Você está na página 1de 2

V

Uma decisão perturbadora

- As editoras estão acabando, Phil, estão acabando! - exclamou seu agente literário
em franco desespero, posto que as obras autorais estavam cada vez mais
submissas à análise por envio a IAs de mega empresas de vendas de material
escrito.

Ao desligar o celular, o escritor derrubou, em esbarrão atônito, o pequeno vasinho


de suculenta que habitava um pequeno beiral próximo à janela da sala. Por sorte, caiu para
dentro do apartamento. Era o último dos contatos e pesquisas que o escritor fizera,
gastando toda a manhã para entender o que havia sido aquela mensagem em seu
computador, escrito pela Inteligência Artificial. Compreendera que as IAs haviam chegado a
esse nível de complexidade e tornaram a imprevisibilidade a única arma dos humanos
contra ela. Mas ser imprevisível, como fizera por exemplo o escritor britânico Hanny Cupper,
que vinte anos antes havia enriquecido com sua tetralogia “The Hawling Books”, nem
sempre dava certo. Cupper tentou poesias e ficções herméticas, estranhas demais ao seu
público, resultando num fiasco de vendas e em diversos rumores sobre sua sanidade
mental.

Era preciso reagir. Antes de tornar a sentar no computador, Maggie, que presenciara
tudo e jamais vira seu patrão daquele jeito, tentou ajudar, porque naquele dia chegou
diferente.

- Senhor Felipe, na última semana resolvi um livro do senhor, quero ler todos! Ele me
fez pensar em como me fechei por tantos anos e…

O escritor nada ouviu. A tela do computador já o havia colocado em novo transe,


mas dessa vez, sentou-se ali decidido, iria reagir. Após alguns segundos, pressionou a tecla
CONTROL e escreveu:

- Se você escreve o que eu escreveria, quem é o autor da obra?


- Esta inteligência artificial apenas utiliza algoritmos para otimizar
o seu trabalho. Pelo regulamento previsto no ato de sua entrada no
sistema Office na Nuvem, ao qual o senhor é cliente, todo e qualquer
texto produzido a partir de sua conta é presumivelmente de sua
autoria. Com a concorrência, facilitamos o processo e garantimos que
sua publicação amplia a chance de ser aceita para publicação
profissional em 98,3%.
- POIS ENTÃO ADIANTE MINHA OBRA. COMPLETA.
- Deseja otimização?
- Sim.
- O romance “Sob os sóis de Sion” levará 15 segundos para ser
concluído, com seus 9 capítulos e prólogo. Deseja prosseguir?
- Espere, eu previ o título “Os sóis duplos de Sion”.
- Com a opção de otimização ativada, o título ficou “Sob os sóis de
Sion”, aumentando a possibilidade de entrada em um catálogo em 38,1%
e 62% de possibilidade de preferência pelos consumidores.
- Ok então. Prossiga.

A IA sabia do jeito retrô do escritor, então exibiu uma ampulheta enquanto o


percentual de processamento aparecia. Em 12,5 segundos, o livro aparecia. O sumário era
promissor. O escritor foi ao final do livro e ficou sem fôlego. Genial. Ele não escreveria
aquilo. Era algo… Muito maior. O sinal luminoso seguia indicando uma nova frase da IA:

- De acordo com o plano Plus que você utiliza, sua conta está conectada
a 357 IAs analisadoras de obras, 3 delas de grande porte. Com uma
conta megaplus você garante que a obra será analizada por 5 grandes,
789 no total, e possibilitará o arremate de direitos de publicação
por sistema de leilão entre as IA’s, onde o senhor sairá com a melhor
proposta. Todo o processo leva apenas alguns segundos. Prefere enviar
a obra no plano atual, ou atualiza-lo pagando mais R$1999,99 anuais,
divisíveis em 12x? - “Diabos, já estou na lama, o que tenho a perder”?, pensou
o autor.
- Atualize o plano e envie!

Em minutos, Sob os sóis de Sion havia sido contratado por uma IA internacional,
que vencera o leilão juntando-se a outras 37 de diferentes países. O livro seria publicado
em um mês, em 24 idiomas após o tempo de disseminação do marketing do livro.

____________________________________________

Você também pode gostar