Você está na página 1de 52

Centro de Educação Tecnológica do Amazonas

Escola de Formação Profissional Enfermeira Francisca


Curso Técnico em Enfermagem

CUIDADOS/VIAS DE ADMINISTRAÇÃO

Professora: Jociane Martins

Manaus-AM
2021
Aplicação dos 13 certos (ANVISA, 2020)
1. Prescrição correta
– Nome completo do paciente;
– Data de nascimento;
– Número do atendimento;
– Número da prescrição;
– Data atualizada;
Aplicação dos 13 certos (ANVISA, 2020)
2. Paciente certo
– Verificar a pulseira de identificação do
paciente, com nome completo e data de
nascimento.
3. Medicamento certo
–Conferir se para o medicamento prescrito
o paciente não possui algum tipo de
alergia ao composto.
4.Validade certa
– Ver a data de validade antes de administrar o
medicamento.
5. Forma / apresentação certa
– Conferir se o medicamento está na sua forma de
apresentação correta
6. Dose certa
–Verificar atentamente a dose prescrita (em mg e horários)
7.Compatibilidade certa
– Verificar a compatibilidade entre medicamentos
(o indicado e o que o paciente por ventura já faz
uso, pois algumas drogas que não podem ser
administradas juntas.
8. Orientação ao paciente
– Sempre comunicar o paciente quando for medicá-
lo sobre o medicamento e a via, o que também é um
direito do paciente saber.
9.Via de Administração certa
–Conferir a via de administração do medicamento
prescrita.
10. Horário certo
–Sempre administrar o medicamento no horário
certo para mais eficácia no tratamento.
11. Tempo de administração certo
–– Seguir o tempo correto de infundir no tempo certo,
alguns medicamentos precisam de um tempo X para
fazer efeito esperado, como os antibióticos, por exemplo
11. Tempo de administração certo
–Seguir o tempo correto de infundir no tempo certo,
alguns medicamentos precisam de um tempo X para
fazer efeito esperado, como os antibióticos, por exemplo.

12. Ação certa


–Observar se o paciente não está apresentando uma
reação adversa durante a administração do medicamento
para que seja atendido o quanto antes, caso seja
necessário.
13. Registro Certo

–Sempre registrar no
prontuário do paciente o
medicamento administrado,
com informações completas
como: a hora, a dose e a via e
também registrar se o paciente
apresentou alguma reação
durante o tratamento.
MEDICAÇÕES MAIS FREQUENTES UTILIZADOS

- Antialérgicos
Podem ser anti-histamínicos (bloqueiam a ação da
histamina) e corticoides (reduzem a resposta
inflamatória)
Ex. Maleato de Dexclorfeniramina,Cloridrato de
Prometazina
- Antibióticos
Atuam em infecções bacterianas. Podem ser
bacteriostáticos (impedem a reprodução da
bactéria) e bactericidas (rompem a parede
bacteriana).
Ex. Vancomicina, Piperacilina Sódica+Tazobactam
- Anti-inflamatórios
Reduzem o processo inflamatório.
Ex. Cetoprofeno

-Analgésicos
Utilizados para eliminar ou reduzir a dor, podendo
também diminuir a temperatura.
Ex. Dipirona, Paracetamol
- Ansiolíticos
Induzem a diminuição da ansiedade e da tensão
emocional.
Ex. Clonazepam, Amitriptilina

-Hormônios
Regulam as funções do organismo.
Ex: Insulina.
VIA ORAL
•Os medicamentos são absorvidos pela mucosa
do trato gastrointestinal.
•Administrados com água;
•Não indicada para que tenham dificuldades de
engolir;
•Apresentação: comprimidos, cápsulas, líquidos,
entre outras.
VANTAGENS
•Maior segurança,
comodidade e economia;
•Estabelecimento de
esquemas terapêuticos
fáceis de serem cumprido
pelos paciente;
DESVANTAGENS
• Apresentação de efeitos
adversos (náuseas,
vômitos e diarreias), pela
irritação da mucosa;

•Necessidade da
cooperação do paciente.
VIA SUBLINGUAL
•Medicação colocada embaixo
da língua
•Permanecer com o
medicamento sob a língua até a
completa absorção – RÁPIDA
ABSORÇÃO
•ABSORÇÃO: vasos sanguíneos
da porção inferior da língua.
VIA RETAL
• Os medicamentos são absorvidos pela mucosa retal.
VANTAGENS
•Administração de
medicamentos a pacientes
inconscientes ou com náuseas e
vômitos, particularmente em
lactantes;
•Redução da biotransformação
do princípio ativo pelo fígado,
por atingir diretamente a
circulação sistêmica.
DESVANTAGENS

• Absorção irregular e
incompleta;

•Irritação da mucosa retal.


VIA PARENTERAL (VIA INJETÁVEL)
•As vias parenterais, não
utilizam o tubo digestivo, e
compreendem as acessadas
por injeção (intravenosa,
intramuscular, subcutânea,
intradérmica).
Via Intramuscular (IM)

•Os medicamentos são absorvidos pelo endotélio


dos capilares vasculares e linfáticos.
•VANTAGENS

-Absorção rápida;

-Administração em pacientes
mesmo inconscientes;

- Adequada para volumes


moderados, veículos aquosos,
não aquosos e suspensões.
•DESVANTAGENS
- Dor;
-Aparecimento de lesões
musculares pela aplicação
de substâncias;
-Aparecimento de
processos inflamatórios
pela injeção de substâncias
irritantes ou mal
absorvidas.
Via Endovenosa (EV)
•É utilizada para infundir
medicamentos diretamente
na veia. Deve-se preferir
puncionar, inicialmente,
membros superiores,
evitando-se as articulações.
O melhor local é a face
anterior do antebraço “não
dominante”.
Via Subcutânea (VS)
•Os medicamentos são absorvidos pelo endotélio
dos capilares vasculares e linfáticos.
•VANTAGENS •DESVANTAGENS

-Absorção boa e -Facilidade de


constante para sensibilização dos
soluções;
pacientes;
- Absorção lenta para
suspenções. -Dor e necrose por
substâncias irritantes.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
• ADMINISTRAÇÃO de Medicamentos. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso
Editores, 2002.

• (Enfermagem prática) ASPERHEIM, M. K. Farmacologia para Enfermagem. 9. ed.


Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.

• CRAIG, C. R.; STITZEL, R. E. Farmacologia Moderna. 4. ed., Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 1996.

• HARVEY, R. A.; CHAMPE, P. C.; MYCEK, M. J. Farmacologia Ilustrada. 3. ed., Porto


Alegre: ARTMED, 2007.

• KATZUNG, B. Farmacologia Básica e Clinica. 9. ed. Rio de Janeiro: Guanabara


Koogan, 2006.

• RANG, H. P.; DALE, M. M.; RITTER, J. M. Farmacologia. 4. ed., Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 2001.

Você também pode gostar