Você está na página 1de 18

27a Reunião Anual da Fermentec

“O PODER DAS NOVAS TECNOLOGIAS”


Integrando a cana, açúcar e álcool

Diversidade Microbiológica da Cana


Rodrigo Mendes
ESALQ/USP

20 a 23/03/2006
Hotel Fonte Colina Verde – São Pedro, SP
Organismos Conhecidos
Grupo No espécies No espécies Conhecido
taxonômico descritas estimado (%)

Plantas
Algas 40 000 60 000 67
Dicotiledôneas 170 000
Monocotiledôneas 50 000
Musgos 17 000 25 000 68
Samambaias 10 000

Animais
Pássaros 9 000 9 100 100
Peixes 19 000 21 000 90
Insetos 800 000 2 000 000 a 80 000 000 1 a 40
ou 5 000 000 a 10 000 000
Mamíferos 4 000 4 000 100
Nematóides 15 000 500 000 3
Répteis e anfíbios 9 000 9 500 95

Microrganismos
Fungos 69 000 1 500 000 5
Procariotos 4 760 40 000 a 3 500 000 0,1 a 12
Protozoários 30 800 100 000 31
Vírus 5 000 130 000 4
Diversidade Microbiológica da Cana

Epífitas

Solo

Endófitos
Animais
invertebrados

Rizosfera
Material em
decomposição
Melhoramento da Cana

Fatores historicamente determinantes no


Melhoramento da Cana
1. Açúcar
2. Produtividade (microrganismos)
seleção de variedades resistentes
produção de mudas vigor
pegamento
perfilhamento
peso
longevidade de soqueira
Composição Genética
Saccharum officinarum

S. barberi
S. sinense

Saccharum spontaneum S. robustum

Híbridos comerciais
Evolução geográfica da cana-de-açúcar
sinense Saccharum

80 cromossomos
officinarum robustum e centro de
origem de officinarum

robustum

(Adaptado de Simmonds, 1976) officinarum


Histórico da Produção

75 75
NA56-79
70 70

65 65
Co419
60 (carvão) CB41-76 60
Co290
ton/ha

55 (carvão) 55

50 (Produtividade, 50
precocidade e
45 longevidade) 45

40 40

35 35

30 30
43 47 51 55 59 63 67 71 75 79 83

ano
Ferrugem Alaranjada

Orange rust (Austrália)


Produção na Austrália

15

14
13
ton / ha

12
11

10

8
92/93 93/94 94/95 95/96 96/97 97/98 98/99 99/00 00/01 01/02

Rafaella Rossetto, STAB, v20(1), 2001, p22.


Bactérias Endofíticas
Fungos Endofíticos
Fungos Endofíticos
G1 G2 G3 G4 G5
Fusarium
Fusarium sacchari (1)
100,0

Fusarium sacchari (2)

Fusarium sacchari (4)


58,7
99,9
65,5 Fusaroium sacchari (5)

Fusarium sacchari (6)

Gibberella moniliformis (11)


84,4
57,6

Gibberella moniliformis (9)

Giberella moniliformis (10)

Gibberella. moniliformis (8)

Fusarium sp. (3)

Fusarium sp. (12)

Fusarium subglutinans (7)

(1-3) epifítico de folha; (4-6) sintoma de "pokka boeng"; (7) endofítico de folha; (8-9) patógeno;
e (10-12) epifítico folha.
Diversidade Microbiológica da Cana

Detecção da doença (diagnóstico molecular):


controle no campo e produção de mudas saudáveis.

Entendimento da interação microrganismo-planta na patogênese:


seleção de variedades resistentes, planejamento de cruzamentos,
previsão da quebra de resistência, desenvolvimento de transgênicos.

Entendimento da interação microrganismo-planta na simbiose:


aumento da produtividade
Diversidade Microbiológica da Cana

Promoção de crescimento vegetal


Fixação de nitrogênio Reguladores vegetais
Solubilizadores de fosfato Controle de espécies deletérias

Controle biológico de fitopatógenos e pragas


Compostos antimicrobianos Sideróforos
Competição por nicho Indução de resistência sistêmica
Parasitismo

Produção de enzimas

Produção de metabólitos (antimicrobianos e novas drogas)

Introdução de novas características na planta hospedeira (GM)


Diversidade Microbiológica da Cana

bactérias diazotróficas endofíticas


SP 70-1143 | 180 dias após inoculação
Diversidade Microbiológica da Cana

A Bactéria A B Bactéria B C Bactéria C


45
D Bactéria D E Bactéria E Controle
Produtividade (colmos/4 m)

40
35
30
25
20
15
10
5 A B C D E A B C D E A B C D E
0
Co997 CoC671 CoC92061
Variedade

Experimento da Índia
27a Reunião Anual da Fermentec

“O PODER DAS NOVAS TECNOLOGIAS”


Integrando a cana, açúcar e álcool

Obrigado pela Atenção

20 a 23/03/2006
Hotel Fonte Colina Verde – São Pedro, SP