Você está na página 1de 5

Assembleia Municipal da Covilhã - Partido Socialista

_____________________________________________________________________

RELATÓRIO DE ACTIVIDADE E CONTA DE GERÊNCIA DA CÂMARA


MUNICIPAL PARA O ANO DE 2010

Exmo. Sr. Presidente da Assembleia Municipal

Exmos. Sr. e Sras. Deputados

Exmos. Sr. Presidente da Câmara Municipal

Exmos. Sr. Vereadores

Exmos. Srs. Presidentes de Junta

Minhas Senhoras e meus senhores,

Como habitualmente, ano após ano, reunimo-nos nesta Assembleia para


discutir e analisar um dos mais importantes documentos da actividade
política do nosso Município.

Infelizmente, ao longo desses mesmos anos, a Conta Gerência e Relatório


de Gestão e numa outra dimensão, o Plano de Actividades e GOP foram
perdendo a credibilidade que sob o nosso ponto de vista mereceriam.

As baixíssimas taxas de execução das GOP (19,7% em 2010), da execução


da despesa e da receita, são, a par com a falta de indicação de linhas
estratégicas para o Município ao nível económico, financeiro, social, cultural,
educacional, ambiental……., questões que consideramos relevantes e sobre
as quais pouco ou nada tem sido dito.

Recordo que desde 2000 que o PS Covilhã vem alertando para a


insustentabilidade da trajectória de endividamento, o que conjugado com
uma redução das transferências da Administração Central e o aumento das
taxas de juro, poderia deixar o Município numa situação complicadíssima.

Assembleia Municipal da Covilhã________________________________________________ -1-


Assembleia Municipal da Covilhã - Partido Socialista
_____________________________________________________________________

Neste enquadramento, questionamos e apelamos para que se


desenhassem, entre muitas outras, prioridades estratégicas na área
económica, na área do ordenamento, ou, por exemplo, na gestão eficiente
dos equipamentos culturais, desportivos e sociais existentes nas diversas
freguesias do Concelho, o que nunca aconteceu.

Senhoras e senhores deputados,

O PS Covilhã, assume que apesar do decréscimo verificado no Passivo da


Câmara Municipal (- 6milhões de Euros: 95M€,vs,89M€), no seu perímetro
de consolidação, os valores estarão próximos dos 100 milhões de euros.

O PS Covilhã é conhecedor de que a Câmara Municipal da Covilhã ocupa a


11ª posição do ranking das autarquias com maior endividamento líquido e
que a ADC se situa em 12ª lugar no ranking das empresas municipais com
pior resultado económico (Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses de
2009).

Por sermos conhecedores deste cenário e porque estamos conscientes da


situação que Portugal atravessa, questionamos e estamos preocupados com
o futuro do nosso Município.

Por todas estas razões, pretendemos respostas para questões centrais no


nosso futuro:

- Como vamos garantir a sustentabilidade financeira da Autarquia no


Médio/Longo Prazo ?

• Como vamos ultrapassar um quadro de redução de


transferências do Orçamento Geral do Estado ?

Assembleia Municipal da Covilhã________________________________________________ -2-


Assembleia Municipal da Covilhã - Partido Socialista
_____________________________________________________________________

• Como vamos ultrapassar um quadro de rigidez de toda a


estrutura de funcionamento da autarquia ?

• Que opções serão tomadas num quadro de fortíssima restrição


ao investimento publico local?

• Que instrumentos e medidas foram tomadas para minorar os


efeitos de potencias subidas de taxas de juro?

- Que medidas estão a ser tomadas no apoio à alteração do paradigma


de crescimento económico do nosso Município.

• Que acções estão a ser desenvolvidas para transformar a Covilhã


numa cidade de Turismo ?

• Que acções estão a ser desenvolvidas para se efectuar o


aproveitamento do potencial energético concelhio ?

• Que estratégias e acções estão a ser desenvolvidas para


cimentar a nossa Cidade e Concelho como actores de referência
em áreas como a Educação, a Saúde, e as TIC ?

Senhoras e Senhores Deputados,

Efectuamos hoje esta intervenção, conscientes de que o mapa administrativo


português será, garantidamente, diferente no futuro, e que neste processo

Assembleia Municipal da Covilhã________________________________________________ -3-


Assembleia Municipal da Covilhã - Partido Socialista
_____________________________________________________________________

que agora se inicia, os municípios mais competitivos à escala local e


nacional estarão mais bem posicionados para defender os interesses das
suas populações.

Conscientes deste facto, importa que realcemos a nossa diferenciação face


aos restantes municípios da Região.

Para tal, e no seguimento do que afirmamos atrás, importa que


demonstremos capacidade:

- Na implementação de uma gestão integrada das infra-estruturas e


equipamentos existentes no território,

- Na implementação rápida de uma política de taxas e impostos municipais


mais agressiva, o que só poderá ser alcançado com receitas alternativas,

- Na demonstração da qualidade da formação dos cidadãos, desenvolvendo


sinergias com as instituições educativas do Concelho (nomeadamente a UBI
e Escolas Tecnológicas,..),

- Na modernização administrativa das instituições locais (comprovando assim


a nossa eficiência e capacidade de resposta às solicitações dos cidadãos e
investidores),

- Na criação de dinâmicas sócio-económicas do Concelho.

Mais do que respostas ao PS Covilhã, é imperativo que este Executivo


Municipal, responda aos Covilhanenses demonstrando que estratégias estão
em curso na afirmação de uma Covilhã mais competitiva, mais próspera,
mais justa, mais solidária.

Assembleia Municipal da Covilhã________________________________________________ -4-


Assembleia Municipal da Covilhã - Partido Socialista
_____________________________________________________________________

Da nossa parte, e enquanto contributo para a concretização das estratégias


enunciadas, reafirmamos dois pontos que abordamos ainda recentemente a
propósito das comemorações do 37º aniversário da Revolução de Abril.

1 - O Partido Socialista da Covilhã, reafirma o seu compromisso com os


Covilhanenses, denunciando e combatendo todas as iniciativas e medidas
que, de forma séria, coloquem em causa o nosso desenvolvimento.

2 - Acreditar no futuro é olhar para as dificuldades, não como obstáculos


intransponíveis, mas como barreiras a superar com a arte e o engenho que
nos caracterizam ao longo da nossa história.

Muito obrigado,

Covilhã, 13 de Maio de 2011

Assembleia Municipal da Covilhã________________________________________________ -5-

Interesses relacionados