Você está na página 1de 2

Engenharia de Produção

Bacharelado

Engenharia de Produção pode ser uma boa escolha?

É o ramo da engenharia que gerencia os recursos humanos, financeiros e materiais


para aumentar a produtividade de uma empresa. O engenheiro de produção é peça
fundamental em indústrias e empresas de quase todos os setores. Ele une conhecimentos
de administração, economia e engenharia para racionalizar o trabalho, aperfeiçoar
técnicas de produção e ordenar as atividades financeiras, logísticas e comerciais de uma
organização. Define a melhor forma de integrar mão de obra, equipamentos e matéria-
prima a fim de avançar na qualidade e aumentar a produtividade. Por atuar como elo
entre o setor técnico e o administrativo, seu campo de trabalho ultrapassa os limites da
indústria. O especialista em economia empresarial, por exemplo, costuma ser contratado
por bancos para montar carteiras de investimentos. Esse profissional é requisitado,
também, por empresas prestadoras de serviços para gerenciar a seleção de pessoal,
definir funções e planejar escalas de trabalho.
O mercado de trabalho
"A economia aquecida, a tendência de crescimento para os próximos anos e o perfil do
engenheiro de produção que se encaixa em diversos setores mantêm as chances de
emprego muito boas. Nossos alunos estão todos empregados", afirma Alexandre
Augusto Massote, coordenador do curso do Centro Universitário da FEI. Esse
profissional é solicitado para atuar na gestão de diversos processos produtivos, como
uma lanchonete, uma empresa de transporte, um hospital, onde faz toda a coordenação
da produção. "A área de logística também está crescendo e demandando muitos
engenheiros de produção para instalar e gerenciar as operações", completa Massote.
Bancos, financeiras e administradoras de cartão de crédito procuram o formado para
atuar na gestão de carteiras e análise de investimentos. Em hospitais, ele cria estratégias
para agilizar os processos de atendimento aos pacientes e melhorar o funcionamento da
empresa. A maioria das vagas concentra-se no Sudeste, mais precisamente em São
Paulo, e no Sul. A instalação de grande número de indústrias no Ceará e na Paraíba tem
atraído muitos profissionais.

Salário inicial: R$ 3.060,00 (6 horas diárias; fonte: Crea-SP).


O curso
No começo, o curso enfoca as disciplinas básicas de engenharia, com bastante cálculo,
como matemática, física, química e informática. Depois entram as matérias específicas
de produção, como gestão de investimentos, organização do trabalho e economia e
estratégia de empresas. Nos últimos anos, acrescentam-se as de sociais aplicadas, como
administração e economia, e, na etapa final, o aluno começa o estudo específico da
habilitação escolhida. Para se diplomar é preciso fazer estágio e apresentar uma
monografia. Fique de olho: Várias escolas oferecem o curso voltado para alguma
habilitação específica, como mecânica, civil e agroindustrial.

Duração média: cinco anos.


Outros nomes: Eng. (eng. da prod. agroind.); Eng. da Prod.; Eng. da Prod. Agroind.;
Eng. de Prod. (agroind.); Eng. de Prod. (civil); Eng. de Prod. (elétr.); Eng. de Prod. (ênf.
em agroind.); Eng. de Prod. (gestão amb.); Eng. de Prod. (instalações no mar); Eng. de
Prod. (mecân.); Eng. de Prod. (qualid. quím.); Eng. de Prod. Agroind.; Eng. de Prod.
Automotiva; Eng. de Prod. Civil; Eng. de Prod. e Qualid.; Eng. de Prod. Mecân.; Eng.
de Prod. Metal.; Eng. de Prod. Quím.; Eng. em Processos de Prod.
O que você pode fazer
Desenvolvimento organizacional
Analisar e definir a estrutura da empresa, de acordo com o mercado.
Economia empresarial
Gerenciar a vida fi nanceira de uma empresa, definir a aplicação de recursos, lidar com
custos, prazos, juros e previsão de vendas.
Engenharia do trabalho
Administrar a mão de obra, para a produção de bens ou a prestação de serviços. Avaliar
custos, prazos e instalações para possibilitar a execução do trabalho.
Planejamento e controle
Implantar e administrar processos de produção, da seleção de matérias-primas à saída
do produto. Estabelecer padrões de qualidade e fi scalizar seu cumprimento. Gerenciar
operações logísticas, como armazenagem e distribuição.
Produção agroindustrial
Atuar nos vários setores da agroindústria: produção agrícola, processamento industrial,
comercialização e distribuição de produtos.