ORIGEM E HISTÓRIA Introdução

A Microsoft começou o desenvolvimento de um Gerenciador de Interface (Subseqüente renomeado de Microsoft Windows) em setembro de 1981. Com isso tornou -se possível à utilização do mouse em um ambiente de telas gráficas chamadas de janelas. Foi responsável pela popularização da interface gráfica dos computadores. Com a evolução do sistema operacional Windows foram criadas várias versões, algumas voltadas para o usuário domestico e pessoal, outras para o uso profissional. As versões para uso doméstico foram desenvolvidas com programação de baixo nível, sem grandes preocupações de segurança o que o tornavam eficientes, mas poucos estáveis e seguro. Com as versões para uso profissional, a Microsoft começou a desenvolver do ³ ero´, z outro tipo de sistema operativo que passou a ser conhecido por NT (³New Tecnology´), este novo sistema mantém a interface gráfica de sucesso, é compatível com os anteriores ao nível binário, mas no seu interior é totalmente diferente já que implementa os conceitos necessários a um sistema operativo seguro. Conforme as diferentes versões temos então duas famílias de Windows que evoluem de forma parcialmente independente: 1 ± Uso doméstico e pessoal: Windons 1.0, Windows 2.0, Windows 3.0, Windows 3.1, Windows 3.11, Windows 95, Windows 98 e Windows ME; 2 ± Uso profissional: Windows NT 3.5x, Windows NT 4.0, Windows 2000, Windows XP. O Windows só começa a ser tecnicamente considerado como um SO a partir da versão Windows NT, lançada em Agosto de 1993. O que havia antes eram sistemas gráficos sendo executados sobre alguma versão dos sistemas compatíveis com DOS, como MS-DOS, PCDOS ou DR-DOS. Somente o MS-DOS era produzido pela própria Microsoft.

Versões:

> Windows 1.0
A Microsoft começou a numerar as versões do Windows a partir de 1985. Nesta edição, funções como calendário, card file, relógio e pequenos programas de comunicações foram adicionados e podiam ser executadas "simultaneamente". Era o começo do es colher e clicar.

>Windows 1.01
Era uma interface gráfica bidimensional para o MS-DOS e foi lançado em 20 de Novembro de 1985. Era necessário o MS-DOS 2.0, 256 KB RAM e um disco rígido. Naquela altura, o MSDOS só conseguia suportar 1 MB de aplicações. Era uma primeira tentativa de criar um sistema multitarefa. Nessa época, instalado em computadores XTs que tinham apenas 512Kb de memória, ocupava praticamente toda a memória disponível. O Windows 1.01 não foi nenhum grande sucesso comparado com seus sucessores dadécada de 1990, devido à limitação do hardware da época. Inicialmente, ele foi lançado em quatro disquetes de 5.25 polegadas de 360 KB cada um. Continha o Reversi (jogo), um calendário, bloco de notas, calculadora, relógio, prompt de comando (uma janela direta para o DOS), Write, Control Panel, Paint e programas de comunicação. Permite a utilização de mouse, janelas e ícones. Nesta versão ainda não havia sobreposição de janelas.

10/286 foi lançada para aproveitar todos os recursos dos microprocessadores 286. Windows 2. melhor impressão e drivers Postscript. Permite a sobreposição de janelas e estas podem maximizar e minimizar. com pequenas mudanças em gerenciamento de memória. > Windows 3. Em 27 de Maio de 1988. foi lançado o Windows 2.1 Foi lançada em Março de 1989. Era apresentado em oito disquetes de alta densidade de 5.25" de 360 KB cada um. Também existe a versão 3. Utilizava o CPU Intel 80286 e Intel 80386. Naquela época era o único possível de compatibilizar todos os programas das versões anteriores. ele era um Windows completamente novo.10. ferramentas e maior paleta de cores.x Para tirar proveito dos novos processadores 286 da Intel.1: y y Windows 2. a Microsoft lança no final de 1987 o Windows 2. Ao contrário das versões anteriores. O usuário precisava conhecer a fundo seu computador. Melhorou bastante a interface.0 foi o primeiro sucesso amplo da Microsoft e foi lançado em 22 de Maio de 1990. que foi lançada em 31 de Outubro de 1990. e era nada mais do que o Windows 2. Windows 2. . Substituiu o MS-DOS Executive pelo Gerenciador de Programas e o Gerenciador de Arquivos que simplificavam as aplicações e tornava o sistema mais prático. esta versão é considerada o primeiro sistema gráfico da empresa. A instalação era demorada e tudo se dava a partir do prompt do MS-DOS. O software permite acessar a memória expandida e utilizar a tecnologia DDE (Dynamic Data Exchange).0.x O Windows 3.00a. Uma vez instalado(e se não desse nenhum problema). Existem duas versões especiais do Windows 2. que era apresentado em sete disquetes de dupla densidade de 3. o usuário precisava executar manualmente o programa. Windows 2. embora os computadores daquela época fossem ainda muito lentos quando estes utilizavam uma interface gráfica de boa qualidade.10/386 foi lançada para aproveitar todo o potencial dos microprocessadores 386. que ampliava as funções de comunicação entre as aplicações. o gerenciamento de memória e o sistema multitarefa e incluiu o suporte às fontes True Type. Tecnicamente hoje.03 reformulado. já que era obrigado a fornecer informações detalhadas do hardware a partir de uma lista preparada pela Microsoft.A primeira versão comercial do Microsoft Windows era distribuída em uma caixa com quatro disquetes de 5 ¼ polegadas e manual de usuário(imagem abaixo). > Windows 2.5" de 720 KB cada um. com a diferença de apresentar mais recursos.3 O Windows 2. mas ainda precisava ativar primeiro o MS-DOS para ativar o Windows. Era a primeira versão a aceitar atalhos pelo teclado e o início da era de aplicações produzidas especificamente para o Windows. Era um sistema gráfico de 16 bits.03 foi lançado em 1 de Novembro de 1987 e praticamente tem a mesma interface do Windows 1.0x. Conseguiu ultrapassar o limite de 1 MB do MS-DOS e permitiu a utilização máxima de 16 MB de aplicações.

que dominavam como fornecedoras de NOSes (sistemas operacionais para redes) em plataformas cliente-servidor e ponto a ponto.foi lançada 8 de Novembro de 1993 e era praticamente a revisão da versão anterior.10 com suporte a rede.1 era muito semelhante ao Windows 3. Cogita-se que boa parte do código fonte do Windows NT seja baseado no OS/2. Os NTs têm uma grande estabilidade e têm a vantagem de não ter o MS-DOS. Windows 2003. respectivamente. Pode ser utilizado no Intel x86. Windows 2000. Foi lançado em 1993. Windows Vista e Windows 7). O Windows NT também tinha elementos dos sistemas VMS e Lan Manager. O Minesweeper substituiu o Reversi. Ele não era muito popularizado até ao aparecimento do Windows 2000 (NT 5. File Manager e Print Manager.00. Windows for Workgroups 3. um sistema operacional desenvolvido conjuntamente pela Microsoft e IBM. em teoria. Novos e avançados gráficos em 16 cores tornaram possível a entrega de ícones renovados.nesta versão limitou-se em acrescentar o Chinês como uma língua de trabalho. Ele era apresentado em oito disquetes de alta densidade de 3.0). Windows for Pen Computing . Windows XP e Windows 2003) e NTFS (Windows NT 4. pois as versões do Windows disponíveis até então não eram suficientemente estáveis e confiáveis. Windows for Workgroups 3.0. Muitos desenvolvedores reescreveram totalmente suas aplicações para tirar proveito dessa nova versão. por isso ela não tem uma certa data de lançamento. Existem edições especiais: y NT 3.Pode ter sido responsável pela saída do mercado de empresas como Novell e Lantastic. DEC Alpha e MIPS CPUs.5" de 1.0). .11 .foi lançada por vários fabricantes de periféricos multimédia. O Windows NT aceita três tipos de sistemas de arquivos: FAT (Windows NT 3. Existem cinco versões especiais do Windows 3. Ele era apresentado em nove disquetes de alta densidade de 3. fax-modem e correio eletrônico. Nesta versão permitiu o uso de um maior número de línguas de trabalho. mas desentendimentos entre as duas companhias levaram ao fim da parceria e a IBM passou a se dedicar sozinha ao OS/2 e a Microsoft ao Windows. Windows XP. Tinha recursos multimédia (semelhantes aos do Windows 3.10 .11 mais o suporte a canetas para PCs. e era praticamente o Windows 3. que trazia suporte total ao processador. Windows 3.44 MB cada um. Assim.0: y Windows with Multimedia Extensions . A sigla NT significa Nova Tecnologia (New Technology em inglês). multitarefa e multiutilizador.10) e era um pouco mais estável. FAT32 (Windows 2000.foi lançada em 6 de Abril de 1992 e tinha softwares para multimédia e fontes TrueType (aumenta muito o número de tipos de letras disponíveis) e era mais estável do que o Windows 3. bem como a introdução de três ferramentas fundamentais da plataforma Windows: Program Manager.1.10 .xx e Windows NT 4.0 em 1990. incluindo o Cirílico e o Japonês.20 .foi lançada em Abril de 1994 e tinha todos os recursos do Windows for Workgroups 3.foi lançada 28 de Outubro de 1992. Trazia a funcionalidade de trabalhar como um servidor de arquivos. atualizar ou substituir qualquer módulo sem a necessidade de alterar o resto do sistema.44 MB cada um. > Windows NT O Windows NT foi lançado pela primeira vez pela Microsoft em 1993 com o objectivo principal de fornecer mais segurança e comodidade aos utilizadores de empresas e lojas (meio corporativo).5" de 1. Foi um sistema operativo de 32 bits. A arquitetura desta versão é fortemente baseada no micronúcleo. y y y y y A popularização dos micros equipados com o processador Intel 386 foi o principal motor do lançamento do Windows 3. Windows 3. pode-se remover.

xx. Os negócios eletrônicos avançam e com eles a necessidade de proporcionar mais segurança para os dados das corporações vem a levar a Microsoft a lançar em 1994 o Windows NT Workstation 3.Windows NT 3.0x.1. Windows 95 OSR 2. a Microsoft tinha um objetivo claro: consolidar em uma plataforma única e melhorada. etc) do novo sistema era totalmente diferente.51 foi lançado em 1995 e tinha uma interface semelhante ao Windows 3. o kernel(responsável por controlar o acesso à memória. pois era possível reinicializar apenas um serviço ao invés da máquina por inteiro. Um pouco depois havia o Windows 98 SE(Segunda Edição). podia executar um grande número de aplicações Win32 do Windows 95. o primeiro em 32-bits. Marcava também o lançamento do sistema de arquivos NTFS. Windows XP. Windows NT 3. gerenciar arquivos. Nesta edição também foi implementada a ideia de Serviços (ou Processos). Windows 98. Ele permitiu o surgimento de inúmeras aplicações para o setor financeiro. redes dial-up e um presente para os usuários: a capacidade Plug-and-Play. . Windows 95. Windows 7 e Windows Server 2008 R2 (Actualmente). Marcou também a consolidação do uso de multimídias nos micros.x. gerenciar a memória virtual. Estas versões do Windows aceitam quatro tipos de sistemas de arquivos: y y y FAT 12 e 16 .Windows NT 3. Windows NT 4. o Microsoft FrontPage. o suporte a múltiplos processadores e deu mais confiabilidade e escalabilidade aos micros da rede. Na apresentação do Windows NT 3. que facilitava a vida de quem precisava acrescentar um novo programa ou periférico ao computador.xx.5 foi lançado em 1994 e era semelhante ao NT 3. > Windows 95 Quando apresentou o Windows 95 em agosto de 1995. Windows 2. controlar os aplicativos. Introduziu o Web Server. Ele incluía o MS-DOS 7. NT 4. Bill Gates afirmou que o software mudaria totalmente a forma como as empresas endereçavam suas necessidades computacionais.xx e Windows NT 4. Windows XP e Windows Server 2003. Tinha uma interface semelhante ao Windows 98. usuários das diversas versões do seu sistema operacional (além de usuários do MS-DOS).1 para a indústria em julho de 1993.0. aplicações científicas e aplicações de missão crítica. Ma foi rapidamente s ultrapassado porque não oferecia bons serviços de Internet. Este Windows permaneceu sem popularidade até o fim da era 9x/ME.0 só foi produzido em versão Beta e posteriormente foi mudado para Windows 2000. quando lançaram o Windows 2000. Windows Vista. Windows Server 2003. softwares de criação e gestão de web sites. Windows 2000. NTFS .Windows 1. NT 5.51 (com o PowerPack).y y y y NT 3.0.xx. Windows 2000. e proporcionou grandes avanços na segurança e no poder de processamento dos servidores. mas o usuário nem lembrava de sua existência após a instalação da nova versão da plataforma remodelada sob todos os aspectos. no qual o sistema operacional trabalha a partir de serviços. FAT 32 . Windows 98. Windows ME. Windows 3.0 foi lançado em 1996 tinha uma interface semelhante ao Windows 95 e era mais estável mas menos flexível do que o Windows 95.1.0. área de engenharia. tendo assim menores chances de travar. o Microsoft Transaction Server e o Microsoft Message Queuing (o MSMQ melhora a comunicação).1 e trouxe algumas inovações nas áreas de gestão e distribuição de energia. NT 3.5. Apesar da semelhança de interface com o Windows 3. O software integrou o protocolo TCP/IP à plataforma de 32-bits permitindo suporte à Internet.

a Microsoft apresentou uma atualização de seu sistema operacional para redes. incluía o suporte nativo ao Barramento Serial Universal (USB) e Ultra DMA (UDMA). Enquanto Nesta versão. a partir da revisão OSR 2. O salto do Windows 3.xx.0 ao Windows 95 era muito grande e ocorreu uma mudança radical na forma da apresentação do interface. Windows 98 SE A Microsoft lança em 1999 a segunda versão do Windows 98 SE(Second Edition) com algumas correções do Windows 98 e novas atualizações tais como: Modo de transferência assíncrona (ATM) Baía de dispositivo controlador Versão do DirectX 6.1.0 Windows NetMeeting 3. Já o Windows 95.0 Microsoft DirectX API 6. facilitando assim sua identificação e podendo ser associado para abertura em determinados programas). Utilizava o sistema de ficheiros FAT-16 (VFAT). Os ficheiros (arquivos) puderam a partir de então ter 255 caracteres de nome (mais uma extensão de três caracteres que indica o conteúdo do arquivo. A Microsoft descreve esta versão como a primeira desenhada especificamente para o usuário final e suas necessidades. e o lançamento foi amplamente divulgado pela imprensa.0 (melhorou muito o suporte para aplicações multimídia). A proposta era tornar mais fácil a vida dos usuários de micros. Com o Windows NT Workstation 4. O Gerenciador de conexões da Microsoft versão 1. inclusive pelas grandes redes de televisão.0. O sistema multitarefa tornou-se mais eficaz. As limitações de memória oferecidas ainda pelo Windows 3.Oficialmente. o MS-DOS perdeu parte da sua importância visto que o Windows já consegue ativar-se sem precisar da dependência prévia do MS-DOS. o gerenciamento da infra-estrutura se torna mais simples e as Intranets se popularizaram. com um pacote de diferentes temas visuais e sonoros para personalização do sistema operacional. a ferramenta simplesmente travou e apareceu a famosa tela azul para delírio da platéia. lançada no início de 1996.1 Internet Explorer 5. Ele era um Windows completamente novo. chamada de Windows 95 OEM Service Release 2 (OSR 2). o Windows 95 Plus!. Existe uma outra versão do Windows 95.0 foram praticamente eliminadas nesta versão. agilizando o acesso às aplicações e dar suporte a dispositivos USB.1 Acessibilidade do Microsoft Active Directory (MSAA) Microsoft Wake-on-LAN . O salto foi enorme. Esta versão também incluía o navegador Internet Explorer. que o tornou parecido com o Windows 95.3 Microsoft Distributed Component Object Model (DCOM98) Compartilhamento de conexão com a Internet da Microsoft (ICS) Microsoft Data Access Components (MDAC) 2.2 Microsoft dial-up (DUN) de rede versão 1. Introduziu o Menu Iniciar e a Barra de Tarefas. com suporte nativo ao sistema de arquivos FAT32. Foi lançada em 24 de Agosto de 1995. Também incluiu uma nova interface gráfica. e de nada lembra os Windows da família 3.x. O lançamento do Windows 98 foi marcado por um dos mais famosos micos da história da informática. Windows 4. > Windows 98 Em 1996. Durante a apresentação de Bill Gates para a imprensa. Foi lançada ainda uma versão especial.

0 Modem do Microsoft Windows Driver Model (WDM) Microsoft Windows Media Player versão 6. Versão profissional Com o Windows XP Professional lançado em 2001. tanto no trabalho quanto no lazer. Em outubro daquele ano foi apresentado o Windows XP Media Center Edition. Poder de processamento: Ao ser lançado. da Intel. A Microsoft Network versão 5. quer em computadores de mesa ou em laptops. > Windows 2000 A proposta era ousada. criptografia do sistema de arquivos e melhorias nos sistemas de acesso sem-fio. a aplicação já nasce com variações e características bem definidas. O Windows Movie Maker e a versão 7 do Microsoft Windows Media Player converteram o PC em uma central de entretenimento. Mais versões específicas do Windows XP foram lançadas em 2002. com atenção para as aplicações visuais. A combinação dessas duas feras. adição de hardware ou software se tornou mais simples.Microsoft Wallet versão 3. assistência remota. áudio e redes domésticas.0 > Windows ME Última versão baseada no código do Windows 95. Estão incluídas por exemplo. a versão Windows XP Professional 64-bits tinha o objetivo de atender aos usuários mais exigentes que buscavam tirar o máximo proveito dos processadores Itanium 64-bits. segurança e performance. aliadas a recursos imprescindíveis para o ambiente das empresas. ainda em 2001.prato cheio também para quem prefere usar o micro como central de entretenimento digital.2 As atualizações de Microsoft Year 2000 (Y2K) MSN. com suporte a novos dispositivos wireless ou compatíveis com a tecnologia USB > Windows XP Em outubro de 2001 a Microsoft apresenta o Windows XP. como também ampliou os recursos multimídia do sistema operacional. Com ela. fornecia aos usuários grandes quantidades de memória e performance para trabalhar com operações em ponto flutuante. Com o lançamento do Windows 2000 Professional construído a partir da versão mais estável do Windows NT 4. A versão Home Edition incluiu uma série de wizards para facilitar definitivamente as atividades mais complexas de instalação e configuração do equipamento (como a criação de redes). o Windows Millenium Edition (Me) foi lançada em 2000 para dar mais capacidade aos usuários doméstico e compatibilidade às s aplicações de vídeo.0. Dessa vez. a Microsoft levou para o desktop todas as características que fizeram o sucesso do Windows 2000: confiabilidade. Esta versão introduziu recursos para ajudar na recuperação do sistema em caso de falhas e aprimorou a capacidade multimídia. a Microsoft queria substituir todas as versões anteriores da plataforma. voltado para as exigências de usuários que trabalham com mídias digitais e entretenimento . muito necessárias para aplicações 3D. Um mês depois chegava ao mercado a versão Windows XP Tablet PC Edition. que inclui recursos de reconhecimento de escrita e .

0c e o Windows Movie Maker 2 com uma nova interface. > Windows Server 2003 Versão do Windows lançada em 24 de Abril de 2003. proteção avançada na memória e uma tecnologia chamada de "NX Bit" para proteger o processador de mais ataques virtuais. Enterprise Edition (x32 e x64 bits). Active Directory.permite a execução de aplicativos desenvolvidos para a plataforma XP nos tablet PCs. bloqueador de pop-up no Internet Explorer. o (SP2) adicionou novas funcionalidades ao Windows XP. Os recursos mais notados foram o suporte a "USB 2. Novidades na área administrativa. O suporte do "Service Pack 1" e "Service Pack 1a" acabaram em 10 de outubro de 2006. foi lançado em 9 de setembro de 2002. Versões: Web Edition. Atualizações e Correções: A Microsoft ocasionalmente lançou service packs para estas versões do Windows para corrigir problemas e adicionar novos recursos chamados de "Service Packs". Esta versão do Windows é voltada principalmente para servidores e empresas de grande porte. Anteriormente como nos outros service packs. suporte à rede Wi-Fi com guia de introdução. > Windows Vista . a conexão com as atualizações automáticas e um antivírus que deveria ser instalado a parte. e automatização de operações. Service Pack 2 O Service Pack 2 (SP2) (de nome de código "Springboard") foi lançado no dia 6 de Agosto de 2004 após detalhes severos. O "Service Pack 1a" foi lançado ultimamente para remover o Microsoft Java Virtual Machine de acordo com a Sun Microsystems. pequenos computadores portáteis. o Directx 9. incluindo a instalação de um firewall. evolução dos laptops. Outras novidades incluídas no pacote foram o Windows Media Player 9. efeitos de vídeo e opções que foram incorporadas ao programa. o Service Pack 3 é lançado em 29 de abril de 2008 e melhora o desempenho do Office em até 10%.0" e o "Definir Acesso e Padrões do Programa". é o sucessor do Windows XP para o ambiente corporativo. Windows Server 2003 R2 (x32 e x64 bits) Na versão Windows Server 2003 R2. Além disso foi lançada a Central de Segurança do Windows um pacote de proteção que incluia o Firewall do Windows. possui recursos de servidores na ativa e garante a segurança de dados. Foram introduzidas muitas novidades se comparado ao seu antecessor. Service Pack 1 O Service Pack 1(SP1) do Windows XP.2. com ênfase na segurança. Standard Edition (x32 e x64 bits). Service Pack 3 Tida como a terceira e última atualização do sistema operacional XP. Primeiramente os usuários especificavam qual browser e qual mensageiro instantâneo eles usariam com acesso aos programas da Microsoft. Um dos maiores recursos de segurança adicionados foi o Windows FireWall que estava ativado por padrão. Data Center Edition x64 e Small Business Server (x32 e x64 bits). também conhecida como Windows NT 5. e suporte ao BlueTooth.

O Aero Glass não é disponibilizado nas Versões Starter e Basic.0 e 128mb de memoria de vídeo para usufruir da transparência das janelas de Flip 3D (Windows Aero). como o Windows Defender e o Windows Firewall (presente a partir do Windows XP Service Pack 2). Com os erros e acertos do Windows Vista. A versão básica e popular do Windows Vista (Limitada): y Vista Starter Edition. Ele tem uma interface intitulada Windows Aero. Reúne todos os recursos de infra-estrutura avançados de um sistema operacional empresarial. o Windows Vista tem seis versões.0 e pelo nome de código Longhorn. Ademais. O Windows Vista Ultimate Edition é a versão do Windows Vista que mais requer recursos do computador.8Ghz (preferencialmente Dual-Core) e 1GB de memória RAM. o Windows 7. sendo necessária uma placa de vídeo compatível com o DirectX 9. São duas versões destinadas ao usuário doméstico: y y Vista Home Basic Vista Home Premium As duas versões voltadas para o público corporativo são: y y Vista Business (projetado para atender às necessidades de empresas de todos os portes) Vista Enterprise (necessidades de grandes empresas globais) A versão Ultimate é a edição mais abrangente do Windows Vista. pixel shader 2. a Microsoft passou então a desenvolver seu sucessor. uma delas simplificada e destinada aos países em desenvolvimento. sistema de alternância 3D de janelas chamado Flip 3D (ativado pelo atalho Logotipo do Windows + Tab) e visualização de miniaturas ao passar o mouse sobre um item na barra de tarefas e na alternância através do comando Alt+Tab. Também trouxe diversas ferramentas integradas para segurança. com recursos de transparência. que foi em boa parte solucionada ao longo do tempo com o lançamento de drivers compatíveis pelas fabricantes. o que provocou a manutenção do Windows XP em boa parte dos computadores.Também conhecido como Windows NT 6. Além das inovações gráficas.0. acrescidas de melhorias. é nativamente preparado para a alta definição. todos os recursos de gerenciamento e eficiência de um sistema operacional móvel. Foi lançado em novembro de 2006 e Suas vendas ao público começaram em30 de Janeiro de 2007. As seis edições diferentes do Windows Vista foram projetadas para se ajustar ao modo como o usuário pretende usar seu PC. devido as modificações no núcleo e no código feitas no Windows Vista. Além disso. a Microsoft recomenda um processador de 1. Para que o desempenho seja razoável. e todos os recursos de entretenimento digital de um sistema operacional voltado ao consumidor y Vista Ultimate As inovações e melhorias na interface e utilização do Sistema Operacional (SO) exigiram maior capacidade do hardware. destinado aos mercados emergentes e países em desenvolvimento. o Windows Vista inovou ao incluir o Windows Media Center como um "centro" de entretenimento digital nas versões a partir do Vista Home Premium. com todas as suas funcionalidades. houve durante o período inicial grande incompatibilidade de driver de dispositivo para os periféricos do computador. porém .

ela inclui o Microsoft. e exige a instalação do server core para obter alguma funcionalidade padrão. O Windows Web Server 2008 dá suporte a até 2 GB de RAM e 2 CPUs. o ASP. bem como o uso de retrocompatibilidade de drivers do Windows Vista. Windows Server 2008 Datacenter Edition Versão mais robusta do Windows Server 2008 com aperfeiçoamentos nos recursos de cluster e suporte a configurações de memória muito amplas com até 64 GB de RAM em sistemas x86 e dois TB RAM em sistemas de 64 bits. o Microsoft Internet Information Services (IIS). No entanto. Windows Essential Business Server 2008 Para médias empresas.NET Frameworks. > Windows Seven . > Windows Server 2008 Versão mais recente do Windows Server. Também dá suporte a sistemas de 64 bits. foi projetada para fornecer serviços e recursos para outros sistemas em uma rede. Tem requisito mínimo de CPU e pode dar suporte a até 64 CPUs. Windows Server Enterprise Edition Tal versão estende os recursos fornecidos no Windows Server 2008 Standard Edition para proporcionar maior estabilidade e disponibilidade e dar suporte a serviços adicionais como o Cluster e Serviço de Federação do Active Directory. Windows Server 2008 Standard Edition Em substituição ao Windows Server 2003. Uma vez que foi projetada para fornecer serviços Web para a implantação de sites e aplicativos baseados nesta. incluindo o Active Directory. além do servidor de aplicativos e recursos de balanceamento de carga de rede. Windows Web Server 2008 Versão Web Edition do Windows Server 2008. não possui vários outros recursos. memória RAM hot-swap e non-uniform memory access (NUMA). Os servidores enterprise podem ter até 32 GB de RAM em sistemas x86 e dois terabytes (TB) de RAM em sistemas de 64 bits e 8 CPUs. lançada em 27 de Fevereiro de 2008.NET. O Windows Server 2008 Standard Edition dá suporte a 2-way e 4way SMP (multiprocessamento simétrico) e a até 4 gigabytes de memória em sistemas de 32 bits e 32 GB em sistemas de 64 bits. essa versão do servidor só dá suporte a recursos relacionados. O sistema operacional tem um abundante conjunto de recursos e opções de configuração. Especialmente.atenta a paridade entre o nível de recursos de hardware exigido e o presente no mercado de forma geral.

Inclui inovações na interface. robôs e TVs. que facilita o acesso de várias aplicações de hardware. o que lhes permite interagir com a máquina numa velocidade muito maior. Além disso. O VxD são drivers que têm acesso ao núcleo do sistema. retângulo transparente localizado na extremidade direita da barra de tarefas que permite visualizar a área de trabalho ao passar o mouse sobre ele ou ir para a área de trabalho caso clicado. já que o Windows 95 e 98 utilizam o modelo VxD. O WDM é compatível com todas as plataformas a partir do Windows 98 SE. com um óbvio aumento de desempenho. sendo distribuído gratuitamente pela Microsoft em seu site (versão em inglês). Na versão Ultimate é possível receber como Atualização Opcional outro idioma para o Windows como um todo. celulares. clicando na parte superior de uma janela (área transparente) e chacoalhando-a para os lados rapidamente. utilizando ícones maiores na barra de tarefas (taskbar). porém ele continua com os mesmos componentes do DOS de modo a continuar compatível com todos aplicativos existentes´ O núcleo WDM a que se refere à citação é o Win32 Driver Model. consoles de videojogos (Dreamcast). Também nota-se melhoria no reconhecimento de voz em relação ao Windows Vista. e faz aparecer que ilimitados fluxos de áudio possam ser mixados em tempo real. Ele oferece um componente de mixagem e resumplamento de áudio que roda no modo Kanel. não exibindo um segundo ícone na barra de tarefas. Curiosidades Segundo a Microsoft não há diferença estrutural entre o Windows 95 e Windows 98. O WDM tem a influência considerável nas aplicações de áudio. ³Nós adicionamos alguns componentes do Kenel do Windows NT no núcleo WDM do Windows 98. um novo sistema de gerenciamento de drivers de periféricos que é utilizado pelo Windows 98 e pelo Windows NT 5. porém diferentemente. como maior integração a processador de Múltiplos Núcleos e inicialização mais rápida. O usuário pode conferir se seu computador tem capacidade para rodar o Windows 7 no site da Microsoft. PDAs.Anteriormente com o codenome Vienna. Na nova barra de tarefas o usuário pode fixar programas (como fazia nas versões anteriores através da barra Inicialização Rápida). Também é possível redimensionar uma janela até as bordas superior/inferior clicando e arrastando o mouse sobre a borda da janela. Há também o Aero Peek. chamado de ³Kimixer´. este é o sucessor do Windows Vista que inclui uma série de novos recursos e melhorias. As semelhanças técnicas do Windows 98 com o Windows NT param por aí: a própria Microsoft admite que o Windows 98 continua com exatamente o mesmo núcleo do Windows 95. semelhante ao Mac OS (dockstation). ao abrir um programa fixado o mesmo atalho se transforma na janela aberta. Na versão Beta já se pode perceber pequenas mudanças. palm top. O Windows 7 é a versão mais recente e é vendido na maioria das lojas de informática e grandes magazines. > Windows CE Versão minimalista que equipa dispositivos com sistemas embarcados como rádios automotivos. com uma série de atalhos próprios do programa e lista de arquivos exibidos recentemente por ele. com maior nível de transparente em relação ao Windows Vista. Apresentou ainda uma versão Release Candidate em Maio de 2009 com diversas melhorias em relação à versão Beta e já bastante próxima a versão final. Teve sua versão Beta lançada em Janeiro de 2009 para todos aqueles que se interessassem por testá-lo (conhecidos como Beta-Testers). Ao contrário . Há também a função Aero Shake utilizada para minimizar ou maximizar todas as janelas. ao clicar sobre um ícone na barra de tarefas e arrastar o mouse para cima com o botão pressionado é exibida a Jump List. Foi lançado em 22 de Outubro de 2009.

estes três núcleos possuem códigos de 16 bits. pois o código de 16 bits é um tipo de código não-reentrante: ele foi escrito sem se preocupar com multitarefa. Por este motivo. ele utiliza única e exclusivamente o núcleo 32 bits ± o Kernel32. O problema e maior ainda. Teoricamente este processo funcionaria maravilhosamente bem. que às vezes quando você maximiza e minimiza programas do Windows 95 a janela do programa demora um pouco para ser formada. gerencia a memória virtual. por exemplo: DOS. O Windows 7 não é a sétima versão do Windows. Núcleos básicos O Windows 3. porque o GDI32 e o USER32 não possuem todas as sub-rotinas necessárias implementadas em modo protegido de 32 bits. o núcleo de 32 bits chama a sub-rotina necessária no núcleo de 16 bits. estes núcleos não possuem todas as sub-rotinas necessárias para a execução do Kernel ± que é o núcleo básico e mais importante. GDI.x. É o Kernel que controla o acesso à memória. tendo sido totalmente reescrito para o modo protegido de 32 bits. Â GDI ± Graphics Device Interface. os VxD´s são montados quando o sistema é inicializado.EXE. mas não é bem assim. assim o Windows 7 ainda é da versão 6. o núcleo de 16 bits do Windows 95 tem que ser especialmente qualificado.0.x.1.x. por exemplo. O Windows Vista inicia a versão 6. GDI32.1. O problema deste processo é claro: mesmo aplicativo de 32 bits uma vez ou outra utilizarão código de 16 bits. Já um aplicativo de 16 bits.DLL. A versão 1 do Windows é a versão 1. Windows 3. Praticamente todos usam a mesma extensão:. É por este motivo. porém.0. Em contrapartida um sistema operacional é dito Multiusuário quando ele permite mais de um usuário trabalhar no sistema ao mesmo tempo. etc. tudo para quando o núcleo de 16 bits é acessado. Apesar disto o Windows 95 continua possuindo os três arquivos contendo o mesmo código de 16 bits presentes no Windows 3. Por isso são chamados de drivers virtuais. gerencia arquivos. o Windows Millenium também é considerado da versão 4. Como ele foi escrito de modo a utilizar os arquivos do núcleo de 16 bits (pois o núcleo de 32 bits não existia no Windows 3. Windows 98 4. mesmo quando .EXE e USER. um código de 16 bits não pode ser simultaneamente por mais de um programa. Tem um pequeno problema. Ou seja.EXE. como é de supor. o Windows 7 é a versão 6. É à parte do Windows responsável pela apresentação de tudo aquilo que está na tela. Windows ME.vxd. No Windows 3.x que inclui na versão 3 o Windows NT. estando armazenados nos arquivos KERNEL32. por exemplo o Windows NT. Windows 9x. Quando um aplicativo de 16 bits faz uma chamada a uma sub-rotina presente no núcleo de 16 bits.DLL. Todas as janelas e ícones são desenhados pelo GDI. o GDI32 e o USER32. este redireciona esta chamada ao núcleo de 32 bits.x.x).386. Como a Microsoft decidiu não compilar totalmente os três núcleos do Windows 95 para o modo protegido de 32 bits por causa das exigências de memória RAM. A Versão 4 começa com Windows 95. o Windows XP a versão 5. a versão 2 é a 2.dos drivers convencionais.1.x e a versão 3 é a 3. controla os aplicativos.DLL e USER32.x e o Windows 95 possuem três núcleos básicos: Â Kernel ± O núcleo do sistema propriamente dito. como entrada de comandos e documentos abertos. O Windows 95 funciona da seguinte forma: quando um aplicativo de 32 bits [e executado. o Windows 2003 também é considerado da versão 5. O Windows 95 possui estes três núcleos compilados para o modo protegido de 32 bits. Â User ± Controla a interface do Windows com o usuário. Windows 2000 e Windows XP. sendo 95 a versão 4. e estão armazenados nos arquivos KRNI. Quando um programa chama uma sub-rotina do GDI ou do USER. Monousuário x Multiusuário Um sistema operacional é dito monousuário quando ele permite que apenas um usuário trabalhe por vez no sistema. A Versão 5 começa com Windows 2000 que é a versão 5. caso esta sub-rotina não esteja presente no núcleo de 32 bits porque não foi implementada.

Para que isso não ocorresse. de modo que os arquivos de transferência possam ser expandidos e reduzidos quando necessário. cada sessão destas é protegida automaticamente em memória. Modo Real. foi criado um modo de operação chamado Virtual 8086. Como o modo real é incompatível em software com o modo protegido. conseguirá acessar somente 1 MB de memória (o DOS por exemplo). conseqüentemente menos lento ficará o micro. alguns códigos de programa e informações são mantidos na memória RAM. cada uma emulará um processador 8086 com um Mb de memória. no entanto. Daí veio à idéia de escrever um sistema operacional de modo protegido. E neste instante tudo para. Como o HD e muito mais lento que o processador. Quanto menos memória RAM um micro tiver. menos vezes ocorrerá o problema de falta de memória. seria impossível executar diretamente um programa escrito para o modo real mantendo o processador em modo protegido. primeiro PC.estamos trabalhando somente com aplicativos de 32 bits e mesmo com um micro com dezenas de Mb de memória RAM: o GDI32 (que é o núcleo responsável por desenhar as janelas) de vez em quando acessa sub-rotinas presentes no núcleo de 16 bits. Quando estas informações são solicitadas novamente o Windows as transfere de volta para a memória RAM e. transfere outras informações para a memória virtual. A Microsoft dizia que era assim que seria o Windows 95.x trabalha em modo protegido. Quando o processador está em modo protegido. não permite multitarefa. podemos fazer com que ele ³pense´ que há mais memória RAM instalada do que realmente existe. . Desta forma. de uma só vez. No modo real o processador funciona como se fosse um 8086 o processador utilizado no . Mais programas do que seria permitido normalmente pela memória RAM do seu sistema. cada troca comandada não e instantânea. Isto significa que ele utilizará instruções de 16 bits e. A técnica de memória virtual nos traz uma solução. Através da memória virtual. pois utilizara menos a memória virtual. mais vezes serão necessárias trocas com o disco rígido. Memória Virtual No momento em que desejamos armazenar mais dados do que realmente cabem na memória RAM. consegue acessar até 4 Gb de memória. Há. se necessário. Além disso. sendo que estes dois acessam o Kernel16(Kernel386.98 e ME se beneficiam de um arquivo especial no seu HD denominado arquivo de transferência de memória virtual (ou arquivos de paginação). não pode utilizar proteção de memória e. A melhor maneira de você garantir um alto desempenho de um arquivo de transferência é certificar-se de que o disco que contém o arquivo de transferência possui bastante espaço disponível. um detalhe importante: tanto o GDI quanto o USER acessam o Kernel.EXE). Esse processo é invisível. pois o código de 16 bits não pode ser acessado simultaneamente por mais de um aplicativo. então. fazendo com que o erro de ³estouro´ de memória seja menos comum. o que é pior. fechar um ou mais aplicativos para liberamos memória. que não utilizasse o modo real ou o DOS como base. O Windows 3. a memória virtual e o modo virtual 8086. O benefício resultante e que você poderá executar. No modo protegido. Instalando-se mais memória RAM no micro. Devemos. Cada programa que seja executado em uma sessão Virtual 8086 ³pensará´ que está sendo executado em um micro 8086 só para ele. além de diversos outros recursos. e pode operar com memória virtual e com o modo Virtual 8086. enquanto outras são temporariamente transferidas para a memória virtual. O Windows 95. Como o seu sistema operacional ainda é o DOS. Modo Protegido e modo Virtual 8086 Processadores acima do 386 possuem dois modos de operação bem distintos: o modo real e o modo protegido. o Kernel32 acessa de vez em quando o GDI32 ou o USER32. o processador consegue trabalhar no topo de seu desempenho:além de instruções de 32 bits. E viceversa. em especial a multitarefa. Podemos abrir quantas sessões Virtual 8086 quisermos. conseqüentemente. mas também nos traz um outro problema. o sistema operacional apresenta a mensagem de erro. embora você possa perceber que seu disco esteja trabalhando.

Quando os programas operam em nível 3. no entanto. Logo concluímos que não pode existir multitarefa nesse ambiente. para que uma aplicação não sobreponha a área que uma outra esteja utilizando. criando o termo multitarefa cooperativa. isolado em sua própria área na memória. Como esses sistemas não utilizam ou nem sempre utilizam o recurso de proteção de memória. No anel 0 praticamente todos os recursos do processador estão disponíveis. não importando a quantidade de aplicativos de 32 bits que estejam abertos. em memória. trabalha e depois termina. Ele utiliza tanto a multitarefa cooperativa quanto a multitarefa preemptiva. é muito comum um aplicativo invadir a área do outro. Esse nível é reservado para componentes críticos do Sistema Operacional como gerenciamento de memória. Proteção de memória O processador necessita isolar cada aplicativo em sua própria memória. a solução encontrada foi fazer com que os próprios aplicativos a controlassem. pois ele carrega um programa. é chamado de Sistema Operacional Monotarefa. Para isso não ocorrer.x não protege seus aplicativos em memória. foi uma excelente solução para estender a utilidade do DOS. O Windows 95 só utiliza 2 desses níveis: 0 e 3. setado pelo Sistema Operacional e que permite isolar os programas (assim e menos provável que um programa cause problemas em outros). ou seja. Este esquema de multitarefa do Windows 95 só funciona se você estiver executando exclusivamente aplicativos escritos para Windows 95 (aplicativos 32 bits). Multitarefa Multitarefa é a capacidade de executar várias tarefas concorrentemente. O Windows 3. pois muitos aplicativos simplesmente não devolvem a tempo e provocam lentidão na resposta do sistema e até travamento. Para o processador. paginação e operações de baixo nível.1.x e no Windows 9x. Níveis de Privilégio Os processadores Intel 386 em diante tem 4 níveis de privilégios:0. Esses níveis são representados por anéis concêntricos. Como o processador não poderia comandar a multitarefa (já que os programas não estavam protegidos em memória). A seguir executa outro. Nela o sistema cede o controle do processador para o aplicativo e espera pacientemente que ele o devolva o quanto antes.x (aplicativos 16 bits) que o esquema de multitarefa passa de preemptiva para cooperativa. transformando o Windows 95 em Windows 3. O Windows 95 é um sistema multitarefa híbrido. nem todos os sistemas operacionais utilizam o recurso de proteção de memória. cada aplicativo carregado. Entretanto.2 e 3. O nível 0 é o mais privilegiado e o nível 3 o menos privilegiado. Todos os processadores a partir do 386 fazem multitarefa automaticamente quando estão em modo protegido. Na época em que foi criada a multitarefa cooperativa. Isso é perigoso. é necessário que cada aplicativo esteja protegido na em memória. O anel 3 é reservado para aplicações e funções de mais alto nível do Sistema Operacional. Na verdade elas não são executadas exatamente ao mesmo tempo mas são atendidas por tempo suficiente para que todos os processos se sintam como assim fosse. Componentes .11 ³de luxo´. é dado a eles um ambiente virtual. O DOS é um exemplo desse sistema.Monotarefa Um sistema operativo que só permite executar um programa de cada vez. não há divisão. Para isto. o processador protege. há uma única área sendo utilizada pelo Windows e seus aplicativos. Basta abrir um único aplicativo escrito para Windows 3. Fica fácil entender o porque de travamentos constantes e erros GPF (Falha Geral de Proteção) que ocorrem freqüentemente no Windows 3.

Um modelo de endereçamento linear simplifica o processo de desenvolvimento para os programadores de aplicativos.. disponibilizar um maior espaço e um melhor desempenho em disco mais eficiente até 15% (na média. Gerenciamento de Máquina Virtual (VMM) Um dos componentes mais importantes do Windows 95. São aos programas DOS pode ser especificada pelo usuário nas propriedades do Prompt do DOS. gerenciamento de paginação de memória. gerenciamento de configuração. serviços de sistema de arquivos e serviços de rede. multitarefa preemptiva. Ele faz isso ou dividindo o tempo dos dispositivos reais ou simulando características que não existem. Foreground (6-11)m Alta (1115). subsistema de gerenciamento de arquivos 32 bits protegidos. Endereçamento linear da memória para aplicativos baseados em Win32 serve para dar suporte a um ambiente operacional 16 bits. 28% a mais de espaço em disco). Isso permite maior flexibilidade no escalonamento. O sistema de arquivos Fat32 possui algumas vantagens sobre o Fat16 como.Os componentes do Windows 95 são divididos em 2 grupos de programas. embora isso não haja muito em comum. Principais mudanças no anel 0. eliminando a necessidade de partição do . As demais se classificam nos seguintes grupos: Ocioso (1-6). O Fat32 e um sistema de arquivos avançado que pode melhorar o desempenho e aumentar o espaço disponível em disco.). Um segmento tem o tamanho de 64Kb. em relação ao Windows 3. A Prioridade 0 e a mais baixa e é de uso exclusivo do sis tema. O Windows 98 usa internamente o modelo d e memória plana para componentes de 32 bits e drivers de dispositivo virtuais. O VMW também faz escalonamento preemptivo em fatias de tempo. o VMM oferece aos programas um ambiente de máquina virtual. suporte plug and play. Real Time (16-31). o Windows 98 cuida dessa questão utilizando os recursos de 32 bits da arquitetura de processadores 80386 da Intel para fornecer suporte a um modo de memória plana e linear. as perdas de desempenho impostas pela arquitetura de memória segmentada e proporciona o acesso a um espaço de endereços virtuais que permite o endereçamento de até 4 Gb de memória. Sistemas de arquivos Quando você salva os arquivos. permitir que um disco rígido de até 2 TB (terabytes) seja formatado como uma unidade única. permitir que os programas sejam abertos mais rapidamente ate 56% (na media 36% mais rápidos). Gerenciamento de processos prioridades as Threads no Windows 95 têm mais prioridades que vão de 0 a 31. Essa separação do Windows em níveis de privilégios dá maior robustez ao sistema. A qualidade de memória que será dada aumentos temporários destas..x: suporte a multitarefa preemptiva e múltiplos threads. seu computador utiliza um sistema de arquivos pa controlar ra como arquivos e pastas serão armazenadas em seu disco rígido. por exemplo. Gerenciamento de Memória O Windows 98 utiliza em endereçamento linear da memória para proporcionar acesso à memória física. Normal(5-11). a arquitetura de processadores da Intel emprega um mecanismo denominado segmento para referenciar a memória. por exemplo. e tanto os aplicativos quanto o sistema operacional tem uma perda de desempenho quando obtêm acesso às informações contidas em diversos segmentos. quando o VMM dispõe ao programa um ambiente com mais memória disponível para alocação do que realmente há na máquina. esse último chamado DPMI (DOS Protected Mode Interface). dispositivos I/O. Esses componentes formam a base do Sistema Operacional. O algoritmo é sofisticado e leva em conta prioridades e responsáveis pelo: ambiente de máquina virtual. remove. memória. No caso da funcionalidade do sistema operacional de 32 bits e de aplicativos baseados em Win32. É possível. Podemos observar que algumas faixas de prioridades se sobrepõem. O gerenciamento de memória no VMM tem 2 partes: um aspecto controla a memória virtual e o outro provê memória extendida para máquinas virtuais DOS. Um exemplo de simulação é o caso da memória virtual. Background (5-9). com todas as características de um computador real(CPU. de acordo com o nível de privilégio em que operam. que um processo em background tenha maior prioridade que um processo foreground.

Um mesmo cluster não pode ser ocupado por arquivos diferentes. No Windows 95 sistemas como o VFAT. Os recursos do Windows 95 para componentes de 32 bits abrangem o redir ecionador. Um cluster nada mais é do que um conjunto de setores e é a menor unidade de alocação do sistema de arquivos e a menor unidade de leitura ou gravação em disco do sistema operacional. o arquivo ocuparia 1 cluster mas o slack size seria de 22 KB). os computadores continuam a funcionar mesmo se o servidor for desativado. O código de 16 bits já existente é mantido onde a compatibilidade é necessária ou onde o código de 32 bits aumentaria os requisitos de memória sem melhorar o desempenho. Tudo isso. um arquivo de 10KB ocuparia 3 clusters. tornando seu computador menos vulnerável a falhas. pois é mais difícil alocar bem o espaço do disco (neste exemplo. todos os setores estão disponíveis. O código de 32 bits é fornecido para maximizar o desempenho do sistema. portanto o menor cluster possível é o des tamanho. Por outro lado. em 2 clusters não caberia (2*4=8). qualquer te arquivo menor que este número ocupa. melhorando ra a eficiência de armazenamento. Sua fat mantém a localização de todos esses pedaços. FAT (File Allocation Table): Tabela de Alocação de Arquivos. Quando você grava um arquivo. Isto se deve à limitação de endereçamento da Fat16 que. quando um disco é formatado. redes e sistemas de arquivos são totalmente em 32 bits. assim como todos os componentes de gerenciamento de memória e de agendamento. CDFS e Redirecionadores de Rede oferecem maior desempenho para o uso de nomes de arquivos longos.536*32KB). utilizando uma arquitetura aberta que suporta crescimento futuro. gravada no próprio disco. a Fat vai sendo alterada para indicar os setores e arquivos utilizados. que indica quais setores estão disponíveis e quais contém dados de arquivos. É um sistema de arquivos composto por uma tabela. o Windows 95 utiliza uma combinação de códigos em 32 bits e em 16 bits. de modo a formar µendereços´ que são chamados de clusters. o protocolo. um cluster de uma partição de 2 GB em Fat16 terá 32 KB ou 64 setores. O que acontece na FAT16 [e que. então 2KB que são chamados de slack space. Para fornecer um bom equilíbrio entre a compatibilidade com aplicativos e drivers já existentes. obrigatoriamente. somente pode endereçar 65. Win3x. um aplicativo com erro esta menos propenso a interromper o sistema pelo f to dos a aplicativos de 32 bits serem executados em seu próprio endereço de memória. ele é alocado em vários clusters.disco rígido. A confiabilidade do sistema também e melhorada sem custo. tornando o processo de atribuição de nomes de arquivos mais fácil e eficiente para os usuários. e de 32KB) o slack size acaba sendo maior.x. Dos) sabe onde o arquivo está localizado dentro de um disco. ele é dividido em trilhas e essas trilhas em setores. Sobram. por exemplo. diminuir o tamanho do conjunto de trabalho do sistema operacional e oferecer um desempenho de sistema melhor em relação ao Windows 3. Com o suporte de 32 bits para interligação em rede e todos os outros subsistemas do Windows 95. Por exemplo. Inicialmente. além de permitir a localização e a abertura de arquivos sem mapear unidades. Da mesma forma. um arquivo pode estar dividido em várias secções que estão espalhadas por todo o disco. o fechamento de um processo com erro não afetará outros programas. FAT32: Essa nova versão Fat (utilizado no Win95 ± OSR2) aumenta o numero de bits utilizados para endereçar os clusters e reduz o tamanho de cada clustes pa 4KB. Os setores têm sempre 512 Kbytes. mas em 3 sim (3*4=12). O projeto do Windows 95 desenvolve código de 32 bits sempre e isto melhora significativamente seu desempenho. permitir realocar a pasta raiz e usar copias de backup do Fat. sem sacrificar a compatibilidade do aplicativo. Logo. Como o tamanho máximo de um cluster Fat é 32 KB. Isso explica o fato de sistemas de arquivos de FAT32 serem mais eficientes e mais rápidos que os de FAT16. em um HD formatado com FAT32. Projetados para serem . No caso de aplicativos de 16 bits. o adaptador de rede e os serviços File and Printer Sharing. Quando você grava arquivos. Se o cluster mede 32KB. CLUSTER: Quando um disco é formatado.536 clusters. Seu tamanho é variável em função do tamanho do disco. É através do Fat que o Windows (Win95. enquanto que o código de 16 bits equilibra os requisitos de redução de tamanho do sistema e a manutenção de compatibilidade entre aplicativos e drivers. graças ao sistema de arquivos de 32 bits instalável também chamado de Fat32. Todos os subsistemas e drivers de dispositivos de I/O do Win95 como. a dimensão máxima da partição neste sistema [e de exatos 2GB (65. pelo fato do cluster ser maior (como vimos. com 16 bits. um espaço de 32KB. Devido à fragmentação. em termos de compatibilidade e aumento de tamanho.

A nova arquitetura desse sistema apresenta os seguintes recursos: Â Suportes de API Win32 e nome de arquivo longo. a memória convencional não é utilizada. servindo como cachê de disco. O Windows95 é compatível com os seguintes sistemas de arquivos: Driver da FAT de 32 bits(VFAT): O driver VFAT de 32 bits fornece um caminho de código protegido para a manipulação do sistema de arquivos armazenados em disco. por parte do usuário. Â Arquitetura aberta para suporte de sistema futuro. Â Cachê de sistema dinâmica para I/O de arquivo de rede. O driver VFAT de 32 bits interage com o subsistema de I/O de bloco para permitir o acesso a disco a um numero maior de dispositivos do que são suportados pelo Windows 3. por exemplo. pois os seus aplicativos de multimídia rodam mais suavemente e as informações são lidas mais rapidamente. O cachê do driver CDFS é dinâmico. Ele também fornece um desempenho de multitarefa mais suave. No Windows 95.x e é compatível com mais drivers e dispositivo MS-DOS e controladores de disco rígido. Seus principais benefícios são: o aumento significativo do desempenho.x. ³provocando´ um melhor desempenho. Componentes de Arquitetura O gerenciador IFS é responsável por arbitrar o acesso aos dispositivos do sistema de arquivos. permitindo um melhor compromisso entre o fornecimento de memória para rodar aplicativos.executados em um ambiente multitarefa. os redirecionadores de rede são implementados também como sistemas de arquiv no IFS para os que possam permitir o uso de um número ilimitado de redirecionadores de 32 bits. O Windows 95 dispõe de versões de 32 bits de protocolos compatíveis com IPX/SPX e TCP/IP. possui software de cachê de disco de modo real. o redirecionador de rede para Novell Netware. o suporte de cachê dinâmica. Os usuários de CD-ROM se beneficiam enormemente do novo CDFS de 32 bits. A combinação do acesso a disco de 32 bits e dos drivers de acesso a disco de 32 bits resulta um desempenho de I/O de disco e arquivo sensivelmente melhorado. Subsistema de I/O de bloco:O subsistema de I/O de bloco do Windows 95 é um aprimoramento em relação à arquitetura de acesso a disco de 32 bits utilizada no Windows 3. não necessitando de nenhuma configuração ou alocação est tica. . Drivers do Sistema de Arquivos: A camada de drivers do sistema de arquivos inclui o acesso aos dispositivos de crescentar mais suporte de dispositivo de disco e de redirecionador de rede. o aumento do desempenho em relação ao MS-DOS.x. Os novos sistemas de impressão de 32 bits.x. o aprimoramento da multitarefa quando são acessadas informações no CD-ROM e o suporte de cachê dinâmica. Arquitetura de Sistemas de 32 bits O Windows 95 apresenta uma arquitetura de sistemas de arquivos em camadas. as imagens gráficas e outros subsistemas agilizam tarefas comuns como. estes componentes não utilizam memória de modo real e oferecem uma interligação em rede rápida e estável. á Seus principais benefícios: a não utilização de memória convencional. Â Compatibilidade de driver de dispositivo de disco com o Windows NT. bem como os outros componentes de dispositivo do sistema de arquivos. para aumentar o desempenho de todo o sistema de arquivos e para permitir discos baseados na tabela de alocação de arquivos(FAT). O driver de acesso de arquivos de 32 bits é melhor em relação ao fornecido no Windows 3. Driver do Sistema de Arquivo de CD-ROM de 32 bits(CDFS): Os CDFS´s de modo protegido de 32 bits implementado no Windows95 permitiram o aprimoramento no acesso e desempenho do CD-ROM em relação ao apresentado no Windows 3. por exemplo. acesso aos sistemas de arquivo de CD -ROM e acesso ao suporte de dispositivo de rede redirecionado. o aprimoramento da multitarefa quando são acessadas informações em disco. a impressão. Â Sistemas de arquivos FAT e CD-ROM de 32 bits.x. Suporta também uma variedade de outros protocolos e clientes de rede de 16 bits como. suportando vários sistemas de arquivo e fornecendo caminho de modo protegido do aplicativo até o dispositivo de mídia. que e mais rápida tanto em termos de tempo de retorno ao aplicativo quanto em termos de velocidade de saída da impressão. Isto resulta um melhor desempenho de I/O de disco e de arquivo em relação ao Windows 3.

também. como um contador. Quebrar o Registro nestes três componentes. quando os usuários migram para aplicativos baseados na Win32. dos aplicativos e as preferên cias dos usuários ficam armazenadas ali. Pode acontecer de um nome longo de arquivo ser destruído. Isso ocorre quando transferem -se arquivos de/ou sistemas de arquivos que não suportam nomes de arquivos longos.SYS. Ele substitui os diversos arquivos de configuração do DOS e Windows 3. Pode acontecer. possui suporte para drivers de miniporta binário compatíveis com o Windows NT. por compatibilidade.DAT ± Guarda as System Policies.3 do MS-DOS são mantidos e controlados pelo sistema. CONFIG. quando executa-se pesquisas de arquivos ou quando usam -se determinados utilitários de disco. drivers de dispositivo de disco de modo real do MS-DOS já existentes. Embora seja encarado como um grande armazém. Isso acontece porque os sistemas de arquivos de baixo nível não suportam as extensões de no mes de arquivo longos de sistema de arquivos longos de sistema de arquivos FAT. para oferecer compatibilidade com os aplicativos baseados na Win16 e MS -DOS já existentes.3 é ocultado. Elas permitem dispositivos ou subsistemas registrem um dado dinâmico. e o Windows mantém esta compatibilidade. é necessário certificar-se de quais são os utilitários de disco que suportam nomes longos de arquivo.3 do nome de arquivo. estabelecem as regras e permissões de todos os usuários com relação a mudanças nos arquivos anteriores. POLICY. os de otimizadores de discos e outros.x.DAT ± Guarda informações específicas de usuários. Registro O registro é o depósito central na qual o Windows armazena todos os seus dados de configuração. .DAT ± ajustes específicos do hardware ou computador ficam neste arquivo. Como o Registro pode estar no servidor de rede. Os nomes de arquivo 8. SYSTEM. Suporte Para Nome de Arquivo Longo: O uso de nomes de arquivos longos de até 255 caracteres no Windows 95 supera a convenção 8. Se isso acontecer.DAT. WIN.BAT. O suporte fornecido pelo subsistema de I/O de bloco possui uma arquitetura habilitada completamente Plug and Play. Provavelmente. possui drivers de modo protegido que assumem o controle dos drivers de disco do MS-DOS quando for seguro fazê-lo e possui a capacidade de suportar. a perda do nome de arquivo longo depois de o arquivo ser editado em outro computador. os de utilitários de reparo de discos. na forma de perfis. A configuração do sistema. os nomes de arquivos longos são suportados em disquetes em discos rígidos.INI. possui suporte para drivers de disco rápidos para compatibilidade retroativa. O gerente de rede pode gerenciar os privilégios dos usuários de uma rede inteira através de um único arquivo POLICY. alguns drivers de modo real de 16 bits podem precisar ser carr gados nestes e arquivos. o nome de arquivo longo será preservado pelo sistema de arquivo pelo o fato do servidor utilizar o VFAT para armazenar os dados. As chaves dinâmicas são um novo avanço no Registro do Windows. entre outros. o uso das convenções de nome de arquivo 8. se um arquivo de um disquete que possui um nome de arquivo longo for visualizado em um computador que não esteja rodando o Windows95. Assim. Os nomes de arquivos longos são suportados pela extensão do sistema de arquivo FAT do MS-DOS e pelo uso dos bits e campos reservados pelo Sistema Operacional. Um servidor que esteja executando qualquer edição do Windows NT ou de um arquivo de Windows95 e de serviços de compartilhamento de impressora irá preservar nomes de arquivos longos. Isto significa que. É importante destacar que existem alguns programas como os de verificação de vírus. espalhados em mais de um HD ou até mesmo em relações de rede. este utilitário não é capaz de suportar nomes de arquivos longos. o nome de arquivo não poderá ser recuperado. o Registro na verdade é composto de três arquivos diferentes: USER. Como o Windows95 estende a estrutura da FAT. o sistema pode rodar em uma estação de rede implementando o suporte ao ³usuário andarilho´. incluindo AUTOEXEC. será observada apenas a representação 8. ou seja.3 de nome de arquivo e oferece nomes mais fáceis para o usuário. Contudo. Neste caso. Além disso. trás os seguintes benefícios: os componentes do registro podem estar em lugares físicos diferentes.INI. que dependem do sistema de arquivo FAT e podem não ser capazes de funcionar com o sistema de nomes de arquivos longos. Mas. é possível o uso das API´s do gerenciador IFS para providenciar um modo claro de suportar simultaneamente vários tipos de dispositivo e uma ampla combinação de suportes a dispositivos.Redirecionadores de Rede de 32 bits: Os redirecionadores são utilizados para a conexão com o Windows NT e para conectividade com servidores Novell Netware. para inserir entradas de diretório especiais que mantém a informação de nome de arquivo longo. do hardware. SYSTEM.

O Registro pode ser editado usando-se a ferramenta Registry Editor. o Registry Editor é muito rudimentar no projeto e é indicado apenas para o uso pessoal de s uporte. Como as chaves dinâmicas existem na memória. Embora bastante poderoso. . como remotos.numa chave do Registro. seus dados podem ser atualizados e acionados rapidamente. e ele pode editar tanto o Registro local. Sob este utilitário. Usuários finais podem editar o Registro indiretamente promovendo alterações no sistema via Painel de controle. o Registro consiste de varias arvores paralelas.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful