Você está na página 1de 7

Faculdade de Ciências Educacionais

Curso de Administração
André da Hora, Edilania Aguiar, Jorge Gustavo, Sandro de Jesus.

Relatório de Visita Técnica a ETA de Santo de Antonio de Jesus

Valença – Bahia
Abril/2011
Faculdade de Ciências Educacionais
Curso de Administração
André da Hora, Edilania Aguiar, Jorge Gustavo, Sandro de Jesus.

Relatório de Visita Técnica a ETA de Santo de Antonio de Jesus

Trabalho apresentado ao 8º Semestre do


Curso de Administração da Faculdade de
Ciências Educacionais - Valença, Bahia como
parte dos requisitos para a avaliação da
disciplina SGA.
Orientadora:
Profª Márcia Bezerra

Valença – Bahia
Abril/2011
RELATÓRIO DE VISITA TÉCNICA A ETA DE SANTO DE ANTONIO DE JESUS

Introdução
O 8º semestre do curso de Administração da Faculdade de Ciências
Educacionais, sob a orientação da Professora Márcia Bezerra, realizou em 06 de
abril de 2011, às 08 horas, visita técnica na Estação de Tratamento de Água da
Embasa na cidade de Santo Antonio de Jesus.

Alunos do 8º semestre de Administração da FACE

A visita teve como objetivo constatar “in loco” como funciona o Sistema de
Gestão Integrado (SGI) dentro de uma empresa.

Breve Histórico
A Embasa nasceu quando aconteciam os primeiros passos em
saneamento básico no país, com a responsabilidade de viabilizar ações previstas
pelo Plano Nacional de Saneamento – Planasa –, que previa a implantação de um
organismo em cada estado que centralizasse as ações no setor de saneamento, a
primeira iniciativa federal no sentido de instalar serviços de água e esgoto em
cidades que experimentavam franco crescimento no Brasil.
Instituída como sociedade de economia mista de capital autorizado e
pessoa jurídica de direito privado, a Embasa foi a primeira companhia estadual do
país a capacitar-se para convênios com o extinto Banco Nacional de Habitação –
BNH –, visando a captação de recursos.
Nos últimos dez anos, a empresa adotou os processos de Gestão pela
Qualidade Total – GQT –, obtendo bons resultados institucionais e reconhecimentos
externos: em 2006, concorrendo com cerca de 50 instituições públicas e privadas, a
Embasa venceu, e recebeu, em Brasília, do vice-presidente da República, José
Alencar, a faixa ouro do Prêmio Nacional da Gestão Pública.

ETA - Santo Antonio de Jesus

Em 2002, a Estação de Tratamento de Água de Santo Antonio de Jesus


(ETA-SAJ) implementou o Sistema de Gestão Integrada buscando otimizar a
utilização de energia elétrica, a prevenção da poluição, a conscientização e
Educação da Qualidade e Ambiental, o atendimento a legislação ambiental e outros
requisitos, a melhoria contínua, e a satisfação do cliente, a ETA de Santo Antonio
de Jesus, implementou o Sistema de Gestão Integrada no processo de adução,
captação e tratamento da água

Desenvolvimento
Inicialmente, fomos recepcionados pelo funcionário da portaria e nesse
momento já foi possível perceber o processo do SGI no momento em que fomos
orientados a utilizar Equipamentos de Proteção Individual dentro da ETA-SAJ. Em
seguida fomos encaminhados para uma sala de aula onde o Coordenador do
SGI/ETA-SAJ explanou desde o momento da implantação até o processo de
continuidade que existe no Sistema de Gestão Integrada do Sistema de
Abastecimento de Água de Santo Antônio de Jesus (SAASAJE), apresentando a
turma um documento contendo os detalhes dos Objetivos e Metas, bem como seus
respectivos Planos de Ação.
Na sala de aula da ETA-SAJ
Durante a explicação ficou claro que o acompanhamento do cumprimento
do documento, bem como a permanente adequação,é garantida pela Alta
Administração nas reuniões de análise crítica do SGI, porém a elaboração desse
documento fica a cargo do Coordenador do SGI, juntamente com os Gerentes de
Divisões e o Representante do SAASAJE, considerando os princípios da Política do
SGI, os compromissos de atender aos requisitos legais e/ou corporativos e prevenir
a poluição, bem como a melhoria contínua do SGI, e aprovado pela Alta
Administração da organização.
O que chamou bastante atenção da turma é que esse sistema é complexo
e consistem em uma combinação de processos, procedimentos e práticas adotadas
por todos os funcionários da ETA-SAJ.
Foi comentando também, sobre as auditorias, essas que se fundamentam
o processo de certificação possuem diversos tipos e finalidades como, por exemplo,
a auditoria interna, na qual funcionários treinados da própria empresa realizam
auditoria e a externa, na qual um organismo certificador, de preferência credenciado
pelo órgão acreditador nacional, realiza a auditoria do SGI da organização.
Foram verificadas na estação de tratamento de água as seguintes etapas
do processo de tratamento:
• Coagulação: quando a água na sua forma natural (bruta) entra na
ETA, ela recebe, nos tanques, uma determina quantidade de sulfato de alumínio.
Esta substância serve para aglomerar (juntar) partículas sólidas que se encontram
na água como, por exemplo, a argila.
Água na sua forma bruta
• Floculação: em tanques de concreto com a água em movimento, as
partículas sólidas se aglutinam em flocos maiores.
• Decantação: em outros tanques, por ação da gravidade, os flocos com
as impurezas e partículas ficam depositadas no fundo dos tanques, separando-se da
água.

Lagoa de Decantação
• Filtração: a água passa por filtros formados por carvão, areia e pedras
de diversos tamanhos. Nesta etapa, as impurezas de tamanho pequeno ficam
retidas no filtro.
• Desinfecção: é aplicado na água cloro para eliminar microorganismos
causadores de doenças.
Após verificamos tais etapas, fomos direcionados para a lagoa de
secagem, local onde são encaminhados a impurezas retiradas do processo de
decantação e de filtração. Nesse momento verificamos que o ETA-SAJ não
desperdiça água em momento algum, pois nesse leito de secagem são retiradas as
impurezas e a água retirada é reutilizada, retornando para a fase de coagulação. Já
os resíduos sólidos são encaminhados para cooperativas cadastradas para serem
utilizados na lavoura.

Lagoa de Secagem

Conclusões
A visita foi bastante proveitosa, visto que os alunos do 8º semestre do
Curso de Administração da FACE tiveram a oportunidade de conhecer “in loco” o
Sistema de Gestão Integrada dentro de uma empresa e rever os conceitos teórico-
metodológicos, expressando o diálogo produzido em sala de aula fazendo com que
a formação dos futuros administradores da FACE se destaque perante o mercado de
trabalho.

Referências
• http://www.embasa.ba.gov.br/sgi_usa/index.htm. Acessado em: 12
de abril de 2011.
• http://www.embasa.ba.gov.br/novo/AEmbasa/?Historia/Index.
Acessado em: 12 de abril de 2011.

Interesses relacionados