Você está na página 1de 50

Reacções químicas

Ciências Físico-Químicas

Susana Dias
Reacções químicas

Reacção química: é qualquer transformação química,


em que uma ou mais substâncias se transformam em
uma ou mais substâncias diferentes.

 As substâncias iniciais que reagem chamam-se reagentes.

 As novas substâncias, que se formam, chamam-se produtos da


reacção.
Reacções químicas
Qualquer reacção química pode ser representada através de
equações de palavras, procedendo-se da seguinte forma:

 Primeiro escreve-se o nome dos reagentes separados


por sinais +;

 Depois, escreve-se o nome dos produtos da reacção


separados também por sinais +.
Reacções químicas
Após o nome de cada reagente e de cada
produto, indica-se o estado físico, usando a seguinte
simbologia:
(s) - estado sólido

(l) - estado líquido

(g) - estado gasoso

(aq) - meio aquoso

Os nomes dos reagentes separam-se dos nomes dos produtos de


reacção por meio de uma seta .
Reacções químicas

A + B C + D

REAGENTES PRODUTOS DA REACÇÃO


Reacções químicas
Nas equações de palavras:

O sinal + que se escreve entre os nomes dos reagentes


lê-se “reage com”;

 O sinal + que se escreve entre os nomes dos produtos


da reacção lê-se “e”;

 A seta indica o sentido da reacção e lê-se “originando”.


Reacções químicas
 Exemplo de uma equação de palavras:

Magnésio (s) Oxigénio (g) Óxido de magnésio (s)


+

Esta equação lê-se do seguinte modo:

“O magnésio sólido reage com o oxigénio gasoso


originando óxido de magnésio sólido.”
Reacções de combustão
Reacções de combustão: são reacções químicas que ocorrem
entre um combustível ( substância que arde) e um comburente
(que alimenta a combustão).

 Há:
 - combustões explosivas;

 - combustões vivas;

 - combustões lentas (corrosão)


Reacções de combustão

Sempre que há uma combustão na presença do oxigénio os


produtos dessa reacção denominam-se óxidos.

substância (s) + oxigénio (g) óxido de (...)(s)

Exemplo:

Ferro (s) + oxigénio (g) Óxido de ferro (s)


Soluções ácidas, básicas e neutras
Há substâncias que, dissolvidas em água, originam:

 Soluções ácidas

 Soluções básicas

E outras ainda não alteram o carácter químico da água - originam


soluções neutras
Soluções ácidas

O vinagre, várias bebidas e o sumo de muitos frutos são exemplos de


soluções ácidas que identificamos pelo seu sabor azedo.
Soluções ácidas
Nas soluções ácidas existem substâncias dissolvidas responsáveis pelo
carácter ácido. Essas substâncias designam-se por ácidos.

São exemplos de outros ácidos muito


utilizados nos laboratórios de Química,
dissolvidos em água, o ácido clorídrico,
o ácido sulfúrico e o ácido nítrico
Soluções básicas

Detergentes, champôs, lixívias e águas de sabão têm em comum a propriedade de


serem escorregadias ao tacto. São exemplos de soluções básicas ou alcalinas.
Soluções básicas
Nas soluções básicas ou alcalinas existem substâncias dissolvidas responsáveis
pelo carácter básico. Essas substâncias são designadas por bases.
Soluções básicas

Muitas bases têm a designação geral de hidróxidos.

Nos laboratórios de Química, utilizam-se frequentemente o hidróxido de sódio, o hidróxido de


cálcio e o hidróxido de magnésio. Estes sólidos dissolvidos em água originam soluções básicas.
Soluções neutras

Há soluções que não têm carácter ácido nem carácter básico – são soluções neutras.
Estas soluções comportam-se como a água pura.

O cloreto de sódio e a sacarose não são ácidos nem bases, pois originam soluções neutras.
Indicadores de ácido-base

Existem muitas substâncias que adquirem cor diferente em presença de


soluções ácidas e de soluções básicas.

Indicadores de ácido-base

Os indicadores que mais usamos em laboratório são:

 a tintura azul de tornesol;

 a solução alcoólica de fenolftaleína;

 o indicador universal
Indicadores de ácido-base

 A tintura azul de tornesol em presença de soluções ácidas, muda a


sua cor azul arroxeada para vermelha.
Indicadores de ácido-base

 A solução alcoólica de fenolftaleína que é incolor em presença de


soluções básicas adquire cor carmim.
Indicadores de ácido-base
Quando uma solução é neutra, não altera a cor do tornesol nem da fenolftaleína.
Indicadores de ácido-base

 Nas soluções ácidas:

 Nas soluções básicas:

 Nas soluções neutras:


Indicadores de ácido-base
Exercício:
1. Considera as seguintes soluções:

1.1. Indica a cor que pensas que adquire a fenolftaleína e o tornesol em cada uma destas soluções.

Solução Sumo de Água de Hidróxido de Água


Vinagre Lixívia
Indicador limão sabão sódio (aq) açucarada

Tornesol vermelho Azul Azul Azul Azul


vermelho
arroxeado arroxeado arroxeado arroxeado

Fenolftaleína i
incolor carmim carmim incolor incolor carmim
Escala de pH
O grau de acidez e de basicidade das soluções aquosas pode ser identificado por
meio de um número.

Os químicos estabeleceram uma escala numérica chamada escala de pH.

Soluções neutras

Soluções ácidas Soluções básicas

00 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

Acidez crescente Basicidade crescente

A escala de pH, para soluções à temperatura de 25 ºC, varia entre 0 e 14.


Escala de pH

Como se mede o pH?

 Com indicador universal

 e medidores de pH
Escala de pH

 Algumas soluções muitos comuns e o seu valor de pH


Escala de pH
Exercício:

1. Considera as soluções:

Indica, justificando, em cada caso:

a) As soluções ácidas; Sumo, chuva, coca-cola e o leite

b) As soluções básicas; Vinho, água do mar, cerveja, água de sabão e ovo

c) A solução mais básica; Água de sabão

d) A solução mais ácida; Coca-Cola


Em Síntese:

As soluções aquosas e o seu carácter ácido, básico e neutro

Os químicos classificam as soluções aquosas em:

 Soluções ácidas: se têm substâncias dissolvidas na água que designamos por ácidos.
Exemplo: vinagre

 Soluções básicas ou alcalinas : se têm substâncias dissolvidas na água que


designamos por bases.
Exemplo: lixívia.

 Soluções neutras: se têm substâncias dissolvidas na água que não tornam as


soluções nem ácidas nem básicas.
Exemplo: água salgada.
Existem muitas substâncias que adquirem cor diferente em presença de soluções
ácidas e de soluções básicas.

Estas substâncias, como nos indicam o carácter ácido ou básico de uma


solução, designam-se por Indicadores de ácido-base.

Os indicadores que mais usamos em laboratório são:

 A tintura azul de tornesol: que em presença de soluções ácidas, muda a sua


cor azul-arroxeada para vermelha.

 A solução alcoólica de fenolftaleína : que, sendo incolor, em presença de soluções


básicas, adquire cor carmim.

 O indicador universal: que é constituído por uma mistura de vários indicadores e


que se apresenta em solução ou em tiras de papel.
Escala de pH

Para caracterizar a acidez ou a basicidade das soluções, os químicos


estabeleceram uma escala numérica- a escala de pH.

Essa escala de pH, para soluções pouco concentradas, e à temperatura


de 25 ºC, varia entre 0 e 14.

0 7 14

Soluções ÁCIDAS Soluções BÁSICAS


Soluções
NEUTRAS
Escala de pH
0 7 14

Soluções ÁCIDAS Soluções BÁSICAS


Soluções
NEUTRAS

 Soluções Ácidas (a 25 ºC) : pH  7


Menor pH Maior acidez

 Soluções Neutras (a 25 ºC) : pH = 7

 Soluções Básicas (a 25 ºC) : pH  7


Maior pH Maior basicidade

 O pH das soluções mede-se com: indicador universal e medidores de pH.


Reacções de ácido-base
Quando se põe em contacto uma solução ácida com uma solução básica
ocorre sempre uma reacção química.

Reacção de ácido-base

É possível diminuir a acidez de uma solução É possível diminuir a basicidade de uma solução
ácida, adicionando-lhe uma solução básica. básica, adicionando-lhe uma solução ácida.
Reacções de ácido-base
Variações de pH que ocorrem à medida que se adiciona
uma solução básica a uma solução ácida:

O indicador universal adquire um conjunto de cores diferentes após as


adições da solução básica.

Essas cores permitem determinar o pH da mistura.


Reacções de ácido-base
Exemplo:

Ácido clorídrico (aq) + Hidróxido de sódio (aq) Cloreto de sódio (aq) + Água (l)

Podes observar os produtos da reacção entre o ácido


clorídrico e a solução de hidróxido de sódio aquecendo, à
chama da lamparina, um pouco da solução que resulta
dessa reacção, verificas que:

O vapor, que se liberta, é água;

 o sólido que fica na cápsula, é o cloreto de sódio.


Reacções de ácido-base

Numa reacção de ácido-base, os produtos da reacção são: um sal e água

Ácido (aq) + Base (aq) Sal (aq) Água (l)


+

Exemplo:

Ácido sulfúrico (aq) + Hidróxido de sódio (aq) Sulfato de sódio (aq) + água (l)
Reacções de ácido-base

As reacções entre soluções ácidas e soluções básicas


chamam-se reacções de ácido-base ou de neutralização.

Numa reacção de ácido-base, os produtos da reacção são: um sal e água

Ácido (aq) + Base (aq) Sal (aq) Água (l)


+

Exemplo:

Ácido clorídrico (aq) + Hidróxido de sódio (aq) Cloreto de sódio (aq) + água (l)
Reacções de Precipitação

Os sais e a sua solubilidade em água

Os sais são substâncias sólidas à temperatura ambiente.


Reacções de Precipitação

Os sais e a sua solubilidade em água

Exemplos de outros sais:

Os sais são substâncias sólidas à temperatura ambiente.


Reacções de Precipitação

Exemplos de outros sais:

Os sais são substâncias sólidas à temperatura ambiente.


Reacções de Precipitação

Os sais e a sua solubilidade em água

Muitos sais dissolvem-se bem na água – são sais solúveis.

Outros dissolvem-se mal na água – são sais insolúveis.

Sais solúveis Sal insolúvel


Os sais e a sua solubilidade em água

Todos os sais designados por nitratos e todos os sais de sódio se


dissolvem bem na água.

Informação sobre a solubilidade de alguns sais comuns

Sais Solúveis Insolúveis


Nitratos Todos

Carbonato de sódio
Carbonatos Carbonato de potássio Praticamente todos
Carbonato de amónio

Sulfato de bário
Sulfatos Praticamente todos
Sulfato de chumbo
Cloreto de prata
Cloretos Praticamente todos
Cloreto de mercúrio
Sais de sódio Todos
Reacções de Precipitação
Por vezes, quando se misturam dois sais solúveis, ocorre uma
reacção química da qual resulta um sal insolúvel.

Chama-se Precipitado

Estas reacções químicas em que se formam precipitados chamam-se


reacções de precipitação.
Reacções de Precipitação
Outra reacção de precipitação:
Reacções de Precipitação
Dureza da água

A dureza de uma água é devida à presença de sais de cálcio e de magnésio.

A quantidade destes sais dissolvidos na água depende dos solos que ela atravessa.
Reacções de Precipitação
Dureza da água
As águas que atravessam os solos calcários têm grande concentração de
sais de cálcio e magnésio e chamam-se água duras.

As águas que atravessam os solos graníticos têm pequena concentração de


sais de cálcio e magnésio e chamam-se água macias.
A água das regiões calcárias e as reacções de precipitação

 Na Natureza

As grutas calcárias têm


na sua constituição
carbonato de cálcio, cuja
solubilidade em água é
baixíssima, logo, vai-se
depositando.

Este precipitado (carbonato de cálcio) forma


“colunas” no interior destas grutas.
A água das regiões calcárias e as reacções de precipitação

Estalactites e Estalagmites

As “colunas” que pendem do tecto da


caverna denominam-se estalactites.

As “colunas” que se elevam a partir do solo


da caverna denominam-se estalagmites.

As estalactites e as estalagmites aumentam, em média, cerca de um centímetro por século.


Reacções de Precipitação

Os sais são sólidos à temperatura ambiente:

 uns dissolvem-se bem em água – são sais solúveis;

 outros dissolvem-se muito pouco na água- são sais insolúveis.

Reacções de precipitação: reacção química em que a partir de


dois reagentes (em solução aquosa) se obtém um ou mais
produtos da reacção no estado sólido (sais insolúveis).
Esse sólido denomina-se precipitado.

Exemplo:
Cloreto de sódio (aq) + nitrato de prata (aq) cloreto de prata (s) + nitrato de sódio (aq)

Precipitado
Conservação da massa: Lei de Lavoisier
Se numa reacção se consumirem, por exemplo, 20 g de reagentes, a massa
dos produtos da reacção será maior, menor ou igual a 20 g?

 Verificação da Lei de Lavoisier

Os reagentes transformam-se em produtos de reacção mas a balança continua


a indicar o mesmo valor para a massa.
Conservação da massa: Lei de Lavoisier

Exercício:

1. Considera a reacção representada pela seguinte equação:

X + Y Z

Completa correctamente o quadro que se segue:

Massa de reagentes consumidos Massa de produto obtido


(g) (g)

X Y Z
20 160 180
105 40 145
0,1 0,8 0,9
Conservação da massa: Lei de Lavoisier

“ Numa reacção química, a massa total dos reagentes consumidos


é sempre igual à massa total dos produtos da reacção formados”

Massa total Massa total dos


dos reagentes = produtos da reacção