃO
MODELO COMPLETO
• “Portanto, o Governo Federal deve criar
mecanismos de proteção, no ambiente
digital, a pessoas de terceira idade, por meio
de treinamento da população em geral para
realizar denúncias, a fim de combater maus
tratos e desrespeito aos idosos no Brasil.”
Quem é o agente? Qual foi a ação proposta? Qual é o
modo/meio? Que finalidade foi apresentada? Que elemento
recebeu detalhamento?
ÁREA 1- SAÚDE
• CONSTITUIÇÃO CIDADÃ DE 1988- Primeira a inserir saúde como um direito de todos. Uma
primeira e grande conquista do Movimento da Reforma Sanitária foi, em 1988, a definição na
Constituição Federal (CF) relativa ao setor saúde. O Art. 196 da CF conceitua que “a saúde é
direito de todos e dever do Estado(...)”. Aqui se define de maneira clara a universalidade da
cobertura do Sistema Único de Saúde.
• CONSTITUIÇÃO CIDADÃ DE 1988- Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a
alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à
maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.
• Da Saúde Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas
sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso
universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.
• CRIAÇÃO DO SUS (Exemplo mundial de sistema público de saúde)- 1990- Em 19 de setembro de
1990, foi sancionada a Lei 8.080, confirmando e legitimando a implantação do Sistema Único de
Saúde (SUS).
• ILUMINISMO (SÉCULO XVIII)- o movimento iluminista atacou sistematicamente tudo aquilo que
era considerado contrário à busca da felicidade, da justiça e da igualdade. Para eles, o problema
de um deveria ser visto como um problema de todos, pois somente assim uma sociedade
alcançaria progresso social de modo justo e igualitário. Assim, segundo a visão iluminista, a
sociedade deve se organizar em torno da melhoria das condições de seus indivíduos.
ÁREA 1- SAÚDE
• REVISTA THE LANCET- 1998- O dia 26 de fevereiro de 1998 marcou o início de uma desconfiança internacional sobre
vacinas que reverbera até hoje, quase 20 anos depois. Foi naquele dia, em Londres, que o médico Andrew Wakefield
apresentou uma pesquisa preliminar, publicada na conceituada revista Lancet, descrevendo 12 crianças que
desenvolveram comportamentos autistas e inflamação intestinal grave. Em comum, dizia o estudo, as crianças tinham
vestígios do vírus do sarampo no corpo.
• TEMPOS BÍBLICOS E MITOLÓGICOS- Depressão era tratada como loucura e melancolia e vista como uma punição
divina, como um castigo. Na Idade Média Ocidental, era vista como possessão demoníaca (falta de Deus).
• OBRA ‘SOCIEDADE DO CANSAÇO’, DE BYUNG-Chul Han- Crítica à pressão exercida pelo sistema econômico global
focado em lucros crescentes (semelhante ao capitalismo pós-Guerra Fria e ao ideal da Revolução Industrial). As doenças
mais comuns dessa sociedade são depressão, ansiedade e síndrome do pânico. Para esse autor, “hoje o indivíduo se
explora e acredita que isso é realização”, esse é o grande mal de uma sociedade do hiperconsumismo (Autoexploração.)
• BRASIL COLÔNIA- índios praticavam automedicação com plantas e ervas e, por conseguinte, curavam-se ou adoeciam
mais ainda. Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas reconhece a eficácia da medicina tradicional
indígena e estabelece sua articulação com o sistema oficial de saúde. Os tratamentos indígenas mais usados são os
chamados “remédios do mato”, feitos com plantas.
• Fonte: Saúde - iG @ https://saude.ig.com.br/minhasaude/2018-08-06/medicina-tradicional-indigena.html
• LITERATURA- ULTRARROMANTISMO- ultrarromantismo é a corrente romântica de gosto pela melancolia, pela
morbidez e pelo soturno (sem alegria). O romantismo tanto no Brasil quanto na Europa desenvolveu um gosto pela
melancolia e pela morbidez. E isso deve principalmente pelo mal estar do poeta no mundo. O ultrarromantismo
brasileiro denota um profundo desgosto de viver: cenários mórbidos, poemas melancólicos e musas lânguidas foram
algumas características dessa segunda geração romântica.

Você também pode gostar