Você está na página 1de 26

TRF3

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO

NOÇÕES DE DIREITO
PROCESSUAL PENAL
LEI Nº 9.613/1998 - CRIMES DE LAVAGEM DE DINHEIRO

Pós-edital

Livro Eletrônico
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

SUMÁRIO
Introdução.................................................................................................3
Lei n. 9.613/1998 e Alterações (Lei n. 12.683/2012)........................................4
Crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores............................4
Introdução.................................................................................................4
Dos Crimes.................................................................................................8
Resumo.................................................................................................... 12
Questões de Concurso................................................................................ 14
Gabarito................................................................................................... 18
Gabarito Comentado.................................................................................. 19

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 2 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

DOUGLAS DE ARAÚJO VARGAS


Agente da Polícia Civil do Distrito Federal, aprovado em 6º lugar no con-
Agente da Polícia Civil do Distrito Federal, aprovado em 6º lugar no con-
curso realizado em 2013. Aprovado em vários concursos, como Polícia
curso realizado em 2013. Aprovado em vários concursos, como Polícia
Federal (Escrivão), PCDF (Escrivão e Agente), PRF (Agente), Ministério
Federal (Escrivão), PCDF (Escrivão e Agente), PRF (Agente), Ministério
da Integração, Ministério da Justiça, BRB e PMDF (Soldado – 2012 e
da Integração, Ministério da Justiça, BRB e PMDF (Soldado – 2012 e
Oficial – 2017).
Oficial – 2017.

Introdução

E aí, guerreiro(a)!

Na aula de legislação extravagante de hoje, iremos estudar os crimes de Lava-

gem e Ocultação de Bens previstos na Lei n. 9.613/1998.

Iremos, também, tratar sobre as alterações inseridas em tal diploma legal por

meio da Lei n. 12.683/2012, a qual também é importante para o correto aprendi-

zado da disciplina.

Você verá que é uma aula rápida, pois as leis não são extensas. Entretanto, não

subestime a importância de nenhum tema contido no conteúdo programático do

edital!

Sem mais delongas, vamos ao trabalho!

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 3 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

Lei n. 9.613/1998 e Alterações (Lei n. 12.683/2012)

Crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores

Cena do Seriado “Breaking Bad”(2008)

Introdução

A lavagem de dinheiro nada mais é do que a atividade realizada para desvin-

cular o dinheiro de sua origem ilícita.

Algumas atividades ilícitas (como o tráfico de metanfetaminas realizado por

Walter White no seriado Breaking Bad) são extremamente lucrativas, o que acaba

gerando uma certa dificuldade para o agente delitivo: como utilizar o dinheiro

ilícito sem levantar suspeitas sobre sua origem?

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 4 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

Dessa forma, surgem as condutas realizadas para “limpar” o dinheiro sujo, de

modo que este fique ao menos com a aparência de licitude, permitindo seu apro-

veitamento.

Segundo o GAFI (Grupo de Ação Financeira Internacional) a lavagem de

dinheiro possui três fases:

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 5 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

Extraterritorialidade

Mesmo que a infração penal que deu origem ao dinheiro ilícito tenha sido pra-

ticada no exterior, pode-se aplicar a lei penal brasileira aos casos de lavagem de

dinheiro (em razão do princípio da justiça universal).

Este é o posicionamento da jurisprudência, extraído do art. 2º, II, da legislação

em estudo.

Art. 2º O processo e julgamento dos crimes previstos nesta Lei:


II  – independem do processo e julgamento das infrações penais antecedentes, ainda
que praticados em outro país, cabendo ao juiz competente para os crimes previstos
nesta Lei a decisão sobre a unidade de processo e julgamento;

Simplificando: O processo sobre os crimes de lavagem de dinheiro independe

do processo da infração penal que gerou o dinheiro ilícito objeto da conduta

de lavagem de dinheiro.

Características Importantes

É interessante notar que o delito de lavagem de dinheiro é um crime derivado

ou acessório, pois depende de um delito anterior para gerar o dinheiro ilícito. Efe-

tivamente, qualquer delito será idôneo como crime antecedente.

É possível até mesmo a configuração de delito de lavagem de dinheiro até sobre

valores provenientes de contravenções penais, como o jogo do bicho, por exemplo.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 6 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

Relevância da Lei n. 12.683/2012

A maioria dos editais, ao trazer o conteúdo “Lavagem de Dinheiro”, apresenta

dois diplomas legais: A Lei n. 9.613/1998 e a Lei n. 12.683/2012. Nesse sentido, é

importante que você saiba o seguinte:

• A Lei n. 12.683/2012 alterou a Lei n. 9.613/1998. Entretanto, esta última

continua valendo.

• A principal alteração promovida pela Lei n. 12.683/2012 foi a de possibili-

tar que qualquer delito previsto em nosso ordenamento jurídico seja

crime antecedente para a configuração do delito de lavagem de di-

nheiro.

• Antes do advento da Lei n. 12.683/12, portanto, não era qualquer crime que

poderia ser considerado como conduta antecedente para a prática de lava-

gem de dinheiro!

Além disso, cabe informar que a lavagem de dinheiro não incide unicamente so-

bre valores (dinheiro em espécie). O objeto material do delito se estende também

a bens móveis, imóveis e direitos (como títulos e papéis).

Sujeitos

O sujeito ativo do delito de lavagem de dinheiro pode ser qualquer pessoa (é

crime comum).

O sujeito passivo, por sua vez, é a coletividade ou o Estado, e secundaria-

mente, eventual vítima que tenha sofrido prejuízo econômico com a conduta do

agente.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 7 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

Tipo Subjetivo

As condutas relacionadas com a lavagem de dinheiro admitem apenas a forma

dolosa (via dolo direto ou eventual). Não existe previsão de forma culposa de

lavagem de dinheiro.

Pronto. Feitas essas observações, podemos finalmente tratar das condutas de

lavagem de dinheiro propriamente ditas. Nossa abordagem será bem direta, haja

vista que as questões costumam se resumir à literalidade do diploma legal.

A leitura do diploma legal é essencial para complementar o aprendizado da disci-

plina!

Dos Crimes

Lavagem de Dinheiro

Art. 1º Ocultar ou dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimenta-


ção ou propriedade de bens, direitos ou valores provenientes, direta ou indiretamente,
de infração penal.
Pena: reclusão, de 3 (três) a 10 (dez) anos, e multa.

A forma básica da lavagem de dinheiro é bastante intuitiva para quem, como

você, já conhece o conceito de lavagem de dinheiro. Note apenas que a conduta

não se restringe unicamente a dissimular a origem ilícita do dinheiro, se aplicando

também à ocultação de informações como a localização, disposição, movimentação

ou propriedade de tais bens.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 8 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

A forma do parágrafo 1º, nomeada pela doutrina de forma básica, admite a

tentativa, embora tal ocorrência seja de difícil configuração.

Formas Equiparadas

A lavagem de dinheiro ainda apresenta as seguintes formas equiparadas:

§ 1º Incorre na mesma pena quem, para ocultar ou dissimular a utilização de bens, di-
reitos ou valores provenientes de infração penal: 
I – os converte em ativos lícitos;
II – os adquire, recebe, troca, negocia, dá ou recebe em garantia, guarda, tem em de-
pósito, movimenta ou transfere;
III – importa ou exporta bens com valores não correspondentes aos verdadeiros.
§ 2º Incorre, ainda, na mesma pena quem:
I – utiliza, na atividade econômica ou financeira, bens, direitos ou valores provenientes
de infração penal;
II – participa de grupo, associação ou escritório tendo conhecimento de que sua ativida-
de principal ou secundária é dirigida à prática de crimes previstos nesta Lei.

Esse rol deve ser lido diversas vezes. Muitas vezes, as questões irão se restrin-

gir simplesmente ao rol de condutas equiparadas!

Observações

Para finalizar, vamos tratar de alguns aspectos relacionados à lavagem de di-

nheiro que podem ser objeto de prova:

Ação Penal

A ação penal nos delitos de lavagem de dinheiro é sempre pública incondicio-

nada.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 9 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

A competência para processar em julgar os delitos previstos na Lei n. 9.613/1998,

em regra, é da Justiça ESTADUAL.

Excepcionalmente, a competência será da Justiça Federal quando:

1) a infração penal causar prejuízo à união, suas autarquias e empresas públicas;

2) quando a infração penal antecedente for de competência da Justiça Federal;

3) quando a lavagem de dinheiro for internacional.

 Obs.: para oferecimento da denúncia por lavagem de dinheiro, bastam indícios

de ocorrência do crime antecedente.

Causas de Aumento de Pena

A pena pela prática das condutas de lavagem de dinheiro será aumentada de

1/3 a 2/3 nos seguintes casos:

1) casos de prática reiterada;

2) crime cometido por meio de organização criminosa.

Medidas Assecuratórias

Art. 4º O juiz, de ofício, a requerimento do Ministério Público ou mediante represen-


tação do delegado de polícia, ouvido o Ministério Público em 24 (vinte e quatro) horas,
havendo indícios suficientes de infração penal, poderá decretar medidas assecuratórias
de bens, direitos ou valores do investigado ou acusado, ou existentes em nome de inter-
postas pessoas, que sejam instrumento, produto ou proveito dos crimes previstos nesta
Lei ou das infrações penais antecedentes. 

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 10 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

É cabível, no âmbito da persecução de delitos de lavagem de dinheiro, a apli-

cação das chamadas medidas assecuratórias, que nada mais são do que medidas

realizadas para garantir que as autoridades públicas sejam capazes de alcançar os

bens, direitos e valores que são produto ou proveito de delitos.

Tais medidas permitem a apreensão ou sequestro dos bens que são objeto

de crime.

Nesse sentido, note que a medida assecuratória pode ser decretada ante meros

INDÍCIOS de infração penal (não requer prova absoluta). Dessa forma, o diploma

legal permite a devolução antecipada, nos casos em que for comprovada a origem

lícita do bem que foi objeto de medida assecuratória.

No entanto, a lei exige, para o conhecimento do pedido de restituição, o compare-

cimento pessoal do requerente.

COAF

Para finalizar o nosso estudo, precisamos fazer duas observações sobre o COAF

(Conselho de Controle de Atividades Financeiras):

• Conceito: trata-se da unidade financeira de inteligência brasileira, a qual tem

competência para receber comunicações de operações suspeitas e aplicar as

respectivas penalidades.

• O COAF possui prerrogativa para requerer aos órgãos da Administração Públi-

ca informações cadastrais bancárias e financeiras de pessoas envolvidas em

atividades suspeitas.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 11 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

RESUMO

Crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores

Extraterritorialidade

• O processo e julgamento dos crimes previstos nesta lei:

– Independe do processo e julgamento das infrações penais antecedentes, ain-

da que praticados em outro país, cabendo ao juiz competente, para os crimes

previstos nesta lei, a decisão sobre a unidade de processo e julgamento.

Características

• O delito de lavagem de dinheiro é um crime derivado ou acessório, pois de-

pende de um delito anterior para gerar o dinheiro ilícito.

• É possível, até mesmo, a configuração de delito de lavagem de dinheiro so-

bre valores provenientes de contravenções penais.

Lavagem de Dinheiro

• Ocultar ou dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimen-

tação ou propriedade de bens, direitos ou valores provenientes, direta ou

indiretamente, de infração penal.

Formas Equiparadas

• Incorre na mesma pena quem, para ocultar ou dissimular a utilização de

bens, direitos ou valores provenientes de infração penal:

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 12 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

I – os converte em ativos lícitos;


II – os adquire, recebe, troca, negocia, dá ou recebe em garantia, guarda, tem em de-
pósito, movimenta ou transfere;
III – importa ou exporta bens com valores não correspondentes aos verdadeiros.

• § 2º Incorre, ainda, na mesma pena quem:


I - utiliza, na atividade econômica ou financeira, bens, direitos ou valores provenientes
de infração penal;
II - participa de grupo, associação ou escritório tendo conhecimento de que sua ativida-
de principal ou secundária é dirigida à prática de crimes previstos nesta Lei.

Ação Penal

• É sempre pública incondicionada.

• A competência para processar em julgar os delitos previstos na Lei n.

9.613/1998, em regra, é da Justiça ESTADUAL.

• Para oferecimento da denúncia por lavagem de dinheiro, bastam indícios de

ocorrência do crime antecedente.

Causas de Aumento de Pena

• Casos de prática reiterada;

• Crime cometido por meio de organização criminosa.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 13 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

QUESTÕES DE CONCURSO

1. (CESPE/DPU/DEFENSOR PÚBLICO/FEDERAL) Conforme a legislação específica,

para que Lúcio seja condenado pelo crime de lavagem de dinheiro, é necessário

que haja condenação, ao menos em primeiro grau, pelo crime de roubo à agência

bancária.

2. (CESPE/DPU/DEFENSOR PÚBLICO/FEDERAL) Ricardo foi denunciado pela prática

do crime de lavagem de capitais provenientes do tráfico internacional de drogas.

Nessa situação, o crime de lavagem de capitais será processado e julgado pela jus-

tiça federal, haja vista a competência constitucional do crime antecedente.

3. (CESPE/TCE-PA/AUDITOR) Em crimes de lavagem de dinheiro, dada a natureza

do delito praticado, é incabível a tentativa.

4. (MPE-SC/MPE-SC/PROMOTOR DE JUSTIÇA) Nos crimes de “lavagem” ou ocul-

tação de bens, direitos e valores, previstos na Lei n. 9.613/1998/98 (Lavagem de

Dinheiro), incorre nas mesmas penas quem participa de escritório tendo conheci-

mento de que sua atividade principal ou, até mesmo secundária, é dirigida à prática

de crimes previstos na supramencionada legislação repressiva.

5. (CESPE/DEPEN/AGENTE PENITENCIÁRIO) Joana, condenada em 2005 por tráfi-

co de drogas, na justiça federal, movimentou, em 2006 e 2007, por meio de tran-

sações bancárias eletrônicas, valores incompatíveis com sua atividade profissional

e demais fontes de renda. Durante investigação, ficou comprovado que o dinheiro

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 14 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

movimentado era proveniente do tráfico de drogas e que Joana ocultara e dissimu-

lara a origem ilícita dos valores com o auxílio de seu irmão, dono de uma revenda

de carros novos e usados. Demonstrou-se a materialidade da conduta ilícita a partir

das informações fornecidas pela Receita Federal do Brasil e pelas instituições ban-

cárias.

Acerca dessa situação hipotética, julgue o próximo item com base na Lei n.

9.613/1998, que trata dos crimes de lavagem ou ocultação de bens, direitos e va-

lores.

O processo e julgamento dos crimes praticados por Joana são da competência da

justiça estadual.

6. (CESPE/CÂMARA DOS DEPUTADOS/ANALISTA LEGISLATIVO) Em se tratando de

crimes de lavagem de dinheiro, o processo e o julgamento será da competência da

justiça federal quando a infração penal antecedente for de competência da justiça

federal.

7. (CESPE/CÂMARA DOS DEPUTADOS/ANALISTA LEGISLATIVO) Não é necessária

para a caracterização da lavagem a existência de processo-crime envolvendo o cri-

me antecedente.

8. (CESPE/CÂMARA DOS DEPUTADOS/ANALISTA LEGISLATIVO) O crime tributário

pode ser o antecedente ao crime de lavagem ou ocultação de bens, direitos e va-

lores.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 15 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

9. (CESPE/BACEN/ANALISTA) Consoante a Lei n. 9.613/1998 que dispõe sobre os

crimes de lavagem e ocultação de bens, direitos e valores, deverá ser decretada,

em favor da União, a perda dos bens, direitos e valores objeto de crime de lavagem

e ocultação de bens, sem qualquer ressalva.

10. (CESPE/DPF/DELEGADO) No que diz respeito aos crimes previstos na legisla-

ção penal extravagante, julgue o item subsequente.

O crime de lavagem de capitais, delito autônomo em relação aos delitos que o an-

tecedam, não está inserido no rol dos crimes hediondos.

11. (CESPE/DPF/DELEGADO) No que se refere aos crimes de lavagem de dinheiro,

julgue o item subsecutivo com base no direito processual penal.

Compete à justiça federal processar e julgar os acusados da prática de crimes de

lavagem de dinheiro, uma vez que a repressão a esses crimes é imposta por trata-

do internacional.

12. (CESPE/DPF/DELEGADO) A simples existência de indícios da prática de um dos

crimes que antecedem o delito de lavagem de dinheiro, conforme previsão legal,

autoriza a instauração de inquérito policial para apurar a ocorrência do referido

delito, não sendo necessária a prévia punição dos acusados do ilícito antecedente.

13. (CESPE/BANCO DA AMAZÔNIA/TÉCNICO) A etapa da lavagem de dinheiro deno-

minada integração corresponde à introdução de dinheiro oriundo de atividades ilícitas

no sistema econômico, por intermédio, por exemplo, de depósitos e compra de bens.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 16 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

14. (CESPE/BANCO DA AMAZÔNIA/TÉCNICO) O Conselho de Controle de Ativida-

des Financeiras foi criado pela Lei n. 9.613/1998.

15. (CESPE/BANCO DA AMAZÔNIA/TÉCNICO) Considerando o disposto na Lei n.

9.613/1998, nas Resoluções n. 3.224/2004 e n. 3.844/2010 e nas Cartas-Circula-

res do BACEN n. 3.442/2010 e n. 3.542/2012, julgue o item seguinte.

A pena para o crime consistente em ocultar ou dissimular a natureza de bens, di-

reitos ou valores provenientes de crime consiste no pagamento de multa sem pena

de reclusão.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 17 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

GABARITO
1. E

2. C

3. E

4. C

5. E

6. C

7. C

8. C

9. E

10. E

11. E

12. C

13. E

14. C

15. E

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 18 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

GABARITO COMENTADO

1. (CESPE/DPU/DEFENSOR PÚBLICO/FEDERAL) Conforme a legislação específica,

para que Lúcio seja condenado pelo crime de lavagem de dinheiro, é necessário

que haja condenação, ao menos em primeiro grau, pelo crime de roubo à agência

bancária.

Errado.

Nada disso! Conforme estudamos, a legislação determina expressamente que o

processo e julgamento de crimes de lavagem de dinheiro independe do processo

e julgamento das infrações penais antecedentes, nos termos do art. 2º, inciso

II, do diploma legal!

2. (CESPE/DPU/DEFENSOR PÚBLICO/FEDERAL) Ricardo foi denunciado pela prática

do crime de lavagem de capitais provenientes do tráfico internacional de drogas.

Nessa situação, o crime de lavagem de capitais será processado e julgado pela jus-

tiça federal, haja vista a competência constitucional do crime antecedente.

Certo.

Isso mesmo! É o que prevê o art. 2º, inciso III, da lei em comento:

Art. 2º O processo e julgamento dos crimes previstos nesta Lei:


(...)
III – são da competência da Justiça Federal:
a) quando praticados contra o sistema financeiro e a ordem econômico-financeira, ou
em detrimento de bens, serviços ou interesses da União, ou de suas entidades autár-
quicas ou empresas públicas;
b) quando a infração penal antecedente for de competência da Justiça Federal.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 19 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

3. (CESPE/TCE-PA/AUDITOR) Em crimes de lavagem de dinheiro, dada a natureza

do delito praticado, é incabível a tentativa.

Errado.

Embora os delitos de lavagem de dinheiro não admitam a forma culposa, admi-

tem, sim, a tentativa, ao contrário do que afirmou o examinador!

4. (MPE-SC/MPE-SC/PROMOTOR DE JUSTIÇA) Nos crimes de “lavagem” ou ocul-

tação de bens, direitos e valores, previstos na Lei n. 9.613/1998/98 (Lavagem de

Dinheiro), incorre nas mesmas penas quem participa de escritório tendo conheci-

mento de que sua atividade principal ou, até mesmo secundária, é dirigida à prática

de crimes previstos na supramencionada legislação repressiva.

Certo.

Mais uma questão correta, e baseada unicamente no que dispõe o diploma legal.

Vamos relembrar:

Art. 1º Ocultar ou dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimenta-


ção ou propriedade de bens, direitos ou valores provenientes, direta ou indiretamente,
de infração penal. (Redação dada pela Lei n. 12.683, de 2012)
(...)
§ 2º Incorre, ainda, na mesma pena quem: (Redação dada pela Lei n. 12.683, de 2012)
I – utiliza, na atividade econômica ou financeira, bens, direitos ou valores provenientes
de infração penal; (Redação dada pela Lei n. 12.683, de 2012)
II – participa de grupo, associação ou escritório tendo conhecimento de que
sua atividade principal ou secundária é dirigida à prática de crimes previstos
nesta Lei.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 20 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

5. (CESPE/DEPEN/AGENTE PENITENCIÁRIO) Joana, condenada em 2005 por tráfi-

co de drogas, na justiça federal, movimentou, em 2006 e 2007, por meio de tran-

sações bancárias eletrônicas, valores incompatíveis com sua atividade profissional

e demais fontes de renda. Durante investigação, ficou comprovado que o dinheiro

movimentado era proveniente do tráfico de drogas e que Joana ocultara e dissimu-

lara a origem ilícita dos valores com o auxílio de seu irmão, dono de uma revenda

de carros novos e usados. Demonstrou-se a materialidade da conduta ilícita a partir

das informações fornecidas pela Receita Federal do Brasil e pelas instituições ban-

cárias.

Acerca dessa situação hipotética, julgue o próximo item com base na Lei n.

9.613/1998, que trata dos crimes de lavagem ou ocultação de bens, direitos e va-

lores.

O processo e julgamento dos crimes praticados por Joana são da competência da

justiça estadual.

Errado.

Opa. Espere aí! Vamos relembrar os casos em que o crime de lavagem de dinheiro

é competência da Justiça Federal:

Art. 2º O processo e julgamento dos crimes previstos nesta Lei:


I – obedecem às disposições relativas ao procedimento comum dos crimes punidos com
reclusão, da competência do juiz singular;
II - independem do processo e julgamento das infrações penais antecedentes, ainda que
praticados em outro país, cabendo ao juiz competente para os crimes previstos nesta
Lei a decisão sobre a unidade de processo e julgamento:
III – são da competência da Justiça Federal:
a) quando praticados contra o sistema financeiro e a ordem econômico-financeira, ou
em detrimento de bens, serviços ou interesses da União, ou de suas entidades autár-
quicas ou empresas públicas;

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 21 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

b) quando a infração penal antecedente for de competência da Justiça Federal.

Como Joana foi originalmente condenada pela Justiça Federal no delito antece-

dente, fica fácil: a competência para julgar o delito de lavagem de dinheiro é tam-

bém da JF, e não da Justiça Estadual, como afirmou o examinador!

6. (CESPE/CÂMARA DOS DEPUTADOS/ANALISTA LEGISLATIVO) Em se tratando de

crimes de lavagem de dinheiro, o processo e o julgamento será da competência da

justiça federal quando a infração penal antecedente for de competência da justiça

federal.

Certo.

Poxa, professor, de novo? É. Essa você não esquece mais (o que é importante, pois

este assunto despenca em provas). No caso narrado, a competência será, sim, da

JF, nos termos do art. 2º da lei em estudo.

7. (CESPE/CÂMARA DOS DEPUTADOS/ANALISTA LEGISLATIVO) Não é necessária

para a caracterização da lavagem a existência de processo-crime envolvendo o cri-

me antecedente.

Certo.

Eis outro assunto que despenca em provas. Conforme você já está cansado(a) de

saber, é dispensável o processo envolvendo o crime antecedente (que gerou o

dinheiro ilícito) para que seja possível caracterizar o delito de lavagem de dinhei-

ro.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 22 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

8. (CESPE/CÂMARA DOS DEPUTADOS/ANALISTA LEGISLATIVO) O crime tributário

pode ser o antecedente ao crime de lavagem ou ocultação de bens, direitos e va-

lores.

Certo.

Claro que sim! Qualquer origem ilícita do dinheiro é válida, inclusive se proveniente

de delito tributário.

9. (CESPE/BACEN/ANALISTA) Consoante a Lei n. 9.613/1998 que dispõe sobre os

crimes de lavagem e ocultação de bens, direitos e valores, deverá ser decretada,

em favor da União, a perda dos bens, direitos e valores objeto de crime de lavagem

e ocultação de bens, sem qualquer ressalva.

Errado.

Sempre “levante a orelha” quando o examinador afirmar que não há exceção ou

que não há qualquer ressalva. Usualmente, esse tipo de recurso é utilizado para

tornar incorreta a assertiva.

É justamente o que aconteceu nesse caso: na verdade, a Lei n. 9.613/1998 prevê

uma ressalva para esse caso:

Art. 7º São efeitos da condenação, além dos previstos no Código Penal:


I – a perda, em favor da União - e dos Estados, nos casos de competência da Justiça
Estadual –, de todos os bens, direitos e valores relacionados, direta ou indiretamente, à
prática dos crimes previstos nesta Lei, inclusive aqueles utilizados para prestar a fiança,
ressalvado o direito do lesado ou de terceiro de boa-fé;

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 23 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

10. (CESPE/DPF/DELEGADO) No que diz respeito aos crimes previstos na legisla-

ção penal extravagante, julgue o item subsequente.

O crime de lavagem de capitais, delito autônomo em relação aos delitos que o an-

tecedam, não está inserido no rol dos crimes hediondos.

Errado.

Não mesmo. O rol de crimes hediondos é taxativo, e não inclui o delito de lava-

gem de capitais.

11. (CESPE/DPF/DELEGADO) No que se refere aos crimes de lavagem de dinheiro,

julgue o item subsecutivo com base no direito processual penal.

Compete à justiça federal processar e julgar os acusados da prática de crimes de

lavagem de dinheiro, uma vez que a repressão a esses crimes é imposta por trata-

do internacional.

Errado.

Em alguns casos, a JF será competente para processar e julgar os acusados pela

prática de crimes de lavagem de dinheiro. Entretanto, são casos específicos, e não

todos eles, como afirmou o examinador, motivo pelo qual a assertiva está incor-

reta.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 24 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

12. (CESPE/DPF/DELEGADO) A simples existência de indícios da prática de um dos

crimes que antecedem o delito de lavagem de dinheiro, conforme previsão legal,

autoriza a instauração de inquérito policial para apurar a ocorrência do referido

delito, não sendo necessária a prévia punição dos acusados do ilícito antecedente.

Certo.

Entra ano e sai ano e o examinador insiste nesse assunto. Como você já está

exausto de tanto eu repetir, não há requisito de punição antecedente para

que se possa instaurar procedimento de apuração do delito de lavagem de

dinheiro.

13. (CESPE/BANCO DA AMAZÔNIA/TÉCNICO) A etapa da lavagem de dinheiro de-

nominada integração corresponde à introdução de dinheiro oriundo de atividades

ilícitas no sistema econômico, por intermédio, por exemplo, de depósitos e compra

de bens.

Errado.

Negativo. A introdução do dinheiro ilícito no sistema econômico, inicialmente, se

faz na fase de colocação, e não de integração, na qual efetivamente o dinheiro

já tem aparência de licitude e é utilizado em negócios lícitos.

14. (CESPE/BANCO DA AMAZÔNIA/TÉCNICO) O Conselho de Controle de Ativida-

des Financeiras foi criado pela Lei n. 9.613/1998.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 25 de 26
NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
Lei nº 9.613/1998 - Crimes de Lavagem de Dinheiro
Prof. Douglas de Araújo Vargas

Certo.

Essa questão é simples, mas foi cruel com o(a) aluno(a). Efetivamente, o COAF foi

criado pela Lei n. 9.613/1998, conforme prevê o art. 14 do referido diploma legal:

Art. 14. É criado, no âmbito do Ministério da Fazenda, o Conselho de Controle de


Atividades Financeiras – COAF, com a finalidade de disciplinar, aplicar penas admi-
nistrativas, receber, examinar e identificar as ocorrências suspeitas de atividades ilícitas
previstas nesta Lei, sem prejuízo da competência de outros órgãos e entidades.

15. (CESPE/BANCO DA AMAZÔNIA/TÉCNICO) Considerando o disposto na Lei n.

9.613/1998, nas Resoluções n. 3.224/2004 e n. 3.844/2010 e nas Cartas-Circula-

res do BACEN n. 3.442/2010 e n. 3.542/2012, julgue o item seguinte.

A pena para o crime consistente em ocultar ou dissimular a natureza de bens, di-

reitos ou valores provenientes de crime consiste no pagamento de multa sem pena

de reclusão.

Errado.

Eu sou totalmente contra questões assim, mas, se o examinador cobra, é necessá-

rio que você saiba disso para estar bem preparado.

Ao crime de lavagem de dinheiro é, sim, cominada pena de reclusão, e não mera-

mente a de multa, como afirma a assertiva.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para Nome do Concurseiro(a) - 000.000.000-00, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 26 de 26

Você também pode gostar