Você está na página 1de 3

O QUE ESPERAR DA LOGÍSTICA INTERNACIONAL PÓS-PANDEMIA?

O que esperar da logística internacional pós-pandemia?

EXPORTAÇÃO|IMPORTAÇÃO

O que esperar da logística internacional pós-pandemia?

2020 foi um ano de muitas mudanças no mundo todo, e na logística internacional não foi diferente. Isso porque
os efeitos da pandemia do coronavírus refletiram na adoção de novas estratégias em inúmeros setores.

Agora, enquanto a ciência e a saúde avançam na busca por soluções de combate à Covid-19, especialistas
compartilham suas visões sobre o que podemos esperar para o cenário pós-pandemia.

Na logística internacional, por exemplo, muito se fala sobre as novas perspectivas do mercado. Elas são
influenciadas pelas mudanças de comportamento e econômicas registradas no mundo todo. Além disso, é
observado como cada modal tem sido impactado e como funcionarão após a contenção da doença.

Pensando nisso, listamos aqui as principais observações e tendências compartilhadas sobre o cenário pós-
pandemia. Desta forma, esperamos ajudar você a se antecipar e manter as operações de comércio exterior com
alta eficiência e assertividade.

Então, siga com a leitura e acompanhe informações que vão ajudar seus negócios a manter as estratégias de
logística internacional à frente dos cenários!

O que mudou na logística internacional devido à pandemia?

Em dezembro de 2019, foi registrado o primeiro caso de Covid-19, em Wuhan, na China. Esta informação foi
lembrada pelo veículo “Isto É Dinheiro” em publicação sobre um ano do primeiro caso e a evolução da doença.
Desde então, o mundo enfrenta uma “corrida contra o tempo” para conter o contágio, sendo que muitos países já
encaram a segunda onda.

Neste sentido, acontecem os lockdowns, restrições de atividades sociais e isolamento social, entre outras
estratégias. Elas impactam diretamente negócios de diversos setores, incluindo as atividades da logística
internacional.

Quais foram as principais mudanças?

Conforme discutido em webinar na Câmara Árabe, compartilhado pela Agência de Notícias Brasil-Árabe, logo no
início da chegada do coronavírus no Brasil, os transportes e portos se adaptaram de forma ágil.
Os participantes observaram, por exemplo, que a crise contribuiu com a aceleração do uso de ferramentas digitais
na logística. Até mesmo o Radar Siscomex (Sistemas de Comércio Exterior) adotou a digitalização a favor da
simplificação das operações de comércio exterior, como publicamos aqui no blog.

Além disso, adotaram-se outras estratégias para realizar o abastecimento dos países. Portos e transportes
ferroviários, rodoviários e aéreos adaptaram seus sintemas, por exemplo.

No webinar, a coordenadora de desenvolvimento de transportes da CNT (Confederação Nacional do Transporte),


Fernanda Rezende, lembrou por exemplo da crise dos contêineres. Eles ficaram retidos em diversos portos devido
ao rígido controle da doença. Houve ainda a proibição da troca de tripulação de navios no modal marítimo.

Vale recordar ainda que a pandemia também afetou o modal aéreo, uma vez que o fechamento de fronteiras e
outras restrições de circulação impactaram diretamente o funcionamento dos aeroportos, incluindo o transporte
de passageiros.

Com isso, muitas empresas aéreas usaram aviões de transporte de passageiros para mover cargas essenciais
internacionais.

O que esperar da logística internacional pós-pandemia?

O fechamento de fronteiras e outras restrições de circulação impactaram diretamente o funcionamento de


aeroportos e a logística internacional.

Confira 3 tendências da logística internacional no pós-pandemia

Muita coisa mudou nas operações de logística internacional devido à pandemia, e muitas outras ainda devem
mudar no decorrer do combate à doença. Entretanto, você precisa se preparar agora para quando ela for
superada. Antecipe-se para lidar com este novo cenário após a crise.

Por isso, listamos aqui as principais informações compartilhadas por especialistas do setor, que visam orientar
suas atividades e manter a competitividade quando tudo isso passar.

Afinal, conforme observado em artigo da Abracomex (Associação Brasileira de Consultoria e Assessoria em


Comércio Exterior), o planejamento estratégico oferece possibilidades de novas parcerias e mercados.

Sendo assim, as escolhas dos gestores para a logística internacional serão fundamentais na estabilização da
economia no cenário pós-pandemia.

Aumento das atividades de comércio exterior

Ainda conforme compartilhado pela Abracomex, a expectativa é que as empresas exportem mais com a retomada
e estabilização no pós-pandemia.
A associação considera que a desvalorização do real compensará aos compradores, pois os produtos estarão com
custos reduzidos. Neste sentido, é importante não só manter a fidelização dos clientes durante o cenário
pandêmico, mesmo com a queda de negociações.

Isso porque, lá na frente, para a recuperação da economia, pode ocorrer a aceleração das atividades e
intensificação em diversos setores.

Diversificação do local de produção e de insumos

Muitos negócios aprenderam com a pandemia que devem diversificar os locais onde buscam seus insumos, dando
maior valor às soluções de regiões mais próximas, por exemplo, pois isso agrega mais velocidade e segurança.

Essa tendência na distribuição e no fornecimento de matéria-prima impactará diretamente estratégias de


logística internacional, conforme observado em conteúdo da Revista LogWeb, sobre as cinco tendências em
logísticas catalisadas pela pandemia.

Vale ressaltar também que a diversificação dos locais de produção também deve ocorrer para reduzir a
dependência de um único país ou fornecedor.

Com isso, as cadeias de suprimentos vão se dividir em estruturas menores. Porém, mais ágeis, para melhor
adaptação aos cenários complexos como o da pandemia. Assim, vão se antecipar às imprevisibilidades como esta.

Mais tecnologias nas operações

Acima, dissemos que o uso das tecnologias nas operações de logística internacional foi acelerado. E esta
tendência deve continuar no pós-pandemia. Em artigo da revista “Supply Chain Magazine” sobre a logística pós-
pandemia, observa-se que as ferramentas digitais vão contribuir para aumentar a eficiência das operações.

Sendo assim, as automatizações por meio de tecnologias logísticas vão refletir nas operações de entrega, na
gestão de armazéns, entre outras atividades. Com isso, será possível ter maior controle no rastreamento de
ativos, bens e capacidade em tempo real.

Desta forma, investir hoje em soluções tecnológicas e em parceiros que valorizem o uso de inovações nos
processos é uma forma de se antecipar à tendência e manter a alta competitividade.

É por isso que a DC Logistics Brasil trabalha com soluções tecnológicas que refletem na logística internacional
eficiente e diferenciada que você pode confiar para sua empresa.

Quer saber mais sobre como nossa equipe está pronta para se adaptar às suas necessidades em diversos
cenários? Entre em contato e solicite sua cotação sem compromisso!

Você também pode gostar