Você está na página 1de 42

Rede Municipal Dr.

Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar


Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2022

A rede de urgência, emergência e hospitalar Dr. Mario Gatti composta dos Hospitais: Municipal Dr. Mário
Gatti, o Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro Verde) e a Maternidade de
Campinas, conforme dispõe a legislação vigente, comunicam que abrirão as inscrições para seleção dos candidatos
ao preenchimento de vagas para Médicos Residentes nos Programas de Residência Médica, credenciados pela
Comissão Nacional de Residência Médica – CNRM/MEC das instituições, de acordo com o presente Edital, cuja
síntese será publicada no Diário Oficial do Município. O Processo de Seleção de ingresso nos Programas de
Residência Médica reger-se-á pela Lei 6.932/81 e Resoluções complementares pertinentes, da Comissão Nacional
de Residência Médica - CNRM/MEC e pelas instruções contidas neste Edital.

1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1. Processo de seleção de admissão ao 1° ano de Residência Médica do Hospital Municipal “Dr. Mário Gatti”,
Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro Verde) e Maternidade de Campinas.
1.2. O candidato, ao inscrever-se no Processo de Seleção de admissão à Residência Médica do Hospital Municipal
“Dr. Mário Gatti”, Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro Verde) e Maternidade de
Campinas estará declarando, sob as penas da lei, que concluiu o curso de graduação em Medicina, devidamente
autorizado e reconhecido pelo Ministério da Educação - MEC ou irá concluí-lo até a data de matrícula do Programa
pretendido e considerando o pré-requisito estabelecido no Quadro de Vagas subitem 1.9, quando for o caso.
1.3. Também serão aceitas inscrições do candidato Brasileiro que concluiu curso de medicina no exterior, que
deverá apresentar diploma revalidado por Universidade Pública, na forma da lei e, se estrangeiro, também deverá
apresentar visto permanente e proficiência da língua portuguesa, comprovada por instituição oficial, de acordo
com a resolução CFM n° 1831/2008 e 1832/2008, que dispõe sobre o exercício profissional e os programas de pós-
graduação no Brasil do médico estrangeiro e do médico brasileiro formado por faculdade estrangeira.

1.3.1 Caso o candidato estrangeiro seja nascido em um dos países-membros ou associados do MERCOSUL, que
tenham assinado e ratificado o Acordo de Livre Residência com o Brasil, ficam desobrigados da apresentação do
visto permanente, necessitando da apresentação do diploma revalidado, na forma da lei e Certificado de
Proficiência da Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras), comprovada por instituição oficial, em nível
intermediário, de acordo com a ACP nº 0019089-95.2015.403.6100 da 22ª Vara Federal de São Paulo e registro no
CRM.

1.3.2. O curso de residência médica, nos termos do disposto na lei federal n° 6932/81 é modalidade específica de
pós-graduação caracterizada por treinamento em serviço, não se enquadrando nas modalidades de pós-graduação
acessíveis a médicos estrangeiros ou brasileiros formados no exterior sem diploma validado

1.4. O Processo de Seleção de admissão do 1° ano de Residência Médica dos Hospitais Municipais "Dr. Mário Gatti",
Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro Verde) e Maternidade de Campinas estará
aberto para o preenchimento de vagas nos programas apresentados no Quadro de Vagas item 1.9 e divisão de
vagas por instituição, no item 11.1, deste Edital. A organização, aplicação e correção do Processo de Seleção será
de responsabilidade da CONSESP – Concursos, Residências Médicas, Avaliações e Pesquisas Ltda.
1.4.1. Na eventualidade de abertura posterior de vagas extras não relacionadas no Quadro de Vagas, do subitem
1.9, para o Programa de Residência Médica do HMMG - 2022, Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi
(Complexo Hospitalar Ouro Verde) e Maternidade de Campinas serão aproveitados os candidatos aprovados no
presente certame, seguindo-se a ordem de classificação do programa que teve as vagas aumentadas.

Página 1 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

1.5. A inscrição do candidato implica no conhecimento e na aceitação das normas e condições estabelecidas neste
Edital e em avisos, comunicados, erratas e Editais complementares que vierem a ser publicados referentes a esse
Processo de Seleção, em relação aos quais não poderá alegar desconhecimento.
1.6. O acompanhamento da divulgação das informações referentes a esse Processo de Seleção é de inteira
responsabilidade do candidato inscrito.
1.7. O Processo de Seleção contará com uma única fase - Prova Objetiva de caráter eliminatório e classificatório e
atenderá aos critérios estabelecidos neste Edital.

1.7.1. A falta em uma das fases do presente Processo de Seleção acarretará em eliminação do candidato.
1.8. A Legislação e alterações em dispositivos legais e normativos, com entrada em vigor após a publicação deste
Edital, não serão objeto de avaliação nas provas do Processo de Seleção.

1.9. Vagas e pré-requisitos dos Programas de Residência Médica 2022 (resolução CNRM 04/2003, 48/2018 e CFM
1666/03, 2221/18) e Lei nº 6932/81).

ESPECIALIDADE - ÁREAS DE NÚMERO DE VAGAS


OFERECIDAS 2022
PRÉ-REQUISITOS DURAÇÃO
ATUAÇÃO
Possuir diploma de graduação plena do curso
médico, expedido por instituições credenciadas pelo
ANESTESIOLOGIA 10 Ministério de Educação (MEC) ou Conclusão do 03 anos
Curso de Medicina até a data de matrícula no
Programa pretendido
Possuir diploma de graduação plena do curso
médico, expedido por instituições credenciadas pelo
CIRURGIA GERAL
11 Ministério de Educação (MEC) ou Conclusão do 03 anos
(Programa 3 anos)* Curso de Medicina até a data de matrícula no
Programa pretendido
Conclusão de residência em Cirurgia Geral
credenciado pelo MEC (Resolução CNRM 48/2018
CIRURGIA PLÁSTICA 1 05/2003, CFM 2221/18 e 1666/03) ou programa de 03 anos
Pré requisito em área cirúrgica básica (Resolução
CNRM 48/2018 e 2/2006)
Conclusão de residência em Cirurgia Geral
credenciado pelo MEC (Resolução CNRM 48/2018
CIRURGIA VASCULAR 2 05/2003, CFM 2221/18 e 1666/03) ou programa de 02 anos
Pré requisito em área cirúrgica básica (Resolução
CNRM 48/2018 e 2/2006)
Possuir diploma de graduação plena do curso
médico, expedido por instituições credenciadas pelo
CLÍNICA MÉDICA 20 Ministério de Educação (MEC) ou Conclusão do 02 anos
Curso de Medicina até a data de matrícula no
Programa pretendido
Conclusão de residência em Cirurgia Geral
credenciado pelo MEC (Resolução CNRM 48/2018
COLOPROCTOLOGIA 1 05/2003, CFM 2221/18 e 1666/03) ou programa de 02 anos
Pré requisito em área cirúrgica básica (Resolução
CNRM 48/2018 e 2/2006)

Página 2 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

ESPECIALIDADE - ÁREAS DE NÚMERO DE VAGAS


OFERECIDAS 2022
PRÉ-REQUISITOS DURAÇÃO
ATUAÇÃO
Possuir diploma de graduação plena do curso
médico, expedido por instituições credenciadas pelo
MEDICINA DE FAMÍLIA E
20 Ministério de Educação (MEC) ou Conclusão do 02 anos
COMUNIDADE** Curso de Medicina até a data de matrícula no
Programa pretendido
Conclusão de residência em Pediatria reconhecido
NEONATOLOGIA 3 pelo MEC (Resolução CNRM 04/2013 e CFM 02 anos
1666/03)
Possuir diploma de graduação plena do curso
médico, expedido por instituições credenciadas pelo
NEUROCIRURGIA 2 Ministério de Educação (MEC) ou Conclusão do 05 anos
Curso de Medicina até a data de matrícula no
Programa pretendido
Possuir diploma de graduação plena do curso
médico, expedido por instituições credenciadas pelo
OFTALMOLOGIA 3 Ministério de Educação (MEC) ou Conclusão do 03 anos
Curso de Medicina até a data de matrícula no
Programa pretendido
Possuir diploma de graduação plena do curso
médico, expedido por instituições credenciadas pelo
ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA 10 Ministério de Educação (MEC) ou Conclusão do 03 anos
Curso de Medicina até a data de matrícula no
Programa pretendido
Possuir diploma de graduação plena do curso
médico, expedido por instituições credenciadas pelo
OTORRINOLARINGOLOGIA 2 Ministério de Educação (MEC) ou Conclusão do 03 anos
Curso de Medicina até a data de matrícula no
Programa pretendido
Possuir diploma de graduação plena do curso
médico, expedido por instituições credenciadas pelo
PEDIATRIA 14 Ministério de Educação (MEC) ou Conclusão do 03 anos
Curso de Medicina até a data de matrícula no
Programa pretendido
Conclusão de residência em Pediatria reconhecido
PEDIATRIA - MEDICINA
2 pelo MEC (Resolução CNRM 04/2013 e CFM 02 anos
INTENSIVA PEDIÁTRICA 1666/03)
Possuir diploma de graduação plena do curso
médico, expedido por instituições credenciadas pelo
PSIQUIATRIA*** 4 Ministério de Educação (MEC) ou Conclusão do 03 anos
Curso de Medicina até a data de matrícula no
Programa pretendido
Conclusão de residência em Cirurgia Geral
credenciado pelo MEC (Resolução CNRM 48/2018
UROLOGIA 3 05/2003 , CFM 2221/18 e 1666/03 ) ou programa de 03 anos
Pré requisito em área cirúrgica básica (Resolução
CNRM 48/2018 e 2/2006)

O médico residente que cursou o pré-requisito em Área Cirúrgica Básica (Programa 2 anos) ou Cirurgia Geral
(Programa 3 anos) poderá realizar a prova às especialidades cirúrgicas. Dúvidas acessar o link da CNRM:
http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12263&Itemid=506.

Observação: as vagas oferecidas correspondem ao número total de bolsas para residência de 1° ano em 2022.

Página 3 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

(*) Reserva de 01 (uma) vaga para o exército em 2022 (Hospital Municipal Dr. Mário Gatti)
(**) Reserva de 01 (uma) vaga para o exército em 2022 (Hospital Municipal Dr. Mário Gatti)
(***) Reserva de 01 (uma) vaga para o exército em 2022 (Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo
Hospitalar Ouro Verde)

2. DAS CONDIÇÕES DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS PARA CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA

2.1. Às pessoas com deficiência, que pretendam fazer prova especialmente adaptada, é assegurado o direito de
manifestarem este desejo no momento da inscrição.
2.1.2. Por ocasião da realização das Matrículas se for verificado qualquer tipo de incompatibilidade da deficiência
apresentada ao pleno exercício das atividades, o candidato será submetido à avaliação médica realizadas pelo
Hospital Municipal Dr. Mário Gatti e quando a perícia concluir pela inaptidão do candidato, este será submetido à
avaliação médica pelo Conselho Regional de Medicina, e não caberá qualquer tipo de recurso contra a decisão do
CRM.
2.2. A utilização de material tecnológico de uso habitual não obsta a inscrição; porém a deficiência do candidato
deve permitir o desempenho adequado das atribuições especificadas para a Especialidade/Área de Atuação,
admitida a correção por equipamentos, adaptações, meios ou recursos especiais.
2.3. Durante o preenchimento do Formulário de Inscrição, o candidato com deficiência, além de observar os
procedimentos descritos no item 3 deste Edital, deverá informar que é portador de deficiência e a forma de
adaptação de sua prova, quando necessário.
2.4. Para assegurar o atendimento diferenciado durante a prova, o candidato com deficiência DEVERÁ:
a) caso já possua no ato da inscrição a documentação exigida digitalizada na extensão “PDF”, cujo tamanho
máximo deve ser de 10MB, EM UM ÚNICO ARQUIVO, o candidato DEVERÁ realizar o UPLOAD, anexando os
documentos exigidos e clicar no botão ENVIO DE ARQUIVOS, em seguida: ENVIAR LAUDO MÉDICO, ESCOLHER
ARQUIVO (ANEXAR) e digitar no NOME/DESCRIÇÃO: LAUDO MÉDICO, clicar em ENVIAR, sob pena de
indeferimento da inscrição;
b) se no momento da inscrição o candidato NÃO anexar os documentos exigidos para validação na condição de
pessoa com deficiência, DEVERÁ até 02 dias subsequentes ao vencimento do boleto bancário, por meio de
UPLOAD, na extensão “PDF”, cujo tamanho máximo deve ser de 10MB, EM UM ÚNICO ARQUIVO, acessar a página
inicial do site www.consesp.com.br, localizar a área ENVIO DE ARQUIVOS, digitar seu CPF e senha de acesso (criada
no momento da inscrição), clicar em consultar, em seguida clicar em ENVIAR LAUDO MÉDICO, ESCOLHER ARQUIVO
(ANEXAR) e digitar no NOME/DESCRIÇÃO: LAUDO MÉDICO, clicar em ENVIAR, sob pena de indeferimento da
inscrição;
c) a documentação exigida digitalizada na extensão “PDF”, cujo tamanho máximo deve ser de 10MB, em um único
arquivo, é:
a) Laudo Médico original ou cópia autenticada expedido no prazo máximo de 12 (doze) meses até a data do
término das inscrições, atestando a espécie e o grau de deficiência, com expressa referência ao código
correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID, bem como a provável causa da deficiência; e
b) Requerimento de Prova Especial ou de Condições Especiais (Anexo I) devidamente preenchido e assinado, para
assegurar previsão de adaptação da sua prova.
2.5. Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, o Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro
Verde), a Maternidade de Campinas e a CONSESP não se responsabilizam pelo extravio ou atraso dos documentos
encaminhados via UPLOAD.
2.6. O candidato com deficiência, além do envio do Laudo Médico e do Requerimento de Prova Especial ou de
Condições Especiais (Anexo I) indicado nas alíneas “a” e “b” do item 2.4 deste Edital, deverá assinalar, no

Página 4 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

Formulário Eletrônico de Inscrição, nos respectivos prazos, a condição especial de que necessitar para a realização
da prova, quando houver.
2.7. Ao candidato com deficiência é facultado tempo adicional para realização das provas devendo requerê-lo por
meio do preenchimento do Anexo I deste Edital. Para a concessão deste direito deverá ser enviada justificativa e
parecer emitido por especialista da área de sua deficiência, juntamente com os documentos e prazo requeridos no
subitem 2.4, alíneas “a” e “b”.
2.8. Os documentos indicados no item 2.4 deste Edital terão validade somente para este Processo de Seleção e não
serão devolvidos.

2.9. Os candidatos que, dentro do período das inscrições, não atenderem aos dispositivos mencionados no item
2.4. deste Edital, para pessoas com deficiência não terão a prova e/ou condições especiais atendidas.

2.10. A realização de provas nas condições especiais solicitadas pelo candidato com deficiência atenderá a
legislação específica e estará condicionada à possibilidade técnica de atendimento examinada pela CONSESP.

2.11. Os candidatos com deficiência que não solicitarem a condição especial de realização da prova no momento da
inscrição, conforme as instruções constantes deste Edital, não poderão impetrar recurso em favor de sua situação.
2.12. Será desconsiderado qualquer recurso em favor de candidato com deficiência que não seguir as instruções
constantes deste Edital.
2.13. O candidato deverá consultar acerca do atendimento de sua solicitação nos endereços eletrônicos da
CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG - www.hmmg.sp.gov.br.
2.14. Os candidatos com deficiência participarão do Processo de Seleção em igualdade de condições com os demais
candidatos, no que se refere à avaliação, ao conteúdo, ao horário, ao local de aplicação das provas e à nota mínima
de aprovação exigida.

3. DAS INSCRIÇÕES

3.1. Antes de efetuar o pagamento do valor da taxa de inscrição, o candidato deverá certificar-se de que preenche
todos os requisitos estabelecidos neste Edital. Poderá ser cancelada a inscrição do candidato se for verificado, a
qualquer tempo, o não atendimento da totalidade dos requisitos fixados neste Edital.
3.2. Declaração falsa ou inexata dos dados constantes no requerimento de inscrição determinará o cancelamento
da inscrição e a anulação de todos os atos dela decorrentes, em qualquer época, sem prejuízo das sanções penais
cabíveis.
3.3. O candidato ao efetuar sua inscrição não poderá utilizar abreviaturas quanto ao nome, data de nascimento e
localidades.
3.4. As informações prestadas no Formulário de inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato, podendo
o Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, o Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro
Verde), a Maternidade de Campinas e a CONSESP excluírem do Processo de Seleção o candidato que preencher
dados incorretos, bem como aquele que prestar informações inverídicas, ainda que o fato seja constatado
posteriormente.
3.5. Não será aceita solicitação de inscrição encaminhada por fax, por via postal, via correio eletrônico ou qualquer
outro meio não previsto neste Edital.
3.6. Não haverá, sob qualquer pretexto, inscrição provisória, condicional e extemporânea.

Página 5 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

3.6.1. No ato da inscrição o candidato deverá optar pela ESPECIALIDADE/ÁREA DE ATUAÇÃO, conforme previsto no
item 1.9. no Quadro de Vagas, não havendo nesta fase vinculação a programa de residência médica específico,
sendo a inscrição válida para concorrer a todas as vagas oferecidas para a especialidade/área de atuação escolhida,
seguindo-se a ordem de classificação para a escolha de vagas.

3.7. A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a tácita aceitação das normas e condições estabelecidas
neste Edital, em relação às quais não poderá alegar desconhecimento.

3.8. Dos Procedimentos para solicitação de inscrição:

3.8.1. As inscrições para este Processo de Seleção serão realizadas exclusivamente pela Internet, nos endereços
eletrônicos da CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br), no período das
10 horas do dia 25 de novembro de 2021 às 23h59min. do dia 26 de dezembro de 2021, observado o horário de
Brasília, devendo para tanto o interessado proceder da seguinte forma:

a) Acesse o site www.consesp.com.br/mariogatti/, clique em inscrições abertas e sobre a cidade


Campinas Hospital Mário Gatti / Ouro Verde / Maternidade de Campinas – Residência Médica -
2022.
b) Em seguida clique em INSCREVA-SE JÁ, digite o número de seu CPF, leia e aceite os termos e
condições e clique em continuar;
c) Digite corretamente o CEP de seu endereço, escolha a ESPECIALIDADE para o qual deseja se
inscrever, clique em continuar;
d) Na próxima página preencha corretamente os dados de inscrição, leia e aceite os termos e
condições e, clique em FINALIZAR INSCRIÇÃO;
e) Em seguida confira seus dados, a ESPECIALIDADE escolhida, crie sua SENHA DE ACESSO e clique
em CONCORDO e EFETIVAR INSCRIÇÃO;
f) Na sequência, GERE E IMPRIMA O BOLETO BANCÁRIO, respeitando-se o horário de Brasília efetue
o pagamento da respectiva taxa de inscrição.
g) O Boleto para pagamento da taxa de inscrição será emitido com prazo de vencimento de 5
(cinco) dias contados da data da emissão, podendo ser gerado novamente por prazo equivalente
ou do último dia de vencimento, se menor que 5 (cinco) dias. O vencimento será o próximo dia útil
após último dia de inscrição, entendendo-se como “não úteis” exclusivamente os feriados
nacionais, estaduais e municipais e respeitando-se, para tanto, o horário da rede bancária,
considerando-se para tal o horário de Brasília, sob pena de a inscrição não ser processada e
recebida.
h) A CONSESP e Hospital Municipal Dr. Mário Gatti não se responsabilizam por erros de dados no
preenchimento de ficha de inscrição, sendo a mesma de inteira e total responsabilidade do
candidato.
3.8.2. Para efetuar a inscrição é imprescindível o número de Cadastro de Pessoa Física - CPF do candidato e o
preenchimento das informações contidas no Formulário de inscrição, bem como a realização do recolhimento da
taxa de inscrição, no prazo estipulado no subitem 3.8.1.
3.8.3. Após a confirmação da inscrição, que ocorrerá ao término da operação, o candidato deverá imprimir o boleto
de cobrança para efetuar o pagamento da taxa de inscrição, até o dia do vencimento impresso no boleto, em
qualquer agência bancária.
3.8.4. O recibo de pagamento será o comprovante de que o candidato realizou sua inscrição nesse Processo de
Seleção.
3.8.5. A inscrição do candidato somente será concretizada após a confirmação do pagamento da taxa de inscrição.

Página 6 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

3.8.6. Não será aceito pagamento da taxa de inscrição por meio do PIX, cheque, depósito em caixa eletrônico, pelos
correios, fac-símile, transferência eletrônica, DOC, DOC eletrônico, ordem de pagamento ou depósito comum em
conta corrente, condicional ou fora do período de inscrição ou por qualquer outro meio que não os especificados
neste Edital. NÃO é possível o pagamento do boleto de inscrição com o PIX. O boleto de inscrição é um meio de
pagamento distinto do PIX, com regras próprias. Documento que contenha apenas o código de barras e/ou linha
digitável, e não contenha o QR CODE, não pode ser pago utilizando PIX.

3.8.7. Não será considerado o pedido de inscrição não efetivado por motivo de ordem técnica de computadores,
falhas de comunicação ou congestionamento de linhas, bem como outros fatores que impossibilitem a
transferência dos dados.

3.8.8. O candidato, inscrito por terceiro, assume total responsabilidade pelas informações prestadas por seu
representante, arcando com as consequências de eventuais erros no preenchimento do requerimento de inscrição
disponível pela via eletrônica.

3.8.9. Efetuar o pagamento da inscrição no valor de R$ 530,00 (quinhentos e trinta reais), de acordo com as
instruções constantes nos endereços eletrônicos da CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG
(www.hmmg.sp.gov.br).

3.9. Não haverá devolução da importância paga, ainda que efetuada em valor superior ao fixado ou em
duplicidade, nem isenção total ou parcial de pagamento do valor de inscrição, seja qual for o motivo alegado,
exceto para os casos especificados no item 4 deste Edital. A devolução da importância paga somente ocorrerá se o
Processo de Seleção não se realizar.

3.10. O candidato poderá utilizar a opção de imprimir a 2ª via do boleto até o dia subsequente ao término do
período da inscrição.

3.10.1. O candidato que não efetuar o pagamento da inscrição até o dia imediatamente subsequente ao término da
inscrição, conforme data prevista no Cronograma – Anexo IV ficará impossibilitado de participar do Processo de
Seleção.

3.11. O boleto bancário deverá ser impresso para o pagamento do valor da inscrição após a conclusão do
preenchimento do Formulário de Inscrição on-line.

3.12. Os eventuais erros de digitação de nome, número de documento de identidade, sexo e data de nascimento,
deverão ser corrigidos pelos candidatos somente no dia das respectivas provas, com o fiscal de sala.

3.13. O candidato que não fizer ou solicitar as correções dos dados pessoais nos termos do subitem 3.12 deste
Edital deverá arcar, exclusivamente, com as consequências advindas de sua omissão.

3.14. O candidato inscrito por terceiro assume total responsabilidade pelas informações prestadas por seu
representante, arcando com as consequências de eventuais erros no preenchimento do formulário eletrônico de
inscrição.
3.15. Quarenta e oito horas após o pagamento, conferir no site www.consesp.com.br/mariogatti/ se os dados da
inscrição efetuada pela internet foram recebidos e a importância do valor da inscrição paga. Em caso negativo, o
candidato deverá entrar em contato com a CONSESP, pelo telefone (11) 4328-1314, para verificar o ocorrido.

3.16. Para gerar o comprovante de inscrição (após o pagamento) basta digitar o seu CPF no menu CONSULTE, em
seguida, selecione o Processo correspondente à inscrição desejada, após isso clique em imprimir comprovante de
inscrição.

Página 7 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

3.17. Ao final das provas, os três últimos candidatos deverão permanecer na sala, a fim de assinar o verso das
folhas de respostas e, assinar o lacre do envelope das folhas de respostas juntamente com o fiscal e coordenador,
sendo liberados quando todos as tiverem concluído.

4. DA ISENÇÃO DE PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO

4.1. Em cumprimento à legislação em vigor, a instituição organizadora do Processo de Seleção receberá a pré-
inscrição com pedido de isenção do valor da taxa de inscrição dos candidatos que preencham as condições
relacionadas na Resolução CNRM nº. 07 de 20 de outubro de 2010.
4.2. O candidato que desejar requerer a isenção do pagamento da taxa de inscrição, de acordo com as condições
estabelecidas na Resolução CNRM nº. 07 de 20 de outubro de 2010, deverá fazê-lo seguindo e modelo constante
no presente edital, conforme data prevista no Cronograma – Anexo IV, observado o horário de Brasília, cópia da
ficha de inscrição, do requerimento constante do Anexo II, devidamente preenchido e assinado, comprovando
condições para a isenção.

4.3. Para a comprovação das condições estabelecidas na Resolução CNRM nº. 07, de 20 de outubro de 2010,
indicada no item 4.2., o candidato deverá encaminhar, além dos documentos constantes no item 4.2, a seguinte
documentação:
a) declaração de hipossuficiência devidamente preenchida e assinada;
b) fundamentos do pedido;
c) comprovante de residência;
d) comprovante de renda do requerente;
e) declaração de dependentes;
f) inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) de que trata o Decreto nº
6.135, de 26 de junho de 2007, devendo indicar o Número de Identificação Social – NIS, atribuído pelo
CadÚnico; e comprovar ser membro de família de baixa renda, nos termos do Decreto nº 6.135/2007, quando
for o caso;
g) demais documentos eventualmente necessários à comprovação da insuficiência de recursos, conforme
fundamentação do pedido.

4.4. No caso do CadÚnico, item indicado na Resolução CNRM N.º 07, de 20 de outubro de 2010, a CONSESP
consultará o órgão gestor do CadÚnico para verificar a veracidade das informações prestadas pelo candidato.
4.5. Em quaisquer das situações descritas na Resolução CNRM nº. 07/10, o candidato estará obrigado a comprovar
que não custeou, com recursos próprios, curso preparatório para o Processo de Seleção para ingresso no Programa
de Residência Médica a que se candidata e, ainda, ser egresso de instituição de ensino superior pública ou ter sido
beneficiário de bolsa de estudo oficial.
4.6. Para comprovar a situação prevista no subitem 4.2, o candidato deverá:
a) Efetuar sua inscrição pela Internet de acordo com as informações constantes do item 4.2. deste edital;
b) Imprimir o comprovante de inscrição;
c) Enviar os documentos digitalizados, listados no subitem 4.2 e 4.3., para o e-mail isencaorm@consesp.com.br,
conforme data prevista no Cronograma – Anexo IV.

4.7. A documentação encaminhada é de inteira responsabilidade do candidato, não sendo admitida, em hipótese
alguma, inclusão e/ou substituição de documentos e/ou alterações de informações após a postagem.

Página 8 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

4.7.1 Não será aceita solicitação de isenção de inscrição encaminhada por fax, por via postal, ou qualquer outro
meio não previsto neste Edital.
4.8. Será aceito apenas um requerimento de isenção por candidato, no caso de recebimento de dois ou mais
requerimentos, a CONSESP considerará o de data mais recente.
4.9. Entende-se como renda média mensal familiar a soma de todos os rendimentos provenientes do trabalho
formal e/ou informal, aposentadoria, pensões, rendimentos de capital, imóveis e assemelhados e outros ganhos,
comprováveis ou não, de todas as pessoas residentes no mesmo domicílio do candidato.
4.9.1. Para o cálculo da renda média mensal, serão consideradas também as pessoas residentes no mesmo
domicílio do candidato que não possuam renda.
4.10. A solicitação de “isenção” da taxa de inscrição implicará a aceitação irrestrita das condições estabelecidas
pela CONSESP.

4.11. O resultado da análise da documentação apresentada para solicitação de isenção do pagamento da taxa de
inscrição será divulgado conforme data prevista no Cronograma – Anexo IV, no endereço eletrônico da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br).
4.12. A verificação de qualquer omissão ou não-veracidade nas informações prestadas no requerimento de Isenção
ou na documentação comprobatória acarretará a eliminação do candidato, a qualquer tempo, deste Processo de
Seleção.
4.13. No caso de emprego de fraude, pelo candidato beneficiado pela “isenção” do pagamento da taxa de inscrição,
serão adotados os procedimentos indicados no art. 4º, da Lei 12.782, de 21/12/2007, e, se confirmada à presença
de fato ilícito, fica o candidato imediatamente excluído do Processo de Seleção e o Ministério Público será
comunicado sobre o fato.
4.14. As informações prestadas, a que se refere o item 4.13, bem como a documentação apresentada serão de
inteira responsabilidade do candidato, podendo responder, a qualquer momento, por crime contra fé pública, o
que acarretará sua eliminação do Processo de Seleção.
4.15. O candidato, cuja solicitação de “isenção” do pagamento da taxa de inscrição for deferida, estará
automaticamente inscrito no Processo de Seleção.
4.16. Será indeferida a concessão do benefício de “isenção” de pagamento da taxa de inscrição ao candidato que
não atender a todos os procedimentos descritos no item 4, deste Edital e seus subitens.

4.17. Os candidatos que tiverem seus pedidos de “isenção” do pagamento do valor de inscrição indeferidos, que
mantiverem interesse em participar do certame, poderão imprimir o boleto bancário disponibilizado no endereço
eletrônico www.consesp.com.br/mariogatti/ e efetuar o pagamento do valor da inscrição, conforme instruções
contidas no item 3 deste Edital. O candidato que tiver seu pedido de isenção indeferido, caso não efetue o
pagamento do boleto até a data de encerramento das inscrições, estará automaticamente excluído deste Processo
de Seleção.

4.18. Haverá recurso contra o indeferimento do requerimento de isenção da taxa de inscrição, conforme data
prevista no Cronograma – Anexo IV.

4.19. Ao candidato será atribuída total responsabilidade pelo correto preenchimento do Formulário de solicitação
de inscrição.

Página 9 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

4.19.1. Os candidatos somente poderão inscrever-se em um único Programa de Residência Médica. É vedada, a
qualquer título, a mudança da Especialidade/Área de Atuação após a efetivação da inscrição. Portanto, atenção no
preenchimento.
4.20. O descumprimento das instruções acima implicará na não efetivação da inscrição. Não serão aceitas
inscrições com pendências de qualquer natureza.
4.21. Não será aceita solicitação de inscrição encaminhada por fax, por via postal, via correio eletrônico ou
qualquer outro meio não previsto neste Edital.
4.22. É de inteira responsabilidade do candidato a obtenção do comprovante de solicitação de inscrição, que
deverá ser apresentado no local de realização das provas.

4.23. Verificado, a qualquer tempo, o recebimento de inscrição que não atenda a todos os requisitos fixados, ela
será cancelada.

4.24. Não serão estornados valores de taxas de inscrição daqueles candidatos contemplados com isenção e que já
tenham efetivado o pagamento da taxa de inscrição na Seleção a que se refere este Edital.

5. EFETIVAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

5.1. A partir das 17h00 conforme data prevista no Cronograma – Anexo IV, o candidato deverá conferir, nos
endereços eletrônicos da CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/) ou do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br) na
opção inscrições homologadas (efetivadas), se os dados da sua inscrição foram recebidos e o pagamento
processado. Em caso negativo, o candidato deverá entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato -
SAC da CONSESP, pelo telefone (11) 4328-1314, de segunda a sexta-feira úteis, das 9 às 17 horas (horário de
Brasília), para verificar o ocorrido.
5.2. Inscrições realizadas em desacordo com o disposto neste Edital serão consideradas inválidas, sem direito a
ressarcimento da taxa porventura paga pelo candidato.

6. SOLICITAÇÃO DE CONDIÇÕES ESPECIAIS PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS DAS LACTANTES

6.1. A candidata, mãe de filhos de até 06 (seis) meses (até o dia da prova) no ato da inscrição que necessitar de
condições especiais para lactação deverá declarar na ficha de inscrição através do endereço eletrônico da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br) a condição “lactante” para a adoção das
providências necessárias na data da prova.
6.2. No dia da Prova, a candidata deverá apresentar a Certidão de Nascimento do filho para a amamentação, sendo
que, durante a realização da prova, o bebê deverá estar acompanhado somente de um adulto responsável por sua
guarda (familiar ou terceiro indicado pela candidata), e a permanência temporária desse adulto, em local
apropriado, será indicada pela Coordenação do Processo de Seleção.
6.3. Nos horários destinados à amamentação, a mãe poderá retirar-se, temporariamente, da sala/local em que
estarão sendo realizadas as provas acompanhada de fiscal da CONSESP, para atendimento ao seu bebê, em sala
especial a ser reservada pela Coordenação do Processo de Seleção.

6.4. Não haverá compensação do tempo de amamentação em favor da candidata.

Página 10 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

6.5. Para a amamentação, o bebê deverá permanecer no ambiente a ser determinado pela Coordenação do
Processo de Seleção.
6.6. O bebê deverá estar acompanhado somente de um adulto responsável por sua guarda (familiar ou terceiro
indicado pela candidata), e a permanência temporária desse adulto, em local apropriado, será indicada pela
Coordenação do Processo de Seleção.

6.7. Durante o período de amamentação, a candidata será acompanhada de uma “fiscal” da CONSESP que garantirá
que sua conduta esteja de acordo com os termos e condições deste Edital, sem a presença do responsável pela
guarda da criança.

6.8. A mãe terá o direito de proceder à amamentação a cada intervalo de duas horas, por até 30 (trinta) minutos,
por filho.

6.9. A candidata nesta condição de lactante que não levar acompanhante, não realizará as provas.

7. DAS CONDIÇÕES DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS OBJETIVAS

7.1. A aplicação da Prova Objetiva está prevista para o dia 09 de janeiro de 2022, no horário descrito abaixo, será
realizada na cidade de Campinas, em locais a serem informados com no mínimo 2 (dois) dias de antecedência no
site www.consesp.com.br/mariogatti/.

Abertura dos portões – 07h00min


Fechamento dos portões – 07h45min
Início das Provas – 08h00min

7.2. A duração da Prova Objetiva será de 04 (quatro) horas, incluído o tempo para leitura das instruções, coleta de
digitais e preenchimento da folha de respostas.

7.3. O cartão de convocação para as provas contendo o local, a sala e o horário de realização será disponibilizado
no endereço eletrônico da CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/), conforme data prevista no Cronograma –
Anexo IV, sendo de inteira responsabilidade do candidato acessar essas informações.

7.4. Caso o número de candidatos inscritos exceda à oferta de lugares adequados existentes para realização de
provas, o HMMG e a CONSESP reservam-se no direito de alocá-los em cidades próximas, não assumindo,
entretanto, qualquer responsabilidade quanto ao transporte e alojamento desses candidatos.

7.5. Não será enviado, via correio, cartão de convocação para as provas. A data, o horário e o local da realização
das provas serão disponibilizados conforme o subitem 7.3.

7.6. Havendo alteração da data prevista da prova, as despesas dela decorrentes, serão de responsabilidade do
candidato.

7.7. Os candidatos deverão comparecer aos locais de prova 60 (sessenta) minutos antes do fechamento dos
portões/portas para realização das provas, munidos do original de documento de identidade oficial com foto, de
caneta esferográfica de tinta azul ou preta e cartão de convocação para as provas.

7.7.1. Será eliminado deste Processo de Seleção, o candidato que se apresentar após o fechamento dos
portões/portas do local específico de realização das provas.

Página 11 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

7.7.2. Serão considerados documentos oficiais e originais de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos
Militares (ex-Ministérios Militares), pelas Secretarias de Segurança, pelos Corpos de Bombeiros, pelas Polícias
Militares e pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens, Conselhos, etc.); passaporte; carteiras
funcionais do Ministério Público, Magistratura, da Defensoria Pública e outras carteiras expedidas por órgão
público que, por Lei Federal, valem como identidade; e a Carteira Nacional de Habilitação com foto. A não
apresentação de qualquer desses documentos, não dará direito ao candidato de fazer a prova.

7.7.2.1. O documento de identificação deverá estar em perfeita condição a fim de permitir, com clareza, a
identificação do candidato.

7.7.2.2. Não serão aceitos documentos de identidade ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados.

7.7.2.3. No dia da realização das provas os candidatos deverão estar portando o documento físico obrigatório de
identificação com foto.

7.7.3. Não serão aceitos, por serem documentos destinados a outros fins: Protocolos, Certidão de Nascimento,
Título Eleitoral, Carteira Nacional de Habilitação emitida anteriormente à Lei Federal nº 9.503/97, Carteira de
Estudante, Crachás, Identidade Funcional de natureza pública ou privada, cópias dos documentos citados, ainda
que autenticadas, ou quaisquer outros documentos não constantes deste Edital.

7.7.3.1. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia da realização das provas, documento de
identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o registro
da ocorrência em órgão policial, expedido há no máximo 30 (trinta) dias, sendo então submetido à identificação
especial, compreendendo coleta de assinaturas, de impressão digital em formulário próprio e registro fotográfico.

7.7.3.2. Detectada falsidade na declaração e nos documentos comprobatórios a que se refere este Edital, sujeitar-
se-á o(a) candidato(a) à anulação da inscrição e de todos os efeitos daí decorrentes, assegurada em qualquer
hipótese, a ampla defesa e o contraditório.

7.7.3. O comprovante de inscrição e cartão de convocação para as provas não terão validade como documento de
identidade.

7.7.4. Não será permitido ao candidato prestar provas fora da data estabelecida, do horário ou da cidade/espaço
físico determinado pela CONSESP.

7.7.5. O candidato não poderá alegar desconhecimento acerca da data, horário e local de realização das provas.

7.8. É de exclusiva responsabilidade do candidato a verificação antecipada do local de realização da prova, a


disponibilidade de estacionamento e vagas nas imediações, as opções de transporte público consultando antes
horários e frequência das linhas de ônibus, bem como as rotas e tempo de deslocamento.

7.8.1. A CONSESP não se responsabiliza por fatos externos que impeçam o candidato de chegar ao local de
aplicação das provas no horário apropriado e que independem da organização do Processo de Seleção já que não
possui gerência sobre trânsito ou tráfego bem como outras situações que escapam de seu âmbito de atuação.

7.9. Não haverá segunda chamada seja qual for o motivo alegado para justificar o atraso ou a ausência do
candidato.

7.10. O não comparecimento às provas, por qualquer motivo, caracterizará a desistência do candidato e resultará
em sua eliminação deste Processo de Seleção.

Página 12 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

7.11. O candidato que, por qualquer motivo, não tiver seu nome constando na Convocação para as Provas, mas que
apresente o respectivo comprovante de pagamento, efetuado nos moldes previstos neste Edital, poderá participar
do Processo de Seleção, devendo preencher e assinar, no dia da prova, formulário específico.

7.11.1. A inclusão de que trata o subitem 7.11. será realizada de forma condicional, sujeita a posterior verificação
quanto à regularidade da referida inscrição.

7.11.2. Constatada a irregularidade da inscrição, a inclusão do candidato será automaticamente cancelada,


considerados nulos todos os atos dela decorrentes.

7.12. O candidato deverá apor sua assinatura na lista de presença, de acordo com aquela constante do seu
documento de identidade, vedada a aposição de rubrica.

7.13. Depois de identificado e acomodado na sala de prova, o candidato não poderá consultar ou manusear
qualquer material de estudo ou de leitura enquanto aguarda o horário de início da prova.

7.14. Depois de identificado e instalado, o candidato somente poderá deixar a sala mediante consentimento prévio,
acompanhado de um fiscal ou sob a fiscalização da equipe de aplicação de provas.

7.15. Durante o período de realização das provas, não será permitido o uso de óculos escuros, boné, chapéu, gorro,
lenço, fazer uso ou portar, mesmo que desligados, telefone celular, pagers, bip, agenda eletrônica, relógio,
calculadora, walkman, notebook, palmtop, ipod, tablet, gravador, transmissor/receptor de mensagens de qualquer
tipo ou qualquer outro equipamento eletrônico, qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos
ou entre estes e pessoas estranhas, oralmente ou por escrito, assim como não será permitido anotação de
informações relativas à suas respostas (copiar gabarito) fora dos meios permitidos, uso de notas, anotações, livros,
impressos, manuscritos, códigos, manuais ou qualquer outro material literário ou visual. O descumprimento desta
instrução implicará na eliminação do candidato.

7.15.1. Telefone celular, rádio comunicador e aparelhos eletrônicos dos candidatos, enquanto na sala de prova,
deverão permanecer desligados, tendo sua bateria retirada, sendo acomodados em local a ser indicado pelos fiscais
de sala.

7.15.2. No caso dos telefones celulares, do tipo smartphone, em que não é possível a retirada da bateria, os
equipamentos deverão ser desligados sendo acomodados em local a ser indicado pelos fiscais de sala. Caso tais
aparelhos emitam qualquer som, o candidato será eliminado do Processo de Seleção.

7.15.3. O candidato que, durante a realização da prova, for encontrado portando qualquer um dos objetos
especificados no subitem 7.15., incluindo os aparelhos eletrônicos citados, mesmo que desligados ou sem a fonte
de energia, será automaticamente eliminado do Processo de Seleção.

7.15.4. É vedado o ingresso de candidato na sala de prova portando arma de fogo ou objetos similares, mesmo que
possua o respectivo porte, exceto para os candidatos que, por força da atividade que exerçam e da legislação,
tenham autorização para tal. Neste caso, os candidatos deverão procurar a Comissão Organizadora do Processo de
Seleção, que instruirá o desmuniciamento da arma antes do início das provas.

7.15.5. Demais pertences pessoais serão deixados em local indicado pelos fiscais durante todo o período de
permanência dos candidatos no local da prova, não se responsabilizando o HMMG e a CONSESP por perdas,
extravios ou danos que eventualmente ocorrerem.

7.16. A CONSESP recomenda que o candidato leve apenas o documento original de identidade e caneta azul ou

Página 13 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

preta, para a realização das provas.

7.17. Serão fornecidos ao candidato o Caderno de Questões e a Folha de Respostas, sendo essa personalizada com
os dados do candidato, para aposição da assinatura no campo próprio e transcrição das respostas.

7.18. O candidato deverá conferir os seus dados pessoais impressos na Folha de Respostas, em especial seu nome,
data de nascimento, número do CPF e do documento de identidade.

7.19. Somente será permitida a transcrição das respostas na Folha de Respostas da Prova Objetiva com caneta
esferográfica de tinta azul ou preta, que será o único documento válido para a correção, vedada qualquer
colaboração ou participação de terceiros, respeitadas as condições solicitadas e concedidas.

7.20. O candidato não poderá amassar, molhar, dobrar, rasgar ou, de qualquer modo, danificar a Folha de
Respostas da Prova Objetiva, sob pena de arcar com os prejuízos da impossibilidade de sua correção, advindos de
seu descuido.

7.21. Em nenhuma hipótese haverá substituição da Folha de Respostas por erro do candidato, devendo este arcar
com os prejuízos advindos de marcações feitas incorretamente.

7.22. Não serão computadas questões não respondidas, que contenham mais de uma resposta, mesmo que uma
delas esteja correta, emendas ou rasuras, ainda que legíveis.

7.23. O candidato não deverá fazer nenhuma marca fora do campo reservado às respostas ou à assinatura, pois
qualquer marca poderá ser lida pelas leitoras óticas, prejudicando o seu desempenho.

7.24. O preenchimento da Folha de Respostas será de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder
em conformidade com as instruções específicas contidas neste Edital e na capa do Caderno de Questões.

7.25. As instruções que constam no Caderno de Questões da Prova e na Folha de Respostas, bem como as
orientações e instruções expedidas pela CONSESP durante a realização das provas, complementam este Edital e
deverão ser observadas e seguidas pelo candidato.

7.26. Após identificação para entrada e acomodação na sala, será permitido ao candidato ausentar-se
exclusivamente nos casos de alteração psicológica e/ou fisiológica temporária de necessidade extrema antes do
início da prova, desde que acompanhado de um Fiscal. O candidato que, por qualquer motivo, não retornar à sala
será automaticamente eliminado do Processo de Seleção.

7.27. Não haverá prorrogação do tempo de duração das provas, respeitando-se as condições previstas neste Edital.

7.28. Somente será permitido ao candidato retirar-se definitivamente da sala de prova após transcorrido o tempo
de 2 (duas) horas de seu início, mediante a entrega obrigatória da sua Folha de Respostas e do seu Caderno de
Questões devidamente preenchidos e assinados, ao fiscal de sala.

7.28.1. O candidato que, por qualquer motivo ou recusa, não permanecer em sala durante o período mínimo
estabelecido no subitem 7.28., terá o fato consignado em ata e será automaticamente eliminado do Processo de
Seleção.

7.29. Não será permitida, nos locais de realização das provas, a entrada e/ou permanência de pessoas não
autorizadas pela CONSESP, observado o previsto no item 6 deste Edital.

7.30. Ao terminarem as provas, os candidatos deverão retirar-se imediatamente do local, não sendo possível nem
mesmo a utilização dos banheiros.

Página 14 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

7.31. No dia da realização das provas, não serão fornecidas por qualquer membro da equipe de aplicação e/ou
pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo das provas e/ou critérios de
avaliação/classificação.

7.32. Os Gabaritos preliminares das Provas Objetivas serão divulgado no endereço eletrônico da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/), após as 17 horas, conforme data prevista no Cronograma – Anexo IV e
permanecerão no site pelo prazo de 2 (dois) dias.

7.33. Os Cadernos de Questões das Provas de Conhecimentos serão divulgados no endereço eletrônico da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/), na mesma data da divulgação dos gabaritos e apenas durante o prazo recursal.

7.34. O espelho da Folha de Respostas do candidato será divulgado no endereço eletrônico da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/), na mesma data da divulgação do resultado preliminar da Prova de
Conhecimentos, e apenas durante o prazo recursal.

7.35. Será eliminado o candidato que:

a) apresentar-se após o fechamento dos portões/portas ou fora dos locais pré-determinados;


b) não comparecer à prova, seja qual for o motivo alegado;
c) não apresentar o documento de identidade exigido no subitem 7.7.2. deste Edital, exceto o constante no item
7.7.3.1;
d) ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento do fiscal, ou antes, do tempo mínimo de permanência
estabelecido no subitem 7.28. deste Edital;
e) fizer uso de notas, anotações, livros, impressos, manuscritos, códigos, manuais ou qualquer outro material
literário ou visual, salvo se expressamente admitido no Edital;
f) for surpreendido usando boné, gorro, chapéu, óculos de sol, quaisquer equipamentos eletrônicos mesmo que
desligados como: calculadora, walkman, notebook, palmtop, ipod, tablet, agenda eletrônica, relógio, gravador ou
outros similares, ou instrumentos de comunicação interna ou externa, tais como telefone celular, bip, pager entre
outros, ou deles fizer uso;
g) lançar mão de meios ilícitos para executar as provas;
h) não devolver o Caderno de Questões e a Folha de Respostas conforme o subitem 7.28. deste Edital;
i) fizer anotação de informações relativas às suas respostas (copiar gabarito) fora dos meios permitidos;
j) ausentar-se da sala de provas, portando a Folha de Respostas e/ou Caderno de Questões;
k) deixar de atender às normas contidas no Caderno de Questões da Prova e na Folha de Respostas e demais
orientações/instruções expedidas pela CONSESP;
l) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos ou ilegais para obter aprovação própria ou de terceiros, em qualquer
fase do Processo de Seleção;
m) não permitir a coleta de sua assinatura;
n) recusar a se submeter ao sistema de identificação por digital e detecção de metal;
o) fotografar, filmar ou, de alguma forma, registrar e divulgar imagens e informações acerca do local da prova, do
caderno de questões e de seus participantes;
p) desrespeitar, ofender, agredir ou, de qualquer outra forma, tentar prejudicar outro candidato;
q) perturbar de qualquer modo a ordem dos trabalhos durante a preparação ou realização das provas;
r) tratar com falta de urbanidade examinadores, auxiliares, aplicadores ou autoridades presentes;
s) recusar-se a seguir as instruções dadas por membro da Comissão Organizadora e da Banca Examinadora, da
equipe de aplicação e apoio às provas ou qualquer outra autoridade presente no local do certame;
t) deixar de atender às normas contidas no Caderno de Questões da Prova e na Folha de Respostas e demais
orientações/instruções expedidas pela CONSESP.

Página 15 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

7.36. No caso de o candidato não conseguir visualizar o seu local de prova no endereço eletrônico da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/) ou do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br), dentro do período fixado, deverá entrar
em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato – SAC a CONSESP, pelo telefone (11) 4328-1314, de
segunda a sexta-feira úteis, das 9:00 às 17:00 horas (horário de Brasília), até o 3º (terceiro) dia que antecede a
aplicação das provas para as devidas orientações.

8. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E AVALIAÇÃO DAS PROVAS OBJETIVAS

8.1. As Provas Objetivas terão caráter eliminatório e classificatório sendo constituídas conforme o quadro a seguir:

QUANTIDADE
ESPECIALIDADE - ÁREAS DE RESIDÊNCIA Nº TOTAL DE
DISCIPLINAS DE
ATUAÇÃO CREDENCIADA QUESTÕES
QUESTÕES
ANESTESIOLOGIA
CIRURGIA GERAL (Programa 3
anos)
CLÍNICA MÉDICA SUS/Medicina Preventiva e Social 20
MEDICINA DE FAMÍLIA E
Cirurgia Geral 20
COMUNIDADE
NEUROCIRURGIA R1 Clínica Médica 20 100
OFTALMOLOGIA Obstetrícia e Ginecologia 20
ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA Pediatria 20
OTORRINOLARINGOLOGIA
PEDIATRIA
PSIQUIATRIA

ESPECIALIDADE - ÁREAS DE RESIDÊNCIA QUANTIDADE Nº TOTAL DE


DISCIPLINAS
ATUAÇÃO CREDENCIADA DE QUESTÕES QUESTÕES
CIRURGIA PLÁSTICA Cirurgia Geral
CIRURGIA VASCULAR
100 100
COLOPROCTOLOGIA (conteúdo disponível no anexo
R3 III do presente Edital)
UROLOGIA
NEONATOLOGIA Pediatria
PEDIATRIA - MEDICINA INTENSIVA (conteúdo disponível no anexo 100 100
PEDIÁTRICA III do presente Edital)

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS ✓ Conteúdo programático para as provas de residência médica de
acesso direto conforme definido nas Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação de Medicina. ✓
Conteúdo programático para as provas de residência médica que exigem pré-requisito conforme disposto nas
Matrizes de Competências Aprovadas pela Comissão Nacional de Residência Médica – CNRM.
8.2. Da Prova Objetiva de Múltipla Escolha:

Página 16 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

8.2.1. A Prova Objetiva de Múltipla Escolha será composta de 100 (cem) questões distribuídas pelos itens de
conhecimentos, conforme quadro do item 8.1, cada questão contendo 4 (quatro) alternativas, com letras de A a D,
com uma única resposta correta.
8.2.2. A Prova Objetiva de Múltipla Escolha de todos os candidatos será corrigida por meio de leitura ótica.

8.3. O candidato deverá conferir o seu número de inscrição e outros dados com o impresso na Folha de Respostas
personalizada e esta não poderá conter rasuras nem ser substituída.

8.4. A Prova Objetiva será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos.

8.5. Será considerado habilitado o candidato que obtiver pontuação maior ou igual a 40 (quarenta) pontos na prova
objetiva.

8.6. O resultado preliminar da prova objetiva será divulgado conforme data prevista no Cronograma – Anexo IV
nos endereços eletrônicos da CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br).

8.7. Os candidatos que obtiverem pontuação menor que 40 (quarenta) do total da prova objetiva e aqueles que
não comparecerem estarão automaticamente excluídos do Processo de Seleção.

9. DO PROCESSO DE CLASSIFICAÇÃO FINAL E DESEMPATE DOS CANDIDATOS

9.1. Será considerado aprovado nesse Processo de Seleção o candidato que obtiver a pontuação e a classificação
mínimas exigidas para aprovação, nos termos deste Edital.

9.2. De acordo com a Resolução CNRM nº. 02, de 27 de agosto de 2015, o candidato que anteriormente à data de
início deste Programa de Residência Médica tiver participado e cumprido integralmente o PROVAB a partir de 2012
ou ingressado nos programas de residência em Medicina de Família e Comunidade/Medicina Geral de Família e
Comunidade (PRMGFC) a partir de 2015, e concluído o programa, e ainda comprovar participação na Ação
Estratégica “O Brasil Conta Comigo”, nos termos da Portaria nº 492, de 23 de março de 2020 e demais
regulamentos, em via original ou cópia reprográfica simples receberá pontuação adicional na nota, considerando-se
os seguintes critérios:
a) 10% (dez por cento) nas notas acima descritas para programas de acesso direto para quem concluir 1 ano de
participação nas atividades do PROVAB;
b) 10% (dez por cento) nas notas do processo de seleção para quem concluir a programação prevista para os 2 anos
do PRMGFC, para acesso posterior a outras especialidades;
c) De acordo com a Portaria 492/ MS: Para os alunos do 5° e 6° ano de medicina (art. 7) que participaram da ação
estratégica Brasil conta comigo e receberam do MS certificado da participação no esforço de contenção da
epidemia do COVID 19 (artigo 9 da Portaria 492/MS), a participação na Ação Estratégica garantirá a pontuação
adicional de 10% (dez por cento) no processo de seleção pública para Programas de Residências em Saúde
promovidos pelo Ministério da Saúde (Art. 10). Caso na data de atribuição da pontuação, o estado de calamidade
pública federal esteja revogado a pontuação adicional da Ação Estratégica não será atribuída.

9.2.1. A utilização da pontuação adicional deverá ser requerida em até cinco anos da conclusão do PROVAB pelo
candidato ou até março de 2023, o que ocorrer primeiro. (Redação da Resolução CNRM nº 35/2018 de 09 de
janeiro de 2018, art. 9º, § 6º).

9.2.2. Para obter a pontuação descrita no item 9.2, com data limite para envio conforme prevista no Cronograma –
Anexo IV, o candidato DEVERÁ, EXCLUSIVAMENTE:

Página 17 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

a) caso já possua no ato da inscrição a documentação exigida digitalizada na extensão “PDF”, cujo tamanho máximo
deve ser de 10MB, em um único arquivo, o candidato DEVERÁ realizar o UPLOAD, anexando os documentos
exigidos e clicar no botão ENVIO DE ARQUIVOS, em seguida: ENVIAR TÍTULO, ESCOLHER ARQUIVO (ANEXAR) e
digitar no NOME/DESCRIÇÃO: PROVAB / PRMGFC e/ou Brasil Conta Comigo, clicar em ENVIAR, sob pena de não
aceitação do documento;

b) se no momento da inscrição o candidato NÃO anexar os documentos exigidos para validação na condição de
pessoa com deficiência, DEVERÁ até 02 dias subsequentes após o pagamento do boleto bancário (BOLETO), por
meio de UPLOAD, na extensão “PDF”, cujo tamanho máximo deve ser de 10MB, EM UM ÚNICO ARQUIVO, acessar
a página inicial do site www.consesp.com.br, localizar a área ENVIO DE ARQUIVOS, digitar seu CPF e senha de
acesso (criada no momento da inscrição), clicar em consultar, em seguida clicar em ENVIAR TÍTULO, ESCOLHER
ARQUIVO (ANEXAR) e digitar no NOME/DESCRIÇÃO: PROVAB / PRMGFC e/ou Brasil Conta Comigo, clicar em
ENVIAR, sob pena de não aceitação do documento.

9.2.2.1. O candidato que não encaminhar o Certificado de Conclusão ou a declaração de previsão de conclusão ou o
certificado da participação a CONSESP, nos termos do item 9.2., conforme data prevista no Cronograma – Anexo
IV, não terá direito à pontuação pleiteada.

9.2.2.2. Após o período de envio, exclusivo, por meio de “UPLOAD”, não serão aceitos acréscimos de bonificações,
substituições e/ou complementações de quaisquer documentos entregues, sob qualquer hipótese e/ou forma
(envio por e-mail; entrega pessoal no órgão realizador, entrega no dia da prova, etc.).

9.2.2.3. Não haverá segunda chamada para o envio das bonificações, enviadas exclusivamente, por meio de
“UPLOAD” qualquer que seja o motivo de impedimento do candidato de não os enviar no período e forma
estabelecido no presente Edital.

9.2.3. Considera-se como tendo usufruído da pontuação adicional de 10% o candidato que tiver iniciado programa
de residência médica para o qual foi selecionado, utilizando tal pontuação, não podendo ser utilizada a pontuação
adicional mais que uma vez.

9.2.4. Perderá a pontuação adicional do Processo Seletivo o candidato advindo do PROVAB que tiver solicitado a
utilização da pontuação adicional, não tiver o nome publicado na lista atualizada periodicamente no sítio eletrônico
do Ministério da Educação e deixar de comprovar de acordo com item 9.2.2. Caso haja prova da utilização prévia da
pontuação com início em programa de residência médica anterior, a pontuação adicional será excluída, ainda que o
candidato já esteja matriculado, de modo que a depender da reclassificação, o candidato poderá ter sua matrícula
cancelada.

9.2.5. É vedada a cumulação de pontos adicionais, ainda que o candidato atenda a mais de um requisito exigido
para requerê-la. Não haverá somatório de percentual, portanto o candidato que tiver participado de mais de um
programa terá no máximo 10% de acréscimo nas notas.

9.2.6. Na data prevista para a divulgação da Convocação para a Prova Objetiva, será divulgado no site
www.consesp.com.br um informativo com a relação dos candidatos que solicitaram a pontuação adicional pelo
PROVAB/PRMGFC nos termos do item 9.2.2.

9.2.7. O presente certame terá a Pontuação Final equivalente a 100 (cem) pontos, que corresponde a pontuação
obtida na Prova Objetiva 100 pontos.

9.2.8. A lista dos candidatos deferidos que solicitaram a pontuação adicional pelo PROVAB/ Medicina de Família e
Comunidade/Medicina Geral de Família e Comunidade (PRMGFC) e Ação Estratégica “O Brasil Conta Comigo” será

Página 18 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

publicado no site www.consesp.com.br/mariogatti/ ou www.hmmg.sp.gov.br, conforme data prevista no


Cronograma – Anexo IV.

9.2.9. A pontuação adicional de que trata o item acima não poderá elevar a nota final do candidato para além da
nota máxima prevista neste Edital.

9.2.10. O candidato só obterá a bonificação de 10% se considerado habilitado na prova objetiva, nos termos do
item 8.5 do Edital de Abertura.

9.3. O resultado final do Processo de Seleção será divulgado na Internet nos endereços eletrônicos da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br), conforme data prevista no Cronograma
– Anexo IV.
9.4. O resultado não será divulgado por telefone, fax, telex, carta ou telegrama, em hipótese alguma.
9.5. Havendo empate na totalização final dos pontos, terá preferência o candidato com idade igual ou superior a 60
(sessenta) anos, conforme estabelece o parágrafo único do art. 27 da Lei Federal nº. 10.741/2003 (Estatuto do
Idoso).

9.6. Persistindo o empate, serão aplicados os seguintes critérios:


9.6.1. O desempate beneficiará o candidato que, na ordem a seguir, tenha obtido, sucessivamente, em cada
especialidade:
a) maior pontuação na disciplina de SUS/medicina preventiva e social (QUESTÕES DE 01 A 20) (quando for o caso);
b) maior idade (serão verificados data, mês e hora de nascimento, sujeito à comprovação);
c) número de filhos menores de 18 anos (sujeito à comprovação).
9.6.2. Nos casos em que o empate persistir mesmo depois de aplicados todos os critérios de desempate previstos
no subitem 9.6.1., a Rede Mário Gatti realizará Sorteio Público, a ser acompanhado pela Comissão do Concurso, em
data, local e horário a serem divulgados oportunamente no site da CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/).

9.6.3. Qualquer informação inexata prestada no ato da solicitação de inscrição, principalmente com relação à data
de nascimento e número de filhos menores de 18 (dezoito) anos, o candidato poderá ser excluído a qualquer
tempo neste Processo Seletivo.

9.7. A homologação deste Processo de Seleção, bem como a relação das inscrições dos candidatos aprovados por
ordem de classificação serão publicadas nos endereços eletrônicos da CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/)
e do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br).

10. DOS RECURSOS

10.1. Caberá interposição de recursos, devidamente fundamentados, a CONSESP, no prazo de 2 (dois) dias,
conforme datas previstas no Cronograma – Anexo IV, contados do primeiro dia subsequente à data de publicação
das decisões objeto do recurso, assim entendidos:
a) ao indeferimento do pedido de isenção do valor de inscrição;
b) indeferimento da inscrição;
c) solicitação da pontuação adicional pelo PROVAB/PRMGFC e Ação Estratégica “O Brasil Conta Comigo”;
d) às questões das provas objetivas e gabaritos preliminares;
e) ao resultado e classificação preliminar do Processo de Seleção.

Página 19 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

10.2. É de exclusiva responsabilidade do candidato o acompanhamento da publicação das decisões objeto dos
recursos no endereço eletrônico da CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/), sob pena de perda do prazo
recursal.

10.3. Para recorrer o candidato deverá:


- acessar o site www.consesp.com.br/mariogatti/
- em seguida clicar em RESIDÊNCIAS, RECURSOS, SOLICITAR e preencher os campos solicitados

10.4. Os recursos deverão ser individuais e devidamente fundamentados. Especificamente para o caso do subitem
“a”, estes deverão estar acompanhados de citação da bibliografia.

10.5. Os recursos interpostos que não se refiram especificamente aos eventos aprazados, ou interpostos fora do
prazo estabelecido neste Edital não serão apreciados.

10.6. Admitir-se-á um único recurso por candidato, para cada evento referido no subitem 10.1 deste Edital.

10.7. Admitir-se-á um único recurso por questão para cada candidato, relativamente ao gabarito preliminar
divulgado, não sendo aceitos recursos coletivos.

10.8. Na hipótese de alteração do gabarito preliminar por força de provimento de algum recurso, as Provas
Objetivas serão recorrigidas de acordo com o novo gabarito.

10.9. Se da análise do recurso resultar anulação de questão (ões) ou alteração de gabarito das Provas Objetivas, o
resultado destas será recalculado de acordo com o novo gabarito.

10.10. No caso de anulação de questão (ões) das Provas Objetivas, a pontuação correspondente será atribuída a
todos os candidatos, inclusive aos que não tenham interposto recurso.

10.11. Caso haja procedência de recurso interposto dentro das especificações, poderá ocorrer, eventualmente,
alteração da classificação inicial obtida pelo candidato para uma classificação superior ou inferior, ou, ainda,
desclassificação do candidato que não obtiver nota mínima exigida para a aprovação.

10.12. Recurso interposto em desacordo com este Edital não será considerado.

10.13. O prazo para interposição de recurso é preclusivo e comum a todos os candidatos.

10.14. Os recursos serão recebidos sem efeito suspensivo, exceto no caso de ocasionar prejuízos irreparáveis ao
candidato.

10.15. Não serão aceitos recursos via fax, via correio eletrônico ou, ainda, fora do prazo.

10.16. Os recursos serão analisados e somente serão divulgadas as respostas dos recursos por meio de link próprio
disponível no endereço eletrônico www.consesp.com.br/mariogatti/. A disponibilização da resposta aos recursos
interpostos será feita por meio de consulta individual no site pelo prazo de 10 dias consecutivos.

10.17. A Banca Examinadora da CONSESP, empresa responsável pela organização do certame, constitui última
instância administrativa para recursos, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos ou
revisões adicionais.

11. DAS MATRÍCULAS

11.1. Quantitativo das vagas por Instituição:

Página 20 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

VAGAS PARA HOSPITAL MUNICIPAL DR. MÁRIO GATTI


NÚMERO DE
ESPECIALIDADES - ÁREA DE ATUAÇÃO VAGAS
OFERECIDAS 2022
CIRURGIA GERAL (Programa 3 anos)
Parecer 801/2013 - Processo 2011-1371
6*
Aprovado em 10/10/2013
Situação atual do Programa: Recredenciado
CIRURGIA PLÁSTICA
Parecer 805/2013 - Processo 2011-1552
01
Aprovado em 10/10/2013
Situação atual do Programa: Recredenciado
CIRURGIA VASCULAR
Parecer 26/96 TA n° 03 - Processo 11627/96-34
02
Aprovado em 02/10/2003
Situação atual do Programa: Credenciado
CLÍNICA MÉDICA
Parecer 804/2013 - Processo 2011-1540
08
Aprovado em 10/10/2013
Situação atual do Programa: Recredenciado
COLOPROCTOLOGIA
Parecer 802/2013 - Processo 2011-1373
01
Aprovado em 10/10/2013
Situação atual do Programa: Recredenciado
MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE
Parecer 834/2013 - Processo 2013-5
04*
Aprovado em 10/10/2013
Situação atual do Programa: Recredenciado
NEUROCIRURGIA
Parecer 855/2012 - Processo 2011-1363
02
Aprovado em 08/11/2012
Situação atual do Programa: Recredenciado
ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA
Parecer 248/2012 - Processo 2011-1156
06
Aprovado em 26/04/2012
Situação atual do Programa: Credenciado
PEDIATRIA
Parecer 852/2013 Processo 2011-2259
08
Aprovado em 10/10/2013
Situação atual do Programa: Recredenciado
PEDIATRIA - MEDICINA INTENSIVA PEDIÁTRICA
Parecer 923/2013 - Processo 2013-1562
02
Aprovado em 10/10/2013
Situação atual do Programa: Credenciado
UROLOGIA
Parecer 800/2013 - Processo 2011-1362
02
Aprovado em 10/10/2013
Situação atual do Programa: Recredenciado
ANESTESIOLOGIA
Parecer 2072/2014 - Processo 2014-593
02
Aprovado em 23/10/2014
Situação atual do Programa: Credenciamento provisório
* Vaga reservada para Serviço Militar, conforme item 11.11

Página 21 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

COMPLEXO HOSPITALAR PREFEITO EDIVALDO ORSI (COMPLEXO HOSPITALAR OURO VERDE)

NÚMERO DE
ESPECIALIDADES - ÁREA DE ATUAÇÃO VAGAS
OFERECIDAS 2022
ANESTESIOLOGIA
Parecer Siscnrm N° 936/2013 - Processo N° 2013-1980 02
Aprovado Em: 10/10/2013
CIRURGIA GERAL (Programa 03 anos)
Parecer Siscnrm N° 293/2013 - Processo N° 2012-1387 05
Aprovado em: 07/02/2013
CLÍNICA MÉDICA
Parecer Siscnrm N° 294/2013 - Processo N° 2012-1418 12
Aprovado Em: 07/02/2013 - Favorável ao Credenciamento 5 Anos
MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE
Parecer Siscnrm N° 933/2013 - Processo N° 2013-1850 16
Aprovado Em: 10/10/2013 - Favorável ao Credenciamento 5 Anos
OFTALMOLOGIA
Parecer Siscnrm N° 296/2013 - Processo N° 2012-1389 03
Aprovado em: 07/02/2013
OTORRINOLARINGOLOGIA
Parecer Siscnrm N° 297/2013 - Processo N° 2012-1383 02
Aprovado Em: 07/02/2013
PEDIATRIA
PARECER SISCNRM N° 908/2013 - PROCESSO N° 2013-1266 06
APROVADO EM: 10/10/2013 - Favorável ao credenciamento 5 anos
PSIQUIATRIA
Parecer Siscnrm N° 836/2013 - Processo N° 2013-746 04*
Aprovado em: 10/10/2013 - Protocolo: 2014-950
ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA
Parecer Siscnrm N° 150/2015 – Processo N° 2014-1000 04
Aprovado em: 27 de novembro de 2014.
UROLOGIA
Parecer Siscnrm N° 109/2015 – Processo N° 2014-961 01
Aprovado em: 27 de novembro de 2014.
* Vaga reservada para Serviço Militar, conforme item 11.11

MATERNIDADE DE CAMPINAS
NÚMERO DE
ESPECIALIDADES - ÁREA DE ATUAÇÃO VAGAS
OFERECIDAS 2022
ANESTESIOLOGIA
Programa Credenciamento pela CNRM/MEC Parecer n° 73 de 1982 de
27/07/1982 06
Renovado Credenciamento - Parecer no 871/2015 de 30 de Julho de
2015
NEONATOLOGIA
Parecer Siscnrm Nº: 480/2017 Processo Nº: 2016-15 03
Aprovado em: 22 de Fevereiro de 2017 23 de Janeiro de 2014

Página 22 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

11.2. Os candidatos classificados que efetivarem sua opção dentro do número de vagas existentes, conforme
Quadro I – Das Vagas (item 1.9) e Quantitativo das vagas por instituição (item 11.1), deverão efetuar as matrículas,
em datas, horários e locais informados no Edital da Convocação para a Matrícula e/ou Escolha de vaga, que será
publicado, conforme datas previstas no Cronograma – Anexo IV, munidos da documentação exigida no item 11.7 e
11.8 (quando for o caso).

11.2.1. Na ocasião da publicação Edital da Convocação para a Matrícula e/ou Escolha de vaga poderão ser
convocados os candidatos classificados até o número de 3 vezes a quantidade de vagas disponíveis para cada
especialidade, conforme Quadro I – Das Vagas (item 1.9), em data, local e hora a ser definido para a matrícula e/ou
escolha de vagas.

11.2.1.1 A lista com o resultado final do Processo de Seleção, sujeita à apresentação de recursos, de acordo com a
especialidade, em ordem de classificação, contendo o número de inscrição, nome do candidato e notas obtidas,
será divulgada no site do Processo de Seleção www.consesp.com.br/mariogatti/

11.3. Será permitida a realização de matrícula de candidato aprovado por procurador oficialmente constituído,
desde que atenda a todos os requisitos determinados neste Edital.

11.4. Neste ato os candidatos presentes das áreas de atuação/Especialidades com única opção de instituição/
Programa, conforme quadro do item 11.1, deverão proceder à escolha de vagas. Após a escolha de vagas será feita
a matrícula para os candidatos classificados até o número de vagas disponíveis por programa, abrindo-se lista de
espera no caso do número de interessados superar o número de vagas.

11.5. Para as áreas de especialidades médicas que possuam programas de residência junto a mais de uma
instituição participante do processo de seleção, os candidatos classificados serão chamados para escolha de vagas
da Instituição escolhida, conforme quadro 11.1 em conformidade com a ordem de classificação no concurso. No
caso de a sessão de escolha de vagas ser realizada de forma virtual, caberá ao candidato estar em local apropriado,
com equipamento conferido (celular, tablet, laptop, desktop ou outro meio) com acesso seguro a internet e rede
elétrica estável, além dos outros itens constantes no Anexo V. Neste ato o candidato deverá optar por uma única
instituição dentre as opções da Especialidade/área de atuação. A opção pela instituição será única e definitiva. O
candidato que obtiver colocação referente ao número de vagas oferecidas pela especialidade da instituição
escolhida, será feita a matrícula. Os candidatos em colocação superior ao de número de vagas serão inscritos em
lista de espera para vagas futuras da especialidade da instituição escolhida.

11.6. A ausência nesta convocação para a Matrícula e/ou Escolha de vaga implicará na eliminação do processo de
seleção. O não comparecimento nos dias e horários estabelecidos para matrícula implicará na desclassificação
automática do candidato.

11.6.1. Em caso de desistência de algum candidato convocado ou médico residente já matriculado, caso exista lista
de espera para a vaga, automaticamente assumirá o candidato classificado em primeiro lugar na lista de espera,
nos termos do item 11.2.1. Não havendo lista de espera para a vaga referida, serão convocados os candidatos
aprovados no certame seguindo a ordem de classificação, pelos endereços eletrônicos da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br), nos termos dos itens 11.2, 11.2.1., 11.4.,
11.5. e 11.6. deste Edital.

11.6.2. O candidato inscrito em lista de espera poderá desistir da pretensão da vaga a qualquer tempo,
manifestando a intenção de desistência por escrito, formalizando este ato por meio de declaração devidamente
preenchida e assinada, devendo escanear e enviar para o email da COREME Mário Gatti no endereço eletrônico:
corememg@gmail.com juntamente com documento oficial com foto digitalizado. No caso de na data de 10 a 25
março de 2022 ainda sobrarem vagas em alguma especialidade, a COREME poderá convocar os candidatos da lista
de espera das especialidades com vagas em aberto para demonstrarem interesse em continuar na lista de

Página 23 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

candidatos. A sessão será realizada de forma virtual. Caberá ao candidato estar em local apropriado, com
equipamento conferido (celular, tablet, laptop, desktop ou outro meio) com acesso seguro a internet e rede
elétrica estável, além dos outros itens constantes no Anexo V. A ausência nesta convocação implicará na eliminação
do candidato.

11.6.3. Conforme Resolução CNRM 1/2017 Art.5º Somente poderá matricular-se em outro Programa de Residência
para o qual tenha sido também aprovado o candidato que formalizar a desistência do PRM em que fora
originalmente matriculado, até o dia 15 de março.

11.7. No ato da matrícula os aprovados deverão apresentar:


a) documento comprobatório do pré-requisito, quando necessário;
b) 2 (duas) fotos 3X4;
c) 1 (uma) cópia da cédula de identidade;
d) 1 (uma) cópia do diploma ou declaração de conclusão na área médica;
e) 1 (uma) cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF;
f) 1 (uma) cópia da cédula do CRM-SP ou o respectivo protocolo, quando for o caso;
g) número de inscrição do PIS, NIT ou INSS;
h) procuração simples com firma reconhecida e documento de identidade do procurador, quando for o caso;
i) certidão de nascimento para fins de comprovação de desempate (quando for o caso);
j) certidão de nascimento de filhos menores de 18 anos (quando for o caso);
k) cartão de vacinação atualizado e comprovação de vacinação para Coronavírus, Tétano, Sarampo, Difteria e
Hepatite B.

11.7.1 Após a matrícula o candidato deverá providenciar a abertura de conta corrente no Banco do Brasil, em nome
do candidato, que NÃO PODERÁ SER CONTA CONJUNTA NEM CONTA POUPANÇA (uma cópia de qualquer
documento emitido pelo banco contendo nome e número da conta: folha de cheque, cartão, extrato, etc.);

11.7.2. Quando de sua admissão, o candidato deverá comprovar, através da apresentação da documentação hábil,
que possui os requisitos e habilitações exigidas neste Edital. A não comprovação, ou ainda, a apresentação de
documentos que não comprovem o preenchimento dos requisitos e habilitação exigidos, implicará na sua
desclassificação, de forma irrecorrível, sendo considerada nula a sua inscrição e todos os atos subsequentes
praticados em seu favor.

11.8. O candidato brasileiro com curso no exterior deverá apresentar diploma revalidado por Universidade Pública,
na forma da lei e, se estrangeiro, além do diploma revalidado, também deverá apresentar visto permanente e
Certificado de Proficiência da Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe- Bras), comprovada por instituição oficial,
em nível intermediário, de acordo com a ACP nº 0019089-95.2015.403.6100 da 22ª Vara Federal de São Paulo e
registro no CRM.

11.8.1. Caso o candidato estrangeiro seja nascido em um dos países-membros ou associados do MERCOSUL, que
tenham assinado e ratificado o Acordo de Livre Residência com o Brasil, ficam desobrigados da apresentação do
visto permanente, necessitando da apresentação do diploma revalidado, na forma da lei e Certificado de
Proficiência da Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe- Bras), comprovada por instituição oficial, em nível
intermediário, de acordo com a ACP nº 0019089-95.2015.403.6100 da 22ª Vara Federal de São Paulo e registro no
CRM.

11.8.2. Caso o candidato venha a ser aprovado, sua matrícula estará condicionada à apresentação de todos os
documentos exigidos nos itens 11.7, 11.8 e 11.8.1, quando for o caso.

Página 24 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

11.9. No ato da matrícula, o candidato deverá agendar exame médico admissional, que deverá ser realizado na UST
(Unidade de Saúde do Trabalhador) do HMMG ou das demais instituições que participam do processo de seleção,
ficando o candidato responsável em apresentar o laudo final elaborado na UST, na COREME.

11.10. Na hipótese de restarem vagas nas diferentes especialidades, conforme data prevista no Cronograma –
Anexo IV, a COREME do HMMG fará novas convocações diárias, pelos endereços eletrônicos da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br), para o preenchimento destas, seguindo a
ordem de classificação dos candidatos inscritos na lista de espera do programa da instituição, até o prazo máximo
estabelecido pela CNRM.

11.10.1. O candidato assim convocado, que não se apresentar no prazo de 01 (um) dia útil para efetuar a matrícula,
será considerado desistente e, portanto, desclassificado.

11.10.2. Os candidatos das listas de excedentes que realizarem a matrícula após o dia 28/02/2022 iniciarão suas
atividades no dia imediatamente posterior ao dia da matrícula.

11.10.3. Os candidatos serão admitidos à Residência Médica na ordem rigorosa de classificação, até o número de
vagas autorizadas pela Comissão Nacional de Residência Médica - CNRM/ MEC que correspondem às bolsas
oferecidas.

11.10.4. Em caso de desistência de algum candidato ou médico residente já matriculado será convocado
imediatamente pela COREME do HMMG, o próximo candidato inscritos na lista de espera da instituição e do
programa escolhido, respeitada a ordem de classificação, pelos endereços eletrônicos da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br), para o preenchimento da vaga, e o
candidato assim convocado terá 1(um) dia útil para efetuar a matrícula. A convocação de novos candidatos poderá
ser feita até o prazo máximo estabelecido pela CNRM.

11.11 O Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, o Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar
Ouro Verde) e a Maternidade de Campinas respeitarão a Resolução CNRM n° 11/2004 de 15.09.2004, referente ao
serviço militar. Existem vagas reservadas para o Serviço Militar para o ano de 2022 nas especialidades, a saber: 01
(uma) vaga para Cirurgia Geral programa de 3 anos para o Hospital Municipal Dr. Mário Gatti 01 (uma) vaga para
Psiquiatria para o Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro Verde) e 01 (uma) vaga
para Medicina Família e Comunidade para o Hospital Municipal Dr. Mário Gatti. Como o número de vagas por
especialidade é limitado, havendo em alguma especialidade, trancamento de matrículas do presente Processo de
Seleção, em Razão do Serviço Militar, as vagas em 2023 somente estarão garantidas até o limite máximo de vagas
ofertadas na especialidade consideradas as vagas reservadas para o Serviço Militar no ano de 2022.

11.12. Todo médico convocado para servir as Forças Armadas, matriculado no primeiro ano de Programa de
Residência Médica credenciado pela Comissão Nacional de Residência Médica - CNRM, poderá requerer a reserva
da vaga em apenas 1 (um) Programa de Residência Médica em todo o território nacional, pelo período de 1 (um)
ano. O pedido de trancamento deverá ser feito por escrito e sua aceitação pela instituição ofertante do Programa
de Residência Médica será obrigatória.
11.12.1. A concessão a qual se refere o caput deste item será estendida aos médicos residentes, tanto homens
quanto mulheres, que se alistem voluntariamente ao Serviço Militar, desde que seu alistamento tenha sido
efetuado anteriormente à matrícula no Programa de Residência Médica no qual se classificou.
11.12.2. O número de vagas trancadas para esse fim não poderá exceder o número de vagas credenciadas para o
Programa de Residência Médica.

11.12.3. Em cada Processo de Seleção realizado, o limite de vagas trancadas para esse fim é igual ao número de
vagas credenciadas e de bolsas ofertadas.

Página 25 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

11.12.4. Ao candidato classificado em mais de um Programa de Residência Médica será garantido o trancamento de
vaga somente em 1 (um) programa no qual tenha se matriculado, sendo considerado desistente dos demais.
11.13. O requerimento de que trata o artigo 1º, da Resolução CNRM nº. 11, de 15 de setembro de 2004, deverá ser
formalizado na Comissão de Residência Médica - COREME da instituição onde o médico está matriculado, em até
30 (trinta) dias consecutivos após o início da Residência Médica.
11.13.1. A COREME deverá informar à CNRM, por escrito, no prazo de 30 (trinta) dias após o encerramento das
matrículas, o nome, o Cadastro de Pessoa Física - CPF, o Programa de Residência Médica, a data da matrícula e o
local de incorporação do(s) médico(s) residente(s) matriculado(s) e com trancamento de vaga para prestação do
Serviço Militar.
11.14. O trancamento de matrícula para prestação do Serviço Militar implicará a suspensão automática do
pagamento da bolsa do médico residente até o seu retorno ao programa.
11.15. A vaga aberta em decorrência do trancamento previsto nesta Resolução será preenchida sempre que houver
candidato aprovado além do limite de vagas previstas em Edital, no mesmo Processo de Seleção e para o mesmo
Programa.
11.16. O preenchimento dessa vaga deverá observar, rigorosamente, a classificação obtida no Processo de Seleção.
11.17. Nenhum programa de Residência Médica poderá ampliar o número de vagas para reingresso de médico
residente que tiver solicitado trancamento de matrícula para fins de Serviço Militar.
11.17.1. A vaga para reingresso no ano seguinte deverá ser subtraída do total de vagas credenciadas e ofertadas,
devendo tal dedução ser devidamente especificada no Edital de seleção.

11.17.2. O reingresso do médico residente com matrícula trancada em decorrência de prestação de Serviço Militar
se dará mediante requerimento à COREME, até o dia 30 de julho do ano em que presta Serviço Militar, ou seja, do
ano anterior ao ano de reintegração ao Programa de Residência Médica.

11.17.3. Os candidatos aprovados e impossibilitados de cumprir o programa devido ao Serviço Militar deverão
realizar a matrícula no prazo determinado neste Edital, devendo comunicar o fato à COREME, apresentando os
documentos comprobatórios da convocação no dia destinado à matrícula para que sua vaga seja reservada para o
ano seguinte, e em 2022, revalidar sua matrícula junto à COREME, na data estipulada no calendário do Processo de
Seleção para ingresso em 2023, no site do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br). Não haverá prorrogação do
trancamento por período superior a um ano.

12. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

12.1. As provas serão destruídas, decorridos três meses de sua aplicação.

12.2. Somente serão convocados candidatos para o preenchimento de vagas ocorridas pela desistência de outros
até prazo máximo conforme determinação da Comissão Nacional de Residência Médica/MEC.

12.3. Conforme Resolução CNRM 1/2017 Art. 5º somente poderá matricular-se em outro Programa de Residência
para o qual tenha sido também aprovado o candidato que formalizar a desistência do PRM em que fora
originalmente matriculado, até o dia 15 de março.

12.4. . Quando de sua admissão, o candidato deverá comprovar, através da apresentação da documentação hábil,
que possui os requisitos e habilitações exigidas neste Edital. A não comprovação, ou ainda, a apresentação de
documentos que não comprovem o preenchimento dos requisitos e habilitação exigidos, implicará na sua

Página 26 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

desclassificação, de forma irrecorrível, sendo considerada nula a sua inscrição e todos os atos subsequentes
praticados em seu favor.

12.5. A residência será assumida às 8 horas conforme data prevista no Cronograma – Anexo IV, ou nova data
determinada pela CNRM, em local a ser informado no ato da matrícula quando será feita a apresentação do Serviço
e das rotinas.

12.6. As desistências das vagas de residência médica deverão ser solicitadas pelo candidato por documento feito de
próprio punho, assinado e entregue na secretaria da COREME ou enviado por e-mail (corememg@gmail.com)
anexando o documento assinado e digitalizado, juntamente, com o documento de identificação. Ao proceder desta
forma o candidato será eliminado da lista de espera.

12.6.1. O residente matriculado que desistir do programa deverá manifestar-se por escrito, conforme subitem 12.6,
quando então será convocado o candidato subsequente.

12.7. O residente matriculado no programa que abandonar as atividades da residência médica por mais de 48h sem
justificativa válida ou sem aprovação da COREME será considerado desistente e chamado o próximo candidato da
lista, pela COREME do HMMG, pelos endereços eletrônicos da CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/) e do
HMMG (www.hmmg.sp.gov.br), para o preenchimento da vaga, e o candidato assim convocado terá 1 (um) dia útil
para efetuar a matrícula. A convocação de novos candidatos poderá ser feita até o prazo máximo estabelecido pela
CNRM.

12.8. Todas as informações referentes às inscrições deferidas e indeferidas, gabarito, resultado final, recursos e
chamadas de candidatos para matrícula serão disponibilizadas nos endereços eletrônicos da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br), sendo responsabilidade exclusiva do
candidato, acessá-las e acompanhar todas as publicações do Processo de Seleção.

12.9. O Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, o Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar
Ouro Verde) são autarquias Públicas Municipais, e a Maternidade de Campinas como Sociedade Civil Beneficente –
Instituição de Utilidade Pública, são prestadoras de serviços gratuitos de saúdes através do Sistema Único de
Saúde. Todos os seus programas de residência médica atendem aos princípios e diretrizes do SUS, sendo
obrigatório, para o cumprimento integral do programa, o estágio dos residentes junto às Unidades Básicas de
Saúde e demais equipamentos do SUS Municipal. Os programas de Residência da rede Mário Gatti poderão ter
atividades em ambas unidades da rede com intercâmbio entre os campos de estágio, além das UPAs e SAMU.

12.10. Incorporar-se-ão a este Edital, para todos os efeitos, quaisquer Editais complementares que vierem a ser
publicados pela Comissão Nacional de Residência Médica e afins, contendo alterações.

12.11. Os casos omissos neste Edital serão resolvidos pela Comissão de Residência em Saúde (CORESA), ouvidas a
Comissão de Residência Médica (COREME), ambas do HMMG, e pela CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/),
quando for o caso.

12.12. Todas as publicações oficiais referentes ao Processo de Seleção de que trata este Edital serão providenciadas
pelo HMMG e disponibilizadas nos endereços eletrônicos da CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/) e do
HMMG (www.hmmg.sp.gov.br).

12.13. O resultado final e a Homologação deste Processo de Seleção será publicado nos endereços eletrônicos da
CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG (www.hmmg.sp.gov.br) onde constarão as inscrições e
notas finais dos candidatos aprovados, assim como a classificação por eles obtida.

12.14. Após a homologação, as informações referentes ao Processo de Seleção estarão disponíveis no endereço
eletrônico da rede Mário Gatti (www.hmmg.sp.gov.br) e no endereço eletrônico da CONSESP
(www.consesp.com.br/mariogatti/).

Página 27 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

12.15. Os prazos estabelecidos neste Edital são preclusivos, contínuos e comuns a todos os candidatos, não
havendo justificativa para o não cumprimento e para a apresentação de documentos após as datas estabelecidas.

12.16. É de responsabilidade do candidato, após a homologação e durante o prazo de validade desse Processo de
Seleção, manter atualizado seu endereço junto ao HMMG.

12.17. Não serão fornecidos exemplares de provas relativas aos Processos de Seleção, anteriores.

12.18. A rede Mário Gatti e a CONSESP não se responsabilizam por quaisquer cursos, textos, apostilas e outros
materiais impressos ou digitais referentes às matérias deste Processo de Seleção, ou por quaisquer informações
que estejam em desacordo com o disposto neste Edital.

12.19. Qualquer informação relativa ao Processo de Seleção poderá ser obtida no Serviço de Atendimento ao
Candidato – SAC a CONSESP, pelo telefone (11) 4328-1314, de segunda a sexta-feira úteis, das 9 às 17 horas (horário
de Brasília).

12.20. Todos os atos administrativos do Processo Seletivo (Editais do Processo de Seleção, Convocações para as
Provas, Gabaritos, Classificação Final dos aprovados, Retificações, Informativos e homologação) serão divulgados
no site www.consesp.com.br/mariogatti/, ficando disponível até a homologação do presente Processo Seletivo.

12.21. O candidato é exclusivamente responsável pelo acompanhamento das divulgações referentes ao Processo
Seletivo, não havendo responsabilidade do Hospital Municipal “Dr. Mário Gatti”, Complexo Hospitalar Prefeito
Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro Verde) e Hospital Maternidade de Campinas quanto às informações
divulgadas por outros meios que não seja o Diário Oficial do Município e os sites www.consesp.com.br/mariogatti/
e www.hmmg.sp.gov.br/

12.22. Este edital terá seu Extrato publicado no Diário Oficial do Município e estará disponível, na íntegra, nos sites
www.hmmg.sp.gov.br/ e www.consesp.com.br/mariogatti/

12.23. A Comissão de Processo Seletivo do Hospital Municipal “Dr. Mário Gatti”, Complexo Hospitalar Prefeito
Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro Verde) e Hospital Maternidade de Campinas, quando for o caso, decidirá
sobre o adiamento de qualquer das etapas do Processo Seletivo.

12.24. Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos enquanto não
consumada a providência ou o evento que lhes disser respeito, circunstância que será comunicada em ato
complementar ao Edital no endereço da CONSESP (www.consesp.com.br/mariogatti/) e do HMMG
(www.hmmg.sp.gov.br).

12.25. O HMMG e a CONSESP não se responsabilizam pelas despesas com viagens e estadia dos candidatos para
participar do Processo de Seleção.

12.26. O HMMG e a CONSESP não se responsabilizam por quaisquer cursos, textos e apostilas referentes a este
exame.

12.27. O HMMG e a CONSESP não se responsabilizam por eventuais prejuízos ao candidato decorrentes de:
a) endereço eletrônico incorreto e/ou desatualizado;
b) endereço residencial desatualizado;
c) endereço residencial de difícil acesso;
d) correspondência devolvida pela Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) por razões diversas;
e) correspondência recebida por terceiros.

Página 28 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

12.28. As ocorrências não previstas neste Edital, os casos omissos e os casos duvidosos serão resolvidos pela
Comissão do Processo de Seleção do HMMG e a CONSESP, no que a cada um couber.

12.29. As Residências Médicas do Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, do Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi
(Complexo Hospitalar Ouro Verde) e da Maternidade de Campinas são regidas de acordo com as normas da
Comissão Nacional de Residência Médica e do Regimento Interno das Instituições participantes, cujos dispositivos o
candidato matriculado deve comprometer-se a acatar e a cumprir.

12.30. Aos médicos residentes matriculados é assegurada bolsa de estudos, de acordo com o valor mínimo
estipulado pela Lei Federal nº 11.381 de 01/12/2006 e modificações legislativas posteriores.

12.31. No ato da matrícula, os Médicos Residentes assinarão o Termo de Compromisso, no qual declararão plena
ciência do teor do Regimento Interno dos programas de Residência Médica.

12.32. A inscrição, aprovação e matrícula de acordo com o presente Edital, são restritas à participação do candidato
no Processo de SELEÇÃO DE ADMISSÃO AO 1° ANO DE RESIDÊNCIAS MÉDICAS integradas dos Hospitais Municipais
“DR. MÁRIO GATTI”, Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro Verde) e Maternidade
de Campinas – 2022, portanto, não geram, ao término do período da Residência Médica, a expectativa e tampouco
o direito à contratação no quadro de funcionários dos hospitais.

12.33. O candidato, ao realizar sua inscrição, manifesta ciência quanto à possibilidade de divulgação de seus dados
em listagens e resultados no decorrer do certame, tais como aqueles relativos ao nome, data de nascimento, notas
e desempenho nas provas, entre outros, tendo em vista que essas informações são essenciais para o fiel
cumprimento da publicidade dos atos atinentes ao Processo Seletivo, bem como o direito de imagem, para a
divulgação do certame de forma institucional e comercial.

13. DOS PROCEDIMENTOS PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS – INSTRUÇÕES CONTRA O COVID-19

13.1. Na chegada ao local de provas o candidato deve comparecer ao local de aplicação de provas usando máscara
e também portando máscaras reservas, de modo a realizar a troca a cada duas horas.

13.2. Para acesso ao local de aplicação, o candidato será submetido à verificação da temperatura corporal. Caso a
temperatura aferida for superior a 37,5º, uma segunda aferição será realizada. Se a temperatura acima de 37,5º for
confirmada, o candidato poderá ser encaminhado para realizar as provas em sala especial juntamente com outros
candidatos que estiverem nas mesmas condições.

13.3. O distanciamento mínimo exigido na legislação deve ser mantido nos corredores, sala de espera e sala de
prova.

13.4. Todos os procedimentos definidos deverão ser executados para evitar o contato indevido entre candidatos e
equipe de aplicação.

13.5. O candidato deve seguir todas as orientações de segurança definidas pela equipe de aplicação de provas
referente a entrada e circulação no ambiente de provas.

13.6. Candidatos que possuam cabelos longos deverão mantê-los presos durante todo o período de provas e
enquanto estiverem no local de provas.

13.7. As máscaras e luvas são de uso individual. Esses equipamentos não devem ser compartilhados com equipe de
aplicação ou com candidatos sem a devida higienização.

Página 29 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

13.8. Antes de manusear qualquer material administrativo e de aplicação, o candidato terá de higienizar e secar as
mãos.

13.9. Serão disponibilizados pela Consesp frascos de álcool em gel ou líquido em todas as salas de aplicações e nos
locais de circulação. Também serão disponibilizados sabão líquido e papel toalha nos banheiros.

13.10. No ambiente de aplicação de provas, o candidato deverá:

13.10.1. Permanecer o tempo todo de máscara;

13.10.2. Manter o distanciamento mínimo na fila para acesso à sala de espera; e

13.10.3. Atender todas às orientações da equipe de aplicação das provas.

13.11. Serão permitidos:

13.11.1. O uso de máscaras descartáveis, de tecido ou qualquer outro material, desde que não tenha partes de
metal;

13.11.2. Comparecer ao local usando protetor facial transparente (estilo viseira), além das máscaras,
vestimentas descartáveis, luvas descartáveis desde que sejam transparentes ou como coloração leitosa, óculos de
proteção transparentes e toalhas de papel para higienização das mãos;

13.11.3. Levar o seu próprio recipiente transparente contendo álcool em gel; e

13.11.4. Armazenar as máscaras usadas em saco plástico transparente.

13.12. Não será permitido:

13.12.1. Usar luvas que não são transparentes; e

13.12.2. Descumprir ou violar as recomendações de seguranças dos órgãos de saúde.

13.13. A identificação do candidato será feita dentro da sala de prova. O procedimento será realizado pela equipe
da Consesp sem contato físico e sem o manuseio dos documentos ou de qualquer objeto dos candidatos.

13.14. Poderá ser solicitado ao candidato que abaixe a máscara para visualização do seu rosto.

13.15. No momento da assinatura da lista de frequência será disponibilizado um kit de álcool em gel para a
desinfecção das mãos antes e após a assinatura.

13.16. O candidato que sair da sala deverá permanecer de máscara e deverá executar todos os procedimentos de
higienização de mãos e etiqueta respiratória.

13.17. A cada duas horas será permitido ao candidato a troca de máscaras.

13.18. É recomendado que cada candidato leve água para o seu próprio consumo em embalagem transparente,
para evitar o uso de bebedouros.

13.19. No fim da aplicação, os candidatos terão de seguir as normas da equipe de aplicação e segurança para evitar
aglomeração no local; e manter o distanciamento mínimo.

Página 30 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

REGISTRE-SE. PUBLIQUE-SE E CUMPRA-SE.

Campinas/SP, 10 de novembro de 2021.

Comissão de Residência Médica

Página 31 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

ANEXO I – REQUERIMENTO DE CONDIÇÕES ESPECIAIS PARA REALIZAÇÃO DA PROVA

I – Modelo de requerimento de condições especiais, conforme solicitado no subitem 2.4, alínea “b” deste Edital.

PROCESSO DE SELEÇÃO DE ADMISSÃO AO 1° ANO DE RESIDÊNCIA MÉDICA integradas dos Hospitais


Municipais “DR. MÁRIO GATTI”, Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro
Verde) e Maternidade de Campinas – 2022

REQUERIMENTO DE PROVA ESPECIAL OU CONDIÇÃO ESPECIAL

Eu,__________________________________________________________________________________,
inscrição nº ____________________________, e CPF. Nº_________________________________,venho
requerer para o Processo de Seleção 01/2020:
( ) – Prova em Braile/Fiscal Ledor
( ) – Prova Ampliada
( ) – Prova com Ledor
( ) – Prova com Interprete de Libras
( ) – Outros:___________________________________________________________________________

Em______/_______/_____. _____________________________________
Assinatura do candidato (a)

Obs.: O laudo médico e a solicitação de prova especial ou condição especial (se for o caso) deverão ser
postados conforme data prevista no Cronograma – Anexo IV.

Página 32 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

ANEXO II
REQUERIMENTO PARA ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO

Eu, ____________________________________________________________________________________

portador(a) da Cédula de Identidade nº _____________________________________________________________

inscrito no CPF nº ____________________________________________________________________, venho

requerer a isenção do pagamento do valor da taxa de inscrição para o Programa de Residência Médica – 2022,

Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, o Complexo Hospitalar Prefeito Edivaldo Orsi (Complexo Hospitalar Ouro Verde)

e a Maternidade de Campinas, nos termos da Resolução CNRM nº 07, de 20 de outubro de 2010, anexando à

documentação que comprova as condições da Resolução, sob as penas da Lei, que essa é verdadeira e idônea.

Nestes termos, pede deferimento.

Campinas/SP, ____ de ____________________ de 20___.

_____________________________________________________________________
Assinatura do candidato

Página 33 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

ANEXO III

PROGRAMA DA PROVA TEÓRICA PARA RESIDÊNCIA ESPECIALIDADES CIRÚRGICAS - R3


CIRURGIA GERAL - CIRURGIA DO TRAUMA (ÁREA DE ATUAÇÃO)
CIRURGIA PLÁSTICA
CIRURGIA VASCULAR
COLOPROCTOLOGIA
UROLOGIA

Primeira parte:
1. Bases da Biologia Molecular;
2. Resposta Endócrina-Metabólica ao Trauma;
3. Equilíbrio Hidro-Eletrolítico e Ácido-Base;
4. Nutrição em Cirurgia;
5. Cicatrização e Cuidados com a Ferida Cirúrgica;
6. Infecções e Antibioticoterapia em Cirurgia;
7. Cuidados Pré e Pós-Operatórios;
8. Choque - Falência de Múltiplos Órgãos;
9. Terapia Intensiva em Cirurgia;
10. Hemostasia - Terapia Transfusional;
11. Fatores de Risco no Paciente Cirúrgico;
12. Princípios Gerais de Cancerologia Cirúrgica;

Segunda parte:
1. Atendimento Inicial ao Politraumatizado;
2. Trauma Cardíaco;
3. Trauma Cervical;
4. Trauma Torácico;
5. Trauma Abdominal;
6. Trauma Pelve-Perineal;
7. Trauma Vascular;
8. Trauma Renal e Ureteral;
9. Queimaduras.

Terceira parte:
1. Cirurgia da Tireóide e Paratireóide;
2. Bases da Cirurgia Plástica;
3. Cirurgia da Mama;
4. Bases da Cirurgia Torácica;
5. Cirurgia das Hérnias;
6. Abdome Agudo Não Traumático;
7. Hemorragia Digestiva;
8. Hipertensão Porta;
9. Cirurgia do Esôfago;
10. Cirurgia do Fígado e Vias Biliares;
11. Cirurgia do Estômago;
12. Cirurgia do Intestino Delgado;
13. Cirurgia do Cólon, Reto e Ânus;
14. Cirurgia do Pâncreas;
15. Cirurgia do Baço;
16. Bases da Cirurgia Vascular;
17. Cirurgia Ambulatorial;

Página 34 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

18. Bases da Cirurgia Urológica;


19. Bases da Cirurgia Pediátrica;
20. Princípios de Cirurgia Vídeo-Laparoscópica;
21. Bases da Cirurgia da Obesidade Mórbida;

PROGRAMA DA PROVA TEÓRICA PARA RESIDÊNCIA R3 UTI - PEDIÁTRICA E NEONATOLOGIA


NEONATOLOGIA
PEDIATRIA - MEDICINA INTENSIVA PEDIÁTRICA

1. Aspectos Gerais da Assistência à Criança: constituição individual e a criança normal, etiologia geral da
morbidade e da mortalidade na criança, técnica de consulta em pediatria, crescimento e desenvolvimento do
pré-termo ao adolescente, avaliação do crescimento e desenvolvimento físico;
2. Pediatria Preventiva: higiene, imunização, aconselhamento genético, intoxicações e envenenamentos;
3. Pediatria Neonatal: Neonatologia Geral: o feto e o recém-nascido, infecções no recém- nascido;
4. Patologia Pediátrica Geral: do sistema nervoso e psicopatologia, da constituição e do crescimento, da
nutrição e do metabolismo, das glândulas endócrinas, do aparelho urinário, do aparelho digestivo,
do fígado, vias biliares e pâncreas, do coração e aparelho circulatório, do aparelho respiratório, do sangue, SRE e
órgãos hematopoiéticos, do colágeno, da imunidade e alergia;
5. Tumores na infância;
6. Acidentes na infância e sua prevenção;
7. Desnutrição e alimentação na infância;
8. Desidratação e reidratação;
9. Noções de Especialidade Afins: ginecologia juvenil, oftalmologia infantil, ortopedia infantil,
otorrinolaringologia, dermatologia e noções básicas de terapia intensiva pediátrica e neonatal;
10. Reanimação em sala de parto;
11. Reanimação cardiorrespiratória em crianças maiores;
12. Problemas ortopédicos comuns na infância;
13. Artrite reumatoide juvenil;
14. Desidratação e distúrbios eletrolíticos comuns na criança;
15. Distúrbios metabólicos no período neonatal;
16. Conduta frente à primeira crise convulsiva em neonatologia e pediatria;
17. Meningites;
18. Aleitamento materno;
19. Manejo do recém-nascido ictérico;
20. Hepatites virais;
21. Controle de acidentes e injúrias físicas na infância e adolescência - conceitos básicos e aspectos preventivos
gerais;
22. Choque;
23. Insuficiência respiratória aguda na criança;
24. Avaliação nutricional;
25. Crescimento físico da criança normal;
26. Avaliação do desenvolvimento neuropsicomotor;
27. Sepse neonatal;
28. Choque séptico e síndrome da resposta inflamatória sistêmica;
29. Antimicrobianos;
30. Asma;
31. Pneumonias;
32. Síndrome nefrítica e nefrótica;
33. Infecção urinária na infância;
34. Insuficiência renal aguda e crônica;
35. Anemia e problemas hematológicos comuns na infância;
36. Anticoncepção na adolescência;

Página 35 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

37. Cardiopatias congênitas;


38. Diarréia aguda e crônica na infância;
39. Dermatoses freqüentes na infância;
40. Otites e deficiência auditiva;
41. Sinusites;
42. Desnutrição na infância;
43. Acidose metabólica.

PROGRAMA DA PROVA TEÓRICA PARA CIRURGIA GERAL


1. Abordagem Clínica do Paciente Cirúrgico: cuidados do pré e pós-operatório, nutrição em cirurgia, equilíbrio
hidro salino e acidobásico, choque, resposta endócrina e metabólica ao trauma, infecções em cirurgia,
cicatrização;
2. Princípios de Cirurgia: fundamentos de síntese cirúrgica, assepsia e antissepsia;
3. Trauma: traumatorácico, trauma abdominal, fraturas, entorses e luxações, traumatismo cranioencefálico,
trauma ocular, trauma raquimedular, trauma vascular, trauma pelviperineal, trauma facial, trauma cervical;
4. Queimaduras;
5. Patologias Cirúrgicas: olhos, ouvidos, nariz e garganta, pescoço, tireoide e paratireoide, pulmão, mediastino,
fígado, baço, pâncreas, esôfago, estômago, duodeno, vesícula e árvore biliar, intestino delgado, cólon, reto e
ânus;
6. Hérnias da parede intestinal;
7. Hemorragia digestiva;
8. Obstrução intestinal;
9. Abdome agudo cirúrgico.

PROGRAMA DA PROVA TEÓRICA PARA CLÍNICA MÉDICA

1. Doenças cardiovasculares: abordagem do paciente cardiológico, insuficiência cardíaca, arritmias, hipertensão


arterial, hipertensão pulmonar, cor pulmonale, cardiopatia congênita em adultos, síndromes coronarianas
agudas;
2. Doenças do miocárdio, doença pericárdica, valvulopatia cardíaca, e doenças vasculares periféricas;
3. Doenças respiratórias: abordagem do paciente com doença respiratória, bronquite crônica e enfisema,
bronquiectasias, doenças pulmonares intersticiais, doenças pulmonares ocupacionais, lesões pulmonares físicas,
químicas e por aspiração, sarcoidose, pneumonias, abscesso pulmonar, embolia pulmonar, neoplasias
pulmonares, doenças do diafragma, da parede torácica, da pleura e do mediastino e insuficiência respiratória;
4. Doenças endócrinas: hormônios natriuréticos, distúrbios da hipófise, distúrbios da tireóide, distúrbios das
suprarrenais, diabete melito, hipoglicemia e distúrbios das células das ilhotas pancreáticas, distúrbios
poliglandulares e distúrbios dos ovários e testículos;
5. Doenças gastrintestinais: diagnóstico por imagem em gastroenterologia, hemorragias digestivas altas e
baixas, endoscopia digestiva, doenças do esôfago, doenças gástricas, úlcera péptica, distúrbios gastrintestinais
funcionais, distúrbio da motilidade gastrintestinal, síndromes diarréicas, síndromes de malabsorção, doenças
intestinais inflamatórias, distúrbios vasculares dointestino, doenças do reto e do ânus, pancreatites, doenças do
peritônio, neoplasias do esôfago, estômago, intestinos, pâncreas, fígado, vesícula biliar e ductos biliares,
hepatites, doenças infecciosas do fígado, distúrbios hereditários, infiltrativos e metabólicos envolvendo o
fígado, hepatopatia alcoólica e cirrose, insuficiência hepática e encefalopatia, doenças da vesícula biliar e dos
ductos biliares;
6. Doenças hematológicas: anemias, hemoglobinopatias, leucopenias e leucocitoses, doenças
mieloproliferativas, síndrome mielodisplásica, distúrbios plasmocitários, leucemias, linfomas, distúrbios
hemorrágicos e distúrbios trombóticos;
7. Doenças renais e geniturinárias: líquidos e eletrólitos, insuficência renal aguda e crônica, tratamento da

Página 36 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

insuficiência renal irreversível, doenças glomerulares, doenças tubulointersticiais e nefropatias tóxicas,


distúrbios tubulares renais específicos, nefropatia diabética, distúrbios vasculares do rim, nefropatias crônicas
hereditárias, doenças císticas do rim, uropatia obstrutiva, nefrolitíase e tumores renais;
8. Doenças neurológicas: abordagem do paciente neurológico, o exame neurológico, distúrbios extrapiramidais,
doenças degenerativas do sistema nervoso, doenças vasculares cerebrais, doenças desmielinizantes, epilepsias,
tumores cerebrais e da coluna vertebral, hipertensão intracraniana, distúrbios nutricionais do sistema nervoso,
doenças do sistema nervoso periférico e doenças dos músculos;
9. Doenças infecciosas e parasitárias: patogenia da febre, terapia antibacteriana, infecções nosocomiais,
infecções estreptocócicas, infecções estafilocócicas, meningites, osteomielite, coqueluche, difteria, doenças
causadas pelos clostrídios, doenças anaeróbicas, infecções entéricas, doenças causadas por microbactérias,
doenças sexualmente transmitidas, leptospirose, riquetsioses, zoonoses, doenças virais, doenças exantemáticas
e caxumba, doenças do grupo dos herpes vírus, micoses sistêmicas, HIV e a síndrome da imunodeficiência
adquirida, protozoonoses, helmintíases, esquistossomose, infestações pelos nematódios e filariose;
10. Doenças musculoesqueléticas e do tecido conjuntivo: artritereumatóide, espondiloartropatias, artrite
infecciosa, lupus eritematoso sistêmico, esclerodermia, síndrome de sjögren, síndromes vasculíticas, grupo da
poliarterite nodosa, granuloma tose de degenera, poli mialgia reumática e arterite das células gigantes,
miopatias inflamatórias idiopáticas, doenças amiloides, doença de Behçet, gota e metabolismo do ácido úrico,
artropatias por deposições de cristais, policondrite recidivante, osteoartrite, ombro doloroso, manifestações
articulares nas doenças sistêmicas e o uso dos anti-inflamatórios não hormonais, corticosteroides e
imunossupressores em reumatologia;
11. Doenças nutricionais e metabólicas: distúrbios do metabolismo dos carboidratos, distúrbios
do metabolismo dos lipídios, distúrbios do metabolismo ósseo e mineral, desnutrição proteico-calórica,
obesidade, distúrbios alimentares, nutrição enteral, nutrição parenteral e consequências das alterações dos
micronutrientes (hipovitaminoses);
12. Doenças alérgicas: complemento, doenças por imunodeficiência primária, urticária e angioedema, rinite
alérgica, asma, anafilaxia, alergias a picadas de insetos, doenças dos imunocomplexos, alergia medicamentosa,
mastocitose e doenças do timo;
13. Envelhecimento e geriatria: biologia do envelhecimento, aspectos neuropsiquiátricos do envelhecimento,
delirium e outros problemas da função mental no paciente idoso e problemas especiais do idoso (fármacos e
riscos, problemas intestinais e vesicais, quedas e fraturas, distúrbios do equilíbrio hidroeletrolítico e escaras de
decúbito);
14. Urgências clínicas: abordagem do paciente em uma unidade de terapia intensiva, monitoração respiratória
no tratamento crítico, insuficiência respiratória, abordagem clínica do paciente politraumatizado, choques,
comas, intoxicações agudas e envenenamentos por picadas de animais peçonhentos, distúrbios do equilíbrio
hidroeletrolítico.

PROGRAMA DA PROVA TEÓRICA PARA GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

1. Ginecologia: embriologia, anatomia e fisiologia do aparelho genital feminino, anamnese em ginecologia e


obstetrícia, enfermidade da vulva e vagina, enfermidade do colo uterino, câncer do colo uterino: prevenção,
diagnóstico e tratamento, rupturas perineais e prolapso genital, tumores do ovário e do útero, patologia da
mama, esterilidade e infertilidade, amenorreia e distúrbios menstruais, ginecologia do climatério, ginecologia
psicossomática, doença inflamatória pélvica, endometriose, doenças sexualmente transmissíveis;
2. Obstetrícia - Gravidez: diagnóstico, fecundação, nidação, evolução, abortamento e prenhez ectópica,
prenhez gemelar, complicações da gravidez, aids e gestações, pré-natal de gestações normais e de alto risco,
isoimunização, profilaxia de isoimunização, trabalho de parto: diagnóstico e assistência à parturiente, parto
normal e toco cirurgias, semiologias do líquido amniótico;
3. Cardiotocografia basal e intraparto, medicina fetal, puerpério normal e patológico, planejamento familiar,
aspectos médico-legais em obstetrícia.

Página 37 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

PROGRAMA DA PROVA TEÓRICA PARA PEDIATRIA

1. Aspectos Gerais da Assistência à Criança: constituição individual e a criança normal, etiologia geral da
morbidade e da mortalidade na criança, técnica de consulta em pediatria, crescimento e desenvolvimento do
pré-termo ao adolescente, avaliação do crescimento e desenvolvimento físico;
2. Pediatria Preventiva: higiene, imunização, aconselhamento genético, intoxicações e envenenamentos;
3. Pediatria Neonatal: Neonatologia Geral: o feto e o recém-nascido, infecções no recém- nascido;
4. Patologia Pediátrica Geral: do sistema nervoso e psicopatologia, da constituição e do crescimento, da
nutrição e do metabolismo, das glândulas endócrinas, do aparelho urinário, do aparelho digestivo, do fígado, vias
biliares e pâncreas, do coração e aparelho circulatório, do aparelho respiratório, do sangue, SRE e órgãos
hematopoiéticos, do colágeno, da imunidade e alergia;
5. Tumores na infância;
6. Acidentes na infância e sua prevenção;
7. Desnutrição e alimentação na infância;
8. Desidratação e reidratação;
9. Noções de especialidade afins: ginecologia juvenil, oftalmologia infantil, ortopedia infantil,
otorrinolaringologia, dermatologia e noções básicas de terapia intensiva pediátrica e neonatal.

PROGRAMA DA PROVA TEÓRICA PARA SUS/MEDICINA PREVENTIVA E SOCIAL

1. SUS - princípios e diretrizes;


2. Noções sobre políticas de saúde no Brasil;
3. Programa de saúde da família;
4. Ética profissional, responsabilidade e trabalho em equipe;
5. Educação em saúde: conceitos básicos;
6. Preenchimento da declaração de óbito;
7. Doenças de notificação compulsórias;
8. Atendimento às vítimas de violência e suas famílias;
9. Pacto pela saúde;
10. Gestão colegiada;
11. Trabalho em equipe;
12. Promoção de saúde e trabalho intersetorial;
13. Identificação de situações de risco individual/familiar/coletivo;
14. Código de ética médica;
15. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, Seção II - Da Saúde;
16. Epidemiologia: vigilância epidemiológica, estudos epidemiológicos, determinação social da doença,
indicadores sociais na análise de saúde da população, imunização em saúde pública e saúde comunitária;
17. Administração e educação em saúde pública: hierarquização dos serviços de saúde, planejamento,
organização e administração de serviços de saúde, política e estrutura administrativa de saúde pública e reforma
sanitária no Brasil, planejamento e execução de programas de educação comunitária em saúde e campanhas de
prevenção, formação e utilização de recursos humanos em saúde pública;
18. Saúde ocupacional e ambiental: acidente de trabalho, doenças ocupacionais, doenças por agentes
ergonômicos e programas de reabilitação, doenças ambientais.

Página 38 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

ANEXO IV
CRONOGRAMA

EVENTOS DATA

Divulgação no sítio eletrônico www.consesp.com.br, do Edital/Manual 10/11/2021


25/11/2021 a
Período de Inscrição
26/12/2021
Período para Solicitação de Isenção da Taxa de Inscrição 29/11 a 1º/12/2021
Divulgação no sítio eletrônico www.consesp.com.br das Inscrições Deferidas e
10/12/2021
Indeferidas em relação à Solicitação de Isenção
Interposição de Recursos das Inscrições Deferidas e Indeferidas em relação à
11 e 12/12/2021
Solicitação da Isenção das Inscrições
Divulgação no sítio eletrônico www.consesp.com.br do resultado dos recursos das
17/12/2021
Inscrições Deferidas e Indeferidas em relação à Solicitação da Isenção das Inscrições
Último dia para pagamento da Taxa de Inscrição 27/12/2021

Último dia para envio dos documentos comprobatórios das condições especiais 29/12/2021

Último dia para envio dos comprovantes PROVAB / PRMGFC e Ação Estratégica 29/12/2021
Divulgação no sítio eletrônico www.consesp.com.br das Inscrições Homologadas e 05/01/2022
Convocação para as Provas (Apos às 17h)
A lista com a relação dos candidatos que solicitaram a pontuação adicional pelo 05/01/2022
PROVAB e Medicina da Família e Comunidade (Apos às 17h)
Interposição de Recursos da Homologação das Inscrições 06 e 07/01/2022
Divulgação no sítio eletrônico www.consesp.com.br do resultado dos recursos da
08/01/2022
Homologação das Inscrições
Disponibilização no sítio eletrônico www.consesp.com.br o Cartão de Convocação
08/01/2022
Essa comunicação não tem caráter oficial, e sim, apenas informativo
Aplicação das Provas Objetivas (1ª FASE 09/01/2022
Divulgação no sítio eletrônico www.consesp.com.br dos gabaritos preliminares e da
10/01/2022
Prova Objetiva
Interposição de Recursos sobre os gabaritos preliminares 11 e 12/01/2022

Divulgação das Respostas dos Recursos dos gabaritos preliminares 20/01/2022

Divulgação no sítio eletrônico www.consesp.com.br do Resultado Preliminar das 21/01/2022


provas objetivas (Após as 17h)

Interposição de Recursos do Resultado Preliminar 22 e 23/01/2022

Página 39 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

Divulgação das Respostas dos Recursos do Resultado Preliminar 27/01/2022


28/01/2022
Divulgação do Resultado Final no sítio eletrônico www.consesp.com.br
(Após as 17h)
Convocação Matrícula dos Residentes (1ª Chamada) 03/02/2022

Convocação Matrícula dos Residentes (2ª Chamada) 04/02/2022


Primeiro dia útil de
Início dos Programas
Março de 2022
Caso haja necessidade de mais chamadas para que as vagas sejam preenchidas, a rede de urgência,
emergência e hospitalar Dr. Mario Gatti estará realizando as chamadas via site www.consesp.com.br para
preenchimento dessas vagas, seguindo ordem de classificação final divulgada. O candidato terá no máximo 1
dia útil para responder a convocação e caso não efetue a matrícula neste prazo, o próximo será convocado.
Acompanhar as publicações posteriores é inteiramente responsabilidade dos candidatos.

O cronograma acima pré-estabelecido poderá sofrer alterações e/ou modificações pela Comissão do
Processo de Seleção, sendo que a CONSESP manterá, em seu site www.consesp.com.br, cronograma
atualizado e as publicações estão previstas após as 17 horas.

Página 40 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

ANEXO V
EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ESCOLHA DE VAGAS

Apresentação e Justificativa

Considerando a situação epidemiológica mundial e brasileira, com a declaração de situação de PANDEMIA


pela Organização Mundial de Saúde - OMS em 11 de março de 2020;
Diante do contexto exposto e da situação de pandemia apresentamos o formato virtual de convocação dos
candidatos aprovados no processo seletivo de residência para escolha de vagas nos programas de residência
relacionados.

Plataforma

Será utilizada a plataforma Google Meet® ( https://meet.google.com/ ) para realização da reunião de


escolha de vagas.

Regras

Para participar dessa reunião o candidato deverá estar em local apropriado, com equipamento conferido
(celular, tablet, laptop, desktop ou outro meio) com acesso seguro a internet e rede elétrica estável.
Deverá possuir microfone e webcam para poder ser devidamente identificado mediante apresentação de
documento com foto ao mediador.
No caso de indicação de procurador, o candidato deverá ser substituído por procurador oficialmente
constituído, com apresentação da procuração à câmera quando solicitado.
Deverá solicitar acesso à sala de reunião 15 (quinze) minutos antes do horário de início estipulado, não
sendo admitidos candidatos que solicitem acesso após o horário de início marcado. Os candidatos que não se
apresentarem no horário estipulado serão considerados faltosos e eliminados do certame.
Durante o acesso deverá ter em mãos documento de identificação com foto, que será exigido durante o processo
de escolha de vaga.
Candidatos que estejam participando da reunião e venham a perder a conexão poderão retornar dentro de
dez minutos no máximo, sendo considerados eliminados se não retornarem nesse tempo.
Os candidatos deverão permanecer com suas câmeras “abertas” e microfones “fechados” somente
habilitando o microfone conforme solicitados pelo mediador.
A reunião poderá ter qualquer de seus trechos gravados a fim de criar arquivos dos assuntos tratados. Ao
final o chat do encontro será arquivado no formato de ata com o aceite dos candidatos às tratativas realizadas.

Página 41 de 42
Rede Municipal Dr. Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar
Lei Complementar nº. 191/2018 CNPJ 47.018.676/0001-76
Av. Pref. Faria Lima, nº. 340 – Campinas/SP – CEP 13.036-902

A escolha das vagas se dará por ordem de classificação conforme lista de aprovados divulgada. Após
escolhida a instituição o candidato não poderá mais mudar a opção, tornando esta opção definitiva.
A rede Mário Gatti não se responsabiliza por eventuais problemas de conexão à internet ou da rede
elétrica, não havendo possibilidade de adiamento ou cancelamento das reuniões.

Convocação Residência Médica

Página 42 de 42

Você também pode gostar