Você está na página 1de 36

Prof.: Esp.

Diego Caires
A Ressonância Magnética (RM) refere-se ao uso de
campos magnéticos e ondas de rádio para obtenção de
uma imagem.
A aquisição é feita de modo não invasivo, com
extraordinária resolução espacial, não empregando
radiação ionizante.
Tesla
Unidade de medida
 1946 - Fenômeno da RM - Bloch & Purcell
 1952 - Prêmio Nobel - Bloch & Purcell
 1960 - Desenvolvimento da RM como ferramenta
analítica
 1972 - Tomografia Computadorizada
 1973 - Primeiras imagens (objeto não-homogêneo) -
Lauterbur
 1976 - Primeiras imagens (humanas) - Mansfield
 1986 - Gradiente Eco
 2003 - Prêmio Nobel - Lauterbur & Mansfield
Magneto
Na RM o magneto principal é a principal estrutura e o
responsável pela emissão do alto campo magnético
estático e uniforme.
Há três tipos de Magnetos:
 Permanentes
 Resistivos
 Supercondutores
 Produzido de material naturalmente magnético;
 Sempre emitem campos magnéticos;
Vantagens Desvantagens
Baixo custo de produção Peso muito grande

Baixo custo operacional Baixo Campo magnético

Utilizados em Sistemas Abertos


 Usa corrente elétrica sobre uma haste metálica;
 Usa a lei do eletromagnetismo;
Vantagens Desvantagens
Baixo custo de produção Alto consumo de energia elétrica

Uniformidade do campo Campo magnético relativamente


baixo
Liga/Desliga com facilidade
 Usa a lei do eletromagnetismo;
 Usa câmaras criogênicas para redução da resistência;
 Usam materiais supercondutores
Vantagens Desvantagens
Alto campo magnético Alto custo de produção

Melhor qualidade de imagem e Alto custo operacional


menor tempo de aquisição
Baixo consumo de energia elétrica Necessidade de isolamento
magnético
As bobinas são estruturas que provocam
alterações/oscilações lineares no campo magnético. Elas
também são responsáveis pela seleção de corte
formação da imagens codificação de fase e codificação
de frequência.
Há três tipos:
 Bobina Gradiente X
 Bobina Gradiente Y
 Bobina Gradiente Z
Bobinas de RF são antenas que produzem e detectam a
radiofrequência. São utilizadas para excitar uma
determinada região com pulsos de RF e medir o sinal
emitido pelos tecidos.
Influenciam decisivamente na qualidade da imagem.
São três
 Bobinas de volume ou tranceptoras
 Bobinas de superfície
 Bobinas de arranjo em fase
 Para estruturas maiores e espessas;
 Bobinas para cabeça, corpo, coluna, quadratura e
extremidades.
 Receptoras de sinal do tecido. São utilizadas nas
superfícies.
 Bobinas para ATM, Mama, Pé, joelho, etç.
 Geralmente utilizada para coluna vertebral;
 Conjugadas que aumentam a qualidade do sinal e
consequentemente da imagem.
 Utilizada para exame de próstata

Você também pode gostar