Você está na página 1de 26

Ser empreendedor é ter uma certa atração por

desafios, principalmente em um mercado tão


competitivo, complexo e inovador como o da
construção.

Confira cinco dicas importantes que vão dizer


como fazer a sua construtora crescer e alcançar
o sucesso dessa jornada.

2
ÍNDICE

01 02
A IMPORTÂNCIA DO DEFININDO
INTRODUÇÃO
PLANEJAMENTO PROCESSOS

03 04 05
PLANO DE AS TECNOLOGIAS PRIORIZANDO
MARKETING CERTAS INVESTIMENTOS NO
NEGÓCIO

CONCLUSÃO SOBRE O REFERÊNCIAS


SIENGE
INTRODUÇÃO
A construção civil pode ser a principal força da retomada econômica pelo
seu potencial de geração de empregos e renda, é o que afirma o Presidente
do SindusCon-SP, José Romeu Ferraz Neto. Em artigo publicado na
página da organização, o presidente aponta que, para que será precisa a
participação de médias e pequenas empresas.

Comprovando a tendência de melhora do setor, que vem sendo observada


desde o início de 2016, a última sondagem feita pela Confederação
Nacional da Indústria (CNI) mostrou que a desaceleração perdeu fôlego e e
a melhora foi mais intensa nas PMEs, o que sugere que as construtoras de
menor porte estão no caminho certo!

Por isso, este é um excelente momento para revisar seu planejamento e


revisitar processos internos, com foco em produtividade, para fazer com
que sua construtora cresça com a melhoria do cenário.

Neste e-book você terá dicas valiosas de planejamento, organização de


processos, ações de marketing e tecnologias que geram diferencial. Além
dos investimentos mais relevantes dentro desse novo cenário que começa a
surgir no horizonte.

Aproveite a leitura!

4
1. A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO

É
É certo falar que não há uma única receita de sucesso para a sua
empresa, mas é importante saber que empreendedores que estão
preparados para estruturar e modificar seus processos internos
de forma inovadora e organizada tendem a chegar mais rápido aos
resultados. Para isso, é de extrema importância incluir no planejamento
da sua construtora processos claros e dinâmicos que abranjam marketing,
recursos tecnológicos e investimento.

De acordo com artigo publicado pelo Sebrae, pode-se dizer que um bom
planejamento pretende responder a três questões principais:

Onde estamos;
Para onde queremos ir;
Como chegar lá.
E para isso, deve-se incluir alguns pontos durante a elaboração:
Análise Swot;
Indicadores de desempenho;
Plano de ação.

Todo empreendedor sabe que tempo é dinheiro, então para facilitar, confira
o kit de planejamento que auxilia a identificar os pontos que mais precisam
de melhorias na sua construtora e algumas orientações para otimizar a sua
jornada em busca de estruturar sua empresa para o sucesso.
5
1.1 Análise SWOT

A análise Swot – do Inglês, strenghts, weaknesses, opportunities e threats


– é uma das ferramentas que funciona como uma aliada de grande valor
na realização de balanços criteriosos da atuação da sua construtora. Essa
análise é utilizada para fazer avaliações dos cenários interno e externo de
uma organização. Como sugere o próprio título, a ferramenta é formada por
quatro aspectos: forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

Essas áreas são separadas entre análise interna (forças e fraquezas) e


análise externa (oportunidades e ameaças). Assim, a Swot se torna um
exercício completo de análise de ambiente que deve ser aplicado em
qualquer processo de planejamento estratégico.

O exercício de criar a sua matriz Swot consiste em levantar o maior número


possível de itens para cada área. Para isso, uma tabela pode ser criada
analisando cada área da sua empresa a fim de que você faça essa análise.
Para isso, sugerimos o exemplo abaixo:

6
1.2 Indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho, ou KPIs (Key Performance Indicators), são


métricas que quantificam a performance da empresa, de acordo com os
objetivos traçados. Eles ajudam a avaliar a saúde do negócio, permitindo
comparar os resultados alcançados frente a metas estabelecidas.

No caso das construtoras, os indicadores podem ser utilizados para a


gestão da empresa e também do canteiro de obras, com a criação de KPIs
de qualidade, produtividade, orçamento, gestão de resíduos e segurança.

O portal Administradores listou as características que um bom indicador de


desempenho deve ter. Confira:.

Relevante e de alto impacto: o indicador deve ter relevância


direta para o negócio;

Compreensível e simples: o entendimento do indicador deve


ser simples, para que todos os colaboradores sejam capazes de
compreendê-lo e entender sua importância;

Equilibrado: o KPI deve buscar o equilíbrio para atender as


necessidades de curto e longo prazo;

Temporal: sua medição deve possibilitar o acompanhamento


e a ação corretiva, sendo assim, é interessante que seja
medido em espaço de tempo delimitado, como diariamente ou
mensalmente, de com a aplicabilidade.

7
Conheça outros indicadores para incluir no planejamento
da sua construtora:

Indicador de taxa de sucesso em vendas


Esse indicador auxilia os empreendedores a entenderem qual é o índice
de vitórias em cada negociação realizada pela empresa. Pode ser medido
estabelecendo a relação entre a quantidade de imóveis vendidos e a
quantidade total de oportunidades que foram abertas em determinado
período.

Indicador de rotatividade de funcionários


Avaliar esse índice ajuda a entender as questões internas da construtora.
Altas taxas de rotatividade de funcionários podem sinalizar problemas
de liderança, de clima organizacional e de valorização dos colaboradores.
Quando a empresa enfrenta problemas internos, possivelmente eles irão
refletir no atendimento ao cliente e até na qualidade dos empreendimentos.

Índice de acidente de trabalho


Um dos indicadores mais importantes na construção civil, diz respeito
à segurança dos colaboradores. Acidentes de trabalho, além do
impacto negativo na saúde do trabalho, também podem comprometer
negativamente a imagem de uma empresa, causando prejuízos na confiança
de funcionários, investidores e futuros clientes.

8
Índice de desperdício
O controle adequado dos materiais é de grande importância para evitar
desperdícios e impacta diretamente nos custos de qualquer obra.
Monitorar o índice de desperdício é crucial não só para o andamento dos
projetos, mas também para agregar valor e responsabilidade social à sua
construtora.

Índice de satisfação dos clientes


Por mais que uma obra atenda aos requisitos, às especificações, ao escopo e
demais restrições acordadas, é fundamental ouvir o cliente para ter certeza
de que suas necessidades foram atendidas. Vale registrar críticas, elogios
ou qualquer comentário a respeito da obra que sua construtora entregou.
Uma ideia simples e efetiva é adotar um formulário de satisfação com
o objetivo de tomar conhecimento sobre as expectativas em relação ao
projeto e entrega do imóvel.

1.3 Plano de ação

Fazendo a análise Swot e definindo os indicadores de desempenho que


precisam ser acompanhados, chega o momento da elaboração de planos de
ação para organizar as atividades que devem ser realizadas. Um bom pla-
no de ação deve focar em um objetivo a ser alcançado em determinado tem-
po. As ações estarão voltadas por exemplo, à melhoria dos pontos fracos
identificados, aproveitamento das oportunidades encontradas, mitigação
dos riscos mapeados, entre outros.

9
Por exemplo: foi detectado como ponto fraco o desperdício no canteiro de
obras, que está prejudicando a rentabilidade da empresa. Assim, foi esta-
belecida a meta de redução do desperdício em 15%, dentro de dois meses.
Feito isso, cria-se um plano de ação, com uma série de atividades que são
distribuídas entre os departamentos envolvidos (como financeiro, compras
e engenharia, por exemplo).

E para que os colaboradores saibam exatamente o que devem fazer e ga-


nhem produtividade na execução, confeccionar os planos de ação seguindo
o método 5W2H é ideal. Veja como funciona:

Respondendo a essas sete perguntas, as equipes terão um mapa de ativi-


dades que precisam ser realizadas, tornando a execução muito mais clara e
efetiva.

10
Vale lembrar que é sempre importante que cada plano de ação tenha uma
pessoa responsável por organizar e realizar os pontos de controle, à fim de
verificar a realização das atividades estipuladas e promover a colaboração.

Para garantir a melhoria contínua das ações planejadas e o atingimento das


metas estipuladas (ou seu ajuste), o empreendedor pode utilizar o método
PDCA, que em português significa: planejar, executar, avaliar e agir.

Ao entender os cenários (interno e externo), estabelecer os indicadores


de desempenho que fazem sentido para o seu negócio, definir um plano de
ação para alcançar os objetivos traçados e garantir a evolução contínua,
certamente, sua construtora terá uma base sólida de crescimento!

11
2. DEFININDO PROCESSOS

P
rocessos estruturados e integrados garantem o dinamismo que a
sua construtora precisa para crescer. Como você leu na introdução
deste material, esse é um grande momento para reavaliar seus
processos internos para eliminar o congestionamento de informações, criar
regras e desenhar caminhos mais eficientes.

Veja alguns exemplos de processos críticos que podem ganhar agilidade e


ajudar sua construtora a crescer:

# Processo de compras
Um fluxo automatizado (workflow) no processo de compras é fundamental
para que o time não perca o controle. Com a automação, quando uma ação
é realizada, imediatamente o solicitante ou responsável pelo movimento
anterior é notificado. Além disso, é possível a integração com fornecedores,
agilizando as cotações, com instâncias de aprovação por faixa de valor.

# Processo de venda dos imóveis


O momento da venda é muito esperado pela construtora e pelos corretores,
portanto, quando o cliente está no estande de vendas, negociando uma
unidade, é fundamental que o time tenha agilidade. É preciso ter um quadro
espelho, atualizado em tempo real, para apresentar a disponibilidade, bem
como efetuar reservas, efetivar propostas e negociações, por exemplo.

12
# Processo de gestão do desperdício
Não importa se você tem uma construtora, instaladora, escritório de
projetos ou empresa de reformas: sem processos bem desenhados e
controlados o desperdício acontece! Para evitar a situação, é importante
acompanhar os indicadores relacionados ao desperdício, reaproveitamento
e reuso, considerando os principais insumos e serviços da obra.

Ao ter os principais processos da construtora desenhados de forma


eficiente, as chances de crescimento aumentam muito! Portanto, a dica
é: revisite a operação e verifique como cada etapa pode ser melhorada e
sempre que possível, adote novas formas de gerenciar sua obra de maneira
eficiente.

13
3. PLANO DE MARKETING

C
ertamente, você já se perguntou como utilizar estratégias de
marketing certeiras para a promoção de seus negócios. Esta é
uma dúvida para muitos empreendedores, afinal, são muitas as
ferramentas e opções disponíveis. E as pequenas e médias empresas ainda
precisam equilibrar essas opções com o orçamento, que muitas vezes
impõe limitações. Tendo isso em vista, a internet entra como uma solução
econômica e eficiente para as PMEs aumentarem a visibilidade do seu
negócio.

Veja por onde começar sua estratégia de marketing digital:

3.1 Tenha um bom site

Em dezembro de 2015, o Jornal da Globo revelou que 16 milhões de


buscas por imóveis são feitas todo mês na internet e que as pesquisas
via celular cresceram mais de 130%. Somente esta informação já é o
suficiente para provar que sua empresa precisa ter um bom site, otimizado
e responsivo. Garanta que seu site traga informações detalhadas sobre os
empreendimentos e seja equipado com recursos modernos que chamem
a atenção do seu cliente, como a possibilidade de fazer um tour virtual nas
unidades, por exemplo.

Também é importante disponibilizar imagens de alta qualidade e recursos


14
para os potenciais clientes entrarem em contato (telefone, e-mail, chat
online, entre outros). Por fim, não se esqueça de incentivar os visitantes a
preencherem um formulário deixando seus contatos para que o time possa
continuar a divulgação.

A revista PEGN publicou uma lista com uma série de dicas para manter um
bom site. Confira aqui algumas delas:
1. Delineie uma estratégia
2. Analise a concorrência
3. Estude o público
4. Diferencie-se no conteúdo
5. Insira “Dúvidas Frequentes”
6. Responda sempre

3.2 Um blog é uma ferramenta poderosa

O blog é uma ferramenta de comunicação e compartilhamento de ideias


muito forte para gerar engajamento com o público-alvo. Ao postar artigos
que tirem dúvidas dos leitores, antecipem seus questionamentos e
forneçam dicas para a compra de um imóvel, por exemplo, sua construtora
vai criando autoridade frente ao público e se tornando uma referência
importante. Com isso, também se torna relevante para os motores de
busca, o que pode levar o nome da sua empresa à primeira página de buscas
do Google, impulsionando as vendas da sua construtora.

Firmar a presença online de sua construtora por meio de um blog pode ser
15
uma fonte de geração de leads de vendas, além de tornar a sua construtora
reconhecida como autoridade no seu segmento, sua marca conhecida
localmente ou montar uma base de contatos para relacionamento.

3.3 Invista nas redes sociais

Usar as redes sociais na construção civil é essencial para que a sua


construtora tenha sucesso no meio digital. Isso porque as redes são, acima
de tudo, ferramentas para aproximar a empresa de seus consumidores,
transformando cada interação em um relacionamento sólido e duradouro
desenvolvido ao longo do tempo.

Para isso acontecer, é preciso trabalhar em um plano que leve em


consideração a forma como a sua empresa vai se apresentar nessas redes,
que conteúdo pretende desenvolver e que objetivos quer alcançar por meio
das redes sociais: fortalecer a sua marca, utilizar como canal de vendas
direto, atrair novos consumidores e assim por diante.

Importante: antes de criar perfis em todas as redes disponíveis no mercado


e fazer postagens sem planejamento, saiba que é preciso identificar
em quais redes seu público está presente e ter disponibilidade para
acompanhá-las, mantendo-as constantemente atualizadas. Dessa forma,
você estará usando tempo e esforço estrategicamente para atingir o público
certo e não prejudicando outros aspectos de sua estratégia.

16
3.4 Relacionamento

Para fazer as coisas acontecerem você precisa de um boa rede de contatos.


Estabelecer conexões com as pessoas certas é uma das competências mais
importantes de um empreendedor. Fechar negócios e formar parcerias
só é possível se aqueles que precisam de sua solução souberem da sua
existência e confiarem em você. Ampliar sua rede de contatos é uma peça
fundamental para conseguir isso!

Eventos profissionais como feiras, convenções e palestras são o ambiente


ideal para exercitar seu networking. É importante estar presente nesses
lugares com frequência. Pesquise os eventos das associações comerciais
da sua região, fóruns ou eventos nacionais dos líderes da construção civil e
vá preparado com cartão de visitas e disposição para conhecer e conversar
com várias pessoas.

Fazer relacionamento com o cliente e potencial cliente é igualmente


importante. Invista em conversar com o seu público-alvo por meio de seu
site/blog, redes sociais ou sites específicos da área. Sua empresa mesmo
pode promover eventos online para clientes, com baixo custo e alta
qualidade.

17
4. AS TECNOLOGIAS CERTAS

A
o contar com a ajuda da tecnologia para otimizar os processos
da sua construtora, como a comunicação interna e o acesso
a informações ou a definição do custo global da obra, seus
profissionais podem trabalhar com muito mais produtividade e, assim,
obter melhores resultados.
Além disso, existem os aplicativos e ferramentas online que podem ser
usados para acompanhar os projetos, ganhar eficiência na execução das
atividades e ainda melhorar a relação entre quem trabalha nas áreas
interna e externa. Confira algumas opções:

4.1 Aplicativos úteis para planejamento

• Evernote: Esse aplicativo permite que você crie listas de tarefas e


organize os seus arquivos e documentos de uma forma lógica e eficiente,
de acordo com a sua necessidade.
• Trello: Tarefas diferentes merecem uma organização diferente. No Trello
é possível separar o que você tem a fazer em diferentes tabelas e nomeá-
las da forma que você quiser.

4.2 Aplicativos para redução de custos

• BizExpense e Reserve: Ajudam a controlar os gastos em deslocamentos e


viagens.
18
4.3 Aplicativos para usar no canteiro de obras

• Construct App: Esse aplicativo funciona tanto no smartphone quanto no


computador. A ferramenta permite que o profissional da construção civil
faça o acompanhamento de obra em tempo real, por meio de seu celular.
• Smart Tools: Funciona como uma caixa de ferramentas no seu
smartphone ou tablet, e possui funções para medir distâncias, campo
magnético, ângulos, inclinações, som e vibrações, além de ser equipado
com lanterna, GPS e lupa.
• AutoCAD 360: O aplicativo permite que os usuários criem, editem e
compartilhem desenhos quando estão no canteiro de obras, por meio
de tablets e smartphones. Também é possível trabalhar offline e quanto
estiver conectado à rede carregar as informações.

4.4 Ferramenta de gestão especializada na construção


civil

A solução de tecnologia ideal para o mercado da construção civil abrange


desde o acompanhamento das obras, controle de orçamentos, processo
de compras até a gestão financeira e contábil das construtoras. De acordo
com a Softplan, cerca de 60% dos diretores e proprietários de PMEs do
setor, afirmam que o uso do Sienge tornou a empresa mais eficiente.

Todo o processo produtivo da construtora pode ser facilmente


acompanhado e supervisionado, garantindo ainda:

19
• Redução de custos trabalhando com informações confiáveis;
• Cumprimento dos prazos, apoiado em um cronograma real das obras;
• Acompanhamento da obra, agilizando as tomadas de decisão;
• Previsão orçamentária com indicações de custo e viabilidade dos
projetos;
• E mais:

20
5.PRIORIZANDO INVESTIMENTOS NO
NEGÓCIO

S
em investimento, a empresa dificilmente vai crescer. Mas não se
trata apenas de organizar as finanças da sua construtora ou dispor
de grandes valores para expandir o seu negócio. Existem diversas
formas de investir na sua empresa. Na maioria das vezes são ações de baixo
custo, mas que podem fazer uma grande diferença no seu negócio.

5.1 Capacitação

Investir na capacitação dos funcionários é uma ação que traz ganhos para
ambas as partes. Ter uma equipe motivada reduz a rotatividade de fun-
cionários e aumenta a qualidade dos produtos e serviços, o que é ótimo
para a construtora. Por outro lado, o colaborador ganha conhecimento e
pode almejar novas responsabilidades. Aqui é importante destacar que a re-
muneração não financeira vem ganhando espaço e fomenta o engajamento
dos profissionais.

Na construção civil, é muito importante investir, por exemplo, em cursos de


capacitação para atender às normas de segurança, como é caso do trabalho
em altura, regulamentado pela NR 35 e as orientações da NR12 sobre o tra-
balho com máquinas e equipamentos

21
5.2 Novos produtos

Aproveitar a tendência de melhora nas perspectivas do mercado para a


construção civil passa também pela identificação de como se diferenciar da
concorrência. O desenvolvimento de novos produtos podem ser uma ex-
celente alternativa, como utilizar materiais sustentáveis, oferecer serviços
agregados (lavanderias, academias e empresas de limpeza, por exemplo).

5.3 Novos formatos de vendas

Em dezembro de 2015 os descontos nos imóveis chegaram a 8,8%, de acor-


do com reportagem publicada pelo UOL. Para quem está com dinheiro na
mão, esse é o melhor cenário para fazer um bom negócio, por isso, o alinha-
mento de sua equipe comercial fará toda a diferença! Esse é um bom mo-
mento para:

• Oferecer diferentes condições de pagamento (um ano de condomínio


pago, por exemplo);
• Investir na diversificação dos seus canais de venda (estandes, feirões,
classificados online);
• Promover treinamentos regulares de vendas;
• Garantir atendimento ágil no estande de vendas.

5.4 Inovação

A inovação pode gerar mais lucratividade. Pense no seguinte: se você man-


22
tém atualmente um datacenter próprio para armazenar os dados e infor-
mações da sua empresa, por que não pensar em mudar a fórmula e hospe-
dar os dados da construtora uma nuvem, por exemplo?

Dessa forma, sua construtora terá um retorno de capital mais rápido, pois
pode cortar custos com a equipe de TI interna e delegar a gestão da infraes-
trutura para uma empresa terceirizada. Essa equipe ficará responsável por
entregar a você um serviço de qualidade e livrar a sua construtora de con-
tratempos desnecessários ao seu negócio.

23
CONCLUSÃO

O cenário atual, apresentado na introdução deste ebook, sugere um


período de retomada para as construtoras. Por isso, cada capítulo trouxe
explicações e dicas para que sua empresa se prepare para o crescimento de
forma sustentável.

Técnicas de planejamento, processos fundamentais da empresa, estratégias


de marketing, tecnologias modernas e investimentos indispensáveis, são a
base para que você possa fazer a sua construtora crescer.

Após essa leitura, você certamente fará uma reflexão sobre como aplicar
essas valiosas sugestões na sua construtora.

O setor de construção civil precisa de empresas estruturadas e dispostas


a tornarem-se cada vez melhores. Saiba que o Sienge quer fazer parte do
crescimento deste segmento.

Conte conosco e mãos à obra!

Gostou do nosso ebook? Tem sugestões? Conte pra gente, envie um


e-mail para:

contatositesienge@softplan.com.br

24
SOBRE O SIENGE

O Sienge é um sistema de gestão, também chamado de ERP – Enterprise


Resource Planning, especializado na Indústria da Construção. Você pode
gerenciar e integrar todas as áreas de uma empresa sem ter que abrir mão
de um software que atenda com propriedade a produção da sua empresa.
Com o Sienge e sua equipe altamente capacitada neste segmento, todas as
necessidades do setor estão ao seu alcance.
Você encontra outros materiais disponíveis em nosso Blog, sempre com
novidades interessantes.

Visite www.sienge.com.br/blog/

25
REFERÊNCIAS

• Sienge

• Sebrae

• Blog Agendor

• Revista Exame

• Administradores

• Portal Sobre Administração

• Endeavor Brasil

26

Você também pode gostar