PREFEITURA MUNICIPAL DE GURUPI FUNDAÇÃO UNIRG FACULDADE UNIRG CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

MERCADO IMOBILIÁRIO: UM ESTUDO SOBRE O SEGMENTO DE VENDAS E LOCAÇÕES DE IMÓVEIS EM GURUPI TOCANTINS

Acadêmico: Delmiro Martins de Oliveira Neto

Profº. Orientador (a): Alexandre Ribeiro Dias MsC. Área de Concentração: Administração Financeira

Gurupi, junho de 2008.

DELMIRO MARTINS DE OLIVEIRA NETO

MERCADO IMOBILIÁRIO: UM ESTUDO SOBRE O SEGMENTO DE VENDAS E LOCAÇÕES DE IMÓVEIS EM GURUPI TOCANTINS

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade UNIRG como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Administração.

Orientador (a): Profº. Alexandre Ribeiro Dias MsC.

Gurupi, junho de 2008.

MERCADO IMOBILIÁRIO: UM ESTUDO SOBRE O SEGMENTO DE VENDAS E LOCAÇÕES DE IMÓVEIS EM GURUPI TOCANTINS

DELMIRO MARTINS DE OLIVEIRA NETO

Este Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) foi julgado adequado para a obtenção do título de Bacharel em Administração e aprovado em sua forma final junto à Faculdade UNIRG.

................................................................... Profº. Alexandre Ribeiro Dias, MsC. Coordenador do Curso de Administração

.................................................................. Profª. Donária Coelho Duarte, Dra. Coordenadora de Estágio do Curso de Administração

Apresentada à Banca Examinadora, integrada pelos Professores:

................................................................... Profº. Alexandre Ribeiro Dias, MsC. Orientador ................................................................... Profº. João Henrique Amaral, Esp. Banca Examinadora ................................................................... Profº. Fábio Pegoraro, Esp. Banca Examinadora

Dedico ao meu amado Deus, que está presente em todos os momentos de minha vida, à Laura, Pietra, Sophia e a todos aqueles que torceram para que eu conseguisse atingir mais um dos meus objetivos. Quero agradecer em especial ao meu amigo e colega de faculdade Wagno pela força e pelo companheirismo, que foi de suma importância nesse final do meu curso.

DEDICO.

AGRADECIMENTOS

Agradeço ao meu querido Deus, por me dar forças nas horas de fraquezas, me dar saúde para que pudesse continuar minha caminhada, obrigado por permitir a realização de mais um objetivo em minha vida.

A você Laura, por ser uma esposa exemplar, companheira, amiga, e pela compreensão que teve nesses altos e baixos que nos passamos nesse período de faculdades. Jamais vou esquecer tudo que fez por mim e faz, obrigado por me dar os dois maiores tesouros de minha vida, à Pietra e Sophia, te amo e agradeço eternamente.

Dedico às mais preciosas pérolas de minha vida, Pietra e Sophia, que são os meus alimentos de todos os dias.

A meus Pais, Disson e aparecida por ter me dado a vida, e ter me ensinado a ser um homem honesto e lutador.

A meu sogro e minha sogra, por ter acreditado em mim, e sempre me apoiando nas horas mais difíceis, grande parte desse curso agradeço a vocês, por ter me ajudado a concluir, e por ter me ensinado a trabalhar honestamente mostrando o caminho para sucesso, o meu muito abrigado.

Aos meus irmãos Dikson e Danielle, mesmo estando longe me apoiaram amo vocês.

Ao meu cunhado Bruno por esta sempre presente nesta minha jornada.

Aos meus Tios que estão sempre presente em minha vida, que estão acompanhando minha trajetória na conclusão do meu curso na Faculdade UNIRG. Tenho por vocês uma grande amizade e carinho.

Ao professor Alexandre, profissional competente, que me apoiou no final dessa minha trajetória, e que me ajudou muito nos ensinamentos acadêmico para assim finalizar meu trabalho.

. Caixa Econômica Federal e Imobiliária. Para isso buscou-se em referenciais teóricos aspectos que caracterizasse melhor o mercado imobiliário na visão de alguns autores e que pudessem estudar a partir de uma pesquisa quais seriam os segmentos que melhor satisfaz o investidor na decisão de optar pelo segmento de vendas e locações de imóveis. onde as instituições apontaram o segmento de locação e de vendas de imóveis aquecidas e que nesse crescimento do mercado de imóveis. Palavras-chave: Pesquisa. Mercado imobiliário. voltado para vendas e locações de imóveis sob a ótica da Prefeitura. cujo principal objetivo é estudar o mercado imobiliário de Gurupi-To. como opção de investimento na construção civil. Foram apresentadas algumas sugestões no sentido de tentar buscar mais informações para dar uma maior segurança ao investidor desse mercado na ora de tomar sua decisão.RESUMO O presente estudo trata-se de uma pesquisa de campo realizada no mercado imobiliário de Gurupi – To. O método da pesquisa é o indutivo-dedutivo. sendo do tipo exploratório e descritivo com abordagem qualitativa. Com isso contatou-se alguns aspectos relativo ao mercado imobiliário de Gurupi-To. Como instrumento de pesquisa utilizou-se a entrevista não estruturada com perguntas objetivas direcionadas ao assunto. além do centro urbano da cidade alguns setores se destacam como sendo a melhor opção para os investimentos devido a sua valorização. Investidor.

..............................................................18 2......................................................................20 2.41 ..............1CONSIDERAÇÕES GERAIS ...1 Objetivo Geral.............................................1 MERCADO IMOBILIÁRIO ..........4 Certificado de Depósito Bancário (CDB) e Recibos de Depósitos Bancário (RDB) 22 2.............2..................3 JUSTIFICATIVA ......................1 Risco e retorno: o modelo de precificação de ativos de capital (CAPM)...................23 2....13 1......................................................2.....23 2.....1 O perfil do empreendedor da construção civil ....2OBJETIVOS .........................15 2....................................................................5 Caderneta de poupança...........................1 Renda fixa......................................................................................2 CARACTERIZAÇÃO DO SEGMENTO DE VENDAS E LOCAÇÃO NA VISÃO DAS IMOBILIÁRIAS...........................................................................................................................................................................................................................................................................3 Fundos de investimento .....................................................................................................2 CONCEITO DE INVESTIMENTO .....................3 TIPOS DE INVESTIMENTOS .....................................................................3.4...........................37 5........................2 Objetivos Específicos .........................................................3.....2 Renda variável..............3............................................13 2 REVISÃO DA LITERATURA...........................9 1...............35 4.......................287 3 CARACTERIZAÇÃO DO AMBIENTE ..................................................................33 4............................................................................................21 2.....................20 2..........20 2...................................................................1 CARACTERIZAÇÃO DO MERCADO IMOBILIARIO DE GURUPI SOB A ÓTICA DA SECRETARIA DE FINANÇAS..................37 5...........................5 IMOBILIÁRIA E O DIREITO LEGISLATIVO........................................11 1................................33 4..............................................254 2......................................3.................... CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E IMOBILIÁRIAS ...12 1...........................................2 TECNICAS DE PESQUISA .................3...................................1 DELINEAMENTO DA PESQUISA .3 ANÁLISE DOS DADOS.....SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO..1SITUAÇÃO PROBLEMÁTICA .................................................................................................................12 1...........365 5 ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS..................................................................................12 1....................................................................................15 2....................................3....................................276 2.....31 4 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS................................................................................................................................................................................................................................................................................4 CADEIA PRODUTIVA DA CONSTRUÇÃO CIVIL.............

1 CONCLUSÃO ......................45 6.......... VOLTADA PARA VENDA E LOCAÇÃO DE IMÓVEIS..........................2 RECOMENDAÇÕES .........................43 6 CONSIDERAÇÕES GERAIS ............................................................................................................................................3 LIMITAÇÕES ................................................................45 6................................................... SOB A OTICA DAS IMOBILIÁRIAS.........................................49 ....46 6...........................................3 IDENTIFICAÇÃO DOS SETORES URBANOS COM POSSIBILIDADES PARA FUTURO INVESTIMENTO NA CONSTRUÇÃO CIVIL.....................47 REFERÊNCIAS.....5.............................................................................................................................................

no qual estimula ao micro-crédito para pessoas de baixa renda. e feito a abertura do mercado nacional para as importações. No governo de Itamar Franco o país experimenta a estabilidade econômica. Através dos planos Collor I e II. Fernando Henrique Cardoso se elege por duas vezes presidente do país na mesma década. . o seu primeiro mandato ficou marcado pela crise do setor energético com o apagão. no qual o Brasil por não ter uma base sólida estável sofre com essa grave crise financeira. surge então o primeiro presidente eleito pelo voto. este plano utilizou as políticas monetários como um dos instrumentos de controle da inflação. Fernando Collor de Melo. foi quando criou-se o Plano Real em 1994. Já no seu segundo mandato. taxas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). foi quando o país começou a dar os primeiros passos rumo à estabilidade.1 INTRODUÇÃO A década de 90 ficou marcada pela instabilidade econômica. houve uma queda nos juros e observa-se que há grandes incentivos às exportações e diversificações de investimentos feitos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES). com a tentativa de eliminar a memória inflacionaria de planos que não deram certo no passado. que para se conter teve como conseqüência a elevação dos juros. houve uma forte desvalorização da moeda provocada por crises financeiras internacionais. pelo o então Ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso. onde criou-se o plano Collor I e II. diminuição nos índices de desemprego e recordes da balança comercial. no qual tornou-se o juro mais alto da historia. no qual foi confiscado o investimento da caderneta de poupança. que na sua gestão há um controle inflacionário com índices baixos. vinda de plano fracassado criado pelos governos anteriores. para conter os altos índices inflacionários da época. onde foi feito várias reformas econômicas para conter o déficit econômico da época. Sucede-se então ao seu governo o atual presidente Luis Inácio Lula da Silva. causado pela falta de planejamento e investimento no setor e agravado por a falta de chuvas. os brasileiros foram obrigados a racionalizar energia e essa crise começou a afetar a economia do país. Na atual gestão foi liquidado as divida com o Fundo Monetário Internacional (FMI). foram implementados programas de estabilização de controle da inflação.

No campo social percebe-se uma grande preocupação desse governo com o melhoramento da qualidade de vida das pessoas. melhoramento do marco regulatório na área ambiental. equipamento digitais. As políticas adotadas por esse programa de aceleração do crescimento. considerações gerais. no segmento de vendas e locação de imóveis. o governo pretende alcançar um conjunto de medidas que visa a aceleração do ritmo de crescimento da economia brasileira. abrem-se as portas para o mercado imobiliário no que diz respeito ao segmento que trabalha com produto que vende lote. De forma geral. desoneração tributaria e medidas fiscais. O capítulo 2 mostra à realização da revisão literária direcionada aos conhecimentos essenciais para a elucidação do objeto de estudo. matéria-prima para construção civil. No capítulo 3 está estruturada a caracterização do ambiente foco de estudo. essas medidas prevêem crescimento do PIB de 5% ao ano até 2010. semicondutores e computadores. Os outros blocos estão divididos em: medidas para estimular o crédito e financiamento. surgindo assim grandes oportunidades de investimento neste setor.estrutura. onde se inclui a questão social como habitação. . visto pelo ângulo do crescimento econômico do país. descrevendo as diversas particularidades da pesquisa que foram utilizadas para o consensual deste estudo. situação problemática. aumentando assim o poder de compra do brasileiro. o tema ora analisado. casa e edifícios para locação. O capítulo 4 aborda a metodologia utilizada para efetuar o desenvolvimento do TCC. Com o lançamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). pretende estudar o mercado imobiliário de Gurupi. buscando direcionar o investidor a encontrar a opção mais viável para seu investimento. objetivo geral e objetivos específicos que conduziu a realização deste TCC. tendo como principal as medidas de infra. apresentando todo seu panorama histórico. O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é composto de cinco blocos. Diante da estabilidade econômica que se encontra o país hoje. saneamento e transportes de massa. dar-se uma maior ênfase na questão social. observando suas relevâncias e peculiaridades. com estimulo ao crédito e financiamentos e com a desoneração dos setores de máquinas e equipamentos. justificativa. pois apresenta-se durante a sua gestão um crescimento elevado do salário mínimo. O presente trabalho esta subdividido nas seguintes partes: No capítulo 1 contém os elementos introdutórios.

ruas. onde demonstra-se grandes preocupações por partes das lideranças políticas em facilitar a vida das pessoas que não tem condições de adquirir o seu imóvel no qual torna-se uma batalha a ser vencida. transformando a realização de sonhos de varias famílias em realidades. recomendações e limitações.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS No panorama nacional o estado do Tocantins tem grandes perspectiva de crescimento no segmento da construção civil. para atender as necessidades habitacionais.No capítulo 5 apresenta-se as analises dos dados coletados através das entrevistas não estruturada com os principais agentes intermediários do mercado imobiliário. por se tratar de um estado novo que esta em fase de crescimento e precisa ser estruturado. onde o trabalhador pode usar recursos do Fundo de Garantia por . conclusão. seguidas das referências bibliográficas utilizada para elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso. 1. uma virada para comemorar. O crescimento desse setor imobiliário se da em função das medidas expansivas dos créditos imobiliários e do crescimento econômico do país com inflação baixa. visto por vários ângulos econômicos no qual o setor imobiliário esta inserido. gera expectativas positivas para os investidores da construção civil. dar-se ao um novo rumo na história. Observa-se também que na situação atual há tendências de crescimento dos recursos da iniciativa privada e pública voltado para o setor imobiliário. volta-se mais para construções de rodovias. Essa política define-se na diminuição da burocracia para a captação de recursos financeiro para casa própria. O capítulo 6 apresenta-se as considerações finais. praças e outras obras viárias como é o caso da ferrovia norte sul. onde grandes partes dessas obras de infra-estrutura se dar em caráter de entidades públicas. no qual é uma obra significante para o progresso do estado. No conjunto dessas obras de infra-estrutura. Com o desempenho desse setor no país. pois a falta de estabilidade do país afetada por planos econômicos fracassado pelos governos anteriores que diretamente afetava as pessoas de baixa renda a conseguir a sua moradia assolada por décadas passadas que era crônico no Brasil. No qual Percebe-se na atualidade que há políticas definidas na acessibilidade ao financiamento da casa própria.

esse fato demonstra a grande pressão existente por obras habitacionais para pessoas de baixa renda. A partir disso. é um déficit relativo de 24.2 OBJETIVOS 1. sendo que na atualidade. a problemática deste estudo é questionar: Qual o comportamento do mercado imobiliário voltado para o segmento de venda e locação de imóveis? 1.2. mais precisamente na área da construção civil. Sendo que esta cidade apresenta-se com grande força no mercado da construção civil para locação e venda de imóveis. 1. esse índice é bem acima do déficit habitacional brasileiro. para financiar o seu imóvel com juros acessíveis e com parcelas que se encaixa no orçamento familiar. No qual demonstra grande necessidade de aumento da construção habitacional. para demonstrar o comportamento do mercado imobiliário no segmento de vendas e locações de imóveis. Caixa Econômica Federal (CEF) e Imobiliária. voltado para vendas e locações de imóveis.4% que vem se mantendo nos períodos de 2001/2003. mostram que o Tocantins tem um déficit absoluto habitacional de 72. . Para dar-se melhor visão aos investidores. percebe-se a necessidade de uma pesquisa na cidade de Gurupi Tocantins.1 Objetivo Geral Estudar o mercado imobiliário de Gurupi. para que venha despertar o interesse dos pequenos empreendedores a investir o seu capital em edifícios para moradia.8%.277 habitações. que não muito distante esta o município de Gurupi Tocantins no qual precisa de investidores no setor imobiliário. há grandes interesses de resolver os problemas deficitários habitacionais estaduais e municipais.1 SITUAÇÃO PROBLEMÁTICA Devido o crescimento da população o mercado se tornou deficitário no que diz respeito à habitação. Tocantins. como opção de investimento na construção civil.Tempo de Serviço (FGTS). sob a ótica da Secretaria de Finanças. Nesse sentido. Estudos da Fundação Getúlio Vargas (FGV). que é de 14.

Imobiliárias e Caixa Econômica Federal (CEF). o que tornou a cidade de Gurupi um pólo universitário. O foco desta pesquisa destaca-se a dois fatores relevantes. a realização desse estudo justifica-se no despertar de interesse futuros de aplicação dos seus recursos financeiros na construção civil voltado . assessoria adequada e mão de obra qualificada. fato esse normal no se que encontra um estado novo com carência de estruturação. Com o déficit habitacional no estado faz-se com que haja a necessidade de execução de varias habitações num prazo curto.2 Objetivos Específicos Caracterizar o mercado imobiliário de Gurupi sob a ótica dos agentes intermediários como Secretaria de Finanças.3 JUSTIFICATIVA No estado do Tocantins. O segundo fator é voltado ao grande fluxo de estudantes que se instalaram na região em conseqüência da ampliação dos cursos acadêmicos da Fundação UNIRG e da Universidade Federal do Tocantins (UFT). Identificar os setores urbanos com possibilidade para futuros investimentos na construção civil. Do ponto de vista do pesquisador. O primeiro é que grande número de investidores vem perdendo seus capitais devido à falta de experiência. para pessoas de classes sociais nos níveis altos. 1. onde cria-se oportunidades para investimentos em imóveis. mas precisamente voltado para edificações de imóveis para vendas e locações. voltado para vendas e locações de imóveis. médios e baixa renda. em sua maioria a construção civil demanda-se a um único cliente. que o governo estadual. Diante desta visão busca-se conhecer e estudar o mercado imobiliário Gurupiense para direcionar o investidor a aplicar o seu capital na construção civil.1. haja vista a necessidade de pessoas empreendedoras nesse mercado para atender as expectativas dos seus clientes. sob a ótica das Imobiliárias. As edificações para pessoas privadas ficam deficitária em função do aumento populacional. Caracterizar o segmento de venda e locação de imóveis na cidade de Gurupi. com redução de custos de acordo o aumento de sua produtividade.2.

para o segmento de vendas e locações de imóveis. com a chegada de imigrantes acadêmicos e familiares. . Haja vista que esse mercado tem demonstrado uma evolução.

p.32%. em maior escala. Sendo assim. o estudo do mercado imobiliário. dispõe de financiamentos em larga escala para praticamente todas as camadas da população. variou 0. por conseqüente. a parcela de menor poder aquisitivo. a financiamentos ofertados para classe média. 6. com o foco em especial as pessoas de baixa renda na aquisição de sua casa própria. segundo dados estatísticos detém em seus cadastros mais de 90% dos financiamentos habitacionais.21% O custo médio do metro quadrado da construção civil no Estado do Tocantins. teve variação de 0. com 0. em fevereiro. Em tempos de crise é um dos setores que mais sofre impacto. perdendo para o Acre.2 REVISÃO DA LITERATURA No mundo todo. no mês de fevereiro/2006. Diante disso. Segundo dados do IBGE (2006): O custo do m2 da construção civil. . restringir-se a dividir a fatia restante do mercado.84. 2. principalmente. é o verdadeiro símbolo da possibilidade de aquisição da casa própria. vários clientes ficam ainda a mercê do mercado.25% e Rondônia. com exceção da que não necessita destes.11% e atingiu o valor de R$ 555. a cadeia produtiva da construção civil e os corretores imobiliários. o conceito de investimento. e às vezes os imóveis encontrados não atende as exigências dessas instituições na aprovação do crédito para financiá-los e tem ocasiões que não atende as necessidades desses clientes. no qual não são divulgadas informações adequadas para o cliente conseguir tal financiamento. o Brasil luta para melhorar os índices habitacionais. 21) diz que: a Caixa Econômica Federal (CEF). O Estado do Tocantins ficou com a menor variação da região norte nos últimos 12 meses.1 MERCADO IMOBILIÁRIO O setor da construção civil tem sido um importante demonstrador da economia no Brasil. pois está relacionado tanto à baixa quanto à alta camada econômica. nessa ordem poderá direcionar o investidor a aplicar o seu capital seguro de que obterá o retorno satisfatório.69%. enquanto que aquela instituição reinante. no âmbito do Sistema Financeiro da Habitação (SFH). com 0. atingindo.21% em relação ao mês anterior que foi de 0. através dos acessos as linhas de créditos financiados pelo governo e por instituições bancárias. Segundo Gotible (2003. restando a outras instituições financeiras habitacionais a ofertar crédito nesta mesma modalidade. mas nos dois primeiros meses de 2006 ficou em terceiro lugar.30%. com 0. sendo certo também que a atuação destas está direcionada.

44 1. com relação a variação dos custos da construção civil há vários fatores que reforçam o otimismo do empresariado como: a redução das dificuldades financeiras e a estabilidade dos custos da construção.07 0.84 193.12 8.23 6. No qual impulsionará ainda mais o crescimento do setor imobiliário na economia brasileira.3 0.74 0.40 7. sem deixar de mencionar a elevada carga tributária sobres os produtos no qual é consumido para a realização da obra como também na venda do produto acabado.13 0.33 0. demonstram-se esses dados na tabela a seguir. Diante disso observa-se que o mercado imobiliário apresenta-se como uma nova perspectiva para o investidor aplicar o seu recurso financeiro.pdf>.indicadoresdotocantins.25 0. em linha com a tendência de redução das taxas de juros na economia brasileira. No entanto com a redução desses custos os empresários terão condições de colocarem produtos acabados no mercado com preços acessíveis aos clientes.00 178. A percepção de redução das dificuldades financeiras reflete a diminuição das despesas financeiras e do custo dos empréstimos. Para o (SindusCon-SP/FGV).35 7.23 184.28 0.41 0.55 559.54 0.22 0.97 509.14 529.79 659. devido à expectativa de que os custos com mãode-obra não cresçam muito nos próximos meses.13 193.01 197.81 0. haja vista os esforços das .25 0.44 184.69 BRASIL REGIÃO NORTE RONDÔNIA ACRE AMAZONAS RORAIMA PARÁ AMAPÁ TOCANTINS Tabela 1: Índices de comparabilidade a nível Brasil e estados que compõem a Região Norte Fonte: adaptado do site: <http://www.58 8.86 519.Para o melhor entendimento dos índices de comparabilidade a nível Brasil e estados que compõem a região norte. No qual estes resultados são acompanhados mensalmente pelo IBGE através de convênio com a Caixa Econômica Federal (CEF).87 191.31 0.09 514.03 0.31 183.74 7.57 8.97 0. Percebe-se que essas variações de custos na construção civil tanto se da em razões do aumento dos salários dos funcionários e dos altos índices de juros. A perspectiva de queda dos custos da construção ocorre. em boa medida.31 7.21 0. ÁREAS GEOGRÁFICAS CUSTOS NÚMEROS VARIAÇÕES PERCENTUAIS MÉDIOS ÍNDICES R$/m2 Dez/98=100 MENSAL NO ANO 12 MESES 547.51 555.com.59 1.81 484.08 187.br/indicadores/Sinapi/SINAPI_ANALISE_FEVEREIRO_06.32 6.

será avaliado a disponibilidade do recurso e poderá obter o financiamento da sua casa própria. Essa é uma grande expectativa para os próximos anos (SINDUSCONSP. desburocratizar. no qual esses caminhos não são aplicados apenas ao FGTS. por exemplo. ou seja. desonerar e agilizar a originação dos contratos e criar mecanismos que viabilizem a dinamização do mercado secundário. pode ser que não. Mas ainda precisa ser ajustado para atingir as diversas classes sociais. No estágio atual. 2007). o trabalhador que estiver um vínculo empregatício com alguma empresa com carteira de trabalho registrada. será necessário modificar o atual critério de exigibilidades que os agentes do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) têm na captação de recursos por intermédio de contas de poupança. apresentando imediatamente o imóvel a ser adquirido e as provas de que é possível ao mutuário quitar o empréstimo pretendido. o SFI (Sistema Financeiro Imobiliário).instituições financeiras na expansão do crédito imobiliário para pessoas que queira realizar o sonho de ter a sua casa própria. pode se observar que a renda é um dos fatores que pode implicar na demanda desse mercado e outro fator é as altas taxas de juros aplicadas nos financiamentos a longo prazo aplicado a pessoa que não tenha vínculo empregatício. Segundo Décio Tenerello. precisamente as pessoas de baixa renda no qual apresenta-se o maior índice de falta de moradia no país. “É preciso. culminando nas compras de bens. Além dos créditos fartos das instituições financeiras. observa-se também um grande avanço no FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Foi alocado R$ 1 bilhão para isso. No entanto. a procura pelo imóvel em canteiros de obras. Para isso. diz que: o grande avanço do FGTS foi no sentido de dar condições diferenciadas aos cotistas. 2007). Mas não tínhamos condições de estimar o quanto de dinheiro seria requerido em razão dessas medidas. consultora técnica da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção). Pode ser que tenha uma demanda muito acima disso. na ocasião terá dois caminhos básicos a ser seguido: no primeiro tem que ir a busca direta pela carta de crédito. presidente da Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança). 2003). não se justifica os agentes terem que manter em carteira créditos para cumprir exigibilidades. são necessários aperfeiçoamentos. Como juros subsidiados. em negócio realizado junto à incorporadora para em seguida ser firmado com a instituição financeira. mas sim em todas as modalidades de financiamento habitacional (GOTLIB. O individuo que tiver o seu crédito aprovado para a compra do imóvel. Para Maria Henriqueta Arantes Ferreira Alves. no segundo. . O importante é conceder crédito e não ser obrigado a carregá-lo” (SINDUSCONSP.

permitiria a participação de mais empreendedores no mercado. b) Assegurar. com taxas de juros mais baixas e demais condições favoráveis na tomada de empréstimo. considerando alguns pontos já mencionados. no lançamento do movimento “Moradia para todos. no qual precisa avaliar o investimento. sendo estas sugestões: a) a questão habitacional deve ser entendida como uma política de Estado que extrapole governos. por meio da revisão do Código Sanitário Nacional. c) o governo deveria implementar ainda uma política única de subsídios voltada à complementação de capacidade de pagamento da família. 2.2 CONCEITO DE INVESTIMENTO O conceito de investimento define-se na aplicação de recursos (dinheiro ou títulos). com o aumento dos preços dos imóveis. ou seja. haverá uma maior demanda e elevará os preços dos novos imóveis. para que o investidor da construção civil obtenha resultado satisfatório. agilizar o macro setor e também sugere criar. e) o setor público precisa adotar medidas de capacitação e treinamento para seus servidores. sugerida pelo SindusConSP em 2007. recursos financeiros para investimento e subsídio. diz que: Propostas da construção ao Plano Nacional da Habitação. a fim de potencializar a capacidade de investimento. seguras e menos custosas.No qual a construção civil possui um comportamento cíclico. responsável pela elaboração do PlanHab. Integrar. No qual poderá implicar com a diminuição da renda gera-se um impacto contrario ao exposto. Portanto. 10). e i) a autorização de linhas de crédito e de recursos adequados para a produção e comercialização de lotes urbanizados. com o aumento da renda. oportunidade para estimular municípios a revisarem seus Códigos de Obras Municipais e a definir competência para a concessão de licenciamento ambiental. resultará maior oferta de novas habitações. por meio de instrumentos legais. d) desburocratizar. h) a constituição do cadastro de bons devedores facilitará a concessão de crédito e de benefícios. tem que ter uma visão de todo o cenário econômico. . f) criar um sistema de registro de imóveis inteligente. com parâmetros regionalizados. atrelada a programas de financiamento. g) desburocratizar os procedimentos para a aprovação de empreendimentos de HIS (Habitação de Interesse Social). São bem recebidas pelo Ministério das Cidades. são ações necessárias para garantir a sustentabilidade do PlanHab. com a expectativa de se obter retornos financeiros futuros superiores a sua aplicação. Segundo BARBOZA (2007. Esta meta é possível”. Onde aponta vários caminhos para diminuir o problema habitacional. além de adquirir equipamentos e sistemas modernos que facilitem a análise de projetos. p. que torne as operações mais rápidas. mobilizar e articular fontes de recursos dos três níveis de governo.

“as pessoas procuram acumular fatores de produção e aplicá-lo de forma a serem remunerados adequadamente. Diante dessas variâncias de valores o investidor terá que dispor de uma quantia maior de capital para o investimento em imóveis. 570) analisaram. quer seja.mantendo o equilíbrio das perdas dos recursos durante o tempo de aplicação. p. . haja vista. visando assim suprir suas necessidades de consumo”. p.574). Quando procura-se investir em determinado negócio para a obtenção de lucros. “investimentos imobiliários freqüentemente exigem informações especificas sobre condições locais que são difíceis (e caras) de se obter”. Segundo Fama e Schwart (1976 apud DAMODARAN 2005. Essas informações tendem a ter um custo muito elevado. Por exemplo. as diversificações das áreas para a aplicação do projeto. p. pois estão sujeita a conter varias interferências. Para Braga (1989. No qual os desembolsos de capital são tão grandes que os investidores podem não ser capazes de diversificar suficientemente (DAMODARAN 2005). Neste sentido ao se tratar de problemas de aglutinação de capitais de investimento para desenvolver projetos da construção civil. 403). com a inflação acelerada muitas empresas adotam políticas conservadoras postergando novos investimentos. fica difícil precificar os imóveis. Em uma conjuntura econômica onde a estagnação ou declínio do nível de produção ou emprego se combinam. ao passo que ativos financeiros reagem negativamente”. Pois é avaliado de acordo o desenvolvimento de cada setor urbano. diz que: nas decisões a longo prazo que envolve novos investimentos e as correspondentes fontes de financiamento. a inflação amplia significativamente o risco e a incerteza. assim como também existe as diferenças de setor para setores. 19). Conforme Kassai (2000. o primeiro passo será fazer um estudo do ambiente. um lote ou um imóvel no centro urbano não pode ser avaliado da mesma forma que em determinado setor. para obtenção de informações que lhe dêem subsídios na tomada de decisão. Para Damodaran (2005. p. de alugueis quer de juros. a curto e a longo prazo. no qual devem ser incluída no risco e nas taxas de descontos utilizadas para avaliar os imóveis. “os retornos de diferentes classes de ativos e concluíram que os investimentos imobiliários reagem positivamente a aumentos não previstos na inflação. quer sejam sob a forma de salários.

Geralmente o investidor tem como opção para aplicação de capitais outros tipos de investimento. em troca.3 TIPOS DE INVESTIMENTOS Nesta seção serão abordados os tipos de investimentos financeiros e qual a relação dos mesmos com os créditos imobiliários cedido pelas instituições financeiras a pessoas que pretenda fazer financiamento habitacional. . convém afirmar em hipóteses que a alternativa de escolha em investimentos imobiliários terá vantagens frente a outros tipos de investimento financeiro. p.3. diversifica o seu investimento dentro de uma mesma estrutura ele pode optar por investir em ações ou fundo de ações. é um mercado de baixo risco e da origem a investimentos conservadores. no qual será abordado na seção seguinte. ou seja o investimento será em títulos de varios emissores diferentes. 2. por um certo período. o autor ainda enfatiza.Sendo assim. 2007).2 Renda variável O investidor ao aplicar o capital em renda variável. estará emprestando seu capital ao emissor do titulo. médio e longo prazo”. 2. sendo compensados eventuais perdas em alguns outros papéis. receberá o valor principal aplicado acrescido de juros pagos como forma de recompensa de seu emprestimo. Certificado de Deposito Bancario (CDB).1 Renda fixa O investidor ao aplicar seus recursos financeiros em um título de renda fixa. Banco Central (BACEN. no qual tem sua importância na diminuição do risco. Para Brito (2002. 2007). 94) diz que. 2. “os principais papeis negociados nesse mercado são titulos públicos federais e estaduais. seja esta emissão feita por empresa privada ou governo. em tempos de inflação. podendo realizar expectativas de investimento de curto. Certificado de Deposito Interbancario (CDI) e debêntures. Banco Central (BACEN.3.

É constituído sob a forma de condomínio fechado. . que contém todas as informações sobre o seu funcionamento. As principais informações constantes nesse regulamento são: a) identificação do administrador do fundo e suas responsabilidades. b) politica de investimento. p. Segundo Brito (2002.3. na cartilha do investidor diz que: O fundo de investimento imobiliário é uma comunhão de recursos. como mercado futuros. Essa modalidade de investimento surgiu na década de 90. fracionados em cotas. Para Comissão de Valores Monetarios (CVM). “as principais “mercadorias” do mercado de renda variável são as ações negociadas em bolsas de valores. regulamentada por meio da lei lei 8668/93 e da Instrução 205/94 da Comissão de Valores Mobiliários. Geralmente. p. o risco é alto”. Existem varios tipos de fundo de aplicações financeiras. Ele deve esta disponivel para todos os cotistas. A oferta de quotas de Fundos de Investimento Imobiliário é uma distribuição de valores mobiliários e não negociação de imóveis. ouro e ações Banco Central (BACEN. atualmente todos os fundos têm rentabilidade diaria). Por isso. com o objetivo de auferir ganhos mediante locação. captados de pessoas fisicas ou jurídicas nacionais ou estrangeiros. pois os retornos só virão a longo prazo. com o objetivo de obter ganhos finaceiros apartir da aplicação em titulos públicos. 96) diz que: Cada fundo tem um regulamento. registrado em cartório. requer uma tolerância do investidor. Oferece possibilidade de obtenção de grandes rentabilidades. e) prazos para resgates e aplicações. onde o resgate de quotas não é permitido. não é permitida a venda por corretores de imóveis.Seundo Brito (2002. as políticas de Fundos de Investimento Imobiliário visam à realização de investimentos de longo prazo. por outro lado. arrendamento ou alienação das unidades de determinado empreendimento. g) a taxa de administração ou performace que será cobrada pelo administrador por seus serviços. Com a dinâmica do mercado o investimento em ações. 95). c) composição basica da carteira (onde podem ser aplicados os recursos captados dos investidores. quais os limites para a aplicação em determinados papéis). f) periodicidade do crédito dos rendimentos aos investidores (por exemplo: de 30 em 30 ou 60 em 60 dias. captados por meio do sistema de distribuição de valores mobiliários e destinados à aplicação em empreendimentos imobiliários. privados ou outros ativos financeiros. d) forma de apuração do valor das cotas. no qual é muito comum ocorrer variações nesse tipo de mercado. no qual será dado maior importanticia ao fundo de investimento imobiliario pertinente ao tema aqui abordado. 2007).3 Fundos de investimento Fundo de investimento é uma concentração de recursos financeiros. 2.

3. Ambos podem serem resgatados a qualquer tempo e o resgate são efetuados como lançamentos. tipo os dos fundos e das cadernetas de popança. o investidor não pode realizar aplicações adicionais. caso instituição venha a falir o investidor perderá todo o seu capital aplicado. direto na conta corrente. terá que comprar outro título. Banco Central (BACEN. físico ou escritural e o RDB é um recibo. 2007). Ambos envolvem uma promessa de pagamento futuros do valor investido. 2.Por ser um tipo de investimento que envolve altos valores de aplicação. poucos são os investidores que possuem recursos para aplicar em um empreendimento dessa natureza. . Por serem títulos. mas para que obtenha rendimento tem que obedecer ao critério dos prazos mínimos decorridos no ato da sua aplicação que pode variar de 1 dia a 12 meses. empréstimos para capital de giro das empresas e compra de bens e serviços. mais antes do prazo mínimo não obterá nenhuma remuneração. Sendo assim que os investimentos imobiliários envolvem recursos captados do mercado mobiliário. O risco nessa aplicação e baixo. mais como em toda operação financeira há um risco. o valor resgatado nunca vai ser negativo. Caso o investidor queira acrescentar suas aplicações no CDB. Ao decidir por uma aplicação dessa modalidade o investidor tem que observar o cumprimento dos prazos determinado pela aplicação. No entanto a maioria dos recursos captados pelos investidores nessa modalidade de investimento é aplicada para financiar o crédito direto ao consumidor via cheque especial.4 Certificado de Depósito Bancário (CDB) e Recibos de Depósitos Bancário (RDB) O CDB é um título de crédito. acrescido dos juros combinados no ato da aplicação. no ato da aplicação o investidor será tributado pelo imposto sobre operações financeiras (IOF) no qual terá prejuízos com o desconto sobre o valor principal aplicado. por se tratar de renda fixa. são emitidos pelos bancos comerciais e representativos de depósitos a prazo feitos pelo cliente.

no mínimo. de 30. o investidor se pessoa física será isento de tributação. De acordo com as normas do Conselho Monetário Nacional (Resoluções nº 1. sendo que tem garantia do governo.3. Diante do exposto. devem ser aplicados em operações de financiamentos imobiliários. caso o resgate seja antes de 30 dias não obterá o retorno sobre o capital investido.005. .1993 e nº 3. pois suas regras são regidas pelo Banco Central. 2. conservador e muito popular entre investidores de baixa renda (BACEN. financiador do crédito imobiliário destinado ao financiamento da casa própria é a caderneta de poupança. 2007).07. o risco de aplicação e baixo. Além disso. É certo que no campo econômico.2002) atualmente. no mínimo. Quanto ao prazo de resgate do investimento pode ser a qualquer tempo que o investidor pretender resgatar. bem como 20% do total de recursos em encaixe obrigatório no BACEN e os recursos remanescentes em disponibilidades financeiras e operações de faixa livre.04. desde que a metade.3. disciplinam: as regras para o direcionamento dos recursos captados em depósitos de poupança pelas instituições integrantes do SBPE. no qual tem que ser avaliado com formulas e modelos eficaz que mensure os resultados dos ativos.2.980. a remuneração sobre o investimento e de juros prefixados e mais a variação da Taxa Referencial (TR). é necessário fazer opções calcadas em subsídios visíveis e não em informações confusas. de 30. pode-se observar que o maior investimento financeiro mobiliário. sendo que 80% do montante anterior em operações de financiamento habitacional no âmbito do SFH e o restante em operações a taxas de mercado.5 Caderneta de poupança A caderneta de poupança é um investimento tradicional. em operações de financiamento habitacional.1 Risco e retorno: o modelo de precificação de ativos de capital (CAPM) Em qualquer investimento a curto ou a longo prazo há riscos que devem ser analisados de forma que sejam minimizadas as possibilidades de prejuízos. diferente de qualquer outra aplicação. apenas tendo uma ressalva os juros da aplicação se dar mensalmente. estabelecendo que 65%.

Por ser um mercado que tem um menor fluxo de transações.não basta um modelo dizer que investimento de risco mais elevado devem render retornos esperados mais elevados. e) funcionar. já que todos competem pelo mesmo dólar de investimento. Uma medida de risco.216). e um bom modelo deve ser capaz de fazer a distinção entre riscos recompensados e riscos não-recompensados. Este retorno esperado então se torna o benchmark que determina se um investimento é “bom” ou “ruim”. 566) enfatiza que.Para Damodaran (2005. Em ambos os modelos o risco de qualquer ativo. c) padronizar medidas de risco. ao menos a longo prazo. Segundo Gitman (2001. Um teste mais exigente seria examinar se os retornos efetivos. “os mercados de muitos investidores imobiliários têm menos liquidez que os mercados de ativos financeiros – as transações . para ser útil. O teste final de um bom modelo é que funcione. “os dois modelos básicos utilizados para analisar ativos financeiros são o CAPM e o APM. facilitará na tomada de decisão para aplicação do capital. 572) argumenta. Um dos objetivos na medição de risco é chegar a uma estimativa de um retorno esperado sobre um investimento. ou seja. d) traduzir a medida de risco em retorno esperado. no qual esse coeficiente mensura o risco não-diversificável. o investidor ao optar por aplicar o seu capital em posses de imóveis o fazem por escolha. O modelo de precificação de ativos de capital é seguido por um coeficiente de beta. une o risco não-diversificável e o retorno para todos os ativos”. Embora o risco seja sempre relativo. p. a longo prazo. são iguais aos retornos esperados derivados do modelo. mais uma vez. Damodaran (2005. p. Segundo Damodaran (2005. quer sejam ações ou bônus ou imóveis. o uso de um modelo simplificado para medir o risco do investidor. uma boa medida de risco deve ser padronizada de tal forma que um investidor. que forneça uma medida de risco que. p. p. um bom modelo de risco e retorno deve fazer o seguinte: a) oferecer uma medida para risco que seja universal. possa chegar a uma conclusão quanto ao risco do investimento relativamente a outros. seja positivamente correlacionado aos retornos. que deve ser encontrado em bancos de investimento. e através do corte cruzado dos investimentos.25-26). ao examinar a medida de risco de um dado investimento. tem que ser aplicável a todos os investimentos. sem fornecer uma estimativa especifica de prêmio de risco. É uma característica geralmente aceita dos investimentos que nem todos os riscos são recompensados. e oferecer um raciocínio intuitivo para a diferenciação. Diante do exposto. imóvel ou financeiro. Percebe-se que o mercado imobiliário não apresenta tantas diversificações quanto ao mercado financeiro. permitindo analises e comparação. é definido como sendo a parcela da variância do ativo que não pode ser diversificada”. b) especificar que tipos de riscos são recompensados e que tipos não o são. diz que “o modelo de precificação de ativos de capital (CAPM). dando todos os respaldos necessários para obtenção do retorno esperado.

ocorrem com menos freqüência. No Estado. o ranking do Sinapi . Segundo Herculano (2005). os custos de transações são maiores e há muito menos compradores e vendedores”. 2. As outras razões estão inteiramente ligadas a condições econômicas internas e externas. sobretudo. poderão influenciar na economia da cadeia do Tocantins. que avalia o aquecimento das atividades na área. diz que: o Tocantins liderou. porque deriva a uma parcela significativa de seu fluxo de caixa governados pelo código fiscal (DOMODARAN. o crescimento do Tocantins é atribuído. quando os preços sobem. os ativos financeiros emitidos por empresas podem movimentar-se suas operações de um lugar para outro aproveitando as vantagens tributarias e outras restrições legais. quando os preços se retraem. Outro fator que implica diretamente sobre o investimento imobiliário é a mudança na legislação fiscal. Haja vista que as negociações feitas com imóveis não são tão fáceis de ser concluída por varias razões. contra uma variação média nacional de 0. e em tempos recessivos. O desempenho do Estado. Já os imóveis são bens fixos e intransferíveis. a venda de imóveis tem um maior índice de liquidez quando há crescimento econômico no país e aumento da renda. controle de aluguéis e controle de plano diretor das cidades. com o aumento das alíquotas e mudanças nos métodos de depreciações sobre os imóveis. em agosto de 2005. por meio do levantamento dos preços dos materiais e dos salários pagos. “pressionou” a região Norte a . Como exemplo. ainda de acordo com o IBGE. Segundo a pesquisa.53%. A primeira pode dizer que o investidor depende de prazos. No entanto pode se analisar que determinado fluxo de negociação com menor liquidez.34%. que possuem reflexos ou que potencialmente. aos reajustes salariais concedidos aos trabalhadores da área. Diante disso. O resultado foi publicado no último dia 23 de setembro. 2005). terá um risco maior. segundo aponta o levantamento feito pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e Caixa Econômica Federal. Investimentos imobiliários são particularmente expostos a mudanças na legislação fiscal. ficando assim mais expostos as mudanças na legislação local.4 CADEIA PRODUTIVA DA CONSTRUÇÃO CIVIL Nos panorama mundial e nacional serão analisados os principais segmentos da construção civil. o índice de crescimento foi de 3.Sistema Nacional de Custos e Índices da Construção Civil. No qual podemos citar os impostos prediais e territoriais (IPTU).

com índice de 0. e que atenda as necessidade dos clientes e superação das expectativas. já louças e metais dependem em sua grande maioria de redes de varejo de grande e médio porte. renda para os cofres públicos. Para que a cadeia obtenha influencias no mercado local. Comercialização de unidades: nela estão inseridas os agentes intermediadores da construção civil. ou seja. A Figura 1 apresenta um diagrama do fluxo geral da cadeia produtiva da construção civil. Essa produção pode se dá de forma própria e privada. para própria família ou para vendas individualizadas informal e formais. de acordo a segmentação de renda. construção e venda a preço fechado. Esses dados vêm confirmar a grande potencialidade do estado no crescimento da construção civil o que fortalece a economia do estado e a cadeia produtiva da construção. na construção e aquisição de imóveis para fins sociais. O consumidor final: são as pessoas de alta. a fim de atender um mercado diversificado de clientes com alta poder aquisitivo e com imóveis diferenciados. equipamentos e mão-de-obra para finalização do produto acabado. onde envolve toda uma gestão estratégica para alcançar o objetivo final. a venda do imóvel. Produção: esta inteiramente ligada à execução do projeto dando início as obras. A região Sudeste ocupa a segunda posição. . incorporação. A produção privada imobiliária. Na autoconstrução a produção dos imóveis é em grandes escalas para atender um público de baixa renda. média e baixa renda que utilizam os produtos e serviços do mercado.35%. com crescimento médio de 0. colocando um fim na cadeia de produção e transformando em recursos financeiros econômicos. ao mercado imobiliário. cal e outros materiais básicos são distribuídos através de vendas diretas e varejos de pequeno porte.59%. Já para a produção estatal o gestor da produção e o próprio estado. Diante desse fluxo da cadeia produtiva pode se observar que a construção civil. onde são utilizados todos os materiais básicos. impulsiona o aquecimento do mercado local. esta voltada para construção de condomínios. nele estão indicados os segmentos de cada elo: Comercialização de insumos: as vendas de matérias primas como cimento.ocupar o topo do ranking. A construção de um imóvel terá que seguir uma série de fluxos para fazer o elo dos segmentos. gerando emprego. ou seja.

pdf>.1 O perfil do empreendedor da construção civil O desenvolvimento de qualquer economia. utilizando medidas que venham a diversificar os modelos habitacionais com menor custo de produção e conseqüentemente com o menor preço ofertado ao mercado. melhorando assim a qualidade de vida dos indivíduos. Figura 1: Diagrama do fluxo geral da cadeia produtiva da construção. introduzem inovações e estimulam o crescimento econômico”. Para que um empreendimento seja bem sucedido. Segundo Longenecker (1997. “os empreendedores são os heróis populares da moderna vida empresarial. Diante do fluxo da cadeia produtiva exposto. Eles fornecem empregos. estimulando-o. o empreendedor deve ter características de buscar melhores maneira de fazer as coisas acontecer. por maior esforço que os empreendedores tenham.4. é invariavelmente condicionado ás ações do governo que regulamenta e determina ao mercado.crescimento financeiro empresarial e atendendo a deficiência do sistema habitacional das pessoas. 3) diz que. de forma ágil que . Acesso em 15/04/2008. gerando mais eficiência.br/artigos/ENTAC2002_0911_920.usp.pcc. p. 2. Fonte: adaptado do site: < http://alexabiko. pode se observar que com medidas empreendedoras o investidor terá condições de diversificar o seu empreendimento voltado para pessoas de vários níveis sociais.

por sua vivência diária e experiência prática. 41) diz que.satisfaça as necessidades dos clientes e excedas os padrões de excelências dos serviços prestados. costumam transmitir exatamente os fatos do negócio realizados e seus sentimentos pessoais empíricos. porque é quem vai garantir o sucesso do empreendimento. de maneira a identificarem-se as oportunidades é verificar as necessidades dos clientes. na efetivação de negócios ligados a locação de bens imóveis para uso próprio ou para fim comercial. seja ele na construção de imóveis para venda ou para fins locatórios. “um estereótipo comum do empreendedor enfatiza características como uma enorme necessidade de realização. p. na maioria das vezes isto tem dado certo. como também intermédia vendas de lotes. “no mercado imobiliário. p. trocadas em conversas rápidas com profissionais do segmento da intermediação”. As mutações políticas. é comum que empreendedores iniciem projetos com recursos próprios ou de terceiros apenas lastreando em informações verbais. E o autor ainda enfatiza que felizmente. . chácaras. uma vez que os empresários imobiliários e corretores de imóveis. uma disposição para assumir riscos moderados e uma forte autoconfiança”. 2002). 2. o mais recomendado é que o empreendedor faça um estudo do mercado. de acordo o perfil de cada cliente. particularmente do interior do Brasil. Segundo Costa (2002. porém valiosos (COSTA. Ao começar a operar um negócio é necessário associar e identificar a oportunidade certa no momento certo. O empreendedor deve esta constantemente coletando informações no mercado para que assim possa manter-se atualizado.5 IMOBILIÁRIA E O DIREITO LEGISLATIVO A imobiliária é uma instituição que cuida e administram os empreendimentos imobiliários. Para Longenecker (1997. 9). Após esse estudo do mercado o investidor da construção civil terá condições de direcionar o seu investimento. fazendas e casas para moradias. fazendo com que as oportunidades sejam mais dinâmicas. no qual o empreendedor poderá direcionar e segmentar o seu negócio. econômicas e sociais acontecem em ritmo bastante acelerado. Dessa forma.

mesmo porque as empresas imobiliárias precisam de clientes satisfeitos com os seus serviços. novamente o Congresso Nacional interveio e. As funções dos corretores estão acima da responsabilidade de apenas colocar a pessoa interessada frente ao objeto desejado. permuta e locação de imóveis.Segundo o Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (CRECI) informa que: Hoje reconhecida com o nome de Técnico em Transações Imobiliárias.530. locação. financiamentos etc. dentre os quais são: a) Manter-se atualizado com relação ao perfil do mercado imobiliário.. e g) Orientar todo cliente que queria investir em imóveis (CRECI). por intermédio da Lei n° 4. Geralmente não são tão fáceis as transações na compra. Além das competências exigidas pela legislação o corretor de imóvel tem que desempenhar sua profissão adotando alguns critérios. aqui no Brasil. Segundo a Lei n° 6. d) Combinar preço e condições da transação. podendo. Em 1942. “compete ao corretor exercer a intermediação na compra. e outras que estejam interessados apenas na venda. venda. apesar de se ter uma facilidade de colocar as pessoas que estejam interessados em comprar ou alugar imóveis residenciais. a profissão de corretor de imóveis tem. que disciplina o exercício da profissão. b) Reunir informações detalhadas sobre aquisição.116/62.530/78. f) Agendar visitas ao imóvel. revogando a lei anterior. ainda. venda e locação de imóveis. pois necessitam constantemente dessas pessoas para desenvolver bons negócios. promulgou a de n° 6. venda. Em 1962. Com o passar do tempo e os novos rumos do mercado. Favorecendo um patamar mais elitizado à categoria. deixando o jogo de empurra. designou-os como “corretores de imóveis”. uma história bastante antiga. mostrando-o ao cliente. houve a necessidade de se criar um diploma legal. o Ministério do Trabalho. foi à vez de o Congresso Nacional reconhecer e regulamentar a profissão. avaliação. consolidando a profissão e concedendo a seus integrantes o título de Técnico em Transações Imobiliárias. No seu princípio. c) Firmar contrato relativo à sua prestação de serviço. e) Examinar a documentação do imóvel. . comerciais ou rurais. opinar quanto à comercialização imobiliária” (CRECI. esses profissionais eram conhecidos como “agentes do comércio”. na verdade. preço. em sua Carta Sindical. No entanto o mercado exige dos corretores de imóveis uma maior seriedade nas transações. dando ciência a inquilinos e/ou compradores.Conselho Regional de Corretores de Imóveis).

obedecendo sempre à tabela vigente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (CRECI). que pretenda aplicar o seu capital em construção civil.O corretor de imóvel no desempenho das suas funções tem que firmar contratos com seus clientes. No entanto pode se observar que é de suma importância o papel do corretor nas transações comerciais imobiliárias. que o corretor é um agente intermediário desse mercado. haja vista. bem como mencionar os tipos de percentuais aplicados para cada transação. podendo assim facilitar as negociações com os clientes que desejam adquirir o seu imóvel. e dando maior suporte ao investidor. .

Como também estão instaladas varias empresas com outros segmentos comerciais. Noma Carrocerias. que geram renda para sustentar a economia do mercado local. que é um centro de aplicação ao conhecimento. com 15 cursos de graduação superior e 01 de pós-graduação. que tem crescido vertiginosamente nos últimos anos. Oeste com Dueré e ao Leste com o município do Peixe. O município foi instalado em 1º de janeiro de 1959. ao Sul Cariri do Tocantins e Sucupira. Teti Caminhões. conta também com a Universidade Federal do Tocantins (UFT). e se encontra ao sul do Estado do Tocantins a 245 km da capital do Estado. e com demais instituições educacionais de ensinos superiores a distância. Saborelle e Cooperfrigo. Distribuidora Coca-Cola. A cidade de Gurupi está localizada às margens da BR – 153 no quilômetro 663. Gurupi teve como primeiros habitantes os índios Xerentes. O município está entre os paralelos 11 e 12. Palmas. comércio e a indústria da construção civil. que são as empresas que tem maior representatividade em geração de empregos. tem seus limites de confrontações: Norte com Aliança do Tocantins. Atualmente vários empreendimentos se instalaram como é o caso do Gurupi Auto Posto Décio. com o objetivo de formar fazendas de criação e produção agrícola (SEBRAE/TO. que aos poucos. Além de contar com o desenvolvimento do setor educacional houve também um grande avanço no setor econômico voltado para o agronegócio.3 CARACTERIZAÇÃO DO AMBIENTE O Município de Gurupi está localizado na Mesorregião Ocidental do Tocantins. (MARTINS. A cidade de Gurupi hoje encontra-se também como um dos pólos universitário do estado. no sentido Brasília a Belém. No qual são os setores . 2006) A cidade passa por uma fase de crescimento significativo dentro da economia local. Gurupi é uma cidade jovem teve sua emancipação política oficializada de acordo com a Lei Estadual número 2. foram se afastando em conseqüência da presença dos primeiros desbravadores que chegaram àquela região atraída pela descoberta de manchões de cristal e. é sede da 10ª Região Administrativa do Estado. gerador de vários empregos. principalmente. no qual podemos citar Usina de Biodiesel. considerado como um dos postos com maior estrutura da região norte do país. com 2 cursos de formação superior.140. 2007). atualmente é representada pela Fundação UNIRG. de 14 de novembro de 1958.

Com a chegada desse grande avanço econômico no estado.que mais impulsionam a geração de emprego e renda no município. contribuindo assim com o melhoramento da qualidade de vida dos cidadãos que vivem nesta cidade. essas procura se deram tanto na compra com nas locações de imóveis. no qual presume-se que a linha de ferro passará nas proximidade do município. com abertura de novas frentes de trabalho. pode se observa que esteja abrindo uma grande oportunidade de investimento no setor imobiliário na região. e dando assim condições aos cidadãos a conquista da tão sonhada casa própria. Não só no campo universitário podem-se fazer previsões para o crescimento do setor imobiliário como também com chegado do desenvolvimento da região sul que a ferrovia norte sul. conseqüentemente abrirão as portas para a chegada de novos imigrantes na busca de trabalho e na construção de grandes indústrias. devido à imigração de várias pessoas para cidade em buscas das instituições de ensino superior. melhorando a qualidade de vida. Gerando assim uma maior renda para pessoas. . no qual a procura de imóveis foi tanta que a demanda foi maior do que a oferta. Com a ampliação do campus universitário da Faculdade UNIRG nas proximidades do conjunto residencial parque das acácias. Tendo em vista que poderá ser construída uma plataforma para escoação dos produtos para outros grandes centros. no qual favorece a nossa cidade por ser uma das maiores cidades do estado e por esta localizada próximo aos grandes setores produtivos da região sul. Percebe-se que o setor da construção civil teve um grande avanço.

a partir dos conhecimentos descritos com fundamentação teórica e através dos modelos e métodos. p. raciocínio que caminha do geral para o particular”. “no método dedutivo. na autoridade.4 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS A aplicação da metodologia a ser usada. universais. p. indicará os caminhos a serem percorridos. ou seja. da metodologia de pesquisa. p. que é o foco principal do objetivo geral. “ao contrário da indução. onde também foi discutida junto ao orientador a importância do tema. 31). no preconceito. na conjectura. será analisada e. para se chegar ao resultado satisfatório do tema aqui abordado. fundamentando-se no raciocínio dedutivo”. nos títulos de filmes e novelas”.62) diz que. A conclusão sempre resultará em uma ou várias premissas. definição dos objetivos gerais e específicos. a racionalização ou a combinação de idéias em sentido interpretativo têm mais valor que a experimentação caso a caso. no hábito. Para Oliveira (2002.59). para ser o objeto desse estudo.1 DELINEAMENTO DA PESQUISA O passo a ser seguido foi à escolha do município de Gurupi. para que ao final os resultados pudessem ser analisados e viesse a conduzir o investidor obter informação para aplicar seus recursos financeiros no mercado imobiliário de Gurupi Tocantins. com a finalidade de encontrar a solução da problemática levantada no TCC. Seguindo a mesma linha. Portanto buscou-se fundamentar na revisão literária deste TCC diferentes aspectos do mercado imobiliário. Oliveira (2002. No qual utilizou-se os método indutivo e dedutivo. estruturação e aplicação do TCC. As informações que serão levantadas junto ao público alvo através da coleta de dados. utiliza-se à dedução. na tradição. nas manchetes de jornais. Segundo Prestes (2003. a discussão da justificativa. . vão confirmar ou não o interesse do investidor aplicar o capital na construção civil de imóveis para venda e locação na cidade de Gurupi Tocantins. o método dedutivo procura transformar enunciados complexos. com base no objetivo geral desse TCC. 4. em particulares. “a indução separa os enunciados científicos dos outros tipos de enunciados que se baseiam na emoção. voltado para a construção civil.

para fins de venda e locação de imóveis. com o modelo que realmente vai satisfazer as exigências desse TCC. Este TCC tem caráter de pesquisa exploratória e descritiva.26) define. facilitar a delimitação do tema a ser pesquisado. orientar a fixação dos objetivos e a formulação das hipóteses ou descobrir uma nova possibilidade de enfoque para o assunto”. A pesquisa foi desenvolvida a partir das coletas de dados obtidos junto a Secretaria de Finanças. a pesquisa descritiva. vez que tem como investigar o mercado imobiliário de Gurupi. pois partiu-se dos princípios literários para se chegar a realidade dos resultados e identificar a oportunidade de investimento no mercado imobiliário de Gurupi. em suas diversas formas. para o investidor aplicar o recurso financeiro na construção civil de imóveis para venda e fins locatórios. dizem que: a pesquisa descritiva observa. A metodologia é quem norteia o rumo da pesquisa a ser seguida. analisa e correlaciona fatos ou fenômenos (variáveis) sem manipulá-los. onde através da utilização desses instrumentos de pesquisa facilitará no processo do desenvolvimento do assunto aqui elencado. Esse TCC mostra o momento oportuno que se use o raciocínio evolutivo associado à vivência para se chegar ao desenvolvimento de um mercado local ou de uma nação. mais precisamente voltado para construção civil de imóveis. p. No qual aplica-se as técnicas metodológicas para alcançar o objetivo geral proposto nesse TCC que serão descrita a seguir. Busca conhecer as diversas situações e relações que ocorrem na vida social.66). mostrando a possibilidade de o investidor aplicar o seu capital na construção civil. por tratase de pesquisa de campo.Seguindo a linha de raciocínio dos autores acima o método utilizado nesse objeto de estudo foi o indutivo e dedutivo. política. Segundo Prestes (2003. tanto do individuo tomado isoladamente como de grupos e comunidades mais complexas. Caixa Econômica Federal – CEF e Agentes Imobiliários da cidade de Gurupi. econômica e demais aspectos do comportamento humano. com o tratamento dos dados não-probabilistas com amostragem intencional. Em síntese. O universo da pesquisa compreende todas as instituições ligadas ao mercado imobiliário de Gurupi. trabalha sobre dados ou fatos colhidos da própria realidade. p. Para Cervo e Bervian (2002. . “a pesquisa exploratória tem como objetivos proporcionar maiores informações sobre o assunto que vai ser investigado. registra. no entanto só é possível o seu desenvolvimento através da pesquisa exploratória e descritiva.

27): “[. para alcançar com êxitos os resultados plausíveis para o investidor obter um resultado satisfatório no investimento.4. entrevistas.2 TECNICAS DE PESQUISA As técnicas de pesquisa são os meios pelos quais são fornecidas as respostas para questões propostas. p. investigando os pesquisados no seu meio”. etc. Oliveira (2002. Para o embasamento teórico necessário para a construção deste TCC.124) comenta que: este tipo de pesquisa não permite o isolamento e o controle das variáveis supostamente relevantes. gerente da Caixa Econômica Federal (CEF). As entrevistas foram feitas através de uma conversa verbalmente face a face com o entrevistado. No contexto deste TCC utilizou-se de livros. o embasamento que o pesquisador precisa para que tenha a seu favor o esclarecimento de algumas dúvidas. através de questionários. No entanto esse TCC tem características dependentes da pesquisa de campo. . p.. Corretores de Imobiliárias e Secretaria de Finanças. Segundo Cervo e Bervian (2002. de acordo a demanda.. O pesquisador utilizou a pesquisa de campo que virá direcionar na entrevista não estruturada sistêmica.65). coleta seus dados. p. protocolos verbais. dizem que “a pesquisa bibliográfica procura explicar um problema a partir de referências teóricas publicadas em documentos”. mas possibilita o estabelecimento de relações constantes entre determinadas condições (variáveis independentes) e determinados eventos (variáveis dependentes). que abordaram temas sobre o mercado imobiliário voltado para construção civil. como também elaboração de instrumento de coleta de dados (entrevista não estruturada). internet.. para obter informação juntos a esses órgãos qual a real situação do crescimento da construção civil da cidade de Gurupi. observação direta intensiva sistemática. ou seja. artigos. observados e comprovados. como também levantar dados pertinentes as exigências dos mesmos para que os clientes possam requerer empréstimos para adquirir a sua própria moradia. foi utilizada a pesquisa bibliográfica. observações.] a pesquisa de campo é aquela em que o pesquisador. conforme afirma Prestes (2003.

4. em maior grau de profundidade. apresentar contribuições no processo de mudança. o alcance dos objetivos colimados.117) diz que: as pesquisas que se utilizam da abordagem qualitativa possuem a facilidade de poder descrever a complexidade de uma determinada hipótese ou problema. As análises consistem em descrever as informações colhidas das entrevistas. p. Somente foi possível ser concluída depois da coleta de todas as informações necessárias no desenvolvimento da pesquisa. bem como utilização para se testar as hipóteses enunciadas”. feita pelo o autor do trabalho a fim de quantificar e qualificar a real situação do mercado. voltada para modalidade de vendas e locação de imóveis. (2002. . no qual utilizou-se de métodos descritivos para apoiar as análises e interpretação objetiva e subjetiva originadas da coleta de dados realizadas nos órgãos ligados ao campo da pesquisa. Onde essas informações foram colhidas através de entrevistas não estruturadas como já mencionada. p. Para Oliveira. analisar a interação de certas variáveis. Para compreender melhor o problema em estudo e assegurar um resultado correto. criação ou formação de opiniões de determinado grupo e permitir. compreender e classificar processos dinâmicos experimentados por grupos sociais. voltado para a construção de civil.3 ANÁLISE DOS DADOS A fase de análise dos dados finalizou com os objetivos propostos pelo TCC. com a finalidade de o investidor analisar esse mercado e aplicar os seus recursos financeiros na construção de imóveis para vendas e locações. “os dados coletados e as informações deverá ser analisados visando à solução do problema pesquisado proposto. para se ter uma opção de investimento na construção civil. Este trabalho tem seus dados tratados de forma qualitativa.55). Segundo Martins (2002. para fim de se tirar conclusões de como esta a realidade do mercado imobiliário de Gurupi. a interpretação das particularidades dos comportamentos ou atitudes dos indivíduos.

atender aos objetivos propostos nesse trabalho de conclusão de curso. acredita-se. Itaú. contando com um planejamento de ruas e avenidas largas. Já para o gerente da Caixa Econômica Federal. tende a melhorar ainda mais. que a cidade de Gurupi. HSBC e Banco do Brasil S. no qual são fatores que influenciam na decisão da chegada de novos imigrantes na busca de serviços. Basa. conforme as Imobiliárias A. com a finalidade de financiamento habitacional. visão do mercado imobiliário de Gurupi. sob a ótica da Secretaria de Finanças. B e C. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E IMOBILIÁRIAS Nesta seção procurou-se caracterizá-la o mercado imobiliário de Gurupi. Caixa Econômica Federal e Imobiliária. levantou-se as seguintes questões: Expectativas futuras. e que tende a amenizar as questões burocráticas do financiamento. A seção a seguir fornece dados que caracterizam o mercado imobiliário de Gurupi. agora entraram nessa briga os bancos. Mais na atualidade o banco que tem maior participação no mercado imobiliário de Gurupi é a Caixa Econômica Federal por obter a menor taxa de juro para o financiamento da casa própria. gerente da Caixa Econômica Federal (CEF) e Corretores de Imobiliárias. e como existia pouca instituição financeira que financiava esse mercado imobiliário. visando desta maneira. e praticamente não existe nenhum bairro sem infra-estrutura básica mínima para atender as necessidades da população.5 ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS Este capítulo tem como principal objetivo apresentar os resultados das análises dos dados obtidos com a pesquisa aplicada junto a Secretaria de Finanças de Gurupi. tem infra-estrutura para receber os novos imigrantes. devido o prolongamento dos prazos de pagamentos de financiamento que foram para 30 anos. como também investidores para aplicar os seus recursos financeiros. . sendo que deixa o cliente com mais opções na escolha do que seja mais atrativo para o financiamento dos imóveis. Outro aspecto importante é a vantagem de esta localizada próximo aos pólos produtivos de grãos que é o projeto rio formoso um dos maiores em áreas irrigada do mundo e o projeto da lagoa da confusão.A.1 CARACTERIZAÇÃO DO MERCADO IMOBILIARIO DE GURUPI SOB A ÓTICA DA SECRETARIA DE FINANÇAS. pois é a cidade mais bem estruturada do sul do Tocantins. como se comporta? No que se refere às expectativas futuras do mercado local. 5.

Tocantins. sendo que apenas 2. Descrição Imóveis Vagos (lotes) Imóveis Edificados Imóveis com Edificação temporária Imóveis em Construção Imóveis com construção paralisada Imóveis em demolição Imóveis em ruínas Quantidade de Imóveis no cadastro Valores 21.19 0. estão inclusos os imóveis particulares.74 m². como também houve uma valorização média desses imóveis de 19.622 Percentagem (%) 57. apresentado nos períodos de 2003 a 2008.907.52 41.17m². como também houve uma valorização média desses imóveis de 19. tendo os demais uma representatividade de 1. (2008). Perante a apresentação da evolução do mercado imobiliário de Gurupi. no qual encontra-se distribuído conforme a tabela 1: Distribuição dos imóveis cadastrados na Secretaria de Finanças de Gurupi. Tocantins.76%.932. são edificados. segundo dados levantados da Secretaria de Finanças de Gurupi. Dentre os dados apresentados.571 56 258 72 2 24 37. Dessa área apresentada.Para a Secretaria de finanças consta-se nos seus registros cadastrais atuais uma área que corresponde 29. onde constatou-se que houve uma evolução de 2. No entanto observa-se que ainda há uma grande área a ser edificada. Fonte: adaptado da Secretaria de Finanças de Gurupi. . no qual os imóveis particulares correspondem a 98. onde constatou-se que houve uma evolução de 2.15 0.05 100 Tabela 1: Distribuição dos Imóveis cadastrados na Secretaria de Finanças de Gurupi. Diante dessa área edificada segundo os registros cadastrais. 28. esta cadastrado 37. municipais.01 0.46%.885. a fim de se apurar o real crescimento em quantidade de imóveis no período de 2003 a 2008. do seu total.21%.76%.639 15. a fim de se apurar o real crescimento em quantidade de imóveis no período de 2003 a 2008. Diante dessa área edificada segundo os registros cadastrais.22%. pode-se também levantar dados junto à instituição pública municipal.072. estaduais.69 0. federais e religiosos. tendo uma variação média em arrecadação de tributo de 15.4%.54%. pode-se também levantar dados junto à instituição pública municipal.21%.39 0.622 imóveis.22%. tendo uma variação média em arrecadação de tributo de 15. ou seja.

esses recursos são de contrapartida das captações do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e das contas de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). observando apenas a capacidade de pagamento do proponente. Criada para pessoas físicas.buscou-se colher dados junto ao gerente da instituição financeira da Caixa Econômica Federal e das Imobiliárias. hipoteca ou alienação fiduciária. dependendo da linha de financiamento que o cliente for utilizar.16% a. você deve ter trabalhado por no mínimo três anos. Para o gerente da Caixa Econômica Federal esse mercado de Gurupi obteve esse avanço devido à política do governo federal na liberação de recursos para o financiamento da casa própria. Outra exigência é de que o seu contrato de trabalho esteja ativo (com conta ativa no FGTS). sob o regime do FGTS. Para ter acesso à nova modalidade de financiamento. ela ajuda você a construir. Como tambem pode financiar até 100% do que precisa para começar as obras no seu imóvel. limites mínimos e máximos e a quota de financiamento. c) Pró Cotista: O Programa Especial de Crédito Habitacional ao Cotista do FGTS (Pró-Cotista) ajuda você a construir seu imóvel. reformar. b) Carta de Crédito Sistema Brasileiro de Poupança e Emprestimo (SBPE): essa linha de crédito utiliza os recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e a operação pode estar enquadrada ou não nas condições do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).a até 8.a. Onde existem diversas linhas de créditos para o financiamento com prazos de pagamento de até 30 anos. para se pudesse obter informações de qual a participação desses agentes intermediários no crescimento desse mercado. O imóvel fica como garantia. As taxas de juros aplicados sobre o financiamento habitacional variam de 6% a. A parcela mensal não pode ser superior a 30% da renda familiar mensal bruta e ao resultado da análise de risco e apuração da capacidade de pagamento do cliente. ou caso não esteja. também pode financiar a compra. O financiamento pode chegar a R$ 245 mil e os prazos são de até 30 anos para pagar. podendo ser prorrogada de acordo com normas internas da instituição finaciadora. Para definição do valor de financiamento são observadas a capacidade de pagamento do proponente na análise de risco de crédito. deve ter saldo em conta do FGTS de pelo menos 10% do valor de avaliação do imóvel. A Carta de Crédito SBPE é válida por 30 dias. ampliar ou concluir a sua casa. Hoje as pessoas de . no qual essas linhas esta dividida em: a) Carta de Crédito FGTS Individual: a Carta de Crédito FGTS Individual é uma linha de financiamento que utiliza recursos do FGTS. O comprometimento de renda e até 30% . efetuada pela instituição financeira. Se não possuir o terreno para a construção.

pois há uma grande procura de cliente por financiamento da casa própria.00 a R$ 120. e tem-se garantindo esses negócios através do auxilio da imobiliária com o cliente. os índices elevados nas aprovações dos créditos.00. as questões irregulares dos imóveis construídos. constatou-se que a CEF tem uma grande participação no crescimento do mercado imobiliário de Gurupi. diz que esse mercado ainda encontra-se aquecido tanto para venda como locação de imóveis. e na locação em média R$ 600. esse mercado esta em desequilíbrio desde setembro de 2006. e que em sua grande maioria esses imóveis estão vendidos ou alugados. sendo que há uma oferta maior do que a procura de imóveis pelos clientes de locação. Já nas vendas a Imobiliária C diz que. vem-se mudando aos poucos. B e C. Para as Imobiliárias A e B. mais o mercado atende essa demanda e é quem vem garantindo as vendas dos imóveis no mercado de Gurupi. esse crescimento do mercado imobiliário de Gurupi se deu em função da ampliação dos cursos acadêmicos da antiga FAFICH hoje Faculdade UNIRG e no avanço das políticas habitacionais adotada pelo governo federal no financiamento da casa própria. no qual essa legalização não agregar nenhum valor ao imóvel. Diante do recurso disponível (embora não revelado). mais ainda predomina devido o custo ser muito alto para a regularização junto aos órgãos competentes.000. Já para Imobiliária C. que no centro urbano e em vários setores há bastantes construções novas. dependendo da localidade. e enfatizam que os níveis de negociações nas vendas de imóvel são de R$ 80. No qual as Imobiliárias A e B.00.baixa renda que tem uma renda familiar de 3 (três) a 6 (seis) salários mínimos têm condições de financiar a sua casa própria. tal situação é reforçado pelas imobiliárias locais. Outro aspecto importante é o comportamento desse mercado. haja vista. haja vista. e que o mercado ainda encontra-se deficitário na regularização dos imóveis construídos. Isso é atribuído a grande dificuldade de aceitação dos locadores de imóveis aceitarem como inquilino o acadêmico. para financiamento habitacional. mas esse mercado tem certa dificuldade em atender esses clientes devido à exigibilidade de documentações. por questões informativas ao construtor. falta de fiscalização dos órgãos competentes e por razões culturais. . havendo assim uma desvalorização na locação dos imóveis. 90% dos negócios são feitos através de financiamentos da Caixa Econômica Federal. através das linhas de créditos da instituição financeira.000. Para as Imobiliárias A. devido à depredação dos imóveis serem maiores e as festividades no ambiente incomodarem a vizinhança que em função disso causam vários problemas.

afirmam que hoje praticamente existe vários imóveis a venda.O tempo demanda certa paciência do dono do imóvel na liberação dos documentos de regularização. No qual influência o segmento de venda e locações de imóveis. neste sentido buscou. B e C. dizem que para o mercado de alugueis os meses de Janeiro a março e de julho a agosto são aquecidos. no qual dificulta ainda mais as negociações com os clientes existentes. Mas se essas questões de documentações não forem resolvidas e não houver uma maior qualidade na produção de imóveis. onde o processo mais rápido se dar na averbação junto ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). e torna-se um mercado deficitário de acordo a demanda que esta em alta.00. o carro chefe das negociações esta no segmento de venda de loteamentos próprios e de terceiros e imóveis habitacionais. devido à chegada dos alunos e dos familiares que escolhe a cidade de Gurupi. mão-de-obra e matéria – prima como: cimento. os vilões desses custos são a valorização dos lotes.2 CARACTERIZAÇÃO DO SEGMENTO DE VENDAS E LOCAÇÃO NA VISÃO DAS IMOBILIÁRIAS Nessa seção o assunto abordado é o segmento do mercado imobiliário de Gurupi. Para as vendas é muito relativo. no qual pode ser considerado alto a nível nacional. gira em torno de R$: 800. são mais demoradas na expedição. 5. os demais como: Certidão Negativa. No aspecto da sazonalidade as Imobiliárias A. ferro e a madeira. mais não há nenhum que esteja de posse das documentações exigida pelas instituições financeiras. para residir. hoje em Gurupi. B e C. . enfatizam que o preço do m². B e C. No qual esse mercado se encontra em alta. As Imobiliárias A. Alvará e certidão de numeração junto à Prefeitura e projetos arquitetônicos com o crivo do CREA. junto aos cartórios de registro de imóveis. e isso eleva o preço do produto acabado final. dependendo da localização e da qualidade do imóvel. esse mercado no período de 1(um) ano terá um procura maior do que a oferta. No que se referem aos preços dos imóveis as Imobiliárias A. assunto a ser tratado na seção seguinte.se levantar as questões que espera-se atender o objetivo proposto desse estudo: Qual a maior demanda do mercado imobiliário: venda ou Locação. e como é feita a avaliação dos imóveis? Para a Imobiliária A. não apresenta nenhum tempo especifico.

qualidade da construção do imóvel e tipo e modelo. houve grande evolução nos segmentos de venda e locação de imóveis com a chegada dos alunos em busca do ensino superior ou de cursinhos preparatórios para vestibular. tendo em média uma valorização de 20%. já que o maior volume esta nas intermediações com clientes que possuem carta de crédito de financiamentos. como também isso serve de base para a valorização do imóvel construído. Já para o segmento de vendas de casas.000.00. como também para suprir uma necessidade de moradia. dependendo da localização do imóvel.00 no preço de locação dos imóveis hoje. que em média custa R$ 800. pois o mercado se tornou dependente das instituições financeiras na liberação de créditos para resolver as questões habitacionais das pessoas.A Imobiliária A. o que aqueceu o segmento de vendas nesse mercado foi à chegada dos familiares dos acadêmicos. a casa habitacional. No que se refere avaliação dos imóveis as Imobiliárias A.00 a R$ 120. Mas precisar ter um avanço no segmento de venda. dizem que a avaliação da venda é feita por m². que por sua vez escolheu a cidade de Gurupi para residir. tem certa influência nos negócios da imobiliária. isso ocorre com menor volume de negócios. O segmento de locação para Imobiliária A. Já para Imobiliária B.000. no qual houve um avanço desse mercado de aluguel no centro urbano da cidade. a Imobiliária A diz que existem os compradores desse imóvel como forma de investidor. porém esse mercado imobiliário hoje esta em equilíbrio. e em lugares mais aproximo aos campos universitários tendo o seu valor em média de R$: 600. mais ainda atende a carência habitacional. Sendo que a imobiliária não fica com imóvel desocupado na sua administração mais do que o período de 20 dias. devido à cidade de Gurupi ser considerada universitária. B e C. se dar de acordo a localização. sendo que a imobiliária auxilia esses clientes na procura dos imóveis. diz que no ano de 2003 a 2006. o crescimento dos negócios esta no segmento de locações de imóveis. Tendo a sua variação de valor de R$ 90. Já para locação os fatores .00 no preço desses imóveis. que de certa forma valoriza esse mercado. e que o maior volume de casas habitacionais que atende esse mercado de financiamento esta no centro urbano da cidade e nos setores próximos a esse centro. ou seja. sendo que a questão estrutural dos setores e a distância do centro urbano são fatores determinantes para o seu valor comercial. no que se refere às negociações com lotes que é o grande vilão da valorização do mercado imobiliário de Gurupi. tanto para venda como para locação. e que o aquecimento das vendas não influenciou muito com a questão dos financiamentos. A Imobiliária C. acrescenta ainda.

Nona Fronteira. devido os níveis da estrutura das construções nos setores serem elevadas. já o setor Nova Fronteira vem destacando-se de 2005 a 2008.00 . para atender as necessidades dos moradores. tendo como destaques na valorização as proximidades desses setores com o centro urbano. são setores que há muitos anos não caem na produção de imóveis tanto para venda como locação. Isso valoriza muito as construções. B e C. e por estarem localizados próximos ao centro urbano que é fator determinante para sua valorização. Nesta seção foi abordada a questão: Quais os setores com maior índice de vendas e locação? As Imobiliárias A. SOB A OTICA DAS IMOBILIÁRIAS. que são fatores que dão maior ênfase na valorização dos imóveis.3 IDENTIFICAÇÃO DOS SETORES URBANOS COM POSSIBILIDADES PARA FUTURO INVESTIMENTO NA CONSTRUÇÃO CIVIL. estrutura das construções e a chegada da infra-estrutura. não são setores com valorização nos alugueis. mais sim nas vendas de imóveis. para as Imobiliárias. Flamboyant. tanto na venda como na locação. com também os preços dos lotes que há 3 anos atrás o valor era de R$: 20. tendo como pontos positivos para avaliação. Jardim das Palmeiras. Portanto convém afirmar que os segmentos do mercado imobiliário de Gurupi. as variações de acordo com a localização. Para as Imobiliárias A. Sol Nascente e Residencial Daniela. além do centro urbano da cidade. qualidade dos imóveis e modelo. Por considerar esses setores com maior volume de negócios concluídos hoje. como também no segmento de locação. Waldir Lins. como asfalto e outros.determinantes para o preço que esta de R$ 600. alguns setores que se destacaram com a evolução do segmento de venda de lotes e casas. esta próxima ao centro urbano e serem também próximo ao novo campus universitário da Fundação UNIRG em fase de construção. são vendas de lotes e casas e locação de imóveis. são categóricas em destacar além do centro urbano os setores: União I e II. foram a valorização dos imóveis nos setores urbanos. VOLTADA PARA VENDA E LOCAÇÃO DE IMÓVEIS.000. que têm uma valorização por estar estruturada com infra-estrutura básica. Eldorado. os setores União I e II. Eldorado. Sol Nascente e Residencial Daniela. B e C. Jardins das Palmeiras. 5. outros aspectos importantes acontecido no mercado imobiliário de Gurupi. Mas cada um desses setores tem o diferencial. Já os outros setores como: Waldir Lins.00 em média são: localização e qualidade do imóvel. Flamboyant.

porque o universitário vai ao campus só para estudar o movimento maior dos acadêmicos é no centro urbano da cidade ou próximos a esse centro. Já as Imobiliárias B e C. ou seja. . Para a Imobiliária A. poderá se destacar com a inauguração do campus universitário e obter a valorização significativa no valor dos seus imóveis.00 dependendo da localização no setor. e a experiência de observação dos setores próximos a outros centros universitários de outras cidades não ter grandes evoluções. no centro urbano ou nesses setores apontados como a melhor opção de investimento. certamente vai obter um retorno muito alto e conseqüentemente será o dono do segundo e do terceiro prédio porque não vai entrar outro concorrente. não acreditam muito nessa evolução devido à estrutura do setor não oferecer grandes vantagens. bar e as boates. Diante dessas variações do mercado imobiliário de Gurupi é certo afirma que o primeiro investidor que tiver coragem em investir no segmento da construção de prédios tanto para venda como para locação de imóveis.00 a R$: 35. Mais para o investidor investir na construção de prédios. e de certa forma vai enxugando as periferias.000. ainda depende do poder público para oferecer infra-estrutura necessária que é a construção de rede de esgoto nos setores e no centro urbano. o supermercado. só existe rede de esgoto nas 3 (três) principais avenidas do centro urbano no qual tem características comerciais e não residenciais. Esse valor é de mercado atual.000. mas a tendência é uma valorização maior quando houver a inauguração do novo campus universitário. pois até o momento. o setor Parque das Acácias.hoje valem de R$: 25. no qual serve de base para a avaliação o custo de deslocamento e a estrutura que oferece.

seguido das locações que ainda predomina em alta no centro urbano da cidade e em setores próximos as centro. Por outro lado na caracterização do segmento de vendas e locação na visão das imobiliárias. no período de 2003 a 2008. na ora da procura por imóveis que atenda a exigibilidade dos financiamentos. Pode-se atribuir ao aquecimento nas vendas de imóveis financiados na cidade de Gurupi-To. conclui-se que o mercado imobiliário de Gurupi. no financiamento da casa própria para conter o déficit habitacional e a chegada de alunos que pretendem ingressar em cursos de nível superior da Faculdade UNIRG. conclui-se que houve um crescimento de 2. às melhorias das condições de financiamento. dentro dos objetivos propostos por esse estudo e embasamento teórico visto no capitulo 2 (dois) dessa pesquisa. recomendações e limitações nos quais nortearam os objetivos propostos desse estudo. Caixa Econômica Federal e imobiliárias. é que esse crescimento tem como fator determinante as políticas de créditos do governo.1 CONCLUSÃO Na atualidade. foi à chegada de varias famílias dos acadêmicos que escolheram a cidade de Gurupi-To para residir. e outro fator que também contribuiu para essa melhoria para venda e locação de imóveis. como o valor dos alugueis . 6.6 CONSIDERAÇÕES GERAIS Neste capitulo serão apresentadas as considerações gerais finais. No que se refere à caracterização do mercado imobiliário de Gurupi. A seguir apresenta-se a conclusão que se chegou com o tema proposto. sob a ótica da Secretaria de Finanças. nas quais as mesmas subdividem-se em conclusão. é atrativo para investimento no mercado imobiliário de imóveis tanto para venda como para locação. que foram responsáveis pelo o desenvolvimento do mercado imobiliário local.22%. no qual isso pode ser um fator influenciador no preço do imóvel. pois a dificuldade é devido à grande maioria dos imóveis construídos não possuir documentações legais da construção. Tocantins. Mas o mercado ainda apresenta deficiência no atendimento aos clientes que possuem cartas de créditos. apresentam-se como grande vilão desse mercado imobiliário os lotes que por sua vez teve uma valorização em torno de 20%.

Por ultimo apresenta-se a identificação dos setores urbanos com possibilidade para futuro investimento na construção civil.00. Bradesco. no qual constatou-se que além do centro urbano os setores: União I e II. dirigidas principalmente a pessoas que tenham recursos financeiros para investir em imóveis e aos que direta ou indiretamente utilizem-se deste estudo para apoiar nas decisões com relação ao mercado imobiliário de Gurupi-To. b) Estudar as influencia das classes sociais no crescimento do mercado imobiliário de Gurupi-To. 6.00 a R4 120. e por fim as vendas de casas próprias que tem uma variação de preço de acordo a localização. aos profissionais ligados à área de administração financeira. qualidade da construção e modelo girando em torno de R$ 90. uma vez que . Compreende-se que as ações apresentadas podem ser providenciadas a curto e médio prazo.00. Nona Fronteira. e com os resultados das entrevistas. Desta forma. Jardim das Palmeiras.2 RECOMENDAÇÕES As recomendações são feitas aos acadêmicos. 000. e c) Fazer um estudo juntos as instituições financeiras da Caixa Econômica Federal. Sugerem-se algumas ações que possam melhorar o processo decisório ao investimento como: a) Fazer um estudo de viabilidade econômica desse mercado imobiliário de Gurupi-To. onde foram colimados dados junto aos agentes intermediários desse mercado imobiliário. HSBC. Flamboyant. Eldorado. Itaú. Basa e Banco do Brasil.em média R$ 600. não havendo nenhuma grande complicação no cumprimento das mesmas. tanto para venda como locações de imóveis. Sol Nascente e Residencial Daniela. Foram apontados como os melhores setores para investimento futuros na construção civil voltado para o segmento de vendas e locação de imóveis.000. na aquisição de imóveis feitas através de financiamentos e de recursos próprios. Waldir Lins. apoiando-se nas técnicas avaliativas existentes. com os conhecimentos que a revisão da literatura agregou ao estudo. voltado para ao venda e locação de imóveis. buscando informações de atratividade para que o cliente possa definir qual a instituição que melhor oferece condições no financiamento da casa própria.

alguns pontos que poderiam ser essenciais à pesquisa no sentido de melhor enriquecer o estudo. Caixa Econômica Federal. tendo como principais colaboradores o gerente da Caixa Econômica Federal. Incluir também os imóveis comerciais como forma de investimento desse mercado imobiliário de locação e de venda. Fazer a pesquisa sobre o comportamento do mercado imobiliário de imóveis em outras cidades do estado. Tocantins. sugerem-se para estudos futuros. Diante das elucidações apresentadas. A presente pesquisa deu-se no mercado imobiliário de Gurupi-To. a dificuldade em agendar as entrevistas com o gerente da CEF e com os proprietários das imobiliárias. As dificuldades enfrentadas para a realização do estudo remetem-se. devido burocracias internas o gerente não pode responder algumas perguntas que eram de suma . o que não inviabilizou o estudo. de forma que possam vir a orientar novas pesquisas sobre o assunto bem como nortear a todos aqueles que por ventura tenham maior proximidade com aspectos ligados ao mercado imobiliário.todas têm o objetivo de proporcionar um maior esclarecimento desse mercado imobiliário para que o investidor possa direcionar em qual segmento ele investe o seu capital.3 LIMITAÇÕES Em estudos dessa natureza é imprescindível a exposição das limitações do trabalho. A contribuição de todos. 6. voltado para o segmento de vendas e locações. no qual o foco do projeto sofreu alterações e na construção da base teórica. por serem instituições que ainda trabalha em um sistema fechado. mas revela-se como uma grande contribuição ao tema proposto. mudança de orientador. para que se chegasse ao resultado do estudo. pois houve uma grande dificuldade de encontrar material especifico da área e na buscas de informações junto à instituição financeira. nos quais seguem os seguintes: Estudar as técnicas de negociações das imobiliárias de Gurupi. mesmo que ainda de maneira muito informal. Estudar a ótica das imobiliárias nos trabalhos das percepções dos clientes. foram fundamental. Secretários de Finanças da Prefeitura Municipal e as Imobiliárias. Esses resultados limitaram-se somente ao mercado imobiliário de imóveis.

a real situação comportamental no segmento de locação e venda de imóveis. e sim demonstrar para investidores que pretenda investir nesse mercado imobiliário de Gurupi-To. Um aspecto que vale ressaltar é que durante o desenvolvimento da pesquisa. não houve a intenção de se aprofundar em análise do estudo de viabilidade do investimento na construção de imóveis tanto para venda como locação.importância para as analises dos dados. .

Retorno de investimento: abordagem matemática e contábil do lucro empresarial. Construção civil é aquecida no Tocantins. Rio de Janeiro: Temas & idéias editora.br/indicadores/Sinapi/SINAPI_ANALISE_FEVER EIRO_06.pdf>. Lawrence J. Nelson Eduardo Pereira da. 2003. Jose Roberto et al. Acesso em 14 abr 2008.br/perfil_do_corretor. Acesso em 08 abr 2008. 2 ed. Metodologia científica. Revista noticias da construção. KASSAI. São Paulo: Atlas. Disponível em: <http://www. Pedro Alcino. CERVO. Disponível em: <http://alexabiko. Disponível em: <http://www. Rio de Janeiro: Qualitymark. Disponível em: <http://www. Goiânia: AB.creci.gov.com. Estudo prospectivo da cadeia produtiva da construção civil no Brasil: produção e comercialização de unidades habitacionais. Flavio. 2005.br/?SFHHIST>.cvm. ed.com. Disponível em: <http://www. Indicadores do Tocantins. Fundamentos e técnicas de administração financeira.br/port/protinv/caderno6. 2 ed. Avaliação de investimentos: ferramentas e técnicas para a determinação do valor de qualquer ativo. São Paulo: Pearson Prentice Hall.org. Acesso em 13 abr 2008. 5. Ronaldo. Acesso em 15 abr 2008. GOTLIB.pcc. Acesso em 17 abr 2008. Jorge Ritter. BANCO CENTRAL DO BRASIL. 2000. DAMODARAN. COSTA.asp>. Disponível em <http://www. acesso em 04 abr 2008. Amado Luiz. Casa própria ou causa própria? a verdade sobre os financiamentos habitacionais.htm>. São Paulo: Atlas. CRECI – Conselho Regional de Corretores de Imóveis. Disponível em: <http://www. Trad. Acesso em 15 abr 2008. BRAGA.pdf>. Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). 2002. HERCULANO. 1989.sindusconsp.gov. 2 ed. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.br/secom/noticia. BARBOZA. .br/PUBLICACOES/revista_noticias_construcao/edicao_65/pa g10.gov. Princípios de administração financeira – essencial.indicadoresdotocantins. Roberto.REFERÊNCIAS ABIKO.usp. Alex. Cartilha do investidor. COMISSÃO DE VALORES MOBILIARIO. BERVIAN. GITMAN. Aswath. Porto Alegre: Bookman. Marketing imobiliário. IBGE.bcb.to. Nathalia. Perfil do corretor.br/artigos/ENTAC2002_0911_920. 2001. 2002.asp>.php?id=7712>.

e ampl. Planejamento e execução de pesquisas. Rosa e Sidney Stancatti. Estatística econômica do Tocantins . Tradução Maria Lucia G. e PETTY. L. 3. 2003. acesso em 06 abr 2008. TCC. Maria de Andrade. 2002. Manual para elaboração de monografias e dissertações.com. MARTINS. São Paulo: Markron Books. Maria Luci de Mesquita. monografias.Gurupi. MARCONI. MARTINS.. MOORE. . SEBRAE . TGI. 5. revisão técnica Roberto Luis Margatho Glingani. 2002. 2.sebrae. ed. Silvio Luiz de. Justin G. PRESTES. 2002. amostragens e técnicas de pesquisa. Sondagem nacional da indústria da construção. William. elaboração. Carlos W. OLIVEIRA. 1997.htm>. ed. Disponível em: <http://www. LAKATOS.Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.br/historia. Eva Maria. 2.com.br/downloads/XXXIII_Sondagem_Nacional. Zacarias – Ascom / PMG Disponível em: <http://www.pdf>. São Paulo: Atlas. ed. Gilberto de Andrade. São Paulo: Pioneira. A pesquisa e a construção do conhecimento científico: do planejamento aos textos. dissertações e teses. ed.prefeituradegurupi.LONGENECKER. São Paulo: Rêspel. ver. Acesso em: 24 abr 2008. Disponível em: <http://www. Administração de pequenas empresas. da escola à academia.sindusconsp. análise e interpretação de dados.br/uf/tocantins/resultado_busca_biblioteca?b_start_res_bib:int=60&C= >. São Paulo: Atlas. J. Acesso em: 17 abr 2008. Técnicas de pesquisa.com. SINDUSCON-SP. Tratado de metodologia científica: projetos de pesquisas.Sindicato da Construção.

. This page will not be added after purchasing Win2PDF. The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only.com.This document was created with Win2PDF available at http://www.win2pdf.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful