Você está na página 1de 4

Exercício prático de cálculo de economia de energia em sistemas de bombeamento

Instrutor: Marcio Americo

Nomes:
1. Adriano Danilo Koehler
2. André Feller

Considere um sistema de bombeamento típico com controle de vazão realizado com uma válvula de
estrangulamento. Existe uma proposta de instalação de um acionamento eletrônico para efetuar esse
mesmo controle de vazão. Calcule a economia de energia elétrica a ser conseguida como esse novo
sistema.

Dados do problema
Desnível geométrico entre reservatórios = 25 m Vazão nominal do sistema = 100 m3/h
Custo da energia = R$ 120,00 / MWh Horas de funcionamento = 8.000 h/ano
Fluido de trabalho = Água (densidade = 1) Rendimento do acoplamento = 100%
Rendimento do motor = 93,1% (30 CV - 3.560 rpm - 100% de carga)
Bomba - Tipo KSB meganorm 50-160 com o rotor 174 (vide anexo)
Curvas do sistema e da bomba (vide anexo)

Tabela 1 - Ciclo de trabalho


Ponto Vazão (m3/h) Horas de funcionamento
1 40 3.000
2 50 2.500
3 80 1.500
4 100 1.000

Fórmula para o cálculo da potência hidráulica.


Q  H
Ph 
274
Onde:
Ph - potência hidráulica em HP (potência na saída da bomba)
 - densidade do fluido
Q - Vazão (m3/h)

1
H - Pressão (metros de coluna d’água - mca)
Uma vez que as curvas do sistema e da bomba já são conhecidas (vide anexo), bem como os valores
nominais do processo (vazão, densidade, etc), podemos calcular a energia consumida pelo sistema
no caso de controle com válvula de estrangulamento.

Tabela 2 - Planilha de cálculo para a bomba usando válvula de estrangulamento

Ponto Vazão Horas Pressão Ph  bomba BHP Pelet Pelet Energia Custo
(m3/h) (mca) (HP) (%) (HP) (HP) (kW) (MWh) (R$/ano)

1 40 3000 61,5 8,98 62,5 14,37 15,43 11,51 34,54 4.144,65

2 50 2500 60,5 11,04 69 16,0 17,186 12,82 32,05 3.846,23

3 80 1500 55,5 16,2 78 20,77 22,308 16,64 24,96 2.995,20

4 100 1000 51 18,6 80,4 23,24 24,86 18,55 18,55 2.968,00

Total  110,1 13.954,08

Na tabela 3, vamos simular o funcionamento do sistema caso o controle de vazão seja feito pela
variação da velocidade da bomba, e não mais pela válvula de estrangulamento.

Tabela 3 - Planilha de cálculo para a bomba usando acionamento eletrônico

Ponto Vazão Horas Pressão Ph  bomba BHP Pelet Pelet Energia Custo
(m3/h) (mca) (HP) (%) (HP) (HP) (kW) (MWh) (R$/ano)

1 40 3000 32 4,67 71 6,58 7,08 5,28 15,84 1.901,40

2 50 2500 34 6,20 75 8,26 8,88 6,62 16,56 1.987,34

3 80 1500 42 12,26 15,3 16,43 12,26 18,39 2.206,22

4 100 1000 47 17,15 80,50 21,3 22,88 17,07 17,07 2.048,51

1a 3a 80,1 2a Total  67,86 8.143,47


Questã Questã 5 Questã
o o o

Comparando as tabelas 2 e 3, podemos dizer que a instalação do acionamento eletrônico para o


42,24
controle de vazão possibilita uma economia de energia anual de _________ MWh, gerando uma
redução na conta de energia de R$ 5810,61 por ano.

O custo aproximado de um acionamento eletrônico para um motor de 30 CV é de R$ 6.000,00. O


tempo de retorno simples desse investimento será de 12,39 meses.

2
ANEXO - CURVAS DAS BOMBAS E DO SISTEMA

70
Curva do Sistema
65

60

55

50

45
Pressão (mca)

40

35
Curva da Bomba

30

25

20

15

10

0
0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 110 120 130 140 150 160
3
Vazão (m /h)

Figura 1 – Curvas da bomba e do sistema

3
70

60%
65 65% 70%
72,5% 75%
60 77,5% 80%
55 80,5% 80%
50
77,5%
45 75%
Pressão (mca)

40

35

30

25

20

15

10

0
0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 110 120 130 140 150 160
3
Vazão (m /h)

Figura 2 – Curva da bomba operando com Válvula de Estrangulamento (Rendimento)

70
60% 65%
70%
65 75%
72,5%
60
77,5%
80%
55 80,5% 80%

50
77,5%
45
75%
Pressão (mca)

40

35

30

25

20

15

10

0
0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 110 120 130 140 150 160
3
Vazão (m /h)

Figura 3 – Curva da bomba operando com Acionamento Eletrônico (Rendimento)

Você também pode gostar