Você está na página 1de 3

,licença AUTORIZA, exclusivamente, a instalação para as atividades de Produção de

Ferro Gusa e Silo para Grãos e Cereais com Beneficiamento, com produção inicial de
500 mil ton/ano de ferro gusa e 265 mil toneladas de milho por ano

A Secretaria de Meio Ambiente do Estado

A Secretaria de Meio Ambiente do Estado

Inserir como público alvo nos programas voltados para o meio socioeconômico as
famílias dos aglomerados populacionais localizados no Distrito Industrial que
engloba as
áreas de influência do empreendimento;
2) Apresentar o Programa de Apoio e Fomento aos Arranjos Produtivos Locais,
priorizando
a aquisição de produtos e serviços de fornecedores locais;
3) Apresentar Programa da Vigilância Epidemiológica e Controle de Endemias;
4) Apresentar comprovantes de contratação de banheiro químicos e cópia de licença
ambiental das empresas contratadas;
5) Apresentar comprovação de retirada e destinação do volume de excedente produzido
(bota fora), 78.038,21 m3 e devida regularização ambiental da empresa contratada; e
Comprovação de compra do material de empréstimo que será utilizado na terraplanagem
e
devida regularização ambiental da empresa contratada;
6) Apresentar Diagnóstico socioeconômico completo das comunidades/vilas Nova
Esperança, CDI e Vila Nova, localizadas na área de influência do empreendimento, um
plano
de comunicação como canal de informações junto às comunidades/vilas Nova Esperança,
CDI e Vila Nova e um plano de capacitação e treinamento, bem como incentivo aos
arranjos
produtivos locais junto às comunidades/vilas Nova Esperança, CDI e Vila Nova;
7) Apresentar os comprovantes de treinamento e simulação dos funcionários e o
detalhamento das ações e procedimentos de atendimento de emergência específicos
para
fase de instalação citados no PGRAE, contemplando o Mapa de Risco e Rota de Fuga;
8) Apresentar qual será a destinação dos animais atropelados durante a instalação
que
não tiverem condições de retornar ao ambiente natural; 9) Apresentar Protocolo de
pedido de Desafetação junto ao Órgão competente, visto que o
empreendimento se encontra incidindo em Floresta Pública do Tipo B;
10) Apresentar uma integração da Área de Influência Direta - AID, contemplando o
trecho
do Rio Itacaiúnas entre a confluência com o Córrego Rebojinho até o “novo polígono”
definido
como AID indicado na Figura 1, do Documento n°. 2021/21977;
11) Apresentar CNPJ, contendo CNAE com todas as atividades licenciadas na referida
licença.

Prazo de 90 dias
12) Apresentar Projeto da Estação de Tratamento de Água - ETA contemplando Memorial
de Cálculo, Memorial Descritivo e Anotação de Responsabilidade Técnica-ART do
responsável pelo projeto;
13) Apresentar, trimestralmente, relatório do Programa de Prevenção, Monitoramento
e Controle de Erosões juntamente o Programa de Recuperação de Áreas Degradadas-PRAD
e o Programa de Monitoramento de Área de Preservação Permanente - APP;
14) Apresentar, trimestralmente, relatório do Programa de Monitoramento de
Qualidade de Águas Superficiais de acordo com as Resoluções CONAMA no.357/2005;
15) Apresentar, trimestralmente, relatório do Programa de Controle e Monitoramento
de
Recursos Hídricos Subterrâneos, entregue à esta SEMAS, com os resultados das
análises
compilados e discutidos, de acordo com a Resolução no. 396/2008;
GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ

SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE - SEMAS/PA

Licença de Instalação

LI No.: 3216/2021 VALIDADE ATÉ: 24/11/2026

PROCESSO No.: 2020/0000026145 DATA DO PROTOCOLO: 21/09/2020

Travessa Lomas Valentinas, 2717 - Marco, Belém – PA, CEP: 66.093-677


Telefones: (91) 3184-3300 / 3184-3330 / 3184-3362 - www.semas.pa.gov.br

16) Apresentar, trimestralmente, o relatório do Programa de Gerenciamento de


Resíduos
Sólidos com os resultados dos quantitativos mensais gerados na obra, compilados e
discutidos, registros fotográficos da segregação e acondicionamento, comprovantes
de
destinação final adequada dos resíduos e Licença Ambiental das respectivas
empresas, bem
como outras evidências do gerenciamento mencionadas no PGRCC.
Prazo de 180 dias
17) Apresentar o estudo de dispersão atmosférica e mapa de localização dos pontos
de
monitoramento da qualidade do ar;
18) Apresentar, semestralmente, o relatório do Programa de Controle de Emissões
Atmosféricas e Monitoramento da Qualidade do ar, segundo a Resolução CONAMA
no491/2018;
19) Apresentar, semestralmente, o relatório do Programa de Controle e Monitoramento
de Ruídos e Vibrações;
20) Apresentar, semestralmente, o relatório de Monitoramento das Ações de Educação
Ambiental e Saúde com as evidências de realização (registros fotográficos com data
e listas
de presença assinadas) desses treinamentos internos e externos e em acordo aos
temas
citados no Programa.
21) Apresentar relatório de Investigação Ambiental para determinar as fontes de
níquel,
chumbo, cobalto, ferro e manganês detectados na área do empreendimento, conforme
Resolução CONAMA no 420/2009 (alterada pela Resolução CONAMA no 460/2013),
utilizando os parâmetros do anexo II para solo e água subterrânea. Caso as
alterações
continuem ou se elevem, apresentar Plano de ação com medidas de remediação desse
impacto.
22) Apresentar, semestralmente, o diagnóstico ambiental referente às campanhas
trimestrais desenvolvidas no âmbito do Programa de Monitoramento da Fauna
Terrestres e
Aquática. Esse diagnóstico deve apresentar o resultado analítico, discussão e
conclusão do
diagnóstico ambiental de forma consolidada por biota (aquática e terrestre),
associando a
ocorrência das espécies e os parâmetros populacionais às características dos
habitats
presentes na área, bem como indicar como a atividade que será desenvolvida pela
empresa
pode influenciar essa biodiversidade e propor indicadores que podem ser
monitorados.
Prazo de 1825 dias
23) Apresentar, anualmente, Relatório de Informação Ambiental (RIAA), em
atendimento
ao Decreto Estadual no 1.120, alterado pelo Decreto Estadual n° 1.881/2009,
acompanhado
da ART do profissional responsável pela elaboração e execução dos monitoramentos,
Declaração de veracidade das informações, assinada pelo representante legal e
responsável
técnico da empresa e DAE quitado. O RIAA deve apresentar o resultado analítico,
discussão

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ

SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE - SEMAS/PA

Licença de Instalação

LI No.: 3216/2021 VALIDADE ATÉ: 24/11/2026

PROCESSO No.: 2020/0000026145 DATA DO PROTOCOLO: 21/09/2020

Travessa Lomas Valentinas, 2717 - Marco, Belém – PA, CEP: 66.093-677


Telefones: (91) 3184-3300 / 3184-3330 / 3184-3362 - www.semas.pa.gov.br

e conclusão dos monitoramentos de todos os programas de ambientais desenvolvidos


pelo
empreendimento ao longo do ano.
24) Apresentar, anualmente, relatório do Programa de Gerenciamento de Riscos e
Atendimentos à Emergência, com dados acumulados da operacionalização do programa
durante a fase de instalação e com os comprovantes de treinamento dos funcionários
em
anexo;
Solicitamos sua especial atenção para o fato de que o não atendimento das condições
consignadas neste
expediente, levará ao enquadramento

Você também pode gostar