Você está na página 1de 3

1

MÉTODO DE NEWTON-RAPSHON
Alessandro Góis Souza e Carlo Emanuel.
Fundação Universidade Federal de Rondônia, Núcleo de Ciência e Tecnologia, Departamento de Engenharia e Física - DENFI
Curso de Bacharelado em Engenharia Elétrica - 4o Período - Matrícula: 200711809 e 200711776 - Disciplina de Cálculo Numérico

Resumo—Este relatório é baseado em um método numérico Métodos


que calcula as raízes de uma equação polinomial. E também No matlab, criou-se o seguinte programa, com a finalidade de
compara esse método com o método mo meio intervalo (MMI) se calcular as raízes do polinômio desejado usando o Método de
mostrando suas vantagens e desvantagem. Newton-Raphson:
Index Terms—Método de Newton-Raphson, Método da bis- %Método de Newton-Raphson
secção, raízes, etc... clear
clc
x0 = input (’x zero inicial: ’);
I. I NTRODUÇÃO format short
t=inline(’x^3 - 3*x + 3’)

O Método de Newton-Raphson é obtido da seguinte forma:


dado uma função f(x) continua, e nela um ponto (xk, f(xk))
traçamos a reta Lk(x) tangente à curva da função nesse ponto:
q=diff(’x^3 - 3*x + 3’)
x=x0;
c=0;
C=0;
ite=10;
Lk(x) = f(x) + f’(xk) (x - xk) %Início da Convergência
for i=1:ite
c=c+1;
Lk(x) é um modelo linear que aproxima a função f(x) numa x;
vizinhança de xk. Encontrando o zero deste modelo, obtemos: A(c)=t(x);
Lk(x) = 0 então x= xk - f(x)/f’(xk) B(c)=subs(q,x);
Fazemos então xk + 1 = x Z(c)= x - A(c)/B(c);
x=Z(c);
Desta forma podemos dizer que o método é expresso pela end
formula: disp(’Raíz da Função’)
disp([x’])
xk + 1 = xk - f(xk)/f’(xk) %Construção da Tabela com resultados
disp (’Iteração x f(x)’)
disp([(1:c)’ Z(1:c)’ A(1:c)’])
O processo se repete até que se obtenha uma aproximação da %Construção do gráfico sinalizando a raiz
raiz exata ξ = xk, quando f(xk) = 0, ou então até o número de fplot(t,[-5,4])
iterações desejado. grid on
hold on
plot(Z(c),A(c),’*k’)
II. O BJETIVOS
Objetivos Gerais
Tem-se como intuito achar as raízes da função pelo método de Esse programa além de calcular as raízes da equação de acordo
Newton-Raphson e comparar os resultados obtidos com o método com um passo inicial, que deve ser bem próximo à raiz, ele
do meio intervalo (MMI) ou Bissecção. também plota o gráfico referente a equação com o intervalo de
Objetivos Específicos -5 á 4.
Tem-se como objetivo específico encontrar um valor bem Tal programa deve ser rodado duas vezes para os seguinte
aproximado das raízes da seguinte equação polinomial: valores inciais de x: x0 = -2 e x0 = -0.8.
Para poder comparar o resultado do Newton-Raphson com o
f (x) = x3 − 3x + 3 (1) da bissecção foi precisso desse seguinte programa que utiliza o
método da bissecção no matlab para calcular as raízes.
cujas raízes estão próximas dos pontos x0 = -0,8 e x0 = -2 clear
clc
%%%Dados iniciais%%%
III. M ATERIAIS E M ÉTODO a=-2;
Materiais b=-3;
A(1)=a;
B(1)=b;
Foi necessário fazer uso de um notebook, com a seguinte f=inline(’x^3-3*x+3’)
configuração: %%%condição de execução%%%
if f(a)*f(b)>0
Erro (’A função não muda de sinal’)
• Processador Pentium Dual-core break
• Memória: 2 GB RAM end
%%%execução%%%
• HD: 160 GB SATA precisao=10^(-3);
Interacoes= input (’numero de interações: ’);
%%%looping%%%
E ainda: for i=1:Interacoes
%comando%
• Software Matlab 7.0 X(i)=((A(i)+B(i))/2);
Y(i)=f(X(i));
• Software TexnicCenter %condição dos intervalos%
if(X(i)-A(i))<precisao
2

disp (’Houve convergência’) 4.0000 1.3376 3.8554


%Se houve convergência o sistema para% 5.0000 0.7546 1.3805
end 6.0000 1.6572 1.1659
if Y(i)==0 7.0000 1.1648 2.5797
disp(’Foi encontrada uma raiz exata’) 8.0000 0.1504 1.0860
break 9.0000 1.0208 2.5523
elseif f(A(i))*Y(i)<0 %bissecção% 10.0000 -6.9156 1.0013
A(i+1)=A(i);
B(i+1)=X(i);
else
A(i+1)=X(i); Tem-se o gráfico da equação dos dois casos gerado pelo matlab.
B(i+1)=B(i);
end
%informação%
Inter=i;
if Inter>=Interacoes
disp(’Não foi encontrado um valor com a precisão desejada’)
end
end
%%%contruindo gráfico%%%
n=length(X);
K=1:n;
output=[K’ A(1:n)’ B(1:n)’ X’ Y’];
disp(’Inter a b xi yi’)
disp(output)

Sabendo-se que a raiz se encontra entre -2 e -3 foi aplicado


ao algoritmo esse intervalo.

IV. R ESULTADOS
Ao executar o programa que utiliza o médoto do Newton-
Raphson, pediu-se o x inicial que no primeiro caso é -2, e obteve-
se o seguinte resultado em 0.121997 segundos. Figura 1. Gráfico da equação polinomial
x zero inicial: -2

t = Ao executar o programa que utiliza o método da bissecção,


pediu-se o número de interações o qual usaremos 10, e obteve-se
Inline function: o seguinte resultado em 0.030346segundos:
t(x) = x^3 - 3*x + 3
f =

q = Inline function:
f(x) = x^3-3*x+3
3*x^2-3
numero de interações: 10

Raíz da Função Interações a b xi yi


-2.1038 1.0000 -2.0000 -3.0000 -2.5000 -5.1250
2.0000 -2.0000 -2.5000 -2.2500 -1.6406
Iteração x f(x) 3.0000 -2.0000 -2.2500 -2.1250 -0.2207
1.0000 -2.1111 1.0000 4.0000 -2.0000 -2.1250 -2.0625 0.4138
2.0000 -2.1038 -0.0754 5.0000 -2.0625 -2.1250 -2.0938 0.1027
3.0000 -2.1038 -0.0003 6.0000 -2.0938 -2.1250 -2.1094 -0.0575
4.0000 -2.1038 -0.0000 7.0000 -2.0938 -2.1094 -2.1016 0.0230
5.0000 -2.1038 0 8.0000 -2.1016 -2.1094 -2.1055 -0.0171
6.0000 -2.1038 0 9.0000 -2.1016 -2.1055 -2.1035 0.0030
7.0000 -2.1038 0 10.0000 -2.1035 -2.1055 -2.1045 -0.0071
8.0000 -2.1038 0
9.0000 -2.1038 0
10.0000 -2.1038 0 Para uma melhor análise usaremos agora 30 interações no
programa. E assim é dado o seguinte resultado em 0.101999
Já no segundo caso com o x inicial igual a -0.8 o programa segundos.
obteve o seguinte resultado em 0.115143 segundos:
f =
x zero inicial: -0.8
Inline function:
t = f(x) = x^3-3*x+3

Inline function: numero de interações: 30


t(x) = x^3 - 3*x + 3

Interações a b xi yi
q = 1.0000 -2.0000 -3.0000 -2.5000 -5.1250
2.0000 -2.0000 -2.5000 -2.2500 -1.6406
3*x^2-3 3.0000 -2.0000 -2.2500 -2.1250 -0.2207
4.0000 -2.0000 -2.1250 -2.0625 0.4138
5.0000 -2.0625 -2.1250 -2.0938 0.1027
Raíz da Função 6.0000 -2.0938 -2.1250 -2.1094 -0.0575
-6.9156 7.0000 -2.0938 -2.1094 -2.1016 0.0230
8.0000 -2.1016 -2.1094 -2.1055 -0.0171
Iteração x f(x) 9.0000 -2.1016 -2.1055 -2.1035 0.0030
1.0000 3.7259 4.8880 10.0000 -2.1035 -2.1055 -2.1045 -0.0071
2.0000 2.5991 43.5475 11.0000 -2.1035 -2.1045 -2.1040 -0.0021
3.0000 1.8601 12.7612 12.0000 -2.1035 -2.1040 -2.1038 0.0004
3

13.0000 -2.1038 -2.1040 -2.1039 -0.0008


14.0000 -2.1038 -2.1039 -2.1038 -0.0002
15.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 0.0001
16.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 -0.0000
17.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 0.0001
18.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 0.0000
19.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 -0.0000
20.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 0.0000
21.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 0.0000
22.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 0.0000
23.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 -0.0000
24.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 -0.0000
25.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 -0.0000
26.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 -0.0000
27.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 -0.0000
28.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 0.0000
29.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 0.0000
30.0000 -2.1038 -2.1038 -2.1038 -0.0000

V. D ISCUSSÃO E CONCLUSÕES
Comparando os dois primeiros resultados obtido pelo método
de Newton-Raphson pode-se perceber que no primeiro caso
encontrou a raiz em -2.1038, que é facilmente percebível no
gráfico da equação, e no segundo caso encontrou-se um erro,
pois a raiz foi dada como encontrada em -6.9156, o que também
é facilmente percebível no gráfico ser impossível. Com isso
podemos concluir que o método de Newton-Raphson não é
sempre confiável pois nem sempre ele converge e que ele precissa
de um passo inicial bem próximo a raiz para que tenha sucesso.
Comparando agora o método de Newton-Raphson com o da
bissecção, pode-se perceber que o do Newton-Raphson converge
muito mais rápido que o da bissecção, precisando de um numero
bem menor de interações, como no caso acima onde utilizando
o método de Newton-Raphson na equação, pode-se encontrar a
raiz com uma dada precisão com apenas 4 interações enquanto
que no método da bissecção a raiz só pode ser encontrada com
essa mesma precisão somente após 17 interações.

R EFERÊNCIAS
[1] Cálculo Numérico - Aspectos Teóricos e Computacionais. Márcia
A.Gomes Ruggiero e Vera Lúcia da Rocha Lopes - 2a. edição, Person-
Makron Books, 1997.
[2] Cálculo Numérico - Com aplicações. Leônidas C. Barroso e Magali
Maria - 2a. edição, Harbra, 1987.