Você está na página 1de 3

CARGA ELÉTRICA

No nosso dia a dia, estamos mais que habituados com o termo carga elétrica, seja na hora
de carregar seu celular ou na hora de trocar a bateria do seu carro ou sua moto, entre
vários outros exemplos que poderíamos citar aqui. Mas você realmente sabe o que é uma
carga elétrica e por que ela é composta?
Nesse artigo vou explicar de forma bem intuitiva o que é, do que é composta e onde se
aplica a carga elétrica.

O ÁTOMO

Para entendermos a carga elétrica é necessário primeiro, que conheçamos o átomo bem a
fundo, pois, a partir daí, poderemos entender o que é a carga elétrica, então vamos lá!

Todo tipo de substância existente é formada por pequenas partículas chamadas átomos. Os
átomos são as menores partículas conhecidas pela ciência, diz-se que o átomo é indivisível,
mas já sabemos que isso não é verdade, pois já sabemos da existência das partículas
fundamentais, mas esse não é assunto para esse artigo.
Os átomos são formados por três partículas menores: os prótons, os elétrons e os nêutrons.
Na imagem abaixo podemos ver o modelo atômico clássico, onde em seu núcleo estão os
prótons (carga positiva) e os nêutrons (sem cargas), já nas suas camadas, também
conhecidas como eletrosfera, que podem ser no máximo sete, estão orbitando os elétrons
(carga negativa), que podem ser de até oito por camada. Esse modelo se assemelha ao
sistema solar.

TIPOS DE CARGAS

As cargas são divididas em dois grupos: as cargas positivas e as cargas negativas. Ao


estudarmos eletricidade aprendemos que as cargas de mesmo sinal se repelem e as cargas
de sinais diferentes se atraem. Mas onde entram os nêutrons que não possuem cargas? Na
verdade não é que ele não possui carga, o que acontece é que o nêutron possui
quantidades iguais de cargas positivas e negativas, e isso faz com que elas se anulem entre
si.

COMO OCORRE A ELETRIZAÇÃO DE UM CORPO?

Para que ocorra a eletrização de um corpo é necessário que haja atrito (toque) entre eles,
quando um corpo encosta no outro existe a troca de elétrons entre eles. Perderá elétron o
átomo que exercer menor força sobre eles, assim um corpo poderá se eletrizar positiva ou
negativamente, dependendo do corpo com o qual for atritado.
Para que saibamos quando um corpo está eletrizado positiva ou negativamente, é
importante que saibamos como esse processo ocorre.

Conforme podemos ver na imagem acima, temos a demonstração das cargas negativas,
formadas por 6 elétrons e 4 prótons. Como a quantidade de neutrons é maior que a de
prótons então temos um átomo caregado negativamente.
A imagem do meio nos mostra um átomo com carga neutra, pois a quantidade de cargas de
prótons e neutrons é a mesma. É comum ouvir dizer que neutron não tem carga, o que não
procede, o que acontece é que ele possui x elétrons e x prótons.

Já na terceira imagem nós podemos ver um átomo carregado pisitivamente, pois a


quantidade de carga de prótons é maior que a quantidade de cargas de elétrons.

FORÇA ELÉTRICA

É muito importante conhecermos a forma elétrica para que possamos compreender como
um elétron passa de um corpo para outro. Como dito anteriormente, perderá elétron o
átomo que exercer menos força sobre o outro.
Força elétrica é a força que uma carga elétrica exerce sobre outra. Ela é repulsiva para
cargas de mesmo sinal e atrativa para cargas de sinais opostos. Além disso, é uma
grandeza vetorial, proporcional ao módulo das cargas e inversamente proporcional à
distância que as separa, sendo matematicamente descrita pela lei de Coulomb.

A wikipia diz que: “A força elétrica é uma força fundamental da


natureza, manifestando-se na presença de uma carga elétrica sob
efeito de um campo elétrico. É dada pela função vetorial: F = q.E”

A compreensão sobre a forma como a força elétrica funciona é fundamental para


entendermos diversos fenômenos naturais, bem como o grande número de tecnologias que
dispomos hoje em dia e que funcionam com base na eletricidade. Podemos dizer então que
força elétrica é a interação entre as cargas elétricas.

Você também pode gostar