Você está na página 1de 63

Aplicações das Leis de Newton

Rodrigo da Costa Silva

Departamento de Ciências Naturais, Universidade Federal do Espı́rito Santo, São Mateus, Espı́rito Santo.

22 de novembro de 2021

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 1 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Forças de Atrito
Quando um corpo está em movimento sobre uma superfı́cie, ou em um meio
viscoso, como o ar ou a água, há resistência ao movimento, pois o corpo interage
com seu entorno. Chamamos tal resistência de força de atrito.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 2 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Forças de Atrito

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 3 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Força de Atrito estático, fe :


Acontece quando aplicamos uma força num objeto e, ainda assim, não existe
movimento relativo entre o objeto e a superfı́cie em que o corpo se encontra.

fe = min{Fap. , µe N},

em que µe é oc coeficiente de atrito estático.

Erros comuns:
Afirmar que fe = µe N ao invés que femax. = µe N.
Escrever f~emax. = µe N.
~ A igualdade só acontece no módulo: fe = µe N.
Afirmar que quanto maior a superfı́cie, maior a femax. .
Supor a existência de um µmax.
e (coeficiente de atrito máximo).

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 4 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Força de Atrito Cinético, fc :


Aparece sempre que surge um movimento entre duas superfı́cies. O módulo da
força de atrito cinético sempre é dado por:

fc = µc N,

em que µc representa o coeficiente de atrito cinético. Em geral, µe > µc .

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 5 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Exemplo:
Para reforçar nosso estudo dos atritos estático e cinético vamos connsiderar agora
um bloco de massa m inicialmente em repouso apoiado em uma superfı́cie
horizontal sendo forçado a deslizar por uma força horizontal aplicada por algum
agente externo. A situação está ilustrada na figura abaixo. Vamos considerar as
duas situações possı́veis: o bloco está sendo empurrado mas mesmo assim não
desliza, por causa a da ação do o atrito estático. Outra situação é quando o bloco
está sendo empurrado e desliza, sob efeito do atrito cinético.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 6 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Diagrama de Corpo Livre:

y
N

F x
m

fat
mg

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 7 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Caso 1: bloco em repouso


X
Esta situação é tal que F~i = 0 e, assim,
i
Para o eixo x: Para o eixo y:
X
Fix = 0
X
Fiy = 0
i i

F − fe = 0 N − mg = 0

fe = F N = mg
~ ~
Assim, fe cresce da mesma forma que F cresce, até atingir seu valor máximo
f~emax = −µe N iˆ = −µe mg i.
ˆ Se o módulo de F~ for maior que |f~emax |, não existe
possibilidade do bloco permanecer em repouso.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 8 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Caso 2: bloco em movimento


O bloco pode se mover com velocidade constante ou acelerado. Assim, se
F = fat , o bloco se move com velocidade constante. Caso F > fat , o bloco se
moverá de maneira acelerada. Para o caso em que F = fat (equilı́brio):
Para o eixo x: Para o eixo y:
X
Fix = 0
X y
Fi = 0
i i

F − fe = 0 N − mg = 0

F = µc N N = mg
f~c sempre possui módulo constante igual a fc = µc N = µc mg . Este deve ser o
valor da força externa que deve ser aplicada ao bloco para que o mesmo
desloque-se com velocidade constante.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 9 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Caso 2: bloco em movimento


Para F > fc :
Para o eixo x:
Para o eixo y: X
Fix = ma
i
X
Fiy = 0
i
F − µc N = ma
N − mg = 0
F − µc mg = ma
N = mg
F
a= − µc g
m

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 10 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Gráfico da força de atrito (fat ) versus força aplicada (Fext )

fat

μeN
μcN

Fext

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 11 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Exemplo 1:
Um bloco de massa M está apoiado em repouso em uma superfı́cie horizontal com
atrito. Em um dado instante um segundo bloco de massa m é lançado sobre o
bloco 1 e passa deslizar sobre este, sob efeito do atrito cinético entre os blocos.
Assuma que os coeficientes de atrito cinético e estático entre as superfı́cies do
blocos valham µc12 e µe12 repectivamente e os coeficiente de atrito entre o bloco
1 e o solo são µc1S e µe1S .
a) Faça diagramas de forças para os blocos, supondo que o bloco 2 esteja
deslizando sobre o bloco 1 no sentido para a direita.
b) Suponha que o bloco 1 permaneça em repouso. Calcule a relação entre os
dados do problema para que isso ocorra.
c) Suponha que o bloco 1 deslize. Calcule o módulo da aceleração dele.
d) Vamos considerar agora que o bloco 2 parou de deslizar sobre o bloco 1 e que
os dois blocos passaram a deslizar juntos. Calcule o módulo da aceleração
dos blocos.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 12 / 63


Aplicações das Leis de Newton

continuação...
e) Vamos considerar agora que o bloco 2 parou de deslizar sobre o bloco 1, que
os dois blocos passaram a deslizar juntos e que o bloco 2 está na iminência
de deslizar. Calcule o módulo da aceleração dos blocos.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 13 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Resolução:
a)

y
NSM
NmM
fat,mM
NMm

m x
M x
fat,Mm
mg
fat,SM

Mg

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 14 / 63


Aplicações das Leis de Newton

b) Neste caso o bloco de massa m está freando e a segunda lei de Newton


estabelece que:
Na direção x: Na direção y:
X X y
Fix = ma Fi = 0
i i

−fc,Mm = −mam NMm − mg = 0

µc12 NMm = mam NMm = mg

Dessa forma, o bloco de massa m freia com aceleração am = µc12 g .

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 15 / 63


Aplicações das Leis de Newton

b) O bloco de massa M está em repouso e, de acordo com a primeira lei de


Newton:
Na direção x: Na direção y:
X X y
Fix = 0 Fi = 0
i i

fc,mM − fe,SM = 0 NSM − NmM − Mg = 0

fe,SM = µc12 NmM NSM = Mg + NmM

Sabendo que NmM = NMm = mg , então µc12 NmM = µc12 mg . Sabemos que
µc12
fe ≤ µe1S NSM ⇒ µe1S NSM = µc1S mg ⇒ µe1S (M + m) g ≤ µc12 mg ⇒ ≤
  µe1S
M
1+ .
m

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 16 / 63


Aplicações das Leis de Newton

c) Supondo que o bloco de massa M deslize, calcule sua aceleração.

Para o bloco de massa m ainda continua valendo:

Na direção x: Na direção y:
X X
Fix = ma Fiy = 0
i i

−fc,Mm = −mam NMm − mg = 0

µc NMm = mam NMm = mg

ou seja, ele continua freiando com aceleração am = µc12 g .

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 17 / 63


Aplicações das Leis de Newton

c) De acordo com a segunda lei de Newton, aplicada no bloco de massa M:

Na direção x: Na direção y:
X X y
Fix = MaM Fi = 0
i i

fc,mM − fc,SM = MaM NSM − NmM − Mg = 0

µc12 mg − µcSM NSM = MaM NMm = NmM + Mg = (m + M) g

Assim, h m i
MaM = µc12 mg − µcSM (m + M) g ⇒ aM = − µcSM − (µc12 − µcSM ) g .
M
Repare que, se não houver atrito entre o bloco M e o solo, então
m
aM = µc12 g > 0.
M

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 18 / 63


Aplicações das Leis de Newton
d) Considerando agora que o bloco 2 parou de deslizar sobre o bloco 1 e que os
dois blocos passaram a deslizar juntos. Calcule o módulo da aceleração dos
blocos.

Os dois blocos se movendo juntos funcionam como se fossem um só bloco, de


massa (m + M). Imagine então esse bloco, cujo peso é P~12 = −(m + M)g jˆ e que
atuam também, uma força normal NSB e uma força de atrito cinético f~c,SB , ambas
~
produzidas pelo solo nos blocos colados. A segunda lei de Newton estabelece que:

X
X Fix = Mtotal a
Fiy =0 i
i

−fc,SB = (m + M)a
NSB − (m + M)g = 0
−µcSB (m + M) g = (m + M) a
NSB = (m + M)g
a = −µcSB g
Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 19 / 63
Aplicações das Leis de Newton

e) Vamos considerar agora que o bloco m parou de deslizar sobre o bloco M, que
os dois blocos passaram a deslizar juntos, porém o bloco m está na iminência de
deslizar. Calcule o módulo da aceleração dos blocos.

Agora podemos utilizar fe,Mm = µe12 NMm . Assim, com base com os cáculos feitos
no item c), a aceleração do bloco de massa m: será am = µe12 g . Entretanto, ao
supor que os dois blocos deslocam-se juntos, a solução feita em d) mostra que
a = µcSM g .
Sendo assim, a hipótese dos blocos estarem deslizando juntos como se fossem um
só e, estando o bloco de massa m na iminência de deslizar sobre o bloco M, só será
possı́vel se µe12 = µeSM . Caso contrário, tal hipótese seria absurda, pois o bloco
de massa m nunca ficaria na iminência de deslizar sobre o bloco de massa M.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 20 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Exemplo 2:
Um bloco de massa m desliza descendo em um plano inclinado de inclinação α e
depois passa a subir deslizando em um outro plano inclinado de inclinação β. O
bloco parte do repouso de uma altura inicial H. O coeficiente de atrito cinético
entre o bloco e as superfı́cies dos planos inclinados é µc . A situação está
ilustrada na figura abaixo. Calcule a altura máxima h que o bloco vai subir no
plano de inclinação β.

H
α β

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 21 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Diagrama de corpo livre:

y y

N N x
f
c

x fc
α mg β
mg

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 22 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Primeiramente iremos obter as acelerações com que o corpo desce a rampa de


ângulo α e sobe a rampa de ângulo β.

Descida da rampa da esquerda: Subindo a rampa da direita:


Na
X direção y: Na
X direção y:
y
Fi = 0 ⇒ N − mgcos(α) = Fiy = 0 ⇒ N − mgcos(β) =
i i
0 ⇒ N = mgcos(α). 0 ⇒ N = mgcos(β).
X
Na
X direção x : Na direção x : Fix = mas ⇒
Fix = mad ⇒ mgsen(α) − fc = i
i −mgsen(β) − fc = mas ⇒
mad ⇒ mgsen(α) − µc mgcos(α) = −mgsen(β)−µc mgcos(β) = mas ⇒
mad ⇒ ad = [sen(α) − µc cos(α)] g as = − [sen(β) + µc cos(β)] g .

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 23 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Precisamos agora conhecer a velocidade com o bloco chega ao final da rampa de


inclinação α. Para isto é necessário determinar o deslocamento do bloco na
descida.
Observe a figura ao lado. Assim,
H
sen(α) =
∆xd Δxd
H
H
∆xd = α
sen(α)

Utilizando a equação de Torricelli,  


H
vf2 = v02 + 2ad ∆xd ⇒ vf2
= 0 + 2 {[sen(α) − µc cos(α)] g } ⇒ vf2 =
p sen(α)
2gH [1 − µc cotg (α)] ⇒ vf = 2gH [1 − µc cotg (α)].

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 24 / 63


Aplicações das Leis de Newton

A velocidade inicial do bloco ao subir a rapma da direita é a velocidade obtida


anteriormente. É necessário agora descobrir uma função com o deslocamento do
bloco subindo a rampa de inclinação β com a altura h.
Observe a figura ao lado. Assim,
h
sen(β) =
∆xs
Δxs
h h
∆xs =
sen(β) β
Quando o bloco estiver na altura h (desconhecida) sua velocidade será nula.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 25 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Da equação de Torricelli,

vf2 = v02 + 2as ∆xs


 
h
0 = 2gH [1 − µc cotg (α)] + 2 {− [sen(β) + µc cos(β)] g }
sen(β)

2gh [1 + µc cotg (β)] = 2gH [1 − µc cotg (α)]


 
1 − µc cotg (α)
h= H
1 + µc cotg (β)

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 26 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Exemplo 3:
Um bloco de massa m está posicionado sobre outro de massa 2m conforme ilustra
a figura abaixo. Uma força horizontal de módulo F é aplicada ao bloco mais
massivo, enquanto o outro encontra-se preso à parede. O coeficiente de atrito
cinético entre todas as superfı́cies em movimento vale µc .
a) Desenhe um diagrama de forças para cada corpo.
b) Obtenha a tensão na corda que segura o bloco de massa m e a aceleração do
bloco de massa 2m.

2m F

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 27 / 63


Aplicações das Leis de Newton
a)

Diagrama de Corpo Livre

y
y
-N1 N2

N1 -fc
T F
m x 2m x
fc
fcs
mg
2mg

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 28 / 63


Aplicações das Leis de Newton

b)

Corpo de massa M:
X y
Corpo de massa m: Na direção y: Fi = 0 ⇒
X y i
Na direção y: Fi = 0 ⇒ N2 − N1 − 2mg = 0 ⇒ N2 = 3mg .
i
N1 − mg = 0 ⇒ N1 = mg . Na
X direção x:
Na Fix = 2ma ⇒ F − fc − fcs =
X direção x: i
Fix = 0 ⇒ fc − T = 0 ⇒ T = 2ma ⇒ F − µc mg − µc 3mg =
i
fc = µc N1 = µc mg . 2ma ⇒ F − 4µc mg = 2ma ⇒ a =
F
− 2µc g .
2m

Portanto, a tensão na corda que segura o bloco de massa m vale T = µc mg e a


F
aceleração do bloco de massa 2m é − 2µc g .
2m

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 29 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Exemplo 4:
Você está descendo duas caixas, empilhadas uma sobre a outra, sobre uma rampa
conforme ilustra a figura abaixo. As duas caixas se movem juntas com velocidade
constante. O coeficiente de atrito estático entre as caixas vale µe e o coeficiente
de atrito cinético entre a caixa de massa M e a rampa vale µc . Qual o módulo da
força F~ que você deve aplicar para que este movimento aconteça?

m F

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 30 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Diagrama de Corpo Livre

y
y
NRM
NMm f e,mM x
NMm
x
F
m M
f e,Mm

θ
f c,RM θ
mg
Mg

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 31 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Segundo o enunciado do problema, os blocos irão subir a rampa com velocidade


constante, i.e., o sistema encontra-se em equilı́brio.

Corpo de massa M:
Corpo de massa m: X y
Na Na direção y: Fi = 0 ⇒
X direção y:
Fiy = 0 ⇒ NMm − mgcos(θ) = i
NRM − NmM − Mgcos(θ) = 0 ⇒
i
0 ⇒ NMm = mgcos(θ). NRM = (m + M)gcos(θ).
Na Na
X direção x:
X direção x: Fix = 0 ⇒ F − fe,mM − fc,RM −
Fix = 0 ⇒ fe,Mm − mgsen(θ) =
i
i
0 ⇒ fe,Mm = mgsen(θ). Mgsen(θ) = 0 ⇒ F = fe,mM +
µc (m + M)gcos(θ) + Mgsen(θ).

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 32 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Dessa forma, como fe,Mm e fe,mM são um par ação-reação, essas forças possuem o
mesmo módulo: fe,Mm = fe,mM = mgsen(θ). Logo,

F = fe,mM + µc (m + M)gcos(θ) + Mgsen(θ)

F = mgsen(θ) + µc (m + M)gcos(θ) + Mgsen(θ)

F = (m + M)gsen(θ) + µc (m + M)gcos(θ)

F = (m + M)g [sen(θ) + µc cos(θ)]

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 33 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Dinâmica do Movimento Circular
O movimento circular, uniforme ou não, é caracterizado pela presença obrigatória
da aceleração centrı́peta de módulo:

v 2 (t)
ac (t) = ,
r
em que r é r raio da órbita circular e v (t) o módulo da velocidade no tempo t.
No caso do movimento circular uniforme (MCU), v (t) = v e a aceleração
centrı́peta têm módulo constante. Como a segunda lei de Newton estabelece que:
X
F~R = F~i = m~a,
i

então, o movimento circular de uma partı́cula de massa m é caracterizado pela


presença obrigatória de uma resultante centrı́peta de módulo dado por:

v 2 (t)
Fcent = m .
r
Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 34 / 63
Aplicações das Leis de Newton

Dinâmica do Movimento Circular


Para concluir, as forças que atuam em uma partı́cula de massa m que está em
movimento circular de raio r devem ser tais que produzam nessa partı́cula uma
v 2 (t)
resultante centrı́peta dada por Fcent = m . Vale a pena enfatizar aqui que
r
não estamos definindo uma nova força, a tal da “força centrı́peta”. Estamos
apenas dizendo que as forças com as quais já estamos acostumados: peso, tensão,
normal, atrito, etc, devem ser tais que se somem e resultem em uma resultante
centrı́peta.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 35 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Exemplo:
Um garoto gira uma pequena pedra de massa m amarrada na ponta de um
barbante. A pedra percorre um cı́rculo de raio r contido em um plano vertical, no
sentido anti-horário. A mão do garoto está fixa, definindo o centro do cı́rculo. Ao
girar, a pedra passa pelos pontos A, B, C e D mostrados na figura. Vamos fazer
diagramas de forças para a pedra e descobrir qual a resultante centrı́peta em cada
um dos pontos destacados na trajetória.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 36 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Diagrama de Corpo livre

P
T
T T

P P
T

P
Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 37 / 63
Aplicações das Leis de Newton

Se desprezarmos a força de arraste com o ar na P


pedra, só sobram duas forças: o peso da pedra
e a tração que a corda tensionada faz na pedra, T
que vamos chamar de tensão. Portanto, em T T
qualquer ponto da trajetória da pedra, a
P P
segunda lei de Newton diz que:
T
~ = m~a
m~g + T
P

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 38 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Se desprezarmos a força de arraste com o ar na P


pedra, só sobram duas forças: o peso da pedra
e a tração que a corda tensionada faz na pedra, T
que vamos chamar de tensão. Portanto, em T T
qualquer ponto da trajetória da pedra, a
P P
segunda lei de Newton diz que:
T
~ = m~a
m~g + T
P

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 39 / 63


Aplicações das Leis de Newton

VA2
Em A: FR,cen (A) = TA − mg = . P
r
VB2 T
Em B: FR,cen (B) = −TB = . T T
r
VC2
Em C : FR,cen (C ) = −mg − TC = . P P
r
T
VD2
Em D: FR,cen (D) = TD = .
r
P

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 40 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Analogamente, para a resultante tangencial na


pedra:

dV (t)
Em A: FR,tan (A) = 0 = . P
dt
A
T

dV (t) T T
Em B: FR,tan (B) = −mg = .
dt
B

P P
dV (t)

Em C : FR,tan (C ) = 0 = . T
dt
C

dV (t)
Em D: FR,tan (B) = mg = . P
dt
D

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 41 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Note que esse movimento é um movimento


circular não-uniforme: a bolinha sobe na
P
metade do cı́rculo, atinge a altura máxima em
C , onde a velocidade é mı́nima, cai na outra T
metade do cı́rculo e atinge uma altura mı́nima T T
em A, onde a velocidade é máxima. Durante
P P
esse movimento a tensão no barbante varia,
ajustando a força centrı́peta à velocidade (e T
vice-versa). A tensão é máxima quando a pedra
passa por A e mı́nima quando ela passa por C .
P

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 42 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Exemplo:
Em um brinquedo de parque de diversões, uma pessoa de massa M fica em
contato com a parede interna de um cilindro de raio r que gira com velocidade
angular constante. A parede é vertical e a base do cilindro é retirada e mesmo
assim, sem nenhum apoio para os pés a pessoa não cai. Ela fica apenas apoiada
na parede, girando juntamente com o cilindro. O coeficiente de atrito estático
entre a pessoa e a parede do cilindro é µE . A idéia está ilustrada na figura
abaixo. Calcule a velocidade mı́nima de rotação que o cilindro deve ter para que a
pessoa não deslize e caia.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 43 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Diagrama de Corpo livre

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 44 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Solução
A pessoa está em MCU e a resultante sobre ela
deve ser uma resultante centrı́peta. No nosso
referencial a direção x é exatamente a direção
onde atua a resultante centrı́peta. Se ac
representa a aceleração centrı́peta, a segunda
lei de Newton aplicada à pessoa fornece as
equações:
X y
Na direção y: Fi = fe − Mg = 0.
i
Na direção x: η = Mac .

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 45 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Solução
Supondo que o cilindro gire com velocidade
angular constante ω, então:

η = Mac = Mω 2 r

Quanto menor o valor de ω, menor o valor da


normal η.
Na direção y, vimos que o peso da pessoa está
sendo equilibrado pela força de atrito estático:

fe = Mg

Mg ≤ µE η
|{z}
femax

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 46 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Solução
Mg ≤ µE η
|{z}
femax

µE Mω 2 r ≥ Mg

g
r
ω≥
µE r
g
r
Sendo assim, ωmin = .
µE r

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 47 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Exemplo:
Uma pequena bola é suspensa por uma corda de comprimento L. A bola gira com
velocidade constante v em um cı́rculo horizontal de raio r desconhecido, como
mostra a figura abaixo. Obtenha uma expressão para v em termos de g , L e θ.

g
θ
L

m r

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 48 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Diagrama de Corpo livre

g
y
θ
L
θ
T
T x
m
m r
mg

mg
Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 49 / 63
Aplicações das Leis de Newton

Solução
~ = Tsen(θ) iˆ + Tcos(θ) j.
T ˆ
~ = −mg j.
P ˆ
r g
y
sen(θ) = ⇒ r = Lsen(θ). θ
L L
X y θ
Fi = Tcos(θ) − mg = 0 ⇒ Tcos(θ) = T
i T x
m
mg m r
mg ⇒ T = . mg
cos(θ)
mg
X
Fix = Tsen(θ) = mac ⇒ Tsen(θ) =
i
v2
m
r

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 50 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Solução
v2 g
Tsen(θ) = m y
r θ
L
θ
v2
 
mg T
sen(θ) = m T
cos(θ) Lsen(θ) m x
m r
mg
mgLsen(θ)tg (θ) = mv 2
mg
p
v= gLsen(θ)tg (θ)

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 51 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Exemplo:
Um carro de massa M movimentando-se em uma estrada plana e horizontal faz
uma curva, como mostrado na figura abaixo. Se o raio da curva é r e o coeficiente
de atrito estático entre os pneus e a pista seca é µE , encontre a velocidade
máxima que o carro pode atingir e, ainda assim, fazer a curva com sucesso.

fe

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 52 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Diagrama de Corpo livre

fe

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 53 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Solução
A força que permite ao carro permanecer em
sua trajetória circular é a de atrito estático. (É
estático porque não ocorre nenhuma
derrapagem no ponto de contato entre a pista
e os pneus. Se essa força de atrito estático
fosse zero – por exemplo, se o carro estivesse
em uma rua coberta por gelo, o carro
continuaria em uma linha reta e derraparia para fe
fora da pista curva.) A velocidade máxima vmax
que o carro poderia ter ao fazer a curva é
aquela com a qual ele está à beira de derrapar
para fora da pista. Neste ponto, a força de
atrito tem seu valor máximo femax = µE η.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 54 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Solução
Assim,
X
Fiy = η − Mg = 0 ⇒ η = Mg .
i
femax = µE η = µE Mg .
X
Fix = femax = mac
i fe
2
Vmax
µE Mg = M
r

Vmax = µE gr

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 55 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Exemplo:
Um engenheiro civil quer redesenhar a estrada curva do exemplo anterior de tal
maneira que um carro não terá de depender do atrito para fazer a curva sem
derrapar. Assim, um carro se movendo com a velocidade permitida para a via
pode fazer a curva mesmo quando a estrada está coberta de gelo ou quando a
pista estiver molhada. Tal estrada geralmente é inclinada, o que significa estar
inclinada em direção à parte interna da curva. Suponha que a velocidade
permitida para a rampa tenha módulo Vmax e o raio da curva valha r . Nessas
condições, qual deve ser o ângulode inclinação da pista?

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica f 22 de novembro de 2021 56 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Diagrama de Corpo livre

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 57 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Solução
Se a estrada for inclinada a um ângulo θ, como
mostrado na figura ao lado, a força normal ~η
tem uma componente horizontal, na direção do
centro da curva. Como a rampa é planejada de
modo que a força de atrito estático seja zero,
somente a componente ηx = ηsen(θ) causa a
aceleração centrı́peta. Logo, ao longo de y:
X y Mg
Fi = ηcos(θ) − Mg = 0 ⇒ η = .
cos(θ)
i

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 58 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Solução
Ao longo do eixo x:
X
Fix = ηsen(θ) = Mac
i

2
 
Mg Vmax
sen(θ) = M
cos(θ) r
2
Vmax
tg (θ) =
gr
 2 
Vmax
θ = arctg
gr

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 59 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Exemplo:
Um pequeno anel de massa m é colocado em um aro de raio r , contido em um
plano vertical. O fio do aro passa por dentro do anel, de tal forma que o anel
pode “correr” no aro livremente (desprezando o atrito cinético anel/aro). Vamos
considerar que o aro gira em torno de um eixo vertical que passa por seu centro.
Nesse caso, podemos mostrar que o anel pode se manter em uma altura θ (ver
figura abaixo), sem escorregar para baixo. A situação está ilustrada na figura
abaixo. Obtenha o valor da velocidade angular ω necessária para manter a conta
nessa situação.

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 60 / 63


Aplicações das Leis de Newton
Diagrama de Corpo livre

r
y

θ N θ
x
x
mg
Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 61 / 63
Aplicações das Leis de Newton

Solução
N~ = −N sen(θ) iˆ + N cos(θ) j.
ˆ
~ = −mg j.
P ˆ
x
sen(θ) = ⇒ x = r sen(θ).
r
r
Na direção vertical: y
X y
Fi = 0 θ N θ
i
x
x
Ncos(θ) − mg = 0 mg

mg
N=
cos(θ)

Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 62 / 63


Aplicações das Leis de Newton

Solução
Na direção horizontal:
X
Fix = mac
i

v2
 
−Nsen(θ) = m − r
x
y
2 2
   
mg ω x
sen(θ) = m θ N θ
cos(θ) x
x
x
gtg (θ) mg
ω2 =
x
s
g tg (θ) g
r
ω= =
rsen(θ) rcos(θ)
Rodrigo da Costa Silva (DCN - UFES) Fiı́sica I - Mecânica 22 de novembro de 2021 63 / 63

Você também pode gostar