Você está na página 1de 3

Curso: Tec.

Automação Industrial
Sala: 030
Aluno: Clayton Carvalho Rodrigues da Silva

Pesquisa Acadêmica

A principal forma de se entender a pesquisa acadêmica é diferenciando-a da


científica. Uma pesquisa é um trabalho de investigação que um indivíduo realiza com a
intenção de descobrir algo. Enquanto a pesquisa científica tem como foco o
desenvolvimento de uma tecnologia ou descoberta dentro das ciências, a acadêmica
pretende que o realizador aprenda algo sobre o assunto pesquisado. É por isso que o
nome dado é pesquisa acadêmica: a intenção é que a pessoa se aprofunde na academia,
sejam professores ou alunos.
A pesquisa acadêmica é um exercício de estudo e aprendizado em primeiro
lugar, mas não deixa de ser um esforço para acrescentar algo ao mundo. É a partir desse
estudo que as idéias científicas podem surgir.
Para fazer uma pesquisa acadêmica é o seguinte:
1. Escolha do tema
2. Metodologia
3. Consulta às fontes
4. Normas
5. Redação
6. Revisão
Para ajudar na produção, nós vamos descrever o que deve ser feito em cada passo
da sua pesquisa acadêmica.
Escolha do tema: A decisão sobre o assunto a ser retratado nem sempre é do
autor da pesquisa. Por vezes, ela é decidida por um professor, quando o trabalho está
sendo realizado com a intenção de ser uma parcela do aprendizado dentro de um curso.
Algumas vezes, entretanto, o autor tem controle sobre o que vai retratar. Isso
acontece quando a pesquisa acadêmica é um trabalho para um congresso ou parte de
uma iniciação científica ou outra forma de trabalho.
Se a temática é escolhida por um responsável, basta seguí-la dentro dos
parâmetros indicados sem medo. Quando você tem de escolher o tema da pesquisa por
conta própria, entretanto, costumam surgir algumas dúvidas.
Lembre-se apenas de favorecer as temáticas mais modernas e relevantes para o
interesse público atual. Se for possível fazer a pesquisa acadêmica sobre um assunto que
já está sendo desenvolvido em um projeto de extensão da faculdade, como uma
Iniciação Científica, ainda melhor.
Metodologia: Assim como a pesquisa científica, a pesquisa acadêmica também
tem a necessidade de se abraçar uma metodologia.
A metodologia tem por função facilitar a comprovação das suas conclusões na
pesquisa. Sem ela, o resultado poderia ser uma série de decisões confusas e impossíveis
de reproduzir. Porém, ao se fazer tudo de forma organizada e planejada, você protege
seu trabalho de muitas críticas.
As metodologias variam de trabalho para trabalho. Em geral, para as pesquisas
acadêmicas, o método mais comum de ser empregado é a pesquisa bibliográfica. Você
também pode se utilizar de questionários e entrevistas para complementar seu esforço,
ou obter dados através de experimentação científica.
Consulta às fontes: Para qualquer pesquisa, em especial a acadêmica, é muito
importante contar com fontes de informações confiáveis e respeitadas. Se o trabalho é
parte de uma matéria da sua graduação, provavelmente o professor irá se responsabilizar
por indicar algumas fontes para facilitar.
Entretanto, é sempre bom saber identificar novas fontes sozinho, especialmente
quando se faz uma pesquisa acadêmica por conta própria, ainda que muitos professores
se ofereçam como orientadores nesse momento.
O ideal é saber realizar uma procura por fontes por conta própria, se tornando
menos dependente do esforço de outros. O importante continua sendo a dedicação:
insista e não se contente com apenas algumas poucas opções.
Normas ABNT: As normas técnicas tem que sempre ser respeitadas, afinal elas
são parte do que dá clareza e entendimento ao trabalho acadêmico.
O primeiro passo é estar atentos às Normas ABNT, já que elas são a base sobre as
quais todas as pesquisas acadêmicas são realizadas. Sabendo como realizar o trabalho
dentro delas, você encontrará facilidade quando precisar delas novamente para o TCC
ou outros esforços da graduação.
Se a intenção da pesquisa é a publicação em um congresso ou coletânea, podem
existir normas adicionais, que vão desde uma limitação no número de páginas até regras
específicas que permitam uma maior facilidade de diagramação na hora de juntar os
trabalhos em forma de livro. É importante estar atento a essas regras e obedecê-las.
Redação: Sabendo a metodologia e a temática, é hora de redigir o trabalho. Assim
como qualquer trabalho acadêmico, a pesquisa é composta de elementos pré-textuais,
textuais e pós-textuais.
Os elementos pré-textuais costumam ser a Capa, a Folha de Rosto, o Resumo e o
Sumário. Você pode optar também por incluir agradecimentos se o congresso ou
publicação permitir. Os elementos textuais são sempre Introdução, Desenvolvimento e
Conclusão.
A Introdução é o elemento textual onde você irá contextualizar o trabalho,
explicando a importância e relevância do mesmo e justificando a decisão da escolha
temática e metodológica.
O Desenvolvimento é onde o trabalho é apresentado de fato. O método é aplicado
ao tema escolhido com apoio das fontes apresentadas e os dados relevantes são
apresentados. É importante que esse elemento textual seja bem trabalhado para não
comprometer o entendimento da pesquisa acadêmica.
A Conclusão é onde os dados apresentados no Desenvolvimento serão analisados
e se tentará apresentar uma resposta partindo deles. Esse elemento textual não precisa
ser categórico em suas afirmações, apenas realista com relação aos resultados obtidos.
Por fim, os elementos pós-textuais são a Referência Bibliográfica e eventuais
anexos. É importante manter tudo organizado, pois as citações utilizadas precisam estar
aqui para o caso de um leitor desejar se aprofundar nos temas.
Revisão: Uma vez com o trabalho escrito, é de suma importância realizar uma
revisão para garantir que o trabalho está correto e tudo está dentro do esperado.
É interessante pedir que pessoas de fora da pesquisa leiam o texto final para procurarem
incongruências na sua argumentação. Você também pode pedir que façam verificação
da ortografia e procurem erros gramaticais.
Por fim, é de suma importância que se verifiquem as normas técnicas, em especial
as da ABNT, de forma que a pesquisa acadêmica esteja dentro das regras esperadas.
Esse deve ser o último passo.
Assim podemos concluir que, como a maioria das pesquisas acadêmicas ocorrem
nas universidades, vale a pena lembrar que, toda pesquisa acadêmica deve, após
concluída, ser verificada em em sistemas de similaridade, tais como
o Turnitin ou Similarity Check, evitando futuramente problemas de plágio e auto
citação por parte de quem a fez. Solicitar ajuda nas bibliotecas universitárias é sempre
necessário, pois as mesmas estão equipadas com essas ferramentas de checagem
acadêmica.

Você também pode gostar