Você está na página 1de 208

LIVRO DE ORAÇÕES

~2~
~3~

LIVRO DE ORAÇÕES
~4~
~5~

LIVRO DE ORAÇÕES
~6~

SOBRE A ORAÇÃO

s pessoas perguntam freqüentemente:


como devemos orar, com quais palavras,
em qual idioma? Alguns chegam até a
dizer: "Eu não oro porque eu não sei como; eu
não conheço nenhuma oração." Não é necessá-
rio nenhuma habilidade específica para a ora-
ção. Pode-se simplesmente falar com Deus.
Quando e por quanto tempo devemos orar?
São Gregório, o Teólogo, escreve: "Precisamos
lembrar de Deus com mais freqüência do que
respiramos." Idealmente, a vida do cristão deve
ser enriquecida com a oração.
A oração pode ser muito breve. Se estivermos
apenas começando na caminhada de oração,
podemos iniciar com orações bem curtas, de
modo que possamos manter o foco. Deus não
carece de palavras; Ele necessita dos corações
dos homens. Palavras são secundárias; de suma
importância são os sentimentos e a disposição
com a qual nos aproximamos de Deus. Apro-
ximar-se de Deus sem reverência ou com dis-
~7~

tração ‒quando nossa mente fica vagueando ‒ é


muito mais perigoso que dizer as palavras erra-
das na oração.
A oração contumaz baseia-se em uma vida
atenta à sempre presença de Deus em nossa vi-
da, à pureza de nosso coração, à genuína hu-
mildade de nosso espírito e ao mistério da mor-
te, que devemos recordar e contemplar. Contri-
ção e compunção são seus companheiros regu-
lares. Se nossas orações forem favorecidas com
tais lágrimas, tenhamos o cuidado de não per-
der essa bênção por causa do orgulho.
A oração envolve não apenas alegria e reali-
zações, que ocorrerem por causa dela, mas
também um trabalho diário meticuloso. Às ve-
zes a oração traz uma enorme alegria, refres-
cando o homem e dando-lhe novas forças e o-
portunidades. Mas muitas vezes acontece que
alguém não está disposto a orar, que não quer
orar. Assim, a oração não deve depender do
nosso humor. A oração é trabalho. São Silvano,
o Atonia, disse: "Orar é derramar sangue".
Como em todo trabalho, isso requerer um
grande esforço, às vezes um esforço enorme,
para nos forçarmos a orar, mesmo quando não
estamos dispostos a fazê-lo.
Muitos problemas, tristezas e tribulações o-
correm porque as pessoas se esquecem de Deus.
Freqüentemente, justificam sua relutância em
orar pelo fato de estarem muito ocupadas e so-
~8~

brecarregadas com coisas para fazer. Sim, mui-


tos vivem em um tipo de ritmo diferente do das
pessoas da antiguidade. Às vezes temos de fa-
zer um grande número de coisas ao longo do
dia. Mas na vida há sempre certas pausas.
A maioria das pessoas não consegue orar ao
decorrer do dia, razão pela qual precisamos en-
contrar um tempo, mesmo que curto, para nos
lembrarmos de Deus. Antes de começarmos a
trabalhar e nos envolvermos em uma agitação
inevitável, dediquemos, no mínimo, alguns mi-
nutos a Deus. E assim por diante ao longo do
dia: tudo quanto fizermos, em tudo quanto o-
correr, coloquemo-nos em oração. “Bendito és,
Senhor meu Deus!”, “Senhor, tem piedade”,
“Santa Mãe de Deus, socorre-nos”, “Glória a
Ti, Senhor, por tudo!”, com orações como es-
sas, o tempo todo, nossa alma está em oração.
Quando o dia chega ao seu final, lembremo-
nos de tudo que de bem ocorreu, o que de ruim
que possa ter acontecido, lembremo-nos de
nossas ações, agradeçamos a Deus pelas boas,
arrependamo-nos e peçamos perdão pelas más.
Roguemos pelo próximo, por sua salvação e pe-
lo perdão dos seus pecados, tal como o fazemos
por nós mesmos.
Se aprendermos a orar assim no decorrer de
cada dia, em breve poderemos notar quão mais
sã nossa vida se tornará.
Nos teus momentos de oração, criemos o
~9~

costume de acompanha-la por gestos e posições


corporais. Façamos o sinal da cruz, inclinações
de cabeça ao nome de Jesus, nosso Salvador, da
Santíssima Mãe de Deus, façamos inclinações
profundas, prostrações em sinal de adoração,
de arrependimento, de submissão a Deus. Ora
de pé, ora de joelhos, ora com espírito, alma,
palavras e corpo.
A disposição natural do corpo na oração con-
tribui indubitavelmente para um estado orante,
mas de modo algum pode substituir o conteúdo
principal da oração. Não devemos esquecer que
certas disposições do corpo não são acessíveis a
todos. Por exemplo, muitos idosos são sim-
plesmente incapazes de fazer prostrações. Há
muitas pessoas que não podem ficar em pé por
muito tempo.
Se não pudermos orar em pé, então oremos
sentados; se não pudermos orar sentados, então
oremos deitados. É melhor estarmos sentados
pensando em Deus do que ficarmos em pé pen-
sando nas próprias pernas.
Durante o dia, nas diversas ocasiões, façamos
o sinal da cruz: quando colocamos o sinal da
cruz sobre nós mesmos, o poder de Deus se
torna tangivelmente presente em nós.
Um dos sinais do poder de Deus em nosso
meio é o ícone sagrado. Ícones são meios de
auxílio importantes, mas não devem tomar o
lugar do conteúdo. Contemplando o ícone de
~ 10 ~

Cristo, por exemplo, nós olhamos como se fos-


se uma janela abrindo um novo mundo para
nós; atrás do ícone está Ele a quem oramos. E,
diante de um ícone, da Cruz, oremos por tudo e
por todos sempre tendo em mente que o poder
de Deus está sobre nós e sobre aqueles por
quem oramos. Nós devemos orar não somente
por nós mesmos, mas também por nossos seme-
lhantes.
Toda manhã e toda noite, assim como quan-
do estamos na igreja, nós devemos nos lembrar
de nossos parentes, nossa família, amigos e i-
nimigos, e ofertar orações a Deus por todos. Is-
so é muito importante, porque as pessoas são
unidas por um laço indissolúvel e, freqüente-
mente, a oração de uma pessoa por outra a sal-
va de um grande perigo.
Nós não devemos orar apenas pelos nossos
próximos que estão vivos, mas também por a-
queles que partiram para o outro mundo. A o-
ração pelos falecidos é necessária primeiramen-
te porque quando alguém próximo de nós fale-
ce, nós temos um sentimento natural de perda,
o qual nos faz sofrer profundamente. Porém,
essa pessoa continua viva: apenas vive em outra
dimensão, pois partiu para o outro mundo. A
fim de que nossa ligação com aquele que partiu
não seja rompida, devemos orar por ele.
Nossa oração, até aqui tão ampla de inten-
ções, precisa ser, também, familiar. Pelo me-
~ 11 ~

nos, importa que nos esforcemos para que os


membros da família rezem juntos.
A maioria dos nossos contemporâneos vive
de modo que os membros da família se reúnem
raramente, no máximo duas vezes ao dia: no
café da manhã e no jantar.
A oração comum fortalece a família, pois a
vida familiar apenas pode ser verdadeiramente
plena e feliz quando seus membros são ligados
não só por laços familiares, mas também espiri-
tuais, com o mesmo entendimento comum e
perspectivas. Além disso, a oração comum tem
efeitos benéficos em todos os membros da famí-
lia, e é particularmente útil para as crianças e
para os idosos de hoje, muitos dos quais consti-
tuem a primeira geração afastada da piedade e
da devoção.
Além de tudo o que acima foi posto, lembre-
mo-nos de que não somos indivíduos isolados;
somos membros da Igreja, membros de um ú-
nico corpo: somos salvos não isoladamente,
mas junto com outros, com nossos irmãos e ir-
mãs. Portanto, é muito importante que todos
nós tenhamos experiência não apenas na ora-
ção individual, mas também na oração da Igre-
ja, juntamente com outras pessoas. A oração da
Igreja tem uma importância, eficácia e signifi-
cado especial. Muitos de nós sabemos por expe-
riência como é difícil mergulhar nas linhas de
oração quando estamos sozinhos. Mas quando
~ 12 ~

nós chegamos à Igreja, estamos imersos na ora-


ção comum de muitas pessoas, e essa oração
leva-nos a certas profundezas, e nossa oração se
funde com a dos outros e menos suscetível é de
ser invadida por pensamentos estranhos.
Um dos maiores obstáculos para a oração a-
tenta é o aparecimento de pensamentos estra-
nhos.
Para que isso não aconteça, é muito impor-
tante que se corte pensamentos estranhos em
seu primeiro aparecimento, não permitindo que
penetrem profundamente na alma, no coração e
na mente. Aprender a fazer isso requer muito
trabalho sobre si mesmo. Não se pode deixar de
distrair-se com o coração, se não se aprende a
lutar contra pensamentos estranhos. Uma das
doenças do homem moderno é sua capacidade
controlar o próprio cérebro. Seu cérebro é au-
tônomo, e seus pensamentos vão e vêm espon-
taneamente. O homem moderno, como uma
regra, não segue o que está acontecendo em sua
mente. Mas para aprender a oração verdadeira
é preciso seguir os pensamentos e expulsar im-
piedosamente aqueles que não correspondem a
uma disposição orante. Orações curtas ajudam
a superar distrações e pensamentos estranhos:
Salvador, Filho de Deus, salva-nos! Santíssima
Mãe de Deus, socorre-nos! Senhor Jesus Cris-
to, Filho de Deus, tem piedade! Etc.
Com a ajuda de tais orações, pode-se apren-
~ 13 ~

der a orar com atenção e concentrar-se na ora-


ção. É necessário orar com o coração e, a Ora-
ção do Coração ou Oração de Jesus é grande
instrumento.
A Oração de Jesus é: “Senhor Jesus Cristo,
Filho de Deus, tem piedade de mim, um peca-
dor.” Também há uma forma mais curta. “Se-
nhor Jesus Cristo, tem piedade de mim. ” Mas
pode-se reduzir a oração a três palavras: “Se-
nhor, tem piedade.” Quem pratica a Oração de
Jesus não a repete somente durante os serviços
divinos ou quando orando em casa, mas quan-
do viaja, come e ao ir dormir. Ainda que esteja
falando com alguém ou ouvindo alguém falar,
sem perder a intensidade de sua percepção, po-
de-se, entretanto, continuar a repetir esta ora-
ção no fundo de seu coração. O significado da
Oração de Jesus não consiste, claro, na sua re-
petição mecânica, mas em sentir a presença vi-
va de Cristo sempre. Esta presença é sentida
por todos nós primeiro porque, ao recitar a O-
ração de Jesus, nós recitamos o nome do Sal-
vador. O nome é um símbolo de seu portador;
no nome está presente, por assim dizer, a pes-
soa a quem ele pertence.
Quando fazemos a Oração de Jesus é muito
importante tentar não imaginar Cristo, repro-
duzindo-O como alguém em uma situação
mundana ou, por exemplo, crucificado. A Ora-
ção de Jesus não deve ser relacionada a ima-
~ 14 ~

gens que possam formar-se em nossa imagina-


ção, porque, assim sendo, há uma substituição
da verdadeira imaginação. A Oração de Jesus
deve ser acompanhada apenas por uma percep-
ção interior da presença de Cristo e uma sensa-
ção de estar diante do Deus Vivo.
Para resumir nossa exposição sobre oração:
oração é, acima de tudo, uma conversa com
Deus, um encontro com Ele, um diálogo que
envolve não apenas nossas próprias palavras
dirigidas a Deus, mas também a resposta de
Deus. Portanto, é importante que saibamos não
apenas falar, mas também ficar em silêncio, pa-
ra que possamos escutar a profundidade de
Deus que nos é revelada através da oração.
Aprendamos a orar; trabalhemos para que a
oração alcance nosso coração e, através de nos-
so coração, ascendamos às alturas celestiais pa-
ra alcançarmos Deus. Trabalhemos em nós
mesmos para que a oração se torne o núcleo e a
fundação de nossa vida. Peçamos a Deus, à
Mãe de Deus e aos santos, para que nos ensi-
nem a orar, pois vida sem oração é impossível,
assim como é impossível viver e ser salvo sem
Deus e Sua Igreja.

Metropolita Hilarion (Alfeyev)


~ 15 ~

ORAÇÕES MATINAIS
Tendo despertado do sono, antes de qualquer
outra ação, levanta-te com reverência, faze o
sinal da Cruz ,dizendo:
m Nome do Pai, do Filho e
do Espírito Santo. Amém.
Após uma pequena pausa, faze o sinal
da Cruz e breves inclinações a cada invocação:
Senhor, sê misericordioso com o
(a) pecador(a) que sou. Inclinação.
Tu me criaste, Senhor, tem miseri-
córdia. Inclinação.
Pequei inúmeras vezes, Senhor,
perdoa-me. Inclinação.
Senhor Jesus Cristo, Filho de
Deus, pelas orações da Tua puríssima
~ 16 ~

Mãe e de todos os santos, tem pieda-


de de nós. Amém.
Glória a Ti, nosso Deus, glória a
Ti.
ei Celestial, Consolador, Espí-
rito da Verdade, presente em
toda parte e ocupando todo lu-
gar, tesouro dos bens e dispensador da
vida, vem e habita em nós, purifica-
nos de toda a mácula e salva as nossas
almas, Tu que és bom. Amém.
Santo Deus, Santo Forte, Santo
Imortal, tem piedade de nós! (três ve-
zes).
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espí-
rito Santo, agora e sempre e pelos sé-
culos dos séculos. Amém.
Santíssima Trindade, tem piedade
de nós.
Senhor, purifica-nos dos nossos
pecados.
Mestre, perdoa-nos as nossas ini-
qüidades.
Tu que és Santo, cura, pelo Teu
~ 17 ~

Nome, as nossas enfermidades e visi-


ta-nos.
Senhor tem piedade! (3 vezes).
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo, Inclinação. agora e sempre
e pelos séculos dos séculos. Amém.
ai nosso, que estás nos Céus,
Santificado seja o Teu Nome,
venha a nós o Teu Reino, seja
feita a Tua vontade, assim na terra
como no Céu. O Pão nosso de cada
dia nos dá hoje, perdoa-nos as nossas
dívidas, assim como nós perdoamos
aos nossos devedores, e não nos dei-
xes cair em tentação, mas livra-nos do
maligno. Amém.

Tropário Para A Santíssima Trindade:


endo despertado do sono, nós
nos colocamos diante de Ti, ó
Bondoso, e cantamos a Ti, ó
Poderoso, com vozes sonantes, o Hi-
no Angelical: Santo, Santo, Santo és
Tu, ó nosso Deus; Pelas orações da
~ 18 ~

Mãe de Deus, tem piedade de nós.


Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito
Santo: Foste Tu que nos levantaste
do leito e do sono, ó Senhor: Ilumina
a nossa mente e o nosso coração, e
abre nossos lábios para que Te lou-
vemos, Trindade Santa: Santo, Santo,
Santo és Tu ó Deus; Pelas orações da
Mãe de Deus, tem piedade de nós.
Agora e sempre e pelos séculos dos
séculos. Amém. O Juiz Supremo virá
subitamente e as obras de cada um se-
rão reveladas. Eis porque, agora, nós
Te invocamos com temor: Santo, San-
to, Santo és Tu, ó nosso Deus. Pelas
orações da Mãe de Deus, tem piedade
de nós.
Senhor tem piedade! (12 vezes).

Oração De São Basílio, O Grande,


Para a Santíssima Trindade
uando eu levanto do sono, dou-
te graças, Trindade Santa, pois
em Tua infinita Bondade e em
~ 19 ~

Tua paciência, não Te encolerizaste


comigo, pecador(a) indolente, nem
me destruíste pelas minhas iniqüida-
des, mas mostraste o Teu usual amor
pelo homem e me levantaste de mi-
nha letargia para contemplar a aurora
e glorificar o Teu poder. Ilumina ago-
ra o olho da minha mente e abre mi-
nha boca para que eu possa meditar
em Tuas palavras, entender Teus
mandamentos, fazer Tua vontade,
louvar-te com uma confissão sincera,
e cantar orações para o Teu santíssi-
mo nome: do Pai, do Filho e do
Espírito Santo, faz uma inclinação de cabe-
ça agora e sempre e pelos séculos dos
séculos. Amém.
Vinde, adoremos Deus, nosso
Rei! Vinde, adoremos e prostremo-
nos diante de Cristo, nosso Rei e
Deus. Vinde, adoremos e prostre-
mo-nos diante do Próprio Cristo,
nosso Rei e Deus!
~ 20 ~

Antífona: Averte a tua Face aos meus


pecados, * e apaga todas as minhas
iniqüidades.
Salmo 50
em piedade de mim, ó Deus, *
segundo a tua grande miseri-
córdia. E segundo a tua imensa
compaixão,* apaga a minha iniqüida-
de. 4 Amplamente lava-me da minha
iniqüidade, * e purifica-me de meu
pecado. 5 Pois eu conheço as minhas
iniqüidades, * e contra mim está sem-
pre o meu pecado. 6 Contra ti, somen-
te, pequei, e fiz o que é mau diante
dos teus olhos; * assim és justificado
em tuas palavras, e vences em teus
julgamentos. 7 Eis que em iniqüidade
fui concebido, e minha mãe conce-
beu-me em pecado. 8 Eis que tu amas-
te a verdade; e tua ignota e oculta sa-
piência me manifestaste. 9 Asperge-me
com o hissopo e serei puro; * lava-me,
e ficarei mais branco que a neve. 10 Tu
me farás ouvir uma palavra de gaudio
~ 21 ~

e alegria, * e exultarão esses ossos


humilhados. 11 Averte a tua Face aos
meus pecados, * e apaga todas as mi-
nhas iniqüidades. 12 Um coração puro,
cria em mim, ó Deus, * e o meu ínti-
mo renova com um espírito reto. 13
Não me projetes longe de tua face, * e
o Teu Santo Espírito de mim não reti-
res. 14 Restaura-me da tua salvação a
alegria,* e com um espírito superior
confirma-me. 15 Então conduzirei os
iníquos aos teus caminhos, * e a ti se
converterão os ímpios. 16 Livra-me dos
crimes sanguinários, ó Deus meu sal-
vador, * e a minha língua exultará na
tua justiça. 17 Abre, Senhor, os meus
lábios, * e a minha boca proclamará o
teu louvor. 18 Se quisesses que um sa-
crifício eu te oferecesse; certamente
no holocausto não te deleitarias. 19
Pois sacrifício aceitável a Deus é o es-
pírito arrependido; ao coração contri-
to e humilhado, tu, ó Deus, não des-
prezas. 18 Faze-te benigno, Senhor, em
~ 22 ~

tua boa-vontade a Sião, e se reedifica-


rão os muros de Jerusalém. 19 Então
aceitarás sacrifícios de justiça, obla-
ções e holocaustos, e serão vitelos so-
bre o teu altar oferecidos..
Glória ao Pai, &c. Agora e sempre &c.
Antífona: Averte a tua Face aos meus
pecados, e apaga todas as minhas ini-
qüidades.

O Símbolo Da Fé
reio em um só Deus, Pai oni-
potente, Criador do céu e da
terra, de todas as coisas visíveis
e invisíveis. Creio em um só Senhor,
Jesus-Cristo, Filho Unigênito de
Deus, do Pai nascido antes de todos
os séculos: Deus de Deus, luz da luz,
Deus verdadeiro de Deus verdadeiro,
gerado não criado, consubstancial ao
Pai. Por quem tudo foi feito. Que por
nós, homens, e para a nossa salvação,
desceu dos céus: E se encarnou pelo
Espírito Santo, no seio de Maria Vir-
~ 23 ~

gem, e se fez homem. Também por


nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos;
padeceu e foi sepultado. Ressuscitou
ao terceiro dia, conforme as escritu-
ras, e subiu aos céus, onde está senta-
do à direita do Pai. E de novo há de
vir, em sua glória, para julgar os vivos
e os mortos; e o seu reino não terá
fim. Creio no Espírito Santo, Senhor
Vivificante, que do Pai procede e que
com o Pai e o Filho é simultanea-
mente adorado e glorificado e que fa-
lou pelos profetas. Creio na Igreja
Una, Santa, Católica e Apostólica.
Professo um só batismo para remissão
dos pecados. Espero a ressurreição
dos mortos e a vida do futuro século.
Amém.

Oração diante do ícone de Cristo I


everenciamos, Senhor Jesus
Cristo, nosso Deus e Salvador,
o teu ícone santíssimo e te su-
plicamos por tua misericórdia: perdoa
~ 24 ~

as nossas transgressões voluntárias e


involuntárias e faz-nos dignos de tua
bondade, ó Salvador filantropo. Pelo
teu poder, que estejamos livres das
potências inimigas e protegidos contra
toda ação dos espíritos malignos, da-
queles anjos decaídos que andam pelo
mundo para nos perder. Cobre-nos,
Senhor, com a irradiação de tua glória
e escuda-nos com tua santa Cruz pre-
ciosa e vivificante, para que este dia
seja sem pecado e iluminado por tua
graça e benevolência. Pois Tu és a
santificação de nossas almas e nós te
rendemos glória, ação de graças e a-
doração, com o teu Pai Eterno eo
Teu Santíssimo, Bom e Vivificante
Espírito, perpetuamente, agora e
sempre e pelos séculos dos séculos.
Amém.
~ 25 ~

Oração diante do ícone de Cristo II

enhor nosso Deus, Tu que a-


bençoas os que te bendizem e
santificas os que confiam em
Ti, salva o teu povo e abençoa a tua
herança; conserva a plenitude da tua
Igreja, santifica os que amam a beleza
da tua casa concede-lhes a glória, pelo
teu infinito poder, e não nos abando-
nes, a nós que em Ti depositamos a
nossa esperança. Concede paz ao
mundo que é teu, às tuas Igrejas, aos
teus sacerdotes, aos governantes, for-
ça de segurança e a todo o teu povo.
Pois todo o bem e todo o dom perfeito
procedem de Ti, Pai das luzes, e nós
te damos graças, glorificamos e ado-
ramos, Pai , Filho e Espírito Santo,
agora e sempre, pelos séculos dos sé-
culos. Amém.
~ 26 ~

Oração diante do ícone da Theotocos

verenciamos, Santíssima Vir-


gem Maria Mãe de Deus, o teu
ícone sagrado, estandarte de
vitória contra nossos inimigos, ó in-
vencível estratega! A ti, que nos li-
vraste de nossos males e por cujas o-
rações temos sido preservados da des-
truição e da perda do corpo e da al-
ma, oferecemos esta homenagem em
reconhecimento de tua maternal pro-
teção. Oh Mãe sempre Virgem, vem
outra vez em nosso socorro, pois que
tens uma força invencível, e livra-nos
de toda espécie de perigos, a fim de
que te aclamemos: Ave, Esposa Vir-
ginal e Sempre Virgem Mãe de Deus!
~ 27 ~

Orações De São Macário,


O Grande

Pela pureza e salvação


enhor, purifica o(a) pecador(a)
que eu sou, pois nunca fiz algo
de bom à Tua vista; livra-me
do maligno e que a Tua vontade seja
feita em mim e que eu possa, sem
condenação, abrir meus indignos lá-
bios e louvar o Teu santo nome: do
Pai, do Filho e do Espírito Santo,
agora e sempre e pelos séculos dos sé-
culos. Amém.

Por um dia sem pecado


endo levantado do sono, eu o-
fereço a Ti, ó Salvador, um hi-
no de louvor ao teu Santo e
Magnífico Nome e te suplico: Conce-
de-me não dormir na morte do peca-
do, mas tem compaixão de mim, ó Tu
que foste voluntariamente crucificado,
~ 28 ~

e apressa-Te em levantar-me, pois que


estou tomado(a) pela indolência.
Tendo despertado do sono da noite,
abençoa-me e faze brilhar sobre mim
um dia sem pecado, e salva-me, ó
Cristo Deus. Amém.

Súplica por auxílio e proteção


endo despertado do sono, re-
corro a Ti, Ó filantropo Mestre,
e por tua Bondade esforço-me
para trabalhar em Tua obra, e rogo-
Te: ajuda-me em todo o tempo, em
tudo, e liberta-me de todas as malda-
des do mundo e de todas as investidas
do demônio. Salva-me e conduze-me
ao Teu reino eterno pois Tu és o meu
Criador, o Doador e Provedor de todo
o Bem, e em Ti está toda a minha
esperança e para Ti eu dou glória, a-
gora e sempre e pelos séculos dos sé-
culos. Amém.
~ 29 ~

Ação de Graças e súplica


enhor, dou graças à Tua abun-
dante bondade e imensa com-
paixão pelas quais concedeste a
mim, Teu (tua) indigno(a) servo(a),
atravessar a noite passada sem sofrer
ataques do adversário maligno. Óh
Soberano e Criador de todas as coisas,
concede-me a Tua Luz Verdadeira e
faze-me ter o coração iluminado e fiel
à Tua vontade, agora e sempre e pelos
séculos dos séculos. Amém.

De São Basílio Magno


Grande súplica
enhor Todo-Poderoso, Deus
das Potências Celestes e de to-
da a criatura, Tu que habitas
nas alturas e volves teu olhar para os
humildes, que sondas os corações e o
íntimo de cada ser, que conheces, cla-
ra e antecipadamente, os segredos dos
homens; ó Luz incriada e eterna, úni-
~ 30 ~

co imutável e constante, recebe nossas


súplicas, ó Rei Imortal, não em con-
sideração a nossos lábios impuros,
mas apenas pela Tua imensa compai-
xão. Perdoa-nos, Senhor, os nossos
pecados cometidos por palavras, por
pensamentos e obras, conhecidos e
ignorados, e lava-nos de toda a mácu-
la do corpo e do espírito. Concede-
nos atravessar as trevas da vida pre-
sente com o coração atento e a mente
sóbria, sempre esperando a vinda do
brilhante e marcado dia do Teu Filho
Único, nosso Senhor, Deus e Salva-
dor Jesus Cristo, que como Juiz de
todos virá em glória para recompensar
a cada um segundo suas obras. Que
não sejamos encontrados caídos e so-
nolentos no pecado, mas vigilantes,
ativos e prontos para acompanhá-lo
com alegria ao palácio divino de Sua
glória e lá contemplemos a beleza i-
nexprimível de Tua Face. Pois Tu és a
verdadeira Luz que iluminas e santifi-
~ 31 ~

cas tudo, e toda a criação Te louva pe-


los séculos dos séculos. Amém.

Ação de graças pelo sono e despertar


ós Te bendizemos, Senhor
Deus Altíssimo e misericordio-
so que sempre fazes conosco
coisas grandes, gloriosas e magníficas
para as quais não há medida. Nós te
agradecemos por ter-nos dado dormir
restaurando-nos de nossas debilidades
pelo descanso de nossa carne cansada.
A Ti damos graças por não nos teres
destruído em razão de nossos muitos
pecados, mas em Teu amor te com-
padeceste de nós, indignos e pecado-
res, e não nos deixaste mergulhar no
desespero de nossos pecados, mas nos
levantaste com teu poder e nos deste
glorificar-te em tudo e por tudo. As-
sim, imploramos à Tua infinita bon-
dade: ilumina os olhos do nosso en-
tendimento e desperta as nossas men-
tes do pesado sono da indolência; a-
~ 32 ~

bre nossos lábios e enche-os com Teu


louvor para que possamos, pronta-
mente, cantar ao Teu Santo Nome,
Tu que és Deus, glorificado em tudo e
por tudo, o Pai incriado, com Teu
Filho Único e Teu Santíssimo, Bom e
Vivificante Espírito, agora e sempre e
pelos séculos dos séculos. Amém.

À Ssma. Mãe De Deus


anto à tua graça, Soberana Vir-
gem Maria Mãe de Deus, e a ti
oro para que ilumines a minha
mente. Ensina-me a caminhar com re-
tidão no caminho dos mandamentos
de Cristo. Fortalece-me para que eu
fique desperto(a) em louvor e afasta-
me o sono do desânimo. Esposa Vir-
ginal de Deus, por tuas orações, liber-
ta-me, pois estou preso(a) nas corren-
tes do pecado; vivifica-me, pois estou
amortecido(a) pelas paixões e ilumina
minha alma imersa em trevas. Admi-
rável palácio do Mestre, faze de mim
~ 33 ~

a morada do Divino Espírito e cura-


me das perpétuas paixões da minha
alma. Guia-me nos caminhos do ar-
rependimento, pois sou sacudido(a)
pela tempestade do mundo. Livra-me
do fogo eterno, dos vermes malignos e
do Tártaro. Não me deixes ser expos-
to(a) à alegria dos demônios, culpado
que sou de tantos pecados. Restaura-
me, ó Puríssima, pois enfraqueço por
causa da insensatez de minhas iniqüi-
dades. Apresenta-me intocado(a) pela
corrupção do mundo e pelas seduções
do demônio, e roga por mim ao Divi-
no Mestre para que ele me conceda as
alegrias celestes junto a todos os san-
tos pelos séculos dos séculos. Amém.
Santíssima Virgem, ouve a voz do
teu(tua) servo(a) inútil e concede-me
lágrimas de compunção, ó Puríssima,
e que meu arrependimento limpe a
minha alma de toda impureza. Ofere-
ço-te, incessantemente, os gemidos de
meu coração, maculado por tantos
~ 34 ~

pecados, mas ainda te suplico: luta


por mim, Soberana Senhora, aceita
minhas súplicas e oferece-as ao Deus
de toda misericórdia. Tu que estás a-
cima dos anjos, soergue-me acima das
confusões e adversidades do mundo.
Tu, que portaste em teu seio o Salva-
dor do Mundo, roga para que eu não
perca a graça divina, mas que o Espí-
rito de Deus habite em mim e me sal-
ve. Óh Poderosa Rainha, livra-me dos
males visíveis e invisíveis, da corrup-
ção da alma e das vis paixões que
conduzem ao pecado e intercede por
mim e por todos os Homens que que
alcancemos a paz e a salvação, e a
Deus glorifiquemos pelos séculos dos
séculos. Amém.

Súplica pela salvação da alma


eu Deus, fonte de todas as mi-
sericórdias, Senhor Jesus Cris-
to, que pelo Teu infinito amor
desceste do céu e te encarnaste para a
~ 35 ~

salvação de todos. Salvador, salva-me


pela Tua graça e misericórdia, pois
não tenho obras justas para apresen-
tar-te, e minhas mãos estão cheias de
iniqüidades, meu coração está pesado
pela carga de meus pecados e meus
lábios maculados por palavras vãs.
Oh Misericordioso Salvador, como
pecador que sou, apenas posso apre-
sentar-te minha fé humilde e fraca,
mas confio em tuas palavras: “Eu sou
a ressurreição e a vida: Aquele que crê
em mim, ainda que morra, viverá; e
quem vive e crê em mim, não morrerá
eternamente”. Por isso, meu Senhor,
meu Deus e meu Criador, sendo pe-
quena a minha fé e nulas as minhas
boas obras, consente que, em lugar
das obras, seja-me imputada a fé, meu
Deus, por débil e impura que seja,
pois Tu não encontrarás obras que
possam justificar-me. Que a minha fé,
Senhor, baste para absolver-me de
minhas culpas e fazer-me partícipe da
~ 36 ~

Tua glória eterna. Não permitas, ó


Verbo de Deus, que Satanás se apode-
re de mim e se alegre de ter-me toma-
do de tuas mãos. Por débil e indig-
no(a) que eu seja, embora seja dimi-
nuta a minha fé, não me abandones,
meu Senhor Jesus Cristo, mas susten-
ta-me e salva-me, meu Deus Salvador,
pois Tu és o meu Deus desde o ventre
de minha mãe e a ti fui confiado para
sempre.

Súplica por uma vontade resoluta


oncede-me, Senhor Jesus Cris-
to, meu Senhor e meu Deus,
doravante amar-Te com tanto
fervor quanto outrora amei o pecado,
e que meus pensamentos, palavras e
obras já não mais sejam do agrado do
Demônio, mas que eu faça a Tua
Vontade em todas as coisas e trabalhe
pela glória de teu Reino sem desfale-
cimento, por todos os dias da minha
vida, em pureza e retidão, longe dos
~ 37 ~

pecados, sem abatimento e protegido


contra as insídias do Maligno, agora e
sempre e pelos séculos dos séculos.
Amém.

Para O Santo Anjo Da Guarda:


anto Anjo, tu que ficas ao meu
lado e sabes das desordens de
minha alma e de minha vida,
não abandones o(a) pecador(a) que
sou, nem te afastes de mim por causa
da minha intemperança e fraqueza di-
ante das tentações e paixões. Não
permitas ao Demônio conduzir-me a-
través da selvageria do meu corpo
mortal, mas concede-me forças à mi-
nha alma enfraquecida e ao meu cor-
po açoitado por enfermidades e pai-
xões. Que eu possa conduzir-me em
virtude e fortaleza, longe dos pecados
e vícios que me corrompem a alma e
me afastam do caminho da Salvação.
Pelos muitos pecados e más ações que
cometi e pelas tantas vezes que me fiz
~ 38 ~

surdo aos teus conselhos, peço-te que


me perdoes, pois deles me arrependo
e sei o quanto te fui causa de vergo-
nha e desagrado. Igualmente, rogo-te
que me perdoes pelos pecados que eu
possa ter cometido na noite que pas-
sou e que me protejas neste dia e na
noite vindoura contra toda tentação e
ação demoníaca e peças a Deus por
mim para que eu faça a sua Santa
Vontade em todas as coisas e mereça
a salvação pelos séculos dos séculos.
Amém.

Orações À Santíssima Mãe De Deus


h Santíssima Senhora Mãe de
Deus, por tuas santas e poten-
tes orações, retira de mim,
teu(tua) servo(a) vil e miserável, toda
a má vontade, a imprudência, o des-
caso, os maus pensamentos e toda a
ímpia e nefasta obscuridade de minha
alma. Concede-me, óh Santa Mãe de
Deus, que me sejam apagadas as
~ 39 ~

chamas das paixões e arrancadas as


raízes da corrupção e dos pecados.
Livra-me das más fantasias e más
lembranças e guarda-me contra as su-
gestões do Maligno. Pois a Ti, ó Mãe
Sempre Virgem, consagro e ofereço
todo o meu ser: faze-me digno(a) da
misericórdia divina e da eterna Salva-
ção e que eu possa te bendizer e glori-
ficar pelos séculos dos séculos. A-
mém.
ve, ó Virgem Mãe de Deus, ó
Maria cheia de graça, o Senhor
é contigo, bendita és Tu entre
as mulheres e bendito é o fruto do
Teu ventre: nós te saudamos, pois
deste à luz ao Salvador de nossas al-
mas.
~ 40 ~

Tropário Da Cruz:
alva, Senhor,
o Teu Povo e
abençoa a Tua
herança. Concede aos
Cristãos a vitória so-
bre as hostes inimigas
e, pela Tua Santa
Cruz, protege as
nossas cidades e li-
vra-nos do mal. A-
mém

Orações por si, pelos vivos


e falecidos
Grande Oração Da Manhã
enhor, estando despertos após
o sono que nos deste, concede-
nos conduzir todos os nossos
pensamentos, palavras e obras nas vi-
as de tua Santa Vontade e segundo os
teus mandamentos. Não nos deixes
~ 41 ~

sucumbir às seduções do Maligno e


nem permitas que sejamos atingidos
por seus dardos venenosos que matam
o corpo e alma. Lembra-te, Senhor,
desta cidade onde vivemos, de toda a
cidade e vila e dos fiéis que, com fé,
nelas habitam. Lembra-te também dos
viajantes, e guarda-os; dos famintos, e
sacia-os; dos doentes, e concede-lhes a
cura; dos moribundos, e dá-lhes a vi-
da eterna; dos aflitos, e consola-os;
dos cativos, e livra-os com justiça; dos
que sofrem, e dá-lhes alívio e conce-
de-lhes, Senhor, a cada um, a tua visi-
ta e salvação. Lembra-te ainda, dos
que trazem ofertas e praticam o bem
nas tuas santas Igrejas: cumula-os de
bem materiais e espirituais como
prêmio por sua generosidade; bem
como dos que se lembram dos pobres,
e dá-lhes a salvação e a vida eterna
em teu Reino; e, sobre todos nós, der-
rama a tua abundante misericórdia.
Ainda te pedimos, Senhor nosso
~ 42 ~

Deus: põe fim a nossos pecados, con-


cede-nos tua misericordiosa indulgên-
cia sobre nossas culpas e não nos cas-
tigues pelas nossas transgressões. En-
via-nos teus santos anjos, teus podero-
sos servidores, para que nos tragam a
paz e a segurança em todos os nossos
dias. Abate, com teu poder, ó Deus, a
audácia de nossos inimigos visíveis e
invisíveis e faze triunfar a tua Cris-
tandade. Pois Tu és um Deus bom e
misericordioso, e nós te glorificamos,
Pai , Filho e Espírito Santo, agora e
sempre, pelos séculos dos séculos.
Amém.

Pela Igreja:
embra-Te, Senhor Jesus Cristo,
nosso Deus, das Tuas miseri-
córdias e da Tua compaixão,
pelas quais Tu vieste na carne a este
mundo e morreste na Cruz por nossa
Salvação. Tu que ressuscitaste dentre
os mortos e subiste ao céu, pondo-se à
~ 43 ~

direita de Deus Pai: inclina o Teu ou-


vido a este(a) Teu(tua) servo(a) inútil
e ouve as minhas humildes súplicas,
e que elas se elevem a Ti como per-
fume de espiritual suavidade ofereci-
do por todo o Teu povo. Lembra-Te
primeiro da Tua Igreja Santa, Católi-
ca e Apostólica que Tu nos deste pelo
Teu precioso sangue e concede-lhe a
unidade, a fortaleza, o crescimento e
a proteção: seja ela inexpugnável aos
poderes do Inferno. Tolhe as divisões
das Igrejas, aplaca a fúria das nações,
extingue, pelo poder do Teu Espírito
Santo, a impiedade e as heresias plan-
tadas pelo Maligno. Amém.
alva, Senhor, e tem misericór-
dia dos Teus santos patriarcas
que retamente guardam a Fé,
bem como dos reverendíssimos me-
tropolitas, arcebispos e bispos, de to-
das as ordens sacerdotais, monásticas
e eremíticas, de todos os que servem
na Tua Igreja e a ajudam com seus
~ 44 ~

dons e trabalhos. Pelas suas orações,


tem misericórdia de mim e salva o(a)
pecador(a) que eu sou. Amém.
alva, Senhor, e tem misericór-
dia * do meu pai espiritual N...
[*dos que elevam súplicas pelo
teu povo] e por suas santas orações
perdoa os meus pecados. Amém.

Pelos Vivos:
alva, Senhor, e tem misericór-
dia de meus [*pais (N.), irmãos
e irmãs,] familiares segundo a
carne, de meus vizinhos e amigos, e
concede-lhes a tua proteção e teus fa-
vores terrenos e espirituais. Amém.
alva, Senhor, e tem misericór-
dia, dos idosos e do jovens, dos
pobres, dos órfãos e das viúvas,
daqueles que sofrem por doença ou
tristeza, por infortúnios e tribulações.
Lembra-te dos teus servos que estão
aflitos e cativos nas prisões e nos ca-
labouços, e, especialmente, daqueles
~ 45 ~

Teus servos que são perseguidos pelos


homens sem Deus, pelos infiéis e ini-
migos de Cristo: levanta, Senhor, a
Tua poderosa Destra, salva os teus
servos e esmaga os teus inimigos pelo
poder de teu Santo e Magnífico No-
me. Amém.
alva, Senhor, e tem piedade
daqueles que me tentam e me
fazem o mal e que urdem pla-
nos contra mim. Sejam seus corações
aplacados e que eu não seja causa de
sua condenação. Amém.
lumina com tua luz a consciên-
cia dos Homens sem Fé e da-
queles que foram cegados pelas
forças tenebrosas que andam pelo
mundo espalhando o mal e atraindo
as almas ao abismo da perdição.
Converte-os, Senhor, e junta-os à Tua
Santa Igreja para que sejam dignos de
tua Salvação. Amém.
~ 46 ~

Pelos Nascidos Para O Céu:


embra-Te, Senhor, daqueles
que partiram desta vida: dos
cristianíssimos confessores e
defensores da Fé: Monarcas, príncipes
e princesas, nobiliarcas, santíssimos
patriarcas, reverendíssimos metropoli-
tas, arcebispos e bispos, aqueles das
ordens sacerdotais e clericais da Igre-
ja, aqueles que Te serviram nas or-
dens monásticas e eremíticas: a todos
concede o bendito repouso junto aos
Teus santos na eternidade. Amém.
embra-Te, Senhor, da alma de
Teus servos defuntos, meus
pais/ancestrais N. e de toda
minha parentela segundo a carne.
Perdoa-lhes as transgressões voluntá-
rias e involuntárias, concede-lhes ha-
bitar com teus santos em Teu Reino,
livres de toda aflição e mancha, envol-
tos na tua Luz bendita e gloriosa nas
alegrias perpétuas do paraíso. Amém.
~ 47 ~

embra-Te, Senhor, também, de


todos os teus fiéis falecidos, [*
de N.], e que partiram desta vi-
da na esperança da ressurreição e da
vida eterna. Estabelece-os junto aos
Teus santos, onde a luz da Tua Face
brilhará sobre eles, e tem piedade de
nós e não nos abandones quando
morrermos para este mundo, mas sal-
va-nos, Tu que és bom e amas a hu-
manidade. Amém.
oncede, Senhor, o perdão dos
pecados e a salvação aos nos-
sos ancestrais, irmãos e irmãs
que partiram antes de nós na fé e na
esperança da ressurreição, a eles,
memória eterna entre os santos. A-
mém.

Oração pelos que morreram em pecado


ua luz, ó Cristo nosso Deus,
brilhe sobre aqueles que estão
sentados na escuridão e nas
trevas da morte. Inclina teu olhar para
~ 48 ~

as regiões infernais da terra, ó Senhor,


e traze à alegria da Tua Graça e re-
denção aos teus filhos que morreram
em seus pecados. Tem compaixão, óh
Salvador que tudo podes, e ainda que
tenham caído no obscuro abismo, fa-
ze brilhar sobre eles a tua Luz e que
ainda mereçam alcançar um arrepen-
dimento proveitoso e serem libertos
das cadeias devidas aos seus muitos e
grandes pecados. Que o Teu amor
não seja para eles um fogo consumi-
dor, mas a brandura do Paraíso: Óh
Senhor do amor inexprimível, lembra-
te de Teus servos caídos [N.] e tem
misericórdia: que possam ainda serem
purificados e convertidos a Ti e, liber-
tos dos terrores infernais, alcancem a
Luz e a Paz em teu Reino. Óh Deus
Compassivo e de eterna misericórdia
que vives e reinas com Pai e o Espíri-
to Santo pelos séculos dos séculos.
Amém.
~ 49 ~

Oração Final
erdadeiramente é digno que Te
bendigamos, ó Bem aventurada
Mãe do nosso Deus. Tu que és
mais venerável que os Querubins e
mais gloriosa que os Serafins, dando à
luz o Verbo de Deus, conservaste in-
tacta a tua virgindade. Nós te glorifi-
camos, ó Mãe de Deus!
Glória ao Pai ao Filho e ao Espíri-
to Santo, agora e sempre e pelos sécu-
los dos séculos. Amém.
Senhor tem piedade. (3 vezes,)
Senhor Jesus Cristo, Filho de
Deus, pelas orações da Tua Mãe pu-
ríssima, dos Santos e Teóforos Pa-
dres, e de todos os Santos, tem pie-
dade de nós. Amém.
~ 50 ~

ORAÇÕES DURANTE O DIA


O que é feito com paz e oração é
santificado em si e santifica as pessoas que
o recebem."
Rev. Paisius Svyatorets

Antes De Iniciar Qualquer Trabalho:


enhor Jesus Cristo, Filho Úni-
co gerado de Teu Pai Eterno,
Tu que disseste com Teus pu-
ríssimos lábios: Sem mim vós nada
podeis. Óh Senhor, meu Senhor, ten-
do abraçado com fé as Tuas palavras,
pecador(a) que sou, prostro-me peran-
te a Tua bondade: possa eu, sob teu
amparo, concluir o trabalho que vou
iniciar, em nome do Pai, do Filho
~ 51 ~

e do Espírito Santo. Amém.


Após Terminar Qualquer Trabalho:
u que és a plenitude de tudo o
que é bom, meu Senhor Jesus
Cristo; enche minha alma de
júbilo e alegria e salva-me, pois Tu és
o único grande em misericórdia. A-
mém.

Antes De Qualquer Aula:


ei Celestial, Consolador, Espí-
rito da Verdade, presente em
toda parte e ocupando todo lu-
gar, tesouro dos bens e dispensador da
vida, vem e habita em nós, purifica-
nos de toda a mácula e salva as nossas
almas, Tu que és bom. Amém.
Ou:
h Bondoso Senhor Jesus Cris-
to! Envia-nos a graça do Teu
Santo Espírito, que concede os
dons que fortalecem as potências de
nossa alma, a fim de que, estudando o
ensinamento que nos foi transmitido,
~ 52 ~

possamos aprendê-lo, não para nossas


vaidades, mas para Tua glória, óh
nosso Criador, e para o bem dos nos-
sos próximos e exaltação de tua Santa
Igreja e de nossa Pátria. Amém.

Após Qualquer Aula:


erdadeiramente é digno que Te
bendigamos, ó Bem-aventurada
Mãe do nosso Deus. Tu que és
mais venerável que os Querubins e
mais gloriosa que os Serafins, dando à
luz o verbo de Deus, conservaste in-
tacta a tua virgindade. Nós te glorifi-
camos, ó Mãe de Deus!
ós Te agradecemos, ó Criador,
que nos concedeste a graça de
atender esta aula. Abençoa e
dirige os nossos líderes, pais e instru-
tores para que nos guiem para o que é
bom e te agrada, e concede-nos poder
e força para continuarmos nesses es-
tudos com atenção e proveito. Guar-
da-nos de toda a má palavra e vã dou-
~ 53 ~

trina, afasta de nós os que nos desvi-


am da verdade e que tentam incutir-
nos falsidades e doutrinas demonía-
cas: que nossos mestres sejam piedo-
sos e que sejam seguidores e fiéis
transmissores da verdadeira sabedoria
e da reta ciência que provém de teu
Santo Espírito. Isto te pedimos, Pai
Santíssimo, pelas misericórdias do teu
Filho Unigênito, com o qual és
bendito; com o teu Santíssimo, Bom
e Vivificante Espírito; agora, sempre,
e pelos séculos dos séculos. Amém.
Antes Das Refeições
ai nosso, que estás nos Céus,
Santificado seja o Teu Nome,
venha a nós o Teu Reino, seja
feita a Tua vontade, assim na terra
como no Céu. O Pão nosso de cada
dia nos dá hoje, perdoa-nos as nossas
dívidas, assim como nós perdoamos
aos nossos devedores, e não nos dei-
xes cair em tentação, mas livra-nos do
~ 54 ~

maligno. Amém.
odos os olhos esperam em Ti,
e Tu nos concedes o Teu ali-
mento no tempo apropriado.
Tu abriste a Tua mão e encheste todo
ser vivo com a Tua benção: do que é
teu e tu nos dás, nós te oferecemos
com ação de graças: Glória a Ti, Se-
nhor!
enhor Jesus Cristo, nosso
Deus, Tu que abençoaste os
cinco pães no deserto e com e-
les saciaste cinco mil pessoas, sinal da
cruz sobre a mesa abençoa também
estes alimentos, multiplica-os nesta
cidade e em todo o mundo; santifica
os que deles comerem com fé e repele
toda ação maligna sobre seus corpos e
almas. Porque és Tu que abençoas e
santificas todas as coisas, ó Cristo
nosso Deus, e nós te glorificamos so-
bre si mesmo com o teu Pai eterno
e o teu Santíssimo, bom e vivificante
Espírito, agora e sempre, pelos sécu-
~ 55 ~

los dos séculos. Amém.

Após As Refeições:
ós Te damos graças, Senhor Je-
sus Cristo, nosso Deus e Salva-
dor, pois nos deste de Teus
dons terrenos para a fortaleza de nos-
so corpo, e abençoaste esses teus hu-
mildes servos que te suplicam: não
nos prives do Teu reino celestial, mas
assim como vieste aos Teus discípu-
los, ó Salvador e lhes deste a paz, vem
a nós e salva nos. Nós te glorificamos,
ó Verbo de Deus. Pois a Ti, ó Cristo
Jesus, nosso Senhor e nosso Deus,
pertence toda glória, poder, honra e
adoração, com o teu Pai eterno e o
teu Santíssimo, Bom e Vivificante Es-
pírito, agora e sempre, pelos séculos
dos séculos. Amém.
~ 56 ~

Oração De Noa
h Soberano Senhor, Jesus Cris-
to, nosso Deus, Tu que tens si-
do longânime para com nossos
pecados e nos conduziste até a hora
presente, na qual pregado na Cruz vi-
vificante, abriste a porta do paraíso ao
ladrão agradecido e com a tua morte
destruíste a morte; sê propício tam-
bém a nós teus servos pecadores e in-
dignos. Temos pecado, temos cometi-
do iniqüidades e não somos dignos de
erguer nossos olhos e de olhar para a
altura do Céu, porque abandonamos
o caminho da tua Justiça e temos ca-
minhado segundo a vontade do nosso
coração. Mas suplicamos à tua in-
comparável bondade: poupa-nos, Se-
nhor, segundo a multidão das tuas
misericórdias e salva-nos pelo teu san-
to Nome, porque na vaidade se dissi-
param os nossos dias. Arranca-nos da
mão do inimigo, perdoa os nossos pe-
cados, mortifica os nossos pensamen-
~ 57 ~

tos e sentimentos carnais de modo


que, deposto o homem velho, sejamos
revestidos do novo e vivamos por Ti,
nosso Senhor e Protetor. Assim, se-
guindo os teus mandamentos, possa-
mos chegar ao eterno repouso, lá on-
de está a morada de todos os que se
alegram em Ti; porque, na realidade,
és Tu a verdadeira alegria e a exulta-
ção daqueles que te amam, ó Cristo
nosso Deus. A Ti nós damos glória
juntamente ao teu Pai sem princípio e
ao Santíssimo, Bom, Vivificante,
teu Espírito, agora e sempre e nos sé-
culos dos séculos. Amém

Oração Para A Tarde


endito és Tu, Senhor todo-
poderoso, que iluminas o dia
com a luz do sol e alegras a
noite com os raios do fogo. Tu, que
nos permitiste transcorrer este dia e
chegarmos às portas da noite, escuta-
nos as preces e as de todo o teu povo e
~ 58 ~

perdoa os nossos pecados voluntários


e involuntários. Acolhe nossa oração
vespertina e emite a abundância da
tua misericórdia sobre a tua herança.
Envia-nos, para nossa proteção, os
teus santos Anjos, arma-nos com as
armas da justiça, cerca-nos com a tua
verdade; livra-nos, pelo teu poder,
de toda angústia e de todo o ataque
do inimigo. Concede-nos, que esta
noite e todos os dias de nossa vida se-
jam perfeitos, santos, pacíficos, sem
pecado, dúvidas e ilusões: Nós te su-
plicamos, pela intercessão da Santís-
sima Senhora Mãe de Deus e por to-
dos os santos que desde o princípio do
mundo realizaram o que é do teu a-
grado. Porque Tu és bom e miseri-
cordioso, ó nosso Deus, e nós te glori-
ficamos, Pai, Filho e Espírito San-
to, agora e sempre e pelos séculos dos
séculos. Amém.
~ 59 ~

Oração ao Final do Dia


h Deus, grande e altíssimo, ú-
nico imortal que habitas na luz
inacessível, que tudo criaste
com sabedoria, que separaste a luz
das trevas e puseste o sol para ilumi-
nar o dia e as estrelas para ilumina-
rem a noite; que nos fizeste dignos, a
nós pecadores, de nos apresentarmos
ante tua face nesta hora e oferecer-te
a nossa glorificação [vespertina]; Tu,
Senhor, que amas a humanidade, di-
rige nossa oração como o incenso que
sobe a Ti, recebendo-a como um a-
roma de espiritual suavidade. Que
nesta tarde, e na noite que virá, este-
jamos livres de toda perturbação e,
revestidos com as armaduras da Luz;
fiquemos livres dos temores notur-
nos e de todo mal que se move nas
trevas. Seja o nosso sono livre de toda
imaginação diabólica e sirva de repa-
ração para nossa carne cansada. Sim,
Senhor do Universo, nosso benfeitor,
~ 60 ~

que estejamos compungidos em nos-


sos leitos e não esqueçamos de teus
mandamentos e nem poluamos nossa
alma com o pecado, mas despertemos
com alegria para glorificar tua bonda-
de, oferecendo-te orações e súplicas
por nossos próprios pecados e pelos
erros de todo o teu povo, pelo qual te
rogamos, pela intercessão da Mãe de
Deus, que visites com Tua misericór-
dia e salvação. Porque Tu és bom e
misericordioso, ó nosso Deus, e nós te
glorificamos, Pai, Filho e Espírito
Santo, agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Ver na pág. 63: Orações de Antes de Dormir.

Oração da Noite I
o declinar o dia, nós te damos
graças pela luz noturna, ó
Deus onipotente, e suplicamos
à tua infinita bondade, enquanto o
brilho desta luz nos envolve: digna-te
~ 61 ~

iluminar os nossos corações com a


claridade do teu Santíssimo Espírito a
fim de que não sucumbamos aos po-
deres que vagam nas trevas e nem nos
precipitemos no abismo dos pecados,
mas sejamos por Ti protegidos e livres
de todo mal. Porque Tu és a Luz de
nossas vidas e nós te rendemos glória,
honra e adoração, ó Pai , Filho e
Espírito Santo, agora e sempre, pelos
séculos dos séculos. Amém.

Oração Da Noite II
enhor nosso Deus, Tu que nos
livraste de toda a cilada duran-
te o dia, livra-nos também do
mal que se move nas trevas da noite.
Seja nosso elevar de mãos como ora-
ção vespertina e nossas palavras tal
incenso que ascende ao teu Trono
com suave odor: digna-te guardar-nos
das maquinações e tentações do ma-
ligno. Livra-nos das tribulações e
angústias ocasionadas por Satanás; dá
~ 62 ~

humildade às nossas almas e que os


nossos corações sempre ponderem teu
temível e justo juízo. Conserva nossos
corpos e almas em teu temor e guarda
nossos membros físicos contra toda a
perturbação carnal e espiritual, a fim
de que, na tranqüilidade do sono
também sejamos iluminados pela me-
ditação de teus mandamentos. Afasta
de nós toda a imaginação maligna e
toda paixão nociva e, na hora da ora-
ção, levanta-nos firmes na fé e com a
consciência de termos cumprido os
teus preceitos. Porque Tu és bom e
misericordioso, ó nosso Deus, e nós te
glorificamos, Pai, Filho e Espírito
Santo, agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
~ 63 ~

ORAÇÕES DE ANTES DE
DORMIR
Em Nome do Pai, do Filho e do
Espírito Santo. Amém.
Depois pause por um momento, e faça o sinal
da cruz e pequenas metanóias a cada invoca-
ção.
Senhor, sê misericordioso com o
(a) pecador(a) que sou. Inclinação.
Tu me criaste, Senhor, tem miseri-
córdia. Inclinação.
Pequei inúmeras vezes, Senhor,
perdoa-me. Inclinação.
Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus,
pelas orações da Tua puríssima Mãe e
~ 64 ~

de todos os santos, tem piedade de


nós. Amém.
Glória a Ti, nosso Deus, glória a Ti.
ei Celestial, Consolador, Espí-
rito da Verdade, presente em
toda parte e ocupando todo lu-
gar, tesouro dos bens e dispensador da
vida, vem e habita em nós, purifica-
nos de toda a mácula e salva as nossas
almas, Tu que és bom. Amém.
Santo Deus, Santo Forte, Santo
Imortal, tem piedade de nós! (três ve-
zes).
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo, agora e sempre e pelos
séculos dos séculos. Amém. Santíssi-
ma Trindade, tem piedade de nós.
Senhor, purifica-nos dos nossos peca-
dos. Mestre, perdoa-nos as nossas i-
niqüidades. Tu que és Santo, cura,
pelo Teu Nome, as nossas enfermida-
des e visita-nos.
Senhor tem piedade! (3 vezes).
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
~ 65 ~

pírito Santo, agora e sempre e pelos


séculos dos séculos. Amém.
ai nosso, que estás nos Céus,
Santificado seja o Teu Nome,
venha a nós o Teu Reino, seja
feita a Tua vontade, assim na terra
como no Céu. O Pão nosso de cada
dia nos dá hoje, perdoa-nos as nossas
dívidas, assim como nós perdoamos
aos nossos devedores, e não nos dei-
xes cair em tentação, mas livra-nos do
maligno. Amém.
Tropários De Compunção
u te manifestei o meu pecado:
E não ocultei a minha injusti-
ça! Senhor, tem piedade de
mim, um(a) pecador(a). Muitos são os
flagelos dos pecadores; mas a quem
confia no Senhor, a misericórdia o
cerca. Senhor, tem piedade de mim,
um(a) pecador(a). Glória ao Pai, ao
Filho e ao Espírito Santo. Os olhos do
Senhor velam sobre os que o temem e
~ 66 ~

sobre aqueles que esperam na sua mi-


sericórdia. Senhor, tem piedade de
mim, um(a) pecador(a). Averte a tua
Face aos meus pecados, e apaga todas
as minhas iniqüidades. Senhor, tem
piedade de mim, um(a) pecador(a).
Meditava de noite em meu coração,
refletia e examinava o meu espírito.
Senhor, tem piedade de mim, um(a)
pecador(a). Agora e sempre, e pelos
séculos dos séculos. Amém
Ó bendita Mãe de Deus, abre para
nós a porta da misericórdia; faze que,
esperando em ti, não sejamos decep-
cionados, mas, por teu intermédio, se-
jamos libertados das adversidades e
alcancemos a eterna salvação. Amém.
Senhor tem piedade. (12 vezes)
São Macário, O Grande: Oração da noite
eus Eterno e Rei de toda a cria-
ção, Tu que me concedeste
chegar a esta hora, perdoa-me
os pecados que cometi neste dia em
~ 67 ~

atos, palavras e pensamentos; limpa,


Senhor, a minha alma de toda impu-
reza da carne e do espírito. Concede-
me, Senhor, atravessar o sono dessa
noite em paz e que, ao levantar-me de
meu humilde leito, eu possa louvar o
Teu Nome santíssimo por todos os
dias da minha vida e triunfar sobre os
inimigos carnais e incorpóreos que
guerreiam contra mim. Senhor, livra-
me dos pensamentos frívolos que cor-
rompem minha’alma e dos maus de-
sejos que a perturbam. Pois a Ti per-
tence o reino, o poder e a glória, do
Pai, do Filho e do Espírito Santo, a-
gora e sempre e pelos séculos dos sé-
culos. Amém.
De Santo Antiochus: Prece ao Cristo
h Tu cujo poder se estende so-
bre toda a Criação, Verbo do
Pai, Jesus Cristo, Tu Que és
perfeito, pela plenitude de Tua miseri-
córdia, nunca Te afastes de mim, mas
~ 68 ~

permanece sempre em mim que sou


Teu [tua] servo [a]. Ó Jesus, Bom pas-
tor das Tuas ovelhas, não me deixes a
mercê da sedição da serpente, nem
me deixes aos desejos de Satanás, pois
ainda está em mim a semente da cor-
rupção. Senhor, Deus adorado, Santo
Rei, Jesus Cristo, enquanto durmo,
guarda-me com Tua luz sem declínio,
o Teu Espírito Santo, pelo qual santi-
ficaste os Teus discípulos, e concede-
me, a Teu(tua) servo(a) inútil, a Tua
salvação em meu leito. Ilumina a mi-
nha mente com a luz do Teu Santo
Evangelho; a minha alma, com o a-
mor da Tua Cruz; o meu coração,
com a pureza da Tua palavra; o meu
corpo, com a Tua impassível Paixão,
mantém meu pensamento na Tua
humildade, e desperta-me no tempo
apropriado para a Tua glorificação.
Pois glorificado és com o Teu Pai in-
criado e o Santíssimo Espírito San-
to, por todos os séculos. Amém.
~ 69 ~

Para O Espírito Santo:


oração de compunção
enhor, Rei dos Céus, Consola-
dor, Espírito de Verdade, mos-
tra a Tua compaixão e Tem pi-
edade de mim, Teu(tua) servo(a) pe-
cador(a), e livra-me da minha indig-
nidade. Perdoa-me tudo o que pequei
contra Ti hoje como humano(a) que
sou, não somente como humano(a),
mas até pior do que uma besta, volun-
tária e involuntariamente, com co-
nhecimento ou em ignorância, por
imaturidade ou por sugestão maligna,
quer por falta de vergonha ou por de-
salento. Se jurei pelo Teu nome ou
blasfemei em meus pensamentos; ou
se feri alguém ou me encolerizei com
alguma coisa, ou menti, ou dormi
desnecessariamente, ou se um pedinte
veio ter comigo e não fiz caso dele, ou
se feri meu irmão, ou discuti, ou con-
denei alguém, ou se fui jactante, ou
orgulhoso ou colérico. Se, estando em
~ 70 ~

oração, minha mente se distraiu com


as artimanhas deste mundo, ou por
pensamentos depravados; se comi
demasiado, ou bebi em excesso, ou ri
frivolamente; se tive pensamentos ma-
lignos, ou vendo a beleza de outrem
senti-me ferido(a) em meu coração; se
disse coisas impróprias, ou escarneci
dos pecados de meu irmão enquanto
os meus são incontáveis; se fui negli-
gente nas orações, ou se fiz algo de er-
rado e que no momento não me re-
cordo. Tudo isto fiz e mais ainda.
Tem piedade de mim, ó Mestre, meu
Criador, pois sou o Teu(tua) servo(a)
decaído(a) e indigno(a). Livra-me de
minhas culpas e perdoa-me os peca-
dos, pois Tu és bom e amigo do Ho-
mem, para que o(a) luxurioso(a) e mi-
serável pecador(a) que sou possa dei-
tar-se, dormir e descansar em paz.
Possa eu louvar, cantar e glorificar o
Teu honradíssimo nome, com o Pai e
o Seu Filho Único, agora e sempre
~ 71 ~

e pelos séculos dos séculos. Amém.


Adaptada de São Macário, O Grande:
Ao Filho de Deus, Jesus Cristo
que posso oferecer-Te ou dar-
Te, ó Rei imortal, a Ti que és
dotado de tudo, Senhor com-
passivo e filantropo? Eis que mesmo
tendo eu sido preguiçoso(a) para te
agradar, e nada tenha feito de bom,
Tu me guiaste ao fim deste dia que
passou, e estabeleceste a conversão e
salvação da minha alma. Sê miseri-
cordioso para com o(a) pecador[a] que
sou, privado(a) de qualquer boa ação.
Ergue minha alma decaída e man-
chada por pecados, e afasta-me dos
pensamentos malignos desta vida vi-
sível e sombria. Tu que és o Único
Sem Pecado, perdoa todos os pecados
que cometi contra Ti neste dia, em
pensamentos, palavras e obras, e com
todos os meus sentidos. Por Tua Di-
vina autoridade e pelo Teu poder e
~ 72 ~

amor pela humanidade, protege-me e


guarda-me de toda a circunstância
adversa. Concede-me, Senhor, o per-
dão dos meus pecados e livra-me do
poder dos espíritos malignos e das
paixões que brotam de minha carne.
Cobre-me com a Luz de teu semblan-
te e livra minha mente dos pensamen-
tos vis, malignos e lascivos, para que
eu não caia nas redes armadas por Sa-
tanás e nem meu coração mergulhe
nas trevas abissais. Envia-me um anjo
de paz, guardião e guia da minha al-
ma e do meu corpo, que ele me livre
dos meus inimigos. Que eu possa, ao
levantar-me do meu leito, oferecer-Te
orações de ação de graças e súplicas,
ser instruído(a) pelas Tuas palavras,
livre de todo o mal e adversidade, e
possa bendizer o Teu santo nome,
glorificar e exaltar a puríssima Virgem
Maria, Mãe de Deus, e obter a prote-
ção e a salvação do corpo e da al-
ma. Amém.
~ 73 ~

Para não ter tentações carnais


enhor nosso Deus, em quem
acreditamos e cujo nome invo-
camos acima de qualquer ou-
tro, concede-nos, agora que vamos
dormir, descanso para o corpo e a al-
ma, afasta-nos dos sonhos e dos pra-
zeres obscuros; cessa as investidas fu-
riosas das paixões e extingue o fogo
que arde na carne. Concede-nos viver
castamente em pensamentos, palavras
e obras de modo a obtermos uma vida
virtuosa sem nos afastarmos das bên-
çãos que prometeste. Pois Tu és ben-
dito para sempre. Amém.

Para Nosso Senhor Jesus Cristo:


enhor Jesus Cristo, Filho de
Deus, pela Tua Mãe honradís-
sima, e por Teus anjos incorpó-
reos, pelo Profeta e Precursor João
Batista, pelos apóstolos inspirados por
Deus, pelos gloriosos e vitoriosos
mártires, pelos santos e teóforos pa-
~ 74 ~

dres, e pela intercessão de todos os


santos, livra-me da presença persegui-
dora dos demônios. Sim, meu Senhor
e meu Criador, que não desejas a
morte do pecador, mas que ele se
converta e viva, concede a mim, tam-
bém, miserável que sou, a conversão.
Resgata-me da boca da serpente per-
niciosa que está prestes a devorar-me
e levar-me vivo(a) para o Inferno.
Sim, meu Senhor, meu Consolador,
Tu que por amor ao(à) miserável que
sou assumiste a carne corruptível, ar-
ranca-me da miséria e conforta a mi-
nha alma miserável. Implanta em
meu coração o desejo de cumprir os
Teus mandamentos, de abandonar as
obras vis e de alcançar as Tuas bên-
çãos, pois em Ti, Senhor, tenho espe-
rado, salva-me. Amém.
~ 75 ~

À Santíssima Mãe De Deus:


h bondosa Mãe do Bondoso
Rei, puríssima e abençoada
Maria, Mãe de Deus, derrama
sobre a minha alma afetada por pai-
xões a misericórdia de teu Filho e
nosso Deus. Pela tua intercessão,
guia-me para as boas obras, a fim de
que eu possa passar o resto da minha
vida sem manchas e que por ti eu pos-
sa atingir o paraíso, ó puríssima e
bendita Virgem Mãe de Deus. Amém.

Para O Santo Anjo Da Guarda


njo de Cristo, meu santo guar-
dião e protetor da minha alma
e do meu corpo, perdoa-me to-
dos os pecados que cometi neste dia,
livra-me de todo o mal que me cau-
sam os meus inimigos, tanto visíveis
quanto invisíveis, e dirige-me para
que não caia em novos pecados. Ora
por mim que sou pecador(a) e indig-
no(a), para que eu seja digno(a) do
~ 76 ~

amor e da misericórdia da Santíssima


Trindade, e da santa Mãe do meu Se-
nhor Jesus Cristo, e de todos os san-
tos. Amém.

Para A Mãe De Deus:


ti, Protetora Invencível, Rai-
nha dos exércitos celestes, nós,
Teus servos, oferecemos hinos
de vitória e ação de graças por termos
sido resgatados dos nossos sofrimen-
tos, ó Mãe de Deus. Tu cujo poder é
invencível, livra-nos de todos os peri-
gos que possam nos ameaçar. Que
possamos clamar-te: Ave, Esposa Vir-
ginal!
irgem Mãe de Deus, gloriosís-
sima Maria, Imaculada e casta
Senhora por quem Deus se fez
Homem e habitou entre nós assumin-
do nossa natureza. Tu que és esperan-
ça aos desesperados, auxílio dos afli-
tos, proteção aos que recorrem a Ti,
refúgio dos cristãos, não desprezes a
~ 77 ~

este(a) pobre pecador(a). Aceita as


minhas humildes orações e suplica
por mim a teu Filho, meu Deus e Se-
nhor, para que abra para mim os es-
crínios de sua misericórdia e conceda-
me o perdão de meus numerosos pe-
cados, ofensas e negligências e me al-
cance um arrependimento perfeito e
verdadeira conversão. A poderosa ir-
radiação de tua bênção, óh bendita
Mãe de Deus, possa me proteger dos
assaltos dos meus inimigos que me
combatem o corpo e alma e que me
tentam desviar do caminho da salva-
ção. Possam os potentes raios de tua
glória auxiliar-me nos momentos fi-
nais de minha vida neste mundo de
modo que eu não seja tomado pelo
assalto do Demônio, mas seja condu-
zido à vida eterna, livre de toda con-
denação e feito partícipe das alegrias
do Paraíso junto a todos os santos que
te glorificam, Santa Mãe de Deus e
prestam adoração, honra, louvor e
~ 78 ~

glória a teu Filho que vive e reina


com Deus Pai e o Espírito Santo,
Deus, pelos séculos dos séculos. A-
mém.
erdadeiramente é digno que Te
bendigamos, ó Bem-aventurada
Mãe do nosso Deus. Tu que és
mais venerável que os Querubins e
mais gloriosa que os Serafins, dando à
luz o verbo de Deus, conservaste in-
tacta a tua virgindade. Nós te glorifi-
camos, ó Mãe de Deus!
Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito
Santo, agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Senhor tem piedade. (3 vezes)
Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus,
pelas orações da Tua puríssima Mãe,
dos nossos santos e teóforos padres, e
de todos os santos, tem piedade de
nós. Amém.


~ 79 ~

Oração De São João Damasceno


h Mestre que amas a humani-
dade, será este leito o meu tú-
mulo ou Tu iluminarás minha
pobre alma com mais um dia? Vê, es-
tão diante de mim o túmulo e a mor-
te. Senhor, eu temo Teu julgamento e
os tormentos infindáveis, ainda assim
não cesso de fazer o mal. Senhor meu
Deus, continuamente desagrado a Ti
e à Tua Mãe Santíssima, às hostes ce-
lestes e a meu Santo Anjo da Guarda.
Senhor, sei que sou indigno(a) do Teu
amor pela humanidade, sou tão so-
mente digno(a) de toda a condenação
e tormento. Senhor, quer eu deseje ou
não, salva-me, pois se salvas um justo
não é grande feito, e se tens miseri-
córdia daquele que é puro não repre-
senta nenhuma maravilha, pois eles
são dignos do Teu amor. Mostra a
maravilha da Tua misericórdia reve-
lando assim Teu amor pelo Homem:
Não permitas que a minha iniqüidade
~ 80 ~

prevaleça sobre a Tua inefável bonda-


de e misericordiosa benevolência; or-
dena a minha vida conforme tua von-
tade e salva-me, Senhor Jesus Cristo.
Sê glorificado, Ó Cristo nosso Deus,
juntamente teu Pai Eterno e o teu
Santo, Bom e Vivificante Espírito. E-
ternamente, agora e sempre e pelos
séculos dos séculos. Amém.
lumina meus olhos, Cristo
Deus, para que eu não ador-
meça na morte, e que o meu i-
nimigo jamais diga: eu prevaleci con-
tra ele(a). Glória ao Pai ao Filho e ao
Espírito Santo: sê o amparo da minha
alma, ó Deus, pois passo através de
muitas armadilhas; liberta-me delas e
salva-me, ó Bondoso, pois Tu és Bom
e Amigo do Homem. Agora e sempre
e pelos séculos dos séculos. Amém.
Gloriosíssima Mãe de Deus, Santa a-
lém dos Anjos, cantando-te incessan-
temente com nossos corações e nossas
bocas, nós confessamos que tu és a
~ 81 ~

Mãe de Deus que deste à luz a Deus


encarnado por nós. Roga, a todo tem-
po, por nossas almas. Amém.

A Oração Da Preciosa Cruz


ue Deus se levante e Seus ini-
migos sejam vencidos e que
Seus adversários fujam diante de
Sua face. Tal como o fumo se dissipa,
assim eles sejam dispersos; a semelhan-
ça da cera que se derrete diante do fo-
go, que os demônios pereçam ante a
Face de Deus e se alegrarão os justos
que amam a Deus (Beija a tua Cruz, e faze o
sinal da cruz.) e fazem o sinal da Cruz,
dizendo: Salve, Cruz do Senhor,
preciosíssima Doadora de Vida, pois
Tu afastaste os demônios pelo poder de
nosso Senhor Jesus Cristo que em ti foi
crucificado, que desceu ao inferno e
esmagou poderio do Demônio; que
deu-nos Sua preciosa Cruz como arma
contra nossos inimigos e como poder
~ 82 ~

contra quem nos assalta. A Preciosís-


sima e vivificante Cruz do Senhor, com
a Santa Senhora Virgem Mãe de Deus
e todos os santos, seja minha salvação
pelos séculos dos séculos. Amém.
ircunda-me, Senhor, com o po-
der da Tua Cruz Preciosa e
Vivificante e preserva-me de
todo o mal. Cobre-me, Senhor, com
o poder de Tua Cruz Preciosa e
Vivificante e livra-me de todo o mal.
Seja, Senhor, a Tua Cruz Preciosa
e Vivificante o poder em minha defesa
contra meus inimigos visíveis e invisí-
veis. Amém.
paga, absolve e perdoa, ó
Deus, as nossas ofensas volun-
tárias e involuntárias, cometi-
das em atos e palavras, com conheci-
mento e em ignorância, de dia e de
noite, na mente e no pensamento;
perdoa-nos todas as coisas pois Tu és
bom e amigo do homem. Amém.
~ 83 ~

h Senhor, que amas a humani-


dade, perdoa aqueles que nos
odeiam e nos fazem mal. Faze
o bem àqueles que fazem o bem.
Concede aos nossos irmãos e próxi-
mos a proteção, a salvação e a vida
eterna; visita os enfermos e concede-
lhes a cura. Guia os que estão no mar.
Acompanha os que viajam. Socorre
os Cristãos Ortodoxos em sua bata-
lha. Concede o perdão dos pecados
àqueles que nos servem e são bons pa-
ra conosco. Segundo a Tua imensa
misericórdia, tem piedade daqueles
que nos pediram para orar por eles.
Lembra-Te, Senhor, dos nossos pais e
irmãos que partiram antes de nós e
concede-lhes o repouso onde a luz do
Teu rosto os ilumine. Lembra-Te, Se-
nhor, dos nossos irmãos no cativeiro,
e livra-os de todo infortúnio. Lembra-
Te, Senhor, dos que trazem os frutos
da terra e fazem boas obras em Tuas
Santas Igrejas: concede-lhes a salva-
~ 84 ~

ção e a vida eterna. Lembra-Te, tam-


bém, Senhor, dos Teus servos vis, pe-
cadores e indignos. Ilumina nossa in-
teligência com a luz do Teu conheci-
mento e guia-nos no caminho dos
Teus mandamentos. Pela intercessão
da nossa Puríssima Senhora a Mãe de
Deus e Sempre Virgem Maria, e de
todos os Teus santos, pois Tu és ben-
dito pelos séculos dos séculos. Amém.
A Confissão Diária Dos Pecados:
Ti confesso, Senhor meu Deus
e meu Criador, em uma Santís-
sima Trindade glorificada e
adorada, Pai, Filho e Espírito San-
to, todos os meus pecados que cometi
em todos os dias de minha vida, e em
todas as horas, no presente e no pas-
sado, durante o dia e noite: confesso-
te que pequei com atenção e compunção pe-
los pecados cometidos: por atos, palavras,
pensamentos, glutonaria, embriaguez,
inobservância do jejum, vã loquaci-
~ 85 ~

dade, desânimo, indolência, desres-


peito, desobediência, calúnia, julga-
mento, negligência, auto-estima, culto
ao ego, orgulho, ganância, extorsão,
mentira, desonestidade, disposição
mercenária, ciúme, inveja, ira, memó-
ria das injúrias, ódio, suborno, perda
de tempo, futilidades, risadas indeco-
rosas, jogos vãos, luxúria, prazer car-
nal e tudo o mais que não lembro e
com todos os meus sentidos: visão,
audição, olfato, paladar e tato. Con-
fesso igualmente todos os demais pe-
cados que cometi [sobretudo o de ●],
de alma e corpo, com que Te desa-
gradei, meu Deus e meu Criador, tan-
to a sós quanto com o meu próximo.
Pesaroso(a) por tudo, sou culpado(a)
diante de Ti, meu Deus, mas tenho o
desejo de arrepender-me. Apenas aju-
da-me, Senhor meu Deus, suplico-Te
humildemente, que eu me arrependa
sinceramente e que minha alma se en-
cha de compunção pelos meus peca-
~ 86 ~

dos. Que eu leve, por tua bondade,


uma vida de conversão e penitência e
mereça a tua inefável Misericórdia.
Pela Tua compaixão, perdoa os
meus pecados passados, e absolve-me
destes pecados que confessei em Tua
presença e também daqueles que não
mais lembro, pois Tu és um Deus
bom e filantropo, e eterna é tua mise-
ricórdia. Amém.
m Tuas mãos, Senhor Jesus
Cristo, meu Deus, entrego o
meu espírito. Abençoa-me e
tem misericórdia de mim. Concede-me
a vida eterna em teu Reino. Amém.
~ 87 ~

CÂNONE
DE ARREPENDIMENTO
Em Nome do Pai, do Filho e do
Espírito Santo. Amém.
Depois pause por um momento, e faça o sinal
da cruz e uma prostração a cada invocação.
Ó Deus, sê misericordioso comigo
que sou pecador(a).
Pequei inúmeras vezes, Senhor,
perdoa-me.
Sê benigno, Senhor, para com teu
(tua) servo (a), e tem misericórdia.
Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus,
pelas orações da Tua puríssima Mãe e
de todos os santos, tem piedade de
~ 88 ~

nós. Amém.
Glória a Ti, nosso Deus, glória a Ti.
ei Celestial, Consolador, Espí-
rito da Verdade, presente em
toda parte e ocupando todo lu-
gar, tesouro dos bens e dispensador da
vida, vem e habita em nós, purifica-
nos de toda a mácula e salva as nossas
almas, Tu que és bom. Amém.
Santo Deus, Santo Forte, Santo
Imortal, tem piedade de nós! (três vezes,
seguido de inclinação).
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espí-
rito Santo, agora e sempre e pelos sé-
culos dos séculos. Amém. Santíssima
Trindade, tem piedade de nós. Se-
nhor, purifica-nos dos nossos peca-
dos. Mestre, perdoa-nos as nossas i-
niqüidades. Tu que és Santo, cura,
pelo Teu Nome, as nossas enfermida-
des e visita-nos.
Senhor tem piedade! (3 vezes).
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo, agora e sempre e pelos
~ 89 ~

séculos dos séculos. Amém.


ai nosso, que estás nos Céus,
Santificado seja o Teu Nome,
venha a nós o Teu Reino, seja
feita a Tua vontade, assim na terra
como no Céu. O Pão nosso de cada
dia nos dá hoje, perdoa-nos as nossas
dívidas, assim como nós perdoamos
aos nossos devedores, e não nos dei-
xes cair em tentação, mas livra-nos do
maligno. Amém.
I
Irmos:
omo começar, quando tenho
de chorar todas as obras da mi-
nha vida?
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Contra ti, somente, pequei, e fiz o
que é mau diante dos teus olhos; as-
sim és justificado em tuas palavras, e
vences em teus julgamentos.
Senhor, Deus de bondade, volta pa-
ra mim o Teu olhar compassivo e re-
~ 90 ~

cebe de meus lábios a confissão dos


meus pecados.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Mais que qualquer homem, contra
Ti somente eu pequei, Senhor; mas
perdoa, Deus Salvador, a obra de
Tuas mãos.
Tem compaixão de mim, Senhor,
porque desfaleço; cura-me, Senhor,
porque me sinto abalado.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
A tempestade dos pecados ressoa
em torno de mim: dá-me a mão, Se-
nhor, como a Pedro sobre as ondas.
Arrastei na lama a túnica da mi-
nha carne, ó meu Salvador, maculan-
do a Tua imagem e semelhança.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Os prazeres obscureceram a graça
da minha alma: e por eles, o meu es-
pírito retornou por inteiro ao barro da
~ 91 ~

terra.
Averte a tua Face aos meus peca-
dos, e apaga todas as minhas iniqüi-
dades. Pois eu conheço as minhas ini-
qüidades, e contra mim está sempre o
meu pecado.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Revesti-me do falso esplendor com
que a Serpente me envolvera: segui o
seu conselho e a vergonha tomou con-
ta de mim.
Volta-te, Senhor, e livra a minha
alma; salva-me, pela tua misericórdia.
Pois na morte ninguém de ti se lem-
brará; e nem no inferno te louvará.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Ao ver a beleza da árvore, o meu
espírito transviou-se: fui despido da
pureza e perdi as vestes da inocência.
Das profundezas clamei a ti, Se-
nhor! Senhor, escuta a minha voz! Es-
tejam teus ouvidos atentos à voz da
~ 92 ~

minha súplica!
Glória ao Pai, ao Filho e ao
Espírito Santo.
Eu pequei acima de todos os Ho-
mens, eu pequei contra ti, ó Cristo
Deus. Mas, como Deus, tem compai-
xão de tua criatura, ó Salvador.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Theotokion: Ó Puríssima Mãe de
Deus, olha para o[a] pecador[a] que
eu sou, e liberta-me das armadilhas do
demônio. Guia-me para o caminho
do arrependimento a fim de que eu
possa derramar lágrimas de compun-
ção. Amém.
II
Irmos: Como o publicano, clamo a
ti: tem misericórdia, ó Salvador, tem
misericórdia de mim; pois nenhum fi-
lho de Adão pecou como eu contra ti.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Na terra de Sodoma, o Senhor fez
~ 93 ~

chover do alto do Céu um dilúvio de


fogo.
Refugiada na montanha como Ló,
ó minha alma, salva-te, procurando
refúgio no Senhor.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Ó minha alma, foge do braseiro,
foge do incêndio de Sodoma, foge do
fogo divino vingador.
Contra Ti somente eu pequei, mais
que todos, eu fraquejei: ó Cristo Sal-
vador, tem piedade de mim.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Tu és verdadeiramente o Bom Pas-
tor, vem buscar-me, Senhor, não des-
prezes a Tua ovelha perdida.
Ó Jesus, Tu és a doçura da minha
vida, foste Tu que me formaste e em
Ti, meu Salvador, serei justificado.
Glória ao Pai ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Eu confesso, ó meu Salvador: pe-
~ 94 ~

quei incessantemente contra Ti: mas


na Tua bondade apaga o meu pecado.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Theotokion: Senhora imaculada,
Mãe de Deus, esperança daqueles que
correm para ti, refúgio dos que estão
em perigo, pelas tuas santas orações,
que eu obtenha graça diante de Teu
Filho e nosso Criador. Amém.
III
Irmos: Ó divina e única Trindade,
salva-nos dos desvios das tentações e
dos perigos que constantemente nos
assaltam.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Se nossas iniqüidades observares,
Senhor: Senhor, quem poderá subsis-
tir? Pois em ti encontramos clemên-
cia; e pela tua lei pus em ti, Senhor, a
minha confiança.
O fim aproxima-se, ó minha alma,
e tu te descuidas de te preparares: o
~ 95 ~

tempo urge, levanta-te, porque o Juiz


está às portas: como um sonho ou
uma flor, a nossa vida se desvanece e
nós em vão nos agitamos.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Desperta, ó minha alma e medita
nos atos da tua vida: verte as tuas lá-
grimas contemplando o teu passado:
confessa a Cristo as tuas ações, os
teus pensamentos secretos e serás jus-
tificada.
Ó Salvador, não há nesta vida pe-
cado ou má ação que eu não tenha
cometido em pensamentos, palavras,
obras e intenções, pois não resisti às
inclinações do pecado.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Eis que estou prestes a cair, e a
minha dor está sempre diante de mim,
imerso(a) na aflição dos meus peca-
dos. Salvador, sustenta-me e salva-me
por tua misericórdia.
~ 96 ~

Ó minha’alma, não te descuides


na tua enfermidade, mas faze oração
ao Senhor, e ele te curará. Aparta-te
do pecado, endireita e purifica o teu
coração de todo o delito.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Felizes os que seguem o caminho
sem mácula e andam conforme a lei
do Senhor. Felizes os que guardam
os seus preceitos e de todo o coração
os buscam.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Theotokion: Ó Virgem Mãe de
Deus, tem misericórdia do(a) peca-
dor(a) que eu sou e fortalece-me. Pre-
serva-me na virtude a fim de que a
morte repentina não me pegue des-
preparado(a); e conduze-me, Ó Vir-
gem, ao reino de Deus. Amém.
IV
Irmos: Arranca-nos da mão do i-
nimigo, perdoa os nossos pecados,
~ 97 ~

mortifica os nossos pensamentos e


sentimentos carnais, de modo que,
deposto o homem velho, nos revista-
mos do novo e vivamos por Ti, nosso
Senhor e Protetor.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Na noite se dissipou a minha vida:
ela foi à obscuridade, ao caos profun-
do, à noite do pecado: ó Salvador, i-
lumina-me, para que me torne um(a)
filho(a) da luz.
Semelhante em tudo a Ruben,
mal-aventurado(a) que sou, cometi a
iniqüidade, menosprezando o Deus
Altíssimo e ofendendo o Seu amor pa-
ternal.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
O publicano não ousava levantar
os olhos ao céu, mas batia no peito,
dizendo: Meu Deus, tem piedade de
mim pecador, mas o fariseu se exalta-
va e elogiava a si mesmo.
~ 98 ~

E tu, minh’alma, agora faze como


o publicano e não como o fariseu e
humilha-te diante de Deus, dizendo:
Meu Deus, tem piedade de mim o(a)
pecador(a).
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
A minha vergonha está sempre di-
ante de mim e o meu rosto está cober-
to de confusão. O meu coração está
perturbado dentro de mim, e sobre
mim cai um pavor de morte.
Estou atolado num lodo profundo,
e não encontro onde pôr pé; cheguei a
um sítio de águas profundas, e as on-
das já me cobrem.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Tu recebeste o filho pródigo e o
ladrão que se arrependeram, Ó Salva-
dor, e eu fui o(a) único(a) a sujeitar-
me à indolência pecaminosa e ter me
tornado escravo(a) das obras malig-
nas. Ó minha alma pecadora, arre-
~ 99 ~

pende-te e busca a Deus.


Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Theotokion: A ti acorro confiante,
e abatido(a), clamo de todo coração:
tem misericórdia de mim, teu(tua)
servo(a), e vem depressa em meu au-
xílio; pois, sem o teu socorro, ó Rai-
nha, estarei perdido(a) na multidão de
meus pecados. Amém.
V
Irmos: Eu pequei, eu sei, ó miseri-
cordioso Senhor, e ultrajei o vaso da
minha carne, mas aceita-me em peni-
tência e chama-me a consciência para
Ti. Que eu nunca seja posse ou ali-
mento do inimigo. Óh meu Salvador,
tem compaixão de mim.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Vivi minha vida de forma imoral e
entreguei minha alma às trevas. Mas
agora venho a Ti e imploro, Ó Mestre
Misericordioso, que tu me libertes das
~ 100 ~

obras do inimigo e me concedas sabe-


doria para cumprir a Tua vontade.
Ensina-me, Senhor, o teu cami-
nho, para que eu ande na tua verdade;
dirige o meu coração para que tema o
teu Nome e concede-me um coração
puro para cumprir os Teus manda-
mentos.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Eu pequei, transgredi, desprezei os
Teus mandamentos, pois nasci no pe-
cado e agravei as minhas chagas, mas
dá-me a graça da Tua bondade, Se-
nhor, Deus de nossos pais.
A minha alma está saturada de
males e a minha vida chegou às por-
tas do sepulcro. Tem pesado sobre
mim o teu furor, e fizeste passar sobre
mim as tuas ondas.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Eu pequei: tem piedade, Salvador,
conduz a minha alma à conversão,
~ 101 ~

acolhe o meu arrependimento e con-


cede-me a graça quando Te clamo:
Contra Ti, somente, eu pequei, tem
piedade de mim.
Desperta, por que dormes, ó mi-
nha alma, por que dormes assim? Pois
eis que o fim se aproxima e tu darás
contas no julgamento.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Levanta-te para Deus, Homem
miserável, e lembrando-te dos teus
pecados, prostra-te perante o Criador,
gemendo e chorando, pois Ele é mise-
ricordioso e te concederá saber a Sua
vontade.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Theotokion: Ó Virgem Mãe de
Deus, protege-me de todo mal visível
e invisível, aceita minhas orações e
apresenta-as ao Teu Filho a fim de
que Ele possa conceder-me entendi-
mento para cumprir a Sua vontade.
~ 102 ~

Amém.
VI
Irmos: Senhor, Cristo Deus, que
com a tua paixão curaste as minhas
paixões e com as tuas feridas trataste
as minhas chagas, dá a este mísero
pecador, lágrimas de compunção.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Sobre mim passou a tua cólera e
os teus terrores me conturbaram. Até
quando arderá como fogo a tua cóle-
ra? Lembra-te que é breve a minha e-
xistência!
Faze bem ao teu servo, para que
eu viva; assim observarei a tua pala-
vra. Afasta-me dos caminhos da ini-
qüidade; tem misericórdia de mim,
segundo teus mandamentos.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Cristo se encarnou e chamou ao
arrependimento as cortesãs e os mal-
feitores: faze penitência, ó minha al-
~ 103 ~

ma, pois já se entreabre a porta do


reino e tu és nele antecipada pelos fa-
riseus, os publicanos e as pecadoras
arrependidas.
Clamei por ti, Senhor, e digo: Tu
és a minha esperança, a minha heran-
ça na terra dos viventes! Tira-me a
alma do cárcere de minhas culpas pa-
ra eu dar glória ao teu nome.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Cristo salvou os Magos e reuniu os
Pastores, Ele chama ao martírio as
Crianças inocentes, no Templo glori-
fica o Ancião e a Viúva no ocaso dos
seus dias: ó minha alma, tu não imi-
taste as ações da suas vidas assim, ai
de ti, que terás de passar em julga-
mento!
O Senhor, tendo jejuado quarenta
dias no deserto, mostrou a Sua hu-
manidade sentindo fome: assim, ó
minha alma, não te desencorajes pe-
los assaltos do Inimigo: tu o esmaga-
~ 104 ~

rás aos teus pés pelo jejum e pela ora-


ção.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Lembra-te, minha alma, da vida
eterna e do reino celeste preparado
para os santos, e das trevas exteriores
e da ira de Deus preparadas para o
maligno, e clama: Tem piedade, ó
Cristo Deus, tem piedade de mim.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Theotokion: Tu, que és mais
venerável que os Querubins e mais
gloriosa que os Serafins, dando à luz
o verbo de Deus, conservaste intacta a
tua virgindade. Santíssima Mãe de
Deus, salva-me! Amém.
VII
Irmos: Senhor amigo dos homens,
que desejas a salvação de todos, lem-
bra-Te de mim na Tua bondade e aco-
lhe o meu arrependimento.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
~ 105 ~

Deus, tem piedade de mim.


Desde a minha juventude, ó meu
Salvador, desprezei os Teus manda-
mentos; descuidadamente passei toda
a minha vida na dissipação das pai-
xões; é por isso que Te clamo: Salva-
me, ó meu Salvador, antes do termo
da minha vida.
Eu espero à Tua porta, Salvador,
não me rejeites, na minha velhice não
me envies para o Inferno, mas conce-
de-me, Senhor, antes do fim, o perdão
dos meus pecados.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Loucamente malbaratei nos vãos
prazeres as riquezas da minha alma;
privado de tudo, em ti esperei, não
permitas que minha’alma seja entre-
gue ao abismo.
Não entres em juízo com o(a)
teu(tua) servo(a), pois nenhum viven-
te é justo na tua presença. Angustiado
está em mim o meu espírito, dentro
~ 106 ~

de mim se perturbou meu coração


meu espírito desfalece.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Como Davi, eu caí no abismo on-
de fiquei atolado(a): mas como ele, ó
meu Salvador, purifica-me pelo arre-
pendimento.
Não afastes de mim a tua face, ou
serei como os que descem à cova.
Converte-me, Deus de minha salva-
ção: e afasta de mim a tua ira.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Pensando no teu terrível tribunal,
ó meu Senhor, e no dia do juízo, eu
tremo; tremo diante do remorso da
consciência. Por isso, tem piedade de
mim, poupa-me, Juiz justíssimo, e
não me condenes pelos meus pecados.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Theotokion: Implorando o teu o-
nipotente socorro, a ti recorro, Vir-
~ 107 ~

gem Mãe de Deus: Senhora, salva-me


pela tua intercessão, e concede-me le-
vantar-me do lamaçal dos pecados,
pelo poder do Filho de Deus em ti en-
carnado! Amém.
VIII
Irmos: Nós cometemos o pecado,
a iniqüidade e a injustiça diante de Ti
e não guardamos nem pusemos em
prática os Teus mandamentos: não
nos rejeites até o fim, Senhor, Deus de
nossos pais.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Senhor, eu sei que as tuas senten-
ças são justas e que me castigaste para
meu proveito. Seja a tua misericórdia
o meu conforto, conforme a palavra
que deste ao teu servo.
Não feches a Tua porta para mim,
Senhor, neste momento, mas digna-
Te abrir-me a entrada do arrependi-
mento.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
~ 108 ~

Deus, tem piedade de mim.


Lembra-Te de mim na Tua bon-
dade e acolhe o meu arrependimento.
Senhor Amigo dos Homens, que dese-
jas a salvação de todos.
Sê atento aos meus suspiros, ao
murmúrio do meu coração, recebe as
lágrimas de meus olhos e salva-me,
Deus Salvador.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Por pouco que eu examine, ó Sal-
vador, a qualidade das minhas ações,
carreguei-me de iniqüidades, pois pe-
quei inúmeras vezes, consentindo no
pecado.
Poupa a obra de Tuas mãos, Se-
nhor, e cura-me, pois pequei contra ti
e consenti em lançar minh’alma no
lamaçal do pecado.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Pela tua salvação desfaleceram
meus olhos, na esperança de tua pala-
~ 109 ~

vra de justiça. Faze ao teu servo se-


gundo tua misericórdia, e ensina-me
os teus mandamentos.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Theotokion: Mãe de Deus, espe-
rança e proteção daqueles que Te can-
tam, alivia o peso e o fardo dos meus
pecados; Santíssima Senhora, acolhe-
me, transformado pelo arrependimen-
to. Amém.
IX
Irmos: Ó Deus, dá-me lágrimas,
como outrora à mulher pecadora, e
faze-me digno de ungir teus pés e de
oferecer-te, qual ungüento de suavi-
dade, uma vida pura transcorrida na
penitência; para que também eu ouça
a tua voz: "A tua fé te salvou, vai em
paz!".
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Diante de Ti me prostro, Senhor
Jesus Cristo, pois eu pequei contra Ti;
~ 110 ~

perdoa-me, afasta para longe de mim


o jugo dos meus pecados e pela Tua
bondade concede-me o Dom das lá-
grimas.
Não me cites em justiça, levando-
me a prestar contas, examinando as
minhas ações e acusando-me dos
meus males, mas, na Tua piedade, fe-
cha os olhos à minha perversidade,
corrige-me e salva-me, Deus Todo-
Poderoso.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Juiz justo e meu Salvador, tem pi-
edade e salva-me do castigo pelo fogo,
ao qual serei submetido(a) por um
julgamento justo: emenda-me, antes
do fim, pela virtude da penitência.
Como o Ladrão, eu Te clamo Se-
nhor: “Lembra-Te”, como Pedro, eu
choro amargamente, como o Publica-
no, eu clamo: “Perdoa-me” e como a
Pecadora e a Cananéia, eu Te suplico:
“Recebe, Senhor, o meu pranto”.
~ 111 ~

Refrão: Tem piedade de mim, ó


Deus, tem piedade de mim.
Cura, Senhor, minha alma enfra-
quecida, Médico único, aplica-me o
penso com azeite e o vinho, dos frutos
do arrependimento e das lágrimas de
compunção.
Como a Cananéia, eu Te clamo:
“Filho de Davi, tem piedade de
mim”: como a Hemorroíssa, toco no
Teu manto: e choro, como Marta e
Maria por Lázaro.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Com este ato de penitência, ó Cri-
ador, eu venho a Ti: livra-me do peso
das minhas faltas e digna-Te conce-
der-me, na Tua imensa bondade, o
perdão dos meus pecados.
Senhor, eu sei que as tuas senten-
ças são justas e que me castigaste para
meu proveito. Seja a tua misericórdia
o meu conforto, conforme a palavra
que deste ao teu servo.
~ 112 ~

Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-


pírito Santo.
Cordeiro de Deus que tiras os pe-
cados do mundo, retira de mim o far-
do dos meus pecados e livra-me do
peso das minhas faltas e concede-me,
no Teu amor, o perdão e a salvação.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Theotokion: O Teu seio trouxe ao
mundo para nós um Deus que Se con-
forma à nossa humanidade: ó Mãe de
Deus, suplica ao Criador do Universo
a fim de que, pelas tuas orações, nós
sejamos justificados. Amém.
X
Irmos: Quando Tu foste pregado no
Madeiro da Cruz, o poder do inimigo
foi posto na morte, a criação tremeu
com medo e o Inferno foi despojado
por Teu poder. Glória a Ti, ó Cristo
nosso Deus, que trouxeste a remissão
de nossos pecados e que abriste o Pa-
raíso para o ladrão arrependido.
~ 113 ~

Refrão: Tem piedade de mim, ó


Deus, tem piedade de mim.
Em Tua misericórdia, tem piedade
de mim e salva-me, Filho de Davi: Tu
que salvas os condenados, volta a
mim, como outrora para o Ladrão, a
ternura da Tua voz e dize-me: “Em
verdade te digo, hoje mesmo estarás
comigo no Paraíso”.
Um ladrão Te injuriava sobre a
Cruz e o outro confessava a Tua di-
vindade: no entanto, ambos partilha-
vam os mesmos tormentos. Senhor de
bondade abre-me, como ao Ladrão fi-
el que Te reconheceu como Deus, a
entrada do Teu Reino glorioso.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
A Criação estava atemorizada,
Senhor, ao ver-Te sobre a Cruz: os
montes e os rochedos fenderam-se de
terror, a terra abalou-se e o Inferno
perdeu a sua presa: e a luz transfor-
mou-se em trevas, Senhor Jesus, ao
~ 114 ~

ver-Te crucificado.
Não exijas de mim os frutos dig-
nos do arrependimento, porque a mi-
nha força está esgotada, mas concede-
me sempre a contrição de coração e a
simplicidade de espírito, para que
possa, meu Salvador, oferecê-los a Ti
em sacrifício.
Refrão: Tem piedade de mim, ó
Deus, tem piedade de mim.
Derramo sobre a Tua cabeça, meu
Salvador, o vaso de alabastro conten-
do a mirra dos meus choros e como a
Pecadora de outrora, imploro a tua
piedade: atende a minha oração e
concede-me o Teu perdão.
Meu Salvador, ainda que ninguém
tenha ofendido como eu a Tua bon-
dade, recebe, contudo, o meu arre-
pendimento, o meu grito de amor e de
respeito: tem piedade de mim, o(a)
pecador(a).
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
~ 115 ~

Ó meu Juiz, que me sondas e co-


nheces, quando vieres de novo com os
Santos Anjos para julgares o mundo
inteiro, volta sobre mim o Teu olhar
benigno concede-me o perdão das
minhas culpas, Senhor Jesus, malgra-
do eu tenha multiplicado meus peca-
dos.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Theotokion: Ó Santíssima Mãe de
Deus, guarda sob a tua proteção o
povo cristão, que se confia a teu poder
soberano e que vença, graças a ti, os
assaltos do Inimigo e toda a tentação.
Roga ao Cristo por nós e por nossa
salvação. Amém.
Senhor tem piedade de mim,
um(a) pecador(a). (três vezes)
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo, agora e sempre e pelos
séculos dos séculos. Amém.
~ 116 ~

Oração Após O Cânone


Estre Santíssimo, Deus e Sal-
vador Jesus Cristo, que curas
as minhas paixões através da
Tua Paixão, concede-me, lágrimas de
compunção.
Transforma meu corpo e minha
alma, e retira de mim a amargura com
a qual o inimigo me alimentou. Le-
vanta minha alma abatida e retira-a
do abismo da perdição, pois eu não
tenho arrependimento, não tenho
compunção, não tenho lágrimas de
consolo, as quais lavam os pecados.
Minha mente foi obscurecida pelas
paixões terrestres e não posso elevar
meu olhar para Ti. Mas Tu, Ó Sobe-
rano Senhor Jesus Cristo, Tesouro de
bens, concede-me um arrependimento
perfeito e um coração contrito a fim
de que possa Te buscar; concede-me a
Tua graça e renova em mim a seme-
lhança da Tua imagem. Eu Te aban-
donei, mas não me abandones! Eu te
~ 117 ~

insultei com meus pecados, mas não


me castigues com tua justiça. Vem ao
meu encontro; conduze-me ao Teu
redil e conta-me como uma das ove-
lhas do Teu rebanho eleito. Por meio
da intercessão da Tua Mãe Puríssima
e de todos os Teus santos, lava-me de
toda mácula e salva-me. Pela Tua
compaixão, Senhor, concede-me a in-
dulgência, o perdão e a remissão
dos pecados que cometi durante toda
a minha vida, quer lembrados, quer
esquecidos, e recebe esse meu exercí-
cio espiritual de compunção e peni-
tência, pois Tu és um Deus bom e fi-
lantropo, e eterna é tua misericórdia.
Amém.
“Se você pecou, reconheça o pe-
cado e se arrependa. Deus perdoará o
pecado e mais uma vez lhe dará um
novo coração ... e um novo espírito
(Ez 36:26). Não há outra maneira: ou
não peque, ou se arrependa. ”
† São Teófano, o Recluso.
~ 118 ~

SÚPLICA À SANTÍSSIMA
MÃE DE DEUS

ti acorremos confiantes, e sú-


plices, clamamos de todo cora-
ção: tem misericórdia de nós,
teus servos, e vem depressa em nosso
auxílio; pois, sem o teu socorro, ó Ra-
inha, estaremos perdidos na multidão
de nossos pecados. Não desvies de
nós a tua face, porque tu és a nossa
esperança.
Glória ao Pai , ao Filho e ao Es-
pírito Santo, agora e sempre, pelos sé-
culos dos séculos. Amém.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
~ 119 ~

nos!
Acossados por muitas tentações,
em ti nos refugiamos buscando prote-
ção, ó Virgem Mãe do Verbo Encar-
nado. Salva-nos das adversidades e
perigos.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Os ataques das paixões nos per-
turbam e enchem nossas almas de a-
batimento. Pacifica-nos, Virgem ima-
culada, com a serenidade divina de
teu Filho.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espí-
rito Santo;
Ó Virgem, que deste à luz a Deus
Salvador, salva-nos, te suplicamos, de
todas as adversidades, pois a ti eleva-
mos nossas almas e nossos corações,
buscando proteção.
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
A estas pobre criaturas de corpo e
alma, faze-as dignas, ó única Mãe de
~ 120 ~

Deus, da visita divina e de tua solici-


tude, ó bondosa e Mãe do Bondoso
Senhor.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Para defesa e amparo de nossa vi-
da te escolhemos, Virgem Mãe de
Deus; guia-nos a teu porto, fonte de
todo bem, apoio dos fiéis, e livra-nos
dessas tempestades do mundo.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Nós te suplicamos, ó Virgem, que
abrandes a agitação de noss’alma e
ponhas fim à tempestade de desalento
que se abate sobre nós.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo;
Tu, que deste à luz o Salvador, ro-
ga por nós, Santíssima Mãe de Deus,
e alcança-nos as graças de que neces-
sitamos e protege-nos contra os ata-
~ 121 ~

ques do maligno.
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
Por muitas amarguras e doentias
paixões temos sido provados, ó Vir-
gem. Socorre-nos, ó Puríssima, e traze
dulçor a nossas almas miseráveis e
remédio para as paixões que nos afe-
tam!
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Salva teus servos dos perigos, ó
Mãe de Deus, Tu que és predileta de
Deus e por cujas preces nos descem as
misericórdias divinas.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Volve teus olhos benignos para as
nossas debilidades, ó Mãe de Deus, e
tem compaixão de nós e cura a dor de
nossas almas.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Ardente advogada e muralha in-
~ 122 ~

vulnerável, fonte de misericórdia,


amparo do mundo, a ti clamamos in-
sistentemente: Mãe de Deus, Senhora
nossa, apressa-te em livrar-nos dos pe-
rigos, tu, que nos socorres sem demo-
ra.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo;
Ao desfrutar de teus dons, ó purís-
sima, elevamos a ti um hino de ação
de graças, nós que reconhecemos tua
divina maternidade;
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
Tu és nossa esperança e nosso
amparo, o muro inexpugnável e sal-
vador, ó poderosa Rainha! Por isso te
pedimos que nos faças libertos de to-
das as adversidades.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Tu, que geraste o Misericordioso,
~ 123 ~

o Salvador dos Homens, abre para


nós as portas da salvação e alcança-
nos a grande misericórdia.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Enche de júbilo os nossos cora-
ções, ó Pura, dando-nos tua límpida
alegria, tu que deste à luz o Autor da
Vida.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Livra-nos de todos os perigos, ó
puríssima Mãe de Deus, tu que geras-
te nossa Salvação, o Autor da Verda-
deira Paz, Jesus Cristo, o Senhor.
Glória ao Pai, ao Filho e ao
Espírito Santo;
Dissipa, com o esplendor de tua
glória, as névoas tenebrosas de nossos
pecados, Divina Esposa, tu que por-
taste a Divina Luz.
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
Cura, ó puríssima, o mal de nossas
~ 124 ~

paixões, torna-nos dignos de teu cui-


dado, e roga ao Salvador por nós para
que ele tenha misericórdia de nós e
nos salve.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Entregando-se a si mesmo à mor-
te, teu Filho e Senhor salvou a nossa
natureza adoecida de morte e de cor-
rupção. Implora-lhe, ó Virgem, para
que nos livre da perversidade dos ini-
migos!
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Não permitas, ó Mãe de Deus, que
sejamos acorrentados pelos nossos
pecados e pelas armadilhas dos de-
mônios, mas apressa-te em socorrer-
nos, Tu que és o auxílio dos Cristãos.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Tu, ó Virgem Mãe de Deus, Maria
Santíssima, és nossa protetora e guar-
da nesta vida: livra-nos das tentações
~ 125 ~

e quedas a que somos arrastados pelas


paixões e ataques demoníacos.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo;
És cidadela para refúgio, salvação
completa da alma e alívio na aflição,
ó Virgem. Tua luz nos alegra sem ces-
sar. Salva-nos, também agora, das
paixões e perigos, ó Rainha.
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
Ver abaixo a oração final.

Cânone à Santa Mãe de Deus

I
ti Santíssima Maria, como ao
general invencível, cantamos
teu louvor! Pois que tens uma
força invencível, livra-nos de toda es-
pécie de perigos.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
~ 126 ~

salva-nos!
O mais sublime dos anjos foi envia-
do dos céus para dizer «Ave» à Mãe
de Deus.
Sabendo Maria de ser a Deus con-
sagrada, assim a Gabriel dizia: «A tua
mensagem é misteriosa aos meus ou-
vidos e incompreensível ressoa à mi-
nha alma. De uma Virgem um parto
tu anuncias.».
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Desejava a Virgem entender o mis-
tério, e ao divino mensageiro pergun-
ta: Poderá uma virgem dar à luz um
menino?
A virtude do Altíssimo a cobriu com
sua sombra e tornou Mãe a Virgem
sem núpcias.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Para defesa e amparo de nossa vida
te escolhemos, Virgem Mãe de Deus;
guia-nos a teu porto e livra-nos dessas
~ 127 ~

tempestades do mundo.
Acossados por muitas tentações,
em ti nos refugiamos buscando prote-
ção, ó Virgem Mãe do Verbo Encar-
nado. Salva-nos das adversidades e
perigos.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Socorre-nos, ó Puríssima, e traze
dulçor a nossas almas miseráveis e
remédio para as paixões que nos afe-
tam!
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
II
Irmos: Ardente advogada e muralha
invulnerável, fonte de misericórdia,
amparo do mundo, a ti clamamos in-
sistentemente: Mãe de Deus, Senhora
nossa, apressa-te em livrar-nos dos pe-
rigos, tu, a única a proteger-nos sem
demora.
~ 128 ~

Refrão: Santíssima Mãe de Deus,


salva-nos!
Com o coração tumultuando e cheio
de dúvidas, o prudente José se debati-
a.
José, Filho de Davi, não tenhas me-
do de receber Maria como tua esposa,
porque ela concebeu pela ação do Es-
pírito Santo. Ela dará à luz um filho, e
tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele
vai salvar o seu povo de seus pecados.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Tendo em seu seio o Senhor, solíci-
ta, Maria visitava sua prima Isabel.
O menino no ventre materno, ou-
vindo a saudação, exultou, saltando
de alegria.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Aplaca o tumulto de minhas paixões
e as ondas de minhas culpas; Mãe de
Deus, do timoneiro divina esposa.
Tu, que geraste o Misericordioso, o
~ 129 ~

Salvador de todos os que te louvam,


abre-nos o abrigo de tua ternura para
nós que te invocamos.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Ao desfrutar de teus dons, ó purís-
sima, elevamos a ti um hino de ação
de graças, nós que reconhecemos tua
divina maternidade.
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
III
Irmos: Tu és nossa esperança e nos-
so amparo, o muro inexpugnável e
salvador, ó digna de todo canto!
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Acossados por muitas tentações, em
ti me refugio buscando proteção, ó
Virgem Mãe do Verbo de Deus.
Os ataques das paixões me pertur-
bam, as adversidades e perigos en-
~ 130 ~

chem minha alma de abatimento


.Tranqüiliza-me, donzela imaculada,
com a serenidade divina de teu Filho.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Ó Virgem, que deste à luz a Deus
Salvador, salva-me, te suplico, de to-
das as adversidades, pois a ti elevo a
minha alma e meu coração, buscando
proteção.
Admirável palácio do Mestre, faze
de mim a morada do Divino Espírito
e cura-me das perpétuas paixões da
minha alma.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Enche de júbilo o meu coração, ó
pura, dando-me tua límpida alegria,
tu que deste à luz o Autor da vida.
Livra-nos de todos os perigos, ó pu-
ríssima Mãe de Deus, tu que geraste a
libertação eterna e a paz que supera
todo entendimento.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
~ 131 ~

salva-nos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Cura, ó puríssima, o mal de minhas
paixões, torna-me digno de teu desve-
lo, e concede-me a saúde por teus mé-
ritos.
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
IV
Irmos: Dissipa as névoas de meus
pecados, divina esposa, com o es-
plendor de tua glória, tu que geraste a
divina e eterna Luz.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
E deu à luz a seu filho primogênito,
e envolveu-o em panos, e deitou-o
numa manjedoura, porque não havia
lugar para eles na estalagem.
Ora, havia naquela mesma região
pastores que estavam no campo, e
guardavam, durante as vigílias da noi-
te, o seu rebanho.
~ 132 ~

Refrão: Santíssima Mãe de Deus,


salva-nos!
Os pastores ouviram os coros dos
anjos que cantavam ao Senhor feito
homem.
Observando a estrela que a Deus os
guiava, os magos seguiram seu fulgor.
Era lâmpada segura em seu caminho,
que os conduziu ao Rei poderoso.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Reconheço-te, ó Virgem, como pro-
tetora e guarda prudentíssima de mi-
nha vida; e porque tu dispersas a mul-
tidão das tentações e rechaças os as-
saltos dos demônios, sem cessar de
suplico: livra-me da corrupção das
paixões!
És cidadela para refúgio, salvação
completa da alma e alívio na aflição,
ó Virgem. Tua luz nos alegra sem ces-
sar. Salva-nos também agora, ó Rai-
nha, das paixões e perigos.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
~ 133 ~

salva-nos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Salva teus servos dos perigos, ó Mãe
de Deus, porque, depois dele, tu és
nosso refúgio, muralha indestrutível,
proteção nossa.
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
V
Irmos: Ó admirável e protetora dos
cristãos e nossa medianeira junto do
Criador, não desprezes as súplicas de
nenhum de nós pecadores, mas apres-
sa-te em auxiliar-nos como Mãe bon-
dosa que és.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Mensageiros de Deus tornaram-se
os magos de volta para suas terras.
O Egito tu iluminas com o resplen-
dor da verdade, afugentando as trevas
do erro.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
~ 134 ~

salva-nos!
Simeão, o velho, já no fim dos seus
dias, estava para deixar a sombra des-
te mundo. E Simeão os abençoou, e
disse a Maria, sua mãe: Eis que este é
posto para queda e elevação de mui-
tos em Israel.
E estava ali a profetisa Ana, já a-
vançada em idade, e tinha vivido com
o marido sete anos, desde a sua vir-
gindade.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Ó Protetora nossa, santíssima Rai-
nha, não nos abandones com os nos-
sos pecados, mas aceita a súplica de
teus servos.
Rainha do mundo, esperança e pro-
teção dos fiéis, não desprezes as nos-
sas súplicas, mas concede-nos o que é
conveniente para a salvação de nossas
almas.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
~ 135 ~

Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-


pírito Santo.
Ninguém que tenha acorrido a ti e
invocado a tua intercessão, ó imacu-
lada Mãe de Deus, deixaste sem o teu
maternal socorro.
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
VI
Irmos: Salva o teu povo e a tua ci-
dade; dá a paz aos que estão em guer-
ra, a tranqüilidade aos angustiados, ó
esperança de todos os fiéis!
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Renovou o Excelso as leis deste
mundo quando veio habitar entre nós.
Germinado no seio de uma Virgem,
conserva-o intacto como sempre o fo-
ra.
Toda a multidão dos anjos, admira-
da, contempla o mistério de Deus en-
carnado.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
~ 136 ~

salva-nos!
Os eloqüentes oradores, como pei-
xes emudecem diante de ti, santa Mãe
de Deus.
Não compreendem como foi possí-
vel permanecer virgem depois de ser
Mãe.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Insiste agora, ó Mãe pura, junto da-
quele a quem geraste, tão inclinado à
misericórdia, que nos livre das culpas
e manchas dos pecados
Com tua poderosa proteção, ó Mãe
de Deus, digna-te curar as dores do
corpo e da alma daqueles que a ti re-
correm com amor, tu que nos deste
Cristo, o Salvador!
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Tu és a consolação dos aflitos, a sa-
úde dos enfermos, ó Virgem Mãe de
~ 137 ~

Deus.
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
VII
Irmos: Não desampares, ó Virgem
Mãe de Deus, os que invocam o teu
auxílio, cantando teus louvores e e-
naltecendo-te, ó Maria, Puríssima pe-
los séculos!
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Ó Virgem, Mãe de Cristo, vindo
morar em teu seio, o divino Criador te
fez o baluarte das virgens e de quan-
tos a ti recorrem.
Como tocha luminosa a iluminar os
que jazem nas trevas, resplandece a
Virgem Maria.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Em Caná teu Filho Santíssimo a-
tendendo a teu pedido fez da água o
melhor vinho: roga-Lhe, ó Mãe de
Deus, que Ele nos conceda arrepen-
~ 138 ~

dimento e conversão.
Colocando sua morada no teu seio
Aquele que segura tudo em sua mão,
o Senhor, te fez santa e gloriosa, ó
Mãe de Deus!
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Derrama o teu abundante auxílio, ó
Virgem, sobre os que, com fé, a ti
louvam e suplicam, enaltecendo tua
gloriosa maternidade.
Cura as enfermidades de minha al-
ma e as dores de meu corpo, ó Vir-
gem, para que te glorifique, ó Cheia
de Graça!
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Por ti remidos, ó Virgem pura, con-
fessamos-te verdadeira Mãe de Deus,
e te enaltecemos com todos os coros
angélicos.
Agora e sempre, pelos séculos dos
~ 139 ~

séculos. Amém.
VIII
Irmos: Acabrunhados sob o peso de
nossos pecados, prostramo-nos diante
de ti, nossa Medianeira nos perigos e
aflições: livra teus servos de todas as
adversidades, ó Mãe de Deus.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Acolhe, ó Rainha, as súplicas de
teus servos, e livra-nos de todas as ad-
versidades e tribulações.
Em ti depositamos toda a nossa es-
perança, ó Mãe de Deus, guarda-nos
sob a tua proteção.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Tu és nosso socorro, ó Santa Mãe
de Deus, não nos desampares, pois
sem teu amparo perecemos nessas á-
guas tempestuosas do mundo.
Lembra-te de nós, ó bendita Mãe de
Deus, quando nossas forças se extin-
guirem neste mundo, e não permitas
~ 140 ~

que o Maligno nos arrebate.


Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
A multidão de nossos pecados pesa
sobre nossas cabeças, ó Virgem, por
isso te suplicamos: resgata-nos do a-
bismo de nossas iniqüidades.
Atraímos sobre nós a ira de Deus e
temos sido açoitados pelos nossos pe-
cados: suplica por nós, ó Mãe de
Deus, para que alcancemos miseri-
córdia.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Protege com braço forte, ó Mãe
bondosa, os que, com fé, a ti acorrem.
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
IX
Irmos: Não desprezes a torrente de
minhas lágrimas, tu que deste à luz o
Cristo, e que sempre enxugaste as lá-
~ 141 ~

grimas de todas as faces.


Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Enche nossas almas de júbilo, ó Vir-
gem, tu que abrigaste a plenitude da
alegria, dissipando a tristeza do peca-
do.
Os raios de tua luz, ó Virgem, ilu-
minem os que, com piedade, te pro-
clamam Mãe de Deus e dissipem as
trevas da ignorância.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Cura de seu mal, ó Virgem, os que
jazem alquebrados em seus leitos de
enfermos, transformando em força a
sua fraqueza.
Por causa de nossos muitos pecados
estão enfermos nossos corpos e nossas
almas; a ti nos dirigimos, ó Cheia de
Graça, esperança dos desesperados:
socorre-nos!
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
~ 142 ~

Senhora, Mãe do Redentor, acolhe


as súplicas de teus indignos servos, in-
tercede por nós junto daquele que ge-
raste.
Abre-nos a porta da misericórdia,
bendita Mãe de Deus, pois, confiando
em ti, não seremos decepcionados,
mas por ti seremos livres das prova-
ções, pois tu és a salvação de todos os
cristãos.
Refrão: Santíssima Mãe de Deus,
salva-nos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo.
Tu és a alegria dos entristecidos, o
refúgio dos perseguidos, o alimento
dos famintos, o consolo dos estrangei-
ros, a guia dos cegos, a protetora dos
órfãos, ó puríssima Mãe do Deus al-
tíssimo, nós te suplicamos, apressa-te
em salvar os teus servos.
Agora e sempre, pelos séculos dos
séculos. Amém.
~ 143 ~

h Protetora nossa, santíssima


Rainha, não nos abandones em
nosso pe-
cados, mas aceita
a súplica de teus
servos, fracos di-
ante das inúme-
ras seduções do
mal, alquebrados
e sem consola-
ção. Soberana
Rainha, esperan-
ça e proteção dos
fiéis, não despre-
zes as nossas sú-
plicas, mas concede-nos o que é con-
veniente para nossos corpos e almas.
Ninguém que tenha acorrido a ti e in-
vocado a tua intercessão, ó imaculada
Mãe de Deus, deixaste sem o teu ma-
ternal socorro. Tu és a consolação dos
aflitos, a saúde dos enfermos, ó Vir-
gem Mãe de Deus. Salva o teu povo e
a tua cidade; dá a paz aos que estão
~ 144 ~

em guerra e o alívio aos angustiados,


ó esperança de todos os fiéis!
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
~ 145 ~

GRANDES ORAÇÕES
A São Miguel Arcanjo
omo e-
xemplo
de toda
obediência e
confiança, fos-
te escolhido, ó
Arcanjo de De-
us, para defen-
der o trono do
Altíssimo. Pri-
vilegiado por
esta sagrada
missão, óh Ar-
canjo de pura
luz, ilumina as
nossas vidas com a tua espada de fo-
go. Tu és o nosso guardião: ó glorioso
Arcanjo de Deus, São Miguel: socorre
as nossas almas, protege-nos e guia-
nos, pois em ti confiamos! Amém.
~ 146 ~

HINO A
São Miguel Arcanjo
rcanjo de Deus, servidor da
gloria divina, Príncipe dos An-
jos, proteção dos povos; como
força incorpórea, intercede ao Senhor,
nosso Deus, para que tenhamos aqui-
lo que é bom para as nossas almas.
Concede-nos, a grande Misericórdia.

Oração I
h glorioso Príncipe do céu, pro-
tetor das almas, a ti clamo e in-
voco: livra-me de todas as ad-
versidades e de todo pecado, faze-me
crescer no serviço de Deus, alcançan-
do dele a graça de perseverar até o
fim, para que eu possa estar eterna-
mente na sua presença. Arcanjo São
Miguel, protege-nos nos combates,
cobre-nos com teu escudo protetor e
livra-nos das emboscadas e das cila-
das do Demônio. Ó Príncipe da Milí-
cia celeste, pela virtude divina, subju-
~ 147 ~

ga o Maligno para sempre; precipita


no inferno a Satanás, e aos outros es-
píritos malignos que andam pelo
mundo a perder as almas. Amém.

Oração II
ão Miguel Arcanjo, gloriosís-
simo Príncipe da Milícia celes-
tial, defende-nos no combate
contra os príncipes e as potestades,
contra os dominadores tenebrosos
deste mundo e contra os espíritos ma-
lignos espalhados pelos ares. Vem em
nosso auxílio, nós que fomos criados
a imagem e semelhança de Deus, e
remidos da tirania do demônio por
tão alto preço. A Igreja te venera co-
mo guarda e patrono; a ti Deus confi-
ou as almas remidas destinadas a ter
assento na suprema felicidade. Roga,
pois, ao Deus da paz para que esma-
gue o demônio sob os nossos pés, im-
pedindo-o de escravizar os seres hu-
manos e causar males à Igreja. Apre-
~ 148 ~

senta ao Altíssimo as nossas preces, a


fim de que, sem demora, nos previ-
nam as misericórdias do Senhor. A-
mém

Oração III
ão Miguel Arcanjo, que preci-
pitaste no inferno a Lúcifer e
aos outros espíritos malignos,
expulsa de minha mente os maus pen-
samentos e fortalece-me contra todas
as tentações do demônio. São Miguel
Arcanjo, que a tua espada fulgente a-
faste para longe de mim a Satanás e a
todos os espíritos malignos que que-
rem me prejudicar no corpo e na al-
ma. Sob a tua poderosa proteção, não
me deixarei contaminar pelo pecado
do orgulho, ou pela revolta contra
meu Deus e a sua santa Igreja. Óh
São Miguel Arcanjo, óh todos os An-
jos bons e fiéis, defendei-me de dia e
de noite, agora e sempre. Amém
~ 149 ~

Oração IV
ríncipe guardião e Campeão do
Altíssimo, defende-me e prote-
ge-me com tua espada, contra
todo mal visível e invisível, proceden-
te dos homens ou dos espíritos malig-
nos. Protege-me contra assaltos, rou-
bos, acidentes e contra quaisquer atos
de violência. Guarda-me contra a in-
fluência de pessoas sombrias e maléfi-
cas, cobre de proteção com teu manto
e teu escudo o meu lar, meus filhos,
familiares e amigos. Guarda meu tra-
balho, meus negócios e meus bens
contra toda calamidade e mal. Traze-
me a benfazeja paz e prosperidade em
toda minha vida. Amém.
Consagração A São Miguel Arcanjo
h Príncipe nobilíssimo dos an-
jos, valoroso guerreiro do Al-
tíssimo, zeloso defensor da gló-
ria do Senhor, terror dos espíritos re-
beldes, amor e delícia de todos os an-
~ 150 ~

jos justos, meu diletíssimo Arcanjo


São Miguel, desejando eu fazer parte
do número dos teus devotos e servos,
hoje a ti me consagro, e me dou e ofe-
reço e ponho-me e à minha família e
tudo o que me pertence, debaixo da
tua poderosíssima proteção. Sei ser
pequena a oferta do meu serviço, sen-
do eu um miserável pecador, mas tu
engrandecerás o afeto do meu cora-
ção; recorda-te que de hoje em diante
estou debaixo do teu sustento e assis-
te-me em toda a minha vida e obtém-
me o perdão dos meus muitos e gra-
ves pecados, a graça da amar a Deus
de todo coração, ao meu Senhor e
Salvador Jesus Cristo e à minha Mãe
Maria Santíssima, e alcança-me aque-
les auxílios que me são necessários
para obter a coroa da eterna glória.
Vem, ó Príncipe Gloriosíssimo, de-
fende-me dos inimigos da alma e as-
siste-me na última luta e com a tua
espada poderosa lança para longe,
~ 151 ~

precipitando nos abismos do inferno,


aquele anjo pérfido e soberbo que um
dia subjugaste no combate no céu.
São Miguel Arcanjo defende-nos
no combate para que não pereçamos
no supremo juízo. Amém.
Oração Contra Ação Dos Demónios
nipotente e eterno Deus, que
libertaste a humanidade do ca-
tiveiro do pecado, guarda
teus servos N. ... de todos os maus es-
píritos; ordena que se afastem de suas
almas e de seus corpos, impeça-os que
neles habitem ou se ocultem, mas fu-
jam diante do teu Santo Nome, o
nome do teu Filho único, e do teu
Santíssimo, Bom e Vivificante Espíri-
to. Que fiquem longe das criaturas de
tuas mãos, até que sejam purificadas
de todo mal, vivam na adoração, na
justiça e na piedade e mereçam rece-
ber teus santos e vivificantes misté-
rios, os mistérios do teu Filho único,
~ 152 ~

Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.


Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!
u, que és mais venerável que
os Querubins e mais gloriosa
que os Serafins, dando à luz o
verbo de Deus, conservaste intacta a
tua virgindade. Nós te glorificamos, ó
Mãe de Deus!
Santíssima Mãe de Deus, salva-
nos!

ORAÇÕES AO ANJO
GUARDIÃO
Oração I
h Anjo do Senhor, meu santo
guardião, protetor de minha
alma e de meu corpo, intercede
junto a Deus, pelo perdão dos meus
pecados, e livra-me de todas as em-
boscadas de meus inimigos. Que eu
não cometa pecado algum neste (a)
dia (noite), que possa causar a justa
~ 153 ~

ira de Deus. Mas roga por mim, in-


digno e pecador que sou, a fim de me-
recer a bondade e misericórdia da
Santíssima Trindade, da Santa Mãe
de Nosso Senhor Jesus Cristo, e de
todos os santos. Amém

Oração II
h Santo Anjo, companheiro de
minha vida, não me abandones
aos meus pecados, e não te a-
fastes de mim por causa de minhas
imperfeições. Não consintas que o
maligno possa dominar meu débil
corpo, mas guia-me no caminho da
salvação. Sim, santo Anjo de Deus,
guardião de minha alma e de meu
corpo, perdoa-me todas as ações, pen-
samentos e omissões que te causaram
aborrecimentos; e, se eu pequei neste
dia, seja meu defensor e protetor, in-
tercedendo junto ao Senhor por mim,
para que me fortaleça no Seu temor, e
prova-me, servo merecedor da Sua
~ 154 ~

bondade. Amém.

Oração III
anto Anjo do Senhor, meu ze-
loso guardião, enviado do céu
como guia e protetor de minha
vida; ilumina-me neste(a) dia (noite),
e preserva-me de todo mal; ensina-me
a praticar o bem e guia-me no cami-
nho da salvação. Amém

ORAÇÕES DIVERSAS
Tropário do Juizo Final
uando vieres sobre a terra com
glória, ó Deus, e tudo tremer, e
irromper o rio de fogo diante
do teu tribunal, quando os livros se
abrirem e os segredos forem revela-
dos, então salva-me do fogo inextin-
guível e torna-me digno de estar à tua
direita, Juiz justíssimo.
Tem piedade de mim e salva-me,
~ 155 ~

Juiz justíssimo.
Haverá sinais no sol, na lua e nas
estrelas. Na terra, as nações estarão
em angústia e perplexidade com o
bramido e a agitação do mar. Os ho-
mens desmaiarão de terror, apreensi-
vos com o que estará sobrevindo ao
mundo; e os poderes celestes serão
abalados.
Tem piedade de mim e salva-me,
Juiz justíssimo.
Porque eis que aquele dia vem ar-
dendo como fornalha; todos os sober-
bos e todos os que cometem impieda-
de serão como a palha; e o dia que es-
tá para vir os abrasará, diz o Senhor
dos Exércitos, de sorte que não lhes
deixará nem raiz nem ramo.
Tem piedade de mim e salva-me,
Juiz justíssimo.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espí-
rito Santo.
Haverá um tempo de angústia
como nunca houve desde o início das
~ 156 ~

nações até então. Mas naquela ocasi-


ão o seu povo, todo aquele cujo nome
está escrito no livro, será liberto. A-
queles que são sábios reluzirão como
o fulgor do céu, e aqueles que condu-
zem muitos à justiça serão como as
estrelas, para todo o sempre.
Tem piedade de mim e salva-me,
Juiz justíssimo.
E aparecerá no céu o sinal do Fi-
lho do homem, e todas as nações da
terra se lamentarão e verão o Filho do
homem vindo nas nuvens do céu com
poder e grande glória. E ele enviará os
seus anjos com grande som de trom-
beta, e estes reunirão os seus eleitos
dos quatro ventos, de uma a outra ex-
tremidade dos céus.
Tem piedade de mim e salva-me,
Juiz justíssimo.
Então o céu, a terra e o inferno
cantarão glória e adorarão o Cristo
crucificado, vendo-o claramente como
Deus e como Criador, ao passo que os
~ 157 ~

judeus ficarão atônitos diante


d’Aquele que eles trespassaram e os
justos, por sua vez, resplandecerão de
luz, aclamando: "Glória a ti, Juiz jus-
tíssimo!"
Tem piedade de mim e salva-me,
Juiz justíssimo.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
Oração ao final:
isita-nos, Senhor, e livra-nos
do domínio do mal, e conser-
va-nos em teus santos e vene-
ráveis mandamentos. Põe-nos sob a
proteção de teus Anjos vigilantes e fi-
éis; acolhe-nos em teu reino e conce-
de, aos que em Ti confiam, o perdão
dos pecados por teu Espírito Santo,
oh Deus Glorificado pelos séculos dos
séculos. Amém.
~ 158 ~

Oração Pela Iluminação


enhor Jesus Cristo, nosso
Deus, cobre-nos com a luz do
teu Espírito e, do mesmo modo
como a luz ilumina as trevas, livra-
nos de todo erro. Não permitas que
me engane com as aparências deste
mundo, conduze-me a desejar sempre
os bens eternos, porque, Tu nos dis-
seste, Senhor, que tudo o que alguém
pede em teu nome será concedido pe-
lo Pai que está nos Céus. Por isso
mesmo, eu, pecador, suplico à tua
bondade a vinda do teu Espírito San-
to, oh Salvador que tiras os pecados
do mundo: que tua clemência, ó
Deus, se estenda sobre o teu povo e
que teu olhar, do alto do teu santuá-
rio, volte-se para nós. Santifica-nos
com a força da tua salvação cobre-nos
com a sombra de tuas asas, e não te
aparte de nós, teus servos indignos e
pecadores, pois tu és nosso Deus.
Perdoa, as nossas faltas, acolhe as
~ 159 ~

nossas súplicas que te dirigimos; e es-


tende a tua mão em nosso auxílio.
Recebe, ó Deus, as nossas preces, que
a ti sobem qual incenso, e que te se-
jam agradáveis: Porque Tu és bom e
misericordioso, ó Cristo nosso Deus,
e nós te glorificamos, com o teu Pai,
e teu Santíssimo espírito, agora e
sempre e pelos séculos dos séculos.
Amém.

Tropário Pelos Falecidos


odos que haveis andado nesta
vida pelo caminho estreito e
penoso, que levastes a cruz
como um jugo e me seguistes com fé,
vinde e desfrutai da recompensa que
para vós preparei e da coroa celestial.
O descanso eterno, dá-lhes, Se-
nhor. E a luz perpétua os ilumine.
A minha alma está muito pertur-
bada, mas Tu, Senhor, até quando?
Volta-te, Senhor, e livra a minha al-
ma; salva-me, pela tua misericórdia,
~ 160 ~

pois na morte ninguém de ti se lem-


brará; e no inferno não te louvará.
O descanso eterno, dá-lhes, Se-
nhor. E a luz perpétua os ilumine.
Toda obra humana que não per-
manece após a morte é vã. A riqueza
não permanece, a glória não acompa-
nha aquele que a possui: vindo a mor-
te tudo desaparece.
O descanso eterno, dá-lhes, Se-
nhor. E a luz perpétua os ilumine.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espí-
rito Santo.
Senhor, meu Deus, em ti esperei,
salva-me; livra-me de todos os que me
perseguem. Para que não arrebatem,
como leão, a minha alma, e me dila-
cerem, sem que ninguém me valha.
O descanso eterno, dá-lhes, Se-
nhor. E a luz perpétua os ilumine.
Até quando encherei de cuidados
a minha alma, tendo tristeza no meu
coração cada dia? Até quando se exal-
tará sobre mim o meu inimigo? Volta-
~ 161 ~

te para mim e responde-me, Senhor,


meu Deus. Ilumina os meus olhos pa-
ra que eu não adormeça na morte. Pa-
ra que jamais diga o meu inimigo:
prevaleci contra ele.
O descanso eterno, dá-lhes, Se-
nhor. E a luz perpétua os ilumine.
Bendito seja o Senhor, pois ouviu
a voz das minhas súplicas. O Senhor é
o meu auxílio e proteção, nEle espe-
rou meu coração e Ele veio em meu
socorro. E refloresceu a minha carne:
desde meu coração o louvarei.
O descanso eterno, dá-lhes, Se-
nhor. E a luz perpétua os ilumine.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.

ecebe, Senhor, nossas súplicas


e dá o descanso as almas de
nossos irmãos que morreram
na esperança da ressurreição e da vi-
da eterna. Escreve seus nomes no li-
vro da vida, no reino dos céus e no
~ 162 ~

paraíso da alegria, conduzindo a to-


dos à tua morada, por meio de teus
santos e luminosos Anjos.
Oração Pelo Perdão
Pelos Vivos e Defuntos
do Ofício de Pentecostes
eus eterno, santo e cheio de
amor pela humanidade, Jesus
Cristo, lembra-te de nossa debi-
lidade e não nos condenes por nossas
culpas, mas estende tua misericórdia
sobre nós para que, libertos das trevas
do pecado, caminhemos no fulgor da
tua justiça, revistamo-nos com as ar-
mas da luz e sejamos protegidos de
todos os ataques do mal, glorificando-
te por tudo, a Ti, o verdadeiro Deus
que ama a humanidade. Se, pecamos
contra Ti, perdoa-nos, pois, diante de
Ti, não há quem esteja livre da man-
cha do pecado. Por isso, Senhor, Tu
que amas a humanidade, apaga, es-
quece e perdoa nossos pecados que
~ 163 ~

cometemos por pensamentos, pala-


vras, obras e omissões, consciente e
inconscientemente, voluntários e in-
voluntários, pública ou privadamente.
Concede, aos que morreram, a liber-
dade e o descanso, e a nós, os que fi-
camos, sejamos abençoados por
tua destra e premiados com a paz e o
bem, com a esperança de obter, em
tua gloriosa e segunda vinda, miseri-
córdia, compaixão e o reino incorrup-
tível. Porque Tu és bom e misericor-
dioso, ó nosso Deus, e nós te glori-
ficamos, agora e sempre e pelos sécu-
los dos séculos. Amém.

Oração de Proteção e Auxílio - do Ofício


da Mãe de Deus
h Protetora nossa, santíssima
Rainha, não nos abandones em
os nossos pecados, mas aceita a
súplica de teus servos, fracos diante
das inúmeras seduções do mal, alque-
~ 164 ~

brados e sem consolação. Ninguém


que tenha acorrido a ti e invocado a
tua intercessão, ó imaculada Mãe de
Deus, deixaste sem o teu maternal so-
corro. Tu és a consolação dos aflitos,
a saúde dos enfermos, ó Virgem Mãe
de Deus. Salva o teu povo e a tua ci-
dade; dá a paz aos que estão em guer-
ra, a tranqüilidade aos angustiados, a
saúde aos enfermos, o consolo aos de-
sesperados, Tu que és esperança de
todos os fiéis! Amém.

Oração contra Tentações e Perigos


cossados por muitas tentações,
em ti me refugio buscando pro-
teção, ó Virgem Mãe do Verbo
Encarnado. Salva-me das adversida-
des e perigos, livra-me dos ataques
das paixões que me perturbam e en-
chem-me alma de abatimento. Tran-
qüiliza-me, Virgem Imaculada, com a
serenidade divina de teu Filho. Ó Ma-
ria, Virgem Mãe de Deus, que deste à
~ 165 ~

luz a Deus Salvador, salva-me, te su-


plico, de todas as adversidades e peri-
gos, pois a ti elevo a minha alma e
meu coração buscando proteção. A
este enfermo de corpo e alma, faze-o
digno, ó única Mãe de Deus, da visita
divina e de tua solicitude, ó bondosa e
Sempre-Virgem Mãe daquele que é
todo bondade. Amém.

Oração à Ssma. Mãe de Deus,


pelos enfermos
ceita, ó Santíssima, Bendita e
Poderosa Virgem Deípara, es-
sas orações que nós, teus servos
indignos, súplices te oferecemos dian-
te de teu ícone Sanador, elevando
nosso hino com compunção, como se
Tu estivesses aqui, escutando nossa
oração. Pois Tu respondes a todos os
pedidos, alivias os sofrimentos, con-
cedes saúde aos enfermos, curas aos
fracos e aos doentes, repeles os demô-
nios dos possuídos, livras os humildes
~ 166 ~

das infelicidades, limpas aos impuros


e tens piedade de crianças pequenas;
ainda, ó Senhora Mãe de Deus, tu li-
beras os cativos dos grilhões e curas
todos os tipos de paixões. Pois tudo é
possível por meio da Tua intercessão
diante do Teu Filho, o Cristo nosso
Deus. Óh Laudatíssima Mãe, Santís-
sima Theotokos, não cesses de inter-
ceder por nós, teus indignos servos,
que te glorificam e veneram, e que se
curvam diante de Teu ícone imacula-
do com contrição, tendo esperança
sincera e verdadeira e fé indubitável
em Ti, ó Puríssima e Gloriosa Virgem
imaculada, agora e sempre e pelos sé-
culos dos séculos. Amém.

Oração pelos enfermos I


enhor Jesus Cristo, socorre o
teu (tua) servo(a) N. e livra-
o(a) de seus padecimentos e de
sua enfermidade e cura seu corpo e
sua alma. Tu, Deus Bom e Filântro-
~ 167 ~

po, pelas orações da Santa Mãe de


Deus, salva-o(a) com teu poder, per-
doa os seus pecados e concede-lhe a
cura para que Tu, Senhor, sejas glori-
ficado e teu(tua) servo(a) N... e que
ele (a) alcance um perfeito arrepen-
dimento e conversão e, com saúde e
livre de seus padecimentos, eleve lou-
vores e ações de graças à tua Bonda-
de. Salvador, tal como outrora levan-
taste a sogra do santo apóstolo Pedro,
tal como fizeste andar ao paralítico
que era levado sobre um leito, assim
agora, Deus Misericordioso, visita e
cura a este(a) enfermo(a) e alivia-o(a)
das penas pelos seus pecados socor-
rendo-o(a) em sua debilidade. Envia
sobre esta tua criatura a irradiação de
teu poder curador e toca seu ser, no
corpo e na alma, concede-lhe a paz de
espírito e acalma seus membros: que
teu poder descido sobre seu corpo res-
tabeleça a saúde e ponha em ordem
todo o seu ser. Isto te pedimos, ó Sal-
~ 168 ~

vador, pelas orações de tua Mãe San-


tíssima e sempre Virgem Maria, e a de
todos os teus santos: tem piedade e
salva-o(a). Amém.

Oração para consagrar a Lamparina ou


Vela Diante Dos Ícones
enhor Jesus Cristo, nosso
Deus, fonte da vida e da imor-
talidade, luz e vida de todos.
Senhor, Deus e Salvador nosso Jesus
Cristo, recebe esta oferta de luz acende
a lamparina/vela e santifica-a com a Tua
Luz para que ilumine a nossa inteli-
gência e nossos olhos espirituais e
materiais, como iluminaste os olhos
das santas Marias e das castas mulhe-
res que foram ao teu túmulo levando
aromas para ungir teu corpo santo e
imaculado. Que o brilho desta luz por
Ti santificada expulse todo o poder
das trevas e afaste deste lugar qual-
quer espírito decaído e maligno. Dá a
tua Igreja, Santa, Católica e Apostóli-
~ 169 ~

ca esta luz perfeita; e faze que nós,


teus indignos servos, iluminemos as
lâmpadas espirituais de nossas almas
pela luz de teus mandamentos divinos
e cumpramos a tua vontade santa to-
dos os dias de nossa vida, para que,
com as virgens prudentes, te receba-
mos, no dia temível da Ressurreição,
puros e sem pecado, e entremos con-
tigo, ó Rei da glória, com lâmpadas
acesas em tua morada celeste; na luz
da tua divindade una e de tríplice
raio e te rendamos glória, com o teu
Pai eterno e o teu Santo Espírito
pelos séculos dos séculos. Amém

Oração antes de viajar

enhor Jesus Cristo, nosso


Deus, que viajaste com teus
discípulos a Emaús após tua
ressurreição pondo-lhes os corações
em chamas com tua graça, esteja co-
migo também nessa viagem e alegra
~ 170 ~

meu coração com a tua divina presen-


ça e proteção. Concede-me a compa-
nhia de teus santos e poderosos anjos
e, por meio deles, dá-me a proteção
contra todos os perigos visíveis e invi-
síveis. Concede-me conduzir prospe-
ramente meus planos e alcançar a sa-
tisfação de meus anseios conforme a
tua santa vontade. A ti que és o cami-
nho, a verdade e a vida, confio-me e
te rendo graças, louvor e glória agora
e para sempre. Amém.

Cânon contra os inimigos

I
Irmos:
enhor, escuta a minha oração;
ouve a minha súplica em tua
verdade, e atende-me na tua
justiça.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
O inimigo perseguiu a minha al-
~ 171 ~

ma: humilhou até a terra a minha vi-


da, e colocou-me na escuridão, como
os mortos há muitos séculos.
Angustiado está em mim o meu
espírito; dentro de mim se turbou meu
coração, que se derrete dentro das
minhas entranhas.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Atende-me, Senhor, com presteza,
porque o meu espírito desfalece. Não
afastes de mim a tua face, ou serei
como os que descem à cova.
Retira a minha alma da tribulação:
Pela tua misericórdia, destrói os meus
inimigos. Põe fim a todos os que atri-
bulam a minha alma, dá-lhes fim,
porque eu sou teu servo.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Levantaram-se testemunhas vio-
lentas: interrogavam-me sobre o que
eu ignorava. Punham-me à prova, es-
carneciam de mim rangendo contra
~ 172 ~

mim os seus dentes.


Tu os viste. Senhor! Não te cales,
Senhor, não te apartes de mim. Des-
perta e vela em minha defesa: não se
alegrem à minha custa, ó meu Deus.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Porventura não odiei eu, Senhor,
os que te odiavam? E não me consu-
mia, por causa dos teus inimigos?
Com perfeito ódio eu os odiei: e
eles se tornaram meus inimigos. Li-
vra-me, Senhor, do homem malvado;
livra-me do homem perverso.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Protege-me, Senhor, das mãos do
pecador; livra-me dos homens iní-
quos, que para os meus pés arranjam
tropeços.
Não me entregues, Senhor, aos de-
sejos do ímpio; fizeram planos contra
mim, não me abandones, para que
não fiquem exaltados.
~ 173 ~

Refrão: Livra-me dos meus inimi-


gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Não mais levantem a cabeça os
que me cercam; caia sobre eles a ma-
lícia dos seus lábios. Chovam sobre
eles carvões ardentes; e na miséria pe-
reçam.
Guarda-me do laço que me arma-
ram, e das emboscadas dos que ope-
ram iniqüidade. Cairão na sua rede os
pecadores; até que eu tenha a salvo
escapado.
Glória ao Pai, ao Filho e ao
Espírito Santo.
Faze-me um sinal de tua bondade,
para que vejam os que me odeiam e
sejam confundidos, pois Tu, Senhor,
me ajudaste e me tens consolado.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
II
Irmos: Quando os pecadores bro-
tarem como a erva e todos os iníquos
os estiverem contemplando, é quando
~ 174 ~

serão exterminados para sempre.


Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Os meus olhos viram o que é feito
dos meus inimigos, meus ouvidos es-
cutaram o castigo dos malfeitores que
se alçavam contra mim.
Pois os teus inimigos, Senhor, os
teus inimigos perecerão; e serão dissi-
pados todos os que obram iniqüidade.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Ouve, ó Deus, a minha oração
quando te rogo; livra a minha alma
do temor do inimigo.
Porque aguçaram como espada as
suas línguas, entesaram o arco como
coisa amarga, para assetear o inocente
na emboscada.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Renova os teus sinais e faze novos
milagres, glorifica a tua mão e o teu
braço direito, acende o teu furor e
~ 175 ~

derrama a tua ira; destrói o adversário


e aniquila o inimigo.
Todo o dia me afrontavam os ini-
migos, e os que me louvavam, jura-
vam contra mim. Fulmina-os com
raios, e serão dispersos; despede as
tuas setas, e serão conturbados;
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Tira-me da espada maligna, livra-
me das mãos dos inimigos; daqueles
cuja boca fala falsidades, e cuja direita
presta falso juramento.
A iniqüidade dos soberbos contra
mim se multiplicou, mas de todo o
meu coração cumprirei os teus man-
damentos.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Sejam confundidos os soberbos,
pois contra mim maquinam iniqüida-
des; contra mim, que pratico teus
mandamentos.
Dá firmeza aos meus passos, se-
~ 176 ~

gundo a tua palavra; e que não tenha


poder sobre mim a iniqüidade. Faze-
me livre das injúrias dos homens, para
eu guardar os teus mandamentos.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Exultou o meu coração no Senhor,
e a minha força foi exaltada no meu
Deus, a minha boca desafia os meus
adversários, porque me alegro na tua
salvação.
Não percas, ó Deus, a minha alma
para os ímpios, nem a minha vida
com homens sanguinários. Sempre te
louvarei, pelo que fizeste: e confiarei
no teu nome, porque és bom diante
dos teus santos.
Glória ao Pai, ao Filho e ao
Espírito Santo.
Ó Deus, atende a minha oração,
atende às palavras da minha boca!
Faze cair o mal sobre os meus inimi-
gos; aniquila-os, e mostra-nos a tua
fidelidade.
~ 177 ~

Agora e sempre e pelos séculos


dos séculos. Amém.
III
Irmos: Ouve a minha oração, ó
Deus, e não desprezes a minha súpli-
ca. Volta teu olhar para mim e me es-
cuta. Estou contristado em minha
meditação: e conturbado com a voz
do inimigo e com a perseguição do
pecador
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Acercaram-se meus perseguidores
para a iniqüidade, os meus inimigos,
da tua lei apartados.
A angústia e a tribulação me cer-
caram, mas nos teus preceitos tenho
meditado.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Tem misericórdia de mim, ó Deus,
porque me pisoteia o homem; e me a-
tribulou o dia todo combatendo con-
tra mim.
~ 178 ~

Todos os dias meus inimigos me


pisam; porque há muitos que lutam
contra mim! Todos os dias torcem as
minhas palavras; são contra mim e
para o mal todos os seus pensamen-
tos.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Enviou desde o céu seu socorro, e
livrou-me: e aos que me perseguiam
cobriu de vergonha. Cavaram uma
cova para mim e caíram nela.
Desapareçam como as águas que
correm; o Senhor retesou o arco até
que fossem abatidos. Como a cera
que se derrete, serão destruídos; sobre
eles desceu o fogo e não mais viram a
luz do sol.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
A misericórdia do meu Deus virá
em meu socorro. Deus me fará ver o
castigo dos meus inimigos.
Pelas maldições e pelas mentiras
~ 179 ~

que proferem, extermina-os com a tua


ira e destrói-os para que desapareçam.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Com a ajuda de Deus faremos
proezas. Ele calcará aos pés os nossos
adversários. Sejam como a erva dos
telhados: a qual seca antes de ser ar-
rancada.
Mas a face do Senhor está sobre
aqueles que fazem o mal, para apagar
da terra a sua memória. Os justos
clamaram, e o Senhor os ouviu: e os
livrou de todas as suas tribulações.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Dos confins da terra a ti clamei
quando o meu coração estava angus-
tiado, numa rocha me elevaste.
Tu me conduziste, pois te fizeste a
minha esperança: uma torre sólida
contra o inimigo.
Glória ao Pai, ao Filho e ao
Espírito Santo.
~ 180 ~

Terrível é a morte dos pecadores: e


os que odeiam o justo perecerão. Os
justos clamaram, e o Senhor os ouviu:
e os livrou de todas as suas tribula-
ções.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
IV
Irmos: Concede a tua misericórdia
aos que te conhecem, e a tua justiça
àqueles que têm o coração reto. Não
permitas que me pisem os pés dos so-
berbos; e não me mova a mão do pe-
cador.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Até quando, ó Deus, nos afrontará
o inimigo? o adversário blasfemará ao
teu nome para sempre? Os teus inimi-
gos bramam no meio da tua assem-
bléia; hastearam nelas, como troféus,
as suas bandeiras.
Lembra-te, Senhor, de que te in-
sultou o inimigo e um povo insensato
~ 181 ~

blasfemou o teu nome. Não te esque-


ças dos gritos dos teus inimigos, do
tumulto crescente dos teus adversá-
rios.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Falaram contra mim com língua
dolosa, e com palavras de ódio me
cercaram, e sem causa me fizeram
guerra.
Contra mim disseram maldição,
mas Tu me abençoaste; que sejam
confundidos os que se levantam con-
tra mim, mas que teu servo em Ti se
alegre.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Livra-me, porque estou pobre e
necessitado, e dentro de mim tenho o
coração conturbado. Desfaleço como
a sombra que declina; e como um ga-
fanhoto sou afugentado.
De todo o coração roguei em tua
presença: tem piedade de mim, se-
~ 182 ~

gundo a tua palavra! Auxilia-me, Se-


nhor, meu Deus; e salva-me pela tua
misericórdia.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Tu és o meu amparo e a minha
proteção; tenho minha esperança na
tua palavra. Retirai-vos para longe,
perversos, pois cumprirei os manda-
mentos do meu Deus.
Senhor, muitos são os que me per-
seguem! São tantos os que se levan-
tam contra mim! Levanta-te, Senhor!
Salva-me, ó meu Deus! Bate na face
dos meus inimigos e quebra os dentes
dos ímpios.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Tem piedade de mim, Senhor, vê a
minha aflição diante dos inimigos e
livra-me das portas da morte. O Se-
nhor manifestou-se e fez justiça e o
ímpio caiu nas próprias malhas.
Quebra o braço dos ímpios e dos
~ 183 ~

pecadores; castiga a sua maldade, pa-


ra que ela desapareça. Os meus inimi-
gos batem em retirada, tropeçam e
caem mortos diante de ti.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Sê-me uma rocha protetora, uma
cidadela forte para me abrigar: e tu
me salvarás, porque és meu rochedo e
minha fortaleza.
Embora eu ande em meio a afli-
ção, tu me vivificas; pois estendeste a
tua mão contra a ira dos meus inimi-
gos, e a tua destra me trouxe salva-
ção.
Glória ao Pai, ao Filho e ao
Espírito Santo.
Meu Deus, livra-me das mãos do
ímpio, das garras do inimigo e do o-
pressor. Ó Deus, não te alongues de
mim; meu Deus, volta-te em meu so-
corro.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
~ 184 ~

V
Irmos: Faze brilhar a tua admirá-
vel misericórdia, tu, que salvas dos
adversários aqueles que se acolhem à
tua direita.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Na minha tribulação invoquei o
Senhor e clamei ao meu Deus. E ele
ouviu desde o seu santo templo a mi-
nha voz, e o clamor que eu dei na sua
presença entrou nos seus ouvidos.
Ele me livrou de meus fortíssimos
inimigos, e dos que me aborreciam;
porque se tinham feito mais podero-
sos do que eu. Eles me atacaram no
dia da minha aflição; e o Senhor se
declarou meu protetor.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Ele é o Deus que me revestiu de
força, e fez que o meu caminho fosse
imaculado.
Perseguirei os meus inimigos, e
~ 185 ~

apanhá-los-ei; e não me volverei até


que eles acabem: Eu lhes quebrarei as
forças, e eles não poderão ter-se em
pé, e cairão debaixo de meus pés.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Senhor, tiraste do inferno a minha
alma; puseste-me a salvo dos que des-
cem ao lago. Porquanto sem razão me
esconderam o seu laço de morte; sem
causa encheram de opróbrios a minha
alma.
Julga, Senhor, aos que me fazem
dano, expugna os que me combatem.
Toma as tuas armas e o teu escudo, e
levanta-te em meu socorro.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Sejam confundidos e envergonha-
dos os que buscam a minha alma.
Voltem atrás e sejam confundidos os
que meditam males contra mim.
Sejam feitos como o pó ante a face
do vento, e o anjo do Senhor os acos-
~ 186 ~

sar. Torne-se o seu caminho em trevas


e escorregadio; e o anjo do Senhor os
persiga.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Levanta-te e atende ao meu juízo,
meu Deus e Senhor, e defende minha
causa. Fiquem envergonhados e con-
fundidos os que se alegram pelos
meus males; sejam vestidos de confu-
são e de vergonha os que falam com
orgulho contra mim.
Refrão: Livra-me dos meus inimi-
gos, Senhor: pois em Ti me refugio.
Não queiras imitar os malignos,
nem invejes os que obram iniqüidade.
Porque eles como o feno se secarão
velozmente, e como verdura de ervas
logo se murcharão.
Ajuda-nos, ó Deus, Salvador nos-
so, e pela glória do teu nome, Senhor,
livra-nos, e perdoa os nossos pecados,
por amor do teu nome. Tua é, Senhor,
a grandeza, o poder, a glória e a vitó-
~ 187 ~

ria.
Glória ao Pai, ao Filho e ao
Espírito Santo.
A tua destra, Senhor, mostrou a
sua Força; a tua destra, Senhor, ani-
quilou o inimigo. Estendeste a tua
destra: e a terra os devorou.
Agora e sempre e pelos séculos
dos séculos. Amém.
ós te rogamos, Senhor Deus
Onipotente, defende-nos dos
perigos com que nos oprimem
os nossos inimigos, esmaga a soberba
de nossos adversários e com o poder
de Tua Destra aniquila suas investidas
e ciladas contra nós de modo que pos-
samos viver e te servir em paz, segu-
rança e liberdade. Por Nosso Senhor
Jesus Cristo, teu Filho, que contigo
vive e reina na unidade do espírito
santo, Deus, por todos os séculos dos
séculos. Amém.
~ 188 ~

Bênção Ao Final Das Orações


elas orações dos nossos santos
e teóforos padres, Senhor Jesus
Cristo, nosso Deus, tem pieda-
de de nós e salva-nos. Amém.
A bênção do Senhor Pai , Filho e
Espírito Santo desça sobre todos nós,
por sua divina caridade e filantropia
agora e sempre pelos séculos dos sécu-
los. Amém.

O SANTO ROSÁRIO
1) Faz-se o sinal da cruz dizendo-se as seguintes
palavras:
Pelo sinal da Cruz, livra-nos dos
nossos inimigos, ó nosso Deus.
Em nome do Pai e do Filho e do
Espírito Santo. Amém.
2) Diz-se o Credo:
Creio em Deus Pai todo-poderoso,
criador do céu e da terra; e em Jesus
Cristo, seu único Filho, Nosso Se-
~ 189 ~

nhor; que foi concebido pelo poder do


Espírito Santo; nasceu na Virgem Ma-
ria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi
crucificado morto e sepultado; desceu
à mansão dos mortos; ressuscitou ao
terceiro dia; subiu aos céus, está sen-
tado à direita de Deus Pai todo-
poderoso, donde há de vir a julgar os
vivos e os mortos; creio no Espírito
Santo, na santa Igreja Católica, na
comunhão dos santos, na remissão
dos pecados, na ressurreição da carne,
na vida eterna. Amém.
3) Reza-se então, um Pai Nosso com três Ave-
Marias em honra e louvor à Santíssima Trinda-
de:
Pai Nosso, que estás nos céus, santifi-
cado seja teu nome. Venha a nós o teu
reino. Seja feita a tua vontade, assim
na terra como no céu. O pão nosso de
cada dia dá-nos hoje. Perdoa as nos-
sas dívidas, assim como nós perdoa-
mos aos nossos devedores. E não nos
~ 190 ~

deixes cair em tentação, mas livra-nos


do mal(igno). Amém.
Ave Maria, Ave Maria, cheia de gra-
ça, o Senhor é contigo, bendita és tu
entre as mulheres, e bendito é o fruto
do teu ventre, Jesus. Santa Maria,
Mãe de Deus, roga por nós pecadores,
agora e na hora da nossa morte. A-
mém.
Reza-se em seguida o Glória ao Pai:

Gloria ao Pai, ao Filho e ao Espírito


Santo. Como era no princípio, agora e
sempre e pelos séculos dos séculos.
Amém.
4) Agora segue-se o rosário com a enunciação
dos mistérios. Enuncia-se cada mistério e em
seguida reza-se um Padre Nosso com dez Ave-
Marias. Ao final, reza-se o Glória ao Pai.
É importante dizer que o Santo Rosário é divi-
dido em 3 conjuntos. Cada conjunto contém 5
mistérios. O conjunto de cinco mistérios é
chamado de Terço. Cada mistério contém 1 Pai
Nosso e 10 Ave-Marias.
~ 191 ~

Mistérios Gozosos

Primeiro Mistério: Em memória da


anunciação angélica à Santíssima
Mãe de Deus.
Segundo Mistério: Em memória da
visitação da Santíssima Mãe de Deus
à Santa Isabel.
Terceiro Mistério: Em memória do
nascimento do Salvador em Belém.
Quarto Mistério: Em memória da
apresentação do menino Jesus no
templo e da purificação da Santíssima
Mãe de Deus.
Quinto Mistério: Em memória do re-
encontro do menino Jesus entre os
doutores no templo.

Mistérios Dolorosos

Primeiro Mistério: Em memória da


agonia e oração do Salvador no Mon-
te das Oliveiras.
~ 192 ~

Segundo Mistério: Em memória da


dolorosa flagelação do Salvador.
Terceiro Mistério: Em memória da
coroação com espinhos que sofreu o
Salvador.
Quarto Mistério: Em memória do
carregamento da cruz pelo Salvador
ao Calvário.
Quinto Mistério: Em memória da
Crucificação e morte do Salvador.

Mistérios Gloriosos

Primeiro Mistério: Em memória da


gloriosa Ressurreição do Salvador.
Segundo Mistério: Em memória da
Ascenção do Salvador aos céus.
Terceiro Mistério: Em memória da
descida do Espírito Santo sobre os
Apóstolos.
Quarto Mistério: Em memória da
Dormição e Ascenção da Santa Mãe
de Deus aos céus.
Quinto Mistério: Em memória da
~ 193 ~

glorificação da Santa Mãe de Deus


como rainha dos Céus.

Salve, Rainha, Mãe de misericórdia,


Vida, dulçor, esperança nossa, Salve!
A ti bradamos, os êxules filhos de E-
va. A ti suspiramos gementes e flen-
tes, neste lacrimoso vale. Eia, ergo!,
Advogada nossa, esses teus miseri-
cordiosos olhos a nós converte, e Je-
sus, bendito fruto de teu ventre, a nós,
depois deste exílio, ostende. Ó cle-
mente, ó pia, ó doce Virgem Maria.
Desde o dia 2 de fevereiro até a quarta-feira da
semana santa, inclusive:
℣.Concede-me louvar-te, ó Sagrada
Virgem.
℟.Dá-me forças contra teus inimigos.
Oremos:
Concede, misericordioso Deus, prote-
ção à nossa fragilidade; para, ao dar-
mos memória à Santa Mãe de Deus,
com o auxílio de sua intercessão, res-
~ 194 ~

surjamos de nossas iniqüidades. Pelo


mesmo Cristo, Senhor nosso. ℟. A-
mém.
Desde as vésperas da Sexta-feira Santa:
℣.Nós te adoramos, ó Cristo, e te
bendizemos.
℟. Porque pela tua santa Cruz remiste
o mundo.
Oremos.
Óh Senhor Jesus Cristo, filho do Deus
vivo, coloca a tua paixão, cruz e mor-
te entre o teu julgamento e a minha
alma, agora e na hora da minha morte
e concede-me graça e misericórdia:
aos vivos e aos mortos descanso e
perdão; paz e concórdia à tua Igreja, e
para nós, pecadores, vida e glória
sempiterna. Tu que vives e reinas com
Deus Pai na Unidade do Espírito San-
to, Deus, por todos os séculos dos sé-
culos. ℟. Amém.
Após a Salve Regina, desde o domingo da Pás-
~ 195 ~

coa até a sexta-feira dentro da oitava de Pente-


costes, inclusive:
℣.Exulta e te alegra, ó Virgem Maria,
aleluia.
℟.Porque o Senhor ressuscitou verda-
deiramente, aleluia.
Oremos:
Deus, que te dignaste, pela ressurrei-
ção de teu Filho, o Senhor nosso Je-
sus Cristo, alegrar o mundo; concede,
nós te pedimos, pela sua Genitora, a
Virgem Maria, que tenhamos a ale-
gria da vida eterna. Pelo mesmo Cris-
to, Senhor nosso. ℟. Amém.
Após a Salve Regina, desde as I Vésperas da
Festa da Santíssima Trindade até as I Vésperas
do I Domingo do Advento, exclusive:
℣.Roga por nós Santa Mãe de Deus.
℟.A fim de que sejamos dignos das
promessas de Cristo.

Oremos:
Onipotente sempiterno Deus, que pe-
la cooperação do Espírito Santo pre-
~ 196 ~

paraste o corpo e a alma da gloriosa


Virgem Mãe Maria para que fosse
merecedor e digno habitáculo do teu
Filho; concede que, pela pia interces-
são daquela cuja comemoração nos
alegra, sejamos livres dos males pre-
sentes e da morte perpétua. Pelo
mesmo Cristo, Senhor nosso. ℟. A-
mém.
Após a Salve Regina, desde as I Vésperas do I
Domingo do Advento até as I Vésperas da Puri-
ficação (1º de fevereiro):
℣.O anjo do Senhor anunciou à Ma-
ria.
℟.E Ela concebeu do Espírito Santo.
Oremos:
A tua graça, Senhor, nós te pedimos,
infunde em nossas almas, para que,
conhecendo pela anunciação do Anjo
a encarnação do Cristo teu Filho, pela
sua paixão e cruz, sejamos conduzi-
dos à glória da Ressurreição. Pelo
mesmo Cristo, Senhor nosso. ℟. A-
~ 197 ~

mém.
Desde o dia 24 de dezembro:
℣. Depois do parto, ó Virgem, invio-
lada permaneceste.
℟. Mãe de Deus, intercede por nós.
Oremos:
Deus, que prestaste ao gênero huma-
no o prêmio da salvação eterna, pela
fecunda virgindade da bem-aven-
turada Maria, concede-nos, suplica-
mos, que a sintamos interceder por
nós, por quem merecemos receber o
autor da vida, nosso Senhor Jesus
cristo, vosso Filho. ℟. Amém.

ORAÇÃO HESICASTA
Este modo de orar é constituído, essencialmen-
te, pela repetição, servindo-se de um cordão de
orações ou rosário, das palavras “Senhor Jesus
Cristo, Filho de Deus, tem piedade de mim,
pecador.”
Faze o sinal da Cruz:
Em Nome do Pai, do Filho e do
Espírito Santo. Amém.
~ 198 ~

Depois pause por um momento, e faça o sinal


da cruz e pequenas inclinações a cada invoca-
ção.
Senhor, sê misericordioso com o(a)
pecador(a) que sou. (três vezes).
Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus,
pelas orações da Tua puríssima Mãe e
de todos os santos, tem piedade de
nós. Amém.
Glória a Ti, nosso Deus, glória a Ti.
ei Celestial, Consolador, Espí-
rito da Verdade, presente em
toda parte e ocupando todo lu-
gar, tesouro dos bens e dispensador da
vida, vem e habita em nós, purifica-
nos de toda a mácula e salva as nossas
almas, Tu que és bom. Amém.
Santo Deus, Santo Forte, Santo
Imortal, tem piedade de nós! (três ve-
zes).
Glória ao Pai, ao Filho e ao Es-
pírito Santo, agora e sempre e pelos
séculos dos séculos.
~ 199 ~

ai nosso, que estás nos Céus,


Santificado seja o Teu Nome,
venha a nós o Teu Reino, seja
feita a Tua vontade, assim na terra
como no Céu. O Pão nosso de cada
dia nos dá hoje, perdoa-nos as nossas
dívidas, assim como nós perdoamos
aos nossos devedores, e não nos dei-
xes cair em tentação, mas livra-nos do
maligno. Amém.
Nas contas grandes (ou separadas):
Santíssima Mãe de Deus, salva-nos!
Santo Deus, Santo Forte, Santo Imor-
tal, tem piedade de nós!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito
Santo, agora e sempre e pelos séculos
dos séculos.
Nas contas pequenas (ou nas dezenas):
Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus,
tem piedade de mim, pecador.
Ao final, recitas-se
elas orações dos nossos santos
padres, Senhor Jesus Cristo,
nosso Deus, tem piedade de
~ 200 ~

nós. Amém.
A bênção do Senhor Pai , Filho e
Espírito Santo desça sobre todos nós,
por sua divina caridade e filantropia
agora e sempre pelos séculos dos sécu-
los. Amém.

“Um homem carnal não pode se arrepen-


der, por mais milagres que ele possa ver
em sua vida. Ele vive em um sono mortal.
Isto é um fato.”
Metropolita Hierotheos Vlachos, Life After Death

“A ascese é o esforço humano, luta e o


método de exercício espiritual usado para
passar pelas três etapas da vida espiritual,
ou seja, purificação do coração, ilumina-
ção do nous e a theosis (união com Deus,
participação da vida divina). O esforço as-
cético consiste em purificar o nous da e-
nergia da fantasia e é a luta para guardar
os mandamentos de Cristo.”

“A acídia é uma paralisia espiritual dos


~ 201 ~

poderes da psique em que existe um abso-


luta indiferença à oração, jejum e a guarda
dos mandamentos do Evangelho. Muitas
vezes é traduzido como 'preguiça‘. É uma
doença que ataca fortemente os que se en-
gajam na luta espiritual e é a doença dos
niilistas.”

“Se você vive mal, ninguém vai tocar em


você. Mas se você começar a viver bem,
então imediatamente haverão aflições,
tentações e insultos. Carregamos aflições e
sofrimentos aqui porque não fomos feitos
para esta vida.”
Ancião Barsanuphius de Optina.

“Os Santos Padres foram iluminados e


deixaram-nos estas pequenas orações:
‘Senhor Jesus Cristo, filho de Deus, tende
piedade de mim, pecador’. E ‘Santíssima
Mãe de Deus, salva-nos’. Não precisamos
ler enciclopédias, nem muitos livros. Com
essas duas pequenas orações, todos os
cristãos são salvos. ”
Ancião Ephraim do Arizona
~ 202 ~

"Ninguém é capaz de se aproximar de


Deus, salvo aquele que está distante do
mundo. Não falo sobre uma separação do
corpo, mas das coisas carnais."
+ Santo Isaac, o sírio

“O caminho de Deus é uma cruz diária.


Ninguém ascendeu ao Céu por meio da
facilidade, pois sabemos onde o caminho
da facilidade leva e como termina.”
+ Santo Isaac, o Sírio.

"Cada sofrimento ou provação contém um


profundo significado e até mesmo deleite,
porque depois da provação, o Senhor en-
via alguma alegria inesperada. Os árabes
têm um ditado maravilhoso: "Dias de sol
contínuos criam um deserto." Muitas ve-
zes uma pessoa, sem tristezas, é compara-
da a um deserto árido. O perigo do suces-
so contínuo é que faz as pessoas se senti-
rem orgulhosas e independentes e leva à
falsa idéia de que podemos administrar
nossas vidas sem a ajuda de Deus. Somen-
~ 203 ~

te em tempos difíceis e em dias de calami-


dade começamos a entender o quanto pre-
cisamos de dEle."
Elias II, Patriarca de toda a Geórgia

“Existe maior sinal de que estamos em


tempos maus do que a completa indife-
rença das pessoas com relação ao destino
de suas almas?”
Padre Alexis Esipov
~ 204 ~

Sumário

ORAÇÕES MATINAIS .........................15


Tropário Para A Santíssima Trindade: .... 17
Oração De São Basílio, à SS. Trindade ...... 18
Salmo 50 .................................................. 20
O Símbolo Da Fé ...................................... 22
Oração diante do ícone de Cristo I .............. 23
Oração diante do ícone de Cristo II ............. 25
Oração diante do ícone da Theotocos .......... 26
ORAÇÕES DE SÃO MACÁRIO ..................27
Pela pureza e salvação ............................... 27
Por um dia sem pecado .............................. 27
Súplica por auxílio e proteção ..................... 28
Ação de Graças e súplica ............................ 29
DE SÃO BASÍLIO MAGNO ........................29
Grande súplica .......................................... 29
~ 205 ~

Ação de graças pelo sono e despertar ........... 31


À Ssma. Mãe De Deus .............................. 32
Súplica pela salvação da alma .................... 34
Súplica por uma vontade resoluta ............... 36
Para O Santo Anjo Da Guarda: ................. 37
Orações À Santíssima Mãe De Deus........... 38
Tropário Da Cruz: .................................... 40
ORAÇÕES POR SI, PELOS VIVOS E FALECI-
DOS............................................................40
Grande Oração Da Manhã ........................ 40
Pela Igreja: ............................................... 42
Pelos Vivos:............................................... 44
Pelos Nascidos Para O Céu: ....................... 46
Oração pelos que morreram em pecado ....... 47
Oração Final ............................................. 49
ORAÇÕES DURANTE O DIA .............50
Antes De Iniciar Qualquer Trabalho: ......... 50
Após Terminar Qualquer Trabalho: ........... 51
Antes De Qualquer Aula:........................... 51
Após Qualquer Aula: ................................. 52
Antes Das Refeições ................................... 53
Após As Refeições: ..................................... 55
Oração De Noa ......................................... 56
~ 206 ~

Oração Para A Tarde ................................ 57


Oração ao Final do Dia ............................. 59
Oração da Noite I ...................................... 60
Oração Da Noite II ................................... 61
ORAÇÕES DE ANTES DE DORMIR..63
Tropários De Compunção .......................... 65
São Macário, Grande: Oração da noite ....... 66
De Santo Antiochus: Prece ao Cristo........... 67
Para O Espírito Santo: oração de compun-ção
.................................................................. 69
Adaptada de São Macário, O Grande: Ao
Filho de Deus, Jesus Cristo .......................... 71
Para não ter tentações carnais .................... 73
Para Nosso Senhor Jesus Cristo: ................. 73
À Santíssima Mãe De Deus: ...................... 75
Para O Santo Anjo Da Guarda .................. 75
Para A Mãe De Deus: ............................... 76
Oração De São João Damasceno ................ 79
A Oração Da Preciosa Cruz ....................... 81
A Confissão Diária Dos Pecados: ............... 84
CÂNONE DE ARREPENDIMENTO.87
Oração Após O Cânone ........................... 116
SÚPLICA À SS MÃE DE DEUS.........118
~ 207 ~

Cânone à Santa Mãe de Deus .................. 125


Orações A São Miguel Arcanjo ............145
HINO A São Miguel Arcanjo ................. 146
Oração I ................................................ 146
Oração II ............................................... 147
Oração III .............................................. 148
Oração IV .............................................. 149
Consagração A São Miguel Arcanjo ......... 149
Oração Contra Ação Dos Demónios ........ 151
ORAÇÕES AO ANJO GUARDIÃO ..152
Oração I ................................................. 152
Oração II ............................................... 153
Oração III .............................................. 154
ORAÇÕES DIVERSAS .......................154
Tropário do Juizo Final ........................... 154
Oração Pela Iluminação .......................... 158
Tropário Pelos Falecidos .......................... 159
Oração Pelo Perdão ................................. 162
Pelos Vivos e Defuntos ............................. 162
do Ofício de Pentecostes ............................ 162
Oração de Proteção e Auxílio - do Ofício da
Mãe de Deus............................................. 163
Oração contra Tentações e Perigos ........... 164
~ 208 ~

Oração à Ssma. Mãe de Deus, pelos


enfermos ................................................... 165
Oração pelos enfermos I ........................... 166
Oração para consagrar a Lamparina ou Ve-la
Diante Dos Ícones ..................................... 168
Oração antes de viajar ............................. 169
Cânon contra os inimigos ......................... 170
Bênção Ao Final Das Orações ................. 188
O SANTO ROSÁRIO...........................188
ORAÇÃO HESICASTA ......................197

Você também pode gostar