Você está na página 1de 12

Georreferenciamento de uma carta topográfica no QGIS

Profa. Adj. Arlete Meneguette


Unesp – Câmpus de Presidente Prudente
https://unesp.academia.edu/ArleteMeneguette/Papers

O QGIS é um SIG (Sistema de Informação Geográfica) livre, de código aberto (figura 1), que
pode ser obtido em http://qgis.org/pt_PT/site/forusers/download.html (figura 2). Escolha a
opção adequada ao seu sistema operacional (Windows, MacOS X, Linux e Android), seja para
32 ou 64 bits.

Figura 1 – Página do QGIS em Português

Figura 2 – Fazer download do QGIS em Português

Depois de instalar o QGIS, execute o aplicativo e verá a interface com o usuário (figura 3). Caso
esteja em outra língua que não o Português (por exemplo, em Inglês) basta clicar em Settings >

1
Options e escolher Locale. Em seguida escolha pt_BR a partir da lista suspensa. Clique em OK,
feche o QGIS e execute novamente para que a alteração tenha efeito. Note que agora os
comandos são mostrados em Português do Brasil. Clique em Projeto > Salvar como (figura 4).

Figura 3 – Configurar o QGIS para Português do Brasil

Figura 4 – Salvar o Projeto no QGIS

Escolha o caminho onde salvar seu Projeto e digite o nome (por exemplo, neste tutorial foi
digitado o nome: georreferenciamento_carta_topografica), sendo que a extensão por padrão é
QGS. Como pode ser visto na figura 5 agora o nome do Projeto ativo é exibido na barra de
título, mas ainda não foram especificadas as propriedades do Projeto. Para tanto, clique em
Projeto > Propriedade do Projeto. Uma caixa de diálogo será mostrada e na aba SRC habilite a
opção . Em Filtro digite 22522, que é o código
EPSG associado com o Sistema de Projeção UTM, Zona 22S, referenciado ao datum Córrego
Alegre (figura 5).

2
A escolha se deve ao fato de serem estas as propriedades da carta topográfica que será
georreferenciada neste tutorial, qual seja, a SF-22-Y-B-III-1 (folha Presidente Prudente,
originalmente na escala 1:50000). No seu caso faça a escolha adequada à carta topográfica que
será georreferenciada no QGIS.
Tendo digitado o código 22522 em Filtro note que a opção será exibida na lista de Sistema de
Referência de Coordenadas (SRC), clique sobre ele para confirmar sua escolha do SRC e depois
clique em OK.

Figura 5 – Definir Propriedades do Projeto no QGIS

Observe que agora o código EPSG 22522 é exibido no canto inferior direito na barra de status.
A carta topográfica que será georreferenciada pode ser obtida no site do IBGE, a partir de
http://biblioteca.ibge.gov.br/ onde é possível fazer uma Busca Rápida por Mapas e pelo Título
(no caso deste tutorial foi digitado Presidente Prudente) e clicar em Buscar. Dois registros
foram encontrados, um deles correspondente à carta em 1:50000 (publicada pelo IBGE em
1974) e o outro à carta em 1:250000 (publicada em 1979), como mostra a figura 6.

3
Figura 6 – Biblioteca Digital do IBGE

Faça download do arquivo SF-22-Y-B-III-1.jpg, indicando o caminho onde deseja organizar seus
dados. De volta ao QGIS clique em Raster > Georreferenciador > Georreferenciador (figura 7).

Figura 7 – Acessar o Georreferenciador do QGIS

Uma tela auxiliar é exibida na qual você deve clicar em Arquivo > Abrir raster (figura 8).

4
Figura 8 – Abrir raster no Georreferenciador do QGIS

Indique o caminho onde você salvou o arquivo JPG adquirido no site do IBGE. Em seguida uma
nova caixa de diálogo será mostrada na qual é possível definir o Sistema de Coordenadas de
Referência da Camada. Note que há uma mensagem de alerta: “Esta camada não parece ter
alguma projeção especificada, esta camada terá sua projeção especificada como sendo igual à
do Projeto, mas você pode mudar isso selecionando uma projeção diferente abaixo”. No caso
da carta topográfica que foi escolhida para este tutorial não há necessidade de fazer
alterações, portanto clique em OK (figura 9). Imediatamente a carta topográfica é exibida na
tela auxiliar (figura 10).

Figura 9 – Seletor de Sistema de Coordenadas de Referência

5
Figura 10 – Carta topográfica mostrada no Georreferenciador do QGIS

Para o georreferenciamento serão necessário pelo menos 5 Pontos de Controle (GCP), bem
localizados e bem distribuídos por toda a carta topográfica, por exemplo, pontos próximos aos
4 cantos e um ponto no centro. Aplique zoom no canto inferior esquerdo da carta topográfica
e em seguida clique em Editar > Adicionar Ponto (figura 11).

Figura 11 – Ponto próximo ao canto inferior esquerdo da carta topográfica mostrado com
zoom+

O primeiro ponto que será adotado para o georreferenciamento está na interseção das linhas
do quadriculado UTM, sendo que a coordenada X consta como 450 km E e a coordenada Y
consta como 7540 km N, ou seja, 450000 m e 7540000 m, respectivamente.

6
Sendo assim, mova o cursor até o ponto desejado e clique com o botão esquerdo do mouse.
Uma caixa de diálogo é mostrada onde as coordenadas devem ser digitadas. Em seguida clique
em OK (figura 12) e note que abaixo da imagem é mostrada uma tabela com a primeira linha
preenchida (figura 13).

Figura 12 – Ponto próximo ao canto inferior esquerdo da carta topográfica sendo usado no
georreferenciamento

Figura 13 – Ponto próximo ao canto inferior esquerdo da carta topográfica sendo usado no
georreferenciamento

Mova a imagem na tela até mostrar o canto inferior direito da carta topográfica, depois clique
em Adicionar > Ponto (figura 14).

7
Clique sobre o segundo ponto do procedimento, que corresponde àquele localizado na
interseção do quadriculado UTM no qual as coordenadas são 474 km E e 7540 km N, ou seja,
474000 m e 7540000m, respectivamente. Digite as coordenadas e clique em OK (figura 15).
Observe que a segunda linha da tabela será preenchida com os dados associados ao segundo
ponto. Repita o procedimento para o terceiro ponto, localizado nas proximidades do canto
superior direito, cujas coordenadas são 474000 e 7566000, respectivamente (figura 16).
Depois faça o mesmo para o quarto ponto, próximo ao canto superior esquerdo (figura 17),
cujas coordenadas são 450000 e 7566000, respectivamente.

Figura 14 – Ponto próximo ao canto inferior direito da carta topográfica sendo usado no
georreferenciamento

Figura 15 – Ponto próximo ao canto inferior direito da carta topográfica sendo usado no
georreferenciamento

8
Figura 16 – Ponto próximo ao canto superior direito da carta topográfica sendo usado no
georreferenciamento

Figura 17 – Ponto próximo ao canto superior esquerdo da carta topográfica sendo usado no
georreferenciamento

O quinto ponto está localizado nas proximidades do centro da folha topográfica do IBGE, cujas
coordenadas são 460000 m e 7556000 m, respectivamente (figura 18). Tendo criado os 5

pontos de controle (GCP) clique em para iniciar o georreferenciamento (figura 19).

9
Figura 18 – Ponto próximo ao centro da carta topográfica sendo usado no
georreferenciamento

Figura 19 – Iniciar o georreferenciamento usando 5 Pontos de Controle

Para tanto é necessário definir o tipo de transformação (clique em OK no aviso):

Uma nova caixa de diálogo é exibida (figura 20), na qual é possível escolher o Tipo de
Transformação (mantenha Polinomial 1, que significa adotar como modelo matemático um
polinômio de primeiro grau, adequado ao número de pontos de controle escolhidos). É
possível também escolher o método de reamostragem (mantenha vizinho mais próximo), o
nível de Compresssão (mantenha NONE). Em Raster de Saída clique no ícone para escolher o
caminho onde salvar o arquivo e o nome desejado para ele (por padrão o QGIS sugere manter

10
o nome atual do arquivo e acrescenta “modificado” na frente do nome, você pode aceitar a
sugestão ou alterar para o nome que preferir). Em SRC de destino já consta EPSG 22522 (que
está de acordo com os dados originais da carta topográfica do IBGE que está em UTM Zona 22

Sul em Córrego Alegre). Habilite as caixas e clique em OK.

Figura 20 – Configurar os parâmetros da transformação no QGIS

Após a operação ser realizada é possível verificar a qualidade do georreferenciamento (figura


21), pois na tabela são exibidas as coordenadas no espaço imagem, as coordenadas no espaço
objeto, as discrepâncias em X e em Y, além dos resíduos e o erro médio, todos eles em pixels.

Figura 21 – Resultado analítico do georreferenciamento no QGIS

11
É importante ressaltar que não há resultados em metros na tabela e que em geral as
discrepâncias variam de 1 a 2 pixels, mas se você desejar melhorar o resultado basta clicar em
Editar > Mover ponto GCP, ou então Editar > Excluir ponto e depois Editar > Adicionar ponto,

como preferir: .

A carta topográfica georreferenciada é exibida no QGIS e ao mover o cursor na tela é possível


constatar que as coordenadas UTM são exibidas na barra de status. Note na figura 22 que são
mostrados ainda os 5 pontos de controle utilizados no georreferenciamento, pois a caixa de
diálogo ainda está ativa, somente foi minimizada. Maximize a caixa do Georreferenciador e
escolha Arquivo > Salvar GCP como..., indique o caminho onde salvar o resultado da
transformação polinomial (arquivo de extensão points). Esse procedimento é recomendado
pois futuramente você poderá retomar a atividade e melhorar o resultado através da adição
de mais pontos de controle e até mesmo escolha de um polinômio de maior grau, se assim o
desejar.

Figura 22 – Carta topográfica georreferenciada exibida no QGIS

Feche a caixa de diálogo do Georreferenciador, salve o Projeto. O mesmo procedimento pode


ser adotado para outras cartas topográficas, desde que sejam observadas as propriedades
adequadas. Tendo dúvidas entre em contato: arletemeneguette@gmail.com

12

Você também pode gostar