Você está na página 1de 16

PROCESSOS QUÍMICOS

INDUSTRIAIS I

CARGA E PIGMENTOS
INORGÂNICOS

HISTÓRICO
• Materiais para recobrimento superficial são
indispensá
indispensáveis para a preservaç
preservação de todos os
tipos de estruturas arquitetônicas, inclusive
fábricas, contra os ataques do intemperismo.
intemperismo.
• Madeira e metal não recobertos são
suscetí
suscetíveis à deterioraç
deterioração, principalmente em
presenç
presença de fuligem e CO2.
• Tintas, vernizes e lacas també
também têm funç
função
esté
estética.
• A indú
indústria de recobrimentos superficiais é
antiga. Segundo a Bí Bíblia, Noé
Noé foi aconselhado
a utilizar piche por fora e por dentro da arca.

1
HISTÓRICO
• A origem das tintas remonta a tempos pré
pré-
histó
históricos, quando os habitantes da Terra
registravam suas atividades em figuras
coloridas nas paredes das cavernas,
utilizando, provavelmente, tintas constituí
constituídas
por terras ou argilas suspensas em água.
• Os egí
egípcios desenvolveram a arte da pintura
por volta de 1500 a.C. Por volta de 1000 a.C.,
passaram a usar resinas naturais e cera de
abelha.

CLASSIFICAÇÃO DAS
TINTAS
Os recobrimentos superficiais dividem-
dividem-se em:
• Tintas (revestimentos só
sólidos, relativamente
opacos, aplicados em camadas finas, cujas
pelí
películas são usualmente formadas pela
polimerizaç
polimerização de óleos polinsaturados)
polinsaturados)
• Vernizes (revestimentos transparentes)
• Esmaltes (vernizes pigmentados)
• Lacas (pelí
(películas formadas somente pela
evaporaç
evaporação)
• Tintas de impressão
• Polidores

2
CONSTITUINTES DAS
TINTAS
• Resinas (formadores de pelí
películas)
– Sinté
Sintéticas: alquí
alquídicas,
dicas, acrí
acrílicas, viní
vinílicas,
licas, celuló
celulósicas,
ésteres de resina de pinho, epóepóxis,
xis, uré
uréia-
ia-melamina,
melamina,
uretanas,
uretanas, estirenos, fenó
fenólicas, hidrocarbonetos,
polé
polésteres

– Naturais: goma-
goma-laca, resina de pinho (colofonia
(colofonia)
)e
outras

• Solventes: cetonas, aromá


aromáticos, alifá
alifáticos,
álcoois, éteres de glicó
glicóis,
is, éter, glicó
glicóis,
is, ésteres
de glicó
ó is,
glic is , produtos clorados, terpenos, etc.

CONSTITUINTES DAS
TINTAS
• Óleos secativos e ácidos graxos: óleo de
linhaç
linhaça, óleo de soja, ácidos graxos, óleo de
sebo, óleo de rí
rícino, óleo de tungue, óleo de
açafrão, óleo de peixe, óleo de coco, óleo de
oiticica.
• Pigmentos e fíleres:
leres: dió
dióxido de titânio,
carbonato de cá
cálcio, salicilato de magné
magnésio,
argila, corantes inorgânicos, sulfato de bá
bário,
mica, óxido de zinco, pó
pó de zinco, zarcão,
materiais metá
metálicos (principalmente
alumí
alumínio), negros de carvão, corantes
orgânicos, alvaiade

3
CONSTITUINTES DAS
TINTAS
• Secantes: cobalto, manganês, chumbo e zinco,
naftenatos,
naftenatos, resinatos,
resinatos, 2-
2-etilexoatos,
etilexoatos,
linoleatos,
linoleatos, sebacatos
• Plastificantes: ésteres octí
octílico,
lico, 2-
2-etilexí
etilexílico,
lico,
decí
decílico dos ácidos ftá
ftálico,
lico, sebá
sebácico,
cico, adí
adípico,
pico,
azelaico e outros semelhantes

CONSTITUINTES DAS
TINTAS
O pigmento,
pigmento, embora usualmente uma
substância inorgânica, pode ser també
também um
corante orgânico puro, insolú
insolúvel, conhecido
como toner,
toner, ou um corante orgânico precipitado
sobre um portador inorgânico, como o hidró
hidróxido
de alumí
alumínio, ou o sulfato de bá
bário, ou a argila,
constituindo uma laca.
laca.
Os diluentes ou fíleres dos pigmentos reduzem
o custo da tinta e frequentemente aumentam
sua durabilidade.

4
CONSTITUINTES DAS
TINTAS
A funç
função dos pigmentos e dos fíleres não é
formar simplesmente uma superfí
superfície colorida,
agradá
agradável pelo seu apelo esté
estético, qualquer que
seja a importância deste fator. As partí
partículas
sólidas na tinta refletem muitos dos raios de luz
destrutivos e, dessa maneira, ajudam a
prolongar a duraç
duração de toda a tinta.
Em geral, os pigmentos devem ser opacos a fim
de que tenham um bom poder de cobertura e
quimicamente inertes, a fim de que tenham
estabilidade e uma vida longa.

CONSTITUINTES DAS
TINTAS
Os pigmentos devem ser ató
atóxicos ou pelo
menos ter uma toxidez muito baixa, não só
só para
os pintores, mas també
também para os usuá
usuários dos
recintos pintados.

Os pigmentos devem ser molhá


molháveis pelos
constituintes formadores de pelí
película e també
também
baratos. Os diferentes pigmentos possuem
diferentes poderes de cobertura por unidade de
massa.

Sem os materiais formadores de pelí


película,
cula, os
pigmentos não seriam mantidos na superfí
superfície.

5
CONSTITUINTES DAS
TINTAS
Os pigmentos proporcionam cor, poder
de cobertura e corpo.
Os pigmentos são pó
pós ou partí
partículas bem
reduzidas dispersados nas tintas. Muitos
pigmentos são usados tanto em tintas à
base de água como à base de solventes.
Há duas categorias bá
básicas:

Pigmentos bá
básicos

Pigmentos estendedores (ou “carga”


carga”)

CONSTITUINTES DAS
TINTAS
Pigmentos bábásicos
São os pigmentos que proporcionam a brancura e as
cores; são també
também a principal fonte do poder de
cobertura.
O dió
dióxido de titânio (TiO2), é o principal pigmento
branco. Tem as seguintes caracterí
características:
• Proporciona uma brancura excepcional ao dispersar a
luz.
• Proporciona brancura e poder de cobertura em tintas
foscas e brilhantes, tanto úmidas como secas ou
reumedecidas.
reumedecidas.
• É relativamente caro.
• O uso de um extensor (ou carga) correto garante o
espaç
espaçamento adequado (veja seç seção abaixo) das
partí
partículas de TiO2 para evitar o acú
acúmulo e a perda do
poder de cobertura, especialmente em tintas foscas ou
acetinadas.
• Em tintas para exterior têm maior tendência à
calcinaç
calcinação do que a maioria dos pigmentos coloridos.

6
CONSTITUINTES DAS
TINTAS
Pigmentos bábásicos
O pigmento polí
polímero esfé
esférico opaco é o segundo pigmento
branco mais usado. É usado em conjunto com o TiO2 para
proporcionar dispersão e espaç
espaçamento adicionais. Pode ajudar a
reduzir o custo de formulaç
formulação da tinta e aprimorar certos
aspectos da qualidade da tinta.
Pigmentos coloridos proporcionam cor pela absorç
absorção seletiva da
luz. Há
Há dois tipos principais:
Orgânicos: Incluem os de cores mais brilhantes, alguns dos
quais são bastante durá
duráveis no uso em exteriores. Exemplos de
pigmentos orgânicos são o azul ftalo e o amarelo.
Inorgânicos: Geralmente não são tão brilhantes quanto as cores
orgânicas (muitos são descritos como cores terrosas), são os
pigmentos exteriores mais durá
duráveis. Exemplos de pigmentos
inorgânicos são o óxido de ferro vermelho, o óxido de ferro
marrom e o óxido de ferro amarelo.
Os pigmentos coloridos são combinados em dispersões lí líquidas
chamadas corantes, que são adicionadas no ponto de venda às
bases de pigmentaç
pigmentação (mixing
(mixing machine).
machine). Na fá
fábrica, os
pigmentos de cor são usados nas formas de pó pó seco ou lílíquido
no preparo de tintas pré
pré-embaladas.

CONSTITUINTES DAS
TINTAS
Pigmentos estendedores (ou "carga")

Proporcionam volume a um custo relativamente pequeno.


Oferecem um poder de cobertura muito menor do que
TiO2 e interferem em diversas caracterí
características, incluindo
brilho, resistência à abrasão e retenç
retenção exterior de cor,
entre outras. Algumas das cargas usadas mais
freqü
freqüentemente são:
Argila - silicatos de alumí
alumínio (també
(também chamados de
caulim ou argila da China) são usados principalmente em
pinturas de interiores, mas també
também em algumas pinturas
exteriores. Calcinada (aquecida para remover a água e
criar ligaç
ligação entre as partí
partículas e o ar), a argila
proporciona maior poder de cobertura que a maioria das
cargas em tintas porosas; a argila delaminada aumenta a
resistência a manchas.
Sílica e silicatos - proporcionam excelente resistência à
escovaç
escovação e à abrasão. Muitos deles têm grande
durabilidade em pinturas exteriores.

7
CONSTITUINTES DAS
TINTAS
Pigmentos estendedores (ou "carga")

Sílica diatomá
diatomácea - é uma forma de sísílica hí
hídrica que
consiste em antigos organismos unicelulares
fossilizados. É usada para controlar o brilho em tintas e
vernizes.

Carbonato de cá
cálcio - també
também chamado de giz, é um
pigmento de uso geral, baixo custo e reduzido poder de
cobertura, usado tanto em tintas para exterior como
nas para interior.

Talco: silicato de magné


magnésio - é uma carga de uso geral
relativamente macio usado em tintas para exterior e
interior.

Óxido de zinco - É um pigmento reativo muito útil por sua


resistência a mofo (bolor), como inibidor de corrosão e
bloqueador de manchas. É usado principalmente em
fundos e em pinturas exteriores.

CONSTITUINTES DAS
TINTAS
As pelí
películas de tinta são formadas pela secagem
de diversos óleos insaturados.
insaturados.
A secagem é uma transformaç
transformação quí
química,
representando uma oxidaç
oxidação e uma
polimerizaç
polimerização. É acelerada pelo pré
pré-tratamento
do óleo e pela adiç
adição de agentes secantes, ou
catalisadores, predominantemente sabões de
metais pesados, que são portadores de oxigênio
e em geral solú
solúveis no óleo.

Esses secantes são usados em pequenas


quantidades.

8
CONSTITUINTES DAS
TINTAS
Nas tintas a base de emulsão, os materiais
formadores da pelí
película são as diversas redes,
com ou sem outros aditivos. A formaç
formação da
pelí
película ocorre, em grande parte, pela
coalescência das partí
partículas de resina
dispersada, que se ligam num filme forte e
contí
contínuo.
Uma vez que as tintas são misturas mecânicas,
os pigmentos e fíleres são suspensos num
veí
veículo.
culo. Esse veí
veículo é o óleo formador da
pelí
película, a que se adicionam outros lí líquidos, em
quantidades variá
variáveis, não só
só na fá
fábrica, mas
també
também na ocasião da aplicaç
aplicação.

CONSTITUINTES DAS
TINTAS
O diluente (tiner
(tiner)
) usado com essa finalidade é
uma nafta volá
volátil. Para reduzir certos aspectos
da rachadura das tintas, estão sendo aduzidos
plastificantes às formulaç
formulações, em grande parte
pela escolha apropriada dos óleos.
A formulaç
formulação apropriada das tintas centraliza-
centraliza-se
em torno das exigências especí
específicas de emprego
(como: cobertura, coloraç
coloração, resistência ao
tempo, lavabilidade,
lavabilidade, lustre, propriedades
anticorrosivas de metais e consistência) e de
aplicaç
aplicação (pincel, mergulho, pistola ou rolo).

9
CONSTITUINTES DAS
TINTAS
A parte lílíquida da tinta (també
(também chamada de "veí "veículo")
fornece uma forma de umedecer (e transportar) o
pigmento e o ligante entre a lata e a superfí superfície a ser
pintada.
Para a maioria das tintas à base de solvente, o
componente lí líquido é a aguarráaguarrás, um destilado
combustí
combustível de petrópetróleo composto de hidrocarbonetos
alifá
alifáticos.
Para lacas transparentes e pigmentadas, o veí veículo usado
é normalmente o thinner,
thinner, ou outro solvente mais forte e
mais inflamá
inflamável.
Para tintas de emulsão, o lí líquido é principalmente água
(mas veja os aditivos na lista abaixo).
Os pigmentos e o ligante são o que sobra na superfí superfície
quando a tinta seca e a parte lí líquida evapora. Juntos, são
chamados de porçporção só
sólida da tinta:
PIGMENTOS + LIGANTE = SÓ SÓLIDOS

CONSTITUINTES DAS
TINTAS
O revestimento (por exemplo
tinta, esmalte, fundo) consiste
de só
sólidos e de lí
líquido
SÓLIDOS + LÍ
LÍQUIDO =
REVESTIMENTO
Quando uma tinta á aplicada
com uma dada espessura, e
depois seca, é a proporç
proporção
entre só
só lidos e lí
l quidos que
í
determina a espessura que o
filme de tinta vai ter depois de
seco:

10
CONSTITUINTES DAS
TINTAS
Assim, maior quantidade de sósólidos pode
oferecer uma camada de filme seco mais
espessa, que resulta em melhor
cobertura e durabilidade.
Por essa razão, é recomendado que as
tintas não sejam diluí
diluídas acima do
recomendado pelo fabricante, jájá que isso
reduz o conteú
conteúdo só
sólido por unidade de
volume da tinta.
O conteú
conteúdo só
sólido de uma tinta vem
indicado em sua ficha de especificaç
especificações e
pode estar expresso em peso ou em
volume.

PIGMENTOS
• Pigmentos brancos de cobertura:
– Dió
Dióxido de titânio
– Óxido de zinco
– Litopônio (ZnS + BaSO4)
– Sulfeto de zinco
– Óxido de antimônio

• Pigmentos negros:
– Negro de carvão
– Negro de fumo
– Grafita
– Negro de ferro

11
PIGMENTOS
• Pigmentos azuis:
– Ultramarino
– Ftalocianina de cobre
– Azuis de ferro

• Pigmentos vermelhos:
– Zarcão
– Óxidos de ferro
– Vermelhos de cá
cádmio
– Toners e lacas

PIGMENTOS
• Pigmentos metá
metálicos:
– Alumí
Alumínio
– Pó de zinco
– Pó de bronze

• Pigmentos amarelos:
– Litargiro
– Ocre
– Cromato de chumbo ou de zinco
– Amarelos Hansa
– Amarelos de ferrita
– Litopônio de cá
cádmio

12
PIGMENTOS
• Pigmentos alaranjados:
– Cromato de chumbo bá
básico
– Alaranjado de cá
cádmio
– Alaranjado de molibdênio

• Pigmentos verdes:
– Óxido de cromo
– Verde de cromo
– Óxido de cromo hidratado
– Ftalocianina verde
– Verdes Permansa (ftalocianina azul mais cromato de
zinco)

PIGMENTOS
• Pigmentos castanhos:
– Siena queimada
– Umbra queimada
– Castanho Van Dyke

• Pigmentos metá
metálicos protetores:
– Zarcão
– Azul de chumbo
– Zinco, sais bá
básicos de chumbo, cromatos de potá
potássio
e bá
bá rio

13
FÍLERES E INERTES
• Caulim
• Talco
• Gesso
• Mica
• Amianto (fibras curtas)
• Barita
• Sílica
• Estearatos metá
metálicos
• Terra alba

MISTURAÇÃO DE UMA
TINTA

14
MOAGEM

MOAGEM

15
LITOPÔNIO - PROCESSO

BaSO4 + 4C  BaS + 4CO


ZnSO4 + BaS  ZnS + BaSO4

DIÓXIDO DE TITÂNIO –
PROCESSO

TiCl4 + O2  Ti02 + 2Cl2

16

Você também pode gostar