Você está na página 1de 19

Acentuação Gráfica

Profª. Ma. Lisdafne Júnia


Acento Prosódico e Acento Gráfico
• Todas as palavras de duas ou mais sílabas
possuem uma sílaba tônica, sobre a qual recai
o acento prosódico, isto é, o acento da
fala. Veja: es - per - te - za
• Dessas quatro palavras, note que apenas duas
receberam o acento gráfico. Logo, conclui-se ca - pí - tu - lo
que:
• Acento Prosódico é aquele que aparece tra - zer
em todas as palavras que possuem duas ou
mais sílabas. Já o acento gráfico se e - xis - ti - rá
caracteriza por marcar a sílaba tônica
de algumas palavras. É o acento da escrita!
Acentos gráficos
• Acento Agudo (´ ): utiliza-se sobre as letras a, i, u e sobre o e da sequência -em, indicando que
essas letras representam as vogais das sílabas tônicas.
Exemplos: Pará, ambíguo, saúde, vintém
• Sobre as letras e e o, indica que representam as vogais tônicas com timbre aberto.
Exemplos: pé, herói
• Acento Grave (`): indica as diversas possibilidades de crase da preposição "a" com artigos e
pronomes.
Exemplos: à, às, àquele
• Acento Circunflexo (^): indica que as letras e e o representam vogais tônicas, com timbre
fechado. Pode surgir sobre a letra a, que representa a vogal tônica, normalmente diante
de m, n ou nh.
Exemplos: mês, bêbado, vovô, tâmara, sândalo, cânhamo
Monossílabos
• Monossílabos Tônicos • Monossílabos Átonos
• Possuem autonomia fonética, sendo • Não possuem autonomia fonética,
proferidos fortemente na frase onde sendo proferidos fracamente, como
aparecem. Acentuam-se os se fossem sílabas átonas do vocábulo a
monossílabos tônicos terminados em: que se apoiam.
• a(s): lá, cá • Exemplos:
e(s): pé, mês
• o(s), a(s), um, uns, me, te, se, lhe nos,
o(s): só, pó, nós, pôs
de, em, e, que, etc.
Regras de Acentuação Gráfica
• Oxítonas a(s): sofá, sofás
• Sílaba tônica: última
• Acentuam-se as oxítonas e(s): jacaré, vocês
terminadas em:
o(s): paletó, avós

em, ens: ninguém, armazéns


Regras de Acentuação Gráfica
l fácil
n pólen
• Paroxítonas
r cadáver
• Sílaba tônica: penúltima ps bíceps
• Acentuam-se as paroxítonas x tórax
terminadas em:
us vírus
• Observações: i, is júri, lápis
• 1) As paroxítonas terminadas om, ons iândom, íons
em "n" são acentuadas (hífen), mas as um, uns álbum, álbuns
que terminam em "ens", não (hifens,
jovens). ã(s), ão(s) órfã, órfãs, órfão, órfãos
ditongo oral (seguido ou
jóquei, túneis
não de s)
Regras de Acentuação Gráfica
• Proparoxítonas
Sílaba tônica: antepenúltima
As proparoxítonas são todas acentuadas graficamente.
Exemplos:
• trágico,
• patético,
• árvore
Regras Especiais
• Além das regras fundamentais, há um conjunto de regras destinadas a pôr em evidência
alguns detalhes sonoros das palavras. Observe:
• Ditongos Abertos
• Os ditongos éi, éu e ói, sempre que tiverem pronúncia aberta em palavras oxítonas (éi e
não êi), são acentuados. Veja:
• éi (s): anéis, fiéis, papéis
éu (s): troféu, céus
ói (s): herói, constrói, caubóis
• Obs.: os ditongos abertos ocorridos em palavras paroxítonas NÃO são acentuados.
• Exemplos: assembleia, boia, colmeia, Coreia, estreia, heroico, ideia, jiboia, joia, paranoia,
plateia, etc.
• Não se acentuam, portanto, hiatos como
os das palavras:
Regras Especiais • ju - iz
• ra - iz
• ru - im
• Hiatos • ca - ir
• Acentuam-se o "i" e "u" tônicos quando • Razão: -i ou -u não estão sozinhos nem
formam hiato com a vogal anterior, acompanhados de -s na sílaba.
estando eles sozinhos na sílaba ou • Observação: cabe esclarecer que
acompanhados apenas de "s", desde que existem hiatos acentuados não por
não sejam seguidos por "-nh". serem hiatos, mas por outras razões.
• Exemplos: Veja os exemplos abaixo:
• sa - í - da • po-é-ti-co: proparoxítona
bo-ê-mio: paroxítona terminada em
• e - go - ís -mo ditongo crescente.
• sa - ú - de ja-ó: oxítona terminada em "o".
DITONGO HIATO

• É o encontro de uma vogal e uma semivogal (ou vice- • É a sequência de duas vogais numa mesma palavra
versa) numa mesma sílaba. Pode ser: que pertencem a sílabas diferentes, uma vez que nunca
a) Crescente: quando a semivogal vem antes da vogal. há mais de uma vogal numa sílaba.
Por Exemplo: Por Exemplo:
• sé-rie (i = semivogal, e = vogal) • saída (sa-í-da)
b) Decrescente: quando a vogal vem antes da semivogal. poesia (po-e-si-a)
Por Exemplo: • Saiba que:
• pai (a = vogal, i = semivogal) • - Na terminação -em em palavras
c) Oral: quando o ar sai apenas pela boca. como ninguém, também, porém e na terminação -
• Exemplos: am em palavras
• pai, série como amaram, falaram ocorrem ditongos nasais
d) Nasal: quando o ar sai pela boca e pelas fossas nasais. decrescentes.
• Por Exemplo: • - É tradicional considerar hiato o encontro entre uma
• mãe semivogal e uma vogal ou entre uma vogal e uma
semivogal que pertencem a sílabas diferentes, como
em ge-lei-a, io-iô.
Verbos Ter e Vir
• Acentua-se com circunflexo a 3ª pessoa do • Obs.: nos verbos compostos de ter e
plural do presente do indicativo dos vir, o acento ocorre obrigatoriamente,
verbos ter e vir, bem como nos seus mesmo no singular. Distingue-se o
compostos (deter, conter, reter, advir, convir, intervir, plural do singular mudando o acento
etc.). Veja:
de agudo para circunflexo:
Ele tem Eles têm • ele detém - eles detêm
ele advém - eles advêm.
Ela vem Elas vêm

Ele retém Eles retêm

Ele intervém Eles intervêm


Acento Diferencial
• Na língua escrita, existem dois casos em que os acentos são utilizados para diferenciar palavras homógrafas
(de mesma grafia). Veja:
• a) pôde / pode
• Pôde é a forma do pretérito perfeito do indicativo do verbo poder. Pode é a forma do presente do
indicativo. Exemplos:
• O ladrão pôde fugir.
O ladrão pode fugir.
• b) pôr / por
• Pôr é verbo e por é preposição. Exemplos:
• Você deve pôr o livro aqui.
Não vá por aí!
SAIBA QUE:
Para acentuar as formas verbais com pronome oblíquo em ênclise (depois do verbo) ou mesóclise
(no meio do verbo), cada elemento deve ser considerado como UMA palavra independente.
Observe:
jogá-lo
jogá = oxítona terminada em a (portanto, com acento)
lo = monossílabo átono (portanto, sem acento)

jogá-lo-íamos
jogá = oxítona terminada em a (portanto, com acento)
lo = monossílabo átono (portanto, sem acento)
íamos = proparoxítona (portanto, com acento)
Emprego dos Porquês
• POR QUE
• A forma por que é a sequência de uma preposição (por) e um pronome interrogativo (que). Equivale a
"por qual razão", "por qual motivo":
• Exemplos:
• Desejo saber por que você voltou tão tarde para casa.
Por que você comprou este casaco?
• Há casos em que por que representa a sequência preposição + pronome relativo, equivalendo a "pelo qual"
(ou alguma de suas flexões (pela qual, pelos quais, pelas quais).
• Exemplos:
• Estes são os direitos por que estamos lutando.
O túnel por que passamos existe há muitos anos.
Emprego dos Porquês
• POR QUÊ
• Caso surja no final de uma frase, imediatamente antes de um ponto (final, de
interrogação, de exclamação) ou de reticências, a sequência deve ser
grafada por quê, pois, devido à posição na frase, o monossílabo "que" passa a
ser tônico.
• Exemplos:
• Estudei bastante ontem à noite. Sabe por quê?
Será deselegante se você perguntar novamente por quê!
Emprego dos Porquês
• PORQUE
• A forma porque é uma conjunção, equivalendo a pois, já que, uma vez que,
como. Costuma ser utilizado em respostas, para explicação ou causa.
• Exemplos:
• Vou ao supermercado porque não temos mais frutas.
Você veio até aqui porque não conseguiu telefonar?
Emprego dos Porquês
• PORQUÊ
• A forma porquê representa um substantivo. Significa "causa", "razão",
"motivo" e normalmente surge acompanhada de palavra determinante
(artigo, por exemplo).
• Exemplos:
• Não consigo entender o porquê de sua ausência.
Existem muitos porquês para justificar esta atitude.
Você não vai à festa? Diga-me ao menos um porquê.
Forma Emprego Exemplos

Por que ele chorou? (interrogativa direta)


Em frases interrogativas (diretas e indiretas) Digam-me por que ele chorou. (interrogativa
Por que Em substituição à expressão "pelo qual" (e indireta)
suas variações) Os bairros por que passamos eram sujos.(por
que = pelos quais)

Eles estão revoltados por quê?


Por quê No final de frases
Ele não veio não sei por quê.

Porque Em frases afirmativas e em respostas Não fui à festa porque choveu.

Porquê Como substantivo Todos sabem o porquê de seu medo.


Acento Grave
• O acento grave usa-se exclusivamente para indicar a crase da
preposição "a" com os artigos a, as e com os demonstrativos a, as,
aquele(s), aquela(s), aquilo: à, às, àquele(s), àquela(s), àquilo.

Você também pode gostar