Você está na página 1de 21

1 2 3 4 5 6 7 8 9

c
2
51,1

6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35

0,3

0,8
A

0,3
0,15 3,03 0,15
0,15 3,03 0,15 5,75

b b

2,63
1,25 0,11,050,11,050,11,050,1

4,13
2,61 0,53 2,61

12 13
6,65

14

6,65
0,15 2,24

11
15

10
17 16
0,15

9
Saguão de Estudos

18

8
Atelier

3,48
Atelier

20 19
9,99

7
9,8

6
21

5
2,24

0 ,29 0 ,29 0 ,29 0 ,29

22

4
8.38

24 23
8.38

3
4.18

2
4.18

25

1
0,15
0,15

0,15
3

4
26
0,25 9,33 2º pav: 8.40
1º pav: 4.20

3,14
0,8 0,8

B
20,33

0,16

0,8
1
a a

12,5 0,16 12,56 0,16 12,52 0,15 12,5 0,25

9,77
Atelier
10

Atelier Atelier Atelier

0,8 0,3
0,3

c
Centro Universitário Belas Artes de São Paulo
Curso de Arquitetura e Urbanismo

Projeto III Pavimento-Tipo

03
Norma de Desenho Arquitetônico
Versão 3
1. OBJETIVOS produção e imporessão, ou diretamente em papel, translúcudi ou não, para obtenção
de cópias reprográficas.
1.1. Esta norma estabelece critérios e procedimentos gerais que devem ser
observados na execução dos desenhos de arquitetura da Disciplina de PROJETO DE 3.6. Formato
ARQUITETURA E URBANISMO III, visando: É o tamanho do retângulo definido pelas linhas de corte da prancha que contém
1.1.1. Dar unidade a todas as folhas de desenhos de todos os projetos os desenhos
elaborados pelos mais diversos alunos;
1.1.2. Racionalizar, simplificar e uniformizar a execução dos desenhos, 3.7. Linhas de Corte
para todos os alunos, em todos os seus aspectos, reduzindo o tempo de produção; São as linhas de limite da prancha de desenho, depois de recortada e que
1.1.3. Facilitar o controle da qualidade e a precisão dos desenhos; determinam o tamanho do formato.
1.1.4. Obter um produto final de alta qualidade profissional, de fácil
legilibilidade, absolutamente preciso e de aspecto agradável; 3.8. Margens
1.1.5. Permitir reproduções, ampliações, reduções ou impressões por São as distâncias entre as linhas de corte e as correspondentes linhas
qualquer processo, com boa qualidade e sem perdas de detalhes ou informações; delimitadoras da área do desenho
1.1.6. Reduzir a variedade de formatos e tamanhos de desenhos,
pranchas e folhas. 3.9. Quadro de Legendas (carimbo)
É o quadro localizado no canto inferior direito da prancha de desenhos e
2. REFERÊNCIAS que se destina ao preenchimento da identificação do conteúdo da prancha e demais
informações pertinentes
2.1. ABNT = NBR- 6492 = Representação de Projetos de Arquitetura
2.2. ABNT = NBR 13532 = Norma Técnica para a Elaboração de Projetos de 3.10. Redução
Arquitetura É a reprodução do desenho original em tamanho reduzido, para fins de
2.3. ASBEA = Manual de Contratação dos Serviços de Arquitetura e impressão ou cópia reprográfica, para facilidade de transporte ou de controle de
Urbanismo qualidade

3. DEFINIÇÕES 4. FORMATOS

3.1. Ampliação: (cópia ampliada ou reproduzível ampliado) 4.1. O formato básico da folha designado por A0 pela ABNT, é o do retângulo
É a reprodução do desenho em tamanho maior em relação ao original. de lados medindo 841 mm e 1189 mm, tendo a earea de 1,0 m
4.2. Todos os outros formatos são derivados do formato básico, sendo múltiplos
3.2. Cópia: ou submúltiplos deste, conforme mostrado na Fig. 1. São adotados os formatos com as
É uma reprodução do desenho nas mesmas dimensões do desenho original dimensões indicadas na tabela 1.
ou da cópia reproduzível. 4.3. Para Projeto III, o padrão para folhas de desenhos ao nível de Estudo
preliminar é o formato A2 e para desenhos ao nível de Anteprojeto é o formato A!, bem
3.3. Cópia Reproduzível como para relatórios, memoriais, etc. é adotado o formato A4.
É uma cópia do desenho original 4.4. Uma vez adotado um formato padrão, todas as pranchas que compõem o
projeto devem obedecer ao mesmo tamanho.
3.4. Desenho Intermediário 4.5. Desenhos especiais podem exigir formatos especiais. Serão adotadas as
É uma cópia reproduzúvel do desenho original que pode ser trabalhada afim seguintes regras de derivação:
de es transformar em novo desenho original h = 297.p , l = 210.q , onde p = 1 ou 2; q ≥ 3, inteiro
3.5. Desenho Original
É o desenho executado para fins de edição final, por meios eletrônicos de
1189
A0

A0
Fig. 1a Fig. 1b
A4

A3

A1
A5
A1

841
A2

A3 A2

A4

594

Tabela 1

Formato Altura Largura Borda Esq. Margem


A4 297 mm 210 mm 20 mm 5 mm
A3 297 mm 420 mm 20 mm 5 mm
420

A2 420 mm 594 mm 25 mm 10 mm
A1 594 mm 841 mm 25 mm 10 mm
A0 841 mm 1189 mm 25 mm 10 mm

PROJETO III
03
CONTEÚDO FOLHA Nº

PLANTA PAV. TÉRREO

Folha padrão A2
Un iversidad e Pre sbiteriana Ma ckenzie
F aculd ade de Arquitetu ra e Urb anism o
ES CA LA S ETA PA DATA Nº DE AUTOR
1:100 E INDICADAS AP 21/03/2010 FOLHA S
09 MARIA DOMIT ILA DE
CANTO E CAST RO
AS SUNTO (TE MA)
ORIENTADOR
J. C. GRAZIOSI
MUSEU PARA ARQUITETURA TURMA
A411
5. Dobragens das pranchas de desenho

100 239 100 261


compensação A0 compensação A1

obra
2ª d
ra

247
2ª dob

297
9ª dobra
6ª dobra

594
297

841

297
1ª dobra

4ª dobra

3ª dobra
5ª dobra
7ª dobra de compensação

8ª dobra

210 130 131 185 185

297
841
1ª dobra

4ª dobra

3ª dobra
6ª dobra

5ª dobra

210 119 120 185 185 185 185

1189 100
A2

a
br

123
5.1. Quando for necessário o dobramento das

do
folhas, o formato final deverá ser o A4 A3


4ª dobra

5.2. As folhas, sendo múltiplas do formato

420
A4 procede-se facilmente ao dobramento
297

297
seguindo-se os traços assinalados nas
1ª dobra

3ª dobra

1ª dobra

3ª dobra
margens, primeiro na direção vertical,
deixando-se visível o carimbo e finalmente
na direção horizontal, conforma indicado nos
desenhos ao lado 130 105 185 210 192 192
420 594
6. Quadro de Legenda - Carimbo

6.1. Todas as folhas de desenhos, com excessão


daquelas no formato A4, possuem no canto inferior
direito o Quadro de Legendas - Carimbo

6.2. O quadro de Legendas - Carimbo deverá ser


construído e preenchido da maneira exemplificada
abaixo:

pena 0.35
corpo 26 - bold
corpo 6
corpo 36 - bold
corpo 18
pena 0.18

180
corpo 9

PROJETO III
03
CONTEÚDO FOLHA Nº

PLANTA PAV. TÉRREO


16

16
Centro Universitário Belas Artes
Curso de Arquitetura e Urbanismo
35

ESCALAS ETAPA DATA Nº DE AUTOR


FOLHAS MARIA DOMITILA DE
1:100 E INDICADAS AP 21/03/2010 09
8

9
CANTO E CASTRO
ASSUNTO (TEMA)
ORIENTADOR
J. P. DE BEM
EDIFÍCIO DE ESCRITÓRIOS

5 5
11

TURMA
AT3AU

124 54

corpo 14 corpo 10
pena 0.35
7. Representações Convencionadas

7.1. Traços e Dimensões


Corpo 8
Pena = 0.05

6,25 (6,25)
5M = 6.25

Numérica
Modular Numérica em escala aproximada

ø = 1,2 cm
Pena = 0.05
Pena = 0.10

A B
Corpo 24

6,25 6,25

Numérica Interrupção de
interrompida Linha de eixo desenho
Pena = 0.05

Pena = 0.20 Pena = 0.70 Pena = 1.0

Arestas e contornos não visíveis Linhas de indicação de Linha de indicação de corte


obs. traços curtos e próximos ampliação ou detalhes
7.2. Alvenarias em planta

Escala 1:50 Escala 1:100 Escala 1:200


Pena = 0.10
Pena = 0.70
Pena = 0.35 Pena = 0.35

Alvenaria simples Alvenaria simples Alvenaria simples - 15 cm

Pena = 0.35

Alvenaria simples - 25 cm

Pena = 0.05 Pena = 0.05


Pena = 0.10

Alvenaria com abertura / peitoril Alvenaria com abertura / peitoril Alvenaria com abertura / peitoril

Pena = 0.05
Pena = 0.05 Pena = 0.10 Pilar de concreto
Pilar de concreto
Pena = 0.35

Alvenaria com janela Alvenaria com janela


Pilar de concreto
Alvenaria com janela
Pena = 0.35

Pena = 0.20 Pena = 0.05


Pena = 0.05
Pena = 0.05
Pena = 0.20
Pena = 0.20

Alvenaria com porta Alvenaria com porta Alvenaria com porta


7.3. Cortes 8.5. Níveis

Indicação de corte em planta Indicação em planta Indicação em corte Indicação em elevação


ø = 3 mm Pena 0.10 Pena 0.10
Pena 0.10
Corpo 24 +12.50 +12.50 +12.50
Pena 1.0
ø = 15 mm Corpo 8
Pena 0.20

A 8.6. Detalhes

Fl. 00 Indicação de detalhe em planta


Pena 0.70
Corpo 8 (folha onde está o detalhe) Corpo 24
Pena 0.05
ø = 15 mm
Identif icação de corte na folha de cortes Pena 0.20

36
CORTE A A
Corpo 24
Fl. 20 Corpo 8
Esc. 1:50
Pena 0.05
Corpo 8

8.4. Elevações
Identif icação de detalhe na folha de detalhes
Indicação de elevação em planta
Detalhe 36
Corpo 24

Esc. 1:5 Fl. 05


Folha originária
Corpo 8
Pena 0.20 Corpo 24 8.7. Ventos, escoamento e rampas
8.7. Orientação
A
8.7.1. Ventos

Fl. 00

Corpo 8 (folha onde está o detalhe)


N Corpo 24
Pena 0.35
ø = 25 mm 8.7.2. Escoamento
Pena 0.50 Corpo 6
caim. i = x%
Identif icação de elevação na folha de elevações Pena 0.20
linha de

ELEVAÇÃO 3
Corpo 24 construção 8.7.3. Inclinação de rampas
Corpo 6
Esc. 1:50 i = x%

Corpo 8 Pena 0.20


8. Exemplos

8.1. Planta em 1:250 - Subsolo


Indicações gráficas na planta Tipo

6
C

1 2 3 4 5 6 7 8 9
51,1
7
2
6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35

Versão 2 0,3
-4.00
1,87

1,87
6 6
B B

0,8
A

0,31
2,63
3,63
1,18 0,16 2,22 0,16 2,49
2,61 0,53 2,61

0,15

12 13
5,99

6,15

14

11
15
0,15

10
17 16

9
Laboratório de Maquetes

18

8
20 19

9,79
10

Depósito

6
5

0 ,29 0 ,29 0 ,29 0 ,29


4
3
0,16

2
1
3
3

4
7
7

9,3 0,15 10,21 0,24 5,27 0,15 6,19 0,16 6,2 0,16 12,46

-3.95

2
Setor Administrativo 0,8 0,8

B
20,33

0,16
0,8
1
1,55 0,08 10,85

-4.00 0,3 12,48 0,16 12,54 0,15 25,18 0,3

A 2 A
6 6

9,77
10

Laboratório de Cerâmica e Modelagem

Balcão

Auditório

0,3
0,8
1,8

1,8
0,3
-4.00

1
7

Planta Subsolo
esc. 1:250
C
6
8. Exemplos

8.1. Planta em 1:250 - Térreo


Indicações gráficas na planta Tipo

6
C

1 2 3 4 5 6 7 8 9
7
2
51,1

6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35


0,3

6 6
B B

0,8
A
0,3
5,75

2,63
2,61 0,53 2,61
Biblioteca

4,93
12 13
6,51

14

11
18,9

15

10
17 16

9
18

8
3,48
Atelier

20 19
9,99

7
9,79

0,15
6
21

5
0 ,29 0 ,29 0 ,29 0 ,29

22

4
24 23
0,3 9,3 0,15 3,03 0,15

2,1
2
25

1
0,16
3
3

26

4
7
7

0,15
0.00

3,13

2,45
0,8 0,8 1,09 0,19 4,84

B
20,33

0,15

0,8
1
12,48

4,54
A Atelier Atelier Atelier
A
6 12,5 0,16 12,56 0,15 6,2 0,15 6,2 0,15 0,3 6

0,15
9,74
10

6,18 0,15 6,13

5,06
c
0,3

0,3
0,8

0,3

1
7

Planta Térreo
esc. 1:250
C
6
8. Exemplos

8.1. Planta em 1:250 - Tipo

6
C

1 2 3 4 5 6 7 8 9
7
Pena 0.05
2
Corpo 6
51,1

6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35

0,3

6 6
B B

0,8
A

0,3
0,15 3,03 0,15
0,15 3,03 0,15 5,75

2,63
1,25 0,11,050,11,050,11,050,1

4,13
2,61 0,53 2,61

12 13
6,65

14

6,65
0,15 2,24

11
15
Pena 0.20

10
17 16
0,15

9
Saguão de Estudos

18

8
Atelier

3,48
Atelier

20 19
9,99

7
9,8

6
21

5
2,24

0 ,29 0 ,29 0 ,29 0 ,29

22

4
8.38

24 23
8.38

3
4.18

2
4.18

25

1
0,15
0,15
3

0,15
3

26

4
7
7

0,25 9,33
Pena 0.10
2º pav: 8.40 Corpo 4
1º pav: 4.20

3,14
0,8 0,8

B
20,33

0,16

0,8
1
Pena 0.05

A A
6 12,5 0,16 12,56 0,16 12,52 0,15 12,5 0,25 6

9,77
Atelier
10

Atelier Atelier Atelier


Pena 0.30
Corpo 6

Pena 0.10

c
0,8 0,3

0,3

Pena 0.15 Pena 0.50

1 Pena 0.10

Planta Tipo
esc. 1:250
C
6
8. Exemplos

8.1. Planta em 1:250 - Ático (cobertura)


Indicações gráficas na planta Tipo

6
C

1 2 3 4 5 6 7 8 9
7
2
51,1

6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35 6,35

6 6
B A B

0,15
5,75

2,63
0,15 6,24 0,15
2,61 0,53 2,61

13
12
15 14
base da casa

10 11
de máquinas

16
8,28

17

9
19 18

8
9,99

3,48

7
20

6
22 21

5
0 ,29 0 ,29 0 ,29 0 ,29

4
23

3
25 24

2
3
3

1
proj. caixa d'água

4
7
26
7

5%
inclinação 12.60

0,15 1,32 0,15


Barrilete

B
20,33

5∞
inclinação

A Telhado de f ibro-cimento
A
6 6
10

esc. 1:250

1
7

Planta Ático
esc. 1:250
C
6
8.2. Corte em 1:200
Longitudinal AA
Indicações gráficas no Corte CC

1 2 3 4 5 6 7 8 9

12.60

0,7 0,5
3,5
2,1
Tacos de peroba 8.40

0,7
3,5
2,1

Tacos de peroba 4.20

0,7

2
3,5
2,1

1,5

2,2
0.00
Tacos de peroba
0,7

1
3,82

2,82
-4.52
Granilite Cerâmica esmaltada

0,48

Corte AA
esc. 1:200
8.2. Corte em 1:200
Longitudinal BB
Indicações gráficas no Corte CC

9 8 7 6 5 4 3 2 1

3
2,5
12.60

0,7 0,5
10.50
Granilite

3,5

2,1
8.40 Tacos de peroba

0,7
6.30
Granilite

3,5

2,1
4.20 Tacos de peroba

0,7
2.10
2

Granilite

3,5

2,1
1,5
2,2

0.00
Tacos de peroba

0,7
1

-2.10
Granilite

3,82
2,82

-4.52
Cerâmica esmaltada Granilite

Corte BB
esc. 1:200
8.2. Corte em 1:200
Transversal CC

C B A
Pena 0.10
Corpo 4

Corpo 6
Pena 0.05 Pena 0.25

3
Pena 0.15

2,5
12.60

0,70,5
Pena 0.10
10.50
Granilite

3,5
Pena 0.35

0,62
8.40
Tacos de peroba Granilite

0,7
Pena 0.15
6.30
Granilite
Pena 0.10

3,5
4.20
Tacos de peroba Granilite

0,7
3,5 2.10
Granilite

0.00
Granilite
0,7

Pena 0.70
-2.10
Granilite
3,48

-4.52
Carpete Granilite

Corte
esc. 1:200
CC
8.2. Elevação Frente em 1:200

1 2 3 4 5 6 7 8 9
Pena 0.10
Pena 0.05

Corpo 4
Pena 0.20 Pena 0.20 Pena 0.30

Cobogós de cerâmica

Concreto Aparente

Concreto Aparente

Pastilhas de porcelana branca


terreno
Perf il natural do
Pena 0.70

Corpo 6

Pena 0.20
Elevação 1
esc. 1:200
8.2. Elevação Lateral em 1:200

C B A
Corpo 4
Pena 0.10

Pena 0.05

Pena 0.20

Pena 0.30

Concreto Aparente

Concreto Aparente

Pastilhas de porcelana branca

Perf il natural do terreno

Corpo 6
Pena 0.30
Pena 0.70
Pena 0.20
Elevação 2
esc. 1:200
8.2. Elevação Fundos em 1:200

1 2 3 4 Pena 0.10
5 6 7 8 9

Pena 0.05

Corpo 4
Pena 0.20 Pena 0.20 Pena 0.30

Pastilhas de porcelana branca

Concreto Aparente

Concreto Aparente

Pastilhas de porcelana branca

Pena 0.70

Pena 0.20
Elevação 3
esc. 1:200
8.4. Planta em 1:100 6 7 8 9
6
B
7

Corpo 6 2

51,10

6,35 6,35 6,35


Pena 0.05

Pena 0.10 Pena 0.15

A 0,15 3,03 0,15


Pena 0.05
5,75

Pena 0.10
2,63

Pena 0.20
A
4,13

2,61 0,53 2,61 Pena 0.30


6
13
12
14

6,65
0,15 2,24
11
15

10
16
17
0,15

9
18

Atelier
3,48

4
19

7
7
20

6
21

5
2,24

0,29 0,29 0,29 0,29

22

4
23

8.38 Corpo 12
3
24

4.18
25

1
0,15

0,15
Corpo 4
26

Pena 0.10
Pena 0.20 Pena 0.05
2º pav: 8.40
1º pav: 4.20 Corpo 8
3,14

Pena 0.10 Pena 0.50


0,80
Pena 0.30

B
0,80

Planta Tipo
esc. 1:100
8.5. Corte em 1:100
c B Pena 0.10
Pena 0.35
A

Corpo 8

3
Pena 0.05
Pena 0.25

Pena 0.15
Corpo 8

2,5
Pena 0.10 Cobertura de f ibro-cimento 12.60
Granilite

0,7 0,5
4.20
Pena 0.35 Tacos de peroba Granilite

0,7
Pena 0.10 Granilite
Pena 0.10

3,5
Pena 0.25 Pena 0.15
0.00
Granilite
0,7

Pena 0.25
Pena 0.10

Granilite
3,48

Pena 0.10
Pena 0.70

-4.52
Carpete Granilite

Corte CC
esc. 1:100
8.6. Elevação em 1:100 Pena 0.20 Pena 0.30

Pena 0.05 6 7 Pena 0.10


8 9

Corpo 8

Cobogós de cerâmica

Concreto Aparente

Concreto Aparente

terreno
Perf il natural do

Pastilhas de porcelana branca

Pena 0.70

Corpo 8 Pena 0.20 Pena 0.30 Pena 0.35

Elevação 1
esc. 1:100