Você está na página 1de 28

Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2014 III SÉRIE —

­ Número 7

BOLETIM DA REPÚBLICA
   PUBLICAÇÃO OFICIAL DA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

SUPLEMENTO
IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P. podendo, para tanto, realizar as obras adequadas e, nos termos que
vierem a ser estabelecidos, ocupar temporariamente terrenos vizinhos e
AVISO constituir servidões necessárias.

A matéria a publicar no «Boletim da República» deve ser 2. Este direito é atribuído com ressalva dos usos comuns pré-existentes
remetida em cópia devidamente autenticada, uma por cada e dos direitos de terceiros.
assunto, donde conste, além das indicações necessárias para 3. A possibilidade de utilização poderá ser revista, verificando-
esse efeito, o averbamento seguinte, assinado e autenticado: se insuficiências de equipamento de captação e adução, diminuição
Para publicação no «Boletim da República». imprevisível do caudal ou volume de água objecto do direito de utilização
ou erro de cálculo na avaliação do caudal.
4. A modificação das características da concessão só poderá ser feita
mediante prévia e expressa autorização da entidade outorgante.
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
Obrigações do usuário
DESPACHO (Artigo n.º 30 da lei n.º 16/91, de 3 de Agosto)
Um grupo de cidadãos requereu a Ministra da Justiça o reconhecimento (Artigo 7 e n.º 2 do artigo n.º 49 do Decreto n.º 43/2007, de 30
da EIM – Associação dos Empresários Italianos em Moçambique como de Outubro)
pessoa jurídica, juntando ao pedido os estatutos da constituição.
1. Respeitar as condições estabelecidas no acto constitutivo do
Apreciados os documentos entregues, verifica-se que se trata de uma direito.
associação que prossegue fins lícitos, determinados e legalmente possíveis
2. Utilizar a água de maneira racional e económica, dando-lhe
cujo acto de constituição e os estatutos da mesma cumprem o escopo e os
unicamente o destino definido.
requisitos exigidos por lei, nada obstando o seu reconhecimento.
3. Proceder o pagamento pontual das tarifas e dos encargos financeiros
Nestes termos, ao abrigo do disposto no n.º 1 do artigo 5 da Lei
estipulados.
n.º 8/91, de 18 de Julho e do artigo 1 do Decreto n.º 21/91, de 3 de
Outubro, vai reconhecida como pessoa jurídica a EIM – Associação 4. Participar nas tarefas de interesse comum, nomeadamente, as
destinadas a evitar deterioração da quantidade e qualidade de água no
dos Empresários Italianos em Moçambique.
solo.
Ministério da Justiça, em Maputo, 12 de Agosto de 2013. — Ministra
5. Fornecer as informações solicitadas, cumprir com as obrigações
da Justiça, Maria Benvinda Delfina Levi.
transmitidas pelas entidades competentes e sujeitá-los a inspecções
necessárias.
6. Garantir a minimização do impacto ambiental, e em especial, zelar
pela qualidade de água.
MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS 7. Respeitar os direitos dos outros utentes legítimos das águas.
E HABITAÇÃO Transmissão do direito ao uso e aproveitamento
Administração Regional de Águas do Sul (Artigo n.º 29 da lei n.º 16/91, de 3 de Agosto)

Concessão de uso e aproveitamento de água (Artigo 45 e 75 do Decreto n.º 43/2007, de 30 de Outubro)

(Lei n.º 16/91, de 3 de Agosto, e Decreto n.º 43/2007, de 30 de


1. As águas concedidas para fins agrícolas ou indústrias, transmitem-
Outubro) -se juntamente com o direito ao uso de aproveitamento da terra onde essas
explorações se acham implantadas e nas mesmas condições.
Direitos do usuário 2. Sem prejuízo do disposto no número anterior, o direito de uso e
(Artigo n.º 28 da lei n.º 16/91, de 3 de Agosto) aproveitamento privativo das águas transmitem-se, entre vivos mediante
autorização expressa do Ministro das Obras Públicas e Habitação e, por
(N.º 2 e 3 do artigo nº 49 do Decreto nº 43/2007, de 30 de Outubro)
morte do titular, a favor do cônjuge e herdeiros nos termos da lei civil.
1. O direito ao aproveitamento privativo confere ao seu titular a 3. A tramitação do direito ao uso e aproveitamento da água não
possibilidade, de no estipulado, fazer a utilização que lhe for determinada, envolve alongamento ao prazo da concessão.
224 — (2) III SÉRIE — NÚMERO 7
Revisão e extinção da concessão Identificação da fonte:
(Artigo n.º 29 da lei n.º 16/91, de 3 de Agosto) Designação da fonte: Rio Incomati, na localidade de Maciana, distrito
(Artigo 45 e 75 do Decreto n.º 43/2007, de 30 de Outubro) da Manhiça, província do Maputo bacia hidrográfica do Incomati e ponto
de derivação de água no rio Incomati com as seguintes coordenadas
1. A concessão poderá ser revista:
geográficas:
a) Quando tiverem modificado os pressupostos determinantes da
sua atribuição;
b) Em caso de força maior e a pedido do concessionário; Vértice Latitude Langitude
c) Quando houver necessidades de adequar os planos de 1 25º26’56’’ 32º46’48
ordenamento de água.
2. A concessão extingue-se:
Uso da água:
a) No termo do prazo de vigência ou das suas renovações;
Formas de captação: Bombagem.
b) Por acordo entre as partes ou por decisão do seu titular;
c) Desaparecendo a necessidade de aproveitamento de água
ou o esgotamento do recurso, isto é, degradação das suas Volume mensal médio Volume anual médio
características; 4.498.283,60 m3 53.979.403,00 m3
d) Pela revogação e pelo resgate.
Todos os casos omissos serão tratados em sede de lei de águas e Sistema de Medição: Baseado na área;
respectivo regulamento de licenças e concessões de água.
Características de Água de Retorno: Água de drenagem normal;
Concedida a emissão da concessão n.º 001/ARAS/2013 à Maragra Açucar
S.A., com domicílio na EN1 – KM 75, localidade de Maciana, distrito Local de Retorno: Em todos pontos de bombagem;
da Manhiça, província do Maputo, emitido aos 13 de Agosto de 2013 Condições de Retorno: Via bombagem.
e válido até 13 de Agosto de 2063 para irrigação industrial cadastro
Administração Regional de Águas do Sul. — O Director-Geral,
n.º 017/DT/ARAS, matriculado sob o n.º 8476 na Conservatória de
Entidades Legais. Belarmino Chivambo.

ANÚNCIOS JUDICIAIS E OUTROS

EIM – Associação dos ARTIGO QUARTO f) Fornecer uma assistência específica às


missões económicas;
Empresários Italianos em (Objectivos)
g) Desenvolver qualquer outra acção,
Moçambique Um) A Associação tem como objectivos: também no sector cultural ou social,
a) Promover o intercâmbio económico, que seja útil para o alcance dos seus
ARTIGO PRIMEIRO
científico e tecnológico entre a objectivos.
(Denominação) Itália e Moçambique através de
Dois) A EIM não pode dedicar-se a
actividades e serviços de apoio e
Um) Constitui-se a presente associação actividades comerciais com escopo de lucro.
assistência;
denominada Associação dos Empresários b) Representar e valorizar os seus
Italianos em Moçambique, abreviadamente ARTIGO QUINTO
associados nas relações com as
designada EIM. Autoridades competentes dos dois (Membros e classificação)
Dois) A EIM é uma pessoa colectiva de Países e com outros interlocutores
direito privado sem fins lucrativos, apolítica e Um) Podem ser membros da EIM todas
externos;
dotada de personalidade jurídica e de autonomia as pessoas singulares e colectivas, italianas,
c) Realizar um serviço de acolhimento
administrativa, financeira e patrimonial. e de primeira assistência aos moçambicanas ou de outra nacionalidade,
operadores italianos que se deslocam desde que exerçam actividades em sectores
ARTIGO SEGUNDO a Moçambique em negócios e aos de interesse nos dois países e que partilhem os
(Sede e âmbito) operadores moçambicanos no que objectivos da EIM.
se refere às suas actividades em Dois) AEIM é constituída pelas seguintes
Um) A EIM tem a sua sede na cidade de Itália; categorias de membros:
Maputo e é de âmbito nacional. d) Desenvolver uma acção de comunicação,
a) Membros Fundadores: as pessoas
Dois) Podem ser constituídas, por deliberação informação e conhecimento sobre
singulares e colectivas que tenham
da Assembleia Geral da EIM, delegações em as relações económico-comerciais
qualquer outra parte do território moçambicano, bilaterais, as leis, as estatísticas, feito parte desde o início das
sempre que tal seja considerado conveniente e as oportunidades de cooperação reuniões constituintes da EIM e
compatível com os objectivos da EIM. científica e tecnológica, tanto em tenham subscrito a proclamação
Moçambique como em Itália; da mesma;
ARTIGO TERCEIRO e) Operar para fazer conhecer e concretizar b) Membros Ordinários: as pessoas
as oportunidades de investimentos singulares e colectivas que estejam
(Duração)
em Moçambique para as empresas interessadas no desenvolvimento das
A duração da EIM é por tempo indeter- italianas e em Itália para as empresas relações económicas e comerciais
minado. moçambicanas; entre a Moçambique e Itália, que
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (3)

gozem dos seus direitos civis, que as suas ausências e cumprir ARTIGO DÉCIMO
tenham aderido voluntariamente à escrupulosamente todas as tarefas
(Composição da Assembleia Geral)
EIM, após ter sido aceite o pedido que lhe estiverem atribuídas;
pelo Conselho de Direcção; c) Aceitar os cargos para os quais forem Um) A Assembleia Geral é o órgão máximo
c) Membros Apoiantes: as pessoas eleitos e desempenhá-los com zelo da EIM, sendo constituída por todos os
singulares e colectivas que estejam e dedicação salvo caso excepcional, Associados no pleno gozo dos seus direitos.
interessadas em contribuir de devidamente justificado e aceite; Dois) Cada membro pode representar
forma particular para as actividades d) Pagar pontualmente as quotas; no máximo três outros membros ausentes,
da EIM, que gozem dos seus e) Contribuir com a sua conduta e
direitos civis, que tenham aderido mediante apresentação de procuração para o
empenho para o prestígio e o efeito a ser enviada ao Presidente da EIM um
voluntariamente à EIM, após ter
progresso da EIM. dia antes.
sido aceite o pedido pelo Conselho
de Direcção; Três) Os membros honorários não estão Três) Os membros inscritos como pessoas
d) Membros honorários: as pessoas sujeitos ao pagamento das quotas. colectivas ou instituições devem, por carta
singulares e colectivas que directa ou dirigida ao Presidente da EIM, nomear as
indirectamente, tenham contribuído, ARTIGO OITAVO
pessoas que os representam.
de forma activa e exemplar, para o (Cessação e demissão)
desenvolvimento dos objectivos ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
da EIM e mereçam esta distinção Um) Não podem fazer parte da EIM, a
a conferir pela Assembleia Geral, qualquer título, aqueles que tiverem sofrido (Deliberação e votação)
sob proposta da mesma. penas maiores e os que tenham perdido os
direitos civis. Um) As deliberações da Assembleia Geral
ARTIGO SEXTO Dois) O membro que vier a encontra-se numa são tomadas por maioria absoluta de votos dos
destas condições é expulso automaticamente. presentes.
(Direitos) Três) Pode também ser expulso, com base Dois) As deliberações da Assembleia Geral
Um) Os membros da EIM têm os seguintes em deliberação do Conselho de Direcção devem constar de uma Acta, assinada pelo
direitos: o membro que se tenha tornado indigno de Presidente e pelo Secretário-geral da EIM.
pertencer à EIM. Contra tal exclusão, que Três) Cada membro, no pleno gozo dos seus
a) Participar nas reuniões da Assembleia
deve ser participada ao interessado através direitos, representa um voto, na condição de que
Geral da EIM e em todas as
de carta registada, é admitido o recurso à
actividades organizadas pela EIM; esteja em dia com o pagamento da quota.
Assembleia Geral, a ser apresentado por escrito
b) Apresentar propostas para melhora- Quatro) Em caso de empate, o Presidente
ao Presidente da EIM no prazo de 30 dias a
mento da EIM ao Presidente para tem o voto de qualidade.
contar da notificação da exclusão.
que possam constar na ordem do Cinco) As deliberações sobre a alteração
Quatro) O membro sujeito a um processo
dia da Assembleia Geral ou do dos estatutos e para a dissolução da Associação
de falência ou de insolvência, será expulso
Conselho de Direcção; exigem uma maioria qualificada de três quartos
da EIM.
c) Obter informação periódica, regular Cinco) Transcorridos seis meses do de votos dos Membros na Assembleia Geral.
e completa sobre as actividades pedido de pagamento da quota sem que o
da EIM; mesmo seja efectuado o membro deixa de o ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
d) Frequentar a sede social da ser e, consequentemente, termina a relação (Competência da assembleia geral)
organização, suas delegações ou associativa.
representações. Seis) Os membros da EIM podem À Assembleia Geral, compete:
Dois) Os membros da EIM, com excepção voluntariamente desvincular-se da mesma a) Decidir sobre os assuntos mais
dos Membros Honorários, têm ademais os mediante pedido escrito de demissão dirigido importantes da organização;
seguintes direitos: à Assembleia Geral ou ao Conselho de
b) Eleger os membros do Conselho de
a) Eleger e ser eleito para os órgãos Direcção.
Direcção;
sociais da EIM; c) Eleger os membros do Conselho
ARTIGO NONO
b)Votar nas reuniões da Assembleia Fiscalizador;
Geral da EIM; (Os órgãos)
d) Decidir sobre alteração dos estatutos,
c) Consultar as actas e demais Um) São órgãos sociais da EIM: dissolução da associação e o destino
documentos da EIM e exercer
a)Assembleia Geral; a dar ao seu património;
acções de fiscalização sobre a sua
b)Conselho de Direcção; e) Fixar o valor da quota anual;
actividade.
c) Conselho Fiscalizador; g) Discutir e votar o relatório de balanço
ARTIGO SÉTIMO d) Secretariado. anual do Conselho de Direcção;
Dois) Com excepção dos membros do h) Discutir e votar o relatório sobre as
(Deveres)
secretariado, os cargos são exercidos gratuita- contas do exercício apresentado
Um) São deveres dos membros, o mente, com duração trienal e renovável uma pelo Conselho Fiscalizador;
cumprimento do presente estatuto, assim como só vez. i) Discutir e aprovar o plano de acção e
dos regulamentos internos da EIM. Três) Às reuniões da Assembleia Geral e do orçamento;
Dois) Os membros da EIM têm em especial Conselho de Direcção podem ser convidados a
l) Interpretar os estatutos;
os seguintes deveres: participar o Chefe da Representação diplomática
m) Decidir sobre a aceitação de doações,
italiana, o Responsável do Sector Comercial
a) Cumprir as deliberações dos órgãos e o Adido Comercial; podem ser também heranças e legados;
sociais; convidados o Responsável do Sector Consular e n) Decidir sobre os demais assuntos
b) Assistir às reuniões para que o Responsável do Gabinete da Agência Instituto apresentados pelo Conselho de
forem convocados ou justificar Comércio Exterior (ICE) local, se existente. Direcção.
224 — (4) III SÉRIE — NÚMERO 7
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO Sete) As deliberações do Conselho de f) Assinar os termos de abertura e
Direcção devem ser mantidas numa Acta, encerramento de cada reunião
(Reuniões da assembleia geral)
aprovada no início de cada sessão pelos da Assembleia Geral, rubricar as
Um) A Assembleia Geral reunir-se-á ordina- membros do Conselho de Direcção e conservada folhas dos livros das actas;
riamente uma vez por ano, e extraordinariamente, na sede da EIM. g) Executar as demais atribuições que lhe
sempre que necessário, a pedido do Presidente forem confiadas pela Assembleia
ou do Conselho de Direcção e ainda desde que ARTIGO DÉCIMO QUINTO Geral;
requerido por pelo menos um terço dos seus h) Com pedido motivado e escrito de
(Competência do Conselho de Direcção)
membros. três conselheiros o presidente é
Dois) A Assembleia Geral é sempre Um) Compete ao Conselho de Direcção o obrigado a convocar o Conselho de
válida: seguinte: Direcção no prazo de quinze dias.
a) Se o aviso de convocação tiver sido a) Administrar e gerir o património; Dois) Compete ao vice-presidente substituir
expedido aos membros pelo menos b) Executar as deliberações da Assembleia o presidente na sua ausência ou impedimento.
quinze dias antes da realização da Geral; Em caso de impedimento ou de ausência de
Assembleia e contenha a indicação c) Elaborar e aprovar os regulamentos; ambos, o membro mais antigo do Conselho
do local, dia, hora e ordem do dia; d) Elaborar o orçamento e o relatório de Direcção que estiver presente assume as
b) Se à hora marcada estiver presente anual das actividades e das contas; funções.
pelo menos a metade dos membros. e) Solicitar a convocação da Assembleia
Geral extraordinária; ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
Não se verificando tal condição,
a Assembleia reúne-se trinta f) Eleger o Presidente e Vice-presidente (Secretariado)
minutos mais tarde em segunda entre os seus membros por um
mandato de três anos renovável Um) O secretariado é constituído pelo
convocação com qualquer número
uma só vez; secretario-geral e secretario geral adjunto,
de membros.
g) Deliberar, sobre a aceitação dos nomeados pelo Conselho de Direcção,
Três) A Assembleia Geral é convocada e exercendo as suas funções a tempo inteiro com
presidida pelo Presidente da EIM ou, em seu pedidos de admissão a membro,
contrato coerente com as disposições previstas
lugar, pelo Vice-Presidente. sobre as expulsões, participando aos
pela legislação local.
interessados as decisões tomadas e
Dois) O secretario-geral e secretario geral
ARTIGO DÉCIMO QUARTO os motivos que as determinaram;
adjunto não podem ser membros da EIM nem
h) Exercer as demais atribuições que lhes
(Constituição do Conselho de Direcção) exercer actividades incompatíveis com as suas
sejam atribuídas pela Assembleia funções.
Um) O Conselho de Direcção é constituído Geral; Três) No exercício das suas actividades,
por: i) Cumprir e fazer cumprir as disposições o Secretario geral e o seu adjunto respeitam
a) Presidente; estatutárias e o regulamento plenamente os princípios de transparência e
b) Vice-presidente; interno; imparcialidade e os critérios de eficiência e
c) Quatro conselheiros; l) Propor para aprovação em Assembleia eficácia.
d) Tesoureiro. Geral a admissão de membros Quatro) Compete ao secretario-geral:
Dois) Os membros do Conselho de Direcção honorários; a) Gerir e administrar a Associação;
são eleitos pela Assembleia Geral, por maioria m) Deliberar sobre a aquisição e alienação b) Controlar e orientar a gestão de
absoluta de votos dos presentes, e tomam posse de património; fundos;
nos cargos para que tiverem sido eleitos, até n) Estabelecer e desenvolver relações c) Participar, sem direito a voto, em todas
oito dias após a ratificação das eleições, pela de intercâmbio e cooperação com as reuniões da EIM, com excepção
Assembleia Geral. organizações e outras associações. das do Conselho Fiscalizador;
Três) O Conselho de Direcção elege na sua Dois) O Conselho de Direcção tem todos d) Coadjuvar o Presidente e o Conselho
primeira reunião, de entre os seus membros, os poderes não especificamente reservados à de Direcção na definição das linhas
um Presidente, um Vice-Presidente e um Assembleia Geral, orienta as actividades da EIM estratégicas e na identificação dos
Tesoureiro. e controla a sua Administração, que é delegada objectivos da EIM;
Quatro) O Conselho de Direcção delibera ao Secretariado. e) Assinar, em conjunto com o Presidente,
sobre os assuntos constantes na ordem do os actos administrativos e outros
dia. As deliberações do Conselho são válidas ARTIGO DÉCIMO SEXTO documentos oficiais da EIM;
sempre que: f)Exercer quaisquer outras atribuições
(competência do presidente e do vice- que lhe sejam conferidas pelo
a) O aviso de convocação tenha sido -presidente) Conselho de Direcção.
enviado aos conselheiros, por escrito
ao domicílio por eles indicado, pelo Um) Compete ao Presidente o seguinte: Cinco) Compete ao secretario geral adjunto
menos dez dias antes e indique dia, a) Representar a EIM; substituir o Secretario geral nas suas funções
hora, local e ordem do dia; b) Assinar a documentação da associação em caso de ausência ou impedimento.
b) Esteja presente pelo menos a metade e, para a documentação de
mais um dos conselheiros, além do ARTIGO DÉCIMO OITAVO
carácter administrativo, assinar
Presidente ou quem o substitui. conjuntamente com o Secretário (Conselho fiscalizador)
Cinco) As deliberações são tomadas por Geral; Um) O Conselho fiscalizador é constituído
maioria de votos, em caso de empate o c) Convocar a Assembleia Geral e dirigir por um revisor de contas e um adjunto,
Presidente tem voto de qualidade. os seus trabalhos; nomeados pela Assembleia Geral, de entre
Seis) O conselheiro que não assista, sem d) Convocar o Conselho de Direcção e os profissionais de revisão contabilística,
motivo justificado, a três sessões consecutivas dirigir os seus trabalhos; legalmente reconhecidos em Moçambique.
do Conselho de Direcção, pode ser declarado e) Dar posse aos titulares dos órgãos Dois) Os revisores das contas não podem ser
excluído e substituído. sociais; membros da EIM.
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (5)
ARTIGO DÉCIMO NONO ARTIGO VIGÉCIMO QUINTO sociedade por quotas de direito moçambicano
(Competências do conselho fiscalizador) (O presidente honorário) que se rege pelos termos e condições constantes
das artigos seguintes:
Compete ao Conselho fiscalizador: Um) A associação admite a existência de
a) Examinar os livros sociais; um Presidente Honorário que é o Embaixador CAPÍTULO I
b) Controlar o bom andamento da gestão da Itália em Moçambique.
da EIM; Dois) Compete ao presidente honorário velar Denominação, sede, objecto e duração
c) Informar uma vez por ano a Assembleia pelo bom desenvolvimento das actividades e o ARTIGO PRIMEIRO
Geral, mediante relatório escrito, respeito do objecto social da EIM.
sobre os resultados da revisão Três) O presidente honorário não tem direito (Denominação)
efectuada. a voto.
A sociedade adopta a denominação de Investe
ARTIGO VIGÉCIMO ARTIGO VIGÉCIMO SEXTO Negócios, Limitada, constitui-se sob a forma
de sociedade por quotas de responsabilidade
(Fundos) (Regulamento interno)
limitada, regendo-se pelos presentes estatutos
Constituem fundos da EIM: A Associação poderá ter um regulamento e na parte em que for omisso, pela demais
a )Quotas dos membros; interno, que aprovado pela Assembleia Geral, legislação aplicável.
b) Doações; disciplinará o seu funcionamento.
c) Heranças e legados. ARTIGO SEGUNDO

ARTIGO VIGÉCIMO PRIMEIRO (Sede)

(Representação) Um) A sociedade tem a sua sede na cidade

A EIM, nos contactos com terceiros, é Investe Negócios, Limitada de Maputo, na Avenida Agostinho Neto,
número trezentos e vinte e seis, Maputo,
representada pelo seu Presidente do Conselho
Certifico, para efeitos de publicação, que Moçambique.
de Direcção, sendo este substituído pelo
Vice-Presidente ou por impossibilidade deste, no dia cinco de Dezembro de dois mil e treze, Dois) Mediante simples deliberação,
pelo membro mais antigo do Conselho de foi matriculada na Conservatória do Registo pode a administração transferir a sede para
Direcção. de Entidades Legais sob o NUEL 100448963 qualquer outro local do território nacional ou
a sociedade denominada Iveste Negócios, estrangeiro.
ARTIGO VIGÉCIMO SEGUNDO Limitada, entre; Três) Por deliberação da assembleia geral,
(Extinção) Elsa Pereira Matos dos Santos, solteira, nascida a a sociedade poderá determinar a abertura ou o
seis de Abril de mil novecentos e cinquenta e encerramento de sucursais, agências, delegações
Um) A EIM pode ser extinta mediante
nove, natural de Portugal, filha de João Matos ou outras formas de representação comercial,
deliberação por três quartos dos votos dos
presentes na Assembleia Geral, expressamente dos Santos e de Odete Matos dos Santos, de quer em Moçambique quer no estrangeiro.
convocada para o efeito. nacionalidade moçambicana, Titular do
ARTIGO TERCEIRO
Dois) Dissolvida a associação, constituir- Bilhete de Identidade n.º 110101324576F,
se-á uma Comissão Liquidatária que fará o emitido a vinte e oito de Julho de dois mil e (Objecto)
inventário do património da Organização e em onze pela Direcção Nacional de Identificação
Um) A sociedade tem por objecto principal
Assembleia Geral, depois de pagas todas as Civil de Maputo, de validade vitalícia e do
a prestação dos seguintes serviços:
obrigações existentes, decidir-se-á o destino a Número Único de Identificação Tributária
dar ao referido património. (NUIT) 100349531, residente na Rua a) Prestação de serviços na área
Três) O património existente no momento da Comandante João Belo, n.º cento e noventa e Administrativa;
extinção da associação, depois de pagas todas as sete, rés-do-chão, Maputo, adiante designada b) Prestação de serviços na área de
obrigações existentes, não estará disponível para por primeira outorgante; e assessoria e consultoria.
os associados e será entregue, por deliberação Dois) A sociedade poderá desenvolver
André Manuel Maia Silvério Cunha, casado,
da Assembleia Geral, a uma instituição de quaisquer outras actividades, desde que
nascido a quatro de Junho de mil novecentos
beneficência oficialmente reconhecida. devidamente autorizadas pela assembleia
e setenta e seis, natural de Portugal, filho de
ARTIGO VIGÉCIMO TERCEIRO Manuela Pereira da Cunha e de Maria Silvério geral e para as quais obtenha as necessárias
Cunha, de nacionalidade portuguesa, Titular autorizações legais.
(Objectividade, confidencialidade e neutra-
lidade) do Passaporte n.º J770695, emitido a vinte Três) A sociedade poderá adquirir
e dois de Dezembro de dois mil e oito pelo participações financeiras em sociedades a
Todos os membros dos órgãos sociais da constituir ou constituídas, mesmo que tenham
EIM exercem os seus cargos segundo o princípio Governo Civil de Braga, Portugal e válido
até vinte e dois de Dezembro de dois mil e objecto distinto do seu, assim como associar-se
de estrita objectividade, confidencialidade e
treze, e do Número Único de Identificação com outras sociedades para o desenvolvimento
neutralidade.
Tributária (NUIT) 108000643, residente na de objectivo comercial, no âmbito ou não, do
ARTIGO VIGÉCIMO QUARTO Avenida Amilcar Cabral, número oitocentos seu objecto.
(Lei aplicável) e quarenta e cinco, Bairro Polana Cimento, ARTIGO QUARTO
em Maputo, adiante designado por segundo
Os casos omissos são regulados em (Duração)
outorgante.
conformidade com as disposições do Código
Civil e da restante legislação moçambicana É celebrado o presente contrato de sociedade A sociedade durará por tempo indeter-
em vigor. que tem por objecto a constituição de uma minado.
224 — (6) III SÉRIE — NÚMERO 7
CAPÍTULO II definido pela mesma na sua primeira reunião, Dois) Qualquer dos sócios poderá ainda
uma vez por ano, para aprovação do Balanço fazer-se representar na assembleia geral por
Do capital social
Anual de Contas e do Exercício outro sócio, mediante comunicação escrita
ARTIGO QUINTO Dois) A título extraordinário, a assembleia dirigida pela forma e com a antecedência
(Capital social) geral reunirá sempre que a Administração o indicadas no número anterior.
entenda ou, desde que requerida pelos sócios
O capital social, integralmente realizado e que conjuntamente detenham pelo menos SECÇÃO II
subscrito em dinheiro, é de cinco mil meticais, cinquenta por cento do capital social, através Da administração
e corresponde à soma de duas quotas assim
de carta registada com aviso de recepção
distribuídas:
ou por outro correio electrónico, dirigida à ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
a) Uma quota no valor de dois mil administração com a antecedência mínima de
e quinhentos meticais, corres- (Administração e representação)
quinze dias.
pondendo a cinquenta por cento do
Três) É dispensada a reunião da assembleia Um) A administração da sociedade e a sua
capital social, pertencente a Elsa
Pereira Matos dos Santos; geral e dispensadas as formalidades da sua representação em juízo e fora dele, activa e
b) Outra quota no valor de dois mil convocação quando todos os sócios concordarem passivamente, pertencem aos administradores,
e quinhentos Meticais, corres- por escrito na deliberação ou concordem que por que responderão pelos seus negócios.
pondendo a cinquenta por cento do esta forma se delibere, considerando-se válidas, Dois) A administração da sociedade
capital social, pertencente a André nessas condições, as deliberações tomadas, será exercida por Elsa Pereira Matos dos
Manuel Maia Silvério Cunha. ainda que realizadas fora da sede social em Santos, solteira, nascida a seis de Abril de
qualquer ocasião e qualquer que seja o seu
ARTIGO SEXTO mil novecentos e cinquenta e nove, natural
objecto
de Portugal, filha de João Matos dos Santos e
(Prestações suplementares) Quatro) Exceptuam-se do número anterior,
de Odete Matos dos Santos, de nacionalidade
as deliberações que importem modificações dos
Um) Por simples deliberação social, pode ser moçambicana, titular do Bilhete de Identidade
Estatutos e dissolução da sociedade.
exigido aos sócios a realização de prestações n.º 110101324576F, emitido a vinte e oito de
Cinco) As assembleias serão convocadas
suplementares de capital até ao montante global Setembro de dois mil e onze pela Direcção
de vinte mil meticais. pela administração, por carta registada com
aviso de recepção, ou, em relação aos sócios que Nacional de Identificação Civil de validade
Dois) A obrigação de cada sócio é propor-
comuniquem previamente o seu consentimento, vitalícia e do 2014 e do Número Único de
cional à sua quota, se a deliberação social não
determinar outro critério. por correio electrónico com recibo de leitura, Identificação Tribuntária (NUIT) 100341506
Três) As prestações suplementares terão com a antecedência mínima de trinta dias ou, , residente na Rua Comandante João Belo,
como objecto dinheiro. excepcionalmente e com a anuência expressa número cento e noventa e sete, rés-do-chão,
de todos os sócios, com a antecedência mínima Maputo e André Manuel Maia Silvério Cunha,
ARTIGO SÉTIMO casado, nascido a quatro de Junho de mil
de quinze dias.
(Cessão de quotas) novecentos e setenta e seis, natural de Portugal,
ARTIGO NONO filho de Manuel Pereira da Cunha e de Maria
Um) A cessão total ou parcial de quotas é
livre entre os sócios. (Deliberações) Silvério Cunha, de nacionalidade portuguesa,
Dois) A cessão de quotas a favor de pessoas titular do Passaporte n.º J770695, emitido a
Um) A assembleia geral considera-se
estranhas à sociedade será sempre submetida vinte e dois de Dezembro de dois mil e oito pelo
regularmente constituída para deliberar quando,
à apreciação e consentimento da sociedade, estejam presentes ou devidamente representados Governo Civil de Braga, Portugal e válido até
gozando a sociedade os seus sócios do direito setenta e cinco por cento do capital social. vinte e dois de Dezembro de dois mil e treze, e
de preferência. Dois) As deliberações da assembleia geral do Número Único de Identificação Tribuntária
Três) O sócio que pretenda alienar a sua (NUIT) 108000643, residente na Avenida
serão tomadas por maioria simples dos votos
quota informará à sociedade, com o mínimo
presentes ou representados. Amilcar Cabral, número oitocentos e quarenta e
de 30 dias de antecedência, por carta registada
Três) As deliberações da assembleia geral cinco, Bairro Polana Cimento, em Maputo.
com aviso de recepção, ou outro meio de
que importem a modificação dos estatutos ou Três) A administração fica interdita a
comunicação que deixe prova escrita, dando a
a dissolução da sociedade, serão tomadas por obrigar a sociedade em quaisquer actos não
conhecer o projecto de venda e as respectivas
maioria qualificada de setenta e cinco por cento directamente ligados ao seu objecto social,
condições contratuais nomeadamente, o preço
e a forma de pagamento. dos votos do capital social.
bem como a contrair empréstimos, assinar
Quatro) A cessão de quotas feita sem a Quatro) Os sócios podem votar com
letras e livranças, ou quaisquer outras formas
observância do disposto no número anterior procuração dos outros sócios ausentes, e
não será válida, quanto às deliberações que de endividamento da sociedade, acima de
é nula e de nenhum efeito, sendo ineficaz em
importem modificação do pacto social ou cinquenta milhões de meticais.
relação à sociedade.
dissolução da sociedade, a procuração que não Quatro) A administração fica dispensada
CAPÍTULO III contenha poderes especiais quanto ao objecto da prestação de qualquer caução para o seu
da mesma deliberação. exercício.
Dos órgãos sociais
Cinco) A sociedade considera-se validamente
SECÇÃO I ARTIGO DÉCIMO
obrigada nos seus actos e contratos:
Da assembleia geral, suas deliberações e (Representação em assembleia geral) a) Com a assinatura de dois adminis-
representação tradores, bastando a assinatura de
Um) O sócio que for pessoa colectiva far-
se-á representar na assembleia geral pela pessoa um deles para assuntos de mero
ARTIGO OITAVO
física para esse efeito designada, mediante expediente;
(Assembleia geral) simples carta dirigida à administração e por b) Com a assinatura de um procurador nos
Um) A assembleia geral reúne-se ordinaria- este recebida até às dezassete horas do último limites dos poderes que lhe forem
mente na sede social ou qualquer outro sítio a ser dia útil anterior à data da sessão. conferidos.
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (7)

CAPÍTULO IV Mufasa Consultoria e CAPÍTULO II


Disposições finais e transitórias Serviços – Sociedade Do capital social, quotas, aumento e
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO Unipessoal, Limitada redução do capital social

(Balanço e Prestação de Contas) Certifico, para efeito de publicação que no ARTIGO QUARTO
dia catorze de Janeiro de dois mil e catorze, foi Capital social
Um) O ano social coincide com o ano matriculada na Conservatória do Registo de
civil. Entidades Legais sob o NUEL 100456877 uma Um) O capital social integralmente realizado
Dois) O balanço e a conta de resultados sociedade denominada Mufasa Consultoria e em dinheiro, é de quatro mil meticais e
fecham a trinta e um de Dezembro de cada ano, Serviços – Sociedade Unipessoal, Limitada. corresponde a uma única quota com o mesmo
e carecem de aprovação da Assembleia Geral, valor nominal, pertencente a única sócia Rita
É celebrado o presente contrato de
a realizar-se até ao dia trinta e um de Março do Maria Ferreira dos Santos Parreira do Amaral
sociedade unipessoal, nos termos do artigos
ano seguinte. números noventa, trezentos e vinte e oito do da Silva Pessanha.
Código Comercial em vigor na República de Dois) A sociedade poderá adquirir ou
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO participar no capital social de outras sociedades
Moçambique:
(Resultados) Rita Maria Ferreira dos Santos Parreira comerciais ou industriais, mesmo com objecto
do Amaral da Silva Pessanha, maior, social diferente do seu, em sociedades reguladas
Apurados os resultados, os mesmos serão
casada, em regime de separação de bens, de por leis especiais, bem como fazer parte de
afectos da forma seguinte:
nacionalidade portuguesa, natural de São consórcios, agrupamentos complementares de
a) Cinco por cento dos valores positivos Domingos de Benfica, Lisboa, portadora empresas ou associações em participação.
constituirão e reforçarão o fundo do Passaporte n.º M355070, emitido pelo
de reserva legal, enquanto não se Serviço de Estradas e Fronteiras, aos ARTIGO QUINTO
encontrar realizada nos termos da dezanove de Outubro de dois mil e doze, Aumento e redução do capital social
lei, ou sempre que for necessário constitui uma sociedade por quotas com
reintegrá-la; uma única sócia, que passa a reger-se pelas Um) O capital social pode ser aumentado ou
b) Em todas as restantes situações, valerá disposições que se seguem: reduzido mediante decisão da sócia, alterando
a aplicação que, para esse efeito, for se em qualquer dos casos o pacto social para o
deliberado pela assembleia geral. CAPÍTULO I que se observarão as formalidades estabelecidas
por lei.
ARTIGO DÉCIMO QUARTO Da denominação, duração, sede e
Dois) Decidida qualquer variação do capital
objecto
(Dissolução e liquidação da sociedade) social, o montante do aumento ou diminuição
ARTIGO PRIMEIRO será rateado pela sócia única, competindo à
Um) A sociedade dissolve-se nos casos sócia decidir como e em que prazo deverá ser
expressamente previstos na lei ou por deliberação Denominação e sede
feito o seu pagamento quando o respectivo
unânime dos sócios. A sociedade adopta a denominação de Mufasa capital não seja logo inteiramente realizado.
Dois) Declarada a dissolução da sociedade, Consultoria e Serviços – Sociedade Unipessoal,
proceder-se-á à sua liquidação gozando os Limitada, e tem a sua sede na Avenida Julius ARTIGO SEXTO
liquidatários, nomeados pela assembleia geral, Nyerere, número mil quinhentos e trinta e cinco, Prestações suplementares
dos mais amplos poderes para o efeito. na cidade de Maputo, podendo abrir delegações
Três) Em caso de dissolução por acordo dos ou quaisquer outras formas de representação Não haverá prestações suplementares de
sócios, todos eles serão os seus liquidatários e em qualquer parte do território nacional, ou no capital. A sócia poderá fazer os suprimentos à
estrangeiro e rege-se pelos presentes estatutos sociedade, nas condições fixadas por ela ou pelo
a partilha dos bens sociais e valores apurados
e demais legislação aplicável. conselho de administração a nomear.
proceder-se-á conforme deliberação da
assembleia geral. CAPÍTULO III
ARTIGO SEGUNDO
ARTIGO DÉCIMO QUINTO Duração Administração e representação
(Morte ou Incapacidade dos sócios) A duração da sociedade é por tempo ARTIGO SÉTIMO
Em caso de morte ou interdição de qualquer indeterminado, contando-se o seu começo a Administração da sociedade
um dos sócios, os herdeiros legalmente partir da data de constituição.
Um) A administração da sociedade é
constituídos do falecido ou representantes ARTIGO TERCEIRO exercida por um ou mais administradores,
do interdito, exercerão os referidos direitos podendo ser a própria sócia ou ainda pessoas
e deveres sociais, devendo mandatar um de Objecto
estranhas à sociedade, que ficarão dispensados
entre eles que a todos represente na sociedade Um) A sociedade tem por objecto social: de prestar caução, a ser escolhido pela sócia,
enquanto a respectiva quota se mantiver que se reserva o direito de os dispensar a todo
Prestação de serviços de consultoria, em
indivisa. o tempo.
gestão da empresas, contabilidade,
Dois) A sócia, bem como os administradores
ARTIGO DÉCIMO SEXTO marketing, e assessoria financeira.
por este nomeados, por ordem ou com
Dois) A sociedade poderá exercer quaisquer autorização deste, podem constituir um ou mais
(Disposições finais)
outras actividades complementares ou procuradores, nos termos e para os efeitos da lei.
Em tudo quanto for omisso nos presentes subsidiarias das atrás referidas, ou qualquer Os mandatos podem ser gerais ou especiais e
estatutos, aplicar-se-ão as disposições legais outra actividade de natureza comercial ou tanto a sócia como os administradores poderão
em vigor. industrial por lei permitida ou para que obtenha revogá los a todo o tempo, estes últimos mesmo
Maputo, três de Dezembro de dois mil as necessárias autorizações, conforme for sem autorização prévia do sócio, quando as
e catorze. – O Técnico, Ilegível. decidido pelo sócio. circunstân¬cias ou a urgência o justifiquem.
224 — (8) III SÉRIE — NÚMERO 7
Três) Compete à administração a represen- Dois) Declarada a dissolução da sociedade, Mandjail Filipe Machoi, maior, de nacionalidade
tação da sociedade em todos os seus actos, activa proceder se á a sua liquida¬ção gozando os moçambicana, titular do Bilhete de Identidade
e passivamente, em juízo e fora dele, tanto na liquidatários, nomeados pelo sócio, dos mais n.º 110100660526C, emitido pelo arquivo
ordem jurídica interna como internacionalmente, amplos poderes para o efeito. de Identificação Civil de Maputo, com o
dispondo de mais amplos poderes legalmente domicílio na cidade de Maputo, no Bairro de
consentidos para a prossecução do objecto ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO Maxaquene B, quarteirão dois, casa número
social, designadamente, quanto ao exercício da Morte, interdição ou inabilitação trinta e cinco;
gestão corrente dos negócios sociais. Domingos Novi João Júnior, maior de
Um) Em caso de morte, interdição ou
nacionalidade moçambicana, titular do
ARTIGO OITAVO inabilitação da sócia, a sociedade continuará
Bilhete de Identidade n.º 110102542890P,
com os herdeiros e na falta destes com os
Direcção-geral emitido pelo Arquivo de Identificação Civil
representantes legais, caso estes manifestem a
de Maputo, com o domicílio na cidade
Um) A gestão corrente da sociedade poderá intenção de continuar na sociedade no prazo de
de Maputo, no Bairro da Maxaquene A,
ser confiada a um director-geral, eventualmente seis meses após notificação.
Quarteirão dois casa número trinta e cinco;
assistido por um director-adjunto, sendo ambos Dois) Caso não hajam herdeiros ou
empregados da sociedade. representantes legais, poderão os interessados Severin Tchonga Njamen, maior, de
Dois) Caberá a administração designar o pagar e adquirir a quota da sócia, a quem tem nacionalidade sul-africana, titular do
director-geral e o director-adjunto bem como direito, pelo valor que o balanço apresentar Passaporte n.º 00056507, emitido pelo
fixar as respectivas atribuições e competência. a data do óbito ou da certificação daqueles Arquivo de Identificação Civil de Durban,
estados. com o domicílio na cidade de Maputo,
ARTIGO NONO no Bairro da Mafalala Marie Ngouabi,
ARTIGO DÉCIMO QUARTO quarteirão dezoito casa número.
Formas de obrigar a sociedade
Amortização de quotas
Um) A sociedade fica obrigada pela assi- ARTIGO PRIMEIRO
natura: A sociedade poderá amortizar qualquer Denominação
Da sócia única, ou pela do seu procu- quota nos seguintes casos:
Um) A sociedade adopta a denominação
rador/a quando exista. a) Por acordo;
de Grupo Tecnic Construtores & Consultores,
Dois) Os actos de mero expediente b) Se a quota for penhorada, dada
Limitada. E constitui-se sob forma de sociedade
poderão ser assinados pêlos directores ou por em penhor sem consentimento por quotas de responsabilidades limitadas
qualquer empregado por eles expressamente da sociedade, arrestada ou por Dois) A sociedade tem a sua sede no Bairro
autorizado. qualquer forma apreendida judicial de Laulane, Rua da beira, na cidade de Maputo
ou administrativamente e sujeito a podendo, por deliberação da assembleia geral
CAPÍTULO IV venda judicial. abrir ou encerrar sucursais, filiais, agencias ou
Das disposições gerais qualquer forma de representação social, onde e
ARTIGO DÉCIMO QUINTO quando for conveniente.
ARTIGO DÉCIMO Disposição final
ARTIGO SEGUNDO
Balanço e prestação de contas Tudo o que ficou omisso será regulado e
Objecto
Um) O ano social coincide com o ano civil, resolvido de acordo com a lei comercial.
iniciando a um de Janeiro e terminando a trinta Maputo, vinte e dois de Dezembro de dois Um) A sociedade tem por objecto social
e um de Dezembro. mil e catorze. — O Técnico, Ilegível. o exercício de actividades de construção e
Dois) O balanço e a conta de resultados consultoria na área civil.
fecham a trinta e um de Dezembro de cada Dois) A sociedade poderá exercer outras
ano, devendo a administração da sociedade actividades subsidiarias ou complementares do
seu objecto principal, desde que devidamente
organizar as contas anuais e elaborar um
autorizada, incluindo as seguintes:
relatório respeitante ao exercício e uma proposta
de aplicação de resultados.
Grupo Tecnic Construtores Realizar contratos de arrendamento,
& Consultores, Limitada comprar, vender e dispor livremente
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO de propriedades adquiridas.
Certifico, para efeito de publicação, que no
Resultados e sua aplicação dia vinte e um de Janeiro de dois mil e catorze, ARTIGO TERCEIRO
Um) Dos lucros apurados em cada exercício foi matriculada na Conservatória do Registo Capital social
deduzir se á, em primeiro lugar, a percentagem de Entidades Legais sob o NUEL 100458543
legal estabelecida para constituição do fundo uma sociedade denominada Grupo Tecnic O capital social, integralmente subscrito e
Construtores & Consultores, Limitada. realizado, é de duzentos mil meticais, e dividido
de reserva legal, enquanto se não encontrar
em cinco quotas distribuídas da seguinte
realizada nos termos da lei, ou, sempre que for É celebrado nos termos de número um do
forma:
necessário reintegrá-la. artigo noventa do Código Comercial o presente
a) Uma quota no valor de quarenta mil
Dois) A parte restante dos lucros será contrato de sociedade; entre
meticais, correspondente a vinte por
aplicada nos termos que forem decididos pela Jossias Giro José Mutola, maior, de nacio- cento do capital social pertencente
sócia única. nalidade moçambicana, titular do Bilhete ao sócio Jossias Giro José Mutola;
de Identidade n.º 1101018537401B, emitido b) Uma quota no valor de quarenta mil
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
pelo Arquivo de Identificação Civil de meticais, correspondente a vinte por
Dissolução e liquidação da sociedade Maputo, com o domicílio na cidade de cento do capital social pertencente
Um) A sociedade somente se dissolve nos Maputo, no Bairro de Maxaquene B, quar- ao sócio Domingos Novi João
termos fixados na lei. teirão dez, casa número duzentos e trinta. Júnior;
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (9)

c) Uma quota no valor de quarenta mil Nos termos dos artigos noventa e trezentos e setores dos hidrocarbonetos, energia, ambiente,
meticais, correspondente a vinte por vinte e oito do Código Comercial, é constituída águas, construção civil e obras públicas,
cento do capital social pertencente pelo presente instrumento a sociedade por nomeadamente:
ao sócio Mandjail Filipe Machoi; quotas com os seguintes sócios: a) Consultoria e assessoria especializada
d) Uma quota no valor de quarenta Ivan Barent Gradidge, casado, de nacionalidade e sectorial de recursos humanos;
mil meticais, correspondente a sul-africana, com domicílio em Postnet Suit b) Consultoria e assessoria na área
vinte por cento do capital social cento e oitenta e dois, Private Bag X16, de planeamento, recrutamento e
pertencente ao sócio Severin Hermanus, sete mil e duzentos, South Africa, seleção de recursos humanos;
portador do Passaporte n.º M00002762, c) Gestão e administração de recur-
Tchogna Njamen;
emitido em dezanove de Junho de dois mil e sos humanos em regime de
e) Uma quota no valor de quarenta mil
nove, pelo Department of Home Affairs. outsourcing;
meticais, correspondente a vinte por d) Capacitação e formação técnico-
cento do capital social pertencente Boaventura David Lázaro Guimarães
profissional;
a GTCC, LTD. Dumangane, solteiro, maior de nacionalidade e) Logística e assistência integrada à
moçambicana, com domicílio na Rua recolocação e integração sociopro-
ARTIGO QUARTO Mariano Machado, número setenta e dois, fissional e legal de recursos humanos
Bairro Central, em Maputo, portador do expatriados;
(A administração)
Passaporte n.º AB 195484, emitido em f) Consultoria e assessoria técnica e
Um) A administração da sociedade, sua dezanove de Abril de dois mil e cinco, pela financeira;
representação em juízo e fora dele ,activa e Direcção Nacional de Migração. g) Gestão, controlo e fiscalização de
passivamente será exercida pelo sócio Severin Que pelos presentes estatutos outorga e projetos;
Tchonga Njamen, que desde já fica nomeado constitui uma sociedade por quotas, que se h) Consultoria, assessoria e auditoria
administrador. regerá pelas seguintes cláusulas: técnica, no domínio da certificação de
Dois) A sociedade fica validamente obrigada sistemas de gestão, nomeadamente,
pela assinatura dele ou de um procurador CAPÍTULO I da qualidade, da saúde e segurança
no trabalho, do ambiente, e da
constituído. Da denominação, duração, sede
avaliação de risco;
e objecto i) Engenharia e construção, nomeadamente,
ARTIGO QUINTO
CLÁUSULA PRIMEIRA ao nível da restruturação, repa-
Cessão e divisão de quotas ração e manutenção ordinária e
(Denominação)
Um) É livre a cessão ou divisão entre sócios extraordinária de instalações e
A sociedade é constituída sob a forma de equipamentos industriais;
preferindo a sociedade em primeiro lugar e
sociedade por quotas de responsabilidade j) Controlo, fiscalização e avaliação
os sócios em segundo lugar, quando a cessão
limitada, e adopta a denominação de Ogas técnica de projetos de instalações e
ou divisão seja feita de entidades estranhas a equipamentos industriais;
Solutions, Limitada.
sociedade: k) Aprovisionamento e aquisição de bens
Quando um sócio se candidate a cessão CLÁUSULA SEGUNDA e equipamentos;
ou divisão de uma cota proceder- (Duração) l) Fornecimento de equipamentos e
se-á ao rateio na proporção das maquinarias, ferramentas, aces-
participações na sociedade. A sociedade é constituída por tempo sórios, materiais e peças de
indeterminado, contando-se o seu início, para reposição; e
ARTIGO SEXTO todos os efeitos jurídicos, a partir da data da m) Manutenção e assistência técnica.
assinatura notarial da sua constituição.
Amortização de quotas Dois) A sociedade poderá ainda, na
CLÁUSULA TERCEIRA prossecução do seu objeto, sem dependência
A sociedade tem a faculdade de amortizar de qualquer outra formalidade, fornecer e
quotas nos casos de exclusão ou exoneração (Sede) prestar, directa ou indiretamente, bens e/ou
de sócio. Um) A sociedade tem a sua sede na cidade serviços, desenvolver atividades e/ou operações
E por estarem assim justos e contratados de Maputo. comerciais, financeiras, ou outras que possam,
Dois) A sociedade pode ser transferida direta ou indirectamente, acrescer valor
assinam o presente contrato em quatro copiais
para qualquer outro local, por deliberação da económico àquele, ou desenvolver atividades
Maputo, vinte e dois de Janeiro de dois mil complementares ou conexas, nos termos e
assembleia geral.
e catorze. — O Técnico, Ilegível. limites da lei aplicável.
Três) A administração poderá deliberar a
criação e encerramento de sucursais, filiais, CLÁUSULA QUINTA
agencias, ou outras formas de representação
da sociedade em qualquer parte do território (Forma, associação e participação na acti-
nacional ou no estrangeiro. vidade de terceiros)
Ogas Solutions, Limitada Um) A sociedade poderá desenvolver as
CLÁUSULA QUARTA
Certifico, para efeitos de publicação, que atividades descritas na cláusula anterior, quer
(Objecto) directa, quer indirectamente, na qualidade
no dia vinte de Janeiro de dois mil e catorze,
foi matriculada na Conservatória do Registo Um) A sociedade tem por objeto, em de mandatário, representante comercial,
de Entidades Legais sob NUEL 100458225 geral, a prestação de bens e serviços em todos agente, entidade gestora, subempreiteiro,
uma sociedade denominada Ogas Solutions, os setores da economia e, em particular, a concessionário, agente fiduciário ou noutra
Limitada. prestação de bens e serviços especializados nos qualidade.
224 — (10) III SÉRIE — NÚMERO 7
Dois) Mediante simples deliberação do CLÁUSULA OITAVA CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA
órgão deliberativo, a sociedade poderá adquirir (Aquisição e alienação de quotas da socie- (Direito de preferência)
participações sociais e/ou valores mobiliários e dade)
os direitos a estes inerentes, a título originário Um) Sem prejuízo do disposto no Cláusula
A sociedade, dentro dos limites legais, Décima Segunda, os sócios gozam de direito de
ou derivado, de quaisquer outras sociedades
poderá adquirir e alienar quotas próprias nos preferência sobre a transmissão, total ou parcial,
com objeto similar, ainda que reguladas
termos da lei e praticar sobre elas todas as de quotas na proporção das suas respectivas
por lei especial, bem assim participar em operações legalmente permitidas. quotas.
agrupamentos complementares de empresas Dois) No caso da sociedade autorizar a
em Moçambique e no estrangeiro, e associar-se CLÁUSULA NONA transmissão total ou parcial da quota, nos termos
a outras empresas, nacionais ou estrangeiras, (Prestações suplementares) da cláusula anterior, o sócio transmitente, no
públicas ou privadas, nas formas, modalidades prazo de quinze dias, deverá notificar, por
e pelo prazo mais conveniente, designadamente Podem ser exigidas aos sócios prestações escrito, os demais sócios para exercerem o seu
em projetos ou empreendimentos comuns, com suplementares de capital, mediante deliberação direito de preferência, no prazo de trinta dias,
da assembleia geral aprovada por votos com indicação do comprador, especificando a
ou sem personalidade jurídica, em consórcios,
representativos de setenta e cinco por cento do sua proposta, o preço de venda, as respectivas
parcerias público privadas, sociedades gestoras
capital social, ficando todos os sócios obrigados condições de pagamento e a data prevista para
de participações sociais, ou associações não
na proporção das respectivas quotas. a sua realização.
societárias de interesses, nos termos da respetiva
lei. CLÁUSULA DÉCIMA CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA
Três) Fora dos casos previstos no número
(Suprimentos) (Amortização de quotas)
anterior a sociedade poderá adquirir, com
carácter meramente financeiro, participações Os sócios podem prestar suprimentos à Um) A sociedade poderá amortizar as quotas
no capital de quaisquer outras sociedades a sociedade, nos termos e condições estabelecidos dos sócios nos seguintes casos:
constituir ou constituídas, ainda que com objeto em assembleia geral.
a) Por acordo com o respectivo titular;
diverso do seu. CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA b) Quando, por decisão transitada em
julgado, o respectivo titular for
CAPÍTULO II (Emissão de obrigações)
declarado falido ou for condenado
Dos sócios, capital social e quotas É permitida a emissão de obrigações nomi- pela prática de qualquer crime;
nativas ou ao portador, bem como outros títulos c) Quando o sócio não realize inte-
CLÁUSULA SEXTA
de dívida, nos termos da lei. gralmente o capital social
(Capital social) correspondente às suas quotas no
CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA prazo máximo de um ano desde
O capital social, integralmente subscrito e
(Transmissão, divisão e oneração a sua constituição ou aumento,
realizado, é de quarenta mil meticais e acha-se
de quotas) excepto se diversamente deliberado
dividido nas seguintes quotas: pela assembleia geral;
a) Uma com o valor nominal de trinta Um) A cessão de quotas é livre se efectuada d) Quando a quota for arrestada, penhorada,
e nove mil e oitocentos meticais, (i) entre os sócios ou (ii) caso o sócio seja arrolada ou, em geral, apreendida
correspondente a noventa e nove uma sociedade, entre esta e quaisquer outras judicial ou administrativamente;
vírgula cinco por cento do capital sociedades que directa ou indirectamente e) Quando o sócio transmita a quota
social pertencente ao sócio Ivan sejam participadas por um ou mais accionistas ou a dê em garantia ou caução
Barent Gradidge; daquele sócio. de qualquer obrigação, sem o
Dois) A divisão e cessão de quotas a consentimento da sociedade;
b) Uma com o valor nominal de duzentos
estranhos dependem do consentimento da f) Se o titular envolver a sociedade em
meticais, correspondente a zero
sociedade, através de deliberação dos sócios, actos e contratos estranhos ao
vírgula cinco cento do capital social
e fica condicionada à ulterior preferência dos objecto social;
pertencente ao sócio Boaventura g) Sempre que o sócio pratique acto
outros sócios nos termos da cláusula seguinte.
David Lázaro Guimarães Duman- grave de deslealdade para com a
Três) Para efeitos do disposto na primeira
gane. sociedade ou para com algum ou
parte do número anterior, o sócio que pretenda
transmitir a sua quota, ou parte desta, deverá alguns dos outros sócios, ou lhe seja
CLÁUSULA SÉTIMA
enviar à sociedade, por escrito, o pedido de imputada violação grave das suas
(Aumentos de capital) consentimento, com indicação do comprador, obrigações profissionais.
Um) O capital social poderá ser aumentado especificando a sua proposta, o preço de venda Dois) Se a amortização de quotas não for
uma ou mais vezes, por deliberação da assembleia e respectivas condições de pagamento. acompanhada da correspondente redução de
geral mediante entradas em numerário ou Quatro) A cessão de quotas entre os sócios capital, as quotas dos restantes sócios serão
em espécie por incorporação de reservas, será feita pelo valor nominal das mesmas, salvo proporcionalmente aumentadas, fixando a
suprimentos ou por outra forma igualmente se a assembleia geral determinar de forma assembleia geral o novo valor nominal das
permitida. diferente. mesmas.
Dois) Em qualquer aumento de capital social Cinco) Qualquer oneração da quota em Três) A amortização será feita pelo valor
os sócios gozam do direito de preferência, na garantia de quaisquer obrigações dos sócios nominal da quota ou o seu valor contabilístico,
proporção das respectivas quotas, a exercer nos depende sempre da autorização prévia da consoante o que for mais baixo, e de acordo
termos gerais, salvo se o mesmo for afastado por sociedade, por deliberação da assembleia com as demais condições a determinar pela
deliberação da assembleia geral. geral. assembleia geral.
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (11)

CAPÍTULO III CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA CLÁUSULA DÉCIMA OITAVA


Dos órgãos sociais (Deliberação da assembleia geral) (Administração)

CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA Um) A gestão e representação da sociedade


Um) Dependem de deliberação dos sócios,
compete a um ou dois administradores ou a um
(Órgãos sociais) para além de outros que a lei ou os estatutos Conselho de Administração, composto por três
indiquem, os seguintes actos: a cinco membros nomeados pela assembleia-
São órgãos sociais da sociedade:
a) A chamada e a restituição das presta- geral.
a) A assembleia geral; Dois) Os administradores são eleitos pela
b) O conselho de administração. ções suplementares;
assembleia-geral nos termos do número anterior
b) A amortização de quotas;
por um período de quatro anos, sendo permitida
CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA c) A aquisição, divisão, alienação ou a sua reeleição.
oneração de quotas próprias; Três Os administradores permanecem
(Assembleia geral)
d) O consentimento para a divisão de, em funções até à eleição de quem os deva
Um) A assembleia geral é formada pelos alienação ou oneração das quotas substituir, salvo se renunciarem expressamente
sócios e competem-lhe todos os poderes que são dos sócios; ao exercício do cargo ou forem destituídos das
conferidos por lei e por estes estatutos. e) A exclusão dos sócios; suas funções.
Dois) As assembleias gerais serão Quatro) Os administradores podem delegar
f) A nomeação, a remuneração e a
convocadas por carta registada até quinze dias parte das suas competências, incluindo a gestão
exoneração dos administradores;
úteis antes da realização da mesma, salvo se corrente da sociedade, noutro administrador,
g) A fixação ou dispensa da caução num director executivo ou num mandatário.
for legalmente exigida antecedência maior,
que os membros do conselho de Cinco) Os administradores serão remunerados
pelos administradores ou pelas outras entidades
administração devem prestar; ou não, consoante for deliberado pela assembleia
legalmente competentes para o efeito, devendo a
h) A aprovação do relatório de gestão e geral, podendo a sua remuneração consistir,
convocação mencionar o local, o dia e a hora em total ou parcialmente, em participação nos
das contas do exercício, incluindo
que se realizará a reunião, bem como a ordem lucros da sociedade.
de trabalhos. o balanço e a demonstração de
Três) O conselho de administração é resultados; CLÁUSULA DÉCIMA NONA
obrigado a convocar a assembleia geral sempre i) A atribuição dos lucros e o tratamento
(Competências da administração)
que a reunião seja requerida por sócios que dos prejuízos;
representem, pelo menos, vinte por cento do j) A propositura e a desistência de Um) A gestão e representação da sociedade
quaisquer acções contra os adminis- compete aos administradores.
capital social da sociedade.
tradores; Dois) Cabe aos administradores representar
Quatro) A assembleia geral ordinária
k) A alteração dos estatutos da socie. a sociedade em juízo e fora dele, activa e
reúne no primeiro trimestre de cada ano, para passivamente, assim como praticar todos os
apreciação do balanço e aprovação das contas dade;
actos tendentes à realização do objecto social
referentes ao exercício do ano anterior, bem l) O aumento e a redução do capital;
e, em especial:
como para deliberar sobre quaisquer outros m) O afastamento do direito de
a) Propor, prosseguir, confessar, desistir
assuntos de interesse para a sociedade. preferência;
ou transigir em quaisquer acções em
Cinco) Serão válidas as deliberações n) A fusão, cisão, transformação,
que a sociedade esteja envolvida;
tomadas em assembleias-gerais irregularmente dissolução e liquidação da socie- b) Executar e fazer cumprir as deliberações
convocadas, desde que todos os sócios estejam dade; da assembleia geral;
presentes ou representados na reunião e prestem o) A designação dos auditores da c) Constituir e definir os poderes dos
o seu consentimento quanto à realização da sociedade; mandatários do conselho de adminis-
mesma e respectiva ordem de trabalhos. p) A emissão das obrigações; tração e do director executivo.
Seis) Os sócios poderão fazer-se representar q) A aquisição, oneração e alienação de Três) Aos administradores é vedado
na assembleias-gerais nos termos legalmente quaisquer bens ou direitos, móveis responsabilizar a sociedade em quais quer
permitidos. e imóveis; contratos, actos, documentos ou obrigações
Sete) Os sócios poderão indicar por carta r) A contratação de empréstimos e de estranhas ao objecto da mesma, designadamente
outros tipos de financiamento; em letras de favor, fianças, abonações e actos
dirigida à sociedade quem os representará na
s) O consentimento para a participação da semelhantes.
assembleia geral.
sociedade no capital social de outras Quatro) Os actos praticados contra o
Oito) O exercício do direito de voto poderá estabelecido no número anterior importam para
ser feito por correspondência, de acordo com os sociedades, desde que permitidas
o administrador em causa a sua destituição,
requisitos que assegurem a sua autenticidade, os por lei, ou sobre quaisquer acordos
constituindo-se na obrigação de indemnizar
quais devem ser definidos na convocatória da de associações ou colaboração com a sociedade pelos prejuízos que esta venha a
respectiva assembleia geral, podendo abranger outras empresas. sofrer em virtude de tais actos.
todas as matérias constantes da convocatória, Dois) As deliberações da assembleia geral
CLÁUSULA VIGÉSIMA
nos termos e condições nela fixados. são tomadas por maioria simples dos votos
Nove) A assembleia geral pode deliberar, em correspondentes ao capital social, salvo (Vinculação da sociedade)
primeira convocação, sempre que se encontrarem disposição da lei que estabeleça uma maioria Um) A sociedade fica obrigada pela(s)
presentes ou representados dois terços do capital qualificada. assinatura(s):
social, e, em segunda convocação sempre que se Três) As atas das assembleias gerais devem a) Em conjunto, de um administrador e
acharem presentes ou representados metade do identificar os nomes dos sócios ou dos seus de um mandatário da sociedade,
capital social, sem prejuízo de outras maiorias representantes, o valor das quotas de cada um nos termos e limites específicos do
legalmente exigidas. e as deliberações que foram tomadas. instrumento de mandato;
224 — (12) III SÉRIE — NÚMERO 7
b) Em singelo, de um administrador, Dois) A assembleia geral que deliberar Dois) Mediante simples decisão dos dois
nos precisos termos que tiver sido sobre a dissolução da sociedade designará sócios, a sociedade poderà deslocar da sua sede
designado, em ata donde conste a os liquidatários e determinará a forma de para dentro do território nacional, cumprindo os
sua nomeação e respetiva delegação liquidação, sendo os sócios fundadores os necessàrios requisitos legais.
de poderes; liquidatários, os quais procederão à liquidação Tres) Os dois sócios poderão decidir a
c) Por um único ou mais mandatários e subsequente partilha entre si do património abertura de sucursais, filiais ou qualquer outra
da sociedade, nos termos do(s) social, excepto se o contrário for decidido por forma de representação no País e no estrangeiro,
respetivo(s) instrumento(s) de assembleia geral.
mandato. desde que devidamente autorizado.
Dois) Para os actos de mero expediente é CLÁUSULA VIGÉSIMA QUINTA ARTIGO TERCEIRO
suficiente a assinatura de um só Administrador (Composição e designação da administra-
ou mandatário com poderes bastantes. (Objecto)
ção)
Três) É expressamente vedado aos
Um) A sociedade tem por objecto expanção
administradores ou mandatários obrigar a Um) A administração da sociedade será
de redes eléctricas, venda e montagem de
sociedade em actos ou contratos estranhos aos exercida por dois administradores.
negócios sociais, designadamente, em fianças, Transformadores, e diverso material de média e
Dois) São, desde já, nomeados adminis-
abonações, avales, letras de favor ou outros tradores Marc Dominique Senges e Ivan Barent Baixa tensão, prestação de serviços, manutenção
actos ou contratos análogos. Gradidge. dos postos de transformação.
Dois) A sociedade poderá desenvolver outras
CLÁUSULA VIGÉSIMA PRIMEIRA Maputo, vinte e dois de Janeiro de dois mil
actividades conexas com o seu objecto principal
e catorze. — O Técnico, Ilegível.
(Fiscalização)
e desde para tal obtenha aprovação da entidade
competente.
A assembleia geral, caso o entenda Três) A sociedade poderá ainda deter
necessário, pode deliberar confiar a fiscalização participações sociais em outra sociedades
dos negócios sociais a um conselho fiscal ou a Soredelec – Sociedade independentemente dos seus objectivos
uma sociedade de revisão de contas. de Redes Eléctricas, sociais, associar-se pela forma que julgar mais
CAPÍTULO IV
Limitada conveniente a quaisquer entidades singulares
ou colectivas, nacionais ou estrangeiras nas
Das disposições finais Certifico, para efeitos de publicação, que no condições previstas na lei.
dia vinte e um de Janeiro de dois mil e catorze,
CLÁUSULA VIGÉSIMA SEGUNDA
foi matriculada na Conservatória do Registo de ARTIGO QUARTO
(Balanço e aprovação de contas) Entidades Legais sob o NUEL 100458748 uma
(Capital social)
sociedade denominada Soredelec – Sociedade
Um) O ano social coincide com o ano
civil. de Redes Eléctricas, Limitada. O capital social, integralmente subscrito
Dois) O relatório de gestão e as contas do É celebrado opresente contrato de sociedade e realizado em dinheiro, é de quinze mil
exercício, incluindo o balanço e a demonstração nos termos do artigo noventa do Código meticais.
de resultados fechar-se-ão com referência a Comercial:
trinta e um de Dezembro de cada ano e serão ARTIGO QUINTO
Primeiro. Euclides Abneiro Massave,
submetidos à aprovação da assembleia-geral (prestações suplementares)
durante o primeiro trimestre do ano seguinte. solteiro, maior, de nacionlidade moçambicana,
residente no Bairro de Hulene, província
Um) Os sócios poderão efectuar prestações
CLÁUSULA VIGÉSIMA TERCEIRA do Maputo, portador do Bilhete de Identidade
suplementares de capital ou de suprimentos à
n.º 110101333063B;
(Aplicação de resultados) sociedade nas condições que forem estabelecidas
Segundo. Sancho António Balate, solteiro
por lei.
Um) Dos lucros líquidos apurados serão maior, de nacionalidade moçambicana, residente
deduzidos: Dois) O capital social poderá ser aumentado,
no Bairro da Liberdade-Matola, província
por deliberação da assembleia geral, beneficiando
a) Cinco por cento para constituir ou do Maputo, portador do Bilhete de Identidade
no entanto os proprietários fundadores, do direito
reintegrar o fundo de reserva legal, n.º 100704216029Q, emitido pelo Arquivo de
enquanto não estiver realizado nos de preferência na respectiva subscrição.
Identificação da Matola.
termos da lei ou sempre que seja
ARTIGO SEXTO
necessário reintegrá-lo; CAPÍTULO I
b) As quantias que, por deliberação da (Administração, representação da socie-
assembleia geral, devam integrar ARTIGO PRIMEIRO
dade)
a constituição de fundos especiais (Denominação e duração)
de reserva. Um) A sociedade será administrada pelo
Dois) A parte remanescente dos lucros A sociedade adopta a denominação de sócio Sancho Antonio Balate na qualidade de
será ou não distribuída pelos sócios de capital, Soredelec – Sociedade de Redes Eléctricas, sócio gerente.
de acordo com a deliberação da assembleia- Limitada criada por um tempo indeterminado. Dois) A sociedade fica obrigada pela
geral. assinatura do administrador ou ainda por
ARTIGO SEGUNDO
procurador especialmente designado para o
CLÁUSULA VIGÉSIMA QUARTA (Sede) efeito.
(Dissolução e liquidação) Um) A sociedade tem a sua sede na província Três) A sociedade pode ainda se fazer
Um) A sociedade dissolve-se nos casos e do Maputo, Distrito da Matola, no Bairro da representar por um procurador especialmente
termos previstos por lei ou por deliberação da Liberdade na Avenida das Indústrias casa designado pela administração nos termos e
assembleia geral. número cinquenta e oito. limites específico do respectivo mandato.
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (13)

CAPÍTULO IV Misha Transportes, Limitada Neide Alice da Costa e vinte e cinco mil
meticais para a sócia Antonieta Marlinda Júlio
Disposições gerais
Certifico, para efeito de publicação, que no da Costa.
ARTIGO SÉTIMO dia vinte e um de Janeiro de dois mil e catorze,
foi matriculada na Conservatória do Registo ARTIGO QUINTO
(Balanço de contas)
de Entidades Legais sob o NUEL 100458845 A administração, gerência e representação
Um) O exercicio social coincide com o ano uma sociedade denominada Misha Transportes, da sociedade em juízo e fora dele, activa e
civil. Limitada, entre: passivamente, será exercida pela sócia Raufa
Dois) O balanço de contas de resultados
Primeiro. Raufa prudência Davó, portadora prudência Davó, que desde já é nomeado
fechar-se-ão, com referência aos trinta e um de
do Bilhete de Identidade n.º 11012098188I, Gerente, com dispensa de caução, bastando a
Dezembro de cada ano.
passado pelo Arquivo de Identificação de assinatura deste, para obrigar a sociedade em
ARTIGO OITAVO Maputo, aos dezasseis de Maio de dois mil e todos os seus actos e contratos, sendo, porém,
doze, residente na Avenida Patrice Lumumba a movimentação de contas bancárias confiadas
(Lucros)
número duzentos e quarenta e cinco, sétimo ao mesmo sócio.
Dos lucros apurados em cada exercício andar, flat setecentos e dois nesta cidade de
deduzir-se-ão em primeiro lugar a percentagem ARTIGO SEXTO
Maputo;
legalmente indicada para constituir a reserva Segundo. Neide Alice da Costa, portadora Um) A assembleia geral reunir-se-á
legal, enquanto não estiver realizada nos do Bilhete de Identidade n.º 110101139945P, ordinariamente uma vez por ano para apreciação
termos da lei ou sempre que seja necessário passado pelo Arquivo de Identificação de do balanço e contas do exercício e para deliberar
reintegrá-la. sobre quaisquer outros assuntos para que tenha
Maputo, ao treze de Maio de dois mil e onze,
ARTIGO NONO residente na Avenida Patrice Lumumba número sido convocada, e extraordinariamente sempre
duzentos e quarenta e cinco, sétimo andar, flat que for necessário.
(Dissolução) setecentos e dois nesta cidade de Maputo; Dois) A assembleia geral, nos casos em que
A sociedade dissolve-se nos casos e nos Terceiro. Antónca Marlinda Júlio da a lei não determina formalidades específicas da
termos da lei. Costa, portadora do Bilhete de Identidade sua convocação, será convocada pelo presidente
n.º 110100248616S, passado pelo Arquivo de da mesa da assembleia geral, por meio de cartas
ARTIGO DÉCIMO Identificação de Maputo, aos um de Junho de registadas a cada sócia com a antecedência
(Disposições finais) dois mil e dez residente na Avenida Patrice mínima de trinta dias em caso de sessões
Lumumba número duzentos e quarenta e cinco, extraordinárias.
Um) Em caso de morte ou interdição de Três) A assembleia geral reunir-se-á na sede
sétimo andar, flat setecentos e dois nesta cidade
um dos sócios, a sociedade continuará com
de Maputo: social, podendo ter lugar noutro lado quando
herdeiros ou representante do falecido ou
as circunstâncias a aconselhar, desde que tal
interdito, os quais nomearão entre si um que a ARTIGO PRIMEIRO interesse não prejudique os direitos legítimos
todos representante na sociedade.
Dois) Em tudo quanto for omisso nos A sociedade adopta a denominação de Misha dos sócios ou da mesma sociedade.
presentes estatutos aplicar-se-ão as disposições Transportes, Limitada: A sociedade tem a sua
ARTIGO SÉTIMO
do codigo comercial e demais legislação em sede na Avenida Patrice Lumumba número
vigor na República de Moçambique. duzentos e quarenta e cinco, sétimo andar, A divisão e cessão total ou parcial de quotas
Matola, vinte e dois de Dezembro dois mil flat setecentos e dois nesta cidade de Maputo, são livres entre os sócios, mas a estranhos
e catorze. — O Técnico, Iligével. podendo, por deliberação da assembleia dependem do consentimento das sócias dado em
geral, deslocar a sua sede para qualquer assembleia geral a esse respeito convocado.
parte do território nacional e mesmo para o
estrangeiro. ARTIGO OITAVO
Tsangarella – Sociedade Um) As deliberações da assembleia geral
ARTIGO SEGUNDO
Unipessoal, Limitada são tomadas por maioria simples de votos
A sua duração é por tempo indeterminado, presentes ou devidamente representados,
Certifico, para efeitos de publicação, que
contando-se o seu início, para todos os efeitos excepto nos casos em que a lei ou os presentes
por acta de treze de Janeiro de dois mil e
catorze, da sociedade AVC RIGHT – Sociedade de direito, a partir da data da celebração da estatutos exijam maioria qualificada.
Unipessoal, Limitada, de Filimão Nhamafolane escritura notarial. Dois) É dispensada a reunião da assembleia
Tembane, matriculada sob NUEL 100418371, geral quando todos os sócios concordem por
ARTIGO TERCEIRO escrito na deliberação cujo conteúdo deva estar
se decidiu a alteração da denominação da
sociedade, e consequentimente alteração do A sociedade tem como objectivo o exercício claramente explicado.
artigo primeiro dos estatutos, o qual passa a ter de actividade comercial de prestação de serviços,
o seguinte teor na redação: importação de viaturas e aluguer de viaturas, ARTIGO NONO
............................................................ de representação comercial de sociedades, de Anualmente haverá um balanço fechado com
grupos e entidades domiciliadas ou não no a data de trinta e um de Dezembro.
ARTIGO PRIMEIRO
território da República de Moçambique.
(Denominação e Duração) ARTIGO DÉCIMO
ARTIGO QUARTO
A sociedade adopta a denominação Compete aos gerentes exercer os mais amplos
de Tsangarella – Sociedade O capital social é igualmente realizado em poderes de gerência, bem como a representação
Unipessoal, Limitada, criada por tempo bens e dinheiro, e de cem mil meticais, que da sociedade em juízo e fora dele, praticar
indeterminado. corresponde a soma de três quotas de cinquenta todos os demais actos tendentes à realização do
Maputo, quinze de Janeiro de dois mil mil meticais para a sócia, Raufa prudência objecto social que a lei ou os presentes estautos
e catorze. – O Técnico, Ilegível. Davó, vinte e cinco mil meticais para a sócia não reservem à assembleia geral.
224 — (14) III SÉRIE — NÚMERO 7
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO ou qualquer outra forma de representação Plastisam, Limitada
social onde e quando a gerência o julgar
Os sócios poderão delegar poderes entre si,
conveniente. Certifico, para efeitos de publicação, que por
mas a estranhos depende apenas da deliberação
Dois) Pode a gerência transferir a sede para escritura pública de dezassete de Dezembro de
da Assembleia Geral ou pelo consentimento
qualquer outro local do território nacional. dois mil e treze, lavrada de folhas noventa e nove
escrito de cada sócio.
e seguintes, do livro de notas para escrituras
ARTIGO TERCEIRO diversas número trezentos e dezasseis traço
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
(Objecto) D, deste Cartório Notarial de Maputo, perante
A sociedade não se dissolve pela morte, mim Dárcia Elisa Álvaro Freia, licenciada em
interdição ou imobilização de qualquer sócio, Um) A sociedade tem por objectivos: Direito, técnica superior dos registos e notariado
antes, porém, continuará com os herdeiros ou Consultoria e assessoria em gestão; N1, e notária em exercício neste cartório, foi
capazes do sócio falecido ou interdito, os quais contabilidade e auditoria; mediação constituída entre: Totem Investments, Limited e
indicarão um entre si, que a todos representa e intermediação comercial; João Manuel Presado Francisco, uma sociedade
na sociedade, enquanto a respectiva quota se comércio a grosso e a retalho com por quotas de responsabilidade limitada
mantiver indivisa. importação e exportação. denominada Plastisam, Limitada com sede em
Dois) A sociedade poderá exercer outras Nacala-Porto, que se regerá pelas cláusulas
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO constantes dos artigos seguintes:
actividades industriais, comerciais ou turísticas
Os casos omissos serão regulados pelas que não sejam proibidas por lei. ARTIGO PRIMEIRO
disposições da lei e de demais legislação aplicável
e em vigor na República de Moçambique. CAPÍTULO II (Denominação)

Maputo, vinte e dois Janeiro de dois mil ARTIGO QUARTO Um) A sociedade adopta a denominação
e catorze. — O Técnico, Ilegível. social de Plastisam, Limitada.
(Capital social)
Dois) A sua duração é indeterminada,
O capital social, integralmente subscrito e contando-se o seu início a partir da data da
realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais, assinatura do contrato particular de constituição
correspondente a uma quota de igual valor de sociedade.
Rovuma Serviços nominal, pertencente a sócia Pauline Helene
ARTIGO SEGUNDO
– Sociedade Unipessoal, Medina.
Limitada (Sede)
ARTIGO QUINTO
Um) A sociedade tem a sua sede em Nacala-
Certifico, para efeitos de publicação, que no
(Amortização da quota) Porto, província de Nampula.
dia dezoito de Novembro de dois mil e treze,
A sociedade poderá amortizar a quota da Dois) A administração poderá mudar a sede
foi matriculada na Conservatória do Registo
social para qualquer outro local, e poderá abrir
de Entidades Legais sob o NUEL 100444054 sócia nos seguintes casos:
uma sociedade denominada Rovuma Serviços sucursais, filiais, delegações ou outras formas
Por acordo com seu titular;
– Sociedade Unipessoal, Limitada. de representação quer no estrangeiro quer no
Por falecimento, interdição, inabilitação ou
É celebrado o presente contrato de sociedade território nacional, devendo notificar os sócios
insolvência do seu titular, sendo pessoa singular,
unipessoal, nos termos do artigo noventa do por escrito dessa mudança.
ou por dissolução ou falência do titular, sendo
Código Comercial: pessoa colectiva; ARTIGO TERCEIRO
Pauline Helene Medina, casada com Steven Se a quota for objecto de penhora ou arresto,
Le Vourc’h em regime de comunhão de bens, (Objecto)
ou se o sócio de qualquer outra forma deixar de
natural da Bélgica de nacionalidade francesa, poder dispor livremente da quota. Um) A sociedade tem por objecto
portadora do DIRE 07FR00002895I, emitido
principal:
pela Direcção Nacional de Migração, aos sete CAPÍTULO III
de Dezembro de dois mil e treze. a) Fabrico de embalagens, acessórios e
ARTIGO SEXTO peças de plástico;
CAPÍTULO I b) Comércio geral a grosso e a retalho,
(Gerência)
a importação e exportação,
ARTIGO PRIMEIRO
Um) A gerência será confiada a sócia única, consignações, agenciamento e as
(Denominação e duração) que desde já fica nomeada gerente. representações comerciais;
Dois) A sociedade ficará obrigada pela c) Transporte de Mercadorias;
Um) A Rovuma Serviços – Sociedade
assinatura de um gerente ou procurador d) Importação dos bens necessários à
Unipessoal, Limitada adiante designada
especialmente constituído pela gerência, nos prossecução da actividade.
por sociedade, é uma sociedade comercial
unipessoal, que se rege pelos presentes estatutos termos e limites específicos do respectivo Dois) A sociedade poderá ainda ter por
e pelos preceitos legais em vigor na República mandato. objecto social outras actividades conexas ou
de Moçambique. não com o objecto principal, desde que os sócios
ARTIGO SÉTIMO assim deliberem.
Dois) A sociedade constitui-se por tempo
indeterminado. (Dissolução e liquidação) Três) A sociedade poderá participar e
adquirir participações no capital social de
ARTIGO SEGUNDO A sociedade dissolve-se nos casos e nos outras sociedades, ainda que estas tenham um
termos estabelecidos por lei e pelos presentes objecto social diferente do da sociedade, bem
(Sede)
estatutos. como pode associar-se, seja qual for a forma de
Um) A sociedade tem a sua sede em Maputo, Maputo, vinte e dois de Janeiro de dois mil associação, com outras empresas ou sociedades,
podendo abrir sucursais, delegações, agências e catorze. — O Técnico, Ilegível. para desenvolvimento de projectos.
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (15)

ARTIGO QUARTO Seis) A venda da quota pelo sócio cedente ARTIGO NONO
deverá ser efectuada no prazo máximo de trinta
(Capital social) (Competências)
dias consecutivos a contar da data da última
O capital social, integralmente subscrito resposta, sob pena de caducidade. Dependem de deliberação da assembleia
e realizado em dinheiro, é de um milhão de Sete) A transmissão de quota sem observância geral os seguintes actos, além de outros que a
meticais e corresponde à soma de duas quotas do estipulado neste artigo é nula, não produzindo lei indique:
assim distribuídas: qualquer efeito perante a sociedade e perante os a) Nomeação e exoneração dos
a) Uma quota no valor nominal de sócios não cedentes. gerentes;
quinhentos mil meticais b) Amortização, aquisição e oneração de
ARTIGO SÉTIMO
correspondente a cinquenta por quotas e prestação do consentimento
cento do capital social, pertencente à (Amortização de quotas) à cessão de quotas;
sócia Tottem Investments, Limited, c) Chamada e restituição de prestações
Um) A sociedade pode amortizar quotas no
representada por José Manuel Costa suplementares de capital;
caso de exclusão ou exoneração de sócio.
Vieira Lino; d) Alteração do contrato de sociedade;
Dois) A sociedade não pode amortizar quotas
b) Uma quota no valor nominal de e) Propositura de acções judiciais contra
que não estejam integralmente liberadas, salvo
quinhentos mil meticais gerentes;
no caso de redução do capital social.
correspondente a cinquenta por f) Contratação de empréstimos
Três) Se a sociedade tiver direito de amortizar
cento do capital social, pertencente
a quota pode, em vez disso, adquiri-la ou fazê- hipotecários e prestação de garantias
ao sócio José Manuel Presado
-la adquirir por sócio ou terceiro. No primeiro com bens do activo imobilizado da
Francisco. caso, ficam suspensos todos os direitos e deveres sociedade;
ARTIGO QUINTO inerentes à quota, enquanto ela permanecer na g) Aquisição, oneração, alienação,
sociedade. cessão de exploração e trespasse
(Prestações suplementares e suprimentos) Quatro) A sociedade só pode deliberar de estabelecimento comercial da
amortizar uma quota quando, à data da sociedade, bem como aquisição,
Um) Os sócios poderão realizar prestações
deliberação, a sua situação líquida não se tornar,
suplementares de capital, mediante deliberação oneração, alienação de bens
por efeito da amortização, inferior à soma do
da assembleia geral, até ao limite correspondente imóveis da sociedade ou ainda
capital social e da reserva legal.
a cinco vezes o capital social. alienação e oneração de bens do
Cinco) O preço de amortização consiste
Dois) As prestações suplementares não activo imobilizado da sociedade.
no pagamento ao sócio do valor da quota que
vencem juros e só serão reembolsáveis aos
resultar da avaliação realizada por auditor de
sócios desde que, se for efectuada a restituição, ARTIGO DÉCIMO
contas sem relação com a sociedade, sendo o
a situação líquida da sociedade não fique inferior
preço apurado pago em três prestações iguais (Quórum, representação e deliberações)
à soma do capital e da reserva legal.
que se vencem respectivamente, seis meses, um
Três) Os sócios poderão fazer à sociedade Um) Por cada duzentos e cinquenta meticais
ano e dezoito meses após a fixação definitiva da
suprimentos, quer para titular empréstimos do capital social corresponde um voto.
contrapartida.
em dinheiro quer para titular o diferimento de Dois) As deliberações das assembleias
créditos de sócios sobre a sociedade, nos termos ARTIGO OITAVO gerais são tomadas por maioria simples
que forem definidos pela assembleia geral, que cinquenta e um por cento dos votos presentes
fixará os juros e as condições de reembolso. (Convocação e reunião
ou representados.
da assembleia geral)
ARTIGO SEXTO ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Um) A assembleia geral reunirá
(Divisão e cessão de quotas) ordinariamente, uma vez por ano para apreciação, (Administração da sociedade)
aprovação ou modificação do balanço e contas
Um) A cessão de quotas entre os sócios não Um) A sociedade é administrada e
do exercício, e extraordinariamente sempre que
carece do consentimento da sociedade. representada por um gerente, por mandatos de
for necessário.
Dois) A cessão de quotas a favor de terceiros
Dois) A assembleia geral é convocada por quatro anos, o qual é dispensado de caução, pode
depende do consentimento da sociedade,
qualquer gerente ou por sócios representando ou não ser sócio e pode ou não ser reeleito.
mediante deliberação dos sócios. pelo menos dez por cento do capital, mediante Dois) O gerente terá todos os poderes
Três) Os sócios gozam do direito de carta dirigida aos sócios com a antecedência necessários à representação da sociedade, em
preferência na cessão de quotas a terceiros, na mínima de quinze dias. Juízo e fora dele, bem como todos os poderes
proporção das suas quotas e com o direito de Três) A assembleia geral poderá reunir e necessários à administração dos negócios da
acrescer entre si. validamente deliberar sem dependência de
Quatro) O sócio que pretenda transmitir a sua sociedade, podendo designadamente abrir e
prévia convocatória se todos os sócios estiverem
quota a terceiros, estranhos à sociedade, deverá movimentar contas bancárias; aceitar, sacar,
presentes ou representados e manifestarem
comunicar, por escrito aos sócios não cedentes endossar letras e livranças e outros efeitos
unanimemente a vontade de que a assembleia se
a sua intenção de cedência, identificando o constitua e delibere sobre determinado assunto, comerciais.
nome do potencial adquirente, o preço e demais salvo nos casos em que a lei o proíbe. Três) O gerente poderá constituir
condições e termos da venda. Quatro) Os sócios poderão fazer- procuradores da sociedade para a prática de
Cinco) Cada sócio não cedente dispõe do se representar nas assembleias gerais por actos determinados ou categorias de actos.
prazo de dez dias úteis consecutivos a contar outros sócios ou gerentes, mediante carta Quatro) Para obrigar a sociedade nos seus
da data de recepção da comunicação do sócio simples dirigida ao Presidente da Mesa da actos e contratos é necessária a assinatura do
cedente para exercer por escrito o direito Assembleia Geral, ou mandatário que seja gerente nomeado;
de preferência. Na falta de resposta escrita, advogado, constituído com procuração por Cinco) É vedado ao gerente obrigar a
presume-se que o sócio não cedente não exerce escrito outorgada com prazo determinado de, sociedade em fianças, abonações, letras de
direito de preferência, podendo então o sócio no máximo, doze meses e com indicação dos favor e outros actos e contratos estranhos ao
cedente celebrar a venda. poderes conferidos. objecto social.
224 — (16) III SÉRIE — NÚMERO 7
Seis) Por efeito deste contrato, fica nomeado nominal de trinta e três mil d) Prestação de serviços na área comercial
gerente da sociedade o sócio José Manuel Costa meticais, pertencente ao sócio e de logística;
Vieira Lino, obrigando-se a sociedade com a Alcino Orlando Da Silva Dois) A sociedade poderá ainda ter por
sua assinatura. Monteiro. objecto social outras actividades conexas ou
Sete) A gerência é gratuita até deliberação Três) Uma quota de trinta e três
não com o objecto principal, desde que os sócios
da assembleia geral em contrário. por cento do capital social,
assim deliberem.
correspondente ao valor nominal
Três) A sociedade poderá participar e
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO de trinta e três mil meticais,
adquirir participações no capital social de
pertencente ao sócio Victor
(Exercício, contas e resultados) outras sociedades, ainda que estas tenham um
Hugo de Miranda Duarte.
Que em tudo o mais não alterado continuam objecto social diferente do da sociedade, bem
Um) O ano social coincide com o ano
a vigorar as disposições do pacto social. como pode associar-se, seja qual for a forma de
civil.
Está conforme. associação, com outras empresas ou sociedades,
Dois) Os lucros líquidos apurados em cada
para desenvolvimento de projectos.
exercício, deduzidos da parte destinada a reserva Maputo, dois de Dezembro de dois mil
legal e a outras reservas que a assembleia geral e treze. — O Técnico, Ilegível. ARTIGO QUARTO
deliberar constituir, serão distribuídos pelos
sócios na proporção das suas quotas. (Capital social)

O capital social, integralmente subscrito e


ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais
(Dissolução e Liquidação) Nice And Cool, Limitada e corresponde à soma de duas quotas assim
distribuídas:
Um) A sociedade dissolve-se nos casos e nos Certifico, para efeitos de publicação, que
termos estabelecidos na lei. no dia dois de Dezembro de dois mil e treze, a) Uma quota no valor nominal de dez
Dois) A liquidação será feita na forma na Terceira Conservatória do Registo Civil e mil meticais correspondente a
aprovada por deliberação dos sócios. Notariado em Maputo, com funcões notariais, cinquenta por cento do capital
Está conforme. perante mim Ludovina Virginia Raul Inhambe social, pertencente ao sócio Carlos
Maputo, vinte e três de Dezembro de dois Manuel, licenciada em Direito, técnica superior Fernando do Rosário Daniel;
mil e treze. — O Técnico, Ilegível. N1, conservadora em pleno exercicio de funções b) Uma quota no valor nominal de
notariais, foi constituída a Nice And Cool, dez mil meticais correspondente
Limitada, entre os sócios: Carlos Fernando do a cinquenta por cento do capital
Rosário Daniel e Paula Emilia Prata Soares social, pertencente à sócia Paula
Daniel, que se regerá pelos artigos seguintes: Emília Prata Soares Daniel.

Lacamoz, Limitada ARTIGO PRIMEIRO ARTIGO QUINTO

Certifico, para efeitos de publicação, que por (Denominação) (Prestações suplementares e suprimentos)
deliberação de dezassete de Outubro de dois mil Um) Poderão ser exigidas prestações
Um) A sociedade adopta a denominação de
e treze, na sede social da sociedade Lacamoz, suplementares de capital, desde que a assembleia
Nice And Cool, Limitada.
Limitada, registada na Conservatória do Registo geral assim o decida, até ao limite correspondente
Dois) A sua duração é indeterminada,
de Entidades Legais sob o NUEL 100408317, a cinco vezes o capital social.
contando-se o seu início a partir da data da
procedeu se na sociedade em epígrafe a divisão Dois) As prestações suplementares não
assinatura do contrato particular de constituição
e cessão parcial da quota de sessenta e seis mil vencem juros e só serão reembolsáveis aos
de sociedade.
meticais, detida pelo sócio Alcino Orlando sócios desde que, se for efectuada a restituição,
da Silva Monteiro a favor de Victor Hugo de ARTIGO SEGUNDO a situação líquida da sociedade não fique inferior
Miranda Duarte, alterando-se por conseguinte à soma do capital e da reserva legal.
(Sede)
a redacção do artigo quarto do pacto social que Três) Os sócios poderão fazer à sociedade
passam a ter a seguinte nova redacção: Um) A sociedade tem a sua sede na Rua da suprimentos, quer para titular empréstimos
............................................................ Demanda, número trinta e três, primeiro andar, em dinheiro quer para titular o diferimento de
em Maputo. créditos de sócios sobre a sociedade, nos termos
ARTIGO QUARTO Dois) A administração poderá mudar a sede que forem definidos pela assembleia geral, que
Capital social social para qualquer outro local, e poderá abrir fixará os juros e as condições de reembolso.
sucursais, filiais, delegações ou outras formas
O capital social, integralmente ARTIGO SEXTO
de representação quer no estrangeiro quer no
subscrito e realizado em dinheiro é de cem
território nacional, devendo notificar os sócios (Divisão e cessão de quotas)
mil meticais, correspondente a três quotas
por escrito dessa mudança.
desiguais, divididas da seguinte forma: Um) A cessão de quotas entre os sócios não
Um) Uma quota de trinta e quatro ARTIGO TERCEIRO carece do consentimento da sociedade.
por cento do capital social, Dois) A cessão de quotas a favor de terceiros
(Objecto)
correspondente ao valor depende do consentimento da sociedade,
nominal de trinta e quatro Um) A sociedade tem por objecto: mediante deliberação dos sócios.
mil meticais, pertencente ao a) O comércio a grosso e a retalho, Três) Os sócios gozam do direito de
sócio Victor Alexandre de Sá a importação e exportação e preferência na cessão de quotas a terceiros, na
Matos. representações comerciais; proporção das suas quotas e com o direito de
Dois) Uma quota de trinta e três b) Representação de marcas; acrescer entre si.
por cento do capital social, c) Intermediação comercial e Quatro) O sócio que pretenda transmitir a sua
correspondente ao valor consignação; quota a terceiros, estranhos à sociedade, deverá
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (17)

comunicar, por escrito aos sócios não cedentes presentes ou representados e manifestarem anos, os quais são dispensados de caução,
a sua intenção de cedência, identificando o unanimemente a vontade de que a assembleia se podem ou não ser sócios e podem ou não ser
nome do potencial adquirente, o preço e demais constitua e delibere sobre determinado assunto, reeleitos.
condições e termos da venda. salvo nos casos em que a lei o proíbe. Dois) Os gerentes terão todos os poderes
Cinco) Cada sócio não cedente dispõe do Quatro) Os sócios poderão fazer- necessários à representação da sociedade, em
prazo de dez dias úteis consecutivos a contar -se representar nas assembleias gerais por Juízo e fora dele, bem como todos os poderes
da data de recepção da comunicação do sócio outros sócios ou gerentes, mediante carta necessários à administração dos negócios da
cedente para exercer por escrito o direito simples dirigida ao presidente da mesa da sociedade, podendo designadamente abrir e
de preferência. Na falta de resposta escrita, assembleia geral, ou mandatário que seja movimentar contas bancárias; aceitar, sacar,
presume-se que o sócio não cedente não exerce advogado, constituído com procuração por endossar letras e livranças e outros efeitos
direito de preferência, podendo então o sócio comerciais.
escrito outorgada com prazo determinado de,
cedente celebrar a venda. Três) Os gerentes poderão constituir
no máximo, doze meses e com indicação dos
Seis) A venda da quota pelo sócio cedente procuradores da sociedade para a prática de
poderes conferidos.
deverá ser efectuada no prazo máximo de trinta actos determinados ou categorias de actos
dias consecutivos a contar da data da última ARTIGO NONO e delegar entre si os respectivos poderes
resposta, sob pena de caducidade. para determinados negócios ou espécie de
Sete) A transmissão de quota sem observância (Competências) negócios.
do estipulado neste artigo é nula, não produzindo Dependem de deliberação da assembleia Quatro) Para obrigar a sociedade nos seus
qualquer efeito perante a sociedade e perante os actos e contratos é necessária a assinatura ou
geral os seguintes actos, além de outros que a
sócios não cedentes. intervenção de um dos gerentes nomeados,
lei indique:
excepto no caso de ser nomeado gerente
ARTIGO SÉTIMO a) Nomeação e exoneração dos geren- único.
tes; Cinco) É vedado aos gerentes obrigar a
(Amortização de quotas)
b) Amortização, aquisição e oneração de sociedade em fianças, abonações, letras de
Um) A sociedade pode amortizar quotas no quotas e prestação do consentimento favor e outros actos e contratos estranhos ao
caso de exclusão ou exoneração de sócio; à cessão de quotas; objecto social.
Dois) A sociedade não pode amortizar quotas c) Chamada e restituição de prestações Seis) Até deliberação da assembleia geral
que não estejam integralmente liberadas, salvo suplementares de capital; em contrário, ficam nomeados gerentes ambos
no caso de redução do capital social. d) Alteração do contrato de sociedade; os sócios, obrigando-se a sociedade com a
Três) Se a sociedade tiver direito de amortizar e) Propositura de acções judiciais contra assinatura de qualquer um deles.
a quota pode, em vez disso, adquiri-la ou fazê- gerentes; ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
la adquirir por sócio ou terceiro. No primeiro f) Contratação de empréstimos bancários e
caso, ficam suspensos todos os direitos e deveres prestação de garantias com bens do (Do exercício, contas e resultados)
inerentes à quota, enquanto ela permanecer na activo imobilizado da sociedade; Um) O ano social coincide com o ano
sociedade. g) Aquisição, oneração, alienação, civil.
Quatro) A sociedade só pode deliberar cessão de exploração e trespasse Dois) Os lucros líquidos apurados em cada
amortizar uma quota quando, à data da de estabelecimento comercial da exercício, deduzidos da parte destinada a reserva
deliberação, a sua situação líquida e não se sociedade, bem como aquisição, legal e a outras reservas que a assembleia geral
tornar, por efeito da amortização, inferior à oneração, alienação de bens deliberar constituir, serão distribuídos pelos
soma do capital social e da reserva legal. imóveis da sociedade ou ainda sócios na proporção das suas quotas.
Cinco) O preço de amortização consiste alienação e oneração de bens do
no pagamento ao sócio do valor da quota que ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
activo imobilizado da sociedade.
resultar da avaliação realizada por auditor de (Dissolução e liquidação)
contas sem relação com a sociedade, sendo o ARTIGO DÉCIMO
preço apurado pago em três prestações iguais Um) A sociedade dissolve-se nos casos e nos
(Quórum, representação e deliberações) termos estabelecidos na lei.
que se vencem respectivamente, seis meses, um
ano e dezoito meses após a fixação definitiva da Um) Por cada duzentos e cinquenta meticais Dois) A liquidação será feita na forma
aprovada por deliberação dos sócios.
contrapartida. do capital social corresponde um voto.
Dois) As deliberações das assembleias gerais Está conforme.
ARTIGO OITAVO são tomadas por maioria simples (cinquenta Maputo, vinte e um de Janeiro de dois mil
(Convocação e reunião e um por cento) dos votos presentes ou e catorze. — O Técnico, Ilegível.
da assembleia geral) representados.
Três) São tomadas por maioria qualificada
Um) A assembleia geral reunirá (setenta e cinco por cento) do capital as
ordinariamente, uma vez por ano para apreciação,
aprovação ou modificação do balanço e contas
deliberações sobre alteração ao contrato de Transformação da Rural
sociedade, fusão, transformação e dissolução da Consult, Limitada
do exercício, e extraordinariamente sempre que sociedade e as deliberações sobre as matérias
for necessário. referidas nas alíneas f) e g) do precedente Certifico, para efeitos de publicação, que por
Dois) A assembleia geral é convocada por artigo. escritura de um de Novembro de dois mil e treze,
qualquer gerente ou por sócios representando
exarada a folhas quarenta e oito á cinquenta e
pelo menos dez por cento do capital, mediante ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO duas do livro de notas para escrituras diversas
carta dirigida aos sócios com a antecedência número trezentos e vinte traço D, do Segundo
(Administração da sociedade)
mínima de quinze dias. Cartório Notarial de Maputo, perante a mim,
Três) A assembleia geral poderá reunir e Um) A sociedade é administrada e Sérgio João Soares Pinto, licenciado em Direito,
validamente deliberar sem dependência de representada por um ou mais gerentes a eleger técnico superior dos registos e notariado N.1 e
prévia convocatória se todos os sócios estiverem pela assembleia geral, por mandatos de quatro notário e exercício neste cartório, se procedeu
224 — (18) III SÉRIE — NÚMERO 7
na sociedade em epígrafe Transformação milhões e quatrocentos e um mil de meticais, ARTIGO QUINTO
da Rural Consult, Limitada em Sociedade representado por treze mil e quatrocentas e uma
(Títulos de acções)
Anónima, alterando-se na totalidade do pacto acções, com valor nominal de mil Meticais
social passando a mesma a reger-se pelos cada uma, distribuídas e detidas pelos seguintes Um) Cada accionista terá direito a um título
artigos constantes do documento complementar accionistas: de acções, detendo cada um o valor nominal
elaborado nos termos do número dois do artigo a) Jacinto Sabino Mutemba, que detém referido no número um do artigo quarto.
sessenta e nove do Código do Notariado, que trinta e seis por cento do capital Dois) Os títulos de acções serão emitidos
fica a fazer parte integrante desta escritura. social, correspondente ao valor de com as especificações definidas na legislação
quatro milhões, oitocentos e vinte aplicável.
Denominação, Duração, Sede e Objecto Três) Em caso de perda ou destruição de
e quatro mil, e quinhentos vinte
ARTIGO PRIMEIRO e quatro Meticais, e oitenta e oito qualquer título, o novo só será emitido quando
centavos; requerido pelo seu titular, sendo os custos
(Denominação e duração) fixados pelo Conselho de Administração, por
b) Rita Maria de Gonzaga Jeque Mutemba,
A sociedade adopta a denominação de que detém vinte e quatro por cento conta do seu respectivo titular.
Rural Capital, S.A., e constitui-se sob forma do capital social, correspondente Quatro) Os títulos das acções, bem como
de sociedade anónima, e a sua duração é por ao valor de três milhões, duzentos quaisquer alterações efectuadas nos mesmos,
tempo indeterminado, contando o seu início, e dezasseis mil, trezentos quarenta serão assinados por, pelo menos, dois membros
a partir da data da sua constituição e se regerá e nove Meticais, noventa e dois do Conselho de Administração e conterão o
pelos presentes estatutos e demais legislação centavos; carimbo da sociedade.
aplicável no país. c) Thayaka OkiJeque Mutemba, que
detém oito por cento do capital ARTIGO SEXTO
ARTIGO SEGUNDO social, correspondente ao valor
(Transmissão de acções)
de um milhão, setenta e dois mil,
(Sede) cento e dezasseis meticais, sessenta Um) A transmissão de acções só poderá
Um) A sociedade tem a sua sede social na e quatro centavos; ocorrer entre os accionistas da Sociedade e os
Cidade de Maputo. d) Shirley Vanessa Pio Machute, que seus descendentes directos.
Dois) A Administração da Sociedade pode detém oito por cento do capital Dois) A transmissão de acções entre os
deliberar deslocar a sede social dentro do social da sociedade, correspondente accionistas é livre, sendo que estes têm direito
ao valor de um milhão, setenta e de preferência sobre a sociedade.
território nacional.
dois mil, cento e dezasseis meticais,
Três) Mediante deliberação do Conselho de Três) É ainda livre a transmissão de acções,
sessenta e quatro centavos;
Administração, aprovado pelos sócios reunidos quando o adquirente seja um descendente do
e) Colin Kevin Mutemba que detém oito
ou não em Assembleia Geral, a sociedade accionista cedente;
por cento do capital da sociedade,
poderá abrir sucursais, filiais, delegações ou correspondente ao valor de um Quatro) Os accionistas que pretendam
qualquer outra forma de representação no país milhão, setenta e dois mil, cento transmitir as suas acções devem comunicá-lo
ou no estrangeiro. e dezasseis meticais, sessenta e à sociedade por escrito, indicando o valor pelo
quatro centavos; qual pretendem transmitir as suas acções e a
ARTIGO TERCEIRO
f) Jacinto Mutemba, que detém oito por identidade da adquirente. A sociedade deve, no
(Objecto social) cento do capital social da sociedade, prazo de cinco dias fazer chegar a comunicação
correspondente ao valor de um aos demais accionistas, por fax, e-mail ou carta
Um) A sociedade tem por objecto principal
milhão, setenta e dois mil, cento registada.
as seguintes actividades:
e dezasseis meticais, sessenta e Cinco) Os accionistas que pretenderem
a) Gestão de participações; quatro centavos;
b) Promoção e execução de exercer o seu direito de preferência, deverão,
g) Rui Nelson Mutemba, que detém num prazo de quarenta e cinco dias contados da
investimento. oito por cento do capital social da
data de recepção da oferta de venda, responder
Dois) A Sociedade poderá ainda, por sociedade, correspondente ao valor
à proposta de venda, indicando se pretendem
deliberação do Conselho de Administração, de um milhão, setenta e dois mil,
preferir e apresentando contraproposta, caso
exercer quaisquer actividades conexas, cento e dezasseis meticais, sessenta
e quatro centavos; a haja.
complementares ou subsidiárias às suas
actividades principais, desde que tais não sejam h) As acções da sociedade serão Seis) Se todos ou alguns accionistas
proibidas por lei. nominativas, podendo, por declararem pretender adquirir as acções, estas
Três) Mediante deliberação do Conselho de deliberação da Assembleia Geral, serão transmitidas numa base pró rata, de acordo
Administração, a sociedade poderá participar, com maioria de dois terços dos com o valor de acções que cada um detenha na
sem limites, no capital social de outras votos, ser convertidas em acções ao data em que seja conhecida a última aceitação
sociedades ou associar-se com elas de qualquer portador, nos termos da lei; da transmissão.
forma legalmente permitida. i) Por deliberação da Assembleia Geral, Sete) Se nenhum accionista mostrar vontade
mediante proposta do Conselho de adquirir acções no prazo estipulado no
CAPÍTULO II de Administração, o capital social número cinco deste artigo, ou não preferindo
poderá ser elevado uma ou mais estes em número suficiente para cobrir a oferta
Capital social, acções, obrigações
vezes; e de venda de determinado número de acções, o
e suprimentos direito de preferência cabe a sociedade, no todo,
j) Em todos os aumentos de capital
ARTIGO QUARTO por entradas em dinheiro, os e na parte remanescente, respectivamente.
accionistas terão preferência de Oito) No caso do número anterior, o Conselho
(Capital social)
subscrição na proporção do capital de Administração delibera a aquisição das
O capital social, integralmente subscrito que possuírem na data em que eles acções, aplicando-se à aquisição as disposições
e realizado em bens e dinheiro, é de treze foram deliberados. relativas à aquisição de acções próprias.
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (19)

ARTIGO SÉTIMO detendo, pelo menos, trinta por cento do Capital ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
Social, através de carta registada, com aviso
(Obrigações) (Representação e Votação
de recepção, dirigida aos accionistas com a nas Assembleias Gerais)
A sociedade poderá emitir obrigações nos antecedência mínima de vinte dias.
termos das disposições legais e nas condições Quatro) A Assembleia Geral poderá reunir e Um) Todos os accionistas têm direito a
que forem estabelecidos pelo Conselho de validamente deliberar sem dependência de prévia voto.
Administração, com aprovação prévia do Fiscal Dois) A cada acção corresponde um voto,
convocação se todos os accionistas estiverem
Único. mas os direitos de voto estão sujeitos a
presentes ou representados e manifestarem
ARTIGO OITAVO unanimemente a vontade de que a assembleia se assinatura na lista de presenças, devendo tal
constitua e delibere sobre determinado assunto, conter o nome, domicílio, e número das acções
(Aquisição de acções próprias) detidas por cada accionista.
salvo nos casos em que a lei proíbe.
A sociedade poderá, nos termos da Lei, Cinco) Os accionistas poderão fazer-se Três) Os accionistas poderão ser representados
adquirir acções e obrigações próprias, e representar nas Assembleias Gerais por terceiros na reunião de Assembleia Geral por mandatário
realizar sobre as mesmas operações que achar estranhos à sociedade, mediante procuração que seja Advogado, ou filho(a), constituído com
necessárias para a prossecução dos interesses com poderes especiais. procuração por escrito outorgada com prazo
sociais da sociedade. determinado de no máximo, doze meses, e com
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO indicação dos poderes conferidos.
ARTIGO NONO
(Quórum constitutivo) Quatro) As deliberações das Assembleias
(Suprimentos) Gerais são tomadas por maioria simples de
Um) Os accionistas podem, a qualquer Um) Em primeira convocação, a Assembleia cinquenta e um por cento dos votos presentes.
momento, e nos termos da lei, deliberar a Geral dos accionistas considera-se reunida Cinco) Serão tomadas por maioria qualificada
prestação de suprimentos à sociedade, sendo os desde que estejam presentes, ou representados, de setenta e cinco por cento do capital, as
termos de reembolso acordados, formalmente, pelo menos, cinquenta e um por cento do capital deliberações sobre as alterações do contrato
com o Conselho de Administração, no acto da social da sociedade. de sociedade, fusão, transmissão e dissolução
prestação do suprimento. Dois) Em segunda convocação a Assembleia
da sociedade.
Dois) A realização de prestações Geral poderá reunir-se independentemente do
suplementares pode ser deliberada por número de accionistas presentes ou representados SECÇÃO II
accionistas representando, pelo menos, setenta e o capital social por eles representado, sendo
e cinco por cento do capital social. que, a reunião não poderá ocorrer antes de Conselho de gestão da sociedade
decorridos pelo menos quinze dias da data da
CAPÍTULO III ARTIGO DÉCIMO QUARTO
primeira reunião.
Da assembleia geral, conselho (Administração da sociedade)
de administração e fiscal único ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
Um) A administração da sociedade será
SECÇÃO I (Composição e competências) exercida por um Conselho de Administração
Assembleia geral Um) A Mesa da Assembleia Geral é composto três Administradores, sendo dois
composta por um Presidente e um Secretário, executivos e um não executivo indicados
ARTIGO DÉCIMO pela Assembleia Geral, sendo que o seu
eleito pelos accionistas, por um período
(Convocatória e Reuniões da Assembleia renovável de três anos. mandato será de três anos. Os administradores
Geral) Dois) Em caso de impedimento de qualquer nomeados manter-se-ão no exercício das
Um) A Assembleia Geral Ordinária reunir- uma das pessoas acima indicadas, servirá de respectivas funções até a eleição e posse dos
se-á uma vez por ano, dentro dos primeiros três Presidente de Mesa o Presidente do Conselho seus substitutos.
meses imediatos ao termo de cada exercício de Administração Dois) A primeira Assembleia Geral
para: Três) Compete a Assembleia Geral a que indicar os membros do Conselho de
deliberação dos seguintes actos: Administração deverá indicar o respectivo
a) Deliberar sobre o balanço e o relatório
da administração referentes ao Presidente, que deverá ser um dos membros.
a)Nomeação e exoneração dos
exercício; Três) Para o primeiro mandato, fica designado
Administradores;
b) Deliberar sobre a aplicação dos o accionista Jacinto Sabino Mutemba para
b) Amortização, aquisição e oneração
resultados; Presidente do Conselho de Administração.
das acções;
c) Eleger os membros do Conselho de Quatro) Se o Presidente do Conselho
c) Chamadas a restituição de prestações
Administração e Fiscal Único de Administração estiver impossibilitado
suplementares de capital;
para as vagas que nesses órgãos se de estar presente nas reuniões do Conselho
d) Alteração do contrato de sociedade;
verifiquem. de Administração, um outro administrador
e) Aquisição, oneração, alienação,
Dois) A Assembleia Geral Ordinária escolhido entre os membros do Conselho de
cessão de exploração e trespasse de
reunir-se-á trimestralmente para a análise Administração poderá substituí-lo.
estabelecimentos da sociedade;
corrente das actividades do Conselho de Cinco) O Presidente do Conselho de
f) Propositura de acções judiciais contra
Administração. A Assembleia Geral poderá, Administração terá voto de qualidade.
Administradores;
ainda, reunir-se extraordinariamente sempre Seis) As remunerações, salários, bónus e
g) Participação da sociedade em outras
que for necessário. outros tipos de rendimento dos administradores
Três) Em qualquer das situações acima sociedades.
serão estabelecidos pela Assembleia Geral,
previstas, a Assembleia Geral deve ser Quatro) As actas das reuniões da Assembleia sujeita a aprovação de accionistas detentores
convocada por iniciativa do Presidente do Geral serão registadas no respectivo livro e de pelo menos setenta por cento do capital da
Conselho de Administração ou dos accionistas assinadas pelo Presidente e pelo Secretário. sociedade.
224 — (20) III SÉRIE — NÚMERO 7
ARTIGO DÉCIMO QUINTO podendo este ser uma empresa independente b) Amortização das obrigações da
de auditoria, ou auditor de contas, sendo que as sociedade perante accionistas,
(Competências do Conselho
suas responsabilidades são indelegáveis. correspondentes a suprimentos
de Administração)
Dois) O Fiscal Único será eleito pela e outras contribuições para
Um) Sujeito às limitações constantes Assembleia Geral por mandatos de três anos. a sociedade, que tenham sido
destes estatutos com relação às matérias que Três) O Fiscal Único exercerá as suas funções realizadas.
requerem a aprovação dos accionistas, compete dentro dos poderes e deveres previstos por Lei, c) Outras prioridades propostas pelo
ao Conselho de Administração exercer os sem prejuízo de quaisquer outros, conforme seja Conselho de Administração;
mais amplos poderes de gestão da Sociedade, deliberado pela Assembleia Geral. d) Dividendos aos accionistas na
e realizar todos os actos necessários à boa
SECÇÃO IV proporção do seu capital social.
prossecução do seu objecto social de acordo
com o previsto nestes estatutos e na lei. Disposições comuns CAPÍTULO IV
Dois) O Conselho de Administração terá
os poderes necessários à administração dos ARTIGO DÉCIMO SETIMO Da exclusão, exoneração, dissolução
negócios da sociedade, podendo nomeadamente e liquidação da sociedade
(Disposições comuns)
abrir e movimentar contas bancárias, aceitar,
Um) Poderão ocorrer reuniões conjuntas ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
sacar, endossar letras e livranças e outros efeitos
comerciais, contratar e despedir pessoal, tomar entre o Conselho de Administração e o Fiscal (Exclusão e exoneração)
de aluguer ou arrendamento bens móveis e único sempre que necessário, no interesse da
imóveis. sociedade. Um) A sociedade pode excluir um accionista
Três) Em particular compete ao Conselho Dois) As reuniões conjuntas dos dois órgãos nos casos previstos na lei, e ainda quando este,
de Administração: são convocadas pelo Presidente do Conselho de pelo seu comportamento, designadamente
a) Identificar e complementar Administração. a prática de actos que atentem contra a
oportunidades de investimento Três) Sem prejuízo da realização de imagem e sucesso da sociedade, incluindo por
em todo o território nacional e reuniões conjuntas, os dois órgãos mantêm-se manifesto conflito de interesses, torne inviável
fora dele; independentes. a continuidade da vida societária.
b) Identificar e estabelecer parcerias Dois) Os accionistas podem exonerar-se da
comerciais e industriais, dentro ARTIGO DÉCIMO OITAVO sociedade quando, contra o seu voto expresso,
e fora de Moçambique, sempre a sociedade deliberar o aumento de capital a
mediante aprovação da Assembleia (Contas da sociedade)
subscrever total ou parcialmente por terceiros,
Geral; As contas da sociedade serão submetidas a mudança do objecto social, a transferência da
c) Decidir sobre a participação da a aprovação da assembleia geral ordinária, sede para o estrangeiro, ou outras deliberações
sociedade em outras sociedades,
após análise e aprovação pelo Conselho de que colidam de maneira irreparável com seus
dentro e fora de Moçambique;
Administração e pelo Fiscal Único, até trinta e princípios e convicções.
d) Adoptar modelos de gestão mais
adequados à natureza dos negócios um de Março de cada ano.
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO
em que a Sociedade estiver
ARTIGO DÉCIMO NONO
envolvida; (Dissolução e liquidação)
e) Avaliar correctamente a rentabilidade (Livros da sociedade)
dos investimentos e negócios da Um) A sociedade dissolve-se nos casos
Sociedade e introduzir as correcções Um) Os livros da contabilidade e estatutários e nos termos previstos na lei e nos presentes
necessárias. Tais correcções podem serão mantidos na sede social, de acordo com a estatutos.
incluir a retirada da sociedade de legislação aplicável. Dois) Salvo deliberação tomada em
tais negócios ou investimentos. Dois) Os livros da contabilidade deverão contrário, nos termos do número um do artigo
Quatro) Os administradores poderão reflectir o correcto e verdadeiro estado das duzentos e trinta e oito do Código Comercial,
constituir procuradores da sociedade para a operações da sociedade, assim como reflectir os liquidatários serão membros do Conselho de
prática de actos e delegar entre si os respectivos todas as transacções que tenham lugar. Administração que se encontrem empossados
poderes para determinados negócios ou espécies O direito dos accionistas examinarem os à data da dissolução ou liquidação e deverão
de negócios. livros e documentos relativos às operações da exercer os poderes gerais conforme disposto
Cinco) Para obrigar a sociedade nos actos e Sociedade, será exercido dentro dos termos no artigo duzentos e trinta e nove do Código
contratos é necessária a assinatura ou intervenção previstos na lei, de acordo com os artigos cento Comercial.
de pelo menos dois administradores. e sessenta e sete e cento e setenta e quatro do
Seis) É vedado aos administradores obrigar Código Comercial. CAPÍTULO V
a sociedade em fianças, abonações, letras a
ARTIGO VIGÉSIMO Disposições gerais e transitórias
favor e outros actos e contratos estranhos ao
objecto social. (Divisão de Lucros) ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO
SECÇÃO III Os lucros apurados em cada exercício (Omissões)
serão distribuídos conforme deliberação da
Fiscal único Qualquer matéria que não tenha sido tratada
Assembleia Geral, sob proposta do Conselho
de Administração, pela seguinte ordem: nestes estatutos reger-se-á pelo disposto no
ARTIGO DÉCIMO SEXTO
a) Constituição do fundo de reserva legal Código Comercial e outra legislação em vigor
(Composição e poderes) em Moçambique.
no montante mínimo de cinco por cento dos
Um) A supervisão dos negócios da sociedade lucros anuais líquidos até ao momento em que Está conforme.
serão da responsabilidade de um Fiscal Único, este Fundo contenha o equivalente a vinte por Maputo, dezanove de Novembro de dois mil
a eleger em Assembleia Geral de Accionistas, cento do capital social; e treze. – A Técnico, Ilegível.
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (21)

Gingone Logistics, S.A. g) Intermediar negócios e representar CAPÍTULO III


outras entidades singulares ou
Da assembleia geral
Certifico, para efeitos de publicação, que plurais;
por escritura pública de treze de Janeiro de h) Desenvolver outras actividades ARTIGO OITAVO
dois mil e catorze, lavrada de folhas cinquenta acordadas pelos accionistas; (Competência)
e seis a folhas sessenta e três do livro de notas i) A sociedade poderá exercer outras
para escrituras diversas número quatrocentos actividades subsidiárias ou À Assembleia Geral compete deliberar sobre
e dois traço A, do Quarto Cartório Notarial complementares do seu objecto todas as matérias que a lei lhe atribua.
de Maputo, perante, Lubélia Ester Muiuane, principal, desde que devidamente
licenciada em Direito, técnica superior dos ARTIGO NONO
autorizadas;
registos e notariado N1 e notária em exercício j) Mediante deliberação do Conselho de (Mesa)
no referido cartório, em substituição da notária
Administração, a sociedade poderá A mesa da Assembleia Geral será composta
Batça Banu Amade Mussa, titular do cargo
participar, directa ou indirectamente por um presidente, um vice-presidente e um
por esta se encontrar em licença disciplinar,
em projectos de desenvolvimento secretário, eleitos de entre accionistas ou
compareceram como outorgantes, constituída
que de alguma forma concorrem estranhos.
uma sociedade anónima denominada, Gingone
para o preenchimento do seu objecto
Logistics, S.A. com sede na cidade de Maputo,
social bem como aceitar concessões, ARTIGO DÉCIMO
na Rua Kamba Simango, número trezentos e
adquirir e gerir participações (Representação)
setenta, rés-do-chão, número sessenta e seis,
que se regerá pelas cláusulas constantes dos sociais no capital de quaisquer
sociedades, independentemente do Será proibida a representação dos accionistas,
artigos seguintes. salvo se documentada em procuração ou Carta
respectivo objecto social, ou ainda
Mandadeira autênticas e conferida a um
CAPÍTULO I participar em empresas, associações
accionista ou administrador, ao cônjuge, ou a
empresariais, agrupamentos de descendente ou ascendente do representado.
Normas gerais
empresas ou outras formas de
ARTIGO PRIMEIRO associação. ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
(Constituição) (Quórum)
ARTIGO QUARTO
É constituída uma sociedade anónima com A Assembleia Geral só poderá deliberar com
(Participação)
firma Gingone Logistics, S.A. a participação da maioria dos accionistas.
A s o ciedade poderá participar em
ARTIGO SEGUNDO agrupamentos complementares de empresas, ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO

(Sede) bem como em sociedades com objecto (Votos)


diferente.
A sede social fica instalada na cidade de Corresponderá um voto a cada uma acção.
Maputo, na Rua Kamba Simango, número CAPÍTULO II
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
trezentos e setenta, rés-do-chão, podendo ser
transferida ou ter representações no País ou no Do capital e acções (Maioria)
exterior de acordo com a vontade dos sócios. ARTIGO QUINTO As deliberações serão tomadas por maioria
ARTIGO TERCEIRO (Capital) absoluta dos votos emitidos, salvo quando a lei
ou o contrato dispuserem diversamente.
(Objecto) O capital social é de trezentos mil meticais
e divide-se em dez mil acções de valor nominal CAPÍTULO IV
A sociedade tem como objecto,
nomeadamente: de trinta meticais cada que os fundadores Da administração e representação
a) Desenvolver, investir, comercializar subscreveram na seguinte forma:
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
e operar projectos, infra-estruturas a) Nove mil novecentos noventa e oito
e serviços logísticos, aéreos, acções para a sociedade Muyake, (Conselho de Administração)
terrestres e marítimos/lacustres, S.A.; Um) O Conselho de Administração será
entre outros; b) Uma acção para o sócio Mariano constituído por três membros eleitos, pela
b) Desenvolver, investir, comercializar de Araújo Matsinha; e Assembleia Geral, podendo ser pessoas
e operar projectos nas áreas de c) Uma acção para o sócio Leonardo estranhas à Sociedade.
propriedade imobiliária, turismo, Santos Simão. Dois) O seu mandato é de quatro anos
energia e segurança; renováveis, salvo deliberação em contrário e
c) Desenvolver, investir, comercializar e ARTIGO SEXTO dispensa prestação de caução.
operar projectos na área industrial, Três) Os membros do Conselho de
(Aumento de capital)
comercial e social; Administração serão ou não remunerados
d) Desenvolver e fornecer serviços O capital poderá ser elevado, por deliberação conforme deliberação da Assembleia Geral,
técnico-profissionais nas áreas de do Conselho de Administração, nos termos a qual caberá também a fixação do seu
logística, propriedade imobiliária, da lei. montante.
turismo, energia, segurança,
indústria e comércio; ARTIGO SÉTIMO ARTIGO DÉCIMO QUINTO
e) Participar no capital social e na gestão
(Transmissão de acções) (Competências)
de outras empresas;
f) Comprar, vender e gerir acções de Todos os sócios poderão transmitir livremente Um) Compete ao Conselho de Administração
outras empresas; as suas acções, nos termos da lei. exercer os mais amplos poderes para dirigir as
224 — (22) III SÉRIE — NÚMERO 7
actividades da sociedade e representá-la em ARTIGO VIGÉSIMO Três) Compete ao corpo directivo ou
juízo e fora dele, activa e passivamente excepto gestão em conjunto:
(Liquidação)
os cometidos à Assembleia Geral. a) Representar a sociedade activa e
Dois) O Conselho de Administração Na falta de unanimidade ou consentimento passivamente, em juízo e fora
poderá delegar as suas competências a dois dos sócios, a liquidação far-se-á judicialmente, dele, propôr e levar a cabo
Administradores da sociedade. servindo de liquidatários os administradores em actos, dar conta deles e exercer
funções à data da dissolução. funções de árbitro;
CAPÍTULO V
b) Negociar e assinar contratos
CAPÍTULO VIII
Das obrigações à sociedade visando a materialização do
Normas transitórias objecto da sociedade.
ARTIGO DÉCIMO SEXTO
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO Quatro) Por deliberação em assembleia
(Forma de obrigar a sociedade) geral da sociedade poderão estabelecer-
(Reunião) -se outras competências, as quais serão
Um) A sociedade obriga-se:
Os sócios fundadores reunirão logo após a lavradas em actas dependendo da
a) Pela assinatura do Presidente do
outorga da presente escritura para elegerem os decisão.
Conselho de Administração; ou
membros dos órgãos sociais e estabelecerem as Cinco) As sócias poderão delegar
b) Pela assinatura conjunta de dois
suas remunerações, quando houver. competências a qualquer um dos membros
administradores; ou
dos orgãos de gestão ou procuradores
c) Pela assinatura de um director-geral a ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDA terceiros à Sociedade, sendo para o último
quem o Conselho de Administração,
por instrumento legalmente válido.
por instrumento legal próprio, tenha (Autorização)
conferido poderes necessários e Os administradores eleitos inicialmente ARTIGO QUINTO
bastantes; ficam autorizados a celebrar anteriormente ao
d) Pela assinatura do mandatário a A sociedade obriga-se pela assinatura
registo quaisquer negócios jurídicos em nome da conjunta de:
quem dois administradores tenham sociedade, bem como efectuar levantamento das
conferido poderes necessários e a) Três assinaturas, de dois directores
entradas para solver as despesas de constituição
bastantes por meio de procuração. e da assistente de direcção;
e aquisição de bens e serviços inerentes ao
Dois) Nos actos e documentos de mero b) Em caso de mero expediente, pela
funcionamento.
expediente é suficiente a assinatura de qualquer assinatura de dois directores ou
um dos administradores, ou mandatário da ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO de um director e da assistente de
sociedade com poderes bastantes para o acto. Direcção e a posterior ratificado
(Despesas de constituição)
pelo director ausente;
CAPÍTULO VI As despesas de constituição serão suportadas c) Pela assinatura das sócias ou
Fiscalização pela sociedade e ou pelos sócios. em caso de impossibilidade
Está conforme. de qualquer uma das mesmas
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO por um mandatário a quem
Maputo, catorze de Janeiro de dois mil
(Órgão de fiscalização) e catorze. — A Técnica, Ilegível. tenham confiado os necessários
e bastantes poderes por meio de
Um) A fiscalização da sociedade será
procuração.
exercida por um Conselho Fiscal ou Fiscal
Único ou por uma sociedade de auditores de ARTIGO SÉTIMO
contas, que exercerá o seu mandato de quatro
anos, renováveis por igual período. Os Mestrinhos, Limitada Um) A dissolução e liquidação da
Dois) Cabe ao Conselho de Administração sociedade rege-se pelo que for deliberado
propor a Assembleia Geral a designação dos Certifico, para efeitos de publicação, que, por em assembleia geral, contudo, em caso
membros do Conselho Fiscal que, sendo órgão acta de vinte e oito de Dezembro de dois mil de discordância com o que estiver
colectivo, será composto por três membros ou e treze, da sociedade Os Mestrinhos, Limitada estabelecido na lei.
Fiscal Único, negociado previamente os termos matriculada sob NUEL 100062291 deliberaram Dois) Aos casos omissos, estabelecer-
e as condições dos respectivos contratos. as alterações do corpo directivo ou gestão da se-á as disposições da lei moçambicana no
Três) O órgão de fiscalização terá as sociedade, e consequente alteração dos artigos Tribunal Judicial da cidade de Maputo.
competências previstas na lei. quarto, quinto e sétimo dos estatutos, os quais Maputo, dez de Janeiro de dois mil e catorze.
passam a ter a seguinte nova redacção. — O Técnico, Ilegível.
CAPÍTULO VII
.....................................................................
Da dissolução e liquidação
ARTIGO QUARTO
ARTIGO DÉCIMO OITAVO
(Casos de dissolução)
Um) O corpo directivo ou de gestão da Praia do Cossa, Limitada
sociedade serão compostos por:
A sociedade dissolver-se-á nos casos a) Directora-geral e administrativa; Certifico, para efeitos de publicação, que por
previstos na lei. escritura de dezasseis de Janeiro de dois mil
b) Directora pedagógica;
e catorze, lavrada de folhas cinquenta e nove
c) Assistente de direcção.
ARTIGO DÉCIMO NONO e seguintes, do livro de notas para escrituras
Dois) A directora-geral e administrativa, diversas número cento e setenta e um traço
(Dissolução por deliberação)
directora pedagógica e assistente de B, do Cartório Notarial de Xai-Xai a cargo de
A deliberação de dissolução será tomada por direcção, serão nomeadas por actas da Fabião Djedje, técnico superior de registos e
unanimidade ou consentimento dos sócios. assembleia geral de sócias. notariado N2 e notário do referido cartório, se
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (23)

procedeu na sociedade comercial por quotas de Monterg, Limitada cento do capital social, pertencente
responsabilidade limitada denominada Praia ao sócio, António Fernando Pereira
do Cossa, Limitada, a alteração do objecto e Certifico, para efeitos de publicação, que Lopes Pinto.
alteração parcial do pacto social de seguinte por escritura de onze de Fevereiro de dois b) Uma quota no valor nominal de três
forma: mil e treze, exarada de folhas trinta e uma mil meticais, correspondente a
a folhas trinta e seis, do livro de notas para dois por cento do capital social,
Alteração do objecto escrituras diversas número cento trinta e seis pertencente ao sócio Davide Gordo
A, deste Cartório Notarial da Matola, a cargo dos Santos,
No dia dezasseis de Janeiro de dois mil e da Notaria Batça Banu Amade Mussa, foi Dois) O capital social poderá ser aumentado
catorze, nesta cidade de Xai-Xai e no Cartório constituída uma sociedade comercial por quotas ou reduzido por decisão dos sócios tomada
Notarial de Primeira Classe, perante mim, de responsabilidade limitada, que se regerá pelas em assembleia geral.
Fabião Djedje, técnico superior de registos disposições constantes dos artigos seguintes: Três) Deliberados quaisquer aumentos
e notariado N2, notário do referido Cartório,
ou reduções de capital serão os mesmos
perante mim compareceu como outorgante, o ARTIGO PRIMEIRO
rateados pelos sócios na proporção das suas
senhor, Mark Beverly Geyser, de nacionalidade Denominação quotas.
sul-africana, natural de África do Sul onde Quatro) Não são exigíveis prestações
reside, aci9dentalmente residente em Bilene, A sociedade adopta a denominação
suplementares de capital mas os sócios
de Monterg, Limitada adiante designada
portador do Passaporte n.º M00040599, de poderão fazer suprimentos de que a sociedade
simplesmente por sociedade comercial por
quatro de Maio de dois mil e onze, que outorga carecer em condições a estabelecer pela
quotas de responsabilidade limitada, que se
neste acto na qualidade de sócio da sociedade assembleia.
rege pelos presentes estatutos.
comercial por quotas de responsabilidade
limitada denominada Praia do Cossa., com ARTIGO SEGUNDO CAPÍTULO III
sede na Praia de Bilene, com o capital social de Da cessão e divisão de quotas
Sede
setecentos e cinquenta mil meticais, constituída
por escritura de vinte e nove de Abril de dois A sociedade tem a sua sede na estrada ARTIGO SEXTO
mil e quatro, alterado por varias escrituras nacional número quatro - Tchumene - dois, Cessão e divisão de quotas
incluindo esta. número oito mil trezentos oitenta e oito, na
Cidade da Matola, Província de Maputo, Um) A divisão e cessão total ou parcial
Pelo outorgante foi dito: de quotas a estranhos ou á sociedade, assim
podendo por deliberação da assembleia
Que pela presente escritura pública e por como a sua oneração em garantia de quaisquer
geral, criar ou extinguir sucursais, delegações,
deliberação da assembleia-geral extraordinária obrigações dos sócios, dependem da autorização
agências ou qualquer outra forma de
que culminou com acta avulsa número um barra prèvia da sociedade dada por deliberação da
representação social no País e no estrangeiro,
assembleia geral.
dois mil e catorze de sete de Janeiro de comum sempre que se justifique a sua existência bem Dois) O sócio que pretender alienar a sua
acordo deliberam, a alteração do objecto e como transferir a sua sede para outro lado quota deverá comunicar à sociedade com uma
consequentemente a alteração parcial do pacto do território nacional. antecedência de trinta dias úteis, por carta
social, nomeadamente o artigo Terceiro que registada, declarando o nome do adquirente, o
passa a ter a seguinte nova redacção: ARTIGO TERCEIRO
preço e as demais condições da cessão.
............................................................ Duração Três) Fica reservado o direito de preferência
, primeiro á sociedade depois aos sócios.
A sociedade é constituída por tempo Quatro) É nula qualquer divisão, cessão,
ARTIGO TERCEIRO
indeterminado, contando-se o seu início para onerarão ou alienação de quota feita sem
Um) A sociedade tem por objecto: todos os efeitos legais, a partir da data da a observação do disposto nos presentes
assinatura da presente escritura. estatutos.
a) Desenvolvimento comercial de
propriedade imobiliária (compra ARTIGO QUARTO ARTIGO SÉTIMO
e venda e arrendamento de
imóveis); Objecto social Morte ou incapacidade
b) Prática de pesca desportiva, aluguer A sociedade tem como objecto: Em caso de morte ou interdição de qualquer
de equipamentos de desporto a) Construção civil e obras públicas; sócio, a sociedade continuará com os herdeiros
marinho e de turismo; b) Compra, venda e arrendamento de ou seus representantes os quais nomearão um
c) Importação e exportação de imóveis. de entre si que a todos represente na sociedade,
equipamentos e mobiliários; permanecendo, no entanto a quota inteira.
d) Prestação de serviços. CAPÍTULO II
CAPÍTULO IV
Dois) A sociedade poderá desenvolver Do capital social
outras actividades subsidiárias desde Dos órgãos sociais
ARTIGO QUINTO
que para o efeito obtenha as necessárias ARTIGO OITAVO
autorizações. Capital e distribuição de quotas
Que tudo o não alterado por esta Assembleia geral
Um) O capital social, integralmente subscrito
escritura, mantém-se para todos efeitos as em dinheiro, é de cento e cinquenta mil meticais, Um) A assembleia geral reunirá anualmente,
disposições dos contratos anteriores. dividido em duas quotas desiguais, distribuídas em sessão ordinária, para a apreciação
Está conforme. da seguinte forma: aprovação e/ou modificação do balanço e
Cartório Notarial de Xai-Xai, dezasseis de a) Uma quota no valor nominal de contas do exercício e deliberar sobre qualquer
Janeiro de dois mil e catorze. – A Técnica, cento quarenta e sete mil meticais, outro assunto de interesse social e, em sessão
Ilegível. correspondente a noventa e oito por extraordinária, sempre que necessário.
224 — (24) III SÉRIE — NÚMERO 7
Dois) A assembleia geral poderá ser do capital social que cede uma, a Rui Jorge Victor Manuel Pereira Lopes, Luis Manuel
convocada extraordinariamente por qualquer Leiria, e outra à Ana Cristina Jorge Leiria pelos Nobre Moreira Gonçalves, uma sociedade por
um dos sócios com o pré-aviso de quinze dias seus valores nominais os quais entram para a quotas de responsabilidade limitada, que reger-
por fax, e-mail ou por carta registada com sociedade como novos sócios, reservando para -se-á pelos artigos constantes:
aviso de recepção. si o remanescente do capital social no valor de
cento e sessenta mil Meticais que corresponde ARTIGO PRIMEIRO
ARTIGO NONO a quota de oitenta por cento do capital social.
Que estas cedências de quotas são feitas com A sociedade adopta a denominação de
Gerência Sociedade Agro-Pecuária de Banga, Limitada
todos os correspondentes direitos e obrigações
Um) A gerência da sociedade dispensada inerentes e pelos preços iguais aos seus valores e tem a sua sede em Maputo.
de caução, será exercida pelos sócios António nominais que o cedente declara ter recebido já
Fernando Pereira Lopes Pinto e Davide Gordo dos cessionários, pelo que lhes confere a devida ARTIGO SEGUNDO
dos Santos, que ficam desde já nomeados quitação. A gerência poderá deslocar livremente a sede
sócios-gerentes. Os Cessionários aceitam as quotas que lhes
e bem assim criar sucursais, filiais, agências
Dois) A remuneração pela gerência da foram cedidas nos precisos termos ora exarados.
ou outras formas locais de representação, no
Que, em consequência da divisão e cedência de
sociedade, se a ela houver lugar, será fixada em território nacional ou no estrangeiro.
quotas é alterado o artigo quinto do pacto social,
assembleia geral.
que passa a ter a seguinte nova redacção:
Três) A sociedade fica obrigada pela ARTIGO TERCEIRO
............................................................
assinatura dos dois sócios-gerentes ou de um A sociedade tem por objecto a actividade
procurador, tendo em conta, neste último caso, ARTIGO QUINTO
agrícola e pecuária incluindo a produção,
os termos precisos do respectivo instrumento Capital social comercialização e industrialização dos
de mandato. respectivos produtos bem como todas as
Quatro) Os sócios - gerentes poderão em O capital social é de duzentos mil
meticais e corresponde a três quotas actividades acessórios, importação e
caso de necessidade, nomear gerentes estranhos exportação.
distribuídas da seguinte forma:
à sociedade, por instrumento de procuração.
Cinco) Em nenhum caso a sociedade poderá a) Uma quota no valor nominal de ARTIGO QUARTO
ser obrigada em actos e contratos estranhos aos cento e sessenta mil meticais,
que corresponde a oitenta O capital social é de cinquenta mil meticais e
negócios sociais, designadamente em fianças,
por cento do capital social, corresponde à soma das seguintes quotas:
abonações e letras de favor.
pertencente ao socio Leonel da a) Uma de vinte e dois mil e quinhentos
Seis) Os actos de mero expediente poderão Silva Leiria;
ser assinados por um gerente ou por qualquer meticais, correspondente a quarenta
b) Uma quota no valor nominal
empregado devidamente autorizado e cinco por cento do capital social,
de vinte mil meticais, que
corresponde a dez por cento pertencente ao sócio José Artur
ARTIGO DÉCIMO do capital social pertencente Pereira Lopes;
Casos omissos a sócia Ana Cristina Jorge b) Outra de vinte e dois mil e quinhentos
Leiria; e meticais, correspondente a quarenta
Em todo o omisso será regulado pela lei c) Uma quota no valor nominal e cinco por cento do capital social,
em vigor, para os efeitos, na República de de vinte mil meticais que pertencente ao sócio Victor Manuel
Moçambique. corresponde a dez por cento do Pereira Lopes;
Está conforme. capital social, pertencente ao c) E outra de cinco mil meticais,
Cartório Notarial da Matola, treze de sócio Rui Jorge Leiria. correspondente a dez por cento
Fevereiro de dois mil, e treze. — O Técnico, Que em tudo o mais não alterado por esta
do capital social, pertencente ao
Ilegível. escritura continuam em vigor as disposições do
sócio Luís Manuel Nobre Moreira
pacto social anterior.
Gonçalves.
Está conforme.
Maputo, dezanove de Dezembro de dois mil ARTIGO QUINTO
e treze. — O Técnico, Ilegível.
Os sócios já realizaram as suas quotas em
Leiriamp e Serviços, dinheiro.
Limitada
ARTIGO SEXTO
Certifico, para efeitos de publicação, que
por escritura de treze de Novembro de dois Agro-Pecuária de Banga, A gerência será nomeada em assembleia
geral a convocar para o efeito, que igualmente
mil e treze, lavrada a folhas setenta e cinco a Limitada deliberará sobre a remuneração dos gerentes.
setenta e sete do livro de notas para escrituras
diversas, número trezentos e vinte e um traço Certifico, para efeitos de publicação, que por
ARTIGO SÉTIMO
D, do Segundo Cartório Notarial de Maputo, escritura de oito de Fevereiro de dois mil e um,
perante Sérgio João Soares Pinto, licenciado em exarada de folhas oitenta e dois a folhas oitenta A sociedade poderá nomear mandatários
Direito, técnico superior dos registos e notariado e cinco do livro de notas para escrituras diversas ou procuradores da mesma para a prática de
N1 e notário do referido Cartório, se procedeu número quatrocentos e quarenta e oito traço D, determinados actos ou categorias de actos,
na sociedade em epígrafe a divisão e cedência do Terceiro Cartório Notarial, a cargo Maria atribuindo tais poderes através de procuração.
de quotas em que o sócio Leonel da Silva Leiria Salva de Oliveira Revez, licenciada em Direito,
técnica superior dos registos e notariado N1 e ARTIGO OITAVO
divide a sua quota de duzentos mil meticais em
três novas, sendo duas iguais no valor de vinte ora notária em exercício no referido cartório, A sociedade obriga-se com a assinatura de
mil meticais cada, equivalentes a dez por cento foi constituída por: José Artur Pereira Lopes, dois gerentes.
23 DE JANEIRO DE 2014 224 — (25)

ARTIGO NONO Bella Lodge, Limitada e) Turismo residencial;


f) Importação e a exportação de artigos
A gerência não poderá obrigar a sociedade Certifico, para efeitos de publicação, que no diversos de pesca e outros inerentes
em letras de favor, fianças, abonações, nem em dia vinte de Janeiro de dois mil e catorze, foi ao turismo.
quaisquer actos semelhantes ou estranhos aos matriculada na Conservatória do Registo de Dois) A sociedade poderá exercer ainda
negócios sociais. Entidades Legais sob NUEL 100458276, uma outras actividades conexas complementares
entidade legal supra constituída entre: ou subsidiárias do objecto social principal,
ARTIGO DÉCIMO
Primeiro. Anton Rencken, casado, de participar no capital social de outras sociedades
A cessão e decisão de quotas, no todo ou em nacionalidade sul-africana, e residente na África ou associar-se a outras empresas, desde que
parte, a estranhos, depende do cometimento da do Sul, portador do Passaporte n.º A09133268, obtenha a devida autorização.
sociedade, gozando os sócios em primeiro lugar emitido pelas Autoridades Sul-Africanas, aos
dez de Março de mil novecentos e noventa e ARTIGO QUINTO
e a sociedade em segundo lugar, do direito de
preferência. oito; (Aquisições e participações)
Segundo. Rupert Rencken, casado, de
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO nacionalidade sul-africana, residente na África A sociedade pode adquirir participações com
do Sul, portador do Passaporte n.º A00410215, outras sociedades do mesmo objecto social ou
Mediante prévia deliberação dos sócios emitido pela Autoridades Sul-Africanas aos diferente e da mesma maneira pode livremente
fica permitida a participação da sociedade em dezoito de Setembro de dois mil e nove; alienar as participações da sua pertença.
agrupamentos complementares de empresas, Terceiro. Frank Rencken, casado, de
bem como em sociedades como objecto ARTIGO SEXTO
nacionalidade sul-africana, residente na África
diferente, ou reguladas por lei especial, e do Sul, portador do Passaporte n.º 446124061, (Capital social)
inclusivamente como sócio de responsabilidade emitido pelas Autoridades Sul-Africanas, em
limitada. cinco de Maio de dois mil e quatro; Um) O capital social, integralmente subscrito
Quarto. Bjorn Rencken, casado, de e realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO correspondente à soma de cinco quotas assim
nacionalidade sul-africana, residente na África
Os sócios podem deliberar que lhes sejam do Sul, portadora do Passaporte n.º 468229003, distribuídas:
exigidas prestações suplementares até ao emitido pelas Autoridades Sul-Africanas, aos a) Uma quota no valor nominal de quatro
montante que a assembleia geral deliberar. vinte e nove de Maio de dois mil e sete; mil meticais, correspondentes a
Quinto. Nicole Rencken, casado, de vinte por cento do capital social,
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO nacionalidade sul-africana, residente na África pertencente ao sócio Anton
A sociedade, por deliberação da assembleia do Sul, portadora do Passaporte n.º 422751548, Rencken;
geral, a realizar no prazo de noventa dias, emitido pelas Autoridades Sul-Africanas, aos b) Uma quota no valor nominal de quatro
contados do conhecimento do respectivo facto, dezassete de Janeiro de dois mil, que se regerá mil meticais, correspondentes a
poderá amortizar qualquer quota, nos casos pelas cláusulas e condições constantes dos vinte por cento do capital social,
seguintes: seguintes artigos: pertencente ao sócio Rupert
Rencken;
a) Por acordo de sócios; ARTIGO PRIMEIRO c) Uma quota no valor nominal de quatro
b) Por penhora, arresto ou qualquer outro mil meticais, correspondentes a
acto que implique a arrematação ou (Denominação)
vinte por cento do capital social,
a adjudicação de qualquer quota; A sociedade adopta a denominação Bella pertencente ao s ócio F rank
c) Por partilha judicial ou extrajudicial Lodge, Limitada, é uma sociedade por quotas Renken;
de quota, na parte em que não foi de responsabilidade limitada. d) Uma quota no valor nominal de quatro
adjudicado ao seu titular; mil meticais, correspondentes
d) Por infracção do sócio em outorgar a ARTIGO SEGUNDO
a vinte por cento do capital
escritura de cedência da sua quota, (Sede) social, pertencente ao sócio Bjorn
depois de os sócios ou a sociedade A sociedade tem a sua sede no Distrito de Rencken;
terem declarado preferir na cessão, Matutuíne, Bairro Machulungo, provínica de e) Uma quota no valor nominal de quatro
de harmonia com o disposto do Maputo. A sociedade poderá abrir ou encerrar mil meticais, correspondentes a
artigo décimo deste contrato. sucursais, delegações, agências ou qualquer vinte por cento do capital social,
outra forma de representação social quando pertencente ao sócio Nicole
ARTIGO DÉCIMO QUARTO os sócios julgarem conveniente, dentro do Rencken.
A contrapartida da amortização da quota nos território nacional ou no estrangeiro. Dois) Não são exigíveis prestações
casos previstos nas alíneas b), c) e d) do número suplementares de capital, mas os sócios poderão
ARTIGO TERCEIRO
anterior se a lei não dispuser de outro modo, conceder os suprimentos de que ela necessite,
será igual ao valor da quota segundo e último (Duração) nos termos e condições fixados por lei.
balanço legalmente aprovado. A sociedade durará por tempo indeterminado, ARTIGO SÉTIMO
contando-se o seu início a partir da data da (Cessão de quotas)
ARTIGO DÉCIMO QUINTO
celebração do contrato.
A sociedade poderá entrar imediatamente Um) A divisão ou cessão de quotas entre os
em actividade, ficando, desde já, os gerentes ARTIGO QUARTO sócios é livre.
autorizados a efectuar o levantamento do (Objecto) Dois) os sócios e a sociedade lhe reserva
capital social para fazer face às despesas de o direito de preferência em caso de sessão de
Um) A sociedade tem por objecto social: quotas a terceiros.
constituição.
a) Acomodação; Três) o sócio que pretender ceder a sua quota
Está conforme.
b) Restauração; deverá comunicar esta intenção à sociedade
Maputo, dezassete de Janeiro de dois mil c) Campismo; assim como a identidade do potencial adquirente
e catorze. — A Técnica, Ilegível. d) Mergulho; assim como as condições da cessão.
224 — (26) III SÉRIE — NÚMERO 7
Quatro) Caso os sócios não prefiram fazer ARTIGO DÉCIMO PIMEIRO O novo sócio passará a ter todos os direitos
uso do direito de preferência que lhes reserva e obrigações dos sócios previstos no estatuto
(Exercício social)
nos termos do presente artigo as quotas podem da sociedade.
ser cedidas a terceiros. Um) O exercício social coincide com o ano
Cinco) A cessão de quotas efectuada sem civil. Em consequência destas deliberações
observar o estipulado nestes estatutos é nulo e Dois) O balanço e contas de resultados tomadas em assembleia geral é alterada a
sem nenhum efeito. fechar-se-ão com conferência a trinta e um redacção do artigo quinto do pacto social que o
de Dezembro de cada ano e serão submetidos mesmo passa a ter a seguinte nova redacção:
ARTIGO OITAVO à aprovação da Assembleia Geral Ordinária.
(Gerência e representação) Os lucros líquidos a apurar, cinco por cento a ARTIGO QUINTO
deduzir destinarão para Fundo de Reserva legal,
Um) A administração e gerência da sociedade o remanescente será para os sócios na proporção O capital social, integralmente subscrito
e sua representação em juízo e fora dele, activa das suas quotas. e realizado em dinheiro, é de dez mil
e passivamente, serão exercidas pelo sócio meticais, correspondente à soma de três
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
gerente Rupert Rencken, o qual é imediatamente quotas desiguais, pertencentes a:
nomeado com despensa de caução. (Dissolução)
a) Rachel Ibraimo Mussagy Carimo,
Dois) O gerente dispõe igualmente de
Um) A sociedade dissolve-se nos termos titular de uma quota com
amplos poderes para a prossecução do objecto
previstos na lei ou por deliberação da assembleia o valor nominal de quatro
social designadamente, quanto ao exercício da
geral que nomeará uma comissão liquidatária. mil e quinhentos meticais
gestão corrente dos negócios sociais. Dois) A liquidação da sociedade será
Três) O mandato do gerente tem uma duração representativa de quarenta
guiado pelas disposições da lei e deliberação
de dois anos podendo ser renovado consoante e cinco por cento do capital
assembleia geral, a partir de agora todos os
as deliberações da assembleia geral. sócios são nomeados como colonos. social;
b) Abdul Hafiz Abdul Carimo,
ARTIGO NONO ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
titular de uma quota com
(Assembleia geral) (Casos omissos) o valor nominal de quatro
Em tudo quanto fica omisso, regular-se-á mil e quinhentos meticais
Um) A assembleia geral é constituída por
todos os sócios e reúne-se ordinariamente uma pelas disposições aplicáveis e em vigor na representativa de quarenta
vez por ano, para apreciação ou modificação do República de Moçambique. e cinco por cento do capital
balanço e contas do exercício e para deliberar Está conforme. social; e
sobre quaisquer outros assuntos, para que tenha Inhambane, vinte de Janeiro de dois mil c) Nadimo Ismael Carimo, titular de
sido devidamente convocada. e catorze. — O Ajudante, Ilegível. uma quota com o valor nominal
Dois) A assembleia geral reúne-se de mil meticais representativa
extraordinariamente sempre que se mostre de dez por cento do capital
necessário e será convocada pelos sócios social.
gerentes com uma antecedência mínima de
Nic Invest, Limitada Maputo, vinte e um de Janeiro de dois mil
trinta dias.
e catorze. — O Técnico, Ilegível.
ARTIGO DÉCIMO Certifico, para efeitos de publicação, que por
acta de nove de Janeiro de dois mil e catorze,
(Deliberação da assembleia geral)
da sociedade Nic Invest, Limitada, matriculada,
Um) Mediante deliberação da assembleia sob o NUEL 100438305, deliberaram o
geral, a sociedade poderá participar directa ou seguinte: Bongás Moz, Limitada
indirectamente em projectos de desenvolvimento
A divisão e cessão de quota pertencente ao
que concorram para o preenchimento do seu Certifico, para efeitos de publicação, que por
sócio Nadimo Ismael Carimo no valor de cinco
objecto social, aceitar concessões, adquirir deliberação da assembleia geral extraordinária
mil e quinhentos meticais correspondente a
e gerir participações no capital de quaisquer de seis de Janeiro de dois mil e catorze, da
cinquenta e cinco por cento do capital social
sociedades, independentemente do seu objecto sociedade Bongás Moz, Limitada, sociedade por
da sociedade, em duas quotas desiguais, sendo
social ou ainda participar em empresas, quotas de responsabilidade limitada, registada
uma quota no valor de quatro mil e quinhentos
associações empresariais, agrupamentos de
meticais correspondente a quarenta e cinco por na Conservatória do Registo das Entidades
empresas e outras formas de associação.
cento do capital social da sociedade a favor Legais sob 1001177099, foi aceite a renúncia ás
Dois) A deliberação da assembleia geral
do novo sócio Abdul Hafiz Abdul Carimo, e a funções de gerente por parte do Pedro Emídio
considera-se estatutariamente válida quando
outra no valor de mil meticais correspondente Salsa e Quadros.
estiverem presentes (ou representados com
uma procuração) dois terços dos membros da a dez por cento do capital social da sociedade Maputo, vinte de Janeiro de dois mil
sociedade. que reserva para si; e e catorze. –— O Técnico, Ilegível.
FAÇA OS SEUS TRABALHOS GRÁFICOS NA INM, E. P. NOVOS
EQUIPAMENTOS NOVOS SERVIÇOS DESIGN GRÁFICO
AO SEU DISPOR
Preço das assinaturas do Boletim da República para
o território nacional (sem porte):
Nossos serviços:
— As três séries por ano ............................... 10.000,00MT
— As três séries por semestre ......................... 5.000,00MT
Preço da assinatura anual:
— Maketização, Criação Séries
I ...................................................................... 5.000,00MT
de Layouts e Logotipos; II ..................................................................... 2.500,00MT
III .................................................................... 2.500,00MT
— Impressão em Off-set Preço da assinatura semestral:
I ....................................................................... 2.500,00MT
e Digital; II ...................................................................... 1.250,00MT
III ...................................................................... 1.250,00MT
— Encadernação e Restauração
de Livros; Delegações:
Beira —Rua Correia de Brito, n.º 1529 – R/C
— Pastas de despachos, Tel.: 23 320905
Fax: 23 320908
impressos e muito mais! Quelimane — Rua Samora Machel, n.º 1004,
Tel.: 24 218410 Fax: 24 218409
Brevemente em Pemba.

Imprensa Nacional de Moçambique, E. P. – Rua da Imprensa, n. º 283 – Tel: + 258 21 42 70 21/2 – Cel.: + 258 82 3029296, Fax: 258 324858 , C.P. 275,
e-mail: imprensanac@minjust.gov.mz – www.imprensanac.gov.mz
Preço — 49,00 MT
IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P.

Você também pode gostar