Você está na página 1de 24

Modernismo

Raquel Cardoso
1900: A VIRADA DO SÉCULO
❖Invenções, desenvolvimento
tecnológico.
❖Radical e inédita revolução
científica.
❖Universal estado de euforia.
❖Crença no progresso.
❑1820 e 1840 Revolução Industrial Miséria humana e exploração do trabalho.
❑1914-1918 Primeira Guerra Mundial Guerra de proporções gigantescas.
❑1917 Revolução Russa Instabilidade dos sistemas políticos e sociais.
❑1929 Quebra da bolsa Questionamento do capitalismo.
❑1939 - 1945 Segunda Guerra Mundial Horror e armas químicas.

❖Período entre guerras: ânsia de viver


freneticamente, incerteza sobre a
permanência ou a duração da paz.
Ausência de valores
Velocidade, progresso, a humanos capazes de
vertiginosa aceleração gerar a felicidade e a
técnico-científica. justiça sociais.
Novas significações
da arte
• Início do séc. XX:
• Novas descobertas e invenções – transformação
da vida urbana.
• Conflitos bélicos e instabilidade política.
•Arte Moderna: novos interesses que não os
baseados nas regras do passado ocidental.
o Fim da ideia de que a arte deve ser a
representação fiel da natureza,
o não deve reproduzir o ideal de beleza,
o Representar os anseios e agonias de uma
época.
Desejo de libertar-se das
VANGUARDAS EUROPEIAS amarras do passado e
buscar uma nova forma de
expressão artística, de
acordo com a mentalidade
do século XX.

Tendências artísticas que se opõe ao


estilo vigente em uma época. Crítica
demolidora, mordaz, irreverente às
convenções culturais e artísticas
burguesas, valores instituídos e
defendidos até o século XIX.
ARTE ACADEMICA ARTE MODERNA

Jacques-Louis Menino conduz


David, Napoleão
cruzando os Alpes
um cavalo,
- 1799, óleo s/ Pablo Picasso,
tela, 2,59 x 1905-6, óleo
2,21cm s/ tela, 2,2 m x
1,31 m.
“Toda obra-prima veio ao
mundo com uma dose de ARTE MODERNA
feiura. A feiura é sinal do
esforço do criador para
dizer algo novo”.
IDEAL DE BELEZA Gertrude Stein

As banhistas, Pierre-Auguste Renoir, 1918, óleo s/ tela.


Les demoiselles d'Avignon, Pablo Picasso, 1907.
“O ARTISTA DEVE INVENTAR, E NÃO
SIMPLESMENTE COPIAR A
NATUREZA COMO UM MACACO.”
PABLO PICASSO, 1909
FORMA: CUBISMO.
PINTOR: PICASSO.
Registrar o tátil.
Decompor a forma sólida em
estruturas em faces,
despedaçadas e coerentes.
Abandonar a semelhança
com a natureza – negar a
similitude.
COR: FAUVISMO.
PINTOR: MATISSE.
Reluzentes arranjos de cores
chapadas e brilhantes - incitar
à dança e ao riso.
CUBISMO
❑Provocação: destruir a
aparência das coisas.
❑Nenhum compromisso de
fidelidade com a aparência real
das coisas.
❑Representar todas as partes do
objeto no mesmo plano.
❑Abandono da perspectiva e das
três dimensões.
Retrato de Picasso por Juan Gris, 1912
oleo s tela ,93.4 × 74.3 cm
COMO FAZER UM DESENHO CUBISTA

https://www.youtube.com/watch?v=V15rXg1nJ6w
Retrato De
Ambroise
Vollard - Óleo
Sobre Tela Por
Pablo Picasso

Daniel – Henry
Kaheiler, 1910,
óleo s/ tela.
Pablo Picasso, 'Bottle of Vieux
Marc, Glass, Guitar and
Newspaper' 1913
OLGA

Banhista sentada, 1930, óleo s/ tela. Busto de uma mulher com autorretrato, 1929, óleo s/ tela.
MARIE- THÉRESE

O sonho, 1932, óleo


s/ tela.
“A ESPANHA É O ÚNICO PAÍS EM QUE A MORTE É
UM ESPETÁCULO NACIONAL”. LORCA

Tauromanquia, 935,
água-forte e rasoura.
SONHOS E MENTIRAS DE FRANCO
❑1936 - Guerra civil espanhola
❑General Franco –
tradicionalista, nacionalismo
ultracatólico.
❑“Para livrar seu país do
socialismo e do ateísmo, fuzilaria
metade da população”.
❑Soldados Italianos, emprestados
por Mussolini e força aérea
nazista. Sonhos e mentiras de franco, Picasso, 1937,
água-forte e água-tinta.
BOMBARDEIO DE GUERNICA, NA ESPANHA, 1937

Guernica incendiada, noite de 26 para 27 de abril de 1937.


Guernica, 1937, óleo s/ tela.
Picasso pintando Guernica, 1937, fotografia de Dora Maar
DORA MAAR

Mulher chorando, 1937.


ESCULTURAS

Cabeça de touro.
Guitarra, 1912, folha de metal.

Você também pode gostar