Você está na página 1de 8

Procedimento Produman:

TESTE DE PRESSÃO
EM TUBULAÇÃO
Emissor: Nº:
Controle da Qualidade PR-INS-06
Data: Rev.: Pág.:
28/02/2003 0 1/5

1. OBJETIVO E APLICAÇÃO

Definir os parâmetros e as condições de execução de inspeção e testes de pressão de tubulações.

Aplica-se a todos os testes de pressão de tubulação realizados pela Produman.

2. DEFINIÇÕES

Não aplicável.

3. PROCEDIMENTO

3.1 Inspeção de Tubulação:

• Após a conclusão da montagem de um sistema de tubulação, o CONTROLE DA QUALIDADE


deverá informar a posição dos ensaios não destrutivos pendentes ao Planejamento. Caso tenham
sido concluídos todos os ensaios previstos, o Planejamento fará um levantamento das pendências
de montagem do sistema no campo e programara a eliminação das pendências.

• Deverá ser realizada, então, uma inspeção visual completa do sistema, e em caso de existirem
pendências, o CONTROLE DA QUALIDADE emitirá um Punch-list (Anexo 7.3) a ser atendido pelo
SETOR DE PRODUÇÃO.

• Com o atendimento do ”Punch-list” pelo SETOR DE PRODUÇÃO e a consequente liberação do


sistema pelo CONTROLE DA QUALIDADE, o mesmo deverá ser preparado para o teste.

• Antes do teste, deverão ser retirados os seguintes equipamentos e acessórios: Purgadores,


Instrumentos, válvulas de segurança e controle, placas de orifício e filtros. Todas as peças retiradas
devem ser substituídas por carretéis.

• Nos limites do sistema de testes, o fluido deve ser bloqueado através de raquetes, flanges cegos ou
tampões conforme indicado no protejo.

• As válvulas de retenção devem ser pressurizadas no sentido da abertura; se isto não for possível ,
deve-se travar a parte móvel na posição aberta. Todas as outras válvulas devem ser mantidas na
posição totalmente aberta.

• As juntas de expansão, quando se. constituem no elemento mais fraco, do sistema, do ponto de
vista de resistência à pressão de teste, devem ser isoladas ou substituídas por carretel temporário.
Quando submetidas ao teste, devem ser protegidas por restrições temporárias e suportes, para
evitar excessiva distensão e abaulamentos provocados pela pressão adicional durante o teste.

• Todas as partes estruturais (suportes, pendurais, guias, batentes, ancoras etc) devem ser ligadas
ao sistema de tubulações antes do teste de pressão.

• Deve-se fazer uma inspeção de todo o sistema de suportes das tubulações, para verificar o seu
comportamento com o peso do fluido de teste que por ser frequentemente mais pesado que o fluido
circulante, constitui a maior carga estática que age sobre os suportes.
• Tubulações projetadas para vapor ou gás, que sejam testadas com água, geral, necessitam que se
use suporte provisório adicional.

• As linhas que possuam suportes de molas ou de contrapeso devem ter os mesmos travados
durante o teste, sempre que o fluido de teste for de peso especifico superior ao do fluido circulante.

• Todas as ligações (soldadas, flangeadas e roscadas) devem ser deixadas expostas, ou seja, sem
isolamento, e preferencialmente sem revestimento ou pintura, para exame durante o teste.
__________
Aprovação
CÓPIA NÃO CONTROLADA
Procedimento Produman:
TESTE DE PRESSÃO
EM TUBULAÇÃO
Emissor: Nº:
Controle da Qualidade PR-INS-06
Data: Rev.: Pág.:
28/02/2003 0 2/5

3.2 Geral:

As pressões de testes hidrostáticos e/ou pneumáticos normalmente são expressas em Kgf/cm2 nas
listas de linhas e/ou isométricos.

O teste de pressão será executado a partir de sistemas de tubulação, ou de tubulações individuais,


definidos por fluxogramas de teste com indicação de equipamentos, válvulas, acessórios, bloqueios
indicativos dos limites do teste, pontos de pressurização e respiros.

Para tubulações encamisadas testa-se primeiramente a tubulação principal, mantendo os flanges das
camisas desconectados. Após a aprovação do teste interliga-se os flanges das camisas e aplica-se o
teste.

3.3 Fluido Para Testes:

Os testes hidrostáticos serão realizados com ÁGUA DOCE, não agressiva, isento de hidrocarbonetos a
não ser que seja explicitamente contra indicado no projeto.

Quando o teste for feito com ar ou gás inerte, a linha será despressurizada e/ou desgaseificada antes
que os reparos necessários sejam iniciados.

O ar comprimido utilizado será provido de coletores adequados de água e óleo, sendo regularmente
checados e drenados, a fim de que o ar comprimido seja isento dos mesmos.

3.4 Aplicação do Teste:

Os testes serão realizados de acordo com os fluxogramas de teste.

Os bloqueios serão executados nos pontos indicados nos fluxogramas de teste, usando flanges cegos,
raquete, tampões, chapa de bloqueio ou bujão.

Os fechamentos do tipo raquete, caso não façam parte do Anexo 1, serão projetados de acordo, com
ASME B 31.3.

No caso do sistema estender-se além dos limites da construção e nestes ‘limites não houver flanges,
ligação roscada, ligação soldada ou válvula de bloqueio, o teste será aplicado até o acessório de
bloqueio mais próximo.

Todas as válvulas serão sujeitas ao teste de pressão, inclusive as de bloqueio situadas nos limites do
sistema, que devem ser: raqueteadas no flange a montante do sistema. No teste de pressão serão
verificadas a ligação da válvula com a linha, o corpo e a contra vedação.

Antes do teste, serão removidos ou isolados os seguintes equipamentos e acessórios: purgadores,


separadores de linha, instrumentos, controladores pneumáticos, disco de ruptura, válvula de segurança
e de alivio, válvula de controle e todos os dispositivos que causem restrição ao fluxo (placa de orifício,
bocal de mistura, etc.), as válvulas de controle podem permacer instaladas sendo necessário apenas
deixa-las abertas .

Na entrada de vasos, compressores, turbinas, bombas e outros equipamentos que não tenham sido
isolados do sistema e possa ser prejudicado por detritos deve-se colocar filtros temporários. Fica
dispensada a instalação desses filtros quando já constar do projeto à instalação de filtros permanentes.
Os filtros provisórios ficarão no sistema durante o teste de pressão.

As válvulas de retenção devem ser pressurizadas no sentido da abertura; se isso não for possível, deve-
se travar a parte móvel na posição aberta ou remover. Todas as outras válvulas devem ser mantidas na

__________
Aprovação
CÓPIA NÃO CONTROLADA
Procedimento Produman:
TESTE DE PRESSÃO
EM TUBULAÇÃO
Emissor: Nº:
Controle da Qualidade PR-INS-06
Data: Rev.: Pág.:
28/02/2003 0 3/5

posição totalmente aberta.

O sistema de tubulações e os equipamentos devem ter suas válvulas de respiro completamente abertas,
para que o ar seja expulso, quando se encher os mesmos com o líquido de teste se o mesmo for
hidrostático.

Todas as partes estruturais (suportes, pendurais, guias, batentes, ancoras etc.) devem ser soldadas ao
sistema de tubulações antes do teste de pressão.

Ocorrendo falta de válvula ou outro componente flangeado que possa ser testado em bancada e caso
não seja viável reprogramar sua realização, o sistema será testado com a utilização de um carretel
temporário.

3.5 Teste Pneumático:

Deverá ser elaborado um procedimento quando o teste a que o será submetido a tubulação for
pneumático.

A pressurização e despressurização da tubulação deverão ser lentas e graduais, com uma taxa máxima
de 15 Kgf/cm2 pôr hora. Na execução do teste serão usados patamares de pressão e tempo de espera
conforme a seguir descrito:

3.5.1 PRIMEIRO PATAMAR

A pressão deverá ser elevada até 2,0 Kgf/cm2 ou até a pressão do header de nitrogênio (7,0 Kgf/cm2),
se este for fluído pressurizante e esta pressão seja inferior a 50% da pressão de projeto do equipamento
ou tubulação que está sendo testado.

Após o tempo de espera , deve-se fazer uma avaliação inicial de estanqueidade com o teste de bolhas.

3.5.2 SEGUNDO PATAMAR

Concluído o teste de bolhas, a pressão deverá ser elevada até se atingir a 50% da pressão de projeto e
mantida pôr tempo de espera.

3.5.3 DEMAIS PATAMARES

Elevar a pressão em incrementos de 1/10 da pressão de projeto até se atingir a pressão de teste,
sempre com um tempo de espera cada incremento.

Após o tempo de espera na pressão de teste, reduzi-la até o valor da pressão de projeto ou 4/5 da
pressão de teste, executando a Segunda avaliação do teste de estanqueidade e uma inspeção visual de
toda superfície que se deseja verificar.

3.6 Teste Hidrostático:

Para executar o teste hidrostático, o enchimento com fluído de teste das tubulações será feito devagar
para evitar formação de bolsas de ar. O sistema de tubulação e os equipamentos devem ter suas
válvulas de respiro completamente abertas, para que o ar seja expulso durante o enchimento. Na falta
de válvulas de respiro nos pontos mais altos devem ser colocadas válvulas permanentes (vent´s) para
completa remoção do ar. A pressão hidrostática deverá ser aplicada gradualmente, até ser alcançada a
pressão de teste (Pt) desejada. A pressão de teste será aplicada pelo período necessário para que o
sistema seja totalmente verificado, porém a inspeção deve ser iniciada depois de decorridos 15 minutos
depois do instante em que se atinge a pressão de teste.

Quando for necessária a manutenção da pressão por um período de tempo durante o qual o fluido

__________
Aprovação
CÓPIA NÃO CONTROLADA
Procedimento Produman:
TESTE DE PRESSÃO
EM TUBULAÇÃO
Emissor: Nº:
Controle da Qualidade PR-INS-06
Data: Rev.: Pág.:
28/02/2003 0 4/5

empregado possa sofrer expansão térmica devido á isolação, devem ser tomadas precauções para o
alivio da pressão em excesso, por abertura de respiros.

3.7 Aferição do Teste:

Devem ser usados manômetros adequados à pressão de teste de tal forma que a leitura da pressão
esteja entre 1/3 e 2/3 da escala, que as divisões sejam no máximo de 5% da pressão de teste. Os
manômetros devem ter certificados de aferição atualizados.

Devem ser instalados no mínimo 02 manômetros sendo um no ponto de maior elevação, e outro no de
menor elevação do sistema.

3.8 Peças de Bloqueio:

3.8.1 RAQUETES

As raquetes utilizadas para bloqueio deverão ser conforme Anexo 1.

3.8.2 FLANGES CEGOS

Os flanges cegos, bem como as juntas utilizadas nos testes deverão ser compatíveis com a classe de
pressão e a especificação de material da linha ou sistema testado.

3.8.3 CHAPAS DE BLOQUEIO

As chapas de bloqueio serão compatíveis com a especificação do material da tubulação, soldada na


extremidade da tubulação de acordo com qualquer dos detalhes de soldagem de tampos planos do
ASME B 31.3.

As espessuras das chapas de bloqueio serão conforme tabela abaixo:

PRESSÃO ESPESSURA
Até 150 lb ½”
150 a 300 lb 7/8”
300 a 900 lb 1.1/4”

3.9 Segurança:

Serão tomadas medidas, de segurança tais como: Sinalização/isolamento da área de teste, utilização de
Equipamentos Individuais de Segurança pelos operários, etc., para garantir a segurança durante a
realização dos testes.

3.10 Liberação:

Os testes deverão ser acompanhados pelo Controle da Qualidade.

Após aceitação o sistema deverá ser despressurizado, drenado, lavado (quando aplicável) e
reconstituído pela equipe de teste.

3.11 Lavagem e Condicionamento:

Serão executados conforme procedimento específico logo após a liberação teste.

4. RESPONSABILIDADES

__________
Aprovação
CÓPIA NÃO CONTROLADA
Procedimento Produman:
TESTE DE PRESSÃO
EM TUBULAÇÃO
Emissor: Nº:
Controle da Qualidade PR-INS-06
Data: Rev.: Pág.:
28/02/2003 0 5/5

4.1 Supervisor

9 Orientar a equipe de teste sobre os requisitos desta instrução;


9 Coordenar o processo de elaboração do Plano de Teste inclusive as interfaces com o Cliente;
9 Prover os recursos necessários para o teste;

4.2 Controle da Qualidade

9 Liberar o Sistema para Teste;


9 Acompanhar e Registrar o Teste de Pressão.

4.3 Encarregado

9 Orientar e distribuir tarefas para a equipe executante do Teste.

4.4 Executante da Tarefa

9 Efetuar as tarefas de acordo com os requisitos deste procedimento e orientações da sua


supervisão.

5. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

9 Não se aplica.

6. REGISTROS DA QUALIDADE

TEMPO DE
IDENTIFICAÇÃO RESPONSÁVEL MEIO RECUPERAÇÃO
RETENÇÃO
RQ-INS-04 – Registro de
Controle da
Teste de Pressão de Papel Por TAG 12 meses
Qualidade
Tubulação”

7. ANEXOS

7.1 RAQUETES
7.2 RQ-INS-04 - REGISTRO DE TESTE DE PRESSÃO DE TUBULAÇÃO
7.3 PUNCH-LIST

__________
Aprovação
CÓPIA NÃO CONTROLADA
Anexo 7.1 - Raquetes Pág. 1 de 3

RAQUETES P/ TUBULAÇÃO

E
Furo Ø 1/2"

F D
A
D

Marcar - Ver Nota


2

G
F

DIMENSÕES PARA 150# RF


PAM PAE
Ø A B C D E F G
COMPR. COMPR.
1/2" 1.3/4" 4.3/4" 5/8" 7/8" 1/4" 3/8" 1/2" 3"
3/4" 2.1/8" 4.7/8" 5/8" 7/8" 1/4" 3/8" 1/2" 3"
1" 2.1/2" 5" 3/8" 7/8" 1/4" 3/8" 1/2" 2.3/8" 3.1/8"
1.1/2" 3.1/4" 5.1/2" 3/4" 1.1/2" 3/4" 3/8" 1/2" 2.5/8" 3.3/8"
2" 4" 6" 3/4" 1.1/2" 3/4" 3/8" 1/2" 2.7/8" 3.5/8"
2.1/2" 4.3/4" 6.1/2" 3/4" 1.1/2" 3/4" 3/8" 1/2" 3.1/8" 3.7/8"
3" 5.1/4" 6.3/4" 3/4" 1.1/2" 3/4" 3/8" 1/2" 3.3/4" 4.1/8"
4" 6.3/4" 7.1/2" 3/4" 1.1/2" 3/4" 3/8" 1/2" 3.1/2" 4.1/4"
5" 7.3/4" 8" 3/4" 1.1/2" 3/4" 1/2" 5/8" 4.1/2"
6" 8.5/8" 8.1/2" 3/4" 1.1/2" 3/4" 1/2" 3/8" 3.3/4" 4.1/2"
8" 10.7/8" 9.3/4" 3/4" 1.1/2" 3/4" 5/8" 3/4" 4.1/8" 5.1/8"
10" 13.1/4" 11" 3/4" 1.1/2" 3/4" 3/4" 7/8" 4.3/8" 5.5/8"
12" 16" 12.1/2" 3/4" 1.1/2" 3/4" 7/8" 1" 4.7/8" 5.7/8"
14" 17.5/8" 13.1/2" 3/4" 1.1/2" 3/4" 7/8" 1" 5.1/4" 6.1/4"
16" 20.1/8" 14.3/4" 3/4" 1.1/2" 3/4" 1.1/8" 1.1/4" 5.5/8" 6.5/8"
18" 21.1/2" 15.1/2" 3/4" 1.1/2" 3/4" 1.1/4" 1.3/8" 6.1/8" 7.3/8"
20" 23.3/4" 16.3/4" 1" 2" 1" 1.3/8" 1.1/2" 6.3/8" 7.5/8"
24" 28.1/2" 19" 1" 2" 1" 1.5/8" 1.3/4" 7.1/4" 8.3/4"

Notas
1 - Dimensões em polegadas
2 - Marcar as peças com diâmetro e pressão nominal
Ex. 4" - 150# sendo o material aço liga acrescentar as letras AL
3 - Material : aço carbono - salvo especificação em contrário
4 - Pressão de teste máxima: 150# 250 psi
300# 750 psi
400# 900 psi
600# 1350 psi
5 - P A M: Parafuso máquina
P A E: Parafuso estojo
Anexo 7.2 - RQ-INS-04 – Registro de Teste de Pressão de Tubulação

Nº:
REGISTRO DE TESTE DE PRESSÃO
(TUBULAÇÃO) DATA: FL:

Cliente: Unidade: Nº Contrato:


DOC. REFERENCIA:

NORMA (S) DE REFERÊNCIA:


Procedimento: Rev.

Pressão de Teste Duração do Teste Fluido de Teste Data

kgf/cm² min

Manômetro Aferição Range UN Manômetro Aferição Range UN


2 2
Kgf/cm Kgf/cm

SOLUÇÃO FORMADORA DE BOLHAS:


NÃO SIM TIPO: __________________________

CROQUIS:

OBSERVAÇÕES:

Laudo:
Nome SNQC END Assinatura

INSPETOR:

PROFISSONAL HABILITADO
Nome: Crea-BA: Data:

_______________________________
Ass./Mat.
RQ-INS-04_REV 0
Anexo 7.3 – Punch List

PUNCH LIST
SISTEMA DE TESTE ÁREA

LOCALIZAÇÃO DATA
ITEM COMPLEMENTAÇÃO / CONCLUSÃO RESPONSAVEL
(ISOM. DES. REF.) CONCLUSÃO