Você está na página 1de 4

Enviado por Aderino M. França em ter, 05/07/2005 - 13:20.

O que é o Centro Espírita Beneficente União do Vegetal?


É uma sociedade religiosa fundada em 22 de julho de 1961 por José Gabriel da Costa,
o Mestre Gabriel. Hoje a UDV, como é chamada, possui 116 núcleos localizados em dive
rsas cidades, em todos os estados do país, além de alguns núcleos no exterior (Espanha
e Estados Unidos). Segundo seu censo interno, a instituição conta atualmente com 11
mil sócios.
Quem é Mestre Gabriel?
José Gabriel da Costa nasceu no dia 10 de fevereiro de 1922, na Bahia, numa fazend
a em Coração de Maria, próximo a Feira de Santana. Era filho de lavradores. Em 1943 fo
i para a Amazônia como soldado da borracha . Trabalhou como seringueiro, inicialmente
no Território de Guaporé (atual estado de Rondônia). Morou também em Porto Velho, onde
casou-se com Raimunda Ferreira, conhecida como Pequenina. Em abril de 1959, no s
eringal Guarapari, na região de fronteira do Brasil com a Bolívia, José Gabriel tem co
ntato com o chá Hoasca, e a partir dessa data inicia sua missão ligada à UDV. Juntamen
te com seus primeiros discípulos (alguns destes ainda hoje presentes e atuantes na
direção da UDV), Mestre Gabriel começou a estruturar as bases da União do Vegetal como
uma sociedade formalmente instituída. Preparou um quadro de mestres que, após o seu
falecimento, em 1971, vem dando continuidade ao seu trabalho.
Quais são os princípios doutrinários da UDV?
Toda a doutrina transmitida pelo Mestre Gabriel é fundamentalmente cristã e reencarn
acionista. Os ensinamentos da UDV são transmitidos oralmente nas suas sessões, de ac
ordo com critérios próprios, e as sessões acontecem rotineiramente em seus templos, qu
e são as sedes dos núcleos.
Como está organizada a UDV?
A Sede Geral está situada em Brasília. Lá se reúne o Conselho da Administração Geral, órgão
da instituição, do qual faz parte o Mestre Geral Representante, que é a autoridade máxi
ma do Centro, eleito para um mandato de 3 anos. Cada núcleo tem um Mestre Represen
tante, o responsável pela distribuição do chá em sua localidade. Este também é eleito para
xercer um mandato de 3 anos. O quadro de mestres da UDV responde pela transmissão
fiel da doutrina e dos ensinos transmitidos originalmente pelo Mestre Gabriel.
Os adeptos da União do Vegetal bebem um chá em seus rituais? Que chá é esse?
É o chá Hoasca, também conhecido por Vegetal.
Do que é feito e como é preparado o chá Hoasca?
Do caule do cipó Mariri (Banisteriopsis caapi) e das folhas do arbusto Chacrona (P
sychotria viridis). Pedaços do cipó Mariri são cozidos em água, junto com as folhas de C
hacrona.
E qual a origem desse chá?
Esta origem é contada num dos ensinamentos fundamentais da UDV, transmitido exclus
ivamente em suas sessões. O Mariri e a Chacrona são naturalmente encontrados na Flor
esta Amazônica. Segundo relatos de pesquisadores, há pelo menos 150 anos o uso do chá
Hoasca no Brasil é cientificamente documentado. Existem estudos antropológicos que a
pontam seu uso desde a era pré-colombiana na América do Sul.
Por que a União do Vegetal usa o chá Hoasca em seus rituais?
Para efeito de concentração mental. O chá facilita o auto-exame e a introspecção.
Como a UDV faz uso do chá? Exclusivamente dentro do seu ritual religioso. Os adept
os bebem o chá e se concentram para as sessões, que duram quatro horas e são realizada
s a cada 15 dias.
Que efeitos o chá provoca?
Os efeitos podem variar por diversas razões. De maneira geral, ele provoca uma mai
or sensibilização, que pode levar ao que alguns pesquisadores chamam de um "estado a
mpliado" de consciência, permitindo percepções profundas a respeito de si mesmo e vivênc
ias de cunho ético, intelectual e espiritual. O chá e a doutrina da UDV, em resumo,
são elementos indissociáveis na prática religiosa da UDV e conduzem seus adeptos a uma
elevação do pensamento, durante as sessões, e à evolução espiritual como proposta de um ca
inho religioso.
Esse chá é o mesmo utilizado nos rituais do Santo Daime?
O Mariri e a Chacrona também são utilizados pelo Santo Daime em seus rituais. Pelo q
ue sabemos, o chá é preparado a partir das mesmas plantas.
O chá provoca alucinações?
Não. Alucinações são experiências visuais ou auditivas de natureza fragmentária, desintegra
ora. Ao contrário disso, o uso do chá Hoasca utilizado no contexto da UDV tem caráter
integrativo e muitas vezes revelador. A pessoa consegue fazer um exame de si mes
ma. A comunhão do Vegetal dentro do trabalho realizado na UDV tem efeitos definido
s por seus adeptos como educativo e construtivo. Ou seja: o chá Hoasca conduz a um
estado de lucidez. Durante as sessões, sob o efeito do chá Hoasca, a pessoa não perde
a consciência. Algumas vezes o adepto vivencia, durante a sessão, o que se pode des
crever como "um sonho acordado , que chamamos de mirações .
O chá Hoasca não é droga? Qual a diferença dele para o LSD, por exemplo?
As diferenças são muito grandes. A mais evidente é que o Vegetal não provoca desajuste m
ental ou social. Pelo contrário, provoca um ajuste. São inúmeros os depoimentos de pes
soas que transformaram suas vidas para melhor depois de passar a freqüentar a UDV.
Além disso, ao contrário do que acontece com as chamadas drogas de abuso, o uso do
Vegetal não causa os fenômenos que caracterizam dependência de substâncias, como crises
de abstinência ou tolerância (Ter que usar doses cada vez maiores). E também não se obse
rvam entre seus usuários o prejuízo no trabalho e o desajustameto familiar tipicamen
te observados entre os dependentes de álcool e outras drogas, que passam a viver e
m função da obtenção e uso daquelas substâncias, manifestando assim um importante desajust
amento social.
Mas esse chá não faz mal à saúde?
Não. Ele é comprovadamente inofensivo à saúde, de acordo com a palavra do Mestre Gabriel
e com o que podem confirmar os milhares de associados da UDV. Ao longo do tempo
, esta verdade está sendo também confirmada por estudos acadêmicos. Uma comprovação incont
estável é o fato de a UDV ter mais de 40 anos de história e contar hoje com 11 mil ass
ociados, tendo já inúmeras famílias com 3 ou 4 gerações sendo geradas em contato constante
com o chá Hoasca, sem qualquer prejuízo para a saúde física, mental e para a ação social d
ssas pessoas. Além disso, algumas pesquisas acadêmicas vêm sendo promovidas por instit
uições nacionais e internacionais de renome, com diversas abordagens, todas elas em
alguma medida reafirmando a inofensividade do chá Hoasca. Para a UDV não existe a ne
cessidade de a palavra do Mestre Gabriel ser confirmada através de pesquisas, mas
a instituição está aberta a cooperar com centros de pesquisa que, com uma proposta bem
fundamentada, se disponham a estudar criteriosamente o assunto. Nossa comunidad
e tem participado de diversos tipos de estudo dessa natureza. A resolução nº 5, do Con
selho Nacional Antidrogas (Conad), de 4 de novembro de 2004, reconheceu que jama
is foi compravado qualquer efeito prejudicial a seus usuários e admitiu o uso reli
gioso do Chá.
Se a União do Vegetal tem convicção de que o chá é inofensivo à saúde, por que abre as port
para pesquisas científicas?
Porque estamos trabalhando em uma área (na palavra de alguns pesquisadores) que é mu
ito pouco conhecida cientificamente. Enquanto a ciência avançou muito em algumas áreas
, uma substância como a Hoasca, que existe há mais de dois mil anos, ainda é praticame
nte desconhecida do ponto de vista científico.
Que pesquisas já foram feitas?
Até 1991, o que se conhecia do ponto de vista científico a respeito do chá eram princi
palmente publicações da área de botânica, fitoquímica e da antropologia. Não se tinha um co
hecimento científico mais substancial em relação à ação dele em seres humanos. Foi realizad
, então, em 1993, o Projeto Hoasca, com o objetivo de responder duas perguntas básic
as: O chá Hoasca utilizado no contexto da UDV é seguro? e Como ele age no cérebro? Mai
s de 30 pesquisadores de nove instituições participaram do projeto coordenado por Ch
arles Grob, da Divisão de Psquiatria da Criança e do Adolescente (Los Angeles, Califór
nia).
Como foi desenvolvido o projeto?
Um grupo de 15 usuários freqüentes do chá Hoasca há mais de 10 anos foi submetido a uma
série de exames e avaliações físicas e psiquiátricas. Os resultados foram comparados aos d
e um grupo controle, composto de 15 pessoas que nunca tinham bebido o chá Hoasca.
A que conclusão chegaram os pesquisadores?
Que existe segurança no uso ritualístico religioso da Hoasca que é feito pela UDV. Ele
s observam, porém, que se trata de um estudo-piloto, o primeiro desta natureza rea
lizado no mundo, e que novas pesquisas precisam ser conduzidas para poder confir
mar essa conclusão. Sendo um primeiro estudo piloto, suas observações são importantes: d
os 15 usuários do chá, por exemplo, 11 tinham problemas de alcoolismo antes de começar
em a freqüentar a UDV. E todos pararam de usar álcool e nunca mais voltaram a beber.
Sabemos que tratar alcoolismo é algo dificílimo. Essa constatação é tão impressionante que
os pesquisadores chegaram a olhar o uso do chá no contexto religioso como mais uma
possível solução para o problema do alcoolismo. Pelas afirmações contidas no estudo, os a
spectos farmacológicos do chá Hoasca, que possui prováveis efeitos antidepressivos, as
sociado à prática religiosa proposta pela UDV têm importância no combate ao vício. Mas as
conclusões indicam que estudos mais profundos e extensivos ainda devem ser realiza
dos.
Como estava a saúde dos usuários de Hoasca?
O que os psiquiatras verificaram é que o grupo de pessoas da UDV demonstrava um gr
au de saúde física e mental muito bom. Tanto em relação às pessoas com as quais foram comp
aradas, como também em relação à seguinte comparação: pessoas que bebem álcool repetidament
presentam um alto grau de deterioração da saúde. Quem bebe álcool, fuma maconha ou cheir
a cocaína tem problemas advindos dessas práticas. E nas pessoas que bebem o Vegetal
não se detectou qualquer problema de saúde ou situação semelhante.
Mais algum trabalho científico envolvendo o uso do chá pode ser mencionado?
Sim. A pesquisa "Hoasca na Adolescência", desenvolvida a partir de 1997, foi condu
zida por uma equipe binacional da Universidade da Califórnia e da Universidade Fed
eral de São Paulo. Seu objetivo era fazer uma avaliação neuropsicológica e social do ado
lescente urbano que bebe o chá regularmente na UDV, saber quem ele é, o que pensa, q
uais seus valores e se apresenta alguma diferença que possa indicar que o chá esteja
causando dano ao desenvolvimento neuropsicomotor, quando comparado a jovens da
sua idade que nunca beberam o chá. Os resultados foram entregues ao Ministério Público
Federal em dezembro de 2004, concluindo a comprovação solicitada por aquele órgão sobre
a inofensividade do Vegetal para crianças e adolescentes. Embora a pesquisa também
não seja conclusiva, dá indícios claros de que as crianças que usam o Chá desde a tenra in
fância são normais em todos os aspectos.
Que trabalhos realizados pela UDV expressam seus princípios doutrinários?
A doutrina e os princípios éticos professados pela UDV transmitem equilíbrio, promovem
a prática do bem e incentivam seus adeptos à conduzir sua vida dentro de um símbolo d
e União e de fraternidade humana: Luz, Paz e Amor. O principal trabalho realizado
pela UDV pode ser testemunhado pelo equilíbrio e bem estar obtidos por seus milhar
es de associados, graças à assimilação dos ensinamentos e sua prática efetiva. Paralelamen
te à sua atividade religiosa, a UDV mantém instituições beneficentes em numerosas cidade
s, dirigindo sua ação preferencialmente a menores e idosos carentes, pois busca semp
re integrar-se ao meio social no qual está presente. Tal atitude tornou a UDV reco
nhecida oficialmente como instituição de Utilidade Pública Federal. O mesmo reconhecim
ento oficial se repete em diversos outros estados e municípios onde mantém suas unid
ades administrativas. Existe também uma ONG ambientalista estruturada junto à UDV, m
antida e dirigida por seus associados A Associação Novo Encanto de Desenvolvimento E
cológico.
Qual é o trabalho realizado por essa ONG?
Além de responder pela manutenção de um seringal e de algumas áreas de reserva florestal
, a Novo Encanto tem o objetivo de divulgar princípios de respeito e preservação ao me
io ambiente. Os próprios núcleos da UDV costumam estar instalados em áreas de floresta
, pois de acordo com as leis internas da instituição, cada núcleo deve ter seu próprio p
lantio de Mariri e Chacrona como forma de garantir a disponibilidade das espécies
utilizadas na preparação do chá Hoasca sem causar devastação de áreas de floresta. Pela pró
a origem da instituição, o respeito à natureza é parte dos princípios básicos da UDV.
"Uma árvore se conhece por seus frutos"

Interesses relacionados