Você está na página 1de 5

GOVERNO DO MUNICÍPIO DE ____________________

PROTOCOLO DE INTENÇÕES
MINUTA

Firmado entre o GOVERNO DO MUNICÍPIO


DE ______________________ e a empresa
_____________________ para implantaçã o de
uma unidade industrial destinada à fabricaçã o
de ______________ fins industriais.

O GOVERNO DO MUNICÍPIO DE ________________, doravante denominado


MUNICÍPIO, neste ato representado pelo seu Prefeito ______________ e por seu
Secretá rio da Indústria, Comé rcio, Turismo e Agropecuá ria, ______________ e a empresa
_____________________, doravante denominada EMPRESA, com Escritório na
_______________________, neste ato representada pelos Srs. ____________________,
decidem celebrar o presente PROTOCOLO DE INTENÇÃO, mediante o cumprimento das
seguintes Clá usulas:

DO OBJETIVO

Cláusula Primeira - O presente Protocolo tem por objetivo o estabelecimento de


compromissos a serem assumidos pelo MUNICÍPIO e pela EMPRESA, visando a
implantaçã o no Município de ______________ de uma nova unidade industrial destinada à
fabricaçã o de _____________ para fins _____________ e ______________ para fins
industriais.

DO INVESTIMENTO

Cláusula Segunda - A EMPRESA se compromete, atendidas as condições previstas neste


Protocolo, a instalar no prazo de 24 (vinte e quatro) meses no Município de __________
no Estado de Pernambuco, uma nova unidade industrial de fabricaçã o de
_________________________ para fins ____________ e _______________ para fins
industriais, com as seguintes características:

I. Quanto ao Investimento Total - Será investido na implantaçã o do Projeto, a


importâ ncia de R$ ___________________, conforme Projeto apresentado à
Secretaria da Indústria, Comé rcio, Turismo e Agropecuá ria do Estado de
Pernambuco;
II. Quanto à Capacidade Produtiva - Está previsto uma produçã o de
_______________toneladas de _____________, ___________ toneladas de
________________ e ___________ toneladas de _____________ para fins
industriais;
III. Geraçã o de Empregos para mã o-de-obra qualificada com alto nível salarial mé dio;

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com


IV. O sistema produtivo a ser adotado nas instalações industriais, é de nível tecnológico
de última geraçã o garantindo dessa forma elevadíssima produtividade e a mais alta
qualidade dos produtos acabados;
V. Aproveitamento de maté rias-primas renová veis, insumos e embalagens produzidas na
Regiã o Nordestina;
VI. A produçã o da empresa - indústria alimentícia, destinar-se-á ao atendimento da
demanda do mercado da Regiã o Nordeste e Norte do País;
VII. A produçã o de bens terá elevada margem do valor agregado;
VIII. Com a implantaçã o da empresa haverá um aumento significativo na capacidade de
geraçã o de tributos federais, estaduais e municipais.

Parágrafo Primeiro - Os investimentos mencionados nesta Clá usula somente serã o


efetuados pela EMPRESA na hipótese do MUNICÍPIO cumprir com os compromissos
assumidos neste Protocolo.

Parágrafo Segundo. Informar, com periodicidade anual ao MUNICÍPIO, as iniciativas


relacionadas com o cumprimento físico-financeiro dos investimentos previstos nesta
Clá usula.

Parágrafo Terceiro. Em hipótese alguma os compromissos assumidos neste Protocolo de


Intençã o poderã o resultar em diminuiçã o anual do nível de recolhimento do ICMS pela
Empresa ao Município de ______________ - PE, em relaçã o ao ano anterior, isto é , -
______________, pela Empresa.

DOS BENEFÍCIOS FINANCEIROS E FISCAIS

Cláusula Terceira - O MUNICÍPIO garante à EMPRESA, mediante operação de


crédito, o disposto nos termos da Lei Nº__________ e sua regulamentaçã o, a conceder os
seguintes benefícios:

I. Isençã o da Taxa de Licença para Execuçã o da obra de Engenharia, Hidrá ulica e


Elé trica, segundo a Planta Industrial;
II. Isençã o da Taxa de Licença para Localizaçã o e Funcionamento do Estabelecimento,
bem como sua renovaçã o anual;
III.Isençã o do Imposto sobre Serviços (ISS) incidentes sobre a construçã o e montagem das
Instalações do Empreendimento;
IV.Isençã o dos demais tributos municipais;
V. Dispensa das taxas e/ou tarifas diversas

DAS CONDIÇÕES

Cláusula Quarta - A EMPRESA e o Município deverã o cumprir as seguintes condições:

Quanto ao Enquadramento, Montante do Financiamento e ao Prazo Global da


Operação

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com


• O projeto fica enquadrado na categoria de implantaçã o de empreendimento novo,
fabricante de bens sem similar no Estado.

• O empré stimo a ser concedido será equivalente a 60% (sessenta por cento) do ICMS
normal, devido pelas saídas dos produtos caracterizados no projeto aprovado pelo
CONDIC, a ser recolhido pela EMPRESA, durante o período de fruiçã o do benefício;

• O prazo total será de 10 (dez) anos, contados a partir da emissã o da primeira Nota Fiscal
de venda de produtos ______________ pela EMPRESA _____________, com 02 (dois)
anos de carê ncia, devendo nos 08 (oito) anos seguintes as parcelas serem amortizadas.

Quanto ao Desembolso

• O desembolso deverá ser mensal, concomitantemente com o pagamento do ICMS normal


efetuado pela EMPRESA.

Quanto à Liquidação do Financiamento e dos Encargos

• Cada parcela do empré stimo, com os acré scimos previstos nesta Clá usula, será liquidada
de uma só vez, ao té rmino do período de carê ncia de 24 (vinte e quatro) meses,
contados a partir do desembolso;

• O valor da parcela do empré stimo concedido, para pagamento até a data do vencimento,
corresponderá à importâ ncia equivalente a 25% (vinte e cinco por cento) do montante
desembolsado, devidamente corrigido desde o desembolso, pela T.J.L.P. - Taxa de Juros
de Longo Prazo ou de outro imposto que vier a substituí-lo por decisã o da autoridade
monetá ria competente;

O valor financiado inclusive encargos, sofrerá um abatimento de 75% (setenta e cinco


por cento) por ocasiã o do respectivo pagamento.

• Quanto a garantia - Fidejussórias

Cláusula Quinta - Na hipótese de ocorrê ncia de reforma tributá ria da qual resulte
alteraçã o, substituiçã o ou extinçã o do ICMS, a PREFEITURA assegurará a manutençã o
integral do benefício financeiro referido na Clá usula Quarta de tal forma que o empré stimo
seja em valor equivalente à quele passível de ser concedido tendo como base o volume de
ICMS devido.

Cláusula Sexta - O MUNICÍPIO assegura à EMPRESA, nas operações de importaçã o,


do exterior, de má quinas, equipamentos e instalações industriais destinados ao ativo fixo da
nova unidade industrial, concessã o do diferimento do recolhimento do ICMS, para o
momento de sua desincorporaçã o, ou seja, enquanto permanecer no Estado, seja a origem

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com


das má quinas, equipamentos, instalações, etc., nacionais ou importados, naturalmente para
o nacional será sob a complementaçã o da alíquota do ICMS.

Pará grafo único. O diferimento referido nesta Clá usula aplica-se, també m, ainda que o
desembaraço aduaneiro ocorra em outras Unidades da Federaçã o, desde que figure como
importador e destinatá rio da mercadoria o estabelecimento industrial da EMPRESA
localizado no Município de _______________ e/ou no Estado de Pernambuco;

Cláusula Sétima - Na importaçã o de Maté ria-Prima e Insumos tais como:


_______________________________, será assegurada a empresa inclusive para as
unidades industriais ou de apoio existentes fabricantes de maté rias-primas e insumos para a
nova unidade industrial, o diferimento intrínseco do ICMS por ocasiã o da nacionalizaçã o
dos produtos.

Cláusula Oitava - Fica ainda assegurado à EMPRESA, o diferimento intrínseco do ICMS


na saída das mercadorias - Maté rias-Primas e Insumos tais como: _______________, etc,
destinados à nova unidade industrial oriundos de fá brica da própria EMPRESA instalados
no Município de ________________ e/ou no Estado de Pernambuco;

Parágrafo único - O diferimento intrínseco do ICMS referido fará parte do ICMS,


deduzidos todos os seus cré ditos, do valor do ICMS que gozará do financiamento e
reduçã o do PRODEPE.

Cláusula Nona - Fica assegurada a nã o-incidê ncia do ICMS na saída do estabelecimento


industrial para o depósito fechado localizado neste Município e/ou Estado, bem como a
isençã o do mencionado imposto na saída do produto promovida pela indústria com destino
a armazé m alfandegado, respeitadas as normas tributá rias sobre o assunto.

Cláusula Décima - Fica assegurada també m a nã o incidê ncia do ICMS na saída da própria
empresa de Maté ria-Prima e Insumos fornecidos a nova unidade fabril produtora de
_____________________para fins _____________ e __________ para fins ___________;

Cláusula Décima-Primeira - Na hipótese de ocorrer ampliaçã o da capacidade de


produçã o do empreendimento previsto neste protocolo após o exercício de 02 (dois) anos
da estrutura prevista para a atualidade, devidamente enquadrada nos termos da Lei, fica
assegurada à nova indústria a concessã o dos benefícios relacionados neste Protocolo;

Cláusula Décima-Segunda - Estendem-se à EMPRESA os benefícios adicionais que


venham a ser instituídos no â mbito da Lei Nº __________, na forma da legislaçã o a ser
editada.

Cláusula Décima-Terceira- Para a plena consecuçã o do estabelecido neste Protocolo de


Intenções, as partes se obrigam:

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com


EMPRESA - Implantar uma nova indústria no Município de _________, de acordo com o
disposto nas Clá usulas Primeira e Segunda;

MUNICÍPIO - Garantir a concessã o de apoio financeiro nos termos previstos da Lei Nº


_____ e deste Protocolo de Intençã o, alé m de adotar as medidas de cará ter legal - decretos,
contratos, etc., - que assegurem o efetivamente contido neste Protocolo.

E, por estarem justas e acordadas, as partes firmam o presente Protocolo de Intenções, em


03 (trê s) vias e na presença de duas testemunhas que, també m, o subscrevem.

Prefeito do Município de ______________

Secretá rio da Indústria e Comé rcio do Município de ________________

TESTEMUNHAS:

______________________________

______________________________

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

Você também pode gostar