Você está na página 1de 13

MÓDULO DIDÁTICO DE CIÊNCIAS

PROPRIEDADES E COMPOSIÇÃO DO AR

Autora: Marciana Almendro David

Tópico Complementar nº II do CBC de Ciências - O ar - propriedades e composição

Habilidades Básicas recomendadas no CBC:

. Compreender o ar atmosférico como mistura de gases.

. Reconhecer a presença de componentes do ar atmosférico em reações químicas como a combustão, fermentação, fotossíntese
e respiração celular.

. Reconhecer que o ar exerce pressão em todas as direções nos objetos nele inseridos.

. Explicar fenômenos diversos envolvendo a pressão atmosférica e pressão em líquidos.

Organização do texto:

¨€¨€¨€¨€ Informação
¨€¨€¨€¨€ História
¨€¨€¨€¨€ Atividades
¨€¨€¨€¨€ Projetos
¨€¨€¨€¨€ Exercícios

I. Introdução

O ar é uma mistura gasosa: composição da atmosfera da Terra

A composição da atmosfera da Terra é o resultado de vários processos que ocorreram durante 4,6 bilhões de anos. A maior parte
dos gases se formou nos primeiros 100 milhões de anos da história da Terra. Gases como o dióxido de carbono, nitrogênio e
vapor de água foram lançados a superfície da Terra à medida que esta se resfriava e a crosta sólida externa se formava. O
oxigênio só apareceu entre 3 e 2 bilhões de anos atrás, como resultado do desenvolvimento e expansão da vida.

A idéia de que a atmosfera continha diferentes gases só apareceu no século XVIII. Um dos primeiros gases a ser descoberto na
atmosfera da Terra foi o dióxido de carbono em 1752. Ao longo do tempo outros gases atmosféricos foram isolados e estudados.
Experimentos envolvendo o gás oxigênio só aconteceram em 1773 e por volta de 1894 foi descoberto o argônio.

Atualmente, a composição da atmosfera é conhecida. O nitrogênio e o oxigênio constituem praticamente todo o ar, ou seja, 99%
da atmosfera seca. Os outros gases, incluindo o gás carbônico, correspondem a apenas 1% da atmosfera. Esses gases são muito
importantes para a vida.

O vapor de água varia em concentração na atmosfera. Durante o ano, ocorrem estações mais úmidas e mais secas, além disto,
alguns locais são bem mais úmidos do que outros. Em notícias sobre o tempo é comum a gente ouvir que o ar está muito seco e,
em outras está úmido. As concentrações mais altas de vapor de água são encontradas próximas ao equador sobre os oceanos e
florestas tropicais. O vapor de água redistribuir o calor na Terra através de trocas no ar e a sua condensação produz a chuva.
Além disto, o vapor de água também contribui para o efeito estufa.

O gás carbônico é o principal gás de efeito estufa. Ele existe em pequena quantidade na atmosfera e é muito importante para
manutenção do equilíbrio da temperatura da Terra. O volume desse gás tem aumentado em mais de 25% nos últimos 300 anos.
Tal aumento decorre de atividades humanas tais como: queima de combustíveis fósseis e florestas. A atividade humana também
contribui para a produção de outros gases estufa, tais como óxido nitroso (N2O); Monóxido de carbono (C0); dióxido de enxofre
(S02), ozônio (O3) e gases CFC, que destroem a camada de ozônio.
Exercício 1: Questões para estudo do texto:

1. Como se formou a atmosfera terrestre?

2. Qual é a composição atual da atmosfera? Qual é o gás mais abundante da atmosfera?

3. Qual é o principal gás de efeito estufa?

4. Qual é a importância do efeito estufa no Planeta?

5. Qual é a importância do vapor de água na atmosfera?

6. Por que o volume de gás carbônico está aumentando na atmosfera?

7. Quais são as causas do aumento do gás carbônico na atmosfera.

8. Quais são os outros gases estufa que também estão aumentando?

9. Quais são as conseqüências do aumento de gás estufa na atmosfera?

As Camadas da Atmosfera Terrestre.

A atmosfera da Terra é dividida em partes ou camadas:

Troposfera: camada mais próxima da superfície, ela vai do "nível do mar" até, aproximadamente, 17 km de altura. Na troposfera a
temperatura geralmente diminui à medida que a altitude aumenta. As nuvens ocorrem na troposfera.
Tropopausa: camada que fica entre a troposfera e a estratosfera. A temperatura praticamente não varia com a altitude.

Estratosfera: camada que se estende entre 17 e 50 km acima da superfície da Terra, situada entre a troposfera e a mesosfera.
Essa camada é azulada por causa da presença do gás ozônio, a temperatura diminui ligeiramente com a altitude e não há nuvens.

Mesosfera: camada que fica entre a estratosfera e a ionosfera, de 17 a 80 km acima da superfície da Terra. Nessa camada, as
temperaturas diminuem rapidamente à medida que a altitude aumenta.

Ionosfera: camada mais alta da atmosfera começa a cerca de 70 - 80 km de altura até cerca de 640 km. Esta camada está
localizada entre a mesosfera e a exosfera e nela encontramos o plasma, gás ionizado que provoca o fenômeno da aurora boreal.

Exosfera: camada mais externa da atmosfera da Terra. A exosfera vai de aproximadamente 640 km de altura até cerca de 1280
km. Nessa camada a pressão atmosférica e a temperatura são muito baixas.
Termosfera: camada da atmosfera localizada entre a mesosfera e o espaço exterior. Na termosfera a temperatura aumenta com a
altitude. A termosfera inclui a exosfera e parte da ionosfera.

Projeto 1 – Pesquisa sobre problemas na troposfera e estratosfera.


A turma deverá ser dividida em 6 grupos de 5 ou 6 alunos.

Cada grupo irá pesquisar sobre uma questão, organizar a apresentação e apresentar para a turma, conforme orientação do
professor(a).

Questões para pesquisa:

1. Quais são as principais causas de poluição da troposfera? Quais são os gases poluidores?

2. O que é efeito estufa? O que é aquecimento global? Qual é a relação entre efeito estufa e aquecimento global?

3. O que é chuva ácida e como ela pode ser formada?

4. Como o CFC foi descoberto e qual a sua utilidade? Os CFC ainda são fabricados e usados? Eles podem ser reciclados?

5. Como o buraco na camada de ozônio foi descoberto? Quais substâncias destroem a camada de ozônio? Por que a destruição
do ozônio representa uma ameaça à saúde humana e ao meio ambiente?

6. Quais são as ações que estão sendo implementadas para diminuir o buraco na camada de ozônio. Os gases CFC podem ser
reciclados? O que podemos fazer para contribuir com a Proteção da Camada de Ozônio.

Exercício 2: Questões para estudo do texto:

1. Se uma vela é queimada em um recipiente fechado, ela queima durante pouco tempo e se apaga. Por que a vela se
apaga?
2. Em seu experimento, Scheele observou que, se dentro do recipiente ele aquecesse o óxido de mercúrio (HgO), a chama
ficava mais viva ao invés de se apagar. Por que você pensa que isto acontece?
3. O experimento de Scheele ocorreu em 1773, mas a descoberta do oxigênio só foi divulgada em 1789. Por que demorou
tanto tempo?
Exercício 3: Questões para estudo do texto:

1. Descreva o experimento de Scheele e Priestley.


2. Descreva os resultados do experimento de Scheele e Priestley.
3. Descreva a interpretação dos resultados do experimento de Scheele e Priestley, de acordo com a teoria do
flogístico.
4. Descreva a interpretação dos resultados feita por Lavoisier.
5. Atualmente, como interpretamos o fato de a vela se apagar rapidamente, ao ser queimada em um recipiente
fechado?

II. Texto – O Ciclo do Oxigênio no ambiente

O oxigênio existe na forma de gás oxigênio e também combinado com diversos outros
elementos, formando diversas substâncias que fazem parte da composição da terra, da água
e do ar. Ele é o elemento mais abundante em massa na crosta terrestre e nos oceanos, e o
segundo na atmosfera.

Na atmosfera ele faz parte gás do oxigênio que tem fórmula (O2), do gás carbônico (CO2), do
ozônio (O3), e dos gases de nitrogênio (NO2), e de enxofre (SO2), além de pequenas
quantidades de outros gases. O gás oxigênio (O2) representa 20% da atmosfera terrestre.
Este oxigênio satisfaz as necessidades de todos os organismos terrestres que respiram. O
principal fator na produção de oxigênio é a fotossíntese, que é responsável pela atmosfera
terrestre e pela vida na Terra.

O ciclo do oxigênio, conforme o nome indica, descreve o movimento do oxigênio entre o ar, a
superfície da terra e o seu interior, além dos organismos vivos. O termo ciclo se refere as diversas passagens do oxigênio nos
diversos ambientes, sempre retornando e repetindo o processo.

Exercício 4: Questões para estudo do texto.

1. Quais são os gases presentes na atmosfera?

2. Descreva o ciclo do oxigênio nos ambientes terrestre?

A pressão atmosférica.
A Terra está envolvida por uma camada de ar, denominada atmosfera, constituída por uma mistura gasosa cujos principais
componentes são o nitrogênio e o oxigênio. A espessura dessa camada varia conforme a altitude da Terra, ou seja, depende se
no local há montanhas ou se está no nível do mar. No nível do mar a pressão atmosférica é de cerca de uma atmosfera, mas à
medida que a altitude aumenta, a pressão do ar diminui. Em altitudes mais altas o ar diminui em quantidade, se torna muito
rarefeito, isto é, com pouca densidade.

O ar é composto por moléculas, portanto, possui massa e ocupa lugar no espaço. Ele tem peso, ou seja, é atraído pela força de
gravidade da Terra. Se o ar não tivesse peso, escaparia da Terra, dispersando-se pelo espaço. Devido ao seu peso, a atmosfera
exerce uma força sobre a superfície da terra. Essa força é chamada de pressão, ou pressão atmosférica.

O valor da pressão atmosférica foi medido por meio de um experimento idealizado pelo físico italiano
Torricelli.

Em um tubo de vidro de 1m de comprimento, fechado numa das extremidades, foi colocado mercúrio até
enchê-lo completamente. Depois, a extremidade aberta do tubo foi fechada e, o tubo invertido foi submerso
num frasco contendo mercúrio. Pode-se observar que parte do mercúrio escoa do tubo para o frasco, mas o
tubo não se esvazia completamente. O mercúrio escoa até que o desnível atinja cerca de 76cm ou, 760 mm
de Hg. Esse é o valor da pressão do ar ao nível do mar.

O que impede que o tubo se esvazie completamente é a pressão atmosférica. É ela que comprime a
superfície exposta do mercúrio e, desse modo, não deixa que o líquido que ficou no interior do tubo se
escoe até o final.

A pressão atmosférica diminui com o aumento da altitude porque o ar se torna mais rarefeito, ou seja, há
menos ar, logo a pressão exercida é menor.

Exercício 5: Questões para estudo do texto.

1. O que é pressão atmosférica?

2. como se mede a pressão atmosférica?

3. Por que a pressão atmosférica diminui com a altitude em relação ao nível do mar?

Efeitos do Ar na Superfície da Terra.

Atividade 1 - Efeito da pressão do ar

Objetivo: Mostrar que a massa de ar que envolve a terra exerce força ou pressão sobre a sua superfície.

Atenção! Para evitar acidentes, este experimento deve ser feito pelo professor como demonstração para os alunos.

Material:
Ovo cozido duro

Vidro com a boca apropriada para o experimento, conforme a figura.

Algodão, álcool e fósforo.

Procedimento:

1. Coloque o ovo descascado na boca do vidro sem nada dentro. Observe o que acontece e anote as
observações.

2. Retire o ovo, coloque no seu interior um chumaço de algodão embebido em álcool. Em seguida ateie fogo ao
algodão e coloque o ovo novamente na boca do vidro. Observe o que acontece e anote as suas observações.
Questões para discussão.

1. O que aconteceu com o ar no interior do vidro durante a queima do álcool?

2. O que acontece com o ovo após a queima do álcool? Por que isso acontece?

Atividade 2 – Ar Rarefeito e Comprimido

Objetivo: Mostrar que o ar possui massa e ocupa espaço e também que é compressível, ou seja, pode variar o espaço que
ocupa.

Materiais: seringa e água.

Procedimento:

1. Encha a seringa com água deixando uma bolha de ar de ½ cm3.


2. Tape o furo e puxe o êmbolo. Observe o que acontece com a bolha de ar. Anote as suas
observações.
3. Jogue toda a água fora e em seguida tape o fure, puxe o êmbolo o máximo que
conseguir, depois o solte. Observe o que acontece e anote as suas observações.

Questões para discussão:

1. A partir das suas observações do procedimento 2, explique o que acontece com a bolha.
2. O que é ar rarefeito?
3. O que é ar comprimido?
4. A partir das suas observações do procedimento 3, explique o que acontece com o êmbolo da seringa.

Atividade 3 - A Vela Necessidade de Ar para Queimar.

Objetivo: Mostrar a participação do oxigênio na queima e a diminuição da pressão.

Material:

Prato fundo com água.

Metade de uma vela.

Garrafa PET cortada ao meio com tampa.

Fósforos ou isqueiro.

Procedimento:

1. Acenda a vela, pingue um pouco de parafina no centro do prato, fixe a vela e encha o prato com água.
2. Acenda a vela, coloque a garrafa PET cortada e tampada sobre a vela, espere a vela queimar. Observe o que acontece e
anote as suas observações.
3. Retire lentamente a tampa da garrafa PET e observe o que acontece. Anote as suas observações.

Questões para discussão:

1. O que acontece com a chama da vela? Por que isto acontece?


2. O que acontece com a água no prato enquanto a vela se queima? Por que isto acontece?
3. O que acontece com a água depois que a tampa da garrafa PET foi aberta? Por que isto acontece?
Atividade 4 – Concentração de Oxigênio no Ar.

Objetivo

Determinar o teor aproximado de oxigênio no ar.

Material

Proveta de 100 a 200 mL.


Meio copo de vinagre.
Uma esponja de aço.
1 frasco de vidro.

ProcedimentoEsquema do experimento:

1. Coloque água no frasco de vidro até a metade de sua capacidade.


2. Complete o copo que contém vinagre com igual quantidade de água. Em seguida, coloque a metade da esponja de aço
nesse mesmo copo, movimentando-a dentro do vinagre diluído por cerca de 1 minuto.
3. Retirando a esponja de aço, agite-a, retirando grande parte do vinagre. Depois, rapidamente, introduza a esponja de aço
molhada de vinagre no fundo da proveta e a vire de cabeça para baixo, com cuidado para que a esponja não caia,
colocando-o no frasco que contém água.
4. Observe e meça a altura da coluna de água dentro da proveta no momento da montagem e algum tempo depois.

Questões para discussão:

1. O que acontece com a esponja de aço durante o processo? Por que isto acontece?
2. O que acontece com a altura da coluna? Por que isto acontece?

Atividade 5 - A Pressão Exercida por Materiais nos Estados Líquido e Gasoso

Objetivo: Observar as evidências de que a pressão atmosférica existe e como ela atua.

Materiais: duas garrafas pet, balão, desentupidor de pia.

Procedimentos:
1) Nesta exploração, usaremos duas garrafas plásticas de refrigerante 2 litros. Uma delas
foi perfurada próxima ao fundo, na lateral. No gargalo de cada uma das garrafas, introduziremos
um balão de borracha que pende para o lado de dentro. Depois disso, tentaremos encher os
balões em cada uma das garrafas. Registre sua observação e avalie se a presença do furo
exerce alguma influência no resultado da experiência.

2) Desta vez, vamos utilizar a garrafa furada para soprar o balão até que ele preencha pouco
mais da metade do espaço definido no interior da garrafa. Após obter essa configuração, iremos tampar o
furo com o dedo e retirar a boca do gargalo. Registre sua observação e elabore uma explicação para esse
resultado.

3) Essas duas explorações oferecem subsídios para responder a questão levantada inicialmente? Registre seus
argumentos.

4) Usaremos novamente a garrafa plástica furada, desta vez sem o balão. Encheremos a garrafa com água,
enquanto tampamos o furo com o dedo. Depois disso, a tampa da garrafa deve ser recolocada para observar se a
água pode escapar pelo furo lateral. Experimente tampar e destampar a garrafa algumas vezes.

5) Quando a garrafa é tampada, a água continua a escorrer um pouco.

a) O que acontece com o volume ocupado pelo ar contido na garrafa depois que a tampa é enroscada?

b) O que acontece com a densidade do ar confinado e a pressão que ele é capaz de exercer no interior da garrafa?

c) O ar atmosférico exerce uma ação sobre o líquido na região do furo lateral? Explique.

d) É razoável afirmar que a tampa da garrafa controla a ação do ar atmosférico sobre a superfície superior do líquido? Explique.

Atividade 5 - Funcionamento de um submarino

Problema a ser investigado: Como funciona um submarino?

Você vai precisar de:

Um conta-gotas cheio de água, uma garrafa plástica vazia de refrigerante (tipo PET) e água. Observação: Você pode substituir o
conta-gotas com esferas de chumbo por um tubo de ensaio pequeno.

Procedimento:
1. Pegue um conta-gotas e coloque em seu interior algumas esferas de chumbo, como
mostra a figura.

2. O conta-gotas está preparado para funcionar como um pequeno submarino. Para isso,
coloque-o dentro da garrafa de plástico cheia de água. Tampe bem a garrafa.

3. Observe o que acontece com a água e com o “submarino” quando apertamos e


soltamos a garrafa.

4. Apertando a garrafa, controle o afundamento do “submarino” e depois sua emersão.


Tente ainda manter o submarino parado no meio da garrafa, sem afundar nem emergir.

Questões para discussão:

1. O que acontece com a quantidade de água dentro do conta-gotas quando pressionamos a garrafa de plástico? O que acontece
com a água quando soltamos a garrafa? Como se explica esse comportamento?

2. O que acontece com a massa, o volume e a densidade do conta-gotas quando apertamos a garrafa de plástico?

3. Por que o conta-gotas afunda quando apertamos a garrafa e flutua quando a soltamos?
4. Qual é a condição física para que o conta-gotas permaneça em equilíbrio na água, sem emergir nem submergir?

5. Pesquise e responda: como fazem os peixes, polvos e outros animais aquáticos para submergir e afundar na água?

Corrente de convecção de calor no ar.

A troca de calor exige a presença de duas regiões: uma quente e outra fria. Naturalmente, o
calor se propaga da fonte quente para a fria.

Nos gases e líquidos, a propagação de calor acontece pela movimentação das partículas. As
partículas vão das regiões mais quentes para as mais frias e vice-versa. Este processo é
denominado CONVECÇÃO. Um bom exemplo de corrente de convecção são as correntes de ar que
formam os ventos.

Atividade 6: A cascata de fumaça


Objetivo: Observar as correntes de convecção formadas pela fumaça.

Material: 1 garrafa PET de 2 litros, transparente e dotada de um furo com diâmetro aproximado de 10 mm (que pode ser feito
usando-se um prego aquecido ou um ferro de soldar) e situado a 4 dedos do fundo da garrafa; folha de papel sulfite e fósforo.

Procedimento:

1. Cortar uma tira de papel sulfite de 20 x 10 cm. Com ela fazer um tubo de comprimento 20 cm e colocá-lo no orifício da
garrafa, de modo que fiquem 5 cm dentro da garrafa.

2. Colocar fogo na extremidade exterior desse tubo de papel. Observe e anote o que observou.

Questões para discussão:

1. O que acontece enquanto o papel queima?

2. Por que isto acontece?

Atividade 7: Como Funciona uma Panela de Pressão?

Objetivo: explicar o funcionamento da panela de pressão e relacionar com os conceitos estudados.

Pesquise e responda: descreva o funcionamento de uma panela de pressão.

Questões para discussão:

1. O que acontece com a temperatura de ebulição da água em grandes altitudes e ao nível do mar? Por que isso acontece?

2. No interior de uma panela de pressão, hermeticamente fechada e sob temperatura ambiente, a pressão é maior, menor ou
igual à pressão atmosférica? Justifique a sua resposta.

3. O que há entre o nível superior da água de cozimento do feijão e a tampa da panela de pressão, antes do aquecimento da
panela? E depois que a água entra em ebulição, o que há nesse espaço?

4. No interior de uma panela de pressão, hermeticamente fechada e sob aquecimento, a pressão é maior, menor ou igual à
pressão atmosférica? Justifique a sua resposta.

5. No interior de uma panela de pressão, hermeticamente fechada e sob aquecimento, a temperatura de ebulição da água é
maior, menor ou igual a 100oC? Justifique a sua resposta.

6. Se compararmos o cozimento de determinada quantidade de alimento feito em uma panela comum e na panela de pressão,
submetidas à mesma fonte de calor, podemos observar que o alimento cozinha mais rapidamente na panela de pressão. Por que
isso acontece?

7. Por que o tempo de cozimento dos alimentos na panela de pressão não é alterado se baixarmos a chama depois que a água
do cozimento entra em ebulição?

8. Qual é a função da válvula da panela de pressão?

9. Represente através de um modelo de partículas a água no interior da panela de pressão, antes e depois do seu aquecimento
até a ebulição.

10. Escreva uma descrição do modelo que você representou através do seu desenho.

O Efeito estufa

A manutenção da temperatura na superfície do nosso planeta é chamado efeito estufa. Tal efeito acontece graças a presença da
atmosfera terrestre. A pequena quantidade de gás carbônico que existe na atmosfera da Terra é extremamente importante para
que a temperatura da Terra seja mantida em níveis aceitáveis.
A atmosfera da Terra permite que uma parte da radiação infravermelha incidente sobre a superfície do planeta escape de volta
para o espaço. No entanto, parte desta radiação é refletida pelas camadas inferiores da atmosfera de volta para a superfície do
planeta. Ocorre então o efeito estufa, que mantém o calor na atmosfera terrestre.

O efeito estufa eleva a temperatura média da superfície da Terra cerca de 35o C acima do que ela teria se a atmosfera não
existisse. Assim, graças ao efeito estufa a temperatura da Terra varia em torno de limites aceitáveis para a vida, ou seja, entre -
21o C +14o C. Sem o efeito estufa os oceanos congelariam e a vida na Terra, tal como conhecemos, seria impossível.

O que é uma estufa?

Estufa é uma construção de vidro ou de plástico transparente que serve para cultivar plantas
delicadas ou de plantas que se queira controlar a produção de flores ou frutas durante
qualquer estação do ano. A estufa de violeta apresentada na figura é um exemplo.

Como uma estufa funciona?

A luz do Sol atravessa o vidro ou o plástico transparente e entra na estufa, aquecendo tudo que está no interior da estufa.

A energia luminosa no interior da estufa se transforma em calor, esquentando tudo que há


nela. Os materiais quentes também emitem raios infra-vermelho, mas esses não atravessam
o vidro e, por isso, o calor fica preso no interior da estufa. É por isso que dentro de uma
estufa é mais quente do que do lado de fora, e, mesmo num dia frio ou nublado, a
temperatura no interior da estufa é maior do que fora dela. Esse fenômeno também pode ser
observado no interior de um carro fechado e parado em local iluminado pelo sol, a
temperatura no interior do carro fica mais alta do que do lado de fora dele.

O esquema mostra como o efeito estufa acontece. A luz do Sol passa pelos gases da
atmosfera. A superfície da terra aquecida e o próprio ar emitem raios infravermelhos que ficam presos na atmosfera, por que não
podem atravessá-la e voltarem ao espaço. Isto acontece porque os gases estufa têm propriedades semelhantes ao vidro. Esses
gases deixam passar a luz do Sol, mas não a luz infravermelha. Assim, os gases estufa funcionam como se fosse um telhado de
vidro que cobre toda a terra, fazendo a atmosfera funcionar como uma estufa. Tal efeito, não é apenas benéfico, mas é necessário
para a vida no Planeta Terra.

O que é aquecimento global?

Se o calor escapasse da Terra para o espaço, as temperaturas aqui seriam muito baixas e não seria possível viver aqui. Mas, as
temperaturas também não podem ficar muito altas, pois a vida só resiste até certos limites. Assim, se o que retém o calor na Terra
são os gases estufa, esses gases devem ser mantidos em equilíbrio. Se esses gases aumentarem muito na atmosfera, então o
Planeta ficará mais quente. Isto é o aquecimento global. O gás carbônico e outros gases de efeito estufa que são produzidos
na Terra, tanto por fenômenos naturais quanto pela atividade humana, estão aumentando na atmosfera e fazendo com que mais
calor seja retido na superfície da Terra. A queima de combustíveis em grande quantidade e também das nossas florestas estão
produzindo muito gás carbônico, que é jogado na atmosfera. Assim, a temperatura pode aumentar até limites insuportáveis para a
vida.

Exercício 6: Questões para estudo do texto.

1. Descreva uma estufa e explique para que ela serve.

2. Explique o fenômeno do efeito estufa.

3. Por que a vida não seria possível sem o efeito estufa?

4. Qual é a relação entre efeito estufa e aquecimento global?

5. Por que o aquecimento global ameaça a vida na Terra?

Projeto 2 – Pesquisa sobre os problemas que podem ser causados pelo aquecimento global.

A turma deverá ser dividida em grupos de 5 ou 6 alunos.

Cada grupo irá pesquisar sobre algumas questões, organizar a apresentação dos resultados da pesquisa e apresentar para a
turma, conforme orientação do(a) professor(a).

A critério do professor, o projeto pode culminar com um júri simulado a respeito das causas do aquecimento global.

Questões para investigação:

1 Existe uma discussão mundial em torno das possíveis causas do aquecimento global? Quais são essas possíveis causas?
O grupo aceita a idéia de que o aquecimento global esteja sendo causado pela ação humana?

2 O que está sendo feito em redor do mundo para diminuir as possíveis causas humanas para o aquecimento global?

3 O que as pessoas de um modo geral podem fazer para diminuir as causas do aquecimento global que podem ser
provocadas por atividades humanas?

4 Por que a quantidade de ozônio da estratosfera sofreu uma diminuição acentuada nas últimas décadas do século XX?

5 Quais são os problemas causados ao Planeta pela diminuição da camada de ozônio?

6 Qual é a relação entre a diminuição da camada de ozônio e o aquecimento global?

Exercício 7 – Relacionando os conceitos com o contexto.

1. Responda as Questões:

A) O que acontece com os materiais expostos aos raios infravermelhos?

B) O que acontece com os materiais expostos aos raios ultravioleta?

C) Onde se encontra o ozônio na atmosfera? E qual é a função da camada de ozônio no ambiente?

D) Qual é a causa a destruição da camada de ozônio?

E) Quais são as substâncias responsáveis pelo aquecimento da Terra?

2. Classifique as afirmativas a seguir como verdadeiras (V) ou falsas (F):

A) ( ) A luz infravermelha é irradiada para o espaço pelos gases da atmosfera e lá se transforma em calor..

B) ( ) A luz ultra violeta que atravessa a atmosfera pode prejudicar a pele dos humanos e de outros animais.

C) ( ) O gás carbônico na atmosfera contribui para o efeito estufa.

D) ( ) O gás ozônio, na estratosfera, contribui para o efeito estufa.


E) ( ) O gás ozônio, produzido pelo homem pode ser considerado um poluidor da troposfera.

3. No quadro a seguir, marque com um X a atitude que contribui para diminuir o aquecimento global.

4. No quadro a seguir, marque com um X as propriedades do gás carbônico e do ozônio, quando for o caso.

Bibliografia

ATKINS, P. W.; JONES, L. L. Princípios de Química: questionando a vida moderna e o meio ambiente. Porto Alegre, Bookman,
2001.

GEPEQ. Interações e transformações I: elaborando conceitos sobre transformações químicas. Química - Ensino Médio. Livro do
aluno e guia do professor. São Paulo, USP, 2001.

LEMBO A. Química: realidade e contexto. São Paulo, Editora Ática, 2001.

Sites Consultados:

http://www.dca.iag.usp.br http://www.searadaciencia.ufc.br/especiais/

http://www.fisica-potierj.pro.br/experiencias/experiencias.htm

http://www.cienciamao.if.usp.br/dados/t2k/_quimica_q13d.arquivo.pdf

http://veja.abril.com.br/saladeaula/300800/p_05.html

http://www.geocities.com/ResearchTriangle/Lab/6116/ozonio.html