Você está na página 1de 40

Unidade I

HISTÓRIA GERAL DA ARTE

Prof. Dr. João Ricardo de Castro Caldeira


Parte 1. O que é arte
1.1. As definições de arte

 As diferentes definições de arte.


 O conceito de arte varia no tempo e no
espaço.
 A noção de arte varia de acordo com a
cultura e a sociedade.
 Quem são os agentes definidores do
conceito de arte?
 O que é uma obra-prima?
1.2. A importância do estudo da arte
na arquitetura

1 2 3 4

1. Le Corbusier. Natureza morta com


numerosos objetos, 1923.
2. Linhas principais de expressão do
quadro anterior.
3. Malha reticulada com distribuição da
estrutura da Villa Stein, 1927.
4. Planta do primeiro andar da Villa Stein.
1.3. As transformações da arte no
tempo

 Não há uma linha do tempo bem definida


para a História da Arte.
 Os movimentos artísticos muitas vezes
são definidos depois de terem ocorrido.
 Há movimentos artísticos que ocorrem
simultaneamente.
 Historiadores da arte divergem quanto à
definição dos variados movimentos
artísticos.
Parte 2. O classicismo na Grécia e
em Roma
2.1. A arte na Grécia antiga
 O auge da arte grega ocorreu a partir do
século 5 a. C.
 A arte grega sofreu influências da arte
egípcia.
 Gregos buscavam representar o corpo
humano da maneira mais fiel à sua
realidade.
Arte grega: O Discóbolo de Míron
(c. 460 a. C.)

Fonte:
http://blog.educastur.es/
graece1/2009/10/28/el-
discobolo-vuelve-a-casa/
2.2. A arte na Roma antiga

 A arte no antigo Império Romano do


Ocidente estendeu-se do século 8 a. C.
ao século 5 d. C.
 A arte romana antiga sofreu a influência
dos gregos e dos etruscos.
 A escultura romana expressava o poder
do Império.
Arte romana: Augusto de Prima
Porta (sem autor e data)

Fonte:
http://2.bp.blogspot.
com/_h92F2a-n9aY/
ScVOot_wJKI/AAAAAA
AAEn0/uPFV7jLWxlI/
s400
Interatividade

Sobre o conceito de arte, indique a afirmação


correta.
a) Quando uma pintura deixa de ser admirada
pelo público, não é mais uma obra de arte.
b) O conceito de obra de arte muda com o
tempo, mas a noção de arte é sempre a
mesma.
c) Grafites não são obras de arte, pois não são
objetos de exposição em museus .
d) O conceito de obra de arte depende das
convenções estéticas de cada sociedade.
e) A obra de arte só é reconhecida como tal se
houver consenso na sociedade.
Resposta

d) O conceito de obra de arte depende das


convenções estéticas de cada
sociedade.
Parte 3. A crise do classicismo: a
relação oriente e ocidente na Idade
Média (476-1453)
 A crise do classicismo greco-romano
ocorreu entre os séculos 5 e 15 d. C., ou
seja, durante a Idade Média.
 Período caracterizado, nas artes, pelo
predomínio dos temas da religião cristã.
 buscava-se a representação do sagrado
na pintura, na escultura e na arquitetura.
 A arte cristã medieval pode ser dividida
em arte bizantina e arte medieval do
Ocidente.
3.1. A arte cristã no império
bizantino

 O Império Bizantino manteve-se


distanciado das influências dos povos
bárbaros germânicos.
 Arte profundamente religiosa, controlada
pelo clero.
 Destacam-se a pintura parietal (em
paredes), a pintura mural, as iluminuras,
a tapeçaria e os mosaicos.
Arte bizantina: Mosaico no interior
da Basilica de San Vitale (548 d. C.)

Fonte:
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:
Theodora_mosaik_ravenna.jpg
3.2. A arte cristã na Europa
ocidental medieval

 Arte predominantemente cristã.


 Arte voltada para a representação dos
desígnios divinos, com imagens do céu e
do inferno.
 Arte ensinava o caminho da salvação
cristã à população.
 História da Arte do Ocidente Medieval : a
arte românica, o Renascimento
carolíngio e a arte gótica.
Arte do Ocidente Medieval:
La Maestà. Duccio di Boninsegna.
(1308-1311)

Fonte: http://www.maphilosophie.fr/Duccio_maesta.html
4. O retorno a valores clássicos
4.1. O Renascimento: razão e arte

 Renascença significa nascer de novo ou


ressurgir.
 O Renascimento foi mais intenso na
cidade de Florença.
 Invenção da perspectiva.
 Valorização da anatomia humana na
pintura e na escultura.
Renascimento: a Mona Lisa, de
Leonardo da Vinci (1503-1507)

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/
Ficheiro:MonaLisa_
sfumato.jpeg

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/
Ficheiro:Mona_Lisa.jpeg
Interatividade

Qual a alternativa correta acerca da arte do


Renascimento?
a) A Renascença teve início, no século XVI,
na cidade de Roma.
b) O primeiro edifício renascentista foi a
Galleria degli Uffizi, de Filippo
Brunelleschi (1377-1446).
c) A perspectiva científica não foi
empregada durante o Renascimento.
d) Michelangelo, além de pintor, foi
arquiteto e não se dedicou à escultura.
e) Na arte renascentista, conviveram
elementos pagãos e bíblicos.
Resposta

e) Na arte renascentista, conviveram


elementos pagãos e bíblicos.
O Maneirismo

 Movimento artístico que se localiza


entre o Renascimento e o Barroco
 Emprego das formas clássicas de uma
maneira não realizada no passado.
 Busca da inovação, da novidade.
 O anticlassicismo de Michelangelo
Buonarrotti (1475-1564).
Michelangelo. Teto da Capela
Sistina (1508-1512)

Fonte:
http://oglobo.globo.com/blogs/arquivos_upload/2008/10/2
38_2011-capela%2001.jpg
Michelangelo. Juízo Final
(Altar da Capela Sistina)
1534-1541
Fonte:
http://upload.
wikimedia.org/
wikipedia/
commons/
archive/8/8e/
20070211213136!
Michelangelo_-_
Fachada da Igreja Il Gesú (c. 1564)
Arquiteto Giácomo della Porta

Fonte: upload.wikimedia.org/.../8/8b/Il_Gesu.jpg
4.3. O Barroco: a invenção do
movimento

Principais características do Barroco:


 Período que sucede o Renascimento, no
século 17.
 Na pintura valorizam-se contrastes
intensos, para aumentar a dramaticidade
das cenas.
 Na arquitetura, a plasticidade do edifício
é mais importante do que a adoção rígida
de regras antigas.
 A Igreja católica utiliza a arte e a
arquitetura para difundir as suas ideias.
Êxtase de Santa Teresa.
Gian Lorenzo Bernini.
1645 – 1652.
Fonte:
http://compulsaopo
rescrever.zip.net/images
/teresa.jpg
Caravaggio. Crucifixão de São
Pedro (1601)

Fonte:
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/
0/03/Caravaggio-Crucifixion_of_Peter.jpg
Interatividade

Acerca do Maneirismo e do Barroco,


assinale a alternativa correta.
a) Michelangelo Buonarrotti , além de
pintor, foi arquiteto e não se dedicou à
escultura.
b) No Barroco, os temas religiosos foram
abandonados pelos artistas.
c) Tanto no Barroco como no Maneirismo,
os padrões clássicos foram reinventados
pelos artistas.
d) A pintura barroca não é caracterizada
pela dramaticidade.
e) No Barroco, não há interesse
pela representação fiel da
realidade.
Resposta

c) Tanto no Barroco como no Maneirismo,


os padrões clássicos foram reinventados
pelos artistas.
5. Parte 5: A arte na era das
revoluções

 A Primeira Revolução Industrial (1760).


 A Revolução Americana (1776).
 A Revolução Francesa (1789).
5.1. A laicização da arte e a
Revolução Francesa

 Abandono dos temas religiosos


 Iluminismo e academicismo
 Representação de temas mitológicos e
heróicos
Jacques-Louis David (1748-1825)
Napoleão cruzando os Alpes (1801)

Fonte:
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/0e/N
apoleon4.jpg/511px-Napoleon4.jpg
5.2. A arte e a Revolução Industrial
5.2.1. O Realismo

 Cientificismo
 Objetividade e minuciosidade
 Crítica social
Gustave Courbet (1819-1877)
Moças peneirando o trigo (1854)

Fonte: http://4.bp.blogspot.com/_SfQPaT_iu0w/SabJ6Ux-
AkI/AAAAAAAABIo/pz6pLuNaz38/s1600-h/764px-
Gustave_Courbet_014.jpg
5.2.2. O Naturalismo

 Abandono da crítica social


 Predomínio da pintura ao ar livre
 Arte influenciada pela fotografia
Camille Corot (1796-1875)
Forum visto do Jardim Farnese
(1826)

Fonte:
http://www.canvasreplicas.com/images/Florence%20from%2
0the%20Boboli%20Gardens%20Jean%20Baptiste%20Camill
e%20Corot.jpg
5.2.3. Romantismo

 Afastamento da representação do real


 Obras de arte representam valores
sociais ideais
 Pintura adquire caráter retórico
Eugène Delacroix (1798-1863)
A liberdade guiando o povo (1830)

Fonte: http://www.wga.hu/art/d/delacroi/2/3208delac.jpg
Interatividade

Entre as novidades das artes plásticas a


partir do Iluminismo, destacam-se:
a) O abandono dos temas mitológicos e o
progressivo reforço do ideal da mimese.
b) A reapropriação dos temas bíblicos e o
início do abandono do ideal da mimese.
c) A reapropriação dos temas mitológicos e
o início do abandono do ideal da
mimese.
d) O abandono dos temas bíblicos e o
progressivo reforço do ideal da mimese.
e) A representação de ideais políticos e de
cenas do cotidiano, a partir de
histórias bíblicas.
Resposta

c) A reapropriação dos temas mitológicos e


o início do abandono do ideal da
mimese.
ATÉ A PRÓXIMA!

Você também pode gostar