Você está na página 1de 11

Engo Edgar Schlickmann

Lauda 1/5
CREA/SC 88213-4

AUTOR: CIZESKI CONSTRUÇÕES LTDA


REQUERIDO: GLEBSON PEREIRA

LAUDO PERICIAL

EDGAR SCHLICIKMANN
PERITO
ENGENHEIRO AMBIENTAL
ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO
CREA/SC 88213-3

Criciúma, fevereiro de 2021

1/11
Engo Edgar Schlickmann
CREA-SC 88213-4

Sumário

1 INTRODUÇÃO ..................................................................................................... 3

2 OBJETO DA AÇÃO .............................................................................................. 3

3 INFORMAÇÕES ESCLARECIMENTOS .............................................................. 4

4 QUESITOS........................................................................................................... 4

2/11
Engo Edgar Schlickmann
CREA-SC 88213-4

1 INTRODUÇÃO

O presente laudo tem por objetivo responder os quesitos solicitados pelas partes.

2 OBJETO DA AÇÃO

Um terreno urbano designado por lote no 10 da quadra 02, localizado no


LOTEAMENTO RESIDENCIAL GIRASSOIS, situado a Rua Mauro Augusto Pinto,
484, Bairro Ana Maria na Cidade de Criciúma/SC, com área total de 324,00 m², e com
as seguintes confrontações e medidas: NORTE 24,00 m com o lote 12; SUL 24,00 m
com o Lote 08; LESTE FRENTE 13,50 m com a Rua Mauro Augusto Pinto; e OESTE
13,50 m com o Lote 09.

3/11
Engo Edgar Schlickmann
CREA-SC 88213-4

3 INFORMAÇÕES ESCLARECIMENTOS

Para uma melhor elucidação dos quesitos, foram solicitados uma série de
documentações essenciais, as quais este perito em parte, teve acesso.

4 QUESITOS

4.1. Ré

1. Pode o Senhor Perito descrever detalhadamente o imóvel objeto dessa ação;

Respondido ítem 2.

4/11
Engo Edgar Schlickmann
CREA-SC 88213-4

2. Pode o Senhor Perito esclarecer se o loteamento é situado em zona urbana, de


expansão urbana ou de urbanização especifica, assim definidas no plano diretor ou
aprovada por Lei Municipal;

Zona Urbana Residencial – ZR 2-4. Conforme consulta prévia presente nos


autos.

3. Esclarecer se as áreas destinadas aos sistemas de circulação, implantação de


equipamento urbano e comunitário, bem como os espaços livres de uso públicos são
proporcionais à densidade de ocupação prevista pelo plano diretor ou aprovada por
Lei Municipal para a zona em que se situa o imóvel;

Impedido. Projeto de implantação não disponibilizado.

4. Pode o Senhor Perito esclarecer qual o tamanho dos lotes, suas dimensões e
confrontações;

Respondido ítem 2.

5. Esclarecer se foi devidamente observado, ao longo das águas correntes e


dormentes, das faixas de domínio público das rodovias, ferrovias e dutos, sem
prejuízos de maiores exigências do Código Florestal, na legislação estadual e
Municipal;

No dia 04 de outubro de 2010 o Ministério Público do Estado de Santa Catarina,


através da 9a Promotoria de Justiça da Comarca de Criciúma, através do ofício
180/2010, informou que foram apresentados documentos para aprovação e
registrou, “por oportuno, que não há, ao menos até o momento, qualquer
restrição ambiental implantação do loteamento em análise.

5/11
Engo Edgar Schlickmann
CREA-SC 88213-4

6. Pode o Senhor Perito informar se o loteamento e o lote sempre se encontram livres


e desimpedidos de desembaraços;

O lote em questão de Matrícula 9077 Folha 01 F, do 1 Oficio de Imóveis de


Criciúma-SC, encontrava-se em 11 de março de 2015, Arrestado na Ação Civil
Pública/Parcelamento do Solo, Registro R-1-90.27 e Averbada Clausula de
Inalienabilidade AV-2-90277, não podendo ser alienado ou transferido sem a
prévia aquiescência do Juízo de direito.

7. Se o imóvel no momento da celebração do contrato se encontrava regular para


comercialização, de acordo com a legislação específica;

Contrato foi firmado em 09 de abril de 2010. A matricula 88237 do 1 o Ofício de


Registro de Imóveis de Criciúma/SC, recebeu abervação R-288.237 de registro
do Loteamento Residencial Girassóis em 24 de maio de 2012.

Portanto o lote não se encontrava apto a comercialização no momento da


celebração do contrato, uma vez que sua matricula não fora individualizada.

8. Se o imóvel desde a celebração do contrato até hoje sempre esteve disponível para
comercialização de acordo com a legislação específica, se não qual período não
estava disponível;

O lote em questão de Matrícula 9077 Folha 01 F, do 1 Oficio de Imóveis de


Criciúma-SC, encontrava-se em 11 de março de 2015, Arrestado na Ação Civil
Pública/Parcelamento do Solo, Registro R-1-90.27 e Averbada Clausula de
Inalienabilidade AV-2-90277, não podendo ser alienado ou transferido sem a
prévia aquiescência do Juízo de direito.

Em 23 de fevereiro de 2017 através da AV-3-90277, foi decretada


indisponibilidade e cancelada em 25 de abril de 2017.

6/11
Engo Edgar Schlickmann
CREA-SC 88213-4

Em 13 de maio de 2019, procedido o cancelamento de arresto e clausula de


inalienabilidade AV-5-90277.

Portanto matricula gerada em 24 de maio de 2012 ficou indisponível pelo


período de 11 de março de 2015 a 13 de maio de 2019.

9. Queira o Senhor Perito esclarecer o valor das despesas com a construção;

Foi observado a construção de uma residência em madeira com 43,00 m²,


contendo 2 quartos, banheiro e cozinha, com acabamento e projeto padrão
baixo.

Segundo o Sinduscon/SC o Custo Unitário Básico de Construção (CUB)


calculado de acordo com a Lei Fed. 4591/64 e NBR 12721/06 indica o custo de
R$ 1.900,80/m² para Projetos – Padrão Residenciais – PADRÃO BAIXO R-1,
totalizando R$ 81.734,40.

Depreciação: Residência com aproximadamente 10 anos de vida.

D = [(i – 5) / 5] x d

 D é a depreciação total na avaliação;


 i é a idade do imóvel;
 5 é o intervalo de 5 anos para o cálculo variante;
 d é a depreciação de um imóvel no período de 5 anos, em
porcentagem decimal.

Considerações do cálculo:

 imóvel residencial com 10 anos de idade;


 depreciação anual em 2%, d equivale a 10%.

Resolução:

 D = [(20 – 5) / 5] x 0,10;
 D = [15 / 5] x 0,10;
 D = 3 x 0,10;
 D = 0,30;
 Depreciação total na data da avaliação de 30%.

7/11
Engo Edgar Schlickmann
CREA-SC 88213-4

Estimamos o valor da edificação em R$ 57.214,08

10. Queira o Senhor Perito esclarecer qual o valor das benfeitorias levantadas pela
Ré diante do mercado imobiliário local;

Já respondido item anterior.

11. Preste o Senhor Perito as informações quanto a existência de benfeitorias


necessárias e úteis no imóvel, e a época em que foram edificadas;

Impedimento. O contrato previa a construção de uma residência, o qual foi


constada a sua conclusão conforme seus termos; porém devido a falta de
evidências não pode ser confirmado se foi cumprido o acordo pela Autora ou
finalizado posteriormente pelo Réu.

12. Pode o Senhor Perito informar se a área, o lote e o loteamento em questão estão
devidamente enquadrados e regularizados conforme autorizações municipais,
viabilidades, alvarás de construção e habite-se;

Segundo o Ministério Público do Estado de Santa Catarina, 9a Promotoria de


Justiça da Comarca de Criciúma, através do ofício 180/2010, em 04 de outubro
de 2010 o loteamento encontrava-se apto para registro.

13. As vias de circulação existente estão dentro dos padrões estabelecidos ou


projeções, e corretamente destinadas a uso público;

Os projetos aprovados pelos órgãos competentes atestam a conformidade das


projeções e cômputo das áreas destinadas a usos públicos.

Quanto a este quesito, informo que não foram apresentados e este perito não
localizou evidencias de que as obras de implantação foram concluídas
conforme estes projetos aprovados.

8/11
Engo Edgar Schlickmann
CREA-SC 88213-4

Tal investigação confirmatória, necessitaria de um levantamento topográfico


cadastral.

14. Se as vias do loteamento se articulam com as vias adjacentes oficiais, existentes


ou projetadas e harmonizam-se com a topografia local;

Respondido item 13.

15. Pode o Senhor Perito informar se foram tomadas as medidas necessárias para
promoção de sustentabilidade urbanística, social e ambiental da área ocupada,
incluindo as compensações urbanística e ambientais previstas em Lei e a época que
foram tomadas;

Respondido item 13.

16. O Senhor perito informar se o loteamento em questão possui condições de


promover a segurança população em situação de risco;

Este perito entende que não é função de um loteamento “promover” a segurança


da “população em situação de risco”.

Ás áreas de risco ambiental não podem fazer parte do parcelamento do solo e


sua ocupação devem ser impedidas.

Segundo a Empresa as ocupações irregulares ocorreram antes da implantação


do loteamento e foram assim entendidas pelo Ministério Público com a liberação
para registro.

9/11
Engo Edgar Schlickmann
CREA-SC 88213-4

17. Pode o Senhor Perito informar se existe as medidas previstas para adequação da
infraestrutura básica, se sim, a partir de qual data foram implantadas as devidas
medidas;

Não foram identificadas ações para finalização das medidas previstas em


projeto de implantação da infraestrutura básica.

18. Se o Senhor Perito pode informar e esclarecer como é o saneamento básico do


local, como e quando foram implementados;

- Consta nos autos uma declaração da Casan, de 2008, atestando que o


Loteamento Girassois possui rede de abastecimento nos padrões.

- Observou-se durante a perícia obras de implantação de drenagem pluvial e


rede de esgoto, concluindo que o saneamento básico se encontra parcial no
local.

10/11
Engo Edgar Schlickmann
CREA-SC 88213-4

19. Se existem riscos e impactos diretos e indiretos porventura acarretado a


população do loteamento ou proximidades. Se sim, quais;

Observou-se uma Área de Preservação Permanente – APP sob os limites do


parcelamento do solo.

Tal espaço é considerado área de risco ambiental, para preservação do


ecossistema, como também para danos a polução que ocupa irregularmente
estas áreas.

20. Existe iluminação pública devidamente instalada e dentro da norma técnica. Se


sim, pode o Senhor Perito sabe informar desde que data;

Contam nos autos termo de doação a CELESC datada de 2008, no valor de R$


75.755,40 designada para OBRAS DOADAS/LOT. NOVOS.

No mesmo momento a CELESC emitiu laudo técnico confirmando que a obra


atende os padrões exigidos, não apresentando nenhuma irregularidade,
podendo ser energizada.

Observou-se, porém, no local obras necessárias para instalação de rede de


distribuição de energia e iluminação, concluindo que esta infraestrutura se
encontra parcial.

Braço do Norte 22 de fevereiro de 2021.

Assinado digitalmente por EDGAR

EDGAR SCHLICKMANN:03124641930
DN: C=BR, O=ICP-Brasil, OU=AC SOLUTI
Multipla v5, OU=14259348000102,

SCHLICKMANN OU=Certificado PF A1, CN=EDGAR


SCHLICKMANN:03124641930
Razão: Eu sou o autor deste documento

:03124641930 Localização: Braço do Norte


Data: 2021-03-12 14:44:18
Foxit Reader Versão: 9.0.1

EDGAR SCHLICKMANN
PERITO DO JUIZ
ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO
ENGENHEIRO AMBIENTAL
CREA-SC 88213-4

11/11

Você também pode gostar