Você está na página 1de 2

Três Decisões Importantes de Daniel

Texto: Daniel 6:1-23

Introdução:
Alguém observou:
“Apenas pessoas medíocres estão sempre no seu melhor”.
A linha tênue entre o sucesso e o fracasso é realmente muito ampla e bem definida. Não é coincidência
que algumas pessoas sobressaem no que fazem, enquanto outros mal conseguem sobreviver.
Existem razões pelas quais alcançamos e há razões pelas quais falhamos.

Daniel quebrou o molde de vida medíocre.


Ele se destacou em um ambiente social onde a maioria de seus compatriotas estavam satisfeitos com o
modo de vida.
1. Primeiro; Daniel escolheu caráter acima do conforto.
Em um curto período de tempo, Daniel desenvolveu uma reputação. Ele era conhecido por ser honrado e
ético.
Seu armário estava limpo... Não havia fantasmas de espera para assombrá-lo. Até mesmo os inimigos de
Daniel o encontraram digno de confiança.

É fácil comprometer a nossa virtude, especialmente quando este tipo de comportamento tornou-se a
norma aceita.
(COMPORTAMENTOS QUE AGRADAM A TODOS, MAIS DESAGRADA A DEUS) Mas tal Comportamento
vai custar-lhe a alegria da comunhão com o Senhor sem impedimentos.
Daniel, esteja disposto a ser diferente.

2. Em segundo lugar, Daniel se destacou porque ele escolheu a disciplina acima da desordem.
Entre outras coisas,
Daniel tinha uma vida de oração disciplinada.
No vs.10 lemos: “três vezes por dia ele ficava de joelhos e orava, dando graças ao seu Deus”.
A razão pela qual algumas pessoas tem sucesso enquanto outras falham tem pouco a ver com
habilidades. A maioria dos nossos fracassos pode ser atribuída a uma falta de disciplina. É preciso
disciplina, para poder sobressair.

Aqui estão algumas áreas onde a maioria de nós precisa de maior disciplina.
A. Primeiro, precisamos controlar nossa língua. Mais pessoas são atropeladas por fofocas do que por
carros.
Embora muitos considerem fofoca menor que o pecado do que o assassinato,
Mais a fofoca pode matar amizades, perturbar uma família, dividir uma igreja, assassinar uma pessoa de
caráter. Alguém disse uma vez: “Grandes mentes discutem ideias, mentes médias discutem eventos,
mentes pequenas discutem pessoas”.

B. Em segundo lugar, precisamos de mais disciplina em nossa vida devocional.


Eu me pergunto, será que temos o direito de reclamar sobre a ausência de oração em nossas escolas,
quando há uma ausência de oração em nossa casa? Devemos defender a Bíblia em público e negá-la na
privacidade de nossas próprias vidas? Será que temos o direito de reclamar sobre a decadência moral do
Brasil, se não somos capazes de orar por nossa nação? Três vezes todos os dias Daniel ficava de joelhos e
intercedia diante de Deus.

C. Terceiro, precisamos de uma vida na igreja mais disciplinada.


Em muitos anos servindo ao Senhor, eu aprendi como é importante a igreja para o meu crescimento
espiritual e estabilidade. Na verdade, eu aprendi que eu preciso da igreja muito mais do que a igreja
precisa de mim.
Eu preciso estar em uma atmosfera onde minhas percepções da vida pode ser contestada. Eu preciso
estar em um ambiente que me oferece a oportunidade de aprender e utilizar meus dons espirituais. Eu
preciso estar envolvido em uma igreja onde eu sou responsável por meus atos... um lugar onde eu possa
receber sabedoria divina. Eu também preciso estar em comunhão com as pessoas que mantêm os
mesmos valores que eu abraço. Eu preciso estar envolvido em uma igreja onde eu posso ser encorajado
quando eu sinto vontade de desistir... um lugar onde os outros vão orar por mim quando eu estou muito
desanimado de orar por mim mesmo.
Daniel se destacou porque ele escolheu a disciplina sobre a desordem.

3. Finalmente, Daniel se destacou porque ele escolheu o amor acima da vida.


A nova lei havia sido emitida.
Ninguém tinha permissão para orar durante os próximos 30 dias e quem fosse pego fazendo isso seriam
lançados na cova dos leões.
Esta lei era nada mais do que uma cortina de fumaça que algumas pessoas estavam usando para pegar
Daniel em apuros porque sabiam que Daniel nunca iria parar de orar.
Bem, não passou muito tempo antes de Daniel ouvir falar sobre a nova lei. Versículo 10 diz: “Quando
Daniel soube que o edital estava assinado, entrou em sua casa, no seu quarto em cima, onde estavam
abertas as janelas que davam para o lado de Jerusalém; e três vezes no dia se punha de joelhos e orava, e
dava graças diante do seu Deus, como também antes costumava fazer” Daniel 6:10

Estou convencido de que Daniel não estava realmente interessado em tornar-se almoço de domingo para
o clube dos leões. Mas quando confrontado com uma decisão, ele escolheu o amor sobre a vida. A
primeira lealdade de Daniel era Deus.
O seu amor a Cristo é mais importante do que suas ambições?
É Deus mais importante para você do que a aceitação dos seus amigos?
É Cristo é mais precioso do que a busca do poder ou posses?

Eu amo o versículo 23: “Então o rei muito se alegrou, e mandou tirar a Daniel da cova. Assim foi tirado
Daniel da cova, e não se achou nele lesão alguma, porque ele havia confiado em seu Deus”. Daniel 6:23.

Nós nem sempre estamos isentos de experiências dolorosas. Haverá momentos em que você e eu não
escaparemos das tribulações da vida. Mas se continuarmos a confiar no Senhor, ele nos fará sair dessas
experiências ilesas.

Conclusão: Como podemos quebrar o molde de vida medíocre? Da mesma forma que Daniel quebrou o
molde:
1. Escolher caráter acima do conforto
2. Escolher a disciplina acima da desordem
3. Escolher o amor acima da vida

Você também pode gostar