Você está na página 1de 4

Sustentabilidade socioambiental

Longa: Cultura do Desperdício – Por uma sociedade mais


consciente

Docente: Fabio Fernandes Rodrigues


Discentes: Emilly Soares, Ana Clara, Josiane, Geovanna e Andreyna

Anápolis - Go
12/01/2022
1) Escolher UM LONGA ou QUATRO CURTAS para assistir:
Foi escolhido o longa: Cultura do Desperdício – Por uma sociedade mais
consciente

2) Para CADA UM dos curtas OU para o longa , elaborar um síntese


destacando :

a)assunto principal discutido;


“Cultura do Desperdício – Por uma sociedade mais consciente” é um
documentário de uma série de produções com foco em sustentabilidade
que compõe o acervo do Portal NÃO DESPERDÍCIO. O filme de 52 minutos
mostra o desperdício em toda a cadeia produtiva de alimentos e tem como
objetivo educar e provocar reflexões sobre o tema. O vídeo foi produzido à
partir de ideia original de Luciana Chinaglia Quintão, Fundadora e
Presidente da ONG Banco de Alimentos. O projeto deu voz a alguns
economistas, pensadores, futuristas e técnicos de diversas áreas
relacionadas ao tema como o escritor e economista Eduardo Giannetti, a
Futurista Rosa Alegria, o CEO da Thymus Ricardo Guimarães e o Advogado
especialista em resíduos sólidos Fabrício Soler, que dividem suas opiniões e
expertise com o pano de fundo o desperdício de alimentos e aborda o
consumo exagerado e descarte indevido, com o objetivo de promover a
mudança de padrões culturais, incentivando as ações corretas para
acabarmos com a cultura do desperdício de alimentos, promover cidadania
consciente e sustentável na sociedade como um todo, e tratar da nova
economia visando a conscientização dos espectadores e sugestão de ações
para gerar mudanças que possam promover um futuro melhor.

b) pontos relevantes abordados;


Uma das primeiras frases faladas no documentário diz que o desperdício é a
cultura da desordem. Os mecanismos criados são bastante interessantes já
que contribui para que comece a existir uma gestão para isto, no
documentário é interessante como mostram a realidade daqueles que
passam fome já que segundo o que foi mostrado 53 milhões de brasileiros
sofrem de insegurança alimentar e mesmo isso sendo tão comum ainda
sim não há uma organização para que não ocorra desperdício, mostrar que
existem formas de aproveitar as partes não tradicionais do alimento
também é algo muito bacana já que faz com que as pessoas tenham noção
de que com criatividade podemos aproveitar tudo.
Foi falado que se existissem mecanismos de organização os alimentos
gerados poderiam alimentar a todos essa frase traz uma reflexão, sobre
como é possível deixarmos essa situação continuar mesmo isso causando
morte e doenças que reverberam pela falta de comida na mesa do povo.
A informação de que no Brasil ocorre 250 mil toneladas de desperdício
alimentar por dia ou seja mesmo milhões de pessoas passando pela
insegura alimentar ainda é comum o descarte de alimento, mostrar que
existem pessoas que acabam por pegar comida no lixo por não terem o que
comer demonstra que criar uma boa gestão e prática para que o
desperdício acabe é essencial para a saúde pública e o poder público
deveria fazer uma melhor gestão para que ocorra a proteção alimentar e
para com relação a este descarte.
Mostrar as micro revoluções é muito bacana pois pequenas atitudes podem
sim contribuir para que aja uma melhora na sociedade e que temos que ter
consciência sobre as nossas atitudes e como elas influenciam o meio
ambiente.
A frase de que o consumismo sendo uma distorção do comportamento
humano é bem interessante já que faz uma reflexão sobre como de certa
forma somos influenciados pelo que nos é passado e vendo pelo contexto
atual faz com que fiquemos cientes sobre o que verdadeiramente faz
sentido para a gente.
Interessante o que foi dito sobre compartilhar com os outros aquilo que já
não faz mais sentido em nossa vida já que pode fazer sentido para os
demais e isso além de trazer uma leveza ajuda com que se crie conexões.
Falar que sustentabilidade é um estilo de vida é uma forma bacana de se
posicionar já que a nossa rotina e a forma como agimos no dia a dia podem
influenciar negativamente o nosso planeta e mostrar que devemos ter
consciência no dia a dia.
Indicar que esse “lixo” pode gerar renda é muito importante porque mostra
que reutilizando e reciclando podemos inclusive melhorar a economia do
nosso país.
A valorização daqueles que trabalham com a coleta dos recicláveis é de
extrema necessidade pois como foi dito no longa eles são preservadores
ambientais.
Entender sobre a sustentabilidade dentro do mercado de produção é
essencial levando em conta o fato de vivermos em uma sociedade
capitalista e que temos sim decisão de escolha e podemos criar um
ambiente de mudanças.
Compreender as etapas de produção contribui para um melhor
gerenciamento tanto para melhora do produto como para que não aja
desperdício e até mesmo para preservar o meio.
Falar sobre a agricultura urbana é imprescindível já que aproveitar os
ambientes públicos para produzir poderia contribuir para que diminuíssem
a situação de insegurança alimentar e traria um aproveitamento do espaço
já existente, compreender o ciclo de produção permite uma melhora
ambiental e uma diminuição do desperdício.
Produtividade e sustentabilidade são duas coisas que podem acontecer
simultaneamente e podem contribuir uma para outra.

c) legislação existente- nacional e mundial - que trate do assunto;


Com o surgimento da Revolução na década de 1969 no Brasil , houve um
vasto aumento na produção agrícola com a invenção e disseminação de
sementes e prática agrícolas o que acarretou na forma desenfreada da
utilização de fontes de água e do desgaste do solo e o aumento do
desperdício de alimentos.
A causa do desperdício está associada a cultura e a legislação brasileira que
consiste rever a ética e moral do comerciante e do consumidor , a
expressão infeliz "é melhor sobrar do que faltar " é bastante popular na
cultura do brasileiro , tornado assim uma grande problemática , segundo a
ONU , até chegar ao prato do consumidor pelo menos 30% da produção
anual de alimentos é desperdiçada.

d) o que tem sido feito no Brasil para mudar a situação?


A nossa sociedade vem amadurecendo nós últimos tempo. Onde a
legislação vem incentivando a reutilização de recursos e desencorajando o
desperdício de recursos primordiais. Além, dá legislação, o mercado vem
incentivando empresas a reutilizar materiais, sendo por ser mais acessível
na hora da produção ou até mesmo para lucrar em cima da reciclagem
desses materiais.
Além, desses, temos o amadurecimento dos indivíduos de nossa sociedade.
Que vem reconhecendo a importância de não desperdiçar alimentos ou
recursos. Onde um alimento pode ser usado em quase tudo para o
consumo e o que não consumido, pode virar adubo para enriquecer os solo
. Ou alimentos que ia para o lixo por não está no critério de "venda", são
doados para alguma instituição ou para pessoas mais necessitadas. Assim,
pessoas que já tem uma mentalidade formada, tenta reaproveitar tudo o
máximo possível. Infelizmente, apenas parte minoritária da sociedade
adquiriu a consciência da necessidade de reaproveitar e reutilizar os nossos
recursos
e) o que eu posso fazer para mudar a situação?
Contudo, podemos entender que o desperdício virou realmente uma
tradição, um costume, por isso leva o nome cultura do desperdício.
As ações que cada um pode fazer para diminuir ou até mesmo erradicar
esse mal se caracteriza em fazer a contagem certa de comida a se fazer
para as pessoas da sua casa, para assim não causar restos, tomar seu banho
sucinto, prático e rápido, não lavar as calçadas e sim varrê-las, deixar o
papel de lavar somente para a chuva, quando ir em lanchonetes e
restaurantes pedir somente o limite que você conhece do seu próprio corpo
ingerir para nao ter que pagar caro depois ou não haver restos, contudo
podemos ver que são pequenas coisas que mudam totalmente a nossa
realidade tornando o planeta mais sustentável.

Você também pode gostar