Você está na página 1de 22

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO AMAPÁ


COORDENADORIA DE PROGRAMAS E PROJETOS

PROPOSTA SICONV Nº 001008/2019

TERMO DE REFERÊNCIA

1. DO OBJETO
Este processo tem por objeto a aquisição de equipamentos para a atividade de mergulho
autônomo do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá mediante o Registro de Preços para futura e
eventual aquisição para estruturar o Corpo de Bombeiros Militar do Amapá - CBMAP por
meio da aquisição de equipamentos de mergulho, a fim de atender as necessidades do Corpo
de Bombeiros Militar do Amapá, conforme condições, especificações e quantitativos constantes
neste instrumento.

2. JUSTIFICATIVA E FINALIDADE PÚBLICA DA CONTRAÇÃO


Diante da expansão das atividades do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amapá,
CBMAP, no território Amapaense e a amplitude das operações que necessita cada vez mais de
equipamentos modernos capazes de permitir ao bombeiro militar maior eficiência no
atendimento à população nas ocorrências diárias e com o objetivo principal de colocar à
disposição dos militares equipamentos para mergulho nos vários cenários onde um profissional
bombeiro militar necessita trabalhar. O investimento em tecnologia, representado pela aquisição
de equipamentos que visam a melhor execução dos trabalhos de mergulho, com especificações
técnicas de última geração, proporcionará um elevado grau de valorização do profissional
bombeiro militar, sendo um ponto vital para o CBMAP e garantia de satisfação da população do
serviço prestado. O presente projeto visa o registro de preço para eventual aquisição de
equipamentos para mergulho, conforme demanda, para sem utilizados nas ocorrências de
mergulho atendidas pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amapá, proporcionando a
eficiência no serviço e a necessária proteção durante os trabalhos do bombeiro.

3. ESPECIFCAÇÃO DO OBJETO, QUANTIDADES E VALORES


3.1. Aquisição de equipamentos de mergulho autônomo, conforme condições, quantidades e
exigências estabelecidas neste instrumento.

3.2. Os objetos a serem entregues deverão ser fabricados de acordo com as normas técnicas
em vigor da legislação pertinente e atender as especificações técnicas mínimas e quantidades
constantes na tabela a seguir;
Valor Valor total
Item Descrição Meta/ Un. Qt unitário médio
etapa d médio
ROUPA SEMI-SECA COM CAPUZ
INTEGRADO PARA MERGULHO
Características básicas:
Roupa semi-seca com capuz própria para
mergulho, nas cores preta ou azul, feita em
neoprene, com 3,0mm a 5,0mm de espessura,
1 em peça inteira (manga dos braços e pernas META I 15 R$2028,42 R$30426,30
longas), com um único zíper feito em metal e ETAPA UN
encaixe dos dentes por completo. O capuz e I
as extremidades dos pulsos e tornozelos
deverão permitir o contato direto com o
neoprene da roupa, selando as extremidades
nestes pontos e promovendo assim uma
maior vedação do interior da roupa. Proteção
em borracha vulcanizada no peito; cotovelos
e joelhos. Tamanhos M1, M2,M3, G1, G2 e
G3.
NADADEIRAS ABERTAS PARA
MERGULHO
Características básicas:
Nadadeira aberta própria para mergulho META I
2 autônomo, feita em material de borracha ou ETAPA UN 15
R$ 364,24 R$ 5463,60
plástico, na cor preta ou azul, com II
dispositivo de ajuste rápido para os tirantes
podendo também serem usadas com molas.
Nos tamanho Regular e Grande.
COLETE EQUILIBRADOR TIPO ASA META I UN 10
PRÓPRIO PARA MERGULHO DE ETAPA
III
SEGURANÇA PÚBLICA/
Características básicas:

Colete equilibrador tipo ASA, com câmara


de ar em formato de “U” invertido, com
furações padrão para montagem de “Back-
Plate”, para 18 Kg de capacidade, próprio
para uso com cilindros simples de qualquer
3 capacidade, cilindros duplos leves ou médios,
com duas válvulas de exaustão sendo uma na R$ 2410,12 R$24101,20
sua parte mais superior e outra em sua parte
mais inferior, com traquéia acoplada a
válvula de exaustão superior e dispositivo
que possibilite inflar e desinflar o colete
automaticamente através do gás proveniente
do cilindro ou manualmente através de um
bocal, a qualquer momento, com mangueira
de baixa pressão tipo super soft 3/8” com
100 cm de comprimento
(em conformidade com as normas
internacionais de segurança EN 250:2000 e
CE 0098, não excedendo as pressão de
trabalho de 29 BAR ou 420 PSI)
BACKPLATE PARA COLETE “ASA”
Características básicas:
“Dispositivo de suporte do conjunto SCUBA,
em placa de alumínio anodizado ou aço
inoxidável polido, com bordas arredondadas,
com pesos de 2,7 Kg para aço e 0,9 Kg para
alumínio, em tamanho padrão de placas de
15/5” x 10/25" (39,3 centímetros x 26
centímetros) e curvatura própria para uso com
coletes tipo ASA e tanto cilindros simples
como duplos, com “harness” feito em duas
META I
seções de cinta de nylon reforçado de 2” de ETAPA UN 10
largura, sem nenhum clip, sendo a primeira R$878,78 R$8787,80
IV
(maior) em faixa contínua, para formação dos
4 tirantes dos ombros e cintura, com um "D-
Ring" em cada ombro e um "D-Ring" no lado
esquerdo da cintura e fivela de desengate
rápido em aço inoxidável, e a segunda cinta
(Crotch Strap), saindo do centro da parte
inferior do backplate e fazendo um "loop"
para que a fita da cintura passe através, com
um "D-Ring" na parte traseira do "Crotch
Strap".

REGULADOR DE PRESSÃO META I U


COMPLETO PARA MERGULHO ETAPA N
V
Características básicas:
Regulador de pressão em dois estágios
ligados entre si por uma mangueira flexível
de baixa pressão, sendo o primeiro estágio
feito em aço inoxidável, com princípio de
funcionamento em pistão simples, blindado,
com uma única entrada para mangueira de
alta pressão e quatro para mangueiras de
baixa pressão, para uso em torneiras tipo
“K”, “Y”, “H” ou “Manifolds”, que atenda ao
5 uso com conecção internacional “YOKE
15 R$2089,27 R$31339,05

CGA 850”, que reduza a pressão vinda do


cilindro para uma pressão intermediária entre
6 e 10 BAR acima da pressão do ambiente
que está imerso, mantendo-a constante
segundo estágio montado em caixa de
material plástico ou similar, resistente a
impactos e a pressões hidrostáticas, montado
no bocal do regulador, com única mangueira
vinda do primeiro estágio, que atenda a
qualquer momento a redução da pressão
intermediária de forma a admitir ar no bocal
à pressão ambiente, com duas mangueiras de
baixa pressão tipo super soft 3/8” com 100
cm de comprimento (em conformidade com
as normas internacionais de segurança EN
250:2000 e CE 0098, não excedendo a
pressão de trabalho de 29 BAR ou 420 PSI)
para a montagem das válvulas de segundo
estágio (principal e “octopus”).

Console duplo com sistema de informações


(manômetro e profundímetro montados em
uma peça de proteção única de borracha).
MANÔMETRO: Marcação em bar de 0 a
300, face fosforescente e termômetro.
PROFUNDÍMETRO: Marcação em metros
de 0 a 70 deverá ser equipada com agulha de
arrasto e face fosforescente. Mangueira de
resistência a alta pressão.
Todos os componentes desse conjunto
deverão possuir peças de reposição com
disponibilidade no Brasil.
SONDA PORTÁTIL DE MÃO
MEDIDORA DE PROFUNDIDADE

Sonda portátil de mão medidora de


profundidade, devendo apresentar as
seguintes características: Peso máximo de
300 gramas e mínimo de 250 gramas com
comprimento máximo de 20 centímetros e
mínimo de 15 centímetros, alça de punho de META I
U
segurança, botão deslizante para aferição, ETAPA
N
5
6 display de LCD com sete (07) segmentos e VI
iluminação de led para fácil leitura do
display, frequência de 200KHz, escala de
profundidade de 0,6 metros até 80 metros,
completamente selada a prova d’água com
resistência estanque de 50 metros,
flutuabilidade positiva e resistência contra
impactos. Alimentada por bateria alkalina de
9v. Cor do equipamento: Amarelo.
LANTERNA SECUNDÁRIA PARA META I U 4
MERGULHO ETAPA N
7 VII
Características básicas:
Lanterna secundária própria para mergulho,
R$588,01 R$2352,06
feita em corpo plástico e cabeça
emborrachada, com acionamento através de
botão magnético, na cor preta ou amarela,
com tira de suporte para fixação da lanterna
na mão, com iluminação feita através de
LEDs e vedação interna feita por anel de
borracha, tipo “o-ring”, capaz de suportar
pressões de até 7 ATA e com carregamento
através de pilhas comuns pequenas, tamanho
“AA” ou bateria recarregável.
DISPOSITIVO ESTROBOSCÓPICO DE
SINALIZAÇÃO NOTURNA PARA
MERGULHO
Características básicas:
Aparelho elétrico, portátil, a prova d’água,
com corpo e cabeça feitos em plástico
8 transparente, com iluminação feita através de
luz estroboscópica única, vedação interna META I
feita por anel de borracha, tipo “o-ring”, ETAPA UN 4 R$215,23 R$860,92
capaz de emitir uma luz forte e pulsante, VIII
podendo ser avistada a uma distância de 15
milhas (na superfície) e a 16 metros de
profundidade, com acionamento através do
rosqueamento da tampa, capaz de suportar
pressões de até 5 ATA e com carregamento
através de pilhas comuns pequenas, tamanho
“AA” ou ”AAA”.
FACA DE MERGULHO “Z-KNIFE”

Faca de mergulho tipo “z” para cortar cabos


e linhas; deve possuir duas lâminas de
cerâmica; deve possuir corpo em META I
9 ETAPA UN 10 R$263,98 R$2639,80
policarbonato; dimensões 13 x 7,5 x 2,5cm, IX
com variação máxima de +/- 5%; deve vim
acompanhada com capa com velcro para
montagem no pulso, cinto ou colete
equilibrador;
LEVANTADOR DE PESO SUBMERSO UN 4
COM FUNDO ABERT (LIFT BAG)
Características básicas:
Levantador de peso submerso com abertura
em sua parte inferior, confeccionado em
nylon para serviço pesado, revestido de
uretano, com resistência a abrasão, cortes,
10 raios ultravioletas, produtos químicos e
petrolíferos, de fácil operação de enchimento
com formato semelhante a uma gota d’água META I
ETAPA
invertida tendo máxima capacidade de X
içamento, com no mínimo uma válvula de
esvaziamento (alívio de pressão) na parte
superior, devendo possuir também pino com
mola para esvaziamento, realizando
movimento de aperto/retorno, com reforço
nas costuras (solda com no mínimo 4 alças de
erguimento confeccionadas de nylon
reforçado e costuras eletronicamente nas
laterais inferiores dentro do corpo do
levantador, devendo possuir um único ponto
para união das alças com uma manilha de
aço inoxidável, promovendo uma taxa segura
de trabalho de 6 para 1. Volumes disponíveis
de 500 Lbs. O equipamento deverá possuir
garantia do fabricante e possuir assistência
técnica disponível no Brasil. Cor: vermelho
ou amarelo.
CILINDRO DE AR COMPRIMIDO
PARA MERGULHO AUTONOMO (S 30)
COM TORNEIRA YOKE (BAIL OUT)

O cilindro deve ser confeccionado em liga de


alumínio, seguindo a norma DOT; Rosca 3/4”
NPSM (Padrão Americano); deverá ter
capacidade de trinta pés cúbicos (30 ft cu) e
trabalhar a uma pressão de 3000 PSI / 210
BAR. O registro (torneira) do tipo yoke, sem META I
reserva, deverá ser fabricado em latão forjado, ETAPA UN 8
devendo possuir selo de segurança para sobre XI R$1550,16 R$12401,30
11 pressão e manopla com revestimento
emborrachado. Todos os componentes
deverão possuir peças de reposição com
disponibilidade no Brasil, bem como
assistência técnica autorizada. A data de
fabricação do cilindro não poderá exceder em
mais de um ano no ato da data de entrega no
CBMAP.

SISTEMA DE MONTAGEM PARA META I UN 8


CILINDRO DE CONTINGÊNCIA PARA ETAPA
XII
MERGULHADORES DE SEGURANÇA
PÚBLICA

Sistema de montagem para cilindro de


contingência ou bail out (“back up” de gás),
12 com estrutura principal composta de dois
blocos deslizantes confeccionados em
alumínio maciço dotado de bloqueador
(trava). O sistema deverá incluir uma “Cam
Band” para fixação em cilindros de gás
comprimido para mergulho autônomo de 80
pés cúbicos contendo 01 fivela de aço inox e
correia de nylon reforçado de 0,3 centímetros
de espessura, 5,1 centimetros de altura por 71
centímetros de comprimento, acabamento em
velcro com costura reforçada para impedir
abertura acidental, bem como servir de
acomodação de excesso de correia, deverá
possuir ainda um par de abraçadeiras de aço
inoxidável compatíveis para acomodação em
cilindros de gás comprimido para mergulho
autônomo de até 30 pés cúbicos.
COMPRESSOR DE AR DE BAIXA META I UN 1
PRESSÃO: ETAPA
XIII
Características básicas:
Compressor portátil de baixa pressão com
umbilical para ar respirável, fabricado para a
atividade de mergulho dependente, com
motor a diesel e reservatório de ar
comprimido, com capacidade de vazão
mínima, por mergulhador, de vazão 30 pés
cúbico medidos na pressão atmosférica (40
l/min medidos na pressão equivalente à
profundidade do mergulho), e pressão de
trabalho de 14,2 Kgf/cm2, em total
conformidade com os índices previstos para
mergulhos até a profundidade de 40 metros
em condições especiais ou perigosas,
previstos na NORMAM 15, lubrificado com
13
óleo mineral não detergente, dotados de filtro
para separação de água, óleo, partículas,
reservatório de volume interno mínimo 100 L
e outros contaminantes.
O conjunto de compressor e filtro deverão ser
capazes de fornecer ar comprimido que
satisfaça, a qualquer tempo, aos limites de
contaminantes previstos no capítulo 12 da
NORMAM 15. O reservatório de ar
comprimido deverá estar de acordo com
Norma da ABNT (Tabela “A” da NBR
12274) ou equivalente, apresentando volume
interno de no mínimo 100 (cem) litros, ser
dotado de manômetro de pressão de trabalho
de até 14,2 Kgf/cm2 , ser dotado de válvula
de segurança, regulada para 10% acima da
pressão de trabalho do reservatório, válvula
de retenção na admissão de ar comprimido,
dreno e janelas de inspeção (limpeza e
inspeção visual interna). O equipamento
deverá estar apto para operar com dois
umbilicais simultaneamente, mantendo-se as
vazões mínimas exigidas acima.
UMBILICAL:
Características básicas:
2 (dois) Umbilicais compatível com o
compressor de ar de baixa pressão,
comprimento de 70m a 100m, mangueira
atóxica certificada para mergulho, empatado
com cabo de vida de 10mm com capacidade
de peso de içamento no mínimo 150kl com
mosquetão de aço inox de desengate rápido e
conexões de aço inox tipo jic 6.
MÁSCARA FULL-FACE COM FONIA META I UN 5
Kit de Comunicação para mergulho – máscara ETAPA
XIV
full face e mesa de comunicação
KIT DE COMUNICAÇÃO PARA
MERGULHO com 01 (uma) base e 02 (duas)
máscaras FULL FACE: Máscara "full face" e
sistema de comunicação mergulhador x
superfície com as seguintes características
mínimas: Mangueira de baixa pressão
acoplável a qualquer primeiro estágio com
saída da mangueira de segundo estágio pelo
lado direito; Corpo em silicone antialérgico
com sistema de dupla vedação; Sistema de
comunicação (pressionando) para falar;
Alimentação: bateria alcalina 9 volts (que
deverá ser inclusa); Válvula reguladora de
demanda de ar integrada (2º estágio) de alta
performance, não podendo conter botão de
14 ajuste do esforço inalatório. Válvula de
exaustão unidirecional lateral, não podendo
ser posicionada à frente da máscara. Deverá
vir acompanhada de mangueira de baixa
pressão na cor preta de 71 cm ( variação +/- 5
% ) ; Lente em policarbonato com amplo
campo de visão e alta resistência não podendo
haver proteções extras do tipo película ou
similar; Respiração nasal e oral; Válvula de R$10310,47 R$51552,23
respiração ambiente; Cinta de ajuste com
cinco pontas ancoradas diretamente no corpo
de silicone da máscara não podendo os
mesmos serem ancorados ao aro rígido da
máscara; Sistema de compensação em bloco,
não podendo ser realizado através de mais de
uma peça; Sobre o sistema individual de
comunicação que vai em cada full face:
Transmissor digital, microminiatura,
ultrassônico que permita comunicação entre 2
ou mais mergulhadores
e com a estação de superfície. Usando
sistema técnico "Digital Signal Processing"
(DSP), comunicação digitalmente controlada;
ajuste de volume com possibilidade de
mudança de canal A para canal B ou modo
de transmissão de voz contÍnuo.
Características: Faixa nominal: 50 á 500
metros dependendo das condições do mar e
do nível de ruído ambiente; Tipo de
transmissão: USB; Potência de transmissão
de saída: 1/2 Watt PEP; Frequência padrão:
32.768 kHz USB / 31.250 kHz LSB; Largura
de banda de áudio: 300 to 3,000 Hz; Controle
Automático de Ganho: Maior do que 80 dB:
Fone de ouvido: Cerâmica; Microfone: ME-
16R Hot-Mic.
SUSPENSÓRIOS DE SEGURANÇA:
Características básicas:
Suspensórios de segurança, feito em nylon
ultra resistente ou material similar, com tiras
sobre os ombros dispostas em paralelo na
parte da frente e que se cruzem na parte de
trás do tronco e tirantes entre as pernas do
META I
15 mergulhador, com costuras reforçadas, capaz
ETAPA UN 4
de suportar um peso mínimo de 150 kg, com XV
05 (cinco) alças grandes em aço inox, em
formato de “D”, sendo distribuídas: 01 (uma)
na parte superior das costas (para içamento
em emergência) e 04 (quatro) na parte da
frente do suspensório, nas alças dos ombros,
na altura do tórax, sendo 02 (duas) de cada
lado, para fixação de ferramentas.
ROUPAS SECAS ESPECIAIS PARA
MERGULHOS COM MÁSCARA FULL-
FACE EM ÁGUAS CONTAMINADAS:
Características básicas:
Roupa seca, com capuz e botas integrados a
mesma, todos feitos em borracha
vulcanizada, própria para mergulhos em
águas contaminadas, com reforço na área dos META I
braços, nádegas e pernas, possuindo sistema ETAPA UN 2
16 que permita inflá-la e esgotá-la, com zíper XVI R$13900,00 R$27800,00
metálico, dotado de fechamento totalmente
hermético e impermeável, com certificação
internacional própria para esse tipo de
mergulho, compatível com as certificações
da CE, NOAA, US-NAVY e “Standards” da
ASTM F739-96, FIOH e Diretiva 686/89 da
EEC.
COMPRESSOR, PORTÁTIL, DE ALTA META I UN 4
17 PRESSÃO PARA AR RESPIRÁVEL. ETAPA
XVII
Características básicas:
Compressor portátil de Alta Pressão para Ar
Respirável. Compressor de ar respirável à
alta pressão para cilindros de mergulho que
garanta um ar seco e livre de contaminação
ao recarregar o cilindro. Capacidade para R$62930,00 R$251720,00
abastecimento de cilindros com 225/330 bar;
com conexão DIN e YOKE, com mangueiras
de 1 m, manômetro e válvula de enchimento
com purga, proteção do conjunto correia e
polia, fabricado e montado em estrutura
metálica com alça de transporte e pés de
borracha. Sistema de purificação de ar
respirável que proporcione o fornecimento de
qualidade de ar superior ao exigido pela
norma de segurança DIN EN 12021.
- 300L/min.
- 225/330 bar.
- Ar Respirável.
- Motor à Gasolina
LUVAS PARA ROUPAS SECAS
ESPECIAIS PARA MERGULHOS EM
ÁGUAS CONTAMINADAS:
18 Características básicas: META I
ETAPA UN 2
Luvas em borracha vulcanizada própria para XVIII
uso com roupas secas de mergulho em águas
contaminadas com respectivo kit de
acessórios.
KIT DE O-RINGS

Caixa de O-ring NBR com 38 variações Cetus


para reguladores de mergulho entre outras
partes e acessórios. Indicado exclusivamente
para atividades de mergulho. A vedação com
META I
19 O-ring é um meio de fechar a passagem e
ETAPA UN 4
prevenir uma indesejável perda ou XIX R$200,00 R$800,00
transferência de fluido, ar ou gases. Ampla
utilização em cilindros e equipamentos
aquáticos e/ou pneumáticos. Indispensável
para profissionais do ramo ou para eventuais
usuários.

SPARE AIR
Características básicas:
20 Regulador de estágio único balanceado,
indicador de pressão, botão de purga, bocal
(padrão para equipamento de mergulho META I
SCUBA), válvula de retenção/porta de ETAPA UN 4
R$2490,00 R$9960,00
reabastecimento, cilindro de alumínio XX
3000PSI/200bar. Capacidade máxima 3.0 de
85 litros, comprimento 34 centímetros,
diâmetro 5,71 centímetros, peso 0,985 kg,
volume de água 0,42 litros.
KIT DE FERRAMENTAS PARA META I
MANUTENÇÃO DE REGULADORES ETAPA
21 XXII
Características básicas:
UN 4 R$850,00 R$3400,00
Conjunto de ferramentas de precisão para
realizar manutenção em reguladores de 1º e 2º
estágios.
ANALISADOR DE AR META I UN 3 R$2200,00 R$6600,00
ETAPA
XXIII
Características básicas:
-Deve permitir a análise do oxigênio
diretamente do cilindro de mergulho;
-Deve possuir display de fácil visualização em
LCD; -Deve permitir leituras de 0,1 à 100%
de O2 com precisão de +/- 0,2% de 02;
22
-Deve ser portátil, resistente a água e a prova
de choque; -Deve permitir calibragem;
Deveapresentar tempo de resposta em
medição em 90% dos casos, no mínimo
menor que 15 segundos.
COMPUTADOR DE MERGULHO TIPO
CONSOLE

Características básicas:
Deve possuir:
a. Computador completo de mergulho META I
23
RGBM; ETAPA UN 6 R$1800,00 R$10800,00
b. Modos de Ar e Nitrox; XXIV
c. Único botão de fácil acesso;
d. Alarme sonoro;
e. Backlight na demanda;
f. Bateria substituível pelo usuário;
g. Comprimento total: 190 milímetros.
BOLSA PARA EQUIPAMENTO
COMPLETO

Características básicas:
24 a. Tela com sistema de Drenagem e Secagem
META I
rápida; R$400,00 R$4800,00
ETAPA UN 12
b. Construída em nylon reforçado com XXV
abertura superior através de zíper e bolso
com zíper nas extremidades. d. Duas alças
laterais para transporte.
Medidas: 30 cm x 100 cm

LUVA DE MERGULHO (nylon com META I UN 12


neoprene, couro na palma) ETAPA
XXV

Características básicas:
a. Área da palma e dos dedos em
napa/courio;
25 b. Parte superior e a área do pulso em
neoprene de 2mm flexível;
c. Grande área da parte superior do
punho com ajuste instantâneo, tanto antes
como durante o mergulho;
d. Fechamento com velcro.

Nota: Produto particularmente


adequado a melhor sensibilidade ao toque nos
dedos e palma em material que ofereça boa
resistência à abrasão.

BLOCO DE COMUTAÇÃO DE GÁS


(SWITCH BLOCK) PARA MERGULHO
COMERCIAL OU DE SEGURANÇA
PÚBLICA

O referido equipamento tem a função de


oferecer a um mergulhador a capacidade de
mudar entre duas fontes independentes de gás
sem ter que remover a máscara full face de
mergulho e deverá possuir as seguintes
características: Construído em aço inox 308
ou 316; Peças compatíveis com oxigênio;
registro de abre e fecha não podendo possuir
chave de transferência de três posições do tipo
26 fonte A, neutro e fonte B, válvula de agulha
de não retorno com pressão de trabalho META I
mínima de 250 PSI com objetivo de garantir ETAPA UN 8
que não haja perda de gás proveniente de XXVI
vazamento oriundo da fonte de gás principal;
Disponibilidade de duas entradas “macho” de
9/16 polegadas e uma saída “fêmea” de 3/8 de
polegada e Adaptadores de entrada
removíveis para expor portas “fêmeas” de 3/8
de polegada, permitindo assim flexibilidade
de conexão de mangueira.MANGUEIRAS
DE BAIXA PRESSÃO PARA
ADAPTAÇÃO DO CILINDRO DE
BAILOUT AO SWITCH BLOCK Deverá
ser confeccionada em borracha com conexões
“macho” de 3/8 polegadas e fêmea de 9/16
polegadas, construídas em latão cromado,
pressão de trabalho de até 250 PSI e
comprimento de 46 cm.

3.3. Para facilitar o entendimento na fase aprovação do projeto, não foi explicitado os 25 %
referente a cota reservada para ME/EPP, porém não impede que na fase de licitação seja
contemplado a referida cota.
3.4. Na hipótese de não haver vencedor para a cota reservada, esta poderá ser adjudicada ao
vencedor da cota principal ou, diante de sua recusa, aos licitantes remanescentes, desde que
pratiquem o preço do primeiro colocado da cota principal.
3.5. Se a mesma empresa vencer a cota reservada e a cota principal, a contratação das cotas
deverá ocorrer pelo menor preço.
3.6. Será dada a prioridade de aquisição aos produtos das cotas reservadas quando forem
adjudicados aos licitantes qualificados como microempresas ou empresas de pequeno porte,
ressalvados os casos em que a cota reservada for inadequada para atender as quantidades ou as
condições do pedido, conforme vier a ser decidido pela Administração, nos termos do art. 8º, §4º
do Decreto n. 8.538, de 2015.

4. METODOLOGIA PARA AQUISIÇÃO DO OBJETO

4.1. Considerando que os bens a serem adquiridos enquadram-se como bens comuns, a
presente contratação dar-se-á através de procedimento licitatório na modalidade PREGÃO na
forma ELETRÔNICA, em conformidade com a Lei n° 10.520/02 e com o Decreto
Estadual n.º 2648/07 e, subsidiariamente, no que couber, pela Lei Federal nº 8.666/93 (Lei de
Licitações e Contratos) e suas alterações.

4.2. Adotar-se-á o SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS em virtude de tratar-se de


objeto cuja aquisição é destinada ao atendimento a mais de um órgão ou entidade, conforme
estatui o Art. 3º, inciso III, do Decreto Estadual nº 3.182/16, com fornecimento de acordo com as
quantidades previstas, durante a vigência da Ata de Registro de preço e de acordo com a
disponibilidade orçamentária e a necessidade da Administração.

4.3. Como critério de Adjudicação adotar-se-á o MENOR PREÇO POR ITEM, visto ser a
opção mais vantajosa para a Administração.
4.4 Em relação ao quantitativo previsto neste Termo, o mesmo está adequado à vigência de 12
(doze) meses da Ata, a fim de se tornar útil o Sistema de Registro de Preços.

4.5. Quanto à FORMA DE FORNECIMENTO do objeto deste Termo, a mesma dar-se-á de


forma INTEGRAL

5. OBRIGAÇÕES DA CONTRATANTE

5.1. Proceder ao pagamento do objeto regularmente fornecido, no prazo e condições previstas


neste Termo de Referência;
5.2. Fornecer atestados de capacidade técnica quando solicitado, desde que atendidas às
obrigações exigidas;
5.3. Proporcionar as facilidades necessárias para que a CONTRATADA possa fornecer o objeto
deste Termo dentro das normas estabelecidas;
5.4. Prestar as informações e os esclarecimentos pertinentes que venham a ser solicitados pelo
representante da empresa;
5.5. Designar servidor para recebimento e atesto do fornecimento;
5.6. Comunicar a CONTRATADA, por escrito, sobre imperfeições, falhas ou irregularidades
verificadas no objeto fornecido, para que sejam adotadas as medidas corretivas necessárias;
5.7. Fiscalizar como lhe aprouver o fornecimento e a entrega dos materiais, através de
comissão/servidor designado nos termos do art. 67 da Lei nº 8.666/93.
6. OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

6.1. Proceder à entrega do objeto em perfeitas condições, conforme especificações, prazo e local
constantes neste Termo de Referência;

6.2. Responsabilizar-se pelo perfeito estado do objeto até a entrega definitiva;

6.3. Repor ou substituir, às suas expensas, o objeto com avarias ou defeitos, ou que não
correspondam com o solicitado neste Termo de Referência, nos prazos estabelecidos neste
Instrumento, contados da notificação que lhe for entregue oficialmente;
6.4. Recolher todos os impostos, taxas, tarifas, contribuições, estaduais e municipais, que
incidam ou venham a incidir sobre a aquisição do objeto e apresentar os respectivos
comprovantes, quando solicitados pela Administração;
6.5. Assumir todas as despesas decorrentes do transporte dos materiais inclusive carga e
descarga, até o local indicado pela contratante;
6.6. Assegurar à Administração o direito de fiscalizar, sustar e/ou recusar os materiais que não
estejam de acordo com as condições estabelecidas no presente Termo, ficando certo que, em
nenhuma hipótese, a falta de fiscalização a exime das responsabilidades pactuadas;
6.7. Respeitar as normas e procedimentos de controle e acesso às dependências da Administração
contratante;
6.8. Apresentar, sempre que solicitada, documentos que comprovem a procedência do objeto
fornecido;
6.9. Responder, integralmente, por perdas e danos que vier a causar à Administração ou a
terceiros em razão de ação ou omissão, dolosa ou culposa, sua ou dos seus prepostos, quando
esses tenham sido ocasionados por seus empregados durante a entrega do objeto,
independentemente de outras cominações contratuais ou legais a que estiver sujeita;
6.10. Comunicar à Administração qualquer anormalidade de caráter urgente referente ao
fornecimento do objeto e prestar os esclarecimentos julgados necessários;

6.11. Manter, durante todo o fornecimento, em compatibilidade com todas as obrigações


assumidas, e as condições de habilitação e qualificação exigidas para a contratação;
6.12. Não transferir a terceiros, por qualquer forma, nem mesmo parcialmente, as obrigações
assumidas, nem subcontratar qualquer das prestações a que está obrigada, exceto quando
devidamente autorizada pela Administração contratante;
6.13. Assumir a responsabilidade por todas as providências e obrigações estabelecidas na
legislação específica de acidentes de trabalho, quando, em ocorrência da espécie, forem vítimas
os seus empregados quando do fornecimento dos materiais ou em conexão com ele, ainda que
acontecido em dependência da Administração contratante;
6.14. Assumir, também, todos os encargos de possível demanda trabalhista, civil ou penal,
relacionadas ao fornecimento do objeto, originariamente ou vinculada por prevenção, conexão
ou continência;
6.15. Assumir, ainda, a responsabilidade pelos encargos fiscais e comerciais resultantes da
adjudicação do Processo Licitatório;
6.16. A inadimplência da empresa, com referência aos encargos estabelecidos na condição
anterior, não transfere a responsabilidade por seu pagamento à
Administração contratante, nem poderá onerar os materiais objeto deste Termo, razão pela qual a
Empresa renuncia a qualquer vínculo de solidariedade, ativa ou passiva, com a Contratante;
6.17. Cumprir outras obrigações previstas no Código de Defesa do Consumidor (Lei n° 8.078/90)
que sejam compatíveis com o regime de direito público.

7. DA GARANTIA

7.1 A Empresa deverá oferecer garantia para todos os itens de no mínimo 12 (doze) meses,
contra defeitos de matéria-prima e/ou fabricação, contados do recebimento definitivo, sem
qualquer ônus adicional para a Contratante.
7.2 O serviço de assistência técnica deverá ser prestado mediante orientação e suporte técnico no
local, na cidade de Macapá-AP, de acordo com os manuais e normas técnicas específicas para o
bem adquirido, a fim de se manter em perfeitas condições de uso, sem qualquer ônus adicional
para a Contratante;
7.3 A assistência técnica abrangerá eventuais defeitos apresentados no bem, durante o período de
garantia, sendo que os atendimentos de assistência deverão ser local, prestados no prazo de 24
(vinte e quatro) horas, contados a partir do instante do
registro da solicitação feita pela Contratante, por telefone ou fax, e sua devolução, após
assistência, deverá ser efetuada no máximo em 20 (vinte) dias;

7.4 Caso seja necessário enviar o bem para um centro de assistência técnica fora do Estado do
Amapá, a Empresa deverá arcar com os custos de transporte, além daqueles relacionados para a
sua devida manutenção;
7.5 Caso durante o prazo de garantia, o bem apresente problemas técnicos ou defeitos de
qualquer natureza, que não seja decorrente do desgaste natural ou do mau uso, e que não seja
resolvido pela assistência técnica, a empresa deverá providenciar a substituição por outro, de
especificação equivalente ou superior ao adquirido, no prazo máximo de 30 (trinta) dias úteis.

8. ACOMPANHAMENTO E FISCALIZAÇÃO
8.1 Nos termos do art. 67 da Lei nº 8.666, de 1993, será designado uma Comissão composta de
no mínimo 03 (três) servidores do CBMAP, designados pela Seção de Fiscalização – SF, para
acompanhar e fiscalizar a entrega dos bens, anotando em registro próprio todas as ocorrências
relacionadas ao fornecimento e determinando o que for necessário à regularização de falhas ou
defeitos observados;
8.2 As decisões e providências que ultrapassarem a competência do representante da
administração deverão ser solicitadas aos seus superiores em tempo hábil para a adoção das
medidas convenientes;
8.3 A fiscalização de que trata este item não exclui nem reduz a responsabilidade da
Contratada, inclusive perante terceiros, por qualquer irregularidade, ainda que resultante de
imperfeições técnicas ou vícios redibitórios, e, na ocorrência desta, não implica em
corresponsabilidade da Administração ou de seus agentes e prepostos, de conformidade com o
art. 70 da Lei nº 8.666, de 1993;
8.4 Durante o período de fornecimento do objeto, a Empresa poderá manter preposto aceito pela
Administração contratante, para representá-la sempre que for necessário.

9. LOCAL DE ENTREGA E EXECUÇÃO DO OBJETO.

9.1. O prazo de entrega dos bens é de 45 (quarenta e cinco) dias, contados do recebimento da
nota de empenho, em remessa única, no seguinte endereço, Quartel do Comando Geral - Rua
Hamilton Silva nº 1647 Santa Rita, CEP 68.900-068. Macapá – AP.
9.2. Os bens serão recebidos provisoriamente no prazo de 45 (quarenta e cinco) dias, pelo (a)
responsável pelo acompanhamento e fiscalização do contrato, para efeito de posterior verificação
de sua conformidade com as especificações constantes neste Termo de Referência e na proposta.
9.3. Os bens poderão ser rejeitados, no todo ou em parte, quando em desacordo com as
especificações constantes neste Termo de Referência e na proposta, devendo ser substituídos no
prazo de 30 (trinta) dias, a contar da notificação da contratada, às suas custas, sem prejuízo da
aplicação das penalidades.
9.4. Os bens serão recebidos definitivamente no prazo de 60 (sessenta) dias, contados do
recebimento provisório, após a verificação da qualidade e quantidade do material e consequente
aceitação mediante termo circunstanciado.
9.5. Na hipótese de a verificação a que se refere o item anterior não será procedida dentro do
prazo fixado, reputar-se-á como realizada, consumando-se o recebimento definitivo no dia do
esgotamento do prazo.
9.5. O recebimento provisório ou definitivo do objeto não exclui a responsabilidade da contratada
pelos prejuízos resultantes da incorreta execução do contrato.
10. PRAZO, LOCAIS E CONDIÇÕES DE ENTREGA E RECEBIMENTO

10.1 O objeto deste Termo deverá ser entregue em até 60 (sessenta) dias consecutivos

contados do recebimento da Nota de Empenho, sob pena de aplicação das sanções previstas neste

Termo de Referência;

10.2 A Empresa deverá fazer a entrega do objeto, em perfeitas condições de uso, no


Almoxarifado do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amapá, sito a Av. Santana, 1815 –
Central, Santana - AP, CEP: 68925 – 228 , contato: (96) 2101 -2150 (Ramal 2172) acompanhados
das respectivas Notas Fiscais, em dias de expediente normal, de segunda a sexta-feira, no horário
das 08h00min às 13h00min, correndo por conta do fornecedor todas as despesas necessárias, tais
como frete, seguros, etc;
10.3 O objeto será recebido de acordo com as quantidades, características, especificações e
condições estabelecidas neste Termo de Referência;
10.4 O recebimento consistirá na comparação das características e especificações do objeto e de
sua Nota Fiscal/Fatura com o constante neste Termo de Referência;
10.5 Os bens poderão ser rejeitados, no todo ou em parte, quando em desacordo com as
especificações constantes neste Termo de Referência e na proposta, devendo ser substituídos no
prazo de até 30 (trinta) dias úteis, a contar da notificação da contratada, às suas custas, sem

prejuízo da aplicação das penalidades;


10.6 Em conformidade com os artigos 73 a 76 da Lei n.º 8.666/93, o objeto deste Termo será
recebido, mediante recibo, da seguinte forma:

a) Provisoriamente: para verificação da conformidade do objeto com suas especificações e

quantidades;

b) Definitivamente: por uma comissão de recebimento, nomeada pela Administração

contratante, após a verificação da qualidade e quantidade do objeto e consequente aceitação.

10.7 Considerar-se-á como data efetiva de entrega aquela aposta no atestado de conformidade

emitido pela Comissão de Recebimento, no prazo de 10 (dias) dias consecutivos;

10.8 No caso de constatação de não-conformidade, a data efetiva da entrega será a da


regularização total da (s) pendência (s);
10.9 O recebimento provisório ou definitivo não exclui a responsabilidade civil e nem ético-
profissional da contratada pelos prejuízos resultantes da inobservância das obrigações assumidas.
11. TERMO DE CONTRATO

11.1 Após homologado o processo licitatório e assinada a Ata de Registro de Preços, a


Administração convocará a empresa adjudicada para a assinatura do instrumento contratual com
vigência de 12 (doze) meses e retirada da respectiva Nota de Empenho;

11.2 A convocação de que trata o item anterior deverá ser atendida no prazo máximo de 05
(cinco) dias úteis, sob pena de decair o direito de fornecimento do objeto. Este prazo poderá ser
prorrogável 01 (uma) única vez, quando solicitado pela empresa, durante o seu transcurso, desde
que ocorra motivo justificado e aceito pela Administração;

11.3 A recusa injustificada em assinar o Contrato e em receber a Nota de Empenho implicará na


inexecução total do compromisso assumido, sujeitando a empresa à aplicação das sanções
legalmente estabelecidas;

11.4 A entrega da respectiva Nota de Empenho ficará diretamente condicionada - como


solenidade de tratamento recíproco - ao ato formal de assinatura do respectivo contrato;

11.5 Não serão admitidos recursos, protestos, representações, ressalvas ou outra forma de
discordância ou inconformismo a quaisquer tópicos do contrato que guardem absoluta
conformidade com sua minuta, em expressão e substância;

11.6 Ao assinar o instrumento contratual e retirar a Nota de Empenho, a empresa adjudicada


obriga-se a entregar o objeto, conforme especificações e condições contidas neste Termo de
Referência, em seus anexos e também na proposta apresentada. Prevalecendo-se, no caso de
divergência, as especificações e condições dispostas neste Termo de Referência.

12. DO PAGAMENTO
CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

12.1 O pagamento será efetuado em até 30 (trinta) dias, depois de entregue e aceito
definitivamente a totalidade do objeto, mediante o processamento normal de liquidação e
liberação dos recursos financeiros pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ-AP);

12.2 É condição para o processamento do pagamento a apresentação por parte da empresa da(s)
Nota(s) Fiscal(is)/Fatura(s) referente(s) ao(s) objeto(s) regularmente fornecido(s)
acompanhado(s) dos documentos de habilitação perante a Fazenda Federal, Estadual e
Municipal, INSS, FGTS e Ministério do Trabalho (CNDT), junto à administração contratante,
para sua devida certificação, conforme disposto no Artigo 29 da Lei 8.666/93 e no Art. 7º do
Decreto Estadual nº 1278, de 17 de fevereiro de 2011;
12.3 O pagamento será creditado em favor da empresa, através de ordem bancária, na entidade
bancária indicada na proposta, cabendo ao interessado informar com clareza o nome do banco,
assim como os números da respectiva agência e da conta corrente em que deverá ser efetivado o
crédito;

12.4 A Administração reserva-se ao direito de descontar da(s) Nota(s) Fiscal(is)/Fatura(s) a


serem pagas, qualquer débito existente da empresa em consequência de penalidade aplicada
durante o fornecimento do objeto;

12.5 Nenhum pagamento será efetuado à empresa, enquanto pendente de liquidação qualquer
obrigação financeira que lhe for imposta, em virtude de penalidade ou inadimplência, sem que
isto gere direito ao pleito de reajustamento ou correção monetária do valor inicial.

13. SANÇÕES ADMINISTRATIVAS

13.1 Estarão sujeitas às penalidades administrativas previstas na Lei n.º 10520/2002 e


subsidiariamente, na Lei n.º 8666/93, a licitante e/ou contratada que:
a) convocada dentro do prazo de validade da sua proposta, não celebrar o contrato, não aceitar ou
retirar a nota de empenho;
b) deixar de entregar ou apresentar documentação falsa exigida para o certame;
c) inexecutar total ou parcialmente qualquer das obrigações assumidas em decorrência da
contratação;
d) ensejar o retardamento da execução do objeto;
e) não mantiver a proposta;
f) falhar ou fraudar na execução do contrato;
g) comportar-se de modo inidôneo;
h) fizer declaração falsa;
i) cometer fraude fiscal.

13.2 A licitante e/ou contratada que cometer qualquer das infrações discriminadas no subitem
acima ficará sujeita, sem prejuízo das demais cominações legais, às seguintes sanções:

a) advertência, por faltas leves, assim entendidas aquelas que não acarretem prejuízos
significativos para a Contratante;
b) multa moratória de 0,5% (cinco décimos por cento) por dia de atraso injustificado e por

ocorrência de fato em desacordo com o proposto e o estabelecido neste instrumento, até o


máximo de 15% (quinze por cento) sobre o valor da parcela inadimplida, recolhida no prazo

máximo de 15 (quinze) dias corridos, uma vez comunicados oficialmente;

c) multa compensatória de 20% (vinte por cento) sobre o valor total do Contrato, no caso de
inexecução total do objeto e pela recusa em retirar a Nota de Empenho, no prazo de 05 (cinco)
dias úteis, após regularmente convocada, recolhida no prazo máximo de 15 (quinze) dias
corridos, uma vez comunicada oficialmente, e sem prejuízo da aplicação de outras sanções
legalmente previstas;

d) Em caso de inexecução parcial, a multa compensatória, no mesmo percentual do subitem


acima, será aplicada de forma proporcional à obrigação inadimplida;

e) suspensão de licitar e impedimento de contratar com o órgão, entidade ou unidade


administrativa pela qual a Administração Pública opera e atua concretamente, pelo prazo de
até dois anos;

f) impedimento de licitar e contratar com o Estado do Amapá com o consequente


descredenciamento do Cadastro Central de Fornecedores do Estado do Amapá, pelo prazo de
até cinco anos;

g) declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública, enquanto


perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação
perante a própria autoridade que aplicou a penalidade, que será concedida sempre que a
Contratada ressarcir a Contratante pelos prejuízos causados;

13.3 Também ficam sujeitas às penalidades do art. 87, III e IV da Lei nº 8.666, de 1993, as
empresas e os profissionais que:

a) tenham sofrido condenação definitiva por praticar, por meio doloso, fraude fiscal no
recolhimento de quaisquer tributos;

b) tenham praticado atos ilícitos visando a frustrar os objetivos da licitação;

c) demonstrem não possuir idoneidade para contratar com a Administração em virtude de atos
ilícitos praticados.
13.4 As sanções previstas nas alíneas a, e, f e g do subitem 10.2 poderão ser aplicadas à empresa
juntamente com as de multa, descontando-a dos pagamentos a serem efetuados;
13.5 A aplicação de qualquer das penalidades previstas realizar-se-á em processo administrativo
que assegure o contraditório e a ampla defesa, observando-se o rito previsto na Lei n.º 12.846/13
(Lei Anticorrupção), no que couber, e, ainda, o procedimento previsto na Lei nº 8.666/93 e na
Lei nº 9.784/99;

13.6 A aplicação das penalidades é de competência dos respectivos órgãos contratantes, devendo
tais ocorrências serem informadas ao órgão gerenciador do Registro de Preços;
13.7 Em atenção ao princípio da proporcionalidade, na estipulação das sanções, a autoridade
competente, deverá considerar a gravidade da conduta do infrator, o caráter educativo da pena, o
grau de comprometimento do interesse público e o prejuízo pecuniário decorrente das
irregularidades constatadas;
13.8 As situações dispostas no art. 78 da Lei 8.666/93 poderão ensejar, a critério da
Administração, a rescisão unilateral do contrato.

14. DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA.

14.1 A despesa com a execução do fornecimento de que trata o objeto desta contratação,
mediante a emissão de nota de empenho, está a cargo do elemento orçamentário de natureza
33.90.30 (no caso de material de consumo) e 44.90.52 ( no caso do material permanente).

Macapá-AP, 15 de março de 2019

MARLÚCIO ANDERSON DA CONCEIÇÃO TRAJANO – TEN QOCBM


Projetista de Programas e Projetos – CPRP/CBMAP

De Acordo,
SANDRO BARROZO SANCHES - MAJ QOCBM
Coordenador de Programas e Projetos – CPRP/CBMAP

Autorizo
WAGNER COELHO PEREIRA - CEL QOCBM
Comandante Geral
Corpo de Bombeiros Militar do Amapá

Você também pode gostar