Você está na página 1de 41

Luiz Márcio Imenes

Marcelo Lellis

Matemática 6
capítulo 10 – Linguagem matemática
capítulo 11 – Áreas e perímetros

YELET/ISTOCK PHOTO
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

KINNEREAN/ISTOCK PHOTO

Neste jogo, o diamante roxo vale um


ponto, o vermelho vale três pontos e
o amarelo dez pontos. Ao abrir a caixa
surpresa, o jogador pode ganhar um
diamante verde e dobrar seus pontos,
mas, se aparecer o branco, perde dez
pontos. A pontuação de um jogo
pode ser obtida por meio de uma
expressão numérica.

1 • 2 • 3 • 4 • 5 • 6 • 7 • 8

EF2_Mat6_mod7.indd 1 4/28/15 9:50 AM


EF2 - 6º ao 9º ano
Ícones utilizados neste material
Atividades Conteúdo digital

Atividade oral Indicador de


multimídia na SDD Para as escolas do UNO Sistema,
este conteúdo pode ser acessado
apenas pelo iPad do professor.
Atividade em
Recurso no Aplicativo UNO
dupla

Atividade em Este conteúdo pode ser acessado


Indicador de SDI também pela Plataforma UNO.
grupo

Atividade com consulta Recurso na Plataforma UNO


à internet

Atividade com Faixa de áudio na


calculadora Plataforma UNO

Cálculo mental WQ WebQuest

TED Atividade na
plataforma Ted-Ed
CAPÍTULO

10 LINGUAGEM
MATEMÁTICA
Expressões numéricas
Janaína, Laura e Pedro disputam um jogo no qual cada partida é composta de
quatro rodadas. Os pontos ganhos são marcados com o sinal de adição (), e os
pontos perdidos são marcados com o sinal de subtração ().
Veja a pontuação de Janaína nas quatro rodadas da 1a partida:

Para calcular o total de pontos de Janaína nessa partida, juntamos


os pontos ganhos e os pontos perdidos nesta expressão numérica:
210 2 80 2 45 1 170

2
EF2_Mat 6· ano_Mod7_3· Prova

EF2_Mat6_mod7.indd 2 4/28/15 9:50 AM


Nessa situação, podemos fazer os cálculos na ordem em que aparecem, da
esquerda para a direita:
210 2 80 2 45 1 170

130

85

255
Portanto, Janaína fez 255 pontos na 1a partida.
Nem sempre, porém, os cálculos de uma expressão numérica podem ser feitos
na ordem em que aparecem. Acompanhe os dois exemplos a seguir.

Exemplo 1
Segundo os médicos, para calcular a massa corporal ideal de uma criança entre 2 e
11 anos de idade, devemos somar 8 ao dobro de sua idade. Veja o exemplo de Marina:
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

Tenho 30 kg, é
quase 28. Tudo bem!
Tenho 10 anos.
Então, eu devo
pesar...

Note que Marina escreveu corretamente a expressão numérica que correspon-


de a essa situação: 8 1 2 3 10 (oito somado ao dobro de dez).
Observe também que, para efetuar os cálculos indicados na expressão, ela pri-
meiro multiplicou 2 por 10 (obtendo 20) e, depois, somou 8 a 20 (para chegar ao
valor final, 28). Nesse caso, não faria sentido efetuar os cálculos na ordem da escrita,
da esquerda para a direita.

Exemplo 2 São 3 colunas de


Observe a caixa de bolas esquematizada abaixo. bolas verdes e 7 colunas
de bolas vermelhas.
Ao todo, são 3  7 colunas,
ou seja, são 10 colunas.

Para saber o total de


bolas, multiplico o número
de fileiras pelo número de
colunas. Como são 5 fileiras,
a caixa tem 5 x 10 bolas,
ou seja, 50 bolas.

Podemos calcular o total de bolas de diferentes maneiras. A figura ao lado mostra


como Edgar pensou.
3

EF2_Mat6_mod7.indd 3 4/28/15 9:50 AM


O raciocínio de Edgar pode ser traduzido pela expressão:
5 3 (3 1 7) 5 5 3 10 5 50
Nessa escrita, usamos parênteses para indicar que primeiro somamos 3 com 7
(obtendo 10) para, depois, multiplicar 5 por 10.

As expressões numéricas e suas regras


Para estimar sua massa corporal, Marina escreveu uma expressão usando nú-
meros e operações matemáticas. Para comunicar o raciocínio de Edgar, também
escrevemos uma expressão numérica.
Esses exemplos mostram que podemos exprimir o raciocínio empregado em
situações que envolvem números e operações escrevendo expressões numéricas,
que fazem parte da linguagem matemática. Portanto, usamos as expressões nu-
méricas para comunicar ideias matemáticas.
Para ser bem compreendida, a linguagem matemática – como qualquer outra –
exige a observação de algumas regras, que você dominará aos poucos. Por enquanto,
lembre-se destas:

Nas expressões numéricas em que Nas expressões numéricas em que

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
não há parênteses, as multiplicações se empregam parênteses, os cálculos
e as divisões devem ser feitas antes indicados dentro deles são feitos antes
das adições e subtrações. dos demais.

Veja mais dois exemplos de resolução de expressão numérica e registro dos cálculos:
15 2 3 3 8 4 6 5 (15 2 3) 3 8 4 6 5

5 15 2 24 4 6 5 5 12 3 8 4 6 5

5 15 2 4 5 5 96 4 6 5

5 11 5 16

CONVERSAR PARA APRENDER

a. De acordo com a regra para cálculo de massa corporal citada no exemplo 1, quantos quilogramas deve ter,
aproximadamente, uma criança de 5 anos?
b. O cálculo usado pelos médicos para estimar quantos quilogramas uma criança deve ter aplica-se a seu caso?
c. Verifique se esse cálculo se aplica ao caso de uma pessoa com 50 anos. Justifique sua resposta.
d. Ao ler o exemplo 2, Sofia pensou de modo diferente do de Edgar e escreveu a expressão: 5 3 3 1 5 3 7. Que
resultado Sofia obteve? Ela pensou corretamente?
e. Por que é necessário combinar certas regras em relação às expressões numéricas? Justifique sua resposta com
exemplos.
f. Agora é para escrever. Forme dupla com um colega, criem um problema e mostrem a resolução por meio de
uma expressão numérica. Bastam duas ou três operações.

EF2_Mat6_mod7.indd 4 4/28/15 9:50 AM


PROBLEMAS E EXERCÍCIOS

1 Efetue mentalmente e registre apenas 4 Em quais das expressões numéricas a 2. a) 17


o resultado: seguir os parênteses são desnecessá- b) 5
rios? Justifique sua resposta. c) 2
d) 1
a) 27 2 2 3 5 5 17 (Dica: Se os parênteses são desneces-
sários, o resultado não se altera quan-
b) (27 2 2) 3 5 5 125 do eles são eliminados da expressão.) 3. a) (18 1 14) 4 2
a) 5 1 (4 3 3) 2 8 b) 16

c) 72 2 (3 1 2 3 9) 5 51 b) (18 2 9) 2 6
c) 18 2 (9 2 6) 4. a) Os parênteses são desnecessários porque,
d) 72 2 (3 1 2) 3 9 5 27
d) 2 3 (5 1 2) com ou sem eles, começamos o cálculo
pela multiplicação.
2 Efetue e registre seu raciocínio como b) São desnecessários porque, com ou sem
5 Com os números 8, 9 e 10, escrevi
foi feito nos exemplos do texto: eles, começamos com o cálculo 18 2 9.
uma expressão que resulta em 8. Veja: c) Nesse caso, os parênteses são
a) 16 1 4 3 4 4 16 8 4 (10 2 9). Agora é com você. Use necessários.
Veja:
b) (16 1 4) 3 4 4 16 esses mesmos números e escreva ex- 18 2 (9 2 6) 5 18 2 3 5 15
c) (16 1 4 3 4) 4 16 pressões que resultem nos seguintes 18 2 9 2 6 5 9 2 6 5 3
d) Também são necessários, senão faríamos
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

d) 200 4 5 4 20 4 2 (Dica: Neste caso, valores: primeiro 2 3 5.


as divisões são efetuadas na ordem a) 18 c) 170
em que aparecem na expressão.) b) 82 d) 2
5. a) 9 3 (10 2 8)
3 Um pediatra receitou algumas gotas 6 a) Calcule: 1 1 2 1 3 3 4 3 5 4 6. b) 8 3 9 1 10
de um remédio cuja dose é calcula- c) 10 3 (8 1 9)
da desta maneira: o número de gotas b) Calcule: 1 3 2 3 3 2 4 1 5 3 6. d) (8 1 10) 4 9
deve ser igual à massa em quilograma c) Este é um problema mais difícil.
da criança somada a 14 e, depois, o re- O valor da expressão
6. a) 13
sultado é dividido por 2. b) 32
1 1 2 3 3 3 4 3 5 3 6
a) Escreva a expressão numérica que
mostra quantas gotas uma criança depende dos sinais que estão fal-
de 18 kg deve tomar. tando. Coloque os sinais das opera- 7. A calculadora cujo resultado é 21.

b) Qual é o resultado da expressão que ções, mas com uma condição: o re-
você escreveu? sultado tem de ser o maior possível!

7 Tenho duas calculadoras, e em cada uma digitei:

1 2 1 3 6 $ 4 5
Veja os resultados no visor:
TISCHENKO IRINA/SHUTTERSTOCK

ALEKSI MARKKU/SHUTTERSTOCK

Qual das duas calculadoras “sabe” as regras para efetuar expressões numéricas?

EF2_Mat6_mod7.indd 5 4/28/15 9:51 AM


AÇÃO • INVESTIGAÇÃO

USANDO AS TECLAS DE MEMÓRIA

Para usar uma calculadora, é preciso conhecê-la. Há vários tipos de máquina e, no exercício anterior, você per-
cebeu que elas não operam todas da mesma maneira. No futuro, você usará máquinas com mais recursos, porém,
agora, vamos utilizar calculadoras simples, como as que são usadas no comércio. Essas máquinas possuem teclas
de memória: M1 , M2 e MRC . Vejamos para que servem.

• Nas calculadoras comuns, se você digitar 2 1 8 # 5 5 , no visor aparecerá 50, porque


elas são programadas para operar na ordem da digitação, isto é, da esquerda para a direita. Entretanto, o valor
correto da expressão 2 1 8 3 5 é 42, porque está combinado que, nesses casos, a multiplicação deve ser feita
antes da adição. Certo?

• Nessas calculadoras, para efetuar 2 1 8 3 5, você digita 2 M 8 # 5 M MRC . Experi-

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
mente: no visor aparecerá 42.

• Atenção: antes de prosseguir, “limpe” a memória digitando MRC M2 MRC . Quando aparecer zero no visor,

faço o novo cálculo.

• Primeiro, calcule mentalmente o valor de 4 3 3 1 5 3 6 2 2 3 7 (Lembre: Faça as multiplicações antes!).

A seguir, digite 4  3 1 5 # 6  2 # 7 5 . Viu o que aconteceu?

• Nas calculadoras comuns, para efetuar 4 3 3 1 5 3 6 2 2 3 7, você digita 4 # 3 M1 5 #


6 M1 2 # 7 M2 MRC . Experimente.

Compreendeu a função das teclas de memória M1 M2 MRC ?

Então, pratique: use as teclas de memória e calcule o valor de cada expressão abaixo.
a) 52 3 17 1 35 3 43 2 389
b) 135 3 55 2 52 3 912 693
c) 48 3 237 2 19 3 73 1 68 3 33 12 233

EF2_Mat6_mod7.indd 6 4/28/15 9:51 AM


PROBLEMAS E EXERCÍCIOS PARA CASA

8 Para cada figura, há uma expressão cujo resultado é o e) 2 3 5 3 (100 2 35 4 5) 5 930


total de bolinhas. Complete-as.
f ) 120 4 (3 3 9 1 13) 5 3
a)
10 Efetue e registre, como nos exemplos do texto:
a) 32 2 24 4 4 4 2 29

2 (3 5) 4 b) 32 2 24 4 (4 4 2) 20
1 1 3
c) (32 2 24) 4 4 4 2 1
b) d) 100 2 40 2 100 4 4 1 1 36
e) 100 2 (40 2 100 4 4) 1 1 86
f ) 100 2 40 2 100 4 (4 1 1) 40

11 Com os números 1, 2, 3 e 4, escrevi uma expres-


são cujo resultado é 7. Veja: (4 1 3) 3 (2 2 1). Use
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

6 3 10 2 3 3 4 esses mesmos números e escreva uma expressão


para cada um destes resultados:
c) a) 14 1 3 2 3 (3 1 4) c) 36 3 3 4 3 (1 1 2)
b) 25 (2 1 3) 3 (4 1 1) d) 5 4 1 3 2 2 3 1

12 Nas expressões seguintes, não foram postos os pa-


(2 1 5) 3 3 rênteses. Coloque-os para obter os resultados dados.
Depois, efetue as expressões para conferir se estão
d) corretos.
a) 33 2 10 1 16 5 7 33 2 (10 1 16) 5 7
b) 35 2 22 2 20 2 13 5 20 35 2 (22 2 20) 2 13 5 20
c) 2 1 3 1 4 3 4 5 36 (2 1 3 1 4) 3 4 5 36
3 3 3 1 4 3 8
d) 2 1 3 1 4 3 5 5 37 2 1 (3 1 4) 3 5 5 37

9 Tente calcular mentalmente, registrando somente as 13 Efetue as próximas expressões para exercitar cálculos
respostas. escritos. Portanto, não use calculadora.
a) 5 555 1 6 666 2 921 3 9 3 932
a) 5 1 4 1 3 3 2 5 15
b) 200 1 954 4 18 2 7 3 15 148
b) 5 1 (4 1 3) 3 2 5 19 c) 6 3 7 3 8 2 675 4 45 4 15 335
d) 2 392 4 23 4 52 4 2 1
c) (5 1 4 1 3) 3 2 5 24
e) 5 000 2 899 2 918 4 9 3 999
d) 2 3 3 3 4 2 36 4 3 5 12 f ) 121 3 104 2 48 720 4 24 10 554

EF2_Mat6_mod7.indd 7 4/28/15 9:51 AM


Expressões com parênteses,
colchetes e chaves
Observe o percurso da bolinha no fliperama
aqui reproduzido.
Vamos descrever esse percurso por meio 9 14 20
2 4
de uma expressão numérica.
7 3
No começo, foram marcados
14 pontos 14. 2 5

Esse valor foi somado a 4 14 1 4.


O total foi multiplicado por
3 (14 1 4) 3 3.
Depois, esse novo total foi
somado a 7 (14 1 4) 3 3 1 7.
E agora, como indicar que esse último resultado foi multiplicado por 2? Para isso,
costumamos usar colchetes, evitando repetir os parênteses:
[(14 1 4) 3 3 1 7] 3 2

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
Em alguns casos, também empregamos chaves.
Se, por exemplo, a bolinha de fliperama fizesse mais 7 pontos e, depois, multipli-
casse o novo total por 2, indicaríamos:
{[(14 1 4) 3 3 1 7] 3 2 1 7} 3 2
Na verdade, parênteses, colchetes e chaves cumprem o mesmo papel e, por isso,
são equivalentes. Poderíamos usar somente parênteses, ou somente colchetes, ou
somente chaves. Portanto, embora não seja usual, está correto escrever a última
expressão desta maneira:
(((14 1 4) 3 3 1 7) 3 2 1 7) 3 2
Veja agora como se efetuam os cálculos indicados nessa expressão:
{[(14 1 4) 3 3 1 7] 3 2 1 7} 3 2 5

5 {[18 3 3 1 7] 3 2 1 7} 3 2 5

5 {[54 1 7] 3 2 1 7} 3 2 5

5 {61 3 2 1 7} 3 2 5

5 {122 1 7} 3 2 5

5 129 3 2 5

5 258
A expressão foi calculada respeitando-se esta regra:

Nas expressões com parênteses, colchetes e chaves, primeiro devem ser efe-
tuados os cálculos que estão entre (parênteses); depois, os que estão entre
[colchetes]; e, finalmente, os que estão entre {chaves}.

EF2_Mat6_mod7.indd 8 4/28/15 9:51 AM


Veja mais um exemplo:
35 2 {2 3 [4 3 (5 1 9) 2 3 3 (6 1 7)] 1 1} 5

5 35 2 {2 3 [4 3 14 2 3 3 13] 1 1} 5

5 35 2 {2 3 [56 2 39] 1 1} 5

5 35 2 {2 3 17 1 1} 5

5 35 2 {34 1 1} 5

5 35 2 35 5

50
Para desenvolver sua habilidade de cálculo, é necessário que, além do cálculo
mental e do uso de calculadora, você exercite o cálculo escrito. Neste capítulo,
tentamos ajudá-lo nisso. Vamos lá?

CONVERSAR PARA APRENDER

a. Por que é importante desenvolver habilidades de cálculo?


b. Observe as três expressões:
• 23 2 (17 2 24 4 8) • 9 4 [23 2 (17 2 24 4 8)] • 50 2 {9 4 [23 2 (17 2 24 4 8)] 1 7}
Efetuando a primeira delas, você pode aplicar o resultado nas outras duas. Explique o que foi dito. (Comece
efetuando a primeira expressão mentalmente.)
c. No texto, foi afirmado que parênteses, colchetes e chaves têm a mesma função, isto é, cumprem o mesmo
papel. Explique essa ideia.
d. Copie no caderno o desenho da máquina de fliperama que aparece no texto, mas invente outro percurso para
a bolinha. Depois, por meio de uma expressão numérica, descreva o percurso que você criou.

PROBLEMAS E EXERCÍCIOS

14 Efetue: 14. a) 237


b) 35
a) 417 2 (33 1 63 1 84) c) {(56 1 11 3 102) 4 [236 2 (303 2 86)]} c) 62
b) 55 2 [(635 2 3 3 5) 4 31]
15. a) {[(14 1 4) 3 2 1 4] 3 2 1 7} 3 2 5 174
15 Descreva o percurso da bolinha no fliperama por meio de uma expressão numérica. b) {[(20 1 4) 3 3 1 4 1 5] 3 2 1 7 1 5 1
1 7} 3 2 5 362
Depois, efetue a expressão para descobrir quantos pontos foram feitos.
a) b)

9 14 20 9 14 20


2 4 2 4
7 3 7 3

2 5 2 5

EF2_Mat6_mod7.indd 9 4/28/15 9:51 AM


16. a) [(60 2 12 4 2) 4 (5 2 291 4 97) 2 7] 3 5 16 Considere a expressão: b) Sem fazer contas, indique qual foi a
b) 100 (60 2 12 4 2) 4 (5 2 291 4 97) 2 7 maior média: Língua Portuguesa ou
a) Multiplique-a por 5 e escreva a ex- Ciências Naturais? Por quê?
pressão resultante. c) Calcule as notas finais das outras dis-
17. a) (6,5 3 1 1 7,0 3 2 1 6,5 3 2 1 7,5 3 3) 4
4857 b) Calcule o valor da expressão obtida ciplinas que aparecem no boletim.
b) Para concluir que Marcela teve maior nota no item anterior. 18 Efetue:
em Ciências sem precisar calcular a média,
observamos que, no 2o e no 3o bimestres, 17 Na escola de Marcela, a nota do aluno a) [5,8 2 (3 3 7,2 2 2 3 9,1) 4 2] 3 2,3
nos quais o peso é 2, ela teve o mesmo
desempenho nas duas disciplinas e, no
é calculada no final do ano por uma b) (3 3 24,2 2 19,3 3 2) 4 (5 3 1,6)
4o bimestre, o ponto a mais em Ciências, média aritmética ponderada. Multi-
com peso 3, supera o ponto a mais em plica-se a nota do primeiro bimestre 19 Leia e resolva.
Português do 1o bimestre.
c) Ciências: 7,25; História: 7,0; Matemática:
por 1, a do segundo por 2, a do ter- a) Vou escrever uma expressão numé-
6,5625 (7,25 pode ser arredondado para ceiro também por 2 e a do quarto por 3. rica. Vou até dizer seu valor. Só que
7,5 e 6,5625 para 6,5). Depois, soma-se tudo e divide-se o re- nela há um número desconhecido
sultado por 8. (n), que você deve descobrir:
Veja parte do boletim de Marcela: 2 3 [3 3 (n 1 5) 1 7] 5 62
18. a) 9,43
b) 4,25 Vou dar uma
Nome: Marcela de Freitas Turma: 6-o B dica: pense
nas operações
Disciplina 1-º 2-º 3-º 4-º Média
19. a) n 5 3 inversas!

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
bimestre bimestre bimestre bimestre
b) y 5 6
Língua
6,5 7,0 6,5 7,5
Portuguesa

Ciências
5,5 6,5 7,0 8,5
Naturais

História 8,0 6,0 7,5 7,0

Matemática 5,0 6,0 6,5 7,5

a) Traduza em uma expressão numé- b) Descobriu o valor de n? Calcule


rica o cálculo da nota final de Mar- agora o valor de y nesta expressão:
cela em Língua Portuguesa. [10 1 (2 3 y 1 5)] 4 9 5 3

PROBLEMAS E EXERCÍCIOS PARA CASA

20 Faça os cálculos das expressões mentalmente.


a) 4 3 10 1 7 3 11 117 c) [630 4 6 1 (80 1 8 3 15)] 4 5 61
b) 97 2 [20 1 (3 3 13 2 2)] 40 d) 3 3 {20 1 [(90 2 6 3 12) 4 6] 2 2} 63
21 Aqui, contamos qual é o resultado da expressão. Você deve descobrir quais são os sinais das operações e escrever a
expressão completa.
a) 3 3 (5 000 2 000) 5 9 000 3 3 (5 000 2 2 000) 5 9 000

b) 6 000 500 12 5 0 6 000 4 500 2 12 5 0

c) (7 000 5 1 500) 2 14 000 5 500 (7 000 1 5 3 1 500) 2 14 000 5 500

d) (3 3 1 500 2 500) (7 500) 5 2 (3 3 1 500 1 2 500) 4 (7 3 500) 5 2

22 a) Efetue a expressão: [6 3 (18 1 8 3 13) 2 7] 3 17 12 325


b) Escreva a expressão cujo valor é a quinta parte da anterior. (Dica: Não é preciso usar chaves.) [6 3 (18 1 8 3 13) 2 7] 3 17 4 5
c) Qual é o valor da expressão do item anterior? 2 465
10

EF2_Mat6_mod7.indd 10 4/28/15 9:51 AM


23 Efetue (sem usar a calculadora, pois é hora de exercitar cálculo escrito): o C
a) (21,5 3 2 1 3,25 3 8) 3 3,7 2 5,83 249,47 Roberto Soares Turma: 6
Nome:
b) [(42 4 8 1 3,8 3 7,3) 2 7,69] 3 2,1 53,13 Disciplina
Arte Geografia
24 Na escola de Roberto, a nota final é calculada deste modo: multiplica-se a nota do Bimestre 9,0
7,0
primeiro bimestre por 2, a do segundo por 2, a do terceiro por 3 e a do quarto por 3. 1-º 7,5
6,5
2-º 8,0
Depois, soma-se tudo e divide-se o resultado por 10. Ao lado, reproduzimos uma 7,5
3-º 6,5
parte do boletim de Roberto. 6,0
4-º
a) Traduza em uma expressão numérica o cálculo da nota final de Roberto em Arte.
(7,0 3 2 1 6,5 3 2 1 7,5 3 3 1 6,0 3 3) 4 10
b) Calcule essa nota final. 6,75
c) Roberto teve melhor desempenho em Arte ou em Geografia?
Em Geografia.
25 Efetue:
a) {400 1 [15 2 (30 2 15)] 3 111 3 111} 4 200 2
b) 188 2 {6 3 [(3 1 7 3 36) 4 (3 1 12) 1 14] 1 2} 0
26 Descubra o número desconhecido (indicado por y na primeira expressão e por t na segunda):
a) 5 3 [2 3 (7 1 y) 2 8] 5 100 y 5 7
b) [(3,1 3 5,2 2 9,12) 4 2 1 t] 3 4 2 2 5 18 t 5 1,5
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

Potência
Você já sabe: a multiplicação é uma maneira de abreviar adições de parcelas
iguais. Com a multiplicação, podemos escrever 7 1 7 1 7 1 7 1 7 de forma mais
curta: 5 3 7.
Agora você vai aprender como abreviar certas multiplicações com um novo
código da linguagem matemática.
Para começar, vamos combinar em trocar o sinal  pelo sinal , que pode ser escrito
mais rapidamente. Por exemplo, em vez de 5  5, escrevemos 5  5.
Observe como podemos abreviar uma multiplicação de fatores iguais:
5  5 5 52 (cinco elevado à segunda potência)
5  5  5 5 53 (cinco elevado à terceira potência)
Entendi. Se o fator
5  5  5  5 5 54 (cinco elevado à quarta potência) 4 se repetir 3 vezes,
Para enriquecer seu vocabulário matemático, aprenda estes nomes: escrevo 4 com um pequeno
3 quase em cima!

potência
43 expoente

base

Assim, a potência de base 4 e expoente 3 é 43 (quatro elevado à terceira potên-


cia). E 43 5 4  4  4 5 64.
Você já conhecia quatro operações matemáticas: adição, multiplicação, subtração
e divisão. Agora conheceu uma quinta: a potenciação.
11

EF2_Mat6_mod7.indd 11 4/28/15 9:51 AM


As potências de expoentes 2 e 3 têm nomes especiais:

52: cinco ao quadrado


23: dois ao cubo

A expressão ao quadrado vem dos números quadrados, que você já conhece.


Observe os exemplos:

• 22 5 2  2 5 4 • 32 5 3 ∙ 3 5 9
4 é um número quadrado. 9 é um número quadrado.

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
A expressão ao cubo vem dos números cúbicos, que você ainda não conhece.
Veja um exemplo:
• 23 5 2 ∙ 2 ∙ 2 5 8
8 é um número cúbico.
8 cubinhos formam um cubo.

CONVERSAR PARA APRENDER

a. Como escrevemos 10 1 10 1 10 1 10 de maneira abreviada? (Não vale dar o resultado!)


b. Como escrevemos 10  10  10  10 de maneira abreviada? (Também não vale dar o resultado!)
c. Você lembra qual é a sequência dos números quadrados? Você é capaz de escrever essa sequência usando
potências?
d. Você conhece um exemplo de outro número cúbico?
e. Agora vamos calcular mentalmente algumas potências:

33 42 92 103 26 120

12

EF2_Mat6_mod7.indd 12 4/28/15 9:51 AM


PROBLEMAS E EXERCÍCIOS

27 Abrevie a escrita de cada expressão e h) 54 5 625


27. a) 8  15 5 120
calcule seu valor. Veja o exemplo: b) 200 2 6  7 5 158
i) 35 5 243 c) 5  12 1 3  25 5 135
d) 2  17  3 2 4  6  3 5 30
j) 105 5 100 000

30 Tente calcular mentalmente e dê o 30. a) 8


resultado: b) 36
c) 27
a) de dois elevado ao cubo. d) 10 000
b) de seis elevado ao quadrado.
a) 15 1 15 1 15 1 15 1 15 1 15 1 c) da potência de base 3 e expoente 32. a) 27
1 15 1 15 também 3. b) 33
b) 200 2 (7 1 7 1 7 1 7 1 7 1 7) d) da potência de base 10 e expoente 4.
c) 12 1 12 1 12 1 12 1 12 1 25 1 31 Complete as tabelas:
1 25 1 25
d) (17 1 17)  3 2 (6 1 6 1 6 1 6)  3 Número 0 1 2 3 4
28 Agora não precisa efetuar. Apenas re-
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

presente cada produto por meio de Seu quadrado 0 1 4 9 16

uma potência:

a) 3  3  3  3 5 34 Número 5 6 7 8 9

b) 12  12  12 5 123 Seu quadrado 25 36 49 64 81

c) 15  15  15  15  15 5 155
Sabendo quanto dá
d) 8  8  8  8  8  8  8 5 87 5  5, fica fácil fazer
0,5  0,5!
e) 9  9  9 5 93

f ) 102  102  102 5 1023

29 Observe o exemplo:
Número 0,2 0,3 0,5 0,7 0,8

Seu quadrado 0,04 0,09 0,25 0,49 0,64

32 Veja um cubo formado por cubinhos.


A quantidade de cubinhos correspon-
de a um número cúbico.

Calcule as potências:
SHUTTERSTOCK
VLADIMIR PRUSAKOV/

a) 43 5 64

b) 110 5 1

c) 25 5 32

d) 82 5 64

e) 103 5 1 000

f ) 010 5 0 a) Qual é o número cúbico?


b) Escreva na forma de potência o nú-
g) 63 5 216 mero cúbico que você obteve.
13

EF2_Mat6_mod7.indd 13 4/28/15 9:51 AM


34. a) 3
33 Conte quantos triângulos iguais a este 34 Lendo a tabela da direita para a esquer-
b) 1 da, você observará que nela há algumas
existem em cada figura abaixo e
regularidades, ou seja, alguns padrões:
expresse o número obtido com uma
potência:
1 1 1 1 1
a) b) c) Potência
30 31 32 33 34 35
? ? 9 27 81 243
Resultado
? ? ∶3 ∶3 ∶3

a) Mantendo as regularidades, qual


deve ser o resultado de 31?
4 5 22 9 5 32 16 5 42 b) E qual deve ser o resultado de 30?

PROBLEMAS E EXERCÍCIOS PARA CASA

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
35 Complete as tabelas:

Número 11 12 13 14 15

Seu quadrado 121 144 169 196 225

Número 1,1 1,2 1,3 1,4 1,5

Seu quadrado 1,21 1,44 1,69 1,96 2,25

36 Efetue:
a) 43 64 c) 26 64 e) 53 125
b) 44 256 d) 27 128 f ) 54 625

37 Sabemos que 5 elevado à sexta potência é 15 625. Agora responda: Partindo de 15 625, que conta você faria para
obter 5 elevado à sétima potência?15 625 ? 5
38 Responda:
a) Que número elevado ao quadrado dá 36? 6
b) Que número elevado ao cubo dá 27?3
c) 16 é a quarta potência de que número? 2
d) O quadrado do número x é 1 369. O número x é maior que 50? Por quê? Não. Porque 502 é 2 500, bem mais que 1 369.
e) Ainda o caso em que x2 5 1 369. O número x é par ou ímpar? Por quê? Ímpar, porque “ele vezes ele” dá ímpar.
f) Não calcule 1723. O resultado é muito grande. Escreva apenas se o resultado é par ou ímpar.
É par, porque par vezes par vezes par dá par.
39 Faça o que se pede.
a) Escreva os resultados de:

102 5 100 103 5 1 000 104 5 10 000

105 5 100 000 106 5 1 000 000

b) Considere a potência 1072. Ao escrever seu resultado sem usar potências, quantos zeros escrevemos? 72 zeros.

14

EF2_Mat6_mod7.indd 14 4/28/15 9:51 AM


40 Complete o diagrama. 2
Horizontais T

1. Dois elevado à quarta potência. R

2. Nome do símbolo a . n
1 Ê
3. Fator que se repete na potenciação. 1 D E Z E S S E I S
4. Quadrado de 10.
X 3
Verticais
2 P O T Ê N C I A
1. Número que indica quantas vezes a base é
O O
multiplicada por si mesma.
2. Número cujo quadrado é 9. 3 B A S E V 4
3. Número que é o quadrado de 3. N 4 C E M

4. Cubo de 10. T I

E L
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

41 Nas expressões numéricas, a regra é efetuar as potenciações antes das multiplicações e das divisões. Observe o
exemplo e, depois, efetue:

Lembrete:
• O sinal ∙ é equivalente ao sinal 
• O sinal ∶ é equivalente ao sinal 

a) 5  42 : 4 20 c) 100  82 : 4 84 e) 10  1,5  22 4
b) 6  32  2  25 4 d) 0,52  0,25 0 f ) 0,32  1,01  0,22 1,14

42 Nas expressões abaixo, demos os resultados, mas não colocamos os parênteses. Coloque os parênteses para que os
resultados fiquem corretos. (Lembre: As potências são calculadas antes das outras operações.)
a) 3  2  7  52  2 3  (2  7)  52  2 c) 22  1,5  2  2  0,5 (22  1,5  2) : 2  0,5
b) 11  2  32  7  7 11  (2  32)  7  7 d) 5  2,5  2  32  14 (5  2,5)  2  32  14

43 Esta questão exige o uso de calculadora.


Observe a sequência de potências de base 5:

52  25 54  625
53  125 55  3 125
Para ver esses resultados no visor de sua calculadora, você pode digitar:

5 # 5 5 5 5 5 ...

Notou que a calculadora “prendeu” a multiplicação por 5? Basta ir pressionando a tecla 5 para as potências
aparecerem. Agora é com você. Escreva a sequência de potências de base 11 (111  11, 112  121 etc.) e descubra
qual é a maior dessas potências que “cabe” no visor de sua calculadora.

15

EF2_Mat6_mod7.indd 15 4/30/15 11:06 AM


PARA NÃO ESQUECER

Expressões numéricas
Para comunicar certos raciocínios que envolvem números e operações, escrevemos expressões
numéricas, que fazem parte da linguagem matemática. Para escrevê-las, além de algarismos e sinais
operatórios, podemos usar parênteses, que interferem no modo de entender a expressão. Vejamos
dois exemplos:

Para indicar o número total de bolinhas Nesse caso, para indicar o número total
coloridas, escrevemos: de bolinhas coloridas, escrevemos:
2∙315 2 ∙ (3 1 5)
que significa “duas vezes três... mais cinco, que significa “duas vezes... três mais cinco,

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
ou seja, onze”. ou seja, dezesseis”.

Percebeu como os parênteses interferem no sentido de uma expressão numérica? É por isso que,
na escrita e no cálculo dessas expressões, é preciso observar algumas regras:

• Em uma expressão numérica sem parênteses e que envolva apenas adições e subtrações, os
cálculos podem ser feitos na ordem da escrita, da esquerda para a direita.
• Em uma expressão numérica sem parênteses e que envolva apenas multiplicações e divisões,
os cálculos devem ser feitos na ordem da escrita, da esquerda para a direita.
• Em uma expressão numérica sem parênteses e que envolva as quatro operações, as mul-
tiplicações e divisões devem ser feitas antes das adições e subtrações.
• Em uma expressão numérica com parênteses, os cálculos indicados dentro deles devem ser
feitos antes dos demais.
• Em uma expressão numérica com parênteses, colchetes e chaves, primeiro devem ser efetua-
dos os cálculos que estão entre (parênteses), depois os que estão entre [colchetes] e, finalmen-
te, os que estão entre {chaves}.

Potências
As potências, que também fazem parte da linguagem matemática, indicam multiplicações nas
quais os fatores são todos iguais. Exemplos:
•  2,73 é o mesmo que 2,7 ? 2,7 ? 2,7.
•  56 significa 5 ? 5 ? 5 ? 5 ? 5 ? 5.
Nas potências, o fator que se repete chama-se base e o número de vezes que ele se repete chama-se
expoente. Assim, em 56, a base é 5 e o expoente é 6.
•  As potências de expoente 2 são chamadas de quadrados: 72 é 7 ao quadrado.
•  As potências de expoente 3 são chamadas de cubos: 123 é 12 ao cubo.

16

EF2_Mat6_mod7.indd 16 4/28/15 9:51 AM


SUPERTESTES

Você terá uma boa noção de seu progresso em Matemática depois de resolver esta sequência de testes e
verificar seus erros e acertos.
Antes de resolvê-los, você pode reler a síntese do capítulo, na seção “Para não esquecer”.
Após resolver os testes, se perceber que está com dificuldade em algum assunto, peça ajuda ao professor.
Cada teste tem apenas uma resposta correta. Mas fique atento! Algumas respostas parecem óbvias, mas
podem ser armadilhas!

1 O resultado de 24 ∶ [(14 2 6) ? 3] é: Para calcular quantas lajotas contornam o retângulo,


a) 9 X c) 1 pode-se efetuar:
b) 8 d) 0 a) 2 ∙ comprimento 1 2 ∙ largura.
X b) (comprimento 1 largura) ∙ 2 1 4.
2 O resultado de (2 100 2 72 ∙ 23) ; 12 é: c) (comprimento 1 2) ∙ 2 1 largura.
a) 704 c) 36 d) comprimento ∙ largura.
X b) 37 d) 21
6 Comprei 18 garrafas de guaraná e 14 de soda, cada
3 O resultado de 2 ? (5,42 1 8,58) 2 0,2 é:
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

uma por 5,20 reais. Paguei com duas notas de 100 reais.
a) 13,8 c) 28 Preciso calcular o troco que receberei. Qual é a formu-
b) 14 X d) 27,8 lação correta desse cálculo?
4 Em uma praça, os canteiros retangulares são gramados a) 200 2 18 2 14
e estão cercados por lajotas quadradas de 1 m de lado, b) 200 2 (18 ∙ 5,20 1 14)
como se vê na figura. c) 200 2 18 ∙ 5,20 1 14
X d) 200 2 (18 1 14) ∙ 5,20

7 Leia as sentenças matemáticas a seguir.


(I) 17 1 17 1 17 1 17 5 4 ∙ 17
(II) 9 ∙ 9 ∙ 9 5 93
(III) 93 5 27
Quais delas estão corretas?
a) I e III.
b) II e III.
X c) I e II.
Quantas lajotas vão cercar um gramado de 3 m por 5 m? d) Todas.
X a) 20 c) 16
8 O quadrado do número 1,4 é:
b) 18 d) 14
a) 19,6 c) 2,8
5 Veja: b) 5,6 X d) 1,96

9 O valor de 32 1 23 1 24 2 42 é:
X a) 17 c) 12
b) 15 d) 49

10 Qual é o número que, elevado à terceira potência, dá


216?
a) 4
X b) 6
comprimento do gramado 5 3
largura do gramado 5 2 c) 8
contorno 5 14 lajotas d) 16

17

EF2_Mat6_mod7.indd 17 4/28/15 9:51 AM


CAPÍTULO

11 ÁREAS E
PERÍMETROS
Noção de área
É tempo de festa junina na escola. Os alunos vão dançar quadrilha e haverá bar-
racas vendendo doces e salgados típicos.
Na escola, há dois pátios. Um é chamado pátio xadrez, e o outro pátio da zebra.
Foi combinado que as barracas seriam instaladas no pátio maior. Porém, surgiu
uma dúvida: qual dos pátios é o maior?

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
O pátio
da zebra é
Acho que não.
maior.

Observando bem, você perceberá que as lajotas dos dois pátios têm o mesmo
tamanho. Por isso, podemos comparar o tamanho dos pátios contando quantas
lajotas há em cada um. Assim se resolve o problema: o pátio que tem mais lajotas
é o mais espaçoso, ou seja, é o que tem maior área. Considerando a lajota como
unidade de medida, a área de cada pátio é o número de lajotas contidas nele.
Nem sempre podemos obter a área de uma superfície usando uma lajota como
unidade de medida. Há muito tempo, foram criadas unidades de medida de área
que são universais. Entre essas unidades, as mais utilizadas são o metro quadrado
(m2), o quilômetro quadrado (km2) e o centímetro quadrado (cm2). Um centí-
metro quadrado corresponde à área de um quadrado com lados de 1 cm:

1 centímetro quadrado ou 1 cm2

18

EF2_Mat6_mod7.indd 18 4/28/15 9:51 AM


CONVERSAR PARA APRENDER

a. Em uma primeira olhada, qual dos dois pátios parece ter maior área?
b. Qual é a área do pátio da zebra? E a do pátio xadrez? Qual é o pátio mais espaçoso?
c. No texto, a lajota foi considerada uma unidade de medida. O que é uma unidade de medida em sua opinião?
d. Você se lembra de alguma situação do dia a dia em que é preciso saber a área de uma superfície?
e. No texto, foi afirmado que nem sempre as lajotas podem ser usadas como unidade de medida de área.
Explique o porquê dessa afirmação.
f. Uma unidade de medida muito usada é o metro quadrado. Alguém sabe o que é isso?

PROBLEMAS E EXERCÍCIOS

1 Os polígonos A, B e C foram construídos com quadradinhos iguais:


Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

1. a) B (44 quadradinhos).
b) C (36 quadradinhos).
A B C

2. a) 154
b) 44 (lembre-se de que não há rodapé nas
aberturas das portas).

a) Qual polígono tem maior área?


b) Qual polígono tem menor área?
2 Temos a seguir duas vistas de uma mesma sala. Observe as lajotas do piso e os ladrilhos
do rodapé.
porta
Atenção! Nas
aberturas das portas,
não há rodapé.
porta

ladrilho do rodapé lajota do piso


Vista em perspectiva Planta

Responda, tendo como base o desenho da vista em perspectiva e o da planta:


a) Quantas lajotas há no piso?
b) Quantos ladrilhos há no rodapé?

19

EF2_Mat6_mod7.indd 19 4/28/15 9:51 AM


4. a) Porque os quadradinhos que 3 Observe as formas desenhadas na malha de triângulos equiláteros:
formam A não são iguais aos
quadradinhos que formam B.
B
b) Área de A 5 42; E
Área de B 5 48. A t
c) Área de A 5 10,5;
Área de B 5 12.
d) B
C D

Considerando o triângulo t como unidade de medida de área, complete a tabela com


o nome das formas e suas respectivas áreas:

Forma A B C D E

Nome hexágono hexágono sem nome retângulo trapézio

Área 6 18 21 12 36

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
4 Veja os polígonos A e B:
A

a) Apenas contando quantos quadrados formam cada polígono, não podemos dizer
que a área de A é maior que a de B. Por quê?
b) Uma informação: Cada grupo de 4 quadrados do polígono A forma um dos quadra-
dos do polígono B. Considerando o menor quadrado como unidade de medida, qual
é a área de cada polígono?
c) Qual é a área de cada polígono se considerarmos o maior quadrado como unidade
de medida?
d) Afinal, que polígono tem maior área: A ou B?

5 Nesta malha, cada quadrado tem 1 cm2. Escreva a área de cada região colorida em
centímetro quadrado.

C
D
A B E

2,5 cm2

4,5 cm2
3 cm2

4 cm2 3,5 cm2

20

EF2_Mat6_mod7.indd 20 4/28/15 9:51 AM


PROBLEMAS E EXERCÍCIOS PARA CASA

6 Examine bem as figuras. Depois, complete a tabela:


B
Área
C
Polígono Unidade u Unidade U
A
A 6 3

B 48 24

C 32 16

unidade u unidade U

7 Aumentando a unidade de medida, o número que expressa a área aumenta ou diminui? Tente explicar por que isso
ocorre. Diminui.
8 Cada quadrado da malha abaixo tem área igual a 1 cm2. Você já sabe que o perímetro de um polígono é a soma das
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

medidas de seus lados. Com base nessas informações, complete a tabela:

Polígono A B C D E F

Área (cm2) 8 5 11 8 14 5

Perímetro (cm) 14 12 24 12 24 12

A B C

D E

21

EF2_Mat6_mod7.indd 21 4/28/15 9:51 AM


9 Nas figuras do exercício anterior, encontre exemplos de polígonos de:
a) mesma área e mesmo perímetro. B e F.
b) mesma área e perímetros diferentes. A e D.
c) áreas diferentes e mesmo perímetro. B e D, D e F ou C e E.
d) áreas diferentes e perímetros diferentes. A e B. (Há outros exemplos.)
10 Observe esta vista superior:

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
ladrilho do rodapé lajota do piso

a) Quantas lajotas foram usadas no piso? 135


b) O comprimento total do rodapé equivale ao comprimento de quantos ladrilhos? 44

Área de retângulos

Ah, é? Então, calcule


Eu já sei É só contar a área dessas paredes
calcular a área de quantos quadrados contando quadrados...
um retângulo! há dentro dele.

22

EF2_Mat6_mod7.indd 22 4/28/15 9:51 AM


Obter a área de retângulos “grandes” contando um a um os quadrados unitários é
de fato trabalhoso. Mas, pensando um pouco, podemos calcular a área de qualquer
retângulo sem tanto esforço. Para você saber como, vamos calcular a área de um
retângulo com 80 cm de comprimento e 37 cm de largura (será um retângulo imagi-
nário, porque ele não caberia nesta página!).
• No lado de 80 cm, imaginamos uma fileira de 80 quadrados, cada um com 1 cm2.
• Repetindo essa fileira 37 vezes, cobrimos o retângulo todo, porque o outro lado
tem 37 cm.

80 quadrados

37 fileiras
de 80
quadrados

• Concluímos que o retângulo com 80 cm de comprimento e 37 cm de largura


tem 37 ∙ 80 quadrados de 1 cm2. Como 37 ∙ 80 5 2 960, a área desse retângulo
é 2 960 cm2.
Podemos repetir esse raciocínio com outros números, para obter a área de
qualquer retângulo. Então, vamos fazer uma generalização, isto é, tirar uma con-
clusão válida para todos os retângulos que podemos imaginar: a área de qualquer
retângulo é igual ao comprimento multiplicado pela largura.
Essa conclusão geral pode ser escrita desta maneira resumida:

 largura
Esta é a
c fórmula da
comprimento área do
retângulo.

A=c∙

Na fórmula, a letra A representa a área do retângulo, c representa o comprimento


e  representa a largura. Se as medidas c e  estiverem em centímetro, a área será
indicada em centímetro quadrado.
Esse raciocínio se aplica igualmente ao quadrado: a fórmula da área do retângulo
também serve para calcular a área do quadrado.
23

EF2_Mat6_mod7.indd 23 4/28/15 9:51 AM


Portanto:

Esta é a
 fórmula da
área do
quadrado.

A=∙
ou
A = 2

CONVERSAR PARA APRENDER

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
a. Você sabe explicar por que o quadrado pode ser considerado um tipo especial de retângulo?
b. Qual é a área de um quadrado com 5 cm de lado? E a de um com 9 cm de lado? E a de um com 2 cm de lado?
c. Na sua opinião, o que é “fazer uma generalização”?

PROBLEMAS E EXERCÍCIOS

11. a) p 5 54 cm e A 5 162 cm2. 11 Calcule o perímetro e a área de: los mesmo quando a medida de
b) p 5 52 cm e A 5 169 cm2.
a) um retângulo com lados de 18 cm um lado é um número fracionário?
e 9 cm.
13 Juliana se propôs cobrir toda a super-
12. a) 12,5 cm2 b) um quadrado com lados de 13 cm.
fície de um cubo com 6 cm de ares-
b) A 5 c ?  5 5 cm ∙ 2,5 cm 5 12,5 cm2
c) Espera-se que os alunos percebam 12 Observe a figura: ta utilizando quadradinhos coloridos
que sim. com 1 cm2. Ao todo, de quantos qua-
1 cm
dradinhos ela vai precisar?
0,5 cm
1 cm
13. 216

a) Obtenha a área do retângulo verme- 6 cm


lho contando quantos centímetros
quadrados cabem nele.
b) Calcule a área do mesmo retângulo
usando a fórmula.
c) Você acha que a fórmula A 5 c ? 
serve para obter a área de retângu-
24

EF2_Mat6_mod7.indd 24 4/28/15 9:51 AM


14 Obtenha a área do polígono. 14. 14 cm2
Sugestão
Imagine o polígono dividido
em dois retângulos.

5 cm

1 cm 1 cm

2 cm

4 cm 4 cm

3 cm 3 cm
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

15 Meça as figuras e calcule as áreas coloridas. 15. a) 20 cm2


b) 29,75 cm2
c) 11,5 cm2
a) c)
2 cm 3,5 cm

1 cm
2 cm 2 cm

2 cm
1 cm

3,5 cm

4 cm

4 cm

b)
6 cm

2,5 cm 6 cm

2,5 cm

25

EF2_Mat6_mod7.indd 25 4/28/15 9:51 AM


PROBLEMAS E EXERCÍCIOS PARA CASA

16 Usando 22 palitos de fósforo e sem quebrar nenhum, é


possível construir 5 retângulos diferentes, cada um usan-
do os 22 palitos. Como no exemplo ao lado, desenhe-os,
anotando as dimensões (comprimento e largura) e a área.

17 Com base no problema anterior, responda:


a) Qual é o perímetro de cada retângulo?
Todos têm perímetro igual a 22 p.
b) Que retângulo tem a menor área?
O retângulo que tem lados 10 p e 1 p.
c) Que retângulo tem a maior área?
O retângulo que tem lados 6 p e 5 p.

18 Calcule a área de um quadrado cujo perímetro é 202 cm. 2 550,25 cm 2

19 Calcule o perímetro de um quadrado cuja área é 169 cm2. Faça tentativas para encontrar a medida do lado do quadrado.
52 cm

20 Observe a caixa, feita com retângulos de papel-cartão e fita adesiva:

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
10 cm

20 cm
15 cm

a) Quantos centímetros quadrados de papel-cartão foram gastos nessa caixa? 1 000 cm2
b) Quantos centímetros de fita adesiva foram gastos? 110 cm
Uma figura parece
metade de retângulo.
21 Calcule a área de cada figura: A outra eu vou
a) 6 cm2 b) 12 cm2 subdividir.
2 cm

3 cm
3 cm

4 cm
6 cm

26

EF2_Mat6_mod7.indd 26 4/28/15 9:51 AM


Unidades de medida de área
No começo do capítulo, vimos algumas unidades de medida de área usadas
com frequência, como o centímetro quadrado, o metro quadrado e o quilômetro
quadrado.
O centímetro quadrado (cm2) apareceu em vários problemas e exercícios que 1 cm
você resolveu até aqui. 1 cm
Vejamos em que situações as outras duas unidades de área são usadas.
O metro quadrado (m2) corresponde à área de um quadrado com 1 m de lado.
É uma unidade conveniente para expressar a área das dependências de uma casa,
de um terreno, de um tapete etc.

O piso desta sala tem


Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

aproximadamente 20 m2 de área.
Nele, as crianças pintaram 1 m2.

O quilômetro quadrado (km2) corresponde à área de um quadrado com 1 km de


lado. É uma unidade adequada para expressar a área de grandes extensões, como
a de municípios, estados e países.

Praça
Bandeirantes
Av. Prof. Alfredo
Al de Castro
.d N
os
Av. Goiás
Av

Bu
rit
.T

is
oc
an
tin
s

Praça Dr. Pedro


Bosque Ludovido
dos Buritis Centro
Av. Universitária Cívico

Esta planta
Av representa um
Av. Assis Chateaubriand . R. Kennedy trecho da cidade
de Goiânia.
A região
delimitada tem
0m 200 400 600 800 1000 1 km2 de área.

27

EF2_Mat6_mod7.indd 27 4/28/15 9:51 AM


O MILÍMETRO QUADRADO É MUITO PEQUENO!
Veja o tamanho dele: 1 mm2
Ele somente é usado em situações

ANDREW SYRED/SCIENCE PHOTO LIBRARY/LATINSTOCK


especiais, que exigem muita precisão.
Na foto ampliada, podemos compará-
-lo com o tamanho de uma formiga.

Formiga carrega um microchip que mede 1 mm2,


em imagem obtida no Centro de Tecnologia de
Precisão da Universidade
de Huddersfield, em Londres.
O centro é o primeiro, no Reino Unido, a calibrar
instrumentos com precisão de até
1 décimo de milésimo de milímetro.

Para saber quantos metros quadrados há em 1 km2, imagine um quadrado com


1 km de lado. Também podemos dizer que esse quadrado tem 1 000 m de lado,
porque 1 km tem 1 000 m.

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
1 km Agora, vamos calcular a área desse quadrado:
• área em quilômetro quadrado:
1 km  1 km 5 1 km2
1 km 1 000 m
• área em metro quadrado:
1 000 m  1 000 m 5 1 000 000 m2
1 000 m • Concluímos que 1 km2 5 1 000 000 m2.

CONVERSAR PARA APRENDER

a. Quantos metros quadrados tem o piso de sua sala de aula? Faça estimativas.
b. Quantos ladrilhos quadrados com 20 cm de lado cabem em 1 m2 de parede? Quem resolver pode explicar no
quadro.
c. Na planta de Goiânia, mostrada na página anterior, x milímetros representam 100 m. Descubra o valor de x.
d. Imagine um “quadradão” com 1 km2. Agora, faça uma estimativa: aproximadamente quantos quarteirões ele
contém?
e. Na legenda da foto da formiga carregando um microchip, foi citado um minúsculo comprimento. Expresse,
com números, esse comprimento em milímetro.
f. Para ladrilhar um piso, um pedreiro cobra por metro quadrado. Crie um problema sobre quanto se gasta para
ladrilhar um piso. Escreva o problema em seu caderno e, depois, resolva-o.

28

EF2_Mat6_mod7.indd 28 4/28/15 9:51 AM


PROBLEMAS

22 Os campos oficiais de futebol não têm 25 Para expressar a área de sítios ou fa- 22. a) Sim.
todos o mesmo tamanho, mas a linha zendas, usamos uma unidade de me- b) 7 350 m2
de meta (largura) deve ter entre 45 m dida chamada hectare (ha). Um hec-
e 90 m, e a linha lateral (comprimento) tare corresponde a 10 000 m2. Imagine 23. a) 250 m2
entre 90 m e 120 m. Esses valores são um terreno retangular com área de b) 7 350 ∶ 250 5 29,4
definidos pela Fifa (Federação Interna- 1 ha. Se um dos lados do terreno mede c) 29

cional de Futebol). 50 m, quanto mede o outro lado?


24. a) 100 cm
26 Quem tem razão: a jogadora da equi- b) 1 m2
pe vermelha ou a da equipe verde? c) 10 000 cm2
d) 1 m2 5 10 000 cm2
70 m Justifique sua resposta, porque já lhe
dissemos as dimensões de um campo
de futebol. 25. 200 m
105 m
Eu acho que em Eu acho que
a) O campo de futebol ilustrado aqui 1 km2 cabem uns 10 cabem mais de
tem dimensões oficiais? campos de futebol. 100 campos!
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

b) Qual é sua área?

23 A casa de Luzia foi construída em um


terreno retangular de 10 m de frente e
25 m de fundo.
a) Qual é a área do terreno?
b) A área do campo de futebol do pro-
blema anterior é quantas vezes a área
do terreno?
c) Esta pergunta é mais difícil: Quan-
tos desses terrenos inteiros cabe-
riam dentro do campo de futebol?
(Dica: Esta questão não tem a mes-
ma resposta que a anterior.)

24 Responda:
a) O lado de um quadrado é 1 m. Quan- 27 Uma sala retangular tem 3,5 m de com- 26. A jogadora da equipe vermelha.

to mede esse lado em centímetro? primento e 2,5 m de largura.


b) Qual é a área desse quadrado em a) Dê as dimensões da sala em centí- 27. a) 350 cm e 250 cm.
metro. b) 87 500 cm2
metro quadrado? c) 35
c) Qual é a área desse quadrado em b) Calcule a área da sala em centíme-
centímetro quadrado? tro quadrado.
d) De acordo com as respostas an- c) Quantas lajotas quadradas com
teriores, um metro quadrado tem 50 cm de lado são necessárias para
quantos centímetros quadrados? revestir o chão da sala?

29

EF2_Mat6_mod7.indd 29 4/28/15 9:51 AM


PROBLEMAS PARA CASA

28 Complete as tabelas:

Medida do Medida de
5 6 6 11
lado do 10 12 13 15 um lado (m)
quadrado (m)
Medida do
16 17 18 13
outro lado (m)
Área (m )2
100 144 169 225
Área do
80 102 108 143
retângulo (m2)

29 Para construir cada metro quadrado de um telhado, são necessárias 15 telhas. Quantas dessas telhas serão usadas
para fazer um telhado retangular de 12 m por 15 m? 2 700 telhas.
30 a) Qual é a área de um sítio, aproximadamente retangular, com 1 km de comprimento e 250 m de largura, em
quilômetro quadrado? 1 km ∙ 0,25 km = 0,25 km2
b) Qual é a área desse sítio em metro quadrado? 250 000 m2

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
c) Qual é a área desse sítio em hectares? 25 hectares. 195 km
31 O mapa do estado de Minas Gerais foi desenhado em uma malha qua-
driculada. O lado de cada quadrado representa 195 km.
a) Vamos fazer aproximações. Cada quadrado verde, ou cada pedaço
de quadrado verde, vai valer 1 unidade de área. Cada pedaço de qua-
drado laranja vai valer 0,5 unidade de área. O restante será desprezado.
Quantas unidades de área tem o mapa aproximadamente? 15
b) Determine a área de cada quadrado em quilômetros quadrados.
38 025 km2
c) Qual é, aproximadamente, a área de Minas Gerais em quilômetros
quadrados? 570 375 km2
32 No início deste capítulo, foi apresentada uma escola com dois pátios. Sabendo que o pátio xadrez tem 96 m2 de
área, descubra qual é, em metro quadrado:
a) a área de uma lajota; 0,64 m2
b) a área do pátio da zebra; 92,16 m2
c) a medida do lado de cada lajota. 0,8 m
33 Você já adquiriu muitos conhecimentos sobre medidas. Sabe medir comprimentos e calcular a área de um retângulo.
Tem noções do que são quilograma e litro, sabe medir o tempo, e muito mais.
Então, faça um resumo desses conhecimentos. Resposta pessoal.
Organize seu texto abordando estes itens:
a) a importância de dominar conceitos relacionados a medidas;
b) as unidades de medida e os instrumentos que usamos para medir;
c) as principais unidades de comprimento, de área, de massa e, finalmente, de tempo; exemplifique o uso de
cada unidade.

30

EF2_Mat6_mod7.indd 30 4/28/15 9:51 AM


PARA NÃO ESQUECER

Perímetro e área
Algumas figuras planas, como círculos e polígonos, são delimitadas por um contorno, que é uma
linha fechada. O comprimento dessa linha é o perímetro da figura. A extensão da superfície dessa
figura é sua área.
Para compreender essas ideias, pense em um campo de futebol cercado. A área do campo dá ideia
de sua extensão: ela está relacionada com, por exemplo, a quantidade de placas de grama que
foram usadas para cobri-lo. Já o perímetro do campo equivale aos metros de cerca necessários para
contorná-lo.

Unidades de medida para perímetro e área


O perímetro de uma figura, que é um comprimento, pode ser expresso em centímetro (cm), metro (m),
quilômetro (km), entre outras unidades de medida.
A área da figura pode ser indicada em centímetro quadrado (cm2), metro quadrado (m2), quilômetro
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

quadrado (km2) etc.


O centímetro quadrado pode ser desenhado em uma página deste livro. Já o metro quadrado não
cabe aqui; ele poderia ser desenhado no chão de um pátio. Desenhar um quilômetro quadrado seria
bastante complicado, mas podemos imaginá-lo como parte de uma cidade.
Em cada caso, é preciso escolher a unidade de medida mais adequada. Quando se pretende forrar
o chão de uma sala com carpete, as unidades mais adequadas são o metro e o metro quadrado.
Quando nos referimos a um grande lago, convém expressar seu perímetro em quilômetro e a área de
sua superfície em quilômetro quadrado.

Fórmula da área de um retângulo


A área de qualquer retângulo pode ser determinada pela seguinte fórmula:

y
Axy Se os lados de um retângulo têm medidas x e y, sua
área A pode ser calculada multiplicando-se x por y.

z Quando os lados de um retângulo são iguais, ele


A  z2 é chamado de quadrado. Portanto, a área de um
quadrado é o quadrado da medida de seu lado.

31

EF2_Mat6_mod7.indd 31 4/28/15 9:51 AM


SUPERTESTES

Para as questões 1, 2, 3 e 4, considere as figuras 6 Qual é a área da figura?


abaixo, sendo o triângulo T a unidade de área.
2 cm
A
C E
5 cm
F 3 cm
L
B
D
T
6 cm
X a) 12 cm2 c) 17 cm2
1 Sobre os polígonos A e E, é verdade que eles têm: b) 14 cm2 d) 41 cm2
a) áreas e perímetros iguais. 7 A área de um quadrado com 500 m de lado é igual a:
X b) perímetros iguais e áreas diferentes. 1
c) áreas iguais e perímetros diferentes. a) do quilômetro quadrado.

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
2
d) áreas diferentes e perímetros diferentes.
1
2 Um polígono com a mesma área do polígono C é: b) do quilômetro quadrado.
3
X a) A 1
b) B c)
X do quilômetro quadrado.
4
c) E
1
d) D d) do quilômetro quadrado.
8
3 A área do polígono de maior área é igual a: 8 Uma área de 2 m2 equivale a quantos centímetros
a) 15 quadrados?
b) 18 a) 20 cm2 c) 2 000 cm2
c) 21 b) 200 cm2 X d) 20 000 cm2
X d) 24
9 Uma área de 3 km2 equivale a quantos metros qua-
4 A área de um polígono é 15 T. Se mudarmos essa drados?
unidade para L, (do polígono L), ela será:
X a) 3 000 000 m2
a) 30 L
b) 300 000 m2
b) 10 L
c) 30 000 m2
X c) 7,5 L
d) 3 000 m2
d) 5 L
5 Um terreno retangular tem área de 450 m2. O com- 10 Um sítio retangular tem 600 m de compri­mento e
primento do terreno é 25 m. Qual é o perímetro do 200 m de largura. Sabendo que 1 hectare é igual a
terreno? 10 000 m2, conclui-se que a área do sítio é:
a) 18 m a) 1,2 hectare.
b) 43 m b) 120 hectares.
X c) 86 m X c) 12 hectares.
d) 94 m d) 1 200 hectares.

32

EF2_Mat6_mod7.indd 32 4/28/15 9:51 AM


CONFERINDO RESPOSTAS

Como sei se acertei?


Quando você resolve um problema, acertou ou não uma resposta. Isso
quer logo saber se acertou, não é? Se é necessário porque, para os pro-
estiver na sala de aula, poderá conferir blemas que enfrentará na vida, não
com os colegas ou esclarecer dúvidas haverá resposta em livro algum.
com o professor. Mas, em casa, estu- Além disso, em sua futura ativida-
dando sozinho, como fazer? de profissional, quem decidirá se
Esta seção pretende ajudá-lo nisso. as soluções adotadas estão certas
Aqui há comentários e respostas dos será você.
“Problemas e exercícios para casa” e dos • Por esses motivos, não vamos lhe
“Supertestes”. Para as demais atividades, fornecer as respostas de todas as
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

consulte seu professor. questões. Às vezes, iremos ensiná-lo


Atenção para estas orientações: a conferir sua resposta. Outras vezes,
daremos a resposta de uma parte da
• Resolver um problema não é ape-
questão ou somente uma pista, para
nas apresentar uma resposta; o
que você verifique se está no cami-
fundamental é expor um raciocínio.
nho certo e siga em frente. Assim,
Por essa razão, de nada valerá sim-
acreditamos contribuir para a cons-
plesmente copiar a resposta. Preo-
trução de sua autonomia.
cupe-se sempre com o porquê de
um resultado. Toda vez que consultar esta seção,
lembre-se dessas orientações.
• Nosso objetivo é que você, aos pou-
cos, aprenda a descobrir sozinho se Bom trabalho!

33

EF2_Mat6_mod7.indd 33 4/28/15 9:51 AM


PROBLEMAS E EXERCÍCIOS PARA CASA

Capítulo 10 37 15 625 ? 5

Linguagem matemática 38 c) 2
d) Não. Porque 502 é 2 500, bem mais que 1 369.
8 a) 2 1 (3 1 5) 3 4
39 a) 106 5 1 000 000
9 e) 930
41 a) 20
f ) 3
b) 4
10 a) 29 c) 84
b) 20 d) 0
c) 1
e) 4
d) 36
f ) 1,14
e) 86
f ) 40 42 d) (5 2 2,5) ∙ 2 1 32 5 14

11 c) 3 3 4 3 (1 1 2) 43 Ajuda: O expoente da potência procurada é menor


que 9.
12 b) 35 2 (22 2 20) 2 13 5 20

Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
13 Não esqueça: você deve explicar por que as respostas
Capítulo 11
são essas.
a) 3 932 Áreas e perímetros
b) 148
c) 335 6 Ajuda: O polígono B tem área 48 quando a unidade
d) 1 é u.
e) 3 999 7 Diminui. A explicação é por sua conta.
f ) 10 554
8 Ajuda: O polígono D tem 8 cm2 de área e
20 c) 61 12 cm de perímetro.
d) 63
9 c) B e D são um exemplo (há outros).
21 b) 6 000 4 500 2 12 5 0
d) (3 3 1 500 1 2 500) 4 (7 3 500) 5 2 16 Um deles tem lados de 6 p e 5 p, com área de 30 p2.

22 c) 2 465 17 c) O de lados 6 p e 5 p.

23 a) 249,47 18 2 550,25 cm2. Mas você deve mostrar seus cálculos.


b) 53,13
19 52 cm
24 c) Roberto teve melhor desempenho em Geografia.
20 b) Ajuda: Foram gastos mais de 100 cm de fita
25 a) 2 adesiva.
b) 0
21 b) 12 cm2
26 a) Ajuda: Para saber se acertou, faça assim: na
expressão matemática do problema, substitua a 28 Ajuda: Quando a área é 225 m2, o lado do quadrado é
letra y pelo número que você encontrou; faça os igual a 15 m.
cálculos e veja se dá certo.
29 2 700 telhas. Explique o porquê.
b) t 5 1,5
30 c) 25 ha
35 Ajuda: 152 5 225 e 1,52 5 2,25
31 c) 570 375 km2
36 d) 128
f ) 625 32 c) 0,8 m

34

EF2_Mat6_mod7.indd 34 4/30/15 11:51 AM


SUPERTESTES

Capítulo 10 Capítulo 11

Linguagem matemática Áreas e perímetros

1 c 6 d 1 b 6 a
2 b 7 c 2 a 7 c
3 d 8 d 3 d 8 d
4 a 9 a 4 c 9 a
5 b 10 b 5 c 10 c
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

35

EF2_Mat6_mod7.indd 35 4/28/15 9:51 AM


36

EF2_Mat6_mod7.indd 36
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

4/28/15 9:51 AM
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

EF2_Mat6_mod7.indd 37
37

4/28/15 9:51 AM
38

EF2_Mat6_mod7.indd 38
Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.

4/28/15 9:51 AM
EF2_Mat6_mod7.indd 39 4/28/15 9:51 AM
978-85-8247-687-1
49015545

EF2_Mat6_mod7.indd 40 4/28/15 9:51 AM

Você também pode gostar