Questões

01. (Fatec-SP) Podemos dizer que a economia mineradora do século XVIII, no Brasil: a) era escravocrata, rigidamente estratificada do ponto de vista social e tinha em seu topo uma classe proprietária bastante dependente do capital holandês. b) baseava-se na grande propriedade e na produção para exportação; estimulou o aparecimento das primeiras estradas de ferro e gerou a acumulação de capital posteriormente aplicado em indústrias. c) era voltada principalmente para as necessidades do mercado interno; utilizava o trabalho escravo e o livre; difundiu a pequena propriedade fundiária nas regiões interioranas do Brasil. d) estimulou o aparecimento de cidades e da classe média; estruturava-se na base do trabalho livre do colono imigrante e da pequena propriedade. e) era rigidamente controlada pelo Estado; empregava o trabalho escravo, mas permitia também o aparecimento de pequenos proprietários e trabalhadores independentes; acabou favorecendo, indiretamente, a acumulação capitalista que colaborou com a Revolução Industrial inglesa.

02. (Unirio-RJ) O desenvolvimento da economia mineradora no século XVII teve diferentes repercussões sobre a vida colonial, conforme se apresenta caracterizado numa das opções a seguir. Assinale-a. a) Incremento do comércio interno e das atividades voltadas para o abastecimento da região centro-sul. b)Movimento de interiorização conhecido como bandeirismo, responsável pelo fornecimento de mão-deobra indígena para as minas. c) Descentralização da administração colonial para facilitar o controle da produção. d) Sufocamento dos movimentos de rebelião, graças à riqueza material gerada pelo ouro e pela prata. e) Retorno em massa, para a metrópole, dos colonos enriquecidos pela nova atividade.

03. (Fuvest-SP) Na segunda metade do século XVII, Portugal encontrava-se em grave crise econômica. a) Explique o motivo dessa crise. b) De que forma o Brasil contribui para solucioná-la?

04. (UFCE) Leia o trecho abaixo. "Na mineração, como de resto em qualquer atividade primordial da colônia, a força de trabalho era basicamente escrava, havendo entretanto os interstícios ocupados pelo trabalho livre ou semilivre." (Souza, Laura de M. Desclassificados do Ouro: pobreza mineira no século XVIII. 3 ed. Rio de Janeiro: Graal, 1990, p.68) Com base neste trecho sobre o trabalho livre praticado nas áreas mineradoras do Brasil Colônia, é correto afirmar que: a) devido à abundância de escravos no período do apogeu da mineração, os homens livres conseguiam viver exclusivamente do comércio de ouro. b) em função da riqueza geral proporcionada pelo ouro, os homens livres dedicavam-se à agricultura comercial, vivendo com relativo conforto nas fazendas. c) perseguidos pela Igreja e pela Coroa, os homens livres procuravam sobreviver às custas da mendicância e da caridade pública. d) sem condições de competir com as grandes empresas mineradoras, os homens livres dedicavam-se à "faiscagem" e à agricultura de subsistência. e) em função de sua educação, os homens livres conseguiam trabalho especializado nas grandes empresas mineradoras, obtendo confortáveis condições de vida.

05. (Vunesp-SP) "Já se verificando nesta época a diminuição dos produtos das Minas, viu-se o capitão Bom Jardim Obrigado a voltar suas vistas para a agricultura (...) Seus vizinhos teriam feito melhor se tivessem seguido exemplo tão louvável em vez de desertar o país, quando o ouro desapareceu.

exceto: a) a região era mais urbana do que no resto do Brasil.. que era também uma atividade voltada para o comércio externo. d) o ouro beneficiou apenas a Inglaterra. a mineração do século XVIII. o historiador Caio Prado Junior (em Formação do Brasil Contemporâneo) enumera outras atividades econômicas importantes como. b) a exploração das minas de ouro só trouxe benefícios para Portugal. os efeitos imediatos da decadência da extração aurífera em Minas Gerais foram: a) a esterilização do solo mineiro e a queda da produção agropecuária. b) Cite e caracterize duas outras atividades econômicas do Brasil colonial que não eram voltadas para o comércio externo. vêm nas frotas quantidades de portugueses e de estrangeiros. que inviabilizaram a mineração. para passarem .) e lhes bastando muitas vezes este trabalho para o sustento. c) a mineração deu origem a uma classe média urbana que teve papel decisivo na independência do Brasil. e vendem pelas mãos das suas escravas. 08. (Fuvest-SP) Podemos afirmar sobre o período da mineração no Brasil que: a) atraídos pelo ouro. Rio de Janeiro. vieram para o Brasil aventureiros de toda espécie. 06. c) as câmaras exerciam controle sobre cada vila e seu espaço circundante. p. b) os primeiros campos de mineração deram origem a cidades planejadas. José Olympio. Viagens ao Interior do Brasil. a) Caracterize a mineração no século XVIII em termos de região geográfica. Apud Luciano Raposo de A." Códice Costa Matoso. nas Minas Gerais. fl. O Avesso da Memória. pode-se afirmar que: a) o acesso à mão-de-obra escrava. era privilégio apenas de grandes proprietários. por exemplo. Pelo documento transcrito parcialmente. d) a maioria dos escravos nas Minas estava empregada no transporte de mercadorias. principalmente aos Distritos do Ouro e Diamantes Segundo as observações do viajante inglês. organização do trabalho e desenvolvimento urbano. Figueiredo. 131. é correto afirmar. (Fuvest-SP) Discorra sobre o impacto provocado pela descoberta do ouro das Minas Gerais na organização interna da colônia. 11. (.. b) as escravas eram responsáveis por boa parte do pequeno comércio urbano nas Minas. c) a instalação de manufaturas e a suspensão dos impostos sobre as riquezas. e foi fator de diferenciação da sociedade. e) a interrupção da exploração do ouro e a decadência das cidades. 09.Jonh Mawe. (UFRJ) "Cada ano. 217. Brasília: Edund. 1993. e de mulheres viúvas e miseráveis que unicamente se sustentam do que fabricam pela sua indústria. (Unicamp-SP) No Brasil colonial. b) a crise econômica e a consolidação do poder político das antigas elites mineiras. 07. (PUC-MG) Sobre a sociedade em Minas Gerais no século XVIII. que financiou sua exploração. 10. (UFOP-MG) " Há também nas Minas um grande número de negras que costumam vender pelas ruas vários gêneros comestíveis e estas são comumente escravas de famílias pobres. além da produção açucareira escravista. d) a conversão agrícola da economia e o esvaziamento demográfico da província. e) a mineração contribuiu para interligar as várias regiões do Brasil. d) o estilo e a organização da sociedade sofreram grande influência da religião. c) as mulheres não podiam ser proprietárias de escravos.

01) Com a união Ibérica (1580-1640). com concessões feitas à Inglaterra pela ajuda prestada na luta contra a Espanha.. b) Indique duas conseqüências econômicas da atividade mineradora para a Colônia.às minas. vilas e recôncavos e sertões do Brasil.J. proporcionou significativas mudanças na economia e na sociedade colonial. 08) A criação de gado no Brasil colonial foi atividade essencial para a manutenção do monopólio metropolitano. muitos dos quais não têm no Brasil convento nem casa. vão brancos.) tirava-se tanto que só a capitania das Minas Gerais pagava dos direitos dos quintos cem arroubas de ouro todos os anos. (Vunesp-SP) "As minas do Brasil se vão de dia em dia acabando. e com a crise do comércio açucareiro em virtude da concorrência antilhana. montada a partir de 1530. assinale o que for correto." André João Antonil. edição 1711 A corrida do ouro às minas brasileiras ocorrida nas primeiras décadas do século XVIII. "Das pessoas que andam nas minas e tiram ouro dos ribeiros". Discurso sobre o estado atual das minas do Brasil. moços e velhos. (UEPG-PR) Sobre a economia colonial brasileira. 1a. 04) A exploração de metais preciosos no Brasil teve grande repercussão na metrópole: na primeira metade do século XVIII a corrida do ouro provocou a primeira grande corrente migratória para o Brasil. no século XVIII. Portugal sofreu com a perda de grande parte de seus entrepostos comerciais no Oriente e na África. obedeceu aos interesses da burguesia metropolitana. os espanhóis permitiram a ampliação do envolvimento holandês no refino e na distribuição de açúcar. em Minas Gerais. da Cunha Azeredo Coutinho. 1804. de que os paulistas se servem." J. Gabarito do seu teste Resposta 01: letra e Resposta 02: letra a Resposta 03: a) Devido a União Ibérica. in Cultura e opulência do Brasil. pobres e ricos. que determinava o modo da produção dos artigos de exportação. e muitos índios.. Identifique duas importantes transformações ocorridas na sociedade colonial a partir do ciclo do ouro. como mostra a experiência. e religiosos de diversos institutos. Das cidades. muitas delas já não dão nem para as despesas. a) Aponte uma das causas do declínio da produção aurífera na região das Minas gerais na época em que o texto foi escrito. composta por milhares de pessoas oriundas da Portugal e das ilhas do Atlântico. A mistura é de toda condição de pessoas: homens e mulheres. nobres e plebeus. seculares e dérigos. 16) A produção era ditada pelas necessidades do mercado externo: a colônia se constituiu em área de produção de artigos comerciáveis na Europa e consumidora dos artigos europeus. pardos e pretos. antigamente (. S=2+4+16=22 13. . 12. 02) A empresa açucareira.

destaca-se o aparecimento de pólos artísticos urbanos.Mudança da capital de Salvador para o Rio de Janeiro provocada pelo ouro. A população numerosa demandava grande quantidade de produtos e serviços permitindo o intenso desenvolvimento de atividades comerciais e urbanas. devido a essa fato temos também o desenvolvimento do mercado interno na colônia. Resposta 04: letra d Resposta 05: letra d Resposta 06: letra e Resposta 07: . Resposta 12: 22 (02 + 04 + 16) Resposta 13: a) A excessiva exploração do ouro. b) A agricultura de subsistência e a pecuária que abastecia os centros urbanos com o fornecimento de carne e de animais empregados para o transporte e a agricultura de subsistência.b) O Brasil era a colônia mais importante e proporcionou a mineração e o aumento na arrecadação de impostos. Com o crescimento populacional aumenta-se também os dispositivos de controle social sobre a população escrava e setores marginalizados da população livre e.Rápido processo de urbanização e. motivada pelo empobrecimento da metrópole e da colônia QUESTÕES SUBJETIVAS DO ENEM/UEPB/UFPB/UFPE SOBRE A MINERAÇÃO NO BRASIL . Resposta 08: a) Nas Minas Gerais e No Centro-Oeste é que se desenvolveu a mineração. controle fiscal e burocrático por parte de autoridades metropolitanas. apoiada sobretudo no trabalho escravo mas também em modalidades de trabalho livre. a interiorização da colonização. um mercado interno e a urbanização. como a arte barroca e as sociedades literárias. Nas transformações socioculturais. Resposta 09: letra b Resposta 10: letra b Resposta 11: .

o fim da escravidão.defendeu.teve a participação de escravos. No Brasil. D . lembrando a estrutura da Revolta dos Alfaiates. C . no século XVIII: A . que aconteceu na Bahia. .foi uma rebelião de caráter popular que envolveu intelectuais entre as lideranças. os ideais do liberalismo.fracassou nos seus planos e foi fortemente reprimida pelas medidas tomadas por Portugal. A Inconfidência Mineira. B . seguindo. movimentos políticos foram influenciados por estas idéias. por exemplo. na época.(UFPE) Questão 10: As idéias do iluminismo foram importantes para a divulgação de concepções de mundo que condenavam a escravidão e o feudalismo. com clareza. de forma revolucionária.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful