Você está na página 1de 16

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL

Síndrome de Tensão Pre-menstrual

Aspectos Fundamentais:

Síndrome Pré-Menstrual inclui uma série de sintomas que aparecem antes da


menstruação.
Estes podem incluir depressão, tristeza, irritabilidade, choro, tendência para
explosão de raiva, distensão e dor no abdômen e seios, dor de cabeça e vertigem,
inquietude e insônia, distensão na região de esternocostal, edema, diarréia e mal
estar geral.

Diagnostico Diferencial:

1. Estagnação de Qi do Fígado

 Distensão e dor na região abdominal e no  peito , irritabilidade antes o período


menstrual , mau humor, depressão, dor e distensão no hipocôndrios, vertigem, dor
de cabeça e tendência para se enfurecer.
Língua: Vermelho  Escuro (Vermelho Escuro e púrpura sugestiona estagnação)
Pulso: Em arame

2. Fogo inflama o alto e agita as mucosidades .


Depressão, comportamento ligeiramente maníaco, agressividade, sentimento de
opressão do tórax, face vermelha, olhos avermelhados. 
Língua: Vermelho com revestimento amarelo gorduroso.
Pulso: Escorregadio e rápido

3. Deficiência Pré-menstrual de Coração e Baço.


Palpitações, sono inquieto, falta de vitalidade com fraqueza geral, membros frios,
excessivo magro claro
leucorréia.

Língua: Empalideça com revestimento branco.

Pulso: Profundo e fino

4. Deficiência de Yin do Fígado e Rim 


Sensação de distensão do peito e irritabilidade antes do período, região lombar e
joelhos doloridos, vertigem, visão embaçada, memória pobre, insônia, olhos e
garganta secos.

Língua: Vermelha sem revestimento


Pulso: Fino

5. Deficiência de Yang do Baço e do Rim


Tensão pré-menstrual leve com depressão, distensão do peito e abdominal,
edema pré-menstrual na face e nos membros, vertigem, sonolência, perda de
apetite, cansaço nos lombos, e pernas.

Língua: Pálida e inchado com marcas de dentes, revestimento branco úmido


Pulso: Profundo e fino
 
 

Princípios, pontos e técnicas de tratamento:

1. Estagnação de Qi no Fígado

Acalme o Fígado, elimine estagnação, remova obstrução nos canais para


promover circulação de sangue.
TR 5, VB 41, F 3,
Todos estes pontos acalmam o Fígado e eliminam a estagnação.
      VB 34 Mar do VB, Atua na região dos hipocôndrios.
BP 6 Ajuda acalmar o Qi do Fígado e fortalece o Baço

2. Fogo inflama o alto e agita as mucosidades .


Solucione muco, clareie o calor, acalme a mente.
VC 6, VC 12, E 25,
As quatro portas para solucionar muco:
BP 9 Remove Umidade para ajudar solucionar o muco
E 40 para solucionar muco.
CS 7 Ponto Yuan fonte do canal de CS, acalma o Shen ( Mente ).
VG 24 Acalma o Shen ( Mente ).
E 8 Resolve o muco na região da cabeça, acalma Shen.
      F11 Clareia calor.
BP 4 e CS 6 Um par de pontos de confluência que regule o canal de Chong.

3. Deficiência Pré-menstrual de Coração e Baço

Nutra o Coração para acalmar a mente, reforce o Baço e remova a Umidade.


B 15 Shu Dorsal do Coração : Nutre o  Coração
C 7 Ponto Yuan fonte de Canal de Coração para acalmar Shen ( Mente ).
B 20 Shu Dorsal do Baço: Nutre o Baço
BP 6 Fortalece o Baço
E 36 Fortalece o Baço
BP 9 Remove Umidade

4. Deficiência de Yin do Fígado e Rim 


Nutra o Yin  do Fígado e  do Rim 
R 3 Ponto Yuan (Fonte) para nutrir Yin do Rim 
F 3 Ponto Yuan (Fonte) para nutrir Yin do Fígado
P 7 Nutre Yin
R 6 Nutre Yin
BP 6 Nutre Yin

5. Deficiência de Yang do Baço e do Rim 

Fortaleça o Baço e esquente o Rim


B 23 Moxa para tonificar e aquecer o Yang  do Rim 
VC 4 Moxa para tonificar e aquecer o Yang  do Rim 
VG 4 Moxa para tonificar e aquecer o Yang  do Rim 
B 20 Fortalece Baço
E 36 Fortalece Baço
BP 6 Fortalece Baço

Falta de Apetite

apetite depende da energia do Baço, Pâncreas e Estômago, que por sua vez
dependem do aquecimento produzido pelo YANG, na visão oriental. Se a energia
do Fígado não circula bem, a energia do Baço e do pâncreas também pode ser
prejudicada, reduzindo o apetite. Por isto, o tratamento da falta de apetite é
voltado para estes órgãos.

Deficiência da energia do Baço, Pâncreas e Estômago

Neste caso a pessoa tem pouco apetite mas belisca muito, comendo
especialmente doces e massas. A digestão em geral é lenta, as fezes pastosas
com alimentos mal digeridos. É comum também a pessoa ser pálida e sentir
cansaço e pouca disposição Física.

Falta de harmonia entre o Fígado. o Baço e Pâncreas

Nestes casos a falta de apetite é variável e tem relação com a estado de humor,
piorando quando a pessoa está nervosa e irritada. Ao mesmo tempo ela tem
outras queixas como dor no Estômago, gases, barriga inchada e intestino
irregular.

Bronquite

Na visão da medicina chinesa existem vários fatores que podem afetar o Pulmão
das pessoas, causando as sintomas de bronquite. Entre eles, os principais são a
agressão por fatores da natureza, o enfraquecimento da própria energia vital do
organismo ou o acúmulo de muco (também chamada de fleuma na MTC) no
Pulmão.
Invasão de Vento-Frio no Pulmão

A invasão de um fator da natureza, segundo os chineses, é que inicia as doenças


respiratórias agudas., servindo como via de inoculação dos vírus. Nestes casos a
bronquite começa de forma súbita, e provoca febre baixa, temor ao Frio, tosse
com pouco catarro fluido e claro, nariz entupido e cansaço.

Invasão de Vento-Calor no Pulmão

Quando a invasão é por “Calor”, a febre pode ser mais alta, ou pode ocorrer
sensação de Calor no corpo. O catarro é amarelado; e a tosse, mais sonora. A
pessoa pode ter sede e a pele fica quente. 

Deficiência de energia dos Rins e dos Pulmões

Ocorre em pessoas com história de asma na família, e, em geral, magras.


Queixam-se mais de falta de ar do que de tosse ou catarro. Sentem o peito vazio e
têm dificuldade para respirar fundo. Sintomas como cansaço, resfriados
freqüentes, dor na coluna Lombar e fraqueza nas pernas são freqüentes. 

Acúmulo de muco (ou fleuma) nos Pulmões

Este tipo caracteriza-se por tosse com expectoração de muito muco branco. A
pessoa sente o peito cheio e tem dificuldade para esvaziá-lo. Outros sintomas
como digestão lenta, barriga inchada e fezes amolecidas podem também estar
presentes.

Cansaço e Fadiga
Na visão oriental o cansaço surge quando os constituintes corporais que nutrem, que são o
Sangue e a energia, estão deficientes. A falta de energia e Sangue deixa os órgãos e vísceras sem
nutrição adequada, e eles não produzem suficiente energia e Sangue, por sua vez causando um
ciclo vicioso que vai se agravando progressivamente. Assim, não há energia e Sangue para
circular nos meridianos, e a pessoa não consegue fazer suas atividades físicas normais. Por outro
lado, a energia e o Sangue não sobem à cabeça causando cansaço mental e dificuldade de
concentração. A deficiência de energia e de Sangue podem acontecer em separado e possuem
diferenças sutis.

Cansaço por deficiência de energia

A pessoa sente cansaço, palidez, fraqueza nas pernas, fezes amolecidas, falta de apetite e falta de
ar discreta. Como a energia pertence ao YANG, sua falta vai prejudicar o aquecimento do corpo,
causando sintomas de "Frio", como Frio nas extremidades, aversão ao Frio e sonolência.

Deficiência de Sangue

Neste caso também temos cansaço, palidez, falta de ar discreta, mas alguns sintomas serão
diferentes. Podem ocorrer, em algumas pessoas, aumento de apetite e prisão de ventre. Como o
Sangue pertence ao Yin, sintomas de "Calor" como insônia boca seca, palpitações e sensação de
Calor no corpo ou na cabeça podem estar igualmente presentes. Nas mulheres a deficiência de
Sangue é mais freqüente, pois elas estão sempre perdendo sangue durante as regras, e estas
podem reduzir de volume ou parar completamente com a evolução do problema

Deficiência de energia e Sangue

Quando as duas deficiências ficam combinadas, o mesmo ocorre com seus sintomas. Assim, os
pacientes queixam-se de cansaço, falta de ar, memória fraca, falta de apetite, palpitações,
fraqueza nas pernas e palidez. Predominam sintomas de "Calor" no centro, como insônia,
ansiedade e boca seca, e sintomas de "Frio" na periferia, como pés e mãos Frios. O intestino pode
ser discretamente preso ou solto, conforme predominar deficiência de Sangue ou de energia.

Dor de Cabeça

Segundo a visão oriental, as dores de cabeça, em geral, são causadas por fatores
YANG, pois a característica do YANG é acometer o alto do corpo. Estes fatores
provocam excesso de energia nos meridianos que passam pela cabeça,
ocasionando dor Os fatores YANG podem tanto ser "fatores patogênicos" de
origem externa quanto resultantes do desequilíbrio de órgãos internos. Em
contrapartida, se o YANG está fraco ele não sobe para a cabeça e isto causa
deficiência da sua nutrição. Neste caso também haverá dor de cabeça.

Penetração de Vento-Frio

Ocorre após exposição a Vento-Frio, e pode vir acompanha. da de sintomas de


gripes e resfriados. Os sintomas são dor de cabeça em aperto, aversão ao Frio,
sensação de Frio no corpo.

Ascensão do YANG do Fígado

Neste tipo YANG significa "Calor" associado a processos que causam irritabilidade
ou problemas digestivos, e que vão afetar o Fígado. Os sintomas são dor de
cabeça pulsátil, olhos avermelhados, gosto amargo na boca, prisão de ventre,
irritação, aversão à luz. Este tipo corresponde às enxaquecas

Estagnação de energia e Sangue nos canais

Este diagnóstico corresponde a dores de cabeça muito crô-nicas, que em geral


estão associadas a problemas da coluna cervical. Segundo a visão da MTC,
podem existir obstruções crônicas ao fluxo de energia e Sangue nos meridianos,
causando dor. Os sintomas são dor de cabeça crônica em aperto, pior com Frio,
sensação de Frio na cabeça, a dor às vezes muda de lugar, pior com irritação ou
tensão emocional. 
 

Deficiência de energia e Sangue


Nestes casos a energia é pouca e não sobe para nutrir o cérebro. A falta de
nutrição causa dor. Os sintomas são dor de cabeça bem discreta, como um peso
ou uma dor, que piora ao fim do dia, acompanhada de cansaço, dificuldade de
concentração e piora da memória. 

Corrimento Vaginal

Segundo a visão oriental, a presença de corrimento significa que houve a invasão


de fatores patogênicos na pelve. O principal fator é a umidade que pode ser
combinada com Calor ou Frio.

Corrimento por "Calor-Umidade"

Neste tipo o corrimento é amarelado, costuma irritar a mucosa e se associar com


dor ou queimação na vagina. A pessoa pode também ter urina quente, amarelada
e ardência para urinar. 

Corrimento por “Frio-Umidade"

corrimento por Frio e Umidade é claro, pouco irritante e não costuma ter cheiro
forte. Outros sintomas incluem sensação de Frio na pelve e fluxo menstrual ralo ou
escuro.

Gastrites

No enfoque chinês, a gastrite pode ter várias causas e características clínicas


próprias, conforme se for por "Calor" ou "Frio", ou se for causada por "excesso" ou
"insuficiência" do órgão. Se causadas por Calor, isto significa que há muita acidez
provocando a gastrite. Quando causadas por Frio, significa que há pouca energia
e Sangue para nutrir o Estômago. Se o problema é um excesso em geral, é
causado por acúmulo de energia ou por excesso de alimentos.

Acúmulo de Frio no Estômago

Este desequilíbrio caracteriza-se por um enfraquecimento da energia YANG do


Estômago, que não consegue aquecer o órgão. Assim predominam os sintomas
de Frio, como desejo de comidas e bebidas quentes, ausência de sede e aversão
a gelados. Os gelados pioram a dor, que pode ser em peso ou aperto. A pessoa
tem também pouca fome, náuseas ou soluços com freqüência, e as fezes podem
ser pastosas. 

Calor no Estômago

Este tipo é o inverso do caso anterior, pois há predominância de YANG, que vai
causar sintomas de "Calor". Isto significa que o Estômago está hiperfuncionante e
com muita acidez, gerando o desequilíbrio. Os sintomas são dor em queimação na
região do epigástrio, aftas freqüentes na boca, sede, desejo de bebidas geladas,
aversão a alimentos quentes, tendência à prisão de ventre, azia e fome
aumentada. Para eliminar o Calor do Estômago e regular a digestão, emprega-se 
 

Estagnação da energia do Fígado

Segundo a concepção oriental, se a energia do Fígado não circula


adequadamente, ela se acumula e vai prejudicar as funções do Estômago. Isto
causa um acúmulo de energia no local que pode gerar úlceras e gastrites. Os
sintomas apresentados são dor em queimação, digestão lenta, gosto ruim na
boca, sensação de inchação na barriga, gases, nervosismo e piora da dor com
tensão emocional.

Acúmulo de alimentos no Estômago

É o tipo de dor que acontece por indigestão, quando são comidos alimentos muito
pesados ou quantidades excessivas. Os sintomas são sensação de Estômago
cheio, eructações freqüentes, dor em peso na região epigástrica, digestão ruim,
mau hálito, fezes amolecidas.

Obesidade

Segundo a visão oriental a obesidade deve-se ao acúmulo de "fleuma". A fleuma é


o líquido corporal que perdeu sua característica original, tornando-se mais
espesso.
Existem varias formas de se classificar a fleuma. Uma é se esta ocorre numa
mucosa ou no interior do corpo. A que ocorre numa mucosa é o muco, que é uma
secreção viscosa. 
Mas se a fleuma ocorre dentro do corpo, é conhecida como "fleuma não-
substancial". Este tipo de fleuma interior (não-substancial) é o que vemos na
obesidade.
A medicina chinesa diz que esta fleuma é "turva", o que significa que prejudica o
metabolismo normal do corpo, e refere-se ao excesso de gorduras na composição
relativa dos constituintes do corpo.

Outra forma de se classificar a fleuma e através da sua combinação com o Frio


(Fleuma-Frio ou fleuma YIN), ou com o Calor (Fleuma-Calor ou fleuma YANG).
Estes dois tipos de fleuma têm um processo de formação diferente e os sintomas
ou o tratamento também são diferentes.

Acúmulo de Fleuma-Frio

Nestes casos, a obesidade resulta de uma diminuição da atividade da energia,


que poderia ser entendida como uma redução do metabolismo. Esta redução faz
com que os fluidos e outras substâncias acumulem-se no corpo sob forma de
gordura. É o caso da pessoa que não come muito mas que engorda mesmo
assim. Outros sintomas incluem Frio no corpo, cansaço, palidez e sonolência.

Acúmulo de Fleuma-Calor

Este é o tipo de obeso que engorda porque tem um apetite aumentado. Em geral é
agitado, tem a face um pouco avermelhada, transpira muito e sente Calor no
corpo. o excesso de comida não consegue ser metabolizado pelo corpo e se
acumula sob a forma de gordura.

Prisão de Ventre

Na visão oriental a prisão de ventre acontece seja porque existe uma falta de
umidificação do intestino, seja porque o fluido corporal está sendo consumido, ou
então porque a energia do intestino está fraca.
A falta de umidificação decorre de uma deficiência de Sangue, porque é o Sangue
que umedece as mucosas na visão oriental. A falta de Sangue, em geral, é
secundária ao consumo ou à perda.
A deficiência do fluido corporal decorre de muito consumo com reposição
insuficiente. Isto é devido á presença de condições de "Calor", que causam perda
excessiva de água.
A deficiência de energia resulta de um enfraquecimento geral da energia do corpo.
Isto pode ser visto em pessoas idosas ou após o parto, por exemplo.

Deficiência de Sangue

Na visão oriental o Sangue umedece o intestino. Quando há falta de Sangue, as


fezes ficam ressecadas e duras, surgindo constipação. Este tipo é bem mais
comum em mulheres devido as perdas menstruais de Sangue. Os sintomas são
palidez, palpitações, constipação com fezes ressecadas, regras escassas, tensão
pré-menstrual cansaço e queda de cabelos.

Deficiência de YIN

YIN relaciona-se com os fluidos do corpo. Se o YIN está fraco, Os fluidos também
enfraquecem e não lubrificam o intestino, surgindo então prisão de ventre. Os
sintomas são boca seca, sede, constipação com fezes ressecadas, insônia, face
vermelha, calor no corpo e sudorese.

Calor no Intestino

Segundo a MTC este problema em geral acontece como uma complicação de uma
estagnação da energia do Fígado. O Calor resseca as fezes dificultando a sua
eliminação. Os sintomas são sede, constipação com fezes muito ressecadas,
evacuação dolorosa, episódios de sangue vivo nas fezes, barriga inchada e um
pouco dolorosa, gosto ruim na boca e irritabilidade.
Deficiência da energia do Intestino Grosso

Se o intestino não tem muita energia, ele não consegue impulsionar as fezes para
a frente, e estas então se acumulam, causando prisão de ventre. Os sintomas são
fraqueza geral, pouco apetite, barriga mole e fria, palidez, prisão de ventre com
fezes pouco ressecadas. Este tipo pode ocorrer em doentes acamados ou em
velhos.

Resfriados e Gripes

Segundo o enfoque oriental estas doenças são provocadas pela invasão de


"energias patogênicas" ou fatores patogênicos, como Vento-Frio e o Vento-Calor.
Estes fatores agridem os tecidos superficiais do corpo (tais como pele e músculo)
e a árvore respiratória, provocando os sintomas. Nestas localizações, eles são
ditos "no exterior", o que significa que se trata de uma doença de menor gravidade
e pode ser tratada com sudorificação. Conforme a predominância do "Frio" ou do
"Calor" como fatores patogênicos, a doença assume sintomas e tratamentos
diferentes.

Invasão de Vento-Frio

Frio que penetrou no corpo causa um consumo da energia YANG da periferia,


gerando sintomas de Frio. Os sintomas são febre baixa, aversão ao Frio, calafrios,
pouca ou nenhuma sudorese, dor de cabeça, coriza aquosa, congestão nasal e
língua com cobertura branca.

Invasão de Vento-Calor

No caso do Calor, vai haver aquecimento e luta entre a energia de defesa e a


energia patogênica. Os sintomas são febre alta, pouco calafrio, muita sudorese,
dor de garganta, tosse seca, sede, dor de cabeça, língua com capa amarela.

Gripes de repetição

Se a pessoa fica gripada a toda hora, significa, na visão oriental, que a energia de
defesa está fraca.

Rinites

Na visão oriental, as rinites são causadas por penetração das "energias


patogênicas", que os chineses associam muito aos fatores da natureza. Estes
fatores incluem Secura, Calor, Vento, Frio e Umidade.
nariz também se relaciona com a energia do Pulmão e as energias de defesa. Por
isso a rinite crônica, que não melhora com nenhum tratamento, significa que a
energia do Pulmão está deficiente.
Invasão de Vento-Frio
Neste caso o Vento-Frio invade o nariz, causando congestão e coriza aquosa.
Corresponde a alguns tipos de resfriado ou rinites causadas por exposição ao
Frio.

Invasão de Secura
É o tipo que ocorre com exposição ao ar seco. Os sintomas são congestão nasal,
ardência no nariz, pode haver até epistaxe nos casos mais severos.

Invasão de Calor e Umidade


Em geral correspondem a um quadro infeccioso com catarro amarelado, que
obstrui as fossas nasais e os seios da face, gerando sinusite. A presença de
Umidade contribui para cronificação dos sintomas. A Umidade torna os fluidos do
corpo “turvos”, o que atrapalha as defesas e dificulta a expulsão da doença.

Deficiência da energia de defesa Wei (deficiência da energia do Pulmão)

Corresponde as rinites alérgicas, principalmente as que são muito crônicas e não


estão melhorando com nenhum medicamento. Os sintomas são rinite crônica, que
piora com mudança de tempo, resfriados freqüentes, fadiga, perda do olfato.

ESTUDO DE  SÍNDROMES ENERGÉTICAS

VAZIO DE QI DO CORAÇÃO VAZIO DE YANG DO CORAÇÃO

Sintomatologia

Sinais comuns as doenças por Vazio de Qi e por Vazio de Yang:


- Palpitações,  dispnéia,  transpiração  espontânea.  Esses sinais são agravados pelo
esforço.
- Pulso fino , fraco ou atado , periódico.

Sinais particulares:
- Vazio do Qi do Coração:
Rosto descorado, fadiga psicossomática, língua pálida, revestimento lingual branco.
- Vazio de Yang do Coração:
Temor do Frio, melhorado pelo Calor, tez acinzentada plúmbea, opressão torácica, dores
precordiais, língua grossa, macia, de cor púrpura.
- Vazio critico de Yang do Coração prestes a desaparecer.
Transpiração profusa, membros frios, lábios azulados, respiração fraca, pulso tênue ,
parecendo parar , mente perturbada, às vezes sincope.

Etiopatogenia

    As causas de enfraquecimento do Qi e do Yang do Coração podem estar em relação com:


- uma doença aguda e violenta,
-- uma doença crônica,
- velhice,
- fraqueza constitucional.

    Quando 0 Qi do Coração esta' deficiente:

    O impulso dado ao sangue é fraco, a circulação é retardada, o sangue não sobe ao rosto,
a tez é descorada, o corpo da língua é de cor pálida, o pulso é fino e fraco.
    Há perda de controle:
- Da superfície do corpo, portanto, há transpiração.
- Da continuidade do pulso, portanto, há pulso atado, periódico.

    Quando o Yang do Coração está em estado de Vazio crítico:


Os sinais agravam-se, a confusão mental inicia-se, o pulso torna-se deslizante, isto é, tênue
e prestes a parar. Pode acontecer uma síncope.

Relações com a medicina ocidental

    A síndrome de Vazio de Qi do Coração pode encontrar-se em certas neuroses,


cardiopatias, falha cardíaca, arritmia.

    A síndrome de Vazio de Yang do Coração reagrupa, além disso, os estados de choque e
certas diminuições do metabolismo no decorrer de graves doenças crônicas.

    A síndrome de Vazio crítico do Yang do Coração é vista nos estados seguintes:
 -  As desidratações agudas consecutivas a hipertermias com transpiração profusa ou após
vômitos e diarréias das gastroenterites agudas.
-  As falhas cardíacas.
-  Os colapsos.

Orientação Terapêutica

1. princípio: fortificar o Qi do Coração.


Acupuntura: 15 B, 14 AM, 17 AM, 9 C.
 

2. princípio: aquecer o Yang.


Acupuntura: 5 MC, 7 C, 18 B, 3 F, 6 F.
 

3. princípio: fazer voltar o Yang.


Acupuntura: 4 AM, 8 AM, 20 DM, 26 DM, 36 E.

YANG DE BACO VAZIO (Baço vazio e frio)

Sintomatologia
    Pouco apetite, ventre dilatado, est8mago e ventre doloridos, aliviados pela pressão e 0
calor, boca pálida, sem sede, membros frios, evacuações liquidas ou então membros e
corpo edematosos, oligúria ou ainda na mulher, leucorréias fluidas, brancas e abundantes.

    Língua pálida e macia, revestimento lingual, branco e deslizante.


    Pulso profundo  e fino ou retardado  e fraco.

Etiopatogenia

    Quatro causas:


- Vazio de Qi do Baço e Estômago. Ahmentação insuficiente.
- Alimentos frios e crus.
- Abuso de medicamentos refrescantes.
    Todas essas causas podem diminuir o Yang do Baço. Quando o Yang do baço é reduzido,
há produção de Frio. Eis porque essa sindrome é  também conhecida sob o nome de "Baço
Vazio e Frio".

    Se o Yang do Baço estiver frio, a função de transporte-transformação é deficiente.


 A perda do apetite, o ventre dilatado, as evacuações liquidas, os edemas, as leucorréias,
são a manifestação dessa sindrome Vazio-Frio.

    O Yang Vazio não pode cumprir sua atuação na termogenese e no transporte de alimento
para as extremidades, Os membros ficam então frios.

    Relações com a medicina ocidental

- Ulcera gástrica crônica.


- Enterite crônica.
- Disenteria crônica.
- Edemas.
- Hepatite crônica.
- Cirrose hepática.
- Leucorréia.
   Essa síndrome pode também ser encontrada nas úlceras hemorrágicas e nas
metrorragias.

Orientação terapêutica

Pnncípio: aquecer e fazer circular o Yang Mediano.


Acupuntura: 20 B, 21 B, 36 E, 41 E, 12 AM, 13 F. 2 Baço,  3 Baço, 6 Baço, 9 Baço.

UMIDADE CALOR DE BAÇO-ESTÔMAGO

 (Calor-Umidade fere o Baço)


 (Umidade-Calor do Fígado e Vesícula Biliar)

Sintomatologia
    Sensação de repleção com percepção de massas e de bolas (Pi Kuai) no abdômen,
náuseas, repugnância, vômitos. Membros e corpos lassos e pesados. Diarréia, oligúria.
Rosto, pele, olhos tomando uma cor amarela. Prurido. Febre ondulante. Persistência da
febre após transpiração.
    Revestimento lingual amarelo e gorduroso.
    Pulso mole e  rápido.

Etiopatogenia

    Causas:
- Calor-Umidade perversa de origem externa se acumulam no Baço e no Estômago.
- Excessos alimentares, comidas gordurosas demais ou demais açucaradas, abundância de
bebidas alcoólicas, após a fermentação se transformam em Calor-Umidade que se
acumulam no Baço e no Estômago.

    O Calor e a Umidade provocam um desregramento na absorção, no transporte, na


transformação, na subida-descida, cujos sinais são:
    Repleção abdominal com percepção de massas e de bolas, nojo pelo alimento, náuseas,
vômitos, diarréia, oligúria.
    O Calor-Umidade do Baço e do Estômago vai se transmitir ao Fígado e à Vesícula Biliar,
permitindo que a bile se espalhe.

Relações com a medicina ocidental

    Essa síndrome pode ser encontrada em:


- Icterícia das hepatites agudas (formas Yang), colecistites agudas,
litíases vesiculares ou do colédoco,
- Necrose aguda ou subaguda do Fígado, hepatite grave,
- Impetigo.

Orientação terapêutica

Princípio: esfriar o Calor, dissipar a Umidade.


Acupuntura: 20 B, 21 B, 51 B, 36 E, 39 E, 10AM, 12AM, 34VB, 38 VB, 6 MC, 9 Baço, 8 F.

QI DO PULMÃO VAZIO

Sintomatologia

    Apatia, pouca energia, tosse asmática, sem força, dispnéia após um esforço, voz fraca,
transpiração espontânea, temor do Frio, rosto descorado.
    Língua pálida.
    Pulso Vazio , fraco.

Etiopatogenia

-  0 Qi do Pulmão esta diminuído pela tosse ou por dificuldades respiratórias prolongadas.


-  A produção do Qi e insuficiente  (Qi do Baço e do Pulmão Vazios, Qi do Coração e do
Pulmão Vazios, Qi dos     Rins e do Pulmão Vazios).
    O Qi do Pulmão insuficiente não pode difundir a Energia de defesa (Wei Qi) na superfície.
Os poros cutâneos estão abertos, ha transpiração espontânea, temor do Frio e
predisposição a ser atacado pela coriza (Gan Mao).
O Qi do Pulmão está deficiente, a respiração é curta, a força diminuída, o rosto macilento, a
voz fraca

Orientação terapêutica

Princípio: Tonificar e acrescer o Qi do Pulmão.


Acupuntura: 13 B, 1 P, 7 P, 9 P, 6AM, 17 AM, 4 IG, 18 IG, 36 E.

DEFICIÊNCIA DO YANG DOS RINS

Sintomatologia

    Palidez na tez do rosto, corpo e membros frios, astenia psíquica, região lombar lassa e
fraca
    No homern, impotência, na mulher, esterilidade (útero frio).
    Língua pálida, revestimento lingual branco.
    Pulso profundo , fino, especialmente nos dois lugares do pé.

Etiopatogenia

    As causas da fraqueza do Yang dos Rins são múltiplas:


- Deficiência congênita,
- Velhice,
- Doença cr8nica que feriu o Rim,
- Esgotamento por excessos sexuais

    Quando o Yang dos Rins está vazio:


    Não pode aquecer o corpo nem excitar a mente.
- "A habitação dos Rins", isto é, a região lombar está enfraquecida.
- O Fogo de Ming Men está em declínio, o que suscita esteriIidade e impotência.

Relações com a medicina ocidental

    A síndrome do Yang dos Rins Vazio é encontrada em:


-  Nefrites crônicas,
-  Enterites crônicas,
-  Hipossecreções de hormônios corticossupra-renais.

    Geralmente essa síndrome representa o hipofuncionamento de todo o organismo,


acompanhando diversas doenças.

Orientação terapêutica

Princípio: aquecer e fortificar o Yang dos Rins.


Acupuntura: 4 AM, 6 AM, 23 B, 7 Rim, 9 Rim, 4 DM, 14 DM. 39 VB.

UMIDADE-CALOR NA BEXIGA
Sintomatologia

    Vontade imperiosa, freqüente, premente de urinar, micções difíceis e dolorosas, urinas
escuras, turvas e mesmo sangrentas, urinas com areia, ás vezes acompanhadas de febre e
de dor nos lombos.
    Revestimento lingual amarelo e gorduroso.
- Pulso rápido.

Etiopatogenia

- Umidade e Calor nocivos de origem externa se concentram na Bexiga.


- Excessos  alimentares  (comida  e  bebida)  se  transformam  em Umidade-Calor e se
acumulam na Bexiga.
    Essa Umidade-Calor embaraça a atividade funcional da Bexiga, acarretando necessidades
de urinar repetidas vezes e dores na micção. O Calor e o acumulo de urina provocam a
formação de areia.

    A Umidade-Calor pode suscitar febres. Como o Rim está em relação Biao-Li com a Bexiga,
o Calor-Umidade pode bloquear a 'Moradia dos Rins" acarretando dores nos lombos,

Relações com a medicina ocidental

- Infecção do sistema urinário.


- Prostatite.
- Tuberculose renal.
- Cólicas nefríticas.

Orientação Terapêutica

Princípio: refrescar o Calor, fazer circular a Umidade, fazer passar o Lin


Acupuntura: 22 B, 23 B, 28 B, 52 B, 3 Rim, 8 F, 2 F, 6 Baço, 9 Baço, 3AM, 12 Baço.

ESTAGNAÇÃO E NODOSIDADES DO QI DO FÍGADO

Sintomatologia

    Deprimido, irritável, suspiros freqüentes, opressão torácica. Peito, flancos, seios, baixo-
ventre inchados e dolorosos. Dismenorréia, menstruações irregulares.

    Às vezes:
- Sensação de bolas na garganta com impossibilidade de engolir e escarrar
- Intumescimento do pescoço (YingLiu).
    Massas no ventre fixas e móveis (ZhengJia). Revestimento lingual delgado e branco.
    Pulso em corda.

Etiopatogenia

    A raiva acumulada ou contida acarreta um distúrbio na função de "drenagem-


descongestão" do Fígado.
    A mente torna-se deprimida (suspiros freqüentes e opressão torácica) se esse estado
perdurar, o Fígado vai se congestionar e a pessoa torna-se irritável.
    As dores do peito, dos flancos, dos seios, do baixo-ventre, são a expressão das
estagnações e nodosidades do Qi no meridiano do Fígado.
    O Qi eleva-se em sentido contrario, as mucosidades podem aglomerar-se. e suscitar bolas
na garganta e no pescoço.
    Se o Qi estagnar, o Sangue estará em estase. Os agregados de Sangue e de Qi podem
ocasionar massas abdominais fixas ou móveis. A estagnação do Sangue pode acarretar
perturbações das rnenstruações.

Relações com a medicina ocidental

- Neuroses;
- Hepatites crônicas;
- Hepatites com hepatomegalia ;
- Colecistite crônica;
- Dismenorréia e perturbações das rnenstruações;
- Faringites.

Orientação terapêutica

Princípio:
    O  princípio geral é de "drenar o Fígado, desfazer as nodosidades".
    Em seguida, conforme os sintomas:

"regular o Qi para fazer desaparecer as mucosidades"


"vivificar o Sangue, amolecer o que está duro".

Acupuntura: 17 B, 18 B, 19 B, 51 B, 2 F, 3 F, 14 F, 20 VB, 34 VB, 18E, 34 E, 36 E, 6 MC, 6 Baço,


5 C, 10 AM.

Você também pode gostar