Você está na página 1de 7

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PINTOR JOSÉ DE BRITO

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS


ANO LETIVO 2018/2019
11.º ANO
GRUPO DISCIPLINAR DE FÍSICA E QUÍMICA

FICHA DE TRABALHO N.º2 – FÍSICA e QUÍMICA A

Nome: __________________________________; Nº: ____________; Data: _____ / _____ / 20_____

Lê atentamente todas as questões e responde cuidadosamente a cada uma delas.

1. Inaugurada em 29 de março de 1998, a ponte Vasco da Gama,


considerada a mais longa da Europa e a nona mais extensa de todo o
mundo, foi projetada para admitir, diariamente, a passagem de cerca de
132 mil veículos.
Considere que um automobilista, vindo de Sacavém para o Montijo,
percorreu os primeiros 7 km da ponte com uma rapidez média de
70 km −1 e gastou 30 minutos para atravessar os 10 km restantes, devido
ao congestionamento de trânsito. Na viagem de regresso a Sacavém,
demorou 10 minutos para atravessar a totalidade da ponte.
1.1. Os valores aproximados da rapidez média, na ida e na volta, em metros por segundo, são, respetivamente …
(A) … 7,87 m s-1 ; 28,33 m s-1
(B) … 9,44 m s-1 ; 1,7 m s-1
(C) … 28,33 m s-1 ; 7,87 m s-1
(D) … 19,44 m s-1 ; 16,67 m s-1

1.2. Conclua, justificando, qual a velocidade escalar média do automóvel, desde a entrada na ponte até à saída, no
regresso a Sacavém.
R: vm = 0 ms-1

1.3. A intensidade da força gravítica que atua no automóvel, à superfície da Terra, tem o valor de 1,15104 N .
1.3.1. Caracterize a força com que o automóvel atrai a Terra.
R: Direção: que passa pelos centros de massa (CM) da Terra e do automóvel;
Sentido: do CM da Terra para o automóvel;
Ponto de aplicação: no CM da Terra;
Intensidade: Fg = 1,15104 N .

1.3.2. Refira o nome da Lei que permitiu a resposta à alínea anterior.


R: 3ª Lei de Newton (Lei da ação-reação)

1
Tel. 258 839 160  Fax 258 830 037
Rua José de Brito  4925-062 Viana do Castelo
URL: http://www.apjbrito.pt/  Email: a.pjbrito@gmail.com
2. Um casal, que vive em Ponte da Barca, foi dar um passeio a pé, durante
30 minutos, ao longo da ecovia que liga Ponte da Barca à vila de Ponte
de Lima. Durante o passeio o casal andou, correu e parou.
O gráfico, ao lado, relaciona a posição do casal em função do tempo.
2.1. Indique o intervalo de tempo em que o casal parou.
R: [15,0; 20,0] min

2.2. Determine, em unidades SI, a componente escalar da velocidade


média do casal, no intervalo de tempo mais rápido do passeio a
pé.
R: vm = 4,00 ms-1

3. A chita é um dos predadores mais velozes da Natureza: é capaz de partir do estado de repouso e, percorrendo uma
trajetória retilínea, atingir uma velocidade de módulo igual a 72,0 km h-1, num intervalo de tempo de 2,0 s.
3.1. Selecione a expressão numérica que permite determinar a componente escalar da aceleração média deste felino.
2,0  3600 2,0  1000
(A) (C)
72,0  1000 72,0  3600
72,0  3600 72,0  1000
(B) (D)
2,0  1000 2,0  3600

3.2. Em outra situação uma chita, de 59 kg de massa, teve uma aceleração escalar média de 8,0 m s-2.
Indique a intensidade da força resultante média da chita, que atua no seu centro de massa na direção e sentido
do movimento.
R: FR = 472 N

4. Existem na Natureza apenas quatro tipos de interações explicitadas a seguir em ordem decrescente de intensidade.
I - Força Interação nuclear forte: atua à escala do núcleo, tendo, portanto, um alcance extremamente pequeno. É esse
tipo de interação que mantém os quarks unidos para formarem os protões e neutrões e promove a coesão do núcleo
atómico.
II - Força Interação eletromagnética: é a interação que existe entre partículas com carga elétrica; pode ser atrativa ou
repulsiva.
III - Força Interação nuclear fraca: atua à escala do núcleo com alcance ainda menor que o da interação nuclear forte;
é responsável pelo processo de desintegração radioativa.
IV - Força Interação gravítica: é a interação atrativa que existe entre corpos que têm massa.
4.1. Baseado nas afirmações anteriores, pode-se afirmar que interação que a Lua exerce na Terra é do tipo …
(A) … gravitacional. (C) … nuclear forte.
(B) … eletromagnética. (D) …nuclear fraca.

4.2. No estado líquido as moléculas de H2O ligam-se umas às outras por pontes de hidrogénio – ligações químicas
intermoleculares menos intensas que as ligações covalentes entre os átomos das moléculas.
Indique qual das quatro interações fundamentais é responsável pelas pontes de hidrogénio e pelas ligações
covalentes.
R: Interação eletromagnética

5. Nos movimentos retilíneos uniformemente variados, a aceleração é constante. O gráfico velocidade-tempo, ao lado,
representa um movimento retilíneo uniformemente variado.
5.1. Esboce o gráfico aceleração-tempo.

2
Tel. 258 839 160  Fax 258 830 037
Rua José de Brito  4925-062 Viana do Castelo
URL: http://www.apjbrito.pt/  Email: a.pjbrito@gmail.com
5.2. Sabendo que no intervalo de tempo [0,0; 12,0] s, o corpo está sujeito a uma força média de 3,2 10−2 N na direção
do movimento, calcule a massa do corpo.
R: m = 0,19 kg

5.3. Baseado no gráfico velocidade-tempo, selecione a opção


correta.

5.4. Em outro intervalo de tempo, o corpo movimenta-se, na mesma trajetória retilínea, com velocidade constante.
Identifique a Lei que permite concluir que a resultante das forças aplicadas no corpo é nula.
R: 1ª Lei de Newton (Lei da inércia)

6. O gráfico posição-tempo representado refere-se ao movimento de uma partícula que descreve uma trajetória retilínea
6.1. Identifique um intervalo de tempo em que a
partícula:
6.1.1. Esteve em repouso.
R: [3,0; 5,0] s
6.1.2. Se deslocou no sentido negativo da trajetória.
R: [6,0; 9,0] s
6.1.3. Se desloca com uma velocidade média de
módulo 0,3 ms−1 .
R: [0,0; 3,0] s ou [5,0; 6,0] s

6.2. Indique o instante em que a partícula inverteu o


sentido do movimento.
R: t = 0,6 s

6.3. Determine a componente escalar da velocidade da partícula no instante 2,0 s.


R: v = 0,4 ms-1

6.4. A componente escalar do deslocamento no intervalo de tempo [0,0; 9,0] s é …


(A) … x = - 0,6 m (C) … x = - 1,8 m
(B) … x = 1,8 m (D) … x = 0,6 m
Selecione a opção correta.

3
Tel. 258 839 160  Fax 258 830 037
Rua José de Brito  4925-062 Viana do Castelo
URL: http://www.apjbrito.pt/  Email: a.pjbrito@gmail.com
7. Um skater efetua um movimento, a partir da origem das posições, numa
trajetória retilínea e ao longo do eixo Ox. O gráfico ao lado representa a
variação da sua velocidade em função do tempo.
7.1. Seleciona a opção que completa corretamente a afirmação:
“No intervalo de tempo [10,0; 15,0] s, o skater apresenta
movimento __________, deslocando-se no sentido __________ da
trajetória.
Nos 5 s seguintes, tem movimento __________, no sentido
negativo.”
(A) … retardado … negativo … acelerado (C) … retardado … positivo … acelerado
(B) … acelerado … negativo … acelerado (D) … retardado … positivo … retardado

7.2. Indique:
7.2.1. O instante em que o skater inverte o sentido do movimento.
R: t = 15,0 s
7.2.2. O intervalo de tempo em que o skater se desloca no sentido negativo da trajetória.
R: [15,0; 25,0] s
7.2.3. Os intervalos de tempo em que a velocidade e a aceleração têm a mesma direção e sentido oposto.
R: [10,0; 15,0] s e [20,0; 25,0] s

7.3. Comente a afirmação: “No intervalo de tempo [10,0; 20,0] s, o skater percorre uma distância de 50,0 m, no entanto o
seu deslocamento é nulo.”

7.4. Determine a componente escalar da aceleração do skater no intervalo de tempo de [10,0; 15,0] s.
R: a = - 2 ms-2


8. Um livro está colocado em cima de uma mesa. O Luís representou duas forças aplicadas no livro, a força gravítica, Fg

e a força de reação normal, N .
8.1. Comente a afirmação: “As forças representadas constituem um par ação-reação
e por isso o livro está em repouso.”

8.2. Selecione a opção que completa corretamente a frase:


“A força que a mesa exerce no livro é uma interação do tipo __________,
enquanto que a força gravítica é uma interação __________.”
(A) … nuclear fraca … gravítica
(B) … eletromagnética … gravítica
(C) … gravítica … eletromagnética
(D) … eletromagnética … nuclear fraca

8.3. Indique as forças que correspondem ao par ação-reação da força gravítica aplicada no livro e da força de reação
normal, a sua direção e o seu ponto de aplicação.

9. Um carro, de massa 800 kg, tem um acidente numa estrada onde o limite de velocidade é de 60 km/h. A marca dos
pneus ficou registada, na estrada, ao longo de 42 m, quando o condutor teve necessidade de travar a fundo até parar.
Este afirmou que viajava a 60 km/h, mas o polícia retorquiu que a sua velocidade era de 93 km/h.
Suponha que o carro trava, em média, com uma aceleração de módulo 8 m/s2.

4
Tel. 258 839 160  Fax 258 830 037
Rua José de Brito  4925-062 Viana do Castelo
URL: http://www.apjbrito.pt/  Email: a.pjbrito@gmail.com
Verifique quem tinha razão no acidente de automóvel: o condutor ou o polícia.
R: O polícia tinha razão.

10.Um peão, distraído, atravessou uma rua de largura 9 m, estando o sinal vermelho para peões. Um carro, a 60 m da
passadeira, seguia a 54 km/h e não travou, porque o condutor estava com o olhar fixo
no sinal verde.
Verifique se o peão foi ou não atropelado, quando atravessou a rua com a velocidade
constante de módulo 80 cm/s.
R: Não foi atropelado.

11.Um jogador de basquetebol tentou encestar e, para isso, lançou verticalmente para o cesto a bola com uma velocidade
de módulo 5 m/s.
11.1. Determine, desprezando a resistência do ar, o tempo que a bola demorou a atingir a altura
máxima.
R: t=0,5 s

11.2. Verifique se a bola atingiu o cesto, supondo que o mesmo se encontrava a 1,5 m de altura
relativamente ao nível de lançamento.
R: Não atingiu.

12.Do alto de um edifício deixou-se cair uma pedra que levou 4,0 s a atingir o chão. Desprezando a resistência do ar e
considerando g = 10 m/s 2, calcule:
12.1. A altura do edifício.
R: y0=80 m
12.2. O valor algébrico da velocidade com que a pedra chegou ao solo.
R: v= - 40 m/s

13.De um helicóptero que desce verticalmente é abandonado um pacote, quando se


encontrava à altura de 100 m. Sabendo que o pacote leva 4 s para atingir o solo e
considerando g = 10 m/s2, determine o módulo da velocidade de descida do helicóptero,
no momento em que o pacote é lançado.
R: v0=5 m/s

14.Em Acapulco, mergulhadores profissionais animam os turistas saltando verticalmente de


um rochedo, com uma altura de 36 m, para o mar. Determine:
14.1. O tempo que dura o salto, até o mergulhador entrar dentro de água, admitindo que a velocidade inicial é nula.
R: t=2,68 s

5
Tel. 258 839 160  Fax 258 830 037
Rua José de Brito  4925-062 Viana do Castelo
URL: http://www.apjbrito.pt/  Email: a.pjbrito@gmail.com
14.2. O módulo da velocidade com que o mergulhador atinge a superfície do mar.
R: v=26,8 m/s

15.Do cimo de um edifício de 20 m de altura abandona-se um corpo A, a partir do repouso. No


mesmo instante, lança-se do solo, verticalmente para cima, outro corpo B, com uma
velocidade inicial de grandeza 20 m/s.
Desprezando a resistência do ar e considerando g = 10 m/s2, calcule o tempo decorrido desde
o lançamento dos corpos até ao instante em que se encontram.
R: t=1 s

16. O gráfico da figura representa a variação do módulo da velocidade, em função do tempo, de um dado objeto lançado
em condições tais que a resistência do ar pode ser desprezável.

16.1. Identifique o tipo de lançamento, fundamentando a resposta.


16.2. Calcule o valor da altura máxima atingida pelo objeto.
R: ymax=40 m.

16.3. Verifique se a observação apresentada é compatível com o lançamento de um objeto à superfície da Terra.
R: Não.

17. Um rapaz lança verticalmente para cima, uma bola a partir de A, com uma
velocidade inicial de módulo 5,0 m/s.
Considere desprezável a resistência do ar.
17.1. Escreva, em função do tempo, a equação das velocidades da bola.
R: v(t)=5,0-10t (SI)

17.2. Verifique, apresentando os cálculos, se a bola ao atingir a altura


máxima embate no teto.
R: Não embate no teto.

17.3. Refira, justificando, se o movimento da bola é acelerado ou


retardado 0,7 s depois de ter sido lançada.
R: O movimento é acelerado.

17.4. Caracterize o vetor velocidade da bola no instante em que regressa à mão do rapaz.
R: v= 5,0 m/s; …

6
Tel. 258 839 160  Fax 258 830 037
Rua José de Brito  4925-062 Viana do Castelo
URL: http://www.apjbrito.pt/  Email: a.pjbrito@gmail.com
18.Um carro de massa 500 kg move-se horizontalmente, a partir do

repouso, por ação da força F . Ao fim de 5,0 s de movimento, o valor da
velocidade do carro é 10 m/s. Desprezando os atritos, determine:

18.1. A intensidade da força F .
R: F=1155 N

18.2. O valor da força de reação normal que a superfície exerce sobre o carro.
R: N=4422 N

19.Considere dois corpos A e B, ligados por um fio inextensível e de massa desprezável, conforme se representa na figura.
19.1. Determine a intensidade da força de reação normal exercida pelo plano inclinado sobre o corpo A.
R: N = 4,3 N

19.2. Calcule o módulo da aceleração do movimento de subida do corpo A ao


longo do plano inclinado.
R: a = 2,5 m/s2

19.3. Indique, justificando, qual deveria ser o módulo da força de atrito, entre
o corpo A e o plano, para que o sistema permanecesse em equilíbrio, mas
com o corpo A na iminência de subir.
R: Fa = 0,5 N

Bom trabalho!
O Professor,
Alexandre Carvalho

7
Tel. 258 839 160  Fax 258 830 037
Rua José de Brito  4925-062 Viana do Castelo
URL: http://www.apjbrito.pt/  Email: a.pjbrito@gmail.com

Você também pode gostar