Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

Instituto de Geociências
GEO039 - Geologia Introdutória
Docentes: Dr. Natanael da Silva Barbosa e Drª Natali da Silva Barbosa

PONTO DE APOIO 1:
Introdução a Geologia: O Método Geocientífico e a Geologia
como uma Ciência
1. DEFINIÇÕES:
GEOLOGIA:
Geo → Terra.
Logos → pensamento, ciência, palavra, estudo.
É a ciência que estuda a Terra (interior e superfície) – como se formou, como evoluiu,
como funciona, como preservá-la, como melhor utilizar seus bens naturais, etc.
A Geologia deve ser compreendida sob três vertentes:
 A Terra como sistema de componentes interativos.
 A Tectônica de Placas como uma teoria unificadora da Geologia.
 As mudanças do sistema Terra ao longo do tempo geológico.

ESTRUTURA CURRICULAR:
O Curso de Graduação em Geologia compreende um conjunto de disciplinas que se subdivide conforme apresentado abaixo:
Mineralogia
Geomorfologia
Pedologia
Fotogeologia
Sensorimento Remoto
Geoprocessamento
Sedimentologia
Geologia Física Estratigrafia
Geofísica
Geologia Pura
Geoquímica
Geologia Estrutural
Geotectônica
Geoestatística
Geoquímica
Petrologias (Ígnea, Metamórfica e Sedimentar)
Paleontologia
Geologia Histórica Estratigrafia
Geocronologia
Geologia Ambiental
Hidrogeologia
Geologia Aplicada Exploração/Prospecção Mineral
Geologia do Petróleo
Geologia de Engenharia

Os geólogos estudam a composição, a estrutura e a evolução do planeta Terra, bem como os processos que ocorrem no seu interio r e
superfície. Para a sua compreensão é necessário ao profissional um bom conhecimento de matemática, física, química e biologia.
Na estrutura curricular do Curso de Graduação em Geologia têm-se as seguintes disciplinas: MATA01 – GEOMOETRIA ANALÍTICA;
MATA02 – CÁLCULO A; MATA 03 – CÁLCULO B; QUI003 – QUÍMICA I; QUI028 – FÍSICO QUÍMICA V; GEO038 – ELEMENTOS DE
QUÍMICA ANALÍTICA E ORGÂNICA APLICADA A GEOLOGIA; FIS121 – FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I; FIS122 – FÍSICA
GERAL E EXPERIMENTAL II; FIS123 – FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL III; GEOB16 – GEOBIOLOGIA

 1° SEMESTRE: A disciplina GEO039 - GEOLOGIA INTRODUTÓRIA objetiva proporcionar uma visão geral e integrativa dos
fenômenos geológicos, as relações de causa e consequência e seus registros. Para tanto, será apresentado temas básicos de todos
os componentes curriculares que será visto durante todo o curso.
 3º SEMESTRE: GEOB14 - MINERALOGIA BÁSICA e GEOB15 - MINERALOGIA ÓTICA compreendem o estudo das propriedades
cristalográficas (formas e estruturas) físicas e químicas dos minerais, bem como da sua identificação e classificação. GEOB17 –
PALEONTOLOGIA estuda a vida pré-histórica, através de fósseis de animais e plantas micro e macroscópicos encontrados nas
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
Instituto de Geociências
GEO039 - Geologia Introdutória
Docentes: Dr. Natanael da Silva Barbosa e Drª Natali da Silva Barbosa
rochas. Os fósseis são importantes indicadores das condições de vida existentes no passado geológico, preservados por meios
naturais na crosta terrestre. GEO305 – TOPOGRAFIA E DESENHO GEOLÓGICO corresponde a delineação exata e
pormenorizada de um terreno ou região, com todos os seus acidentes geográficos e o estudo da geometria e cartografia dos corp os
rochosos e na sua cartografia, de técnicas de elaboração e interpretação de mapas geológicos.
 4° SEMESTRE: GEO309 – GEOPROCESSAMENTO E GEOESTATÍSTICA usa do conceito de funções aleatórias para incorporar a
dependência espacial aos modelos para variáveis georreferenciadas. Também compreende o processamento informatizado de
dados georreferenciados através de softwares que permitem o uso de informações cartográficas (mapas, cartas e plantas). GEO103
– GEOMORFOLOGIA corresponde ao estudo da evolução das feições observadas na superfície da Terra, identificando os principais
agentes (água, vento, gelo e gravidade) formadores e modificadores dessas feições.
 5º SEMESTRE: GEO046 – GEOFÍSICA corresponde ao estudo dos fenômenos físicos que afetam a Terra, tais como: gravidade,
magnetismo, sismicidade, fenômenos elétricos etc. GEO047 – SEDIMENTOLOGIA é o ramo da geologia que trata da descrição,
classificação, origem e interpretação de sedimentos e rochas sedimentares e dos processos pelos quais eles foram formados.
GEO102 – PEDOLOGIA é a ciência que estuda os solos, sua identificação, formação, classificação, evolução e mapeamento.
GEO117 – GEOQUÍMICA corresponde ao estudo do modo como agem e se distribuem os elementos químicos nas esferas
terrestres (endosfera, mesosfera, litosfera, hidrosfera, biosfera e a atmosfera). GEO308 – FOTOGEOLOGIA E SENSORIAMENTO
REMOTO Compreende a determinação das camadas e estruturas geológicas a partir de fotos aéreas e as tecnologias de obtenção
de imagens e dados da superfície terrestre através da captação e registro da energia refletida/emitida pela superfície sem qu e haja
contato físico entre o sensor e a superfície estudada.
 6º SEMESTRE: GEO049 – ESTRATIGRAFIA corresponde ao estudo da gênese, da sucessão (no tempo e no espaço) e da
representatividade areal e vertical das camadas e sequências de rochas para determinar os eventos, processos e ambientes
geológicos associados. GEO050 – GEOLOGIA ESTRUTURAL corresponde ao estudo das transformações, em todas as escalas, da
forma e volume e da orientação e situação no espaço, sofridas pelos corpos rochosos no decorrer do tempo geológico. GEO057 –
GEOLOGIA DOS RECURSOS HÍDRICOS estuda a ocorrência, distribuição e movimentação da água no planeta Terra. GEO188 –
PETROLOGIA ÍGNEA trata da origem, ocorrência, estrutura e história das rochas ígneas que se cristalizam a partir de rochas
fundidas (ou magmas). GEO307 – GEOLOGIA DE CAMPO I compreende as técnicas e métodos de cartografia aplicada aos
estudos dos processos geológicos de sedimentação, análise de fácies e sistemas deposicionais atuais e/ou antigos.
 7º SEMESTRE: GEO052 – GEOTECTÔNICA E GEOLOGIA HISTÓRICA corresponde ao estudo das relações entre os grandes
conjuntos estruturais (continentes e oceanos) e os movimentos relativos das placas litosféricas e o uso dos princípios da geologia
para reconstruir e sequenciar no tempo os eventos geológicos que modificaram a superfície e a subsuperfície da Terra. GEO189 –
PETROLOGIA METAMÓRFICA corresponde ao estudo da composição e textura de rochas metamórficas que sofreram alterações
químicas, mineralógicas ou texturais devido a temperaturas e/ou pressões extremas. GEO220 – GEOLOGIA AMBIENTAL
compreende o estudo do funcionamento dos sistemas terrestres e da forma como estes afetam e são afetados pelas atividades
antrópicas. GEO222 – GEOLOGIA DO PETRÓLEO compreende o estudo de diversos métodos ou técnicas de exploração para
selecionar as melhores oportunidades de encontrar petróleo e/ou gás. GEO310 – GEOLOGIA DE CAMPO II corresponde ao
mapeamento geológico de terrenos metamórficos com ênfase na aplicação dos princípios de empilhamento estratigráfico, formas d e
relevo, suítes magmáticas e feições estruturais, com vistas a prospecção mineral e para elaboração de diagnóstico do meio
biofísico.
 8º SEMESTRE: GEO055 – GEOLOGIA DO BRASIL E DA BAHIA compreende o estudo das províncias geotectônicas e segmentos
crustais mais importantes da geologia do Brasil e da Bahia. GEO311 – GEOLOGIA DOS RECURSOS MINERAIS compreende o
ramo da Geologia que estuda a ocorrência e gênese dos depósitos minerais, procurando identificar suas leis e as formas de
aproveitamento dos bens minerais. GEO312 – MÉTODOS DE PROSPECÇÃO relaciona o conjunto de conhecimentos, técnicas e
ferramentas utilizadas para a descoberta e estudo de depósitos minerais.
 9° SEMESTRE: GEO313 – ECONOMIA E ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS FÍSICOS DA TERRA corresponde ao estudo de
temas relacionados a exploração econômica, administração e gestão ambientalmente sustentável dos recursos naturais da Terra.
GEO314 – GEOLOGIA DE CAMPO III corresponde ao mapeamento geológico integrado de contexto sub-regional a regional, com
ênfase nos estudos de identificação de unidades tectônicas, litológicas, estratigráficas, caracterização petrográfica, anális e
estrutural, evolução geológica e o potencial mineral de uma determinada área. GEOA75 – TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO I
 10° SEMESTRE: GEOA76 – TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO II

2. COMO ESTUDAR A GEOLOGIA?


A Geologia como as outras ciências é estudada através da aplicação do método científico.
O método científico é uma estratégia de pesquisa baseada no princípio de que todo fenômeno físico tem uma explicação (mesmo que
esteja além, naquele momento, de poder ser compreendido).

“O Universo é coerente e governado por regras imutáveis”.


“O processo científico é uma contínua descoberta e compartilhamento de evidências
para confirmar, descartar ou revisar hipóteses, teorias e modelos”.
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
Instituto de Geociências
GEO039 - Geologia Introdutória
Docentes: Dr. Natanael da Silva Barbosa e Drª Natali da Silva Barbosa

Obedece às seguintes etapas: O ESBOÇO DO MÉTODO CIENTÍFICO


 Fazer uma observação sobre um fato ou feição qualquer da Terra.
 Desenvolver uma explicação (hipótese) que mostre como o evento ocorreu.
Entender como hipótese como uma tentativa de explicação
baseada em dados coletados por meio de observação
e experimentação.
 Efetuar medidas, obter dados e fazer novas observações (testar a hipótese).
 Comparar os dados obtidos com a hipótese formulada.
 Se positivo: Realizar novas medidas e observações.
 Se negativo: A hipótese é descartada e novas hipóteses devem ser
formuladas.
 Uma hipótese que é confirmada por outros cientistas obtém credibilidade.
 Uma hipótese é elevada à condição de TEORIA quando é sistematicamente
testada e comprovada.
 Uma teoria nunca pode ser considerada definitivamente provada.
 Quanto mais tempo uma teoria resiste as modificações científicas, mais
confiável, podendo tornar-se LEI.
 Hipóteses e teorias são constantemente aprimoradas pela
comunidade científica nacional e internacional através de: encontros
científicos promovidos por associações profissionais (congressos,
simpósios, palestras, mesas redondas); publicações em revistas
científicas, livros, etc.; trabalhos em equipe.
 Anexação/acumulação de conhecimentos é saudável e imprescindível
Código deaoÉtica
crescimento científico.
 Conhecimento anteriores publicados devem ser sempre mencionados nos trabalhos publicados ou internos.
 Dados não podem ser falsificados.
 Conhecimentos devem ser repassados para a comunidade.

3. QUANDO O MÉTODO CIENTÍFICO COMEÇOU A SER APLICADO NA GEOLOGIA?


No Séc. XVIII, o médico e geólogo escocês James Hutton (conhecido como o Pai da Geologia Moderna) foi o primeiro a aplicar o
método científico para o estudo da Terra. Ele se baseava em observações (naquilo que viu e não no que a Igreja impunha), portanto, era
contrário as ideias anteriores sobre o tempo. Fez inferências de suas observações, inferências correspondem a hipóteses e hipóteses
são testáveis.
Reuniu evidências e propôs uma hipótese denominada “gradualismo”, na qual afirmava que tudo mudava lentamente em um ciclo
contínuo e repetitivo. O termo uniformitarismo só foi proposto em 1832 - “O presente é a chave do passado” - isto é, os
processos geológicos que operam hoje também operaram no passado. O princípio do uniformitarismo não significa que todo fenômeno
geológico ocorre de forma lenta. Leis naturais não se modificam, mas as taxas e as intensidades dos processos podem se modificar!
TEORIA DO UNIFORMITARISMO + Leis da Física e Química → Base para as Teorias Geológicas.
Alguns dos mais importantes processos geológicos ocorrem como eventos súbitos. Como exemplo, um meteoroide grande que impacta
a Terra – um bólido – pode escavar uma vasta cratera em questão de segundos. Um vulcão pode entrar em atividade e uma falha pode
romper o subsolo muito rapidamente.
Outros processos ocorrem de maneira mais lenta. Milhões de anos são necessários para os continentes migrarem, montanhas serem
soerguidas e erodidas e rios sedimentem espessas camadas de sedimentos.

“OS PROCESSOS GEOLÓGICOS OCORREM EM UMA EXTRAORDINÁRIA VARIABILIDADE DE ESCALAS


TANTO NO ESPAÇO QUANTO NO TEMPO”.

4. QUAIS DADOS SÃO UTILIZADOS NA GEOLOGIA?


POR OBSERVAÇÃO: Mapas, distribuição e tipos de rochas, minerais, estruturas, feições geomorfológicas, investigações
microscópicas, etc.
POR PROCEDIMENTOS LABORATORIAIS E EXPERIMENTAIS: Composição química, datação radiométrica, dados geofísicos, etc.

5. EM QUE SE BASEIA O ESTUDO GEOLÓGICO?


O estudo geológico se baseia nas rochas que guardam a história da formação e evolução do planeta, possibilitando ao geólogo, através
de sua análise, entender o funcionamento do planeta Terra (processos internos e externos atuantes). Ou seja, o estudo se baseia no
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
Instituto de Geociências
GEO039 - Geologia Introdutória
Docentes: Dr. Natanael da Silva Barbosa e Drª Natali da Silva Barbosa
registro geológico - informação preservada nas rochas originadas em vários tempos da longa
história da Terra.
Além da busca pelo registro geológico e a aplicação do método científico, os geológicos devem ter uma visão dos processos geológicos
em diferentes escalas temporais e espaciais.
Como em outras ciências, a Geologia depende de experimentos em laboratórios e simulações computacionais para inferir as
propriedades químicas e físicas dos materiais terrestres e modelar os processos naturais que ocorrem na superfície ou no inte rior da
Terra.

6. O QUE DIFERE A GEOLOGIA DAS OUTRAS CIÊNCIAS DA NATUREZA?


A principal diferença é o tempo. No caso das outras ciências os experimentos realizados em laboratório são bem controlados e
manipulados por leis conhecidas. Já a Geologia busca em campo o registro para a partir dele realizar as inferências de como ocorreu
processo em um determinado tempo.

PALAVRAS-CHAVE:
1. Geologia; 2. Método Científico; 3. Hipótese; 4. Teoria; 5. Lei; 6. Gradualismo;
7. Uniformitarismo; 8. Registro geológico.

Você também pode gostar