Você está na página 1de 2

Verdadeiro e falso

1. As perturbações do desenvolvimento remetem para a existência de algo que põe em


causa a harmonia da aquisição de conhecimentos e competências. Estas perturbações
podem ocorrer a nível mental, social e/ou emocional, causando, desta forma,
infelicidade e sofrimento. V

2. De forma a conseguir uma comunicação eficaz interpares e para que se possa


investigar a área cognitiva, de um maneira mias grosseira classificamos as
perturbações do desenvolvimento infantil em dois sistemas classificativos
internacionais: DSM IV-TR e ICD10. .

3. Para denominar um problemas de desenvolvimento podemos (não podemos)


denominar e/ou usar expressões como «atraso do desenvolvimento», «atraso do
desenvolvimento psico-motor (ADPM)» e outras denominações imprecisas.F

4. Podemos classificar as perturbações gerais na visão de todos os aspetos


desenvolvimentais e cognitivos do indivíduo estão afetados, embora o possam estar
em graus de gravidade diferentes. Ex. Deficiencia mental

5. Alterações nas funções ou estruturas do corpo» que limitam o normal


desenvolvimento e a participação nas atividades típicas, tendo em conta os
referenciais de desenvolvimento próprios, para a respetiva idade e contexto social;

6. Podemos classificar as perturbações específicas em que são menos frequentes, apenas


têm comprometidas áreas específicas do desenvolvimento, estando íntegras as
restantes áreas. Ex. Perturbações específicas na linguagem F

7. Risco grave de atraso de desenvolvimento nunca é diagnosticado pela existência de


condições biológicas, psicoafectivas ou ambientais, que implicam uma alta
probabilidade de atraso relevante no desenvolvimento da criança. F

8. Considera-se que uma criança está em risco quando está ou esteve sujeita a certas
condições adversas, que se sabe estarem altamente correlacionadas com o
aparecimento posterior de défices numa ou mais áreas do desenvolvimento
Considera-se que uma criança está em risco quando está ou esteve sujeita
a certas condições adversas, que se sabe estarem altamente
correlacionadas com o aparecimento posterior de défices numa ou mais
áreas do desenvolvimento

Multipla escolha

9. Crianças expostas a fatores de risco biológico: Inclui crianças que estão em risco de vir
a manifestar limitações na atividade e participação por condições biológicas que
interfiram claramente com a prestação de cuidados básicos, com a saúde e o
desenvolvimento.

10. Consideram-se condições de risco ambiental a existência de fatores parentais ou


contextuais, que atuam como obstáculo à atividade e à participação da criança,
limitando as suas oportunidades de desenvolvimento e impossibilitando ou
dificultando o seu bem-estar.
11.

Você também pode gostar