Você está na página 1de 1

COLÉGIO ESTADUAL DO CAMPO SÃO FRANCISCO DE ASSIS – E.F. E E.M.

Estrada Nair Ferreira Leal da Trindade, s/nº


Três Córregos – Campo Largo/PR

TERMO DE ORIENTAÇÃO, RESPONSABILIDADE E COMPROMISSO

Venho por meio desse, com fundamento no Estatuto da Criança e do Adolescente que
nos diz:
ECA – ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE – LEI Nº 8.069/90

Art. 3º – “A criança e o adolescente gozam de todos os direitos


fundamentais inerentes à pessoa humana, sem prejuízo da
proteção integral de que trata esta Lei, assegurando-lhes, por lei
ou por outros meios, todas as oportunidades e facilidades, a fim
de lhes facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual
e social, em condições de liberdade e de dignidade.”

Art. 7º – “A criança e o adolescente têm direito a proteção à vida


e à saúde, mediante a efetivação de políticas sociais públicas
que permitam o nascimento e o desenvolvimento sadio e
harmonioso, em condições dignas de existência.”

Desta forma, do ponto de vista da proteção à criança, negar-lhe a vacinação pode ser
considerado negligência. Não podemos estender à criança as nossas convicções, e sim
respeitá-la como pessoa e pensar na sua proteção. As vacinas são necessárias para
controlar doenças graves e a não-vacinação pode colocar em risco seus próximos e a sua
comunidade, não sendo, portanto, uma atitude sem consequências.
Ainda no Estatuto da criança encontramos no Capítulo I – Do Direito à Vida e à
Saúde, o seguinte parágrafo único: É obrigatória a vacinação das crianças nos casos
recomendados pelas autoridades sanitárias.
Tendo em vista o acima exposto, fica o responsável orientado e advertido de sua
responsabilidade de comparecer à Unidade de Saúde mais próxima de sua residência no
prazo máximo de 30 dias para deixar em dia todas as vacinas de sua filha, a menor
TAINARA CRYSTINA KULA, regularmente matriculada em nossa Instituição de Ensino no 8º
Ano A, documento esse necessário e obrigatório para a rematrícula da aluna no ano letivo
2022. Caso a mãe não traga o documento comprovando a vacinação de sua filha, a omissão
será encaminhada ao Conselho Tutelar para que sejam tomadas todas as providências
cabíveis ao caso.

Assinatura do Pai/Responsável: ________________________________________

Você também pode gostar