Você está na página 1de 3

Reflexão

De

Gastos Rendimentos e Resultados

Nó módulo de Gastos Rendimentos e resultados leccionado pelo formador


António Pimenta, com uma duração de 50 horas abordámos vários conceitos: objectivos
da contabilidade geral financeira e insuficiências, objectivos da contabilidade analítica,
características, conceito económico, reclassificação de custos, custos industriais e não
industriais e classificação de custos.

A necessidade da contabilidade analítica como instrumento de apoio de gestão,


com objectivos da contabilidade geral ou financeira controlando as relações com
terceiros na relevância contabilística e o apuramento de resultados global do exercício
na determinação patimonial da empresa.

A contabilidade geral ou financeira não determina algumas insuficiências: como


custo unitário de cada produto de cada unidade produzida, sendo esta informação
necessária para determinar os preços de venda para a valorização das existências finais e
efeitos de controlo de custos de produção.

A contabilidade analítica de exploração define como parte determinante dos


ramos da actividade produtos, serviços, clientes entre outros elementos.

Segundo o plano de contas Francês os objectivos essenciais da contabilidade


analítica corresponde a custos, com objectivos de conhecer os deferentes custos afectos
á produção desenvolvida pela entidade.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
. Determina as bases de volumetria de alguns elementos do balanço da entidade

. Explicar os resultados, comparando os custos (bens e serviços) com os


correspondentes preços de venda

.Estabelecer previsões de despesa e de receita correntes

. Constatar a sua realização e explicar os desvios resultantes

A contabilidade analítica corresponde a três tipos de óptica:

Óptica Financeira (despesa +receita)

Óptica Económica Produtiva ou Técnica (rendimentos, gastos)

Óptica de Tesouraria ou de Caixa (recebimentos, pagamentos)

A Reclassificação de custos, quanto á identificação com a actividade económica e


como produto corresponde:

Custos industriais {incorporáveis, não incorporáveis

Custos não industrias {não incorporáveis

Custos Industriais {matérias primas (PI), mão de obra indirecta (MOI), mão de
obra directa (MOD), gastos gerais de fabrico (G.G.F)

Custos não industriais {administrativos, financeiros, comerciais etc. …

Quanto á volumetria das prestações internas os custos determinam por


custos teóricos e reais, são aqueles que realmente se verificam com custos
históricos determinando á ´´ posteriori ´´ fornecidos pela contabilidade analítica
(custos reais)

Os custos teóricos são definidos á ´´ priori ´´ para a valorização interna de


matérias produtos e serviços prestados, os critérios seguidos na sua definição podem ser
de vários tipos salientando-se os custos padrão e os custos de orçamentos.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Considero que estes conhecimentos estudados são relevantes nas funções
que poderei desempenhar na minha vida profissional, ou seja poderei calcular os
custos directos e indirectos á produção de uma entidade, sabendo que a
contabilidade analítica determina o presente e futuro, com objectivos económicos
de natureza da informação rápida e pertinente aproximada da qualitividade não
monetária da informação sobre a organização segmentada, sendo facultativa e
informação de registos informal.

Permitindo calcular os custos que poderei ter na abertura de um lar de idosos.

Formador: António Pimenta

Formada: Carla Araújo

Ponta Delgada, 10 de Janeiro de 2011.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com