Você está na página 1de 6

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA FALLEN E AMIGOS

“Nosso Propósito é conscientizar e mobilizar o universo do e-Sports para que se torne


referência de ambiente saudável, onde pessoas com qualquer tipo e grau de deficiência
possam realizar seu potencial com dignidade e igualdade. ”

Gabriel Fallen
I – Abrangência do Código.
Este é um documento de referência não só para a equipe interna do Projeto, prestadores de
serviços, colaboradores, parceiros, investidores e terceiros interessados, mas também a todos os
participantes do Projeto e qualquer pessoa física ou jurídica que mantenha relações com o Projeto.
Este conjunto de pessoas será aqui denominado simplesmente “Participantes”, garantindo maior
fluidez e simplicidade ao documento.

Todos juntos colaboram também para propagar e reforçar a conduta ética da Fallen e Amigos

II – Objetivo.
Este documento representa os preceitos éticos e de conduta a serem seguidos no projeto Fallen e
Amigos (“Projeto”), apresentando os elementos essenciais a serem considerados nas relações com
ele.

A partir deste Código de Ética e Conduta (“Código”) a Fallen e Amigos busca contribuir para a
criação e manutenção de relações e comportamentos que sejam compatíveis com os interesses e
as aspirações mais legítimas do projeto e da sociedade.

Não é possível, a partir deste Código, contemplar todas as situações de conflitos éticos que possam
surgir no dia a dia, mas sim definir princípios básicos que deverão nortear os comportamentos,
relações e atividades relacionadas ao Projeto, além de reforçar a necessidade e o
comprometimento de todos em cumprir a legislação vigente.

Será dado conhecimento deste Código e do Estatuto da Fallen e Amigos e de suas respectivas
atualizações, a todos os participantes e pessoas envolvidas no Projeto, sem exceção.

Todos os Participantes concordam em respeitar e seguir o presente Código, suas regras, princípios
e disposições, ao aceitar participar do Projeto.

A Fallen e Amigos conta com a colaboração de todos para que este Código seja respeitado e
praticado, espelhando os valores aplicados ao Projeto, a partir da disseminação e aplicação de
seus preceitos e do comprometimento de todos.

III – PROPÓSITO da Fallen e Amigos.

Conscientizar e mobilizar o universo do e-Sports para que se torne referência de ambiente


saudável, onde pessoas com qualquer tipo e grau de deficiência possam realizar seu potencial com
dignidade e igualdade.

IV – Orientações Gerais de Conduta.

(i) Igualdade e respeito.


A Fallen e Amigos valoriza a igualdade e os direitos humanos. Acreditamos que
todas as pessoas são iguais e devem ter as mesmas chances de desenvolvimento, além
disso seguimos os princípios da Declaração Universal dos Direitos Humanos
valorizando o direito à vida, à liberdade de expressão, à segurança e a todos os direitos
fundamentais previstos na Constituição Federal e repudiando o trabalho análogo ao
escravo e situações que potencialmente envolvam coerção, castigos a qualquer
pretexto, medidas disciplinares degradantes ou punição pelo exercício de qualquer
direito fundamental.

Valorizamos a diversidade, buscando construir um ambiente que promova a


realização pessoal e ofereça perspectivas de desenvolvimento profissional, portanto,
a Fallen e Amigos é contra qualquer tipo de discriminação em razão de gênero,
deficiência, origem, religião, cor da pele, raça, etnia, orientação sexual, estado civil,
idade, condição de saúde e/ou social ou quaisquer outras formas de discriminação,
repudiando qualquer forma de intimidação ou assédio sexual, moral, religioso,
econômico, político ou organizacional, agressões físicas e verbais, desrespeito,
constrangimento e humilhações.

Valorizamos os direitos das crianças e adolescentes, repudiando qualquer forma de


negligência, discriminação, crueldade, violência, exploração sexual e pornografia
infantil, assim como o trabalho infantil, não compactuando com quaisquer situações
que potencialmente envolvam o trabalho irregular de adolescentes menores de 16
anos (exceto quando na condição de aprendizes, a partir dos 14 anos), inclusive
apoiando publicamente a Organização Internacional do Trabalho (OIT), que busca
erradicar o trabalho infantil e práticas discriminatórias, bem como a Declaração
Universal dos Direitos Humanos, da ONU.

Valorizamos também a saúde, segurança do trabalho e o desenvolvimento


sustentável, em todas as nossas atividades, buscando assegurar o sucesso do Projeto
no longo prazo, contribuindo para a construção de uma sociedade justa, o
desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.

Os direitos aqui previstos devem ser assegurados por todos aqueles que tenham
relação com a Fallen e Amigos e com o Projeto.

(ii) Divulgação.
A Fallen e Amigos permite a divulgação, por seus Participantes, de dados públicos
do Projeto e sua participação e experiências, respeitados os preceitos deste Código.

Também será permitido aos Participantes representar o projeto em eventos,


programas e mídias eletrônicas, desde que respeitado este Código e após autorização
do Conselho da Fallen e Amigos.

(iii) Anticorrupção.
A Fallen e Amigos conduz seus negócios e o Projeto de forma honesta e transparente,
não exercendo influência imprópria sobre qualquer pessoa ou entidade, pública ou
privada, nacional ou internacional, para tanto, é essencial o comprometimento de
todos os Participantes, repudiando todas as formas de condutas corruptas, tais como
suborno, desvios e concessões de vantagens indevidas, assim como a ocultação ou
dissimulação desses atos e o impedimento às atividades de investigação e
fiscalização.

Os Participantes não devem aceitar vantagens indevidas, assim como não oferecer ou
entregar, direta ou indiretamente, qualquer vantagem indevida, pagamento, presente
ou cortesia com a intenção de influenciar a imparcialidade de qualquer autoridade,
servidor público, funcionário ou executivo de empresas, em qualquer ato ou decisão
a fim de obter benefício impróprio para o Projeto ou para a Fallen e Amigos

A Fallen e Amigos respeita todas as regras anticorrupção vigentes, incluindo, mas


não se limitando à Lei nº 12.846/13 e o FCPA (Foreign Corrupt Practices Act of
1977), não adotando, incentivando ou permitindo a prática de qualquer conduta que
constitua ou resulte em atos lesivos à Administração Pública nacional ou estrangeira
e demais empresas privadas, como por exemplo:
a. Prometer, oferecer ou dar, direta ou indiretamente, vantagem indevida a
agente público, ou a terceira pessoa a ele relacionada (ex. parentes, amigos e
etc.);
b. Financiar, custear, patrocinar ou de qualquer modo subsidiar a prática dos
atos ilícitos previstos na Lei Anticorrupção;
c. Utilizar-se de interposta pessoa física ou jurídica para ocultar ou dissimular
seus reais interesses ou a identidade dos beneficiários dos atos praticados;
d. Frustrar, impedir ou fraudar, mediante ajuste, combinação ou qualquer outro
expediente, o caráter competitivo de procedimento licitatório público ou
contrato dele decorrente;
e. Manipular ou fraudar o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos
celebrados com a administração pública;
f. Obter vantagem ou benefício indevido, de modo fraudulento, de
modificações ou prorrogações de contratos celebrados com a administração
pública, sem autorização em lei, no ato convocatório da licitação pública ou
nos respectivos instrumentos contratuais; e
g. Dificultar atividade de investigação ou fiscalização de órgãos, entidades ou
agentes públicos, ou intervir em sua atuação, inclusive no âmbito das
agências reguladoras e dos órgãos de fiscalização do sistema financeiro
nacional.

O contato entre Participantes com agentes públicos envolvendo o Projeto ou a Fallen


e Amigos deve ocorrer conforme diretrizes da Fallen e Amigos.

A Fallen e Amigos não contribui, direta ou indiretamente, seja por intermédio de


doação ou empréstimo de bens, utilização ou cessão de espaço físico ou publicitário,
patrocínio de eventos, cessão de mão de obra e/ou qualquer outro recurso,
panfletagem, envio de mensagens eletrônicas, afixação de cartazes, ou de qualquer
outra forma, para campanhas políticas, partidos políticos, candidatos a cargos
públicos ou qualquer outro tipo de organização que desenvolva atividade política.
Não é permitido aos Participantes utilizar recursos do Projeto para alcançar objetivos
políticos nem usar a posição que ocupa como alavanca para esses interesses. Caso
Participantes concorram a cargos políticos, após a comprovação da candidatura, não
poderão trabalhar no Projeto.

A Fallen e Amigos, além de não compactuar com tais atos, atua na prevenção a
fraudes, lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo em todas as suas
relações, alinhada à legislação vigente e aos valores da Empresa, repudiando a prática
de atos ilícitos no exercício de suas atividades ou em qualquer outra forma
relacionada direta ou indiretamente a ela e ao Projeto e orientando os Participantes a
prestar especial atenção a situações suspeitas.
Em caso de desvios, a Fallen e Amigos apurará os fatos e adotará as medidas
necessárias para fazer valer seus direitos e valores, incluindo sanções administrativas
e a propositura de ações judiciais que visem à responsabilização civil ou criminal dos
Participantes.

A Fallen e Amigos pratica procedimentos de Due Diligence com o intuito de avaliar


os riscos de corrupção, reputação e integridade nos relacionamentos com os
Participantes do Projeto, além de identificar se está se relacionando com organizações
que compartilham de seus valores de integridade.

A Fallen e Amigos encoraja e respalda o oferecimento de denúncia sobre qualquer


ato ou omissão que possa vir a configurar transgressão a este Código ou a Lei
Anticorrupção, comprometendo-se a apurar, punir e/ou informar às autoridades
competentes quaisquer desvios que vierem a ser comunicados a ela, através do
faleconosco@falleneamigos.com.br, dentro do maior rigor possível, respeitando a
confidencialidade do informante.
(iv) Preservação e segurança da Informação.
Somente informações publicadas oficialmente pela Fallen e Amigos, como as
publicadas no site institucional, nos relatórios públicos, nos perfis oficiais de redes
sociais e materiais institucionais do Projeto, da Fallen ou dos Amigos, podem ser
expostas ou discutidas como entendimentos oficiais da Fallen e Amigos

Todos os públicos com os quais a Fallen e Amigos se relaciona são responsáveis por
zelar pela segurança das informações, garantindo que sejam armazenadas,
processadas e transmitidas somente em ambientes seguros, vetando o
compartilhamento ou envio de qualquer informação confidencial, Dados pessoais,
informações estratégica e do Projeto.

Os recursos de propriedade da Fallen e Amigos devem ser preservados e usados de


forma restrita à às necessidades do Projeto, evitando o desperdício e zelando por
recursos, instalações equipamentos, máquinas, móveis, veículos, entre outros.

V – Gestão do Código de Ética e Conduta da Fallen e Amigos.


(i) Comitê de Compliance.
O Comitê de Compliance, organizado conforme definições do Estatuto da Fallen e
Amigos, tem como um de seus objetivos zelar pelo aperfeiçoamento constante do teor
deste Código e garantir que seus preceitos sejam respeitados durante o Projeto, por
meio de sua disseminação e colaboração dos Participantes, assim como deliberar,
como órgão de última instância, sobre as situações identificadas como desvios aos
princípios contidos neste Código.

(ii) Desvios aos preceitos deste Código.


Os Participantes são responsáveis pela aplicação das orientações do Código em todas
as suas relações profissionais e devem atuar como guardiões, informando toda e
qualquer situação que possa indicar o não cumprimento das orientações/diretrizes,
sob condição de punição por parte da Fallen e Amigos.

Caso ocorra alguma dúvida sobre determinada situação ser um desvio aos preceitos
estabelecidos neste Código, os Participantes deverão, antes de formalizar o potencial
desvio, buscar orientação com o Comitê de Compliance.

Caso uma situação de conflito com o Código seja presenciada, mesmo que o
Participante não esteja envolvido, a situação também poderá ser comunicada ao
Comitê de Compliance, para que sejam tomadas as providências devidas.

(iii) Gestão de Desvios e Relatos.


As informações e comunicações referentes à desvios e relatos serão encaminhadas ao
Comitê de Compliance, seguindo as premissas aqui previstas para apuração dos fatos
e deliberação sobre violações e medidas disciplinares.

A gestão dos relatos é realizada de forma rigorosamente sigilosa, sendo segurado o


anonimato, e apurações e deliberações conduzidas de forma imparcial e
independente, sem qualquer retaliação ao denunciante, sob pena de aplicação de
medidas disciplinares aos próprios membros da Fallen e Amigos.
Denúncias sem fundamentação consistente ou relato detalhado de fatos, assim como
aquelas feitas de má-fé, serão desconsideradas, certo que as realizadas de má-fé,
visando prejudicar alguém, também sujeitarão o denunciante a medidas disciplinares.

(iv) Gestão de Aderência e Manutenção do Código.


Ao agir com base nas diretrizes de conduta da Fallen e Amigos, o Participante estará
reforçando os princípios éticos do Projeto e contribuindo para manter este Código
sempre vivo e respeitado.

A Fallen e Amigos espera que os Participantes atuem na divulgação e instrução dos


demais quanto às orientações presentes neste Código, a fim de preservar um ambiente
ético e colaborativo.

Você também pode gostar