Você está na página 1de 10

Braz J Periodontol - Março 2016 - volume 26 - issue 01

USO DE ANTIBIÓTICOS SISTÊMICOS ADJUNTOS À


RASPAGEM E ALISAMENTO RADICULAR NO TRATAMENTO
DA PERIODONTITE CRÔNICA E PERIODONTITE
AGRESSIVA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA
Use of systemic antibiotics as an adjunct to scaling and root planing in the treatment of chronic
periodontitis and agressive periodontitis: an integrative review

Adriana Gomes Amorim1, Bruno César de Vasconcelos Gurgel2.

1 Doutora em Patologia Oral/UFRN, Especialista em Periodontia/UFRN.


2 Doutor em Periodontia FOP/Unicamp,Professor adjunto de Periodontia do Departamento de Odontologia/UFRN.

Recebimento: 01/12/15 - Correção: 26/01/16 - Aceite: 23/02/16

RESUMO

A periodontite é uma doença inflamatória crônica que atinge os tecidos de suporte dos dentes. O tratamento
padrão consiste na redução do biofilme subgengival através da raspagem e alisamento corono-radicular associada às
medidas de higiene oral. Entretanto, em indivíduos com periodontite agressiva ou periodontite crônica severa, pode ser
necessário associar antibióticos ao tratamento periodontal não-cirúrgico para que ocorra uma melhora significativa dos
parâmetros clínicos periodontais, tais como profundidade de sondagem e nível de inserção clínica. O objetivo desta revisão
integrativa da literatura foi avaliar as estratégias terapêuticas antimicrobianas indicadas no tratamento das periodontites
crônica severa e agressiva. A busca bibliográfica foi realizada nas bases de dados Pubmed e Scopus. Os descritores
utilizados foram: “Chronic Periodontitis” AND “Agressive periodontitis” AND “periodontal debridement” OR “Dental
Scaling” AND “Root Planing” AND “Anti-bacterial Agents” OR “Anti-infective Agents”.Foram incluídos ensaios clínicos em
humanos, randomizados, controlados, duplo ou triplo cegos, em inglês, publicados entre janeiro de 2010 e março de
2015. Os resultados demonstraram que apesar do uso adjunto de antimicrobianos à raspagem e alisamento radicular,
principalmente a associação de Amoxicilina com Metronidazol, ser eficiente na melhora das condições periodontais, há
uma grande heterogeneidade em relação às doses e o tempo de seguimento dos antibióticos indicados em Periodontia.
Também há dúvidas sobre o momento certo de iniciar a terapia medicamentosa. Dessa forma, há a necessidade de
elaboração de protocolo (s) clínico (s) para o uso de antibióticos sistêmicos adjuntos ao tratamento periodontal.
UNITERMOS: Periodontite crônica, periodontite agressiva, raspagem dentária, desbridamento periodontal e
antibacterianos. R Periodontia 2016; 26: 39-48.

INTRODUÇÃO etiológico determinante da doença é o estabelecimento


de um biofilme patogênico, constituído principalmente
A periodontite é uma doença inflamatória crônica que por bactérias gram-negativas e anaeróbias, na superfície
provoca a destruição dos tecidos de suporte do dente dentária subgengival de hospedeiros susceptíveis (Lindhe,
(cemento, ligamento periodontal e osso alveolar), levando 2010). A periodontite pode ser classificada em periodontite
ao desenvolvimento de bolsas periodontais, recessões crônica, quando a perda do suporte periodontal é lenta e
gengivais, perda óssea e, em casos mais avançados, a perda progressiva, e em periodontite agressiva, que se caracteriza
do elemento dentário (Zandbergenet al., 2013). O fator pela rápida perda das estruturas de sustentação do dente

An official publication of the Brazilian Society of Periodontology ISSN-0103-9393 39

Revista Perio março 2016 - 22-03-15.indd 39 22/03/2016 16:25:33


Braz J Periodontol - March 2016 - volume 26 - issue 01 - 26(1):39-48

em indivíduos mais jovens (Keestraet al., 2014). severa e periodontite agressiva. Dessa forma, espera-se
O tratamento padrão da periodontite, além da motivação contribuir com dados que orientem os profissionais quanto
e higiene oral, consiste na raspagem e alisamento corono- ao uso racional dessas substâncias.
radicular para reduzir a atividade microbiana subgengival
presente nos sítios comprometidos pela doença (Canas et al., MATERIAL E MÉTODOS
2015). Em casos de doença periodontal mais avançada, este
objetivo pode ser difícil de alcançar porque certos patógenos, Optou-se por uma revisão integrativa da literatura.
localizados no fundo de bolsas mais profundas, na região de Este método de pesquisa consiste na análise de diversas
bifurcação ou no interior dos tecidos periodontais, escapam publicações relevantes a respeito de um determinado assunto
da ação da instrumentação mecânica (Muniz et al., 2013). na área da saúde. As conclusões obtidas a partir da síntese
Consequentemente, alguns pacientes não respondem desses estudos podem dar suporte para a tomada de decisão,
adequadamente ao tratamento padrão e continuam melhorando a prática clínica, além de apontar lacunas do
a experimentar, em alguns sítios, infecção persistente, conhecimento que precisam ser preenchidas com a realização
inflamação, danos teciduais e, eventualmente, a perda do de novas pesquisas (Mendes et al., 2008).
dente (Doyle et al., 2015). Nesta situação, a associação Neste trabalho, os artigos científicos relevantes foram
de antibióticos sistêmicos ao tratamento periodontal obtidos através da busca online nas bases de pesquisa
convencional pode ser benéfica, pois esses medicamentos Scopus e Pubmed . Foram selecionados apenas artigos
modificam a composição microbiana do biofilme subgengival, em inglês, publicados entre janeiro de 2010 e março de
favorecendo o estabelecimento de uma microbiota com perfil 2015. Os seguintes descritores foram usados: “Chronic
compatível com a saúde (Zandbergenet al., 2013). Periodontitis” AND “Aggressive Periodontitis” AND “Periodontal
Diversos estudos clínicos descritos em uma revisão Debridement” OR “Dental Scaling” AND “Root Planing” AND
sistemática (Canas et al., 2015), ao compararem a eficácia “Anti-Bacterial Agents” or “Anti-infective agents”.
clínica do uso adjunto de antimicrobianos ao tratamento Inicialmente, foram selecionados os títulos e resumos
periodontal não-cirúrgico em relação à instrumentação que continham os descritores ou sugeriam alguma relação
mecânica isolada, revelaram resultados clínicos superiores com o objetivo do trabalho. Em seguida, somente foram lidos
obtidos com a associação, especialmente no que diz respeito os artigos completos que preenchiam os seguintes critérios:
à redução da profundidade de sondagem, ganho no nível de
• Ensaios clínicos controlados e randomizados
inserção clínica e redução do sangramento à sondagem, tanto
no tratamento das periodontites crônicas severas quanto • Ensaios clínicos duplo-cegos ou triplo-cegos
nas agressivas. Além disso, constatou-se que a melhora • Ensaios em humanos
desses parâmetros clínicos periodontais obtidos no início do
• Tipo de intervenção: uso de antibióticos sistêmicos
tratamento podia ser mantida por um período de 12 meses
adjuntos ao tratamento periodontal não-cirúrgico
(Feres et al., 2015).
da periodontite crônica e/ou agressiva em pacientes
Os antimicrobianos indicados para o tratamento das
sistemicamente saudáveis
periodontites pertencem aos seguintes grupos: penicilinas
(Amoxicilina), tetraciclinas (Minociclina e Doxiciclina), • Grupo controle: pacientes com periodontite crônica severa
macrolídeos (Azitromicina e Claritromicina), quinolonas ou agressiva que receberam tratamento mecânico não-
(Levofloxacino e Moxifloxacino) e nitroimidazólicos cirúrgico isolado ou associado a placebo
(Metronidazol) (Patil et al., 2013). Em razão da diversidade
• Desfechos: alterações dos parâmetros periodontais
de medicamentos disponíveis para as abordagens terapêuticas
(profundidade de sondagem, nível de inserção clínica,
adjuntas, informações adicionais sobre qual fármaco escolher,
sangramento gengival) e/ou alterações microbiológicas
a dose adequada, o momento ideal de iniciar a terapia
do biofilme subgengival.
medicamentosa e o tempo de duração do tratamento são
necessárias (Feres et al., 2015). Foram excluídos os artigos de revisão, as cartas, os
Diante desses questionamentos, o objetivo desse trabalho relatos de casos clínicos e os estudos duplicados. Também
de revisão integrativa da literatura foi buscar identificar foram descartados os artigos que analisaram o uso de
qual(is) o(s) regime(s) terapêutico(s) mais adequado(s) para antibióticos locais ou pesquisas cuja amostra fosse constituída
a associação da antibioticoterapia sistêmica à raspagem e por pacientes sistemicamente comprometidos. A busca
alisamento corono-radicular nos casos de periodontite crônica bibliográfica foi realizada por apenas um pesquisador

40 An official publication of the Brazilian Society of Periodontology ISSN-0103-9393

Revista Perio março 2016 - 22-03-15.indd 40 22/03/2016 16:25:33


Braz J Periodontol - March 2016 - volume 26 - issue 01 - 26(1):39-48

em março de 2015 (figura 01). No final, 15 artigos foram 2012;Silva-Senenet al., 2013; Feres et al., 2013; Mombelli
selecionados e informações a respeito do tipo de doença, et al., 2013; Soares et al., 2014; Mombelli et al., 2015).
amostra, momento da utilização do antibiótico, tempo de Nestes estudos, o uso dessa associação promoveu melhora
utilização, período de acompanhamento e desfechos clínicos estatisticamente significativa da periodontite severa e
e microbiológicos significativos dos grupos testes em relação agressiva, comprovada principalmente através da redução da
aos controles foram registradas e analisadas nos resultados. profundidade de sondagem e do sangramento à sondagem.
A modificação da microbiota subgengival para um perfil mais
RESULTADOS compatível com a saúde periodontal também foi constatada
em alguns desses trabalhos (Yek et al., 2010;Silva et al.,
Nesta revisão integrativa, a maior parte dos artigos 2011;Mestinik et al., 2012;Soares et al., 2014). Entretanto,
selecionados (09 ensaios clínicos) avaliou o efeito da associação as doses utilizadas não foram similares entre os estudos,
de antibióticos sistêmicos ao tratamento periodontal não- principalmente as do Metronidazol, as quais variaram de 250
cirúrgico em pacientes com periodontite crônica severa, e os a 500 mg.
demais (06 artigos), em pacientes com periodontite agressiva. A Azitromicina foi o segundo antibiótico mais estudado
O quadro 01 revela os ensaios clínicos utilizados nesta (Sampaio et al., 2011; Emingil et al.,2012; Haas et al., 2012;
revisão a partir da busca realizada. Han et al., 2012), porém, os autores não observaram benefício
A associação de Amoxicilina e Metronidazol foi a mais no uso desse antimicrobiano sobre o tratamento mecânico
utilizada (Yek et al., 2010;Silva et al., 2011; Mestinik et al., isolado. Em relação a Claritromicina, o único trabalho apontou

FIGURA 01: FLUXOGRAMA DA SELEÇÃO DOS ARTIGOS. NATAL/RN, 2015.

Títulos e resumos: 137

Pubmed: 82 Scopus: 55

Após a leitura
dos títulos e
abstracts

15 artigos 12 artigos
Após a leitura dos
textos completos
e análise dos
critérios de
inclusão e 10 artigos 05 artigos
exclusão

Total de textos
selecionados: 15

Figura 01: Fluxograma da seleção dos artigos. Natal/RN, 2015.


An official publication of the Brazilian Society of Periodontology ISSN-0103-9393 41

Revista Perio março 2016 - 22-03-15.indd 41 22/03/2016 16:25:33


Braz J Periodontol - March 2016 - volume 26 - issue 01 - 26(1):39-48

QUADRO 01: ENSAIOS CLÍNICOS QUE AVALIARAM O USO ADJUNTO DE ANTIBIÓTICOS SISTÊMICOS AO TRATAMENTO PERIODONTAL NÃO-CIRÚRGICO DAS PERIODONTITES
CRÔNICAS E AGRESSIVAS. NATAL/RN, 2015.

Tipo de Grupos e número de Início da utilização


Referência Antibiótico
periodontite participantes do antibiótico

Moxifloxacino (400mg, uma - RAR + placebo (20); Durante a realização


Ardila et al., 2015 Agressiva
vez ao dia). - RAR + Moxifloxacino (20) da RAR
Metronidazol (500mg, 3
Mombelli et al., vezes ao dia) - RAR + placebo (40);
Crônica Após a RAR
2015 amoxicilina (375mg, 3 vezes - RAR + MTZ + AMOX (40)
ao dia)

Pradeep et al., Levofloxacino (500mg, 1 - RAR + placebo (32); Durante a realização


Crônica
2015 vez ao dia) - RAR + Levofloxacino (33) da RAR

Metronidazol (400mg, 3 - RAR + placebo (40);


Durante a realização
Soares et al., 2014 Crônica vezes ao dia) e Amoxicilina - RAR + MTZ (39);
da RAR
(500mg, 3 vezes ao dia). - RAR + MTZ + AMOX (39)

Metronidazol (250mg, 03
Silva-Senem et al., - RAR + placebo (17); Durante a realização
Agressiva vezes ao dia) e Amoxicilina
2013 - RAR + AMOX + MTZ (18) da RAR
(500mg, 03 vezes ao dia)

Metronidazol (400mg, 3 - RAR + placebo (40);


Durante a realização
Feres et al., 2013 Crônica vezes ao dia) e Amoxicilina - RAR +MTZ + placebo (39);
da RAR
(500mg, 3 vezes ao dia). - RAR +MTZ + AMOX (39)

Metronidazol (500mg, 3
Mombeli et al., - RAR + AMOX + MTZ (44); Após o tratamento
Crônica vezes ao dia) e amoxicilina
2013 - RAR + placebo (38) periodontal
(375mg, 3 vezes ao dia)

Azitromicina - RAR + placebo (18); Após a realização da


Emingil et al., 2012 Agressiva
(500mg, 01 vez ao dia) - RAR + Azitromicina (18) RAR

Azitromicina - RAR + Azitromicina (12); Durante a realização


Haas et al., 2012 Agressiva
(500mg, 01 vez ao dia) - RAR + placebo (13) da RAR

Azitromicina - RAR + Azitromicina (13); Após a realização da


Han et al., 2012 Crônica
(500mg, 01 vez ao dia) - RAR + placebo (13) RAR

Metronidazol (400mg) e
Mestnik et al., - RAR + placebo (15);
Agressiva amoxicilina (500mg), 3 Durante a RAR
2012 - RAR + AMOX + MTZ (15)
vezes ao dia)

42 An official publication of the Brazilian Society of Periodontology ISSN-0103-9393

Revista Perio março 2016 - 22-03-15.indd 42 22/03/2016 16:25:33


Braz J Periodontol - March 2016 - volume 26 - issue 01 - 26(1):39-48

QUADRO 01: ENSAIOS CLÍNICOS QUE AVALIARAM O USO ADJUNTO DE ANTIBIÓTICOS SISTÊMICOS AO TRATAMENTO PERIODONTAL NÃO-CIRÚRGICO DAS PERIODONTITES
CRÔNICAS E AGRESSIVAS. NATAL/RN, 2015. (CONTINUAÇÃO)

Tempo de uso Período de


Desfechos clínicos e microbiológicos estatisticamente significantes dos
do antibiótico acompanhamento do
grupos testes em relação aos controles
associado à RAR estudo

- Maior redução da PS e maior ganho do NIC.


07 dias Baseline, 3 e 6 meses.
- Maior redução dos níveis subgengivais de A.a e P.g.

- Redução do número de sítios com PS > 4mm e do sangramento à


07 dias Baseline, 12 meses sondagem;
- Um menor número de pacientes necessitou de cirurgia periodontal.

Baseline, 1, 3 e 6 - Melhora da PS e NIC;


10 dias
meses - Redução significativa dos níveis subgengivais de A.a.

Baseline, 3, 6 e 12 - Redução significativa dos níveis subgengivais de patógenos periodontais.


14 dias
meses. - Redução no número médio de sítios com PS >5mm após um ano.

- Os dois grupos exibiram resultados similares em relação à redução da PS,


Baseline, 3, 6, 9 e 12 do ISS e do IP e ao aumento do NIC.
10 dias
meses - Não foi encontrada diferença entre os níveis de patógenos periodontais
entre os dois grupos após 12 meses.

- Menor número de sítios com PS ≥ 5mm nos grupos que receberam


Baseline, 3, 6 e 12 antibióticos.
14 dias
meses - Menor número de sujeitos exibindo um número de sítios ≥ 9 com PS
≥5mm após 12 meses nos grupos testes.

- Número de sítios significativamente menor no grupo teste exibindo


07 dias Baseline e 3 meses
PS≥4mm e sangramento à sondagem em relação ao controle.

- O uso da Azitromicina não promoveu nenhum benefício adicional


ao tratamento periodontal não-cirúrgico para nenhum dos parâmetros
03 dias Baseline, 06 meses periodontais analisados (PS, NIC, ISS e IP).
- Os níveis de P.gingivalis, P. intermedia, T. forsythia e F.nucleatum foram
similares nos 2 grupos ao final do estudo.

- O uso adjunto de Azitromicina promoveu pequeno benefício adicional à


Baseline, 3, 6 e 12
03 dias RAR na redução dos patógenos periodontais subgengivais.
meses
- Os parâmetros clínicos periodontais não foram analisados.

- O uso adjunto de Azitromicina não promoveu benefício adicional à RAR para


nenhum dos parâmetros periodontais avaliados (ISS, IP, PS e NIC).
03 dias Baseline, 06 meses - Não foi encontrada diferença estatisticamente significante nos níveis dos
patógenos periodontais, com exceção do F.nucleatum, entre os grupos após
06 meses.

- O uso adjunto dos antibióticos promoveu a melhora superior de todos os


14 dias Baseline, 6 e 12 meses parâmetros periodontais (PS, NIC, ISS, IP, sangramento gengival e supuração).
- Redução significativa de todos os patógenos do complexo vermelho.

An official publication of the Brazilian Society of Periodontology ISSN-0103-9393 43

Revista Perio março 2016 - 22-03-15.indd 43 22/03/2016 16:25:33


Braz J Periodontol - March 2016 - volume 26 - issue 01 - 26(1):39-48

QUADRO 01: ENSAIOS CLÍNICOS QUE AVALIARAM O USO ADJUNTO DE ANTIBIÓTICOS SISTÊMICOS AO TRATAMENTO PERIODONTAL NÃO-CIRÚRGICO DAS PERIODONTITES
CRÔNICAS E AGRESSIVAS. NATAL/RN, 2015.

Pradeep et al., Claritromicina (500mg, 02 - RAR + placebo (19); Durante a realização


Crônica
2011 vezes ao dia) - RAR + Claritromicina (18) da RAR

Sampaio et al., Azitromicina (500mg, 01 RAR + Azitromicina (20) e Após a realização da


Crônica
2011 vez ao dia) RAR + placebo (20) RAR

Metronidazol (400 mg) - RAR + MTZ + placebo (17);


Durante a realização
Silva et al., 2011 Crônica e Amoxicilina (500mg), 3 - RAR + MTZ +AMOX (17);
da RAR
vezes ao dia - RAR + placebo (17)

Amoxicilina (500mg) +
- RAR + AMOX + MTZ (12); Durante a realização
Yek et al., 2010 Agressiva Metronidazol (500mg), 3
- RAR (16). da RAR
vezes ao dia.

PS.: profundidade de sondagem; NIC: nível de inserção clínica; IP: índice de placa; ISS: índice de sangramento à sondagem; IG: índice gengival; A.a.: Aggregatibacter actinomycetemcomitans; P.g.:
Porphyromonasgingivalis; T.d.: Treponema denticola; T.f.: Tannerella forsythia; RAR: raspagem e alisamento radicular; AMOX: Amoxicilina; MTZ: Metronidazol.

que a associação do antibiótico promoveu resultados clínicos sondagem e ganho de inserção clínica (Ardila et al., 2015).
superiores ao tratamento convencional (Pradeep et al.,2011). O uso adjunto do Metronidazol isolado ou associado à
O uso das quinolonas também foi analisado em dois Amoxicilina vem sendo intensamente investigado na literatura
artigos (Ardila et al., 2015; Pradeep et al., 2015). Os resultados (Yek et al., 2010;Silva et al., 2011; Mestnik et al., 2012;Feres
foram positivos, inclusive demonstrando maior redução et al., 2013;Mombeli et al., 2013;Soares et al., 2014; Mombeli
dos níveis subgengivais da A. Actinomycentemcomitans et al., 2015). A amoxicilina é utilizada na dose de 500mg na
nos pacientes que associaram o antimicrobiano à terapia maioria dos trabalhos analisados, já para o Metronidazol,
periodontal convencional. as doses variaram entre 250mg e 500mg (Patil et al., 2013).
As metodologias aplicadas nos ensaios clínicos analisados Esta variação da dose relaciona-se com o local onde os
não exibiram uniformidade. O momento de iniciar o uso estudos foram realizados, pois as formas de apresentação do
dos antibióticos divergiu, sendo utilizados antes, durante ou Metronidazol são diferentes dependendo do país. No Brasil,
após o tratamento mecânico, dependendo do estudo. Além o Metronidazol é disponibilizado na dose de 250 mg.
disso, não houve consenso sobre o tempo de duração do Ao investigar o efeito do uso sistêmico adjunto do
tratamento antimicrobiano, sobretudo para a associação de Metronidazol isolado ou associado à Amoxicilina em relação
Amoxicilina com Metronidazol, cujo período de administração ao placebo no tratamento da periodontite crônica, Feres et
variou de 7 a 14 dias. O tempo de acompanhamento das al. (2013) constataram que esses esquemas medicamentosos
pesquisas ainda variou de 03 a 12 meses. Até mesmo o são superiores ao placebo, sendo que a associação promoveu
número de participantes de cada grupo de pesquisa foi bem a maior redução no número de sítios com profundidade de
heterogêneo entre os estudos. sondagem maior do que de 5mm. Ainda seguindo estes
autores, o uso desses antimicrobianos sistêmicos reduziu
DISCUSSÃO o risco de recorrência da doença durante os 12 meses de
acompanhamento dos pacientes. Silva et al. (2011) detectaram
A utilização de antibióticos sistêmicos adjunto à redução mais significativa na proporção de alguns patógenos
instrumentação mecânica para remoção do biofilme dentário pertencentes ao complexo vermelho (T.forsythia, P.gingivalis
subgengival tem sido recomendada em alguns casos de e T.denticola) e aumento de bactérias compatíveis com o
pacientes com periodontite crônica avançada e periodontite hospedeiro (actinomyces) após o uso da combinação desses
agressiva com o objetivo de redução da profundidade de dois antibióticos em comparação ao uso do Metronidazol
44 An official publication of the Brazilian Society of Periodontology ISSN-0103-9393

Revista Perio março 2016 - 22-03-15.indd 44 22/03/2016 16:25:33


Braz J Periodontol - March 2016 - volume 26 - issue 01 - 26(1):39-48

QUADRO 01: ENSAIOS CLÍNICOS QUE AVALIARAM O USO ADJUNTO DE ANTIBIÓTICOS SISTÊMICOS AO TRATAMENTO PERIODONTAL NÃO-CIRÚRGICO DAS PERIODONTITES
CRÔNICAS E AGRESSIVAS. NATAL/RN, 2015. (CONTINUAÇÃO)

- Maior redução da PS e ganho de NIC no grupo teste (p<0.001).


Baseline, 1,3,6 e 9
03 dias - Redução significativa dos patógenos periodontais no grupo teste, com
meses
exceção da T. forsythia.

- A Azitromicina não promoveu benefício adicional em nenhum dos


parâmetros periodontais analisados (PS, NIC, ISG e IP).
05 dias Baseline, 6 e 12 meses
- Ocorreu a recolonização subgengival pelo complexo vermelho em ambos
os grupos após 12 meses.

- Ganho de inserção clínica;


- Menor porcentagem de sítios com PS≥5mm;
14 dias Baseline e 03 meses
- Alterações significativas no biofilme subgengival. Reduçãodas bactérias dos
grupos vermelho e laranja promovida pelos antimicrobianos.

- Redução significativa do T.forsythia no grupo teste;


07 dias Baseline, 3 e 6 meses - O uso adjunto dos antimicrobianos promoveu melhora estatisticamente
significante do PS, NIC e IG no grupo teste.

isoladamente, o que justifica a preferência pelo uso dessa grande redução da carga bacteriana durante a raspagem e o
combinação medicamentosa no tratamento da periodontite alisamento radicular. Na maioria dos estudos avaliados nesta
crônica avançada. revisão, o uso de Amoxicilina associada ao Metronidazol foi
Em relação ao momento mais adequado para a realizado durante a fase ativa do tratamento periodontal (Yek
administração dos antibióticos no tratamento da periodontite, et al., 2010; Silva et al., 2011; Mestnik et al., 2012; Feres et al.,
os melhores benefícios da associação de Amoxicilina com 2013; Silva-Senem et al., 2013; Soares et al., 2014).
Metronidazol podem ser obtidos quando os fármacos são Os esquemas terapêuticos descritos na literatura são
administrados durante a realização do tratamento mecânico. muito variados, e o tempo de administração da associação
Nesta fase, o aumento da permeabilidade capilar e a elevação de Amoxicilina e Metronidazol pode variar de 7 a 14 dias. Isto
dos níveis do fluido crevicular causados pela inflamação ocorre por que os esquemas medicamentosos utilizados em
periodontal, permitem que elevadas concentrações dos Periodontia são extrapolações daqueles usados em medicina.
antibióticos alcancem as bolsas periodontais (Feres et Consequentemente, não há um protocolo padrão específico
al., 2015). Consequentemente, há uma redução rápida para tratar as periodontites e os estudos apresentam grande
e intensa dos microrganismos patogênicos do biofilme heterogeneidade quanto ao tempo de seguimento do
subgengival, o que aumenta as chances de recolonização tratamento medicamentoso. Além da possibilidade de causar
desse microambiente por microrganismos compatíveis com o fracasso do tratamento farmacológico, a falta de consenso
a saúde (Zandebergen et al., 2013). em relação ao tempo de tratamento dificulta a comparação
Além disso, a recolonização das bolsas recém-tratadas entre os diversos estudos que analisam o efeito do uso de
por bactérias benéficas confere estabilidade em longo prazo antibióticos no tratamento periodontal (Feres et al., 2015).
dos resultados alcançados pela raspagem e alisamento Esse mesmo grupo de autores relatou que o uso
radicular (Mestnik et al., 2012). Entretanto, quando esta de Amoxicilina 500 mg associada ao Metronidazol,
associação antimicrobiana é utilizada apenas na fase independentemente da dosagem utilizada (250mg ou
de acompanhamento do tratamento periodontal, a 400mg), no período de 14 dias, é a mais indicada (Feres et al.,
recolonização parcial das bolsas pode acontecer, o que reduz 2015). Estes autores compararam o uso dessa combinação
a possibilidade de formação de um biofilme compatível com antimicrobiana pelos períodos de 7 e 14 dias em relação ao
a saúde (Feres et al., 2015). Tanto a Amoxicilina quanto o placebo. Os resultados apontaram maior ganho de inserção
Metronidazol são bactericidas, o que também promove uma clínica e redução do número médio de sítios com profundidade
An official publication of the Brazilian Society of Periodontology ISSN-0103-9393 45

Revista Perio março 2016 - 22-03-15.indd 45 22/03/2016 16:25:33


Braz J Periodontol - March 2016 - volume 26 - issue 01 - 26(1):39-48

de sondagem ≥ 5mm nos pacientes que utilizaram estes Azitromicina ser um antibiótico bacteriostático, ou seja, não é
antimicrobianos por 14 dias. Acompanhando a melhora dos capaz de reduzir a carga bacteriana do biofilme subgengival,
parâmetros clínicos periodontais, os melhores benefícios apenas interrompe o seu crescimento.
na alteração da composição microbiana subgengival, com Entretanto, a revisão sistemática conduzida por Muniz
redução tanto de bactérias do complexo vermelho quanto et al. (2013) apresentou resultados diferentes. Após a análise
do laranja, foram alcançados nos grupos que utilizaram a de 12 artigos publicados entre 2001 e 2011, os autores
combinação antimicrobiana por mais tempo. concluíram que o uso adjunto da Azitromicina melhorou
O tratamento da periodontite agressiva e a manutenção significativamente os resultados clínicos da instrumentação
dos resultados clínicos e microbiológicos obtidos constitui mecânica em pacientes portadores de periodontite crônica ou
num desafio para os periodontistas (Yek et al., 2010). Em periodontite agressiva. Apenas um dos trabalhos analisados
uma revisão sistemática (Canas et al.,2015), o uso combinado nesta revisão sistemática, o de Sampaio et al. (2011), que
de Amoxicilina e Metronidazol mostrou-se o mais eficaz em também foi incluído nessa revisão integrativa, não exibiu
reduzir os níveis de microrganismos específicos e em reduzir resultados favoráveis. Essa falta de consenso, a respeito da
a profundidade de sondagem e ganhar inserção clínica. Em eficácia da Azitromicina no tratamento periodontal, pode estar
um ensaio clínico conduzido por Yek et al. (2010), a associação relacionada ao curto intervalo de tempo estabelecido para a
de antibióticos à instrumentação mecânica promoveu uma busca dos estudos analisados no presente trabalho (5 anos).
substancial e significativa redução dos níveis de T.forsythia. Um estudo avaliou o efeito de outro Macrolídeo
Segundo os autores, a ação dos antibióticos sobre esta (Claritromicina) associada à raspagem e alisamento radicular,
bactéria permitiu que os resultados clínicos obtidos após o na dose de 500mg, duas vezes ao dia, por 03 dias (Pradeep
tratamento fossem mantidos estáveis durante o período de et al., 2011). A administração em um intervalo maior de
seis meses de acompanhamento do estudo. tempo (12/12hs) e em poucos dias parece ser uma grande
O antibiótico que demonstrou maior homogeneidade vantagem, pois favorece o seguimento do tratamento
quanto às doses e tempo de administração foi a Azitromicina, por parte do paciente. O uso dessa medicamentação
sendo comumente prescrita na dose de 500mg, uma vez ao aumentou a eficácia da instrumentação cirúrgica em reduzir a
dia, durante 03 dias (Emingil et al., 2012; Haas et al, 2012; profundidade de sondagem, ganhar inserção clínica e diminuir
Han et al, 2012). Este esquema posológico é mais confortável a carga bacteriana. Portanto, para pacientes hipersensíveis
para os pacientes, ao contrário da associação de Amoxicilina à Amoxicilina, a Claritromicina constitui uma alternativa
e Metronidazol que necessita ser utilizada três vezes ao dia, terapêutica.
num intervalo de tempo maior, variando de 07 a 14 dias Recentemente, o uso adjunto das quinolonas vem
(Muniz et al., 2013). sendo investigado como opção terapêutica para pacientes
O uso da Azitromicina no tratamento da periodontite hipersensíveis ou que apresentam resistência microbiana à
agressiva foi avaliado em dois trabalhos. No estudo conduzido Amoxicilina (Ardila et al., 2015; Pradeep et al., 2015). Nos
por Haas et al. (2011), a associação de Azitromicina ao dois estudos incluídos na revisão, foram avaliados os efeitos
tratamento periodontal não-cirúrgico promoveu uma melhora de Moxifloxacino e de Levofloxacino, nas doses de 400mg
clinica muito pequena em comparação ao placebo, em um e 500mg respectivamente, uma vez ao dia. O uso adjunto
ano de acompanhamento. Já em outro estudo, o uso desse de Moxifloxacino no tratamento da periodontite agressiva
antibiótico não promoveu benefício algum quando adicionado alterou significativamente a profundidade de sondagem
à raspagem e alisamento radicular (Emingil et al., 2012). Diante e o nível de inserção clínica, além de reduzir a quantidade
desses resultados, o uso da combinação de Amoxicilina e de Aggregatibacter actinomycetemcomitans para níveis
Metronidazol permanece como o mais adequado para o indetectáveis (Ardila et al., 2015). Resultados semelhantes
tratamento adjunto da periodontite agressiva. foram obtidos para o uso de Levofloxacino no tratamento
Resultados semelhantes foram obtidos para o tratamento adjunto da periodontite crônica (Pradeep et al., 2015).
da periodontite crônica. Sampaio et al. (2011) e Han et al. As tetraciclinas indicadas em Odontologia, Doxiciclina e
(2012), ao avaliarem o efeito do uso associado de Azitromicina Minociclina, apresentam propriedades que contribuem para o
à instrumentação mecânica sobre parâmetros clínicos e seu uso adjunto ao tratamento periodontal, como a inibição
microbiológicos, concluíram que a administração desse da colagenase e a ação anti-inflamatória (Patil et al., 2013).
antibiótico não promoveu efeitos adicionais aos alcançados Apesar de apresentem como vantagem o uso em dose única
pelo tratamento periodontal isolado. A razão para estes diária, o longo período necessário de utilização de cerca de
resultados negativos pode estar relacionada ao fato da 21 dias, tempo para que sejam obtidos níveis ideais desses

46 An official publication of the Brazilian Society of Periodontology ISSN-0103-9393

Revista Perio março 2016 - 22-03-15.indd 46 22/03/2016 16:25:34


Braz J Periodontol - March 2016 - volume 26 - issue 01 - 26(1):39-48

antimicrobianos no fluido do sulco gengival, pode dificultar o de Amoxicilina e Metronidazol, promoveu resultados clínicos
seguimento por parte do paciente (Andrade, 2014). Ademais, superiores e mais persistentes em relação ao tratamento
o uso prolongado desses antibióticos de largo espectro periodontal convencional em pacientes com periodontite
pode favorecer o surgimento de infecções secundárias crônica severa e agressiva. No entanto, não há na literatura
como a candidíase (Andrade, 2014). No intervalo de tempo um esquema posológico padrão que oriente o uso dos
selecionado, esta pesquisa não encontrou nenhum ensaio antibióticos sistêmicos no tratamento dessas condições.
clínico que avaliasse o uso de tetraciclinas no tratamento de
periodontite crônica severa e periodontite agressiva. ABSTRACT
O uso de antimicrobianos sistêmicos associados ao
tratamento mecânico não-cirúrgico das periodontites crônica Periodontitis is a chronic inflammatory disease that affects
severa e periodontite agressiva, principalmente a associação the supporting tissues of the teeth. The periodontal treatment
de Amoxicilina com Metronidazol, pode promover melhores consists of modifying the subgingival biofilm by scaling and
resultados clínicos e microbiológicos em relação ao tratamento root planing associated with changes in oral habits. These
mecânico isolado. Entretanto, a falta de uniformidade entre procedures are sufficient in order to reach an adequate
as metodologias empregadas nos ensaios clínicos dificultou control of the disease in most patients. However, in patients
a comparação entre os trabalhos analisados nesta revisão with advanced periodontitis or chronic periodontitis, it is
integrada. O número de participantes de cada pesquisa, o necessary to combine antibiotics to non-surgical periodontal
tempo de duração do tratamento mecânico, o momento treatment to improve clinical periodontal parameters such
de utilização do antibiótico, as doses e o período de as probing depth and clinical attachment level. Thus, the
administração e até mesmo o tempo de seguimento dos objective of the research was to evaluate the anti-infective
pacientes foi variável. Além disso, o período de seleção dos therapeutic strategies for the treatment of advanced chronic
artigos (05 anos) pode ter limitado a análise da Azitromicina periodontitis and aggressive periodontitis. It is an integrative
e excluiu estudos com as tetraciclinas. literature review. The articles were obtained from PubMed
Diante de tanta variabilidade entre as pesquisas, a and Scopus databases. The keywords used in the search
prescrição de um antimicrobiano torna-se confusa para were “Chronic Periodontitis “AND” Aggressive periodontitis
os periodontistas. Há a necessidade de estabelecer um “AND” periodontal debridement “OR” Dental Scaling” AND
protocolo sobre o uso desses medicamentos no tratamento “Root planing” AND” Anti -bacterial Agents” OR” Anti-infective
de doenças periodontais. Portanto, novos ensaios clínicos Agents”. Controlled, randomized, double or triple blind clinical
devem ser realizados com número maior de participantes, em trials in humans, published between January 2010 and March
períodos mais prolongados de observação e com esquemas 2015, were included. The results show that the adjunctive
terapêuticos padronizados. Também é importante dar use of antibiotics to scaling and root planning, mostly the
maior atenção aos efeitos adversos provocados por estes combination of amoxicillin plus metronidazole, was very
medicamentos. Com estas medidas, o uso dessas substâncias effective in improving periodontal conditions, however it lacks
será mais racional, o que previne o desenvolvimento de optimum dose definition, duration of therapy and the best
resistência bacteriana e favorece o restabelecimento da saúde moment of antibiotic administration.In conclusion, a clinical
periodontal com o mínimo de desconforto para o paciente. protocol for the use of systemic antibiotics as an adjunct to
periodontal treatment should be developed.
CONCLUSÃO
UNITERMS: Chronic periodontitis, aggressive periodontitis,
Conclui-se que o uso de antibióticos sistêmicos adjuntos periodontal debridement, systemic antibiotics
à instrumentação mecânica, principalmente o uso combinado

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1- Zandbergen D, Slot DE, Cobb CM, Weijden VD. The clinical effect Rio de Jeneiro: Guanabara-Koogan, 2010.
of scaling and root planing and the concomitant administration
3- Keestra JAJ, Grosjean I, Coucke W, Quirynen M, Teughels W. Non-
of systemic amoxicilin and metronidazole: a systematic review. J
surgical periodontal therapy with systemic antibiotics in patients
Periodontol. 2013; 84:332-351.
with untread aggressive periodontitis: a systematic review and meta-
2- Lindhe J. Tratado de periodontia Clínica e implantodontia oral. 5a ed. analysis. J Periodont Res. 2014; 1-18.

An official publication of the Brazilian Society of Periodontology ISSN-0103-9393 47

Revista Perio março 2016 - 22-03-15.indd 47 22/03/2016 16:25:34


Braz J Periodontol - March 2016 - volume 26 - issue 01 - 26(1):39-48

4- Canas PG, Khouly I, Sanz J, Loomer P. Effectiveness of systemic of microbiological results from a randomized clinical trial. J Clin
antimicrobial therapy in combination with scaling and root planing Periodontol. 2014; 41:366-76.
in the treatment of periodontitis: a systematic review. JADA. 2015;
17- Mombeli A, Almaghlouth A, Norbert C, Courvoisier DS, Giannopoulou
146(3): 150-163.
C. Differential benefits of amoxicillin-metronidazole in different phases
5- Muniz FWMG, Oliveira CC, Carvalho RS, Moreira MMSM, Moraes of periodontal therapy in a randomized controlled crossover clinical
MEA, Martins RS. Azithromiycin: a new concept in adjuvant treatment trial. J periodontol. 2015; 86(3):367-375.
of periodontitis. Eur J Pharmacol. 2013; 705:135- 9.
18- Sampaio E, Rocha M, Figueiredo LC, Faveri M, Duarte PM, Gomes
6- Doyle CJ, Fitzsimmons TR, Marchant C, Dharmapatni AASSK, Hirsh Lira EA et al. Clinical and microbiologiiiical effects of azithromycin
R, Bartold PM. Azithromycin suppresses P.gingivalis LPS-induced pro- in the treatment of generalized chronic periodontitis: a randomized
inflammatory cytokine and chemokine production by human gingival placebo-controlled clinical Trial. J clinperiodontol. 2011; 38:838-846.
fibroblasts in vitro. Clin Oral Invest. 2015; 19:221-7.
19- Emingil G, Han B, Ozdemir G, Tervahartiala T, Vural C, Atilla G, Baylas
7- Feres M, Figueiredo LC, Soares GMSS, Faveri M. Systemic antibiotics in H et al. J periodontol. 2012; 47:729-39.
the treatment of periodontitis.Periodontol 2000. 2015; 65:131-186.
20- Haas AN, Silva- boghossian CM, Colombo AP, Susin C, Albandar JM,
8- Patil V, Mali R, Mali A. Systemic anti-microbial agents used in Oppermann RV, Rosing CK. Adjunctive azithromycin in the treatment
periodontal therapy. J Indian SocPeriodontol. 2013, 12(2):162-8. of aggressive periodontitis: microbiological findings of a 12-month
randomized clinical trial. J Dent. 2012; 40: 556-63.
9- Mendes KDA, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método
de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na 21- Han B, Emingil G, Ozdemir G, Tervahartiala T, Vural C, Atila G et al.
enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2008; 17(4):758-64. Azitromycin as an adjunctive treatments of generalized severe chronic
periodontitis: clinical, microbiologic and biochemical parameters. J
10- Yek EC, Cintan S, Topcuoglu N, Kulekci G, Issever H, Kantarci A. Efficacy
periodontol. 2012; 83(12): 1480-91.
of amoxicillin and metronidazole combination for the management of
generalized aggressive periodontitis. J periodontol. 2010; 81:964-974. 22- Pradeep AR, Kathariya R. Claritromycin, as adjunct to non surgical
periodontal therapy for chronic periodontitis: a double blinded, placebo
11- Silva MP, Feres M, Sirotto TAO, Soares GMS, Mendes JAV, Faveri M,
controlled, randomized clinical trial. Arch Oral Biol. 2011; 56:1112-9.
Figueiredo LC. Clinical and microbiological benefits of metronidazole
alone or with amoxicillin as adjuncts in the treatment of chronic 23- Ardila CM, Martelo-Cadavid JF, Boderth-Acosta G, Ariza-Garcés AA,
periodontitis: a randomized placebo-controlled clinical Trial. J Clin Guzmán IC. Adjunctive moxifloxacin in the treatment of generalized
Periodontol. 2011; 38:828-37. aggressive periodontitis patients: clinical and microbiological results
of a randomized, triple-bind and placebo-controlled clinical trial. J Clin
12- Mestnik MJ, Feres M, Figueiredo LC, Soares G, Teles RP, Fermiano
Periodontol. 2015; 42: 160-8.
D et al. The effects of adjunctive metronidazole plus amoxicillin
in the treatment of generalized agressive periodontitis: a 1-year 24- Pradeep AR, Singh SP, Martande SS, Naik SB, NP, Kaira N, Suke DK.
Double-blinded, placebo-controlled, randomized clinical Trial. J clin Clinical and microbiological effects of levofloxacin in the treatment of
periodontol.2012; 39:955-961. chronic periodontitis: a randomized, placebo-controlled clinical trial. J
InvestigClinDent. 2015; 6(3):170-8.
13- Silva-senem MX, Heller D, Varela VM, Torres MCB, Feres-filho EJ,
Colombo APV. Clinical and microbiological effects of systemic 25- Andrade ED. Terapêutica medicamentosa em odontologia. 3a ed. São
antimicrobials combined to an anti-infective mechanical debridement Paulo: Artes Médicas, 2014.
for the management of aggressive periodontitis: a 12-month
randomized controlled trial. J Clin Periodontol. 2013; 40:242-251.

14- Feres M, Soares GMS, Mendes JAV, Silva MP, Faveri M, Teles R et al.
Metronidazole alone or with amoxicilin as adjuncts to non-surgical
treatment of chronic periodontitis: a 1-year Double-blinded, placebo-
controlled, randomized clinical Trial. J Clin Periodontol. 2013; 39:
1149-1158.

15- Mombeli A, Cionca N, Almaghlouth A, Decaillet F, Courvoisier


DS, Giannopoulou C. Are there specific benefits of amoxicilin plus
metronidazole in Aggregatibacter actinomycetemcomitans-associated
periodontitis? Double-masked, randomized clinical trial of efficacy and
Endereço para correspondência:
safety. J periodontol. 2013; 84:715-24.
Adriana Gomes Amorim
16- Soares GMS, Mendes JAV, Silva MP, Faveri M, Teles R, Socransky SS Travessa Dom José Tomaz, 1262 – Condomínio Costa do Sol – apto. 200
et al. Metronidazole alone or with amoxicilin as adjuncts to non- Tirol – Natal – RN
surgical treatment of chronic periodontitis: a secondary analysis E-mail: adri-amorim1@bol.com.br

48 An official publication of the Brazilian Society of Periodontology ISSN-0103-9393

Revista Perio março 2016 - 22-03-15.indd 48 22/03/2016 16:25:34

Você também pode gostar