Você está na página 1de 5

EMEF GRANDE ESPERANÇA-PROF.

MESTRE: JANETE RUAS


3º CADERNO DE ATIVIDADES DE ESTUDOS AMAZÔNICOS- 6º ANO
PERÍODO 08-27/04/2021

BIOMA AMAZÔNICO

O Bioma Amazônico chega ocupar uma área de 4.196.943 Km², que corresponde mais de 40% do território
nacional e é constituída principalmente por uma floresta tropical. A Amazônia passa pelos territórios do Acre,
Amapá, Amazonas, Pará e Roraima, e parte do território do Maranhão, Mato Grosso, Rondônia e Tocantins. A
Amazônia é formada por distintos ecossistemas como florestas densas de terra firme, florestas estacionais, florestas
de igapó, campos alagados, várzeas, savanas, refúgios montanhosos e formações pioneiras. Mesmo sendo o nosso
bioma mais preservado, cerca de 16% de sua área já foi devastada, o que equivale a duas vezes e meia a área do
estado de São Paulo.
O desmatamento, as queimadas, a garimpagem, o agropastoreio e a biopirataria representam os principais
problemas ambientais enfrentados pelo bioma amazônico. O conjunto formado por essas ações devastadoras é
responsável por graves mudanças climáticas em todo o planeta, como o aquecimento global. Amazônia é
considerada um grande “resfriador” atmosférico e como maior abrigo da biodiversidade do mundo.
Fauna - Pesquisas indicam que na Amazônia existem cerca de trinta milhões de espécies animais, e nem
todas as espécies foram encontradas e estudadas pelos cientistas, existem alguns animais que ainda são
desconhecidos pelos homens. Existem mamíferos característicos da região. São mamíferos terrestres, como onças,
tamanduás, esquilos, e mamíferos aquáticos, como peixes-boi e botos, há os répteis: lagartos, jacarés, tartarugas e
serpentes. Entre os anfíbios, existem variados tipos de rãs, sapos e pererecas. Uma grande coleção de peixes é outro
fato digno de nota: nas águas amazônicas estão 85% das espécies de peixes de toda a América do Sul. Todos os
anos milhares deles migram tentando encontrar locais adequados para reprodução e desova. É o que se
chama Piracema.
Outros seres ainda menores, têm grande importância no equilíbrio deste ecossistema: os insetos. Eles estão
na terra, na água e no ar, exemplo: besouros, formigas, mariposas e vespas fazem parte do grupo que é maioria na
fauna amazônica. Há também grande variedade de aves na floresta, como por exemplo, araras, papagaios,
periquitos e vários outros. Um deles, são os tucanos que colorem as copas das árvores. Mais de mil espécies de
aves já foram catalogadas.
Vegetação- A vegetação divide-se em três categorias: matas de terra firme, matas de várzea e matas de
igapó.
As matas de terra firme são aquelas que estão em regiões mais altas e por este motivo não são inundadas
pelos rios. Nelas estão árvores de grande porte, como a castanheira-do-pará e a palmeira.
As matas de várzea são as que sofrem com inundações em determinados períodos do ano. Na parte mais
elevada desse tipo de mata, o tempo de inundação é curto e a vegetação é parecida com a das matas de terra firme.
Nas regiões planas, que permanecem inundadas por mais tempo, a vegetação é semelhante a das matas de igapó.
As matas de igapó são as que estão situadas em terrenos mais baixos. Estão quase sempre inundadas. Nelas
a vegetação é baixa: arbustos, cipós e musgos são exemplos de plantas comuns nestas áreas. É nas matas de igapó
que encontramos a vitória-régia, um dos símbolos da Amazônia.
Solo - O solo da floresta amazônica é em geral bastante arenoso. Possui uma fina camada de nutrientes que
se forma a partir da decomposição de folhas, frutos e animais mortos. Esta camada é rica em húmus, matéria
orgânica muito importante para algumas espécies de plantas da região. Em áreas desmatadas, as fortes chuvas
“lavam” o solo, carregando seus nutrientes. É o chamado processo de lixiviação, que deixa os solos amazônicos ainda
mais pobres. Apenas 14% de todo o território pode ser considerado fértil para a agricultura, neste processo a
camada de húmus tem um papel fundamental. Além disso, os poucos nutrientes presentes no solo são rapidamente
absorvidos pelas raízes das árvores, e estas plantas, por sua vez, tornam a liberar nutrientes para enriquecimento do
solo. Trata-se de uma constante reciclagem de nutrientes.
Relevo - As planícies são constantemente inundadas pela água dos rios. Na região de planaltos existem
algumas serras, como as de Taperapecó, Imeri e Parima. Ficam na Amazônia as formações de relevo mais baixa –
planície Amazônica – e mais alta – planalto das Guianas – do país. É nesse planalto que se encontra o Pico da
Neblina, ponto mais alto do Brasil, com cerca de 3.015 metros. Compõem o bioma Amazônia planícies (terrenos com
pouca variação de altitude), depressões (tipo de relevo aplainado, onde são encontradas colinas baixas) e planaltos
(terrenos com superfície elevada).
Água - A água é um importante componente em um ecossistema. Isto porque a água é fundamental para a
vida. No caso da floresta amazônica, a água doce é abundante: trata-se da maior bacia hidrográfica do planeta. Seu
principal rio é o Amazonas, que possui mais de mil afluentes (rios menores que nele deságuam), é o mais largo do
mundo e grande responsável pelo desenvolvimento da floresta. O relevo influencia na formação dos rios sendo mais
baixos e planos. Assim é a maior parte do relevo da região, pois mais da metade do território, cerca de
70% dele, esta abaixo de 200 metros. Os rios influenciam a vida dos animais e a vegetação do lugar. De forma
geral, são classificados em três tipos: rios de águas barrentas, de águas claras e águas pretas.
Rios de águas pretas são assim denominados por nascerem em terrenos de planície e carregarem a areia e o
húmus que caracterizam o solo de tais terrenos. O húmus é o grande responsável pela cor escura das águas. O mais
conhecido rio amazônico de águas pretas é o rio Negro.A coloração da água varia de acordo com determinadas
substâncias que podem ser encontradas nos rios. Os chamados rios de águas barrentas, como o Madeira e o próprio
Amazonas, têm a cor da água modificada por serem ricos em sedimentos e nutrientes. Os de águas claras, como o
Xingu, o Tapajós e o Trombetas possuem muitos trechos de corredeiras e cachoeiras. Estes rios não banham tantos
terrenos ricos em nutrientes como os de água barrenta. Desta forma apresentam água mais cristalina.
Clima - Na região amazônica chove bastante e a temperatura é elevada, normalmente variando entre 22ºC e
28ºC. É o chamado clima equatorial úmido, que caracteriza algumas áreas próximas à linha do Equador. E como o
clima interfere? Pelo que vimos até aqui, você já deve imaginar alguma forma… Por exemplo: de acordo com a
intensidade das chuvas sobe o nível dos rios; com o aumento do nível dos rios algumas áreas podem ser alagadas e,
uma vez alagadas, essas áreas podem ser mais ou menos adequadas à vida de determinados vegetais e animais.
Fatores como o clima, relevo, solo e água interferem na vida de animais e vegetais, existe ainda uma outra
relação que está colocando em risco o equilíbrio do ecossistema, é a relação entre os homens e a floresta.

Disponível em https://www.ibflorestas.org.br/bioma-amazonico
VIDEO DE APOIO: Biomas Brasileiros - Toda Matéria
https://www.youtube.com/watch?v=eEPabXAVzNA

OS PRIMEIROS AGRICULTORES NA AMAZÔNIA

Próximo a Porto Velho, Rondônia, a floresta amazônica dá lugar a uma região de povoados e lavouras, por
volta de 9 mil anos atrás, ali já era um ponto de encontro de povos e de plantio de alimento. Nos achados no sítio
arqueológico de Teotônio estão entre os indícios mais antigos de plantio de feijão, abóbora e mandioca no Brasil.
Nessa localidade há uma série de indícios de que os habitantes alteraram a paisagem manejando árvores e
cultivando plantas domesticadas. Significando que queimavam a floresta para abrir espaços habitáveis onde
plantavam as primeiras culturas de plantas domesticadas.
A mandioca, hoje parte corriqueira da dieta em todo o país, parece ter sido cultivada e eventualmente
domesticada na região entre 8 mil e 10 mil anos atrás, antes de se espalhar pela Amazônia e outras regiões,
vestígios desse período também revelam a colheita de piquiá, goiaba e castanhas-do-pará, cujas cascas
aparentemente eram em seguida jogadas na fogueira. Pesquisas mostram que a goiabeira é uma árvore que cresce
em áreas onde a floresta foi perturbada, então sua presença ali indica um ambiente em processo de domesticação. A
coleta de frutos dos arredores pode significar também que essas árvores já eram cuidadas e manejadas, atingindo
densidades maiores do que seria natural.
O plantio da mandioca se tornou mais comum e deixou testemunhos detectados no estudo, por volta de 7
mil anos atrás. Coincide com a confecção da chamada terra preta antropogênica, um solo enriquecido produzido
pelos índios, cuja presença mais antiga foi detectada nessa região do alto rio Madeira. Fragmentos com idade entre
5.500 e 6.500 anos atrás são o primeiro registro do cultivo conjunto de feijão e abóbora. É especialmente curioso
porque essas plantas não são dali, tendo sido domesticadas nas partes baixas da cordilheira dos Andes e na América
Central.
Disponivel em https://revistapesquisa.fapesp.br/os-primeiros-agricultores-na-amazonia/
VIDEO DE APOIO: Norte rural | A agricultura dos povos indígenas da amazônia
https://www.youtube.com/watch?v=QI_g7aIS-NQ
A FLORESTA HABITADA: HISTÓRIA DA OCUPAÇÃO DA AMAZÔNIA

A história de ocupação da Amazônia começa quando levas de imigrantes asiáticos chegaram ao vale do
Amazonas há mais de 14 mil anos. No momento em que essas populações passaram a desenvolver a agricultura e
viver numa mesma área de terra, sociedades indígenas diversas e mais complexas emergiram nessa região. Esses
povos mais desenvolvidos viveram na Amazônia cerca de 2 mil anos antes da chegada dos europeus manejando a
floresta de forma adaptada. Dela, eles extraíam os recursos necessários para a sua sobrevivência e desenvolvimento.
Assim, no século 16, quando os europeus atingiram o rio Amazonas, encontraram uma floresta habitada por
povos indígenas diversos culturalmente que sustentavam populações numerosas. Infelizmente, durante a conquista
e a colonização portuguesa desse território – baseadas nas atividades de coleta de produtos naturais e agricultura –,
as populações indígenas foram reduzidas drasticamente, sobretudo por causa das doenças trazidas pelos europeus.
No século 19, a Amazônia estava composta principalmente por indivíduos miscigenados (índios, brancos e
negros), os quais deixaram de concentrar seus esforços na coleta de produtos naturais e na agricultura para viver em
função do grande do ciclo econômico da borracha. Esse ciclo enriqueceu os barões de Belém e Manaus e promoveu
o desenvolvimento arquitetônico e cultural dessas duas principais cidades amazônicas.
Após a crise do ciclo da borracha, a Amazônia entrou num período de estagnação e, assim, na primeira
metade do século 20, ficou distante e esquecida do restante do Brasil. Somente a partir de 1960, com os planos de
integração nacional, descoberta de minérios e grandes projetos de desenvolvimento, a região voltou a crescer e
receber novos migrantes de todo o Brasil, principalmente do Sul do país. Esse período, contudo, marca uma
mudança drástica na paisagem da Amazônia: a devastação da floresta – provocada principalmente pela abertura de
estradas para o estabelecimento de pastos e exploração de madeira predatória.
Atualmente, no século 21, o desafio dos povos que habitam a Amazônia, a maior floresta tropical do mundo,
é integrar desenvolvimento econômico com proteção de seus recursos naturais. Para isso, muitas iniciativas estão
sendo desenvolvidas, entre as quais a criação de áreas protegidas (Unidades de Conservação, Terras Indígenas e
Terras Quilombolas) e o combate ao desmatamento.
Disponível em https://imazon.org.br/a-floresta-habitada-historia-da-ocupacao-humana-na-amazonia/

VÍDEOS DE APOIO: Sobre a ocupação da Amazônia e problemas ambientais e sociais decorrentes da ocupação.
https://www.youtube.com/watch?v=3FM0PW1N-FI
A terra preta https://www.youtube.com/watch?v=p7RmaNHaa_A
ATIVIDADES PARA RESPONDER E DEVOLVER-ATIVIDADE - 3º CADERNO
Período 05-27/04/2021

NOME: TURMA: 6º ano

Faça as atividades a seguir, se necessitar use o verso da folha

Atividades para o dia 08/04/2021 Leia o texto BIOMA AMAZÔNICO, assista o vídeo enviado no grupo e faça
as questões a seguir:

1. A floresta amazônica tem uma rica biodiversidade por quê? Marque a CORRETA.

a) ( ) por ser uma floresta com poucos animais, vegetais e não descoberta pelo homem.
b) ( ) por apresentar característica de pouca vegetação e seca durante boa parte do ano.
c) ( ) por ter uma grande variedade de seres vivos, vegetal e animal

2. Sobre o relevo Amazônico, é correto afirmar que predomina: marque a única CORRETA:

a) Montanhas, planalto e depressões


b) Depressões, cordilheiras e planície
c) Só planalto
d) Planície, planalto e depressões

3. A Amazônia contém muitos rios, que correm largos e mansos, na maioria dos lugares. O relevo
influencia na formação dos rios sendo mais baixos e planos. Assim é a maior parte do relevo da
região, pois mais da metade do território, cerca de 70% dele, está abaixo de 200 metros.
Caracterizada por ser: Marque a única CORRETA

a) Planalto c) Depressão
b) Planície d) Cordilheira

Atividades para o dia 15/04/2021 Leia o texto OS PRIMEIROS AGRICULTORES NA


AMAZÔNIA, assista o vídeo enviado no grupo e faça as questões a seguir:

4. Que pratica prejudicial para a natureza usada pelos primeiros agricultores é utilizada
até hoje?

5. Segundo o texto, a presença de árvores de goiabeira podem indicar o que?

6. De acordo com o texto, quais alimentos eram cultivados e consumidos pelos primeiros
habitantes da Amazônia?

7. Marque as afirmativas corretas:

a) Feijão e abóboras são plantas nativas da Amazônia.


b) Os primeiros agricultores não eram coletores.
c) A Castanha do Pará e a goiaba não faziam parte do cardápio dos primeiros agricultores.
d) A terra negra mostra que os índios não sabiam preparar a terra para o plantio.
5) Que tipo de agricultura é predominante em nossa região? Quais as diferenças que você
pode citar em relação a agricultura descrita no texto? *

Atividades para o dia 22/04/2021 Leia o texto A FLORESTA HABITADA: HISTÓRIA DA


OCUPAÇÃO DA AMAZÔNIA, assista o vídeo enviado no grupo e faça as questões a seguir:

8. Leia com atenção e marque VERDADEIRA ou FALSA.

a) Segundo o texto, os primeiros habitantes da Amazônia foram os índios.


b) Os europeus, ao chegarem na Amazônia encontram uma floresta habitada por indigenas.
c) A redução das populações indígenas foi causada por doenças trazidas pelos asiáticos.
d) A agricultura Amazônica foi introduzida pelos imigrantes asiáticos.
e) Os europeus foram o segundo povo a habitar a Amazônia.

9. No século 19, a borracha tornou-se a economia da Amazônia. Cite as mudanças


ocorridas nessa época.

10. Como sobreviviam os primeiros habitantes da Amazônia?

Você também pode gostar