Você está na página 1de 52

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Modelo de Referência OSI

(Open Systems Interconnection)

Camada 7:

Camada 6:

Camada 5:

Camada 4:

Camada 3:

Camada 2:

Camada 1:

Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Física
Aplicação
Apresentação
Sessão
Transporte
Rede
Enlace
Física

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Responsável por encontrar o melhor caminho na rede para entrega dos dados.

Possui esquema de endereçamento próprio.

É usado para determinar o destino dos dados.

O endereço MAC dificulta a localização.

Endereçamento hierárquico.

Dispositivo da camada 3 = roteador.

O roteador usa o endereço de rede para identificar a rede de destino de um pacote dentro de uma rede.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

O Internet Protocol (IP) é a implementação mais usada de um esquema de endereçamento de rede hierárquico.

O IP é o protocolo de rede que a Internet utiliza.

O pacote ou datagrama da camada 3 torna-se os dados da camada 2, que são encapsulados em quadros.

O pacote IP consiste em dados das camadas superiores, mais um cabeçalho IP.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Um roteador avalia um caminho disponível para o destino.

Ele escolhe o próximo salto no caminho para que o pacote trafegue até seu destino (rotear o pacote).

A decisão pode ser tomada pelo menor número de saltos, tráfego ou velocidade do link.

O roteador usa o endereço de rede para identificar a rede de destino.

Na camada de rede os dados são encapsulados dentro de pacotes ou datagramas.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Pacote ou Datagrama IP (Internet Protocol)

O endereço IP tem 32 bits dividido em duas partes principais: um número identificando a rede e outro identificando o host.

Os 32 bits são agrupados em quatro sequências de 8 bits.

Os grupos são separados por pontos e representados no formato decimal (facilidade de compreensão).

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Redes de Computadores Modelo OSI ( Camada de Rede )

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

O pacote IP é constituído dos dados recebidos pelas camadas superiores mais o cabeçalho IP.

O cabeçalho IP é formado por:

Versão: indica a versão do protocolo usada (IPV4 ou IPV6)

Tamanho do cabeçalho IP (HLEN): indica o tamanho do cabeçalho do pacote IP.

Tipo de serviço: especifica o nível de importância que foi atribuído por um determinado protocolo de camada superior.

tamanho total: especifica o tamanho total do pacote IP, incluindo cabeçalho e dados.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Identificação: contém um número inteiro que identifica o datagrama atual.

Campo de Flags: um campo de 3 bits onde os dois bits de ordem inferior controlam a fragmentação: um bit especificando se o pacote pode ser fragmentado e o segundo especificando se o pacote é o último fragmento em uma série de pacotes fragmentados.

Deslocamento de fragmento: o campo que é usado para auxiliar no reagrupamento dos fragmentos dos pacotes.

Time-to-live: mantém um contador que diminui gradualmente, por decrementos, até zero, momento em que o datagrama é descartado (evita que os pacotes permaneçam infinitamente em loop na rede).

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Protocolo: indica que protocolo de camada superior receberá os pacotes de entrada depois que o processamento do IP tiver sido concluído

Checksum do cabeçalho: implementa checksum, garantia de integridade do pacote IP.

Endereço de origem: especifica o host de envio (32 bits)

Endereço de destino: especifica o host de destino (32 bits)

Opções: permite outras opções ao pacote IP, como opções de segurança

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Dados: contêm informações de camada superior (tamanho variável, máximo de 64 Kb)

Enchimento: zeros adicionais são adicionados a esse campo para assegurar que o cabeçalho IP seja sempre um múltiplo de 32 bits

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Redes de Computadores Modelo OSI ( Camada de Rede )

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Representação do Endereço IP

1 1 1 1 1 1 1 1
1
1
1
1
1
1
1
1

2 7 2 6 2 5 2 4 2 3 2 2 2 1 2 0

Octeto (8bits)

255 Decimal
255
Decimal

.

1 1 1 1 1 1 1 1
1
1
1
1
1
1
1
1

.

2 7 2 6 2 5 2 4 2 3 2 2 2 1 2 0

Octeto (8bits)

.

255 Decimal
255
Decimal

.

1 1 1 1 1 1 1 1
1
1
1
1
1
1
1
1

2 7 2 6 2 5 2 4 2 3 2 2 2 1 2 0

Octeto (8bits)

255 Decimal
255
Decimal

.

1 1 1 1 1 1 1 1
1
1
1
1
1
1
1
1

2 7 2 6 2 5 2 4 2 3 2 2 2 1 2 0

Octeto (8bits)

.

255 Decimal
255
Decimal

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Endereçamento IP

Dividido em: Número de Rede e Numero do Host

Até três octetos podem ser usados para representar o número de rede ou

Até três octetos podem ser usados para representar o número de host.

Dividido em três classes principais: A, B e C

Estabelecida pela ARIN (American Registry for Internet Numbers)

Fornecida pelas ISP (Internet Service Provider)

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Endereçamento IP

Endereços da Classe A: reservado para grandes instituições com grandes quantidades de hosts. Formato:

REDE.HOST.HOST.HOST

Classe A possui 24 bits para hosts.

O primeiro octeto varia de 0 a 126 (127 endereço de loopback)

Ex. 10.0.0.1

Classe A possui 24 bits para hosts. O primeiro octeto varia de 0 a 126 (127

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Endereçamento IP

Endereços da Classe B: usados para redes com um número médio de hosts. Formato: REDE.REDE.HOST.HOST

Classe B possui 16 bits para hosts.

O primeiro octeto varia de 128 a 191.

Ex. 190.2.3.4

REDE.REDE.HOST.HOST Classe B possui 16 bits para hosts. O primeiro octeto varia de 128 a 191.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Endereçamento IP

Endereços da Classe C: usados para as redes com menores números de hosts.

Formato: REDE.REDE.REDE.HOST

Classe C possui 8 bits para hosts (254 hosts)

O primeiro octeto varia de 192 a 223.

Ex. 192.168.10.254

Classe C possui 8 bits para hosts (254 hosts) O primeiro octeto varia de 192 a

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Endereçamento IP

Dois endereços estão sempre reservados: um para rede e outro para broadcast.

Endereço de Rede: todos os bits de host com 0s binários (zero decimal)

Endereço de Broadcast (usado quando deseja-se enviar pacotes para todos os hosts da rede): todos os bits do host com 1s binários (255 decimal).

Ex.

10.1.2.3

Classe A (Primeiro octeto entre 0 e 126)

Endereço de Rede: 10.0.0.0

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Endereçamento IP

Ex. 192.168.10.3

Classe C (primeiro octeto entre 191 e 223)

Endereço de Rede: 192.168.10.0

Endereço de Broadcast: 192.168.10.255

Ex: 172.121.255.1 Classe B (primeiro octeto entre 128 e 191)

Endereço de Rede: 172.121.0.0

Endereço de Broadcast: 172.121.255.255

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Endereçamento IP

Ex. 192.168.10.3

Classe C (primeiro octeto entre 191 e 223)

Endereço de Rede: 192.168.10.0

Endereço de Broadcast: 192.168.10.255

Ex: 172.121.255.1 Classe B (primeiro octeto entre 128 e 191)

Endereço de Rede: 172.121.0.0

Endereço de Broadcast: 172.121.255.255

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Roteador

Cada roteador deve conectar ao menos duas redes, cada uma com um número de rede específico.

Cada interface do roteador (porta) deve ter um endereço específico.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Endereços IP

Para que dois hosts se comuniquem em uma mesma rede é necessário que eles possuam o mesmo endereço de rede.

Para configurar um endereço IP em uma interface de rede é necessário indicar a máscara de sub- rede (subnet mask).

A máscara de sub-rede é formada por bits 1 no campo de rede (255 em decimal) e bits 0 no campo de host.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Endereços IP

A máscara de sub-rede baseia-se na classe do endereço IP.

Endereço da Classe A: máscara = 255.0.0.0

Endereço da Classe B: máscara = 255.255.0.0

Endereço da Classe C: máscara = 255.255.255.0

máscara = 255.0.0.0 Endereço da Classe B: máscara = 255.255.0.0 Endereço da Classe C: máscara =

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Endereços IP

A máscara de sub-rede serve para “mascarar” o endereço IP.

Mudança das faixas de endereço para rede e host.

A máscara de sub-rede serve para “mascarar” o endereço IP. Mudança das faixas de endereço para

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol)

O serviço DHCP fornece aos hosts de uma rede endereços IP automaticamente.

O DHCP fornece também a máscara de sub-rede e o default gateway da rede.

Evita erros na configuração das interfaces de rede.

Permite inserção automática de hosts na rede.

Sistemas operacionais de rede (Linux, Windows Server, etc) fornecem o serviço DHCP.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol)

Os clientes do serviço DHCP (hosts) necessitam habilitar a opção clientes DHCP.

Obtenção do endereço IP automático:

No processo de inicialização do host, um pacote de broadcast é enviado à rede perguntando quem é o servidor DHCP.

O endereço físico do host é enviado neste pacote.

Ao receber este pacote o servidor DHCP envia ao cliente (host) um pacote fornecendo seu endereço IP.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol)

O endereço IP é concedido ao host até que seja feito uma nova solicitação (reinicialização do host).

O tempo de empréstimo pode ser definido no servidor DHCP.

O servidor DHCP pode reservar números IP para fins específicos. Estes endereços não serão atribuídos a nenhum host.

ISP (Internet Service Providers) usam serviço DHCP para fornecimento de IPs aos clientes.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Criação de Sub-redes:

Os endereços de sub-redes possuem:

Um campo de rede;

Um campo de sub-rede;

E um campo de host.

possuem: Um campo de rede; Um campo de sub-rede; E um campo de host. Divide-se a

Divide-se a parte original do host em sub-redes.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Criação de Sub-redes:

Permite flexibilidade no endereçamento de redes.

Limita o domínio de broadcast.

Bits do campo de host serão emprestados para o campo de rede (sub-rede).

Pode-se emprestar no mínimo 2 bits. Um bit somente teria seu valor 0 como endereço de rede e seu valor 1 como endereço de broadcast.

O número máximo de bits que se pode tomar emprestado deve permitir que fiquem ao mesno dois bits livres para hosts.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Criação de Sub-redes:

Redes de Computadores Modelo OSI ( Camada de Rede ) Criação de Sub-redes: SubSub--rederede HostHost

SubSub--rederede

HostHost

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Criação de Sub-redes:

Exemplo: Se 3 bits forem emprestados para sub- rede em um endereço da classe C.

A máscara de sub-rede será 255.255.255.224

Se 3 bits forem emprestados para sub- rede em um endereço da classe C. A máscara

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Criação de Sub-redes:

Exemplo: Se 3 bits forem emprestados para sub- rede em um endereço da classe C.

A máscara de sub-rede será 255.255.255.224

Se 3 bits forem emprestados para sub- rede em um endereço da classe C. A máscara

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Criação de Sub-redes: Exemplo: Classe B (5 bits emprestados) Exemplo: Classe A (12 bits emprestados)
Criação de Sub-redes:
Exemplo: Classe B (5 bits emprestados)
Exemplo: Classe A (12 bits emprestados)
Camada de Rede ) Criação de Sub-redes: Exemplo: Classe B (5 bits emprestados) Exemplo: Classe A

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Criação de Sub-redes:

Network 200.18.178.0

mask 255.255.255.224

Endereços

das

Sub-Redes

11001000.00010010.10110010.

000

00000

11001000.00010010.10110010.

001

00000

11001000.00010010.10110010.

010

00000

11001000.00010010.10110010.

011

00000

11001000.00010010.10110010.

100

00000

11001000.00010010.10110010.

101

00000

11001000.00010010.10110010.

110

00000

11001000.00010010.10110010.

111

00000

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Criação de Sub-redes:

Network 200.18.178.0

mask 255.255.255.224

Endereços de Sub-Redes
Endereços de
Sub-Redes

200.18.178.0

200.18.178.32

200.18.178.64

200.18.178.96

200.18.178.128

200.18.178.160

200.18.178.192

200.18.178.224

Endereços possíveis de Hosts em cada sub-rede
Endereços possíveis de Hosts
em cada sub-rede
de 200.18.178.1 até 200.18.178.30 de 200.18.178.33 até 200.18.178.62 de 200.18.178.65 até 200.18.178.94 de
de 200.18.178.1 até 200.18.178.30
de 200.18.178.33 até 200.18.178.62
de 200.18.178.65 até 200.18.178.94
de 200.18.178.97 até 200.18.178.126
de 200.18.178.129 até 200.18.178.158
de 200.18.178.161 até 200.18.178.190
de 200.18.178.193 até 200.18.178.222
de 200.18.178.225 até 200.18.178.254
Exemplo / Sub-redes Rede Sub-rede Host
Exemplo / Sub-redes
Rede
Sub-rede
Host

• Exemplo

– Rede: 200.241.240.0

• 4 bits para sub-rede (2 4 -2 = 14 sub-redes)

• 4 bits para host (2 4 -2 = 14 hosts/sub-rede)

Exemplo / Sub-redes Rede Sub-rede Host
Exemplo / Sub-redes
Rede
Sub-rede
Host

• Exemplo

– Rede: 200.241.240.0

• 4 bits para sub-rede (2 4 -2 = 14 sub-redes)

• 4 bits para host (2 4 -2 = 14 hosts/sub-rede)

200.241.240.0 • 4 bits para sub-rede (2 4 -2 = 14 sub-redes) • 4 bits para

Camada de Rede

Criação de Sub-redes

• Notação Simplificada para máscara de sub-redes:

- a máscara de sub-rede é indicada simplesmente pelo número de bits utilizados para rede/sub-rede:

Definição da rede

Máscara de sub-rede

10.10.10.0/16

255.255.0.0

10.10.10.0/24

255.255.255.0

10.200.100.0/8

255.0.0.0

Camada de Rede

Criação de Sub-redes

• Exercício:

Dado a seguinte rede: 219.145.32.0/24. Determinar :

a) Quantos bits são necessários para obter 10 sub-redes?

b) Quantos endereços IP (para hosts) estarão disponíveis em cada sub-rede?

c) Qual a nova máscara de sub-rede?

d) Liste a faixa de endereços de cada sub-rede.

Camada de Rede

Criação de Sub-redes

• Exercício:

Dado a seguinte rede: 219.145.32.0/24. Determinar :

a) Quantos bits são necessários para obter 10 sub-redes?

R: 4bits b) Quantos endereços IP (para hosts) estarão disponíveis em cada sub-rede? R: 14 c) Qual a nova máscara de sub-rede? R: 255.255.255.240

Camada de Rede

Criação de Sub-redes

d) Liste a faixa de endereços de cada sub-rede.

Sub-rede 01 219.145.32.0

->

219.145.32.15

Sub-rede 02 219.145.32.16

->

219.145.32.31

Sub-rede 03 219.145.32.32

->

219.145.32.47

Sub-rede 04 219.145.32.48

->

219.145.32.63

Sub-rede 05 219.145.32.64

->

219.145.32.79

Sub-rede 06 219.145.32.80

->

219.145.32.95

Sub-rede 07 219.145.32.96

->

219.145.32.111

Sub-rede 08 219.145.32.112

->

219.145.32.127

Sub-rede 09 219.145.32.128

-> 219.145.32.143

Sub-rede 10 219.145.32.144

-> 219.145.32.159

Sub-rede 11 219.145.32.160

-> 219.145.32.175

Sub-rede 12 219.145.32.176

->

219.145.32.191

Sub-rede 13 219.145.32.192

-> 219.145.32.207

Sub-rede 14 219.145.32.208 Sub-rede 15 219.145.32.224

-> 219.145.32.223 -> 219.145.32.239

Sub-rede 16 219.145.32.240

->

219.145.32.255

Camada de Rede

Criação de Sub-redes

• Exercício:

Dado a seguinte rede: 150.100.0.0/255.255.0.0. Determinar :

a) Quantos bits são necessários para obter 20 sub-redes?

R: 5bits b) Quantos endereços IP (para hosts) estarão disponíveis em cada sub-rede? R: 2046 c) Qual a nova máscara de sub-rede? R: 255.255.248.0

Camada de Rede

Criação de Sub-redes

c) Faixa de endereços das sub-redes:

150.100.0.0

150.100.0.1

150.100.7.254

150.100.7.255

01

150.100.8.0

150.100.8.1

150.100.15.254

150.100.15.255

02

150.100.16.0

150.100.16.1

150.100.23.254

150.100.23.255

03

150.100.24.0

150.100.24.1

150.100.31.254

150.100.31.255

04

150.100.32.0

150.100.32.1

150.100.39.254

150.100.39.255

05

150.100.40.0

150.100.40.1

150.100.47.254

150.100.47.255

06

150.100.48.0

150.100.48.1

150.100.55.254

150.100.55.255

07

150.100.56.0

150.100.56.1

150.100.63.254

150.100.63.255

08

150.100.64.0

150.100.64.1

150.100.71.254

150.100.71.255

09

150.100.72.0

150.100.72.1

150.100.79.254

150.100.79.255

10

150.100.80.0

150.100.80.1

150.100.87.254

150.100.87.255

11

150.100.88.0

150.100.88.1

150.100.95.254

150.100.95.255

12

150.100.96.0

150.100.96.1

150.100.103.254

150.100.103.255

13

150.100.104.0

150.100.104.1

150.100.111.254

150.100.111.255

14

150.100.112.0

150.100.112.1

150.100.119.254

150.100.119.255

15

150.100.120.0

150.100.120.1

150.100.127.254

150.100.127.255

16

150.100.128.0

150.100.128.1

150.100.135.254

150.100.135.255

17

150.100.136.0

150.100.136.1

150.100.143.254

150.100.143.255

18

150.100.144.0

150.100.144.1

150.100.151.254

150.100.151.255

19

150.100.152.0

150.100.152.1

150.100.159.254

150.100.159.255

20

150.100.160.0

150.100.160.1

150.100.167.254

150.100.167.255

21

150.100.168.0

150.100.168.1

150.100.175.254

150.100.175.255

22

150.100.176.0

150.100.176.1

150.100.183.254

150.100.183.255

23

150.100.184.0

150.100.184.1

150.100.191.254

150.100.191.255

24

150.100.192.0

150.100.192.1

150.100.199.254

150.100.199.255

25

150.100.200.0

150.100.200.1

150.100.207.254

150.100.207.255

26

150.100.208.0

150.100.208.1

150.100.215.254

150.100.215.255

27

150.100.216.0

150.100.216.1

150.100.223.254

150.100.223.255

28

150.100.224.0

150.100.224.1

150.100.231.254

150.100.231.255

29

150.100.232.0

150.100.232.1

150.100.239.254

150.100.239.255

30

150.100.240.0

150.100.240.1

150.100.247.254

150.100.247.255

31

150.100.248.0

150.100.248.1

150.100.255.254

150.100.255.255

32

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Protocolos Roteados:

Os protocolos utilizados pela camada de rede e que são roteados de uma rede para outra são chamados de protocolos roteados.

Os protocolos roteados permitem aos roteadores escolher o melhor caminho para os pacotes.

Permitem a atribuição de um número de rede e de um número de host.

Exemplos: IP, IPX/SPX(Novell), Apple Talk

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Protocolos Não-roteáveis: não suportam a camada de rede. Vantagens: rapidez e eficiência.

Exemplo de Protocolo não-roteável: NetBEUI

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Protocolos de Roteamento:

Determinam o caminho que os protocolos roteados seguem para seus destinos.

Permitem que os roteadores conectados criem uma tabela interna de outros roteadores na rede ou distribuídos na Internet (tabelas de roteamento).

Os roteadores podem trocar tabelas de roteamento.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

Protocolos de Roteamento:

RIP (Routing Information Protocol)

IGRP (Interior Gateway Routing Protocol)

EIGRP (Enhanced Interior Gateway Routing Protocol)

OSPF (Open Shortest Path First)

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

RIP (Routing Information Protocol)

Protocolo de roteamento de vetor de distância.

Bastante utilizado.

Calcula a distância para o host de destino em termos de quantidade de saltos (hops).

Quantidade de roteadores em que o pacote vai passar antes de chegar ao seu destino.

Número máximo de saltos = 15 saltos

As tabelas são atualizadas a cada 30 segundos.

Desvantagem = constante conexão entre roteadores para atualização de tabelas (causando tráfego)

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

RIP (Routing Information Protocol)

Nem sempre escolhe o caminho mais rápido para entrega de pacotes.

Sempre que um pacote passa por um roteador considera-se um salto.

O roteador procura o endereço de destino da rede em sua tabela de roteamento.

Os roteadores podem manter tabelas de roteamento de vários protocolos diferentes.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

RIP (Routing Information Protocol)

Estes serviços são sem conexão – cada pacote é tratado individualmente e enviado pela rede.

O destino não é contactado antes do pacote ser enviado.

Comutação de pacotes.

Um destino com 16 ou mais saltos é considerado fora de alcance.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

IGRP (Interior Gateway Protocol)

IGRP – desenvolvido pela Cisco Systems.

IGRP - trata problemas associados ao roteamento, em grandes redes.

Até 255 roteadores.

O IGRP também é um protocolo de vetor de distância (distance vector).

O IGRP também leva em consideração: largura de banda, carga, delay e confiabilidade.

É permitido a atribuição de níveis de importância a qualquer destas métricas.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

IGRP (Interior Gateway Protocol)

O IGRP também pode calcular o melhor caminho automaticamente.

EIGRP – versão atualizada do IGRP

Possui melhor eficiência operacional.

Análise do estado do link em função do vetor de distância.

Redes de Computadores

Modelo OSI (Camada de Rede)

OSPF (Open shortest path First)

OSPF - abrir o caminho mais curto primeiro.

Determinação do caminho ótimo.

Utiliza vários critérios para determinar a melhor rota para um destino.

Medidas de custo:

- contador de saltos, largura de banda, tráfego (carga), confiança e segurança.